Solucao Assemb Legislativa RN

download Solucao Assemb Legislativa RN

of 444

  • date post

    30-Nov-2015
  • Category

    Documents

  • view

    410
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Solucao Assemb Legislativa RN

  • 7 895323 401718

    edital

    ATUALIZADO

    2013

    Concurso Pblico:

    ASSEMBLEIALEGISLATIVA - RNTCNICO LEGISLATIVOHABILITAO TCNICO LEGISLATIVOCONHECIMENTOS GERAISHistria do Rio Grande do Norte

    Legislao Institucional (Regimento Interno da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte)

    Constituio do Estado do Rio Grande do Norte

    CONHECIMENTOS ESPECFICOSLngua Portuguesa

    Redao

    Matemtica e Raciocnio Lgico-Matemtico

    Testes de Todas as Matrias

    Dicas Para Concursos

    Glossrio Jurdico

    Nova Ortografia

    e muito mais...

    Acesse:www.apostilasolucaoonline.com.br

    Autores:Andrea Regiane dos Santos Paulo Edson Marques Edson Jos Pinheiro Leonardo Tassinari Viveiros

  • Todos os direitos reservados. Proibida a cpia sem autorizao da Apostilas Soluo Comrcio de Material Didtico e Editora LTDA, estabelecida na Rua Lopes Chaves, 424, Estado So Paulo, Capital So Paulo,

    sob CNPJ n 53.980.983/0001-36.

    A reproduo total ou parcial de obra intelectual, com intuito de lucro CRIME apenado com recluso, de 2 a 4 anos, mais multa.

    Assembleia Legislativa - Rn

    Tcnico Legislativo

  • H quase 30 anos, a Editora Soluo vem promovendo o conhecimento a todos que enfrentam o desafio do

    to sonhado cargo pblico.

    Pensando na praticidade e acessibilidade de uma nova ferramenta de ensino, a Editora Soluo est

    comercializando um novo material em formato Digital

    Os altos ndices de aprovao e o destaque nas classificaes aumenta a cada dia a responsabilidade em atender o nosso

    cliente com presteza, pontualidade e fidelidade, propiciando um material de elevado nvel pedaggico e autodidtico, que a

    excelncia dos nossos professores assegura.

    Muito obrigado pela preferncia e bons estudos.

    Ficha Tcnica: Concurso:Assembleia Legislativa - RN Cargo:Tcnico Legislativo Autores:Andrea Regiane dos SantosPaulo Edson MarquesEdson PinheiroLeonardo Tassinari

    criao e diagramao

  • 5Material Digital Editora soluo

    Assembleia Legislativa - RnTcnico Legislativo

    Sumrio

    Histria do Rio Grande do NorteA Presena Portuguesa No Rio Grande Do Norte 8

    A Fundao De Natal 9

    Natal No Inicio Do Sec Xix. 9

    A Presena Francesa No Rio Grande Do Norte 10

    Segunda Guerra Mundial No Rio Grande Do Norte 20

    Testes 27

    Respostas Com Comentrios 32

    Conhecimentos GeraisConhecimentos Gerais - Legislao Institucional 35

    Legislao Institucional 35

    Regimento Interno Da Assembleia Legislativa Do Rio Grande Do Norte 35

    Ttulo I Disposies Preliminares 35

    Das Comisses De Representao 65 81

    Regulamentar Ou Da Delegao Legislativa 118

    Captulo Xx Do Pedido De Interveno Federal 118

    Ttulo Ix Da Participao Da Sociedade Civil 119

    Ttulo X Da Interpretao E Observncia Do Regimento 119

    Ttulo Xi Da Polcia Da Assemblia 120

    Ttulo Xii Das Atas E Dos Anais 120

    Ttulo Xiii Das Disposies Gerais E Transitrias 121

    Constituio Do Estado Do Rio Grande Do Norte 122

    Ttulo I Dos Princpios Fundamentais 122

    Ttulo Ii Dos Direitos E Das Garantias Fundamentais 123

    Captulo I Dos Direitos E Deveres Individuais E Coletivos 123

    Captulo Ii Dos Direitos Sociais 123

    Captulo Iii

  • 6 Material Digital Editora soluo

    Assembleia Legislativa - Rn Tcnico Legislativo

    Dos Direitos Polticos 124

    Ttulo Iii Da Organizao Do Estado 124

    Captulo I Da Organizao Poltico-Administrati va 124

    Captulo Ii 155

    Seo Ii Da Procuradoria Geral Do Estado 157

    Capitulo Viii Da Segurana Pblica 158

    Ttulo V Da Tributao E Do Oramento 159

    Captulo V Da Comunicao Social 176

    Captulo Vi Do Meio Ambiente E Dos Recursos Hdricos 177

    Captulo Vii Da Famlia, Da Criana, Do Adolescente E Do Idoso 179

    T E S T E S

    Lngua Portuguesa 182

    Lngua Portuguesa 187

    Ortografia Oficial 187

    Vcio Na Fala 187

    Fonemas No So Letras 187

    Representao Grfica Dos Fonemas 188

    Alfabeto 189

    Notaes Lxicas 189

    Hfen 189

    Uso Do Hfen 190

    Exerccios 191

    Emprego Das Letras Maisculas 192

    Orientaes Ortogrficas 193

    Exerccios 198

    Acentuao Grfica 200

    Exerccios 202

    Emprego 210

    Pronomes Demonstrativos 211

    Situao No Espao 211

    Situao No Tempo 211

    Situao No Contexto Lingustico 211

    Emprego Dos Pronomes Demonstrativos 212

    Pronomes Relativos 213

    Antecedente 213

    Emprego Dos Pronomes Relativos 214

    Pronome Indefinido 215

  • 7Material Digital Editora soluo

    Assembleia Legislativa - RnTcnico Legislativo

    Emprego Dos Pronomes Indefinidos 215

    Pronomes Interrogativos 217

    Emprego Dos Pronomes Interrogativos 217

    Formas De Tratamento 218

    Colocao Pronominal 220

    Uso Da Prclise 220

    Uso Da Mesclise 221

    Uso Da nclise 221

    Casos Especiais 280

    Emprego De H E A 281

    Pontuao 283

    Emprego Dos Sinais De Pontuao 283

    A Vrgula Entre Oraes 284

    Nrtao 302

    Planejando A Dissertao 305

    Tese E Argumentao 305

    O Esquema-Padro 306

    A Gramtica Da Dissertao 307

    O Texto Dissertativo-Argumentativo 308

    O Texto Dissertativo-Argumentativo: 309

    O Pargrafo 309

    O Tos 343

    Nveis De Linguagem E Variaes Lingusticas 344

    Norma Culta 344

    Padro Coloquial 345

    Variao Lingustica 345

    A Lngua E Suas Modalides 346

    Adequao Lingustica 347

    Exerccios 348

    Gabarito 353

    Bibliografia 353

    Questes Elaboradas Pela Fundao Carlos Chagas Retiradas De Provas Anteriores 355

    Analista Judicirio Pernambuco 2007 355

    Analista Judicirio Tre/Sp - 2012 359

    Gabaritos 365

    MatemticaMatemtica E Rociocnio Lgico 366

  • His

    tri

    a d

    o R

    io G

    ran

    de

    do

    No

    rte

    8 Material Digital Editora soluo

    Assembleia Legislativa - Rn Tcnico Legislativo

    A PRESENA PORTUGUESA NO RIO GRANDE DO NORTE

    As origens histricas do Estado do Rio Grande do Norte esto ligadas chegada do portugueses no Brasil, em 1535, por ocasio da distribuio das capitanias hereditrias a Joo de Barros pelo Rei Dom Joo III de Portugal. A formao de elementos caractersticos tnicos, econmicos e geogrficos se deu aos poucos, havendo ainda a contribuio de valores e costumes de outros povos, porem, a exemplo dos franceses, por dois motivos: fracasso do modelo portugus na regio e interesse dos franceses relacionado diretamente explorao e trfico do pau-brasil na regio.

    As causas ligadas expanso martima eram a necessidade da Europa de expandir seu comrcio no sec XV, no setor de especiarias, em especial Portugal prejudicada pelo monoplio desses produtos pela Itlia no Mediter rneo. Portugal se lanou pioneira em 1415 dC na poca contra esse monoplio, mesmo porque sua economia agrcola no era promissora nos resultados, ao que se lanou expanso martima como ltima via, estendendo-a ao Oriente Mdio inclusive. Espanha se lanou em seguida na conquista, dominando o mundo esses dois pases a partir de ento. O Tratado de Tordesilhas definiu os limites dessas conquistas

    Meridiano de Tordesilhas ( esquerda) de 1494 e o seu antimeridiano ( direita) estabelecido pelo Tratado de Saragoa em 1529.

    A princpio, entretanto, os franceses dominaram a rea extrativista at 1598, quando ento foram iniciadas as obras de construo do Forte dos Reis Magos por Manuel de Mascarenhas Homem e Jernimo de Albuquerque, como consequncia da estratgia da coroa de Portugal para garantir a posse da terra, o que perdurou at o ano de 1634. Lutas foram travadas nas regio, porque o interesse na capitania era decorrente de sua posio bem firmada na costa brasileira, a qual facilitava o impedimento de invases estrangeiras. Sendo assim, os portugueses insistiram na colonizao do territrio sem suas proximidades, atingindo o rei seus objetivos retomando a posse da Capitania das mos dos franceses.

    Tal estratgia fora abalada mais tarde pela tomada do Forte dos Reis Magos pelos holandeses, fato que permaneceu at o ano de 1654, quando finalmente os holandeses foram definitivamente expulsos. O perodo foi marcado por grande conturbao social, de modo que, todos os arquivos, documentos e registros do governo portugus foram destrudos, fato que dificulta os trabalhos de reconstituio da historia da poca at os dias de hoje.

    Legitimou-se assim o processo de ocupao euro peia, firmando-se presena portuguesa no territrio, que apenas no sec. XX, durante a dcada de 1940 viria a receber uma nova contribuio cultural e tnica dos Estados Unidos da Amrica

    Em 1701, o Rio Grande do Norte mostrou sua soberania, aps ser dirigidos por muitos anos pelo governo da Bahia, passando a posio de comando da Capitania de Pernambuco, ao ponto de aderir Revoluo Pernambucana em 1817, instalando-se na cidade de Natal uma junta do Governo Provisrio. Com o fracasso da rebelio, aderiu ao Imprio e tornou-se Provncia em 1822. Em 1889, com a Repblica, a Provincia do Rio Grande do Norte foi elevada categoria de Estado.

    O Rio Grande do Norte passou a ser mais conhecido assim a partir da participao na 2. Guerra Mundial, por causa do estabelecimento de relaes diplomticas dos norte-americanos que propiciou a captao de recursos para a industrializao da regio, consolidada graas construo da Companhia Siderurgica Nacional, refletindo-se no crescimento econmico e populacional.

    Getlio Vargas (esquerda) e Franklin Delano Roosevelt ( direita) durante a Conferncia de Natal em janeiro de 1943.

    Em 28 de janeiro de 1943, foi a vez de Natal ser a sede de uma conferncia, que contou com a participao de Getlio Vargas (presidente do Brasil) e Franklin Delano Roosevelt (preside