TANTRA Corrigido

download TANTRA Corrigido

of 63

  • date post

    03-Jun-2018
  • Category

    Documents

  • view

    234
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of TANTRA Corrigido

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    1/63

    Alfabeto TntricoA

    Voc no particularmente romntico(a), mas interessado(a) em ao,negcios. Para voc, o que voc v o que voc tem. Voc no tem nenhumpacincia para paquerar, e no pode ser incomodado(a) por algum queeste a tentando ser modesto(a), atraente, recatado(a), atraindo!o(a)sutilmente. Voc uma pessoa que toma as rdeas. "uando o assunto se#o, a ao que conta e no dicas o$scuras. % atratividade &'sica deseu(a) companheiro(a) importante para voc. Voc acha o desa&io dacaa revigorante. Voc apai#onado(a) e se#ual como tam$m muito maaventureiro(a) do que parece, porm, voc no de &icar anunciando estasqualidades. uas necessidades &'sicas so sua preocupao prim*ria.BVoc emite vi$ra+es de uma sensualidade preguiosa. Voc gosta de seramado(a), entretido(a). ica muito contente em rece$er presentes comouma e#presso do a&eto de seu(a) parceiro(a). -osta de ser mimado(a) esa$er mimar seu(a) companheiro(a). Voc reservado(a) em sua e#presso,particularmente quando &a amor. Voc evitar* tudo, at que as coisas seencontrem de acordo com sua aprovao. Voc pode controlar seu apetite eprivar!se de se#o, se isso &or necess*rio. Voc gosta de sensa+es ee#perincias novas. Voc est* disposto(a) a e#perincia.CVoc uma pessoa muito social, e importante para voc ter uma relao.Voc precisa de pro#imidade e unio. Voc pode &alar so$re se#o com seu(aparceiro, (a) antes, durante e depois. Voc v seu(a) parceiro(a) como umamigo(a) e companheiro(a). Voc muito se#ual e sensual, precisando dealgum para apreciar e, quase o(a) adorar. "uando isto no pode seralcanado, voc tem a ha$ilidade para &icar por longos per'odos sematividade se#ual. Voc um(a) perito(a) em controlar seus dese os.

    D/ma ve que voc p+e em sua ca$ea que voc quer algum, voc se move todo vapor para alcanar este o$ etivo. Voc no desiste &acilmente. Voc

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    2/63

    altamente se#ual, apai#onado(a), leal e intenso(a) em seu envolvimento, ave es possessivo(a) e ciumento(a). e#o para voc um pra er a serdes&rutado. 0endo uma mente livre e a$erta, voc estimulado(a) peloe#cntrico e o incomum.E

    ua maior necessidade &alar. e seu(a) companheiro(a) no &or um $omouvinte, voc ter* di&iculdade para se relacionar. /ma pessoa deve serintelectualmente estimulante, ou voc no estar* se#ualmenteinteressado(a). Voc odeia desarmonia e rompimento, mas des&ruta, de veem quando, de um $om argumento que parece incitar as coisas. Voc paquermuito, para voc o desa&io mais importante que o ato se#ual, mas uma veque voc entrega seu corao, voc totalmente leal. "uando voc no tem

    um(a) $om(a) amante para dormir, voc dormir* com um $om livro. (%ve es, na realidade, voc pre&ere um $om livro.)

    FVoc idealista e romntico(a), colocando seu(a) amante em um pedestal.Voc procura muito, o(a) melhor companheiro(a) que voc pode achar. Voc um(a) namorador(eira), contudo uma ve comprometido(a), voc muito leVoc sensual, se#ual, e reservadamente apai#onado(a). Pu$licamente, vocpode ser vistoso(a), e#travagante e galante. Voc nasceu romntico(a).1enas de amor dram*ticas so seu passatempo &avorito. Voc pode serum(a) amante muito generoso(a).GVoc meticuloso(a), $uscando per&eio dentro de voc e de seu(a)amante. Voc responde $em a um(a) amante que intelectualmente igual ousuperior a voc , ou a algum que pode aumentar seu status. Voc sensuale sa$e alcanar o pico de e#citao ertica, porque tra$alhameticulosamente para isso. Voc pode ser e#tremamente ativo(a)se#ualmente, quando acha tempo. eus deveres e responsa$ilidades semprevem em primeiro lugar. Voc pode ter alguma di&iculdade emocional perto um(a) amante, mas nenhuma di&iculdade se#ual.

    HVoc $usca um companheiro(a) que pode aumentar sua reputao e ganhar

    ha$ilidade. Voc ser* muito generoso(a) com seu(a) companheiro(a), desdeque, o compromisso se a claro. eus presentes so de &ato, um investiment

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    3/63

    em seu parceiro(a). %ntes do compromisso, entretanto, voc tende a serecon2mico(a) em seus gastos e h*$itos, e igualmente cauteloso(a) em seuenvolvimento se#ual. Voc um(a) amante sensual e paciente.IVoc tem uma grande necessidade a ser amado(a). %t mesmo adorado(a)Voc gosta do lu#o, sensualidade e dos pra eres da carne. Voc procuraamantes que sa$em o que esto &a endo. Voc no est* interessado(a) emum(a) amador(a), a menos que ele(a) queira um tutor. Voc e#igente ee#ato(a) so$re ter seus dese os satis&eitos. Voc est* disposto(a) ae#perimentar e provar novos modos de e#presso se#ual. Voc &ica&acilmente en&adado(a) e, assim, precisa de aventura se#ual e mudanaVoc mais sensual que se#ual, mas voc 3s ve es completamente

    lu#urioso(a).JVoc pode ser muito romntico(a), apegado(a) a &ascinao do amor. 0eum(a) companheiro(a) de suprema importncia para voc. Voc livre emsua e#presso de amor e est* disposto(a) a se arriscar, a ter e#perinciasse#uais e parceiros(as) novos , mas sempre de $om gosto. Voc tem quesentir que seu parceiro(a) intelectualmente estimulante, caso contr*riovoc achar* di&'cil sustentar a relao. Voc conhecido(a) como o(a)melhor amante do al&a$eto inteiro, e os(as) parceiros(as) semprecomentaro so$re suas ha$ilidades se#uais. Voc precisa ser amado(a),a$raado(a), entretido(a) para que voc se sinta apreciado(a).KVoc simplesmente maravilhoso(a)4

    LVoc muito romntico(a), idealista, e de alguma maneira voc acredita queamar signi&ica so&rer. Voc gosta de servir seu(a) companheiro(a), ou atraipessoas que tm di&iculdades incomuns. Voc se v como o(a) salvador(a) seu(a) amante. Voc sincero(a), apai#onado(a), lu#urioso(a) e sonhador(a)

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    4/63

    Voc &antasia $astante, e e#citado(a) por &ilmes e revistas. Voc noconta aos outros so$re sua vida secreta, nem so$re suas &antasias se#uais.M

    Voc emocionalmente, intenso(a). "uando envolvido(a) em uma relaovoc lana seu ser inteiro nisto. 5ada o(a) p*ra6 no h* nenhuma $arreira.Voc totalmente consumido(a), e alme a algum que este a igualmentapai#onado(a) e intenso(a). Voc acredita em li$erdade se#ual total. Vocest* disposto(a) a tentar qualquer coisa. ua energia se#ual inesgot*vel.NVoc ainda tem muito a aprender.OVoc est* muito interessado(a) em atividades se#uais, contudo, reservado(a) e tem vergonha de seus dese os. Voc pode canali ar muito desua energia se#ual em ganhar dinheiro e poder. Voc pode &acilmente passalongos per'odos em celi$ato. Voc um(a) amante apai#onado(a),compassivo(a), se#ual, e quer as mesmas qualidades de seu companheiro(a

    e#o negcio srio, assim, voc quer diversidade e intensidade, e est*disposto(a) a tentar qualquer coisa ou qualquer um. 7s ve es suas pai#+esviram possessividade.

    PVoc muito preocupado(a) com posturas sociais. Voc no pensaria em&a er alguma coisa que pudesse pre udicar sua imagem ou reputao. %aparncias contam, e voc quer um(a) parceiro(a) $onito(a). Voc tam$mquer um(a) parceiro(a) inteligente. 8stranhamente, voc pode ver seu(a)parceiro(a) como seu(a) inimigo(a). /ma $oa $riga estimula as vi$ra+esse#uais. Voc livre de ressacas se#uais. Voc est* disposto(a) ae#perienciar e provar novos modos de &a er as coisas. Voc muito social

    sensual6 gosta de paquerar e precisa de $astante satis&ao &'sica.

    QVoc requer atividade constante e e#citao. Voc tem uma tremendaenergia &'sica. 5o &*cil um parceiro(a) manter o seu ritmo, se a se#ual ono. Voc tende a ser atra'do(a) por pessoas de outros grupos tnicos. Vocprecisa de romance, amor, &lores, e muita conversa para e#citar!se e, o(a)manter seguindo em &rente.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    5/63

    Voc precisa de algum que possa manter o passo com voc, e que se aintelectualmente igual ou mais inteligente . Voc &ica e#citado(a) maisdepressa por uma $ela mente, do que por um $elo corpo. Porm, atrao&'sica muito importante para voc. Voc precisa se sentir orgulhoso(a) de

    seu(a) parceiro(a). Voc reservadamente muito sensual, e est* disposto(a)a agir como pro&essor(a) se#ual. e#o importante6 voc pode ser um(aparceiro(a) muito e#igente.!Voc reservado(a), auto!su&iciente, e t'mido(a). Voc muito se#9,sensual, e apai#onado(a), mas no dei#a isso transparecer. omente emprivacidade 'ntima, esta parte de sua nature a se revela. Voc sa$e todosos pequenos truques do ogo, pode interpretar qualquer papel e leva sua vida

    amorosa muito seriamente. Voc tem pacincia para esperar pela pessoacerta .TVoc muito sens'vel, reservado(a), e se#ualmente passivo(a)6 voc gosta deum(a) parceiro(a) que tome as rdeas. :;sica, lu es suaves e pensamentosromnticos o(a) e#citam. Voc &antasia, mas no cai de amor &acilment"uando apai#onado(a), voc romntico(a), idealista, e e#tremamenteintenso(a). Voc gosta de ter seus sentidos e sentimentos estimulados,provocados. Voc um(a) grande namorador(eira). Voc pode &a er suarela+es a ustarem!se aos seus sonhos, mas somente em sua prpria ca$ea.

    ""uando voc est* em uma relao, voc no est* procurando nenhum amor."uando no est*, voc est* apai#onado(a) pelo amor, e sempre procurandoamor e algum para adorar. Voc v o romance como um desa&io. Voc um(a) andarilho(a) e precisa de aventura, e#citao, e li$erdade. Vocnegocia em rela+es potenciais. Voc gosta de dar presentes, e de ver seucompanheiro(a) sempre $onito(a). eu dese o de se#o &orte, e voc quesatis&ao imediata. Voc est* disposto(a) a colocar os pra eres de seuparceiro(a) acima dos seus prprios.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    6/63

    #Voc individualista, e precisa de li$erdade, espao e e#citao. Vocespera conhecer $em a pessoa, antes de se comprometer. Voc sente umanecessidade de entrar na ca$ea do outro, para sa$er o que ele(a) pensa.Voc atra'do(a) por tipos e#cntricos. requentemente h* uma di&erenade idade entre voc e seu(a) parceiro(a). Voc responde $em ao perigo,emo+es e e#pectativas. 1enas alegres o(a) e#citam, em$ora voc possa noestar participando.$Voc muito orgulhoso(a), determinado(a), e se recusa a levar um no comoresposta em casos amorosos. eu ego est* em ogo. Voc romntico(a)idealista, e &requentemente apai#onado(a) pelo amor de si mesmo, e noconsegue ver como seu(a) companheiro(a) realmente . Voc sentepro&undamente e, d* tudo de voc em suas rela+es. 5ada muito $om paraseu(a) amante. Voc gosta de ogar ogos de amor.%Voc precisa de e#citao constante, porque se cansa depressa. Voc podecontrolar mais de uma relao de cada ve , com &acilidade. Voc noconsegue &icar calado(a). Voc &ala enquanto &a amor. Voc pode ter maiores casos de amor, na sua imaginao.

    &Voc se#ual, sensual, e muito independente. "uer controlar suas rela+es,o que nem sempre &unciona como voc gostaria.. Voc responde a e#cita&'sica, passando horas $ei ando , tocando, e#plorando. Porm, se voc pudgastar seu tempo ganhando dinheiro, voc dei#ar* os pra eres da carnepara depois. Voc precisa provar para si mesmo(a) e a seu(a) parceiro(a),o(a) grande amante que voc . Voc quer avaliao de seu desempenho.Voc um(a) companheiro(a) de cama a$erto(a), estimulante, romntico(a).'

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    7/63

    Para voc, negcios vem antes do pra er, e se voc est* a$orrecido(a) ! porcarreira, negcio ou quest+es &inanceiras , voc acha muito di&'cil rela#ar entrar no clima. Voc pode ser capa de muita sensualidade, mas voc nuncaperde o controle de suas emo+es. Voc tem muito cuidado, e cauteloso(a),

    antes de dar seu corao e seu corpo, mas quando voc o &a , voc grudacomo cola.

    Sobre o TantraNa(a)t* uma saudao que signi&ica +O De,) -,e e.i)te e( (i( )a/0ao De,) -,e e.i)te e( 1oc*+ . 1omecei com esta introduo porque e#atamente so$re este :as, de alguma &orma, vamos tentar e#plicar=

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    8/63

    5o ocidente muito comum con&undirTantra somente com posi+esse#uais, orgasmos e tcnicas se#uais. ? claro que o se#o &a parte dotantra, a&inal o se#o &a parte da vida.0antra um caminho que comea e termina com voc, lhe dando

    &erramentas para que voc atin a um novo estado de conscincia. /msentimento li$ertador de estar apai#onado por si mesmo, e 3 a$ertura aoamor incondicional pelos outros. Porque voc vai entender e sentir o que realmente a &ora da vida. @ tantra nos li$erta das ilus+es. 8#iste amor maior para dar a algum quando voc est* inteiro e amando a simesmo> Por isso o 0antra trata de voc. :as tam$m no e#clui o outro,portanto pode ser praticado so inho ou acompanhado. Pois alm de tudo noencora amos as pessoas a se relacionarem para aprender o que

    compartilhar.Tantra um modo de vida.Tantra viver e aproveitar a vida em seum*#imo, sem $arreiras, com a mente livre do passado e das e#pectativas do&uturo.Tantra muito mais uma atitude em relao 3 vida, do que crenas,comportamentos ou regras. 5o 0antra no h* dogmas so$re a maneira certade se &a er as coisas. 5o tem manual, desempenho, e nenhum script quevoc tenha que seguir.

    5o ocidente, somos ensinados a racionali ar nosso modo de viver, &a e ulgamentos so$re o que certo ou errado e lutar contra aquilo que no est*dando certo, de acordo com nossas e#[email protected] 0antra em contraste a tudo isso, nos ensina como aceitar tudo o que est*acontecendo e &luir nisso sem stress. @ tantra e#pande nossa conscincia emove nossa energia atravs de tudo o que a vida nos apresenta.

    0antra muito mais uma atitude em relao a vida ! e o se#o &a parte davida ! do que crenas, comportamentos ou regras.5o 0antra no h* dogmas so$re a maneira certa de se &a er as coisas. 5otem nenhum manual, nenhuma per&ormance, nenhum script que voc tenhque viver de acordo.

    0antra um caminho espiritual, com mais de cinco mil anos de histria queenvolve pr*ticas que usam a respirao, sons, movimentos e s'm$olos paraacalmar a mente e ativar a energia se#ual. Para os praticantes desta arte, o

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    9/63

    se#o respeitado e sacrali ado com um caminho para a conscincia plenatranscendncia ou samadhi (controle completo das &un+es da conscincia).

    O Tantra 0i2 +)i(+ a t,0o o -,e 3 .0udo sagrado, e o 0antra lhe di d $oas vindas a todos os seus mais

    loucos pensamentos, dese os e sentimentos.Bsso signi&ica amar todas as partes de voc mesmo e aprender com elas.5o ulgue!se mau ou qualquer outra coisa, mas aprenda quem voc .% despeito do que voc acredita, no lute com a vida, porque desta maneiravoc estar* $loqueando seus dese os internos e &a endo de sua vida um

    in&erno, atravs destes con&litos. e a o que &or que queira &a er, &aa.e#emplo6 quer danar, dance4, quer amar, a$ra seu corao e siga!o paraonde ele te levar.:as e se voc no gosta do que est* se tornando, ou da vida que est*levando, a' que entra o tantra.Proc,re interna(ente a-,ilo -,e l4e fa5a be( , coloque &oco naquilo que&unciona para voc , e pratique o pra er que vem de dentro de voc.Aceite o) alto) e bai.o) 0a 1i0a )e( )e tran)for(ar e( 16ti(a .Ceconhea que voc uma grande parte de um universo ainda maior. e voc&ocar no que no est* &uncionando em sua vida, com certe a voc atraimuito mais disso pra si.Abra7)e 8ara to0a) a) )en)a59e): to0a) a) e.8eri*ncia). %$ra!se paranovas maneiras de ser, novas maneiras de amar... Voc est* evoluindo a cadamomento.Enfrente )e,) (e0o) , pois so somente medos, e esto te impedindo deavanar. :ova!se atravs deles e voc ter* uma surpresa.E.8re))e total(ente to0o) o) )e,) la0o) 6 $rincalho, se#ual, espiritual,amoroso, ulgador, srio e etc. 5o h* nada de errado em ser tudo isso.Pare 0e 8en)ar 0e(a)ia0a(ente e (er;,l4e nas suas sensa+es corporais,a$ra seus sentidos. 0orne!se um com o tempo, espao e a &ora do universo."uando voc vive do espao do corao, centrando!se no amor, compai#o eempatia, com certe a voc se trans&ormar*. @ mundo a sua volta setrans&ormar*.

    % grande lio que o corao lhe d*, a de amar a si prprio. %me!se comoe#presso divina que voc .

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    10/63

    Pois quando voc realmente amar (aceitar) tudo o que voc , voc chegouem casa. 5o h* mais separao, h* somente #tase.O Tantra no) 0< e-,il6brio D mental, emocional, &'sico e espiritual, gerandoamor prprio, responsa$ilidade, maturidade e espao para uma vida commais presena e conscincia, &luindo naturalmente no amor, vivendo o aquiagora de &orma natural e espontnea. 8ste equil'$rio se re&letir*diretamente em seus relacionamentos, sua vida pro&issional, &inanceiraa&etiva, amorosa e se#ual.

    O -,e 3 8raticar o tantra e o )e.o tntrico0antra no so$re o que certo ou errado. 0antra so$re reaprender(relem$rar).Ceaprender a= rela#ar mais, sentir mais e ter mais pra er, e#perimentaraltos estados de #tase e, unto com tudo isso ser mais consciente de quemvoc , e o que voc realmente quer.E$vio que isso tudo mais &*cil de di er do que ser &eito. Por isso que udos &undamentos do tantra a pr*tica e a e#perincia. 8ntretanto precisamos acreditar que o pra er nosso estado natural e o#tase nosso direito inato, pois as condi+es modernas da vida nos di em ocontr*rio.% pr*tica do tantra um meio de nos levar de volta ao nosso estado natural,ou se a, nos sentindo $em, como o universo quer que se amos.E o -,e 3 8raticar o tantra e o )e.o tntrico=Fasicamente, coisas muito simples, mas com cada ve mais e maisconscincia. Por e#emplo= respirar de novas maneiras, mover seu corpo duma &orma di&erente, ampliar e ampli&icar suas sensa+es, danar, tocasentir, sentir [email protected] caminho do tantra o caminho que di sim 3 vida, levando a pr*tise#ual como um meio de li$ertao, &luir e crescer. % pr*tica do tantrades$loqueia nossos canais internos de energia. Primeiro cultivamos a nossaprpria energia se#ual, para acordar cada parte de ns mesmos.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    11/63

    Cesumindo, a pr*tica do tantra curtir, $rincar, aproveitar, estando cadave mais presente ao momento. Porque se#o um presente divino, a curaatravs do tantra pode ser muito divertida e gostosa. "uando praticamos ase#ualidade sagrada inevitavelmente nos de&rontamos com as resistncias

    que $or$ulham em nossa mente. 8ste o ponto de partida individual dotantra.% principio, numa primeira olhada, pode parecer uma disciplina que re&oraseparao entre os parceiros. :as no [email protected] 0antra $usca criar primeiramente indiv'duos muito &ortesenergeticamente, os quais no so dependentes do outro para viver, amar outer satis&ao.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    12/63

    &rustrao se#ual nos relacionamentos. a )e 1oc* recon4ece e)ta) )it,a59e)?

    ! 8le alcana seu orgasmo e ela nunca consegue, resultando em &rustraopara ela.! 8le muito carinhoso e quer dar a ela uma e#perincia se#ual cheia depra er, mas leva um tempo para ela go ar, a' comea a per&ormance,ansiedade e &rustrao se#ual para ele.E( contra)te a t,0o i))o: o )e.o tntrico [email protected] 3 )obre alcan5ar oor;a)(o .

    e#o tntrico so$re unio, presena e conscincia. @ propsito principal se conectar com o(a) parceiro(a) em todos os n'veis= corao, mente, corpo eesp'rito.Bsso no quer di er que voc no go a no se#o tntrico, pelo contr*rio,pessoas que praticam a&irmam categoricamente que nunca tiveram orgasmoto intensos e maravilhosos antes de se voltarem para esta pr*tica.Portanto no se preocupe6 e#iste muito pra er se#ual neste caminhoespiritual.Co(e5an0o co( o )e.o tntrico/ma das melhores maneiras de comear, comear devagar. 1omeceolhando e vendo seu par so$ outro ngulo.0ente ver seu par como a pessoa pela qual voc tem a mais alta estima, omaior respeito, e &a er amor com eleIela no somente so$re pra er &'sicogenital, mas so$re #tase em todos os aspectos de seu ser.E.8eri(ente i))o?8screva em um papel todas as $elas qualidades ou tudo que voc gosta emseuIsua parceiro(a).8screva tudo o que voc sinta vontade, tudo que &aa v!lo(a) de umamaneira totalmente nova. 0enho certe a que sim.Final(ente, pessoas que comeam no se#o tntrico, adoram, porque sa$emque +a) coi)a) [email protected] fican0o ca0a 1e2 (el4ore)+Portanto, e#perimente, pratique, e#perimente, pratique e pratique4

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    13/63

    Tantra e o) )i(8le) )e;re0o) anti;o) 0a)e0,[email protected] Atin>a alto) ;ra,) 0e )ati)[email protected]

    0antra e os simples segredos antigos da seduo. ?, eles so simples mesmo,mas usados conscientemente &ar* com que seu relacionamento atin a altosgraus de satis&ao.

    "ualquer pessoa sa$e que tem os JK sentidos, mas quantos estoconscientes desses sentidos e das sensa+es que cada um deles nos tra >

    @ tantra nos ensina a usar nossos JK sentidos conscientemente, pois

    atravs dos mesmos que nos conectamos com o mundo &'sico.

    To-,e 7 !8ar)a e( !an)crito% pele nosso maior rgo com cerca de LMN do peso de nosso corpo.%travs do toque e#perimentamos nosso am$iente, temperatura, roupas, osol e [email protected] toque entre as pessoas &requentemente &eito como parte de uma meta,um o$ etivo.%s pessoas podem aprender a tocar uns nos outros sem nenhum o$ etivo [email protected] toque tem o poder de alcanar o nosso interior pro&undo, desviar a nossalgica cere$ral e, ir direto aos nossos mais pro&undos sentimentos. 8ssetoque sempre incondicional. %m$os, tanto o que rece$e quanto o que toca,se entregam ou se derretem para dentro do toque. 5enhuma outra resposta necess*ria. @ toque &eito em seu prprio $ene&'cio, no como um meiopara alcanar alguma coisa a mais.

    @ tantra encora a os casais a desenvolverem com &requncia, o h*$ito deusar o toque com seus parceiros.

    Olfato 7 Gan04a e( !an)critoragrncias e per&umes podem aumentar o pra er se#ual, mas no 0antra d

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    14/63

    pre&erencia aos odores naturais do corpo limpo e saud*vel.8m uma relao se#ual, permita sentir os di&erentes odores, permita queseu nari tenha uma estimulao ertica total4 :esmo que no aprecie algumdos aromas, &aa esta viagem ol&ativa. 1ada parte do corpo tem seu cheiro

    caracter'stico, por isso no tente ser Opoliticamente corretoA e di er, comoa maioria, que este ou aquele cheiro ruim.

    Pala0ar 7 a)a e( !n)crito% l'ngua muito sens'vel. a$oreie e se encante com sa$ores e te#turas&a endo uma viagem com a $oca e a l'ngua no corpo de seu par:ordiscar a pele, $ei ar lugares mais inusitados do corpo ou sa$orear com al'ngua o corpo do outro, molhado, melado, sa$oroso...

    A,[email protected] 7 !ab0a e( !an)critoons tem um pro&undo e&eito no corpo e na mente. 8les nos &a em sentir

    mais saud*veis.Preste ateno aos sons enquanto &a [email protected] a respirao lenta, pesada, r*pida ou o&egante do (a) parceiro (a). @sgemidos, os suspiros, os gritos. %s doces propostas romnticas e as maispicantes. @ roar do corpo no corpo, os $ei os e chupadas. @u talve s osilncio para a$rir mais espao aos sons que voc e seu par li$eram.

    #i)@o 7 ,8a e( )n)[email protected] seu par, olhe muito4

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    15/63

    troca de energia ertica, o toque, o $ei o, honrar o corpo do outro, a relaose#ual e etc. 8 cada parte pode levar um longo tempo, dependendo de quocriativo voc est* ou de seu humor.

    ? importante sa$er que voc pode parar esta cone#o a qualquer momento eainda assim sentir!se rela#ado e preenchido porque voc no tem a meta dego ar , o dese o e inteno de se conectar e trocar energia de &orma

    consciente, que sempre muito se#9 e edi&icante.

    Bsto poss'vel porque o se#o tntrico no tem uma meta. 5o porque vocsimplesmente comeou a transar que voc tem que terminar com ae aculao.

    @ se#o tntrico no tem um o$ etivo de como uma sesso de amor tem queaca$ar. Voc est* constantemente em sintonia com o momento, permitindoque a energia &lua e leve!o (a).8vitar padr+es pr!esta$elecidos de &a er amor essencial. G*$itos matamo &rescor e a pai#o do ato se#ual.

    em$re!se que depois de ter iniciado a relao se#ual voc pode parar aqualquer momento e olhar para olhos um do outro e, compartilhar o encantoque voc est* sentindo.

    5o 0antra, podemos optar por construir um orgasmo muito alto. Voc podeparar v*rias ve es ao longo deste caminho at chegar no pico, voc podeoptar por des&rutar de descanso nos $raos um do outro em cada um dosmuitos vales, antes de chegar ao topo e, espalhar a energia acumulada paratodas as clulas do corpo.

    Bsso pode levar algum tempo para que voc consiga.

    0er tempo, para simplesmente descansar em a$raos conscientes umaparte muito importante do 0antra.

    it,ai) no )e.o tntrico

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    16/63

    /m dos elementos &undamentais do amor 0ntrico o uso de rituais. Cituaisresta$elecem harmonia, alimentam a alma.Cituais podem ser &ormais ou in&ormais. :uitas pessoas usam rituais emsuas vidas mesmo sem sa$er. :uitas pessoas que esto apai#onadas gostamde determinadas m;sicas por e#emplo, que as leva a um estado alterado,associando a m;sica com a pessoa amada.8ste &oco de criar uma atmos&era que &a o ritual de &a er amor tpoderoso. 8ste tipo de ritual pode ter muitas &ormas.8m algumas tradi+es, o ritual envolve pr*ticas meditativas desenhadaspara &ocali ar o &lu#o de energias sutis que &lui entre os parceiros.8m outros rituais, o casal &ica e#tremamente ativo, construindo uma pai#o

    animal, energeticamente ertica.:;sica estimulante, roupas erticas, e tcnicas de respirao podem sercom$inadas para construir uma qu'mica se#ual entre o casal.8m qualquer que se a o mtodo, uma ve no pico do cl'ma#, a energia se#u mantida, cont'nua, circulante.

    Q,er fa2er a 0iferen5a no )e.o=e#o, $em ou mal todo mundo conhece e &a . %s pessoas continuam a $usc

    cada ve mais satis&ao atravs do se#o ordin*rio, comum. %quele se#o qvoc * est* mais do que acostumado a &a er e comprar ! como um cachorrcorrendo atr*s do prprio ra$o. % ceder aos apelos erticos e &antasias domundo do &a de conta.

    %gora, se voc realmente quer &a er a di&erena, e#perimente algo novo qpode dar o preenchimento que voc procura. 8#perimente o se#o sagrado4Porque a se#ualidade sagrada pode trans&ormar voc, suas e#perincias devida e seus relacionamentos.

    Por qu> Voc * o$servou uma *rvore crescer>

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    17/63

    D so inho ou com o parceiro(a) ! para e#pandir a sensi$ilidade, a cone#ocom voc mesmo, com a vida e com o outro. 8 com esta postura tntrica, teruma vida com mais signi&icado, sa;de, valori ao de si mesmo e aos outro

    % ornada da se#ualidade sagrada comea em seu prprio corao, quepromove a cura ao &a er voc a$raar seu amor!prprio e autenticidade. %se aceitar como , &'sica, emocional e espiritualmente D com de&eitos equalidades. % aceitar as e#perincias que a vida lhe tra e &luir com leve apor elas, a$sorvendo os aprendi ados.

    8sta mudana de postura, esta a$ertura do corao apro&undar* seurelacionamento e &uncionar* como um 'm para atrair outros. Voc setornar* mais compreensivo, menos cr'tico e mais a&etuoso. Vocreconhecer* a sua ligao com todos os seres e acolher* o amor dispon'velno /niverso.

    Viva com conscincia. Pratique o ato se#ual consciente. 8#ercite acapacidade sensorial, amplie a e#citao ao m*#imo, controle o ritmo dose#o, olhe pro&undamente nos olhos do outro, respire unto com ele.

    Bnclua em suas rela+es se#uais posi+es di&erentes que propiciem maispra er, assim como tcnicas estimulatrias como respirao consciente,sons, movimentos, massagens. 0enha prolongadas e sa$orosas sess+es deamor e &aa o melhor proveito de tcnicas que a udam a reter e recircular aenergia se#ual.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    18/63

    e)[email protected] no )e.o tntrico E.erc6cio)

    Ti8o) 0e re)[email protected]@s e#erc'cios a$ai#o tem como o$ etivo mudar nossa idia de que respirar uma &uno simples e autom*tica do sistema nervoso. 8m ve disso, eles nproporcionam tra$alhar com a respirao como uma poderosa &erramenta dtrans&ormao para criar unio entre mente e corpo.G* quatro tipos principais de respirao que podem ser utili ados durante arelao se#ual para produ ir e&eitos variados e maravilhososCespirar pro&unda e lentamente a respirao $*sica para o se#oconsciente. 8la promove um estado mental calmo e meditativo, e pode terum e&eito calmante. Por esta ra o, uma das &erramentas principais parretardar a e aculao ou orgasmo. Cespirar untos de &orma r'tmica epro&unda quando da apro#imao do orgasmo pode ainda intensi&icar

    emo+es e sensa+es, levando!as a um incr'vel cl'ma#.G* tam$m um momento para respirao r*pida e &orte, que pode ter ume&eito puri&icador. 8ssa uma respirao de aquecimento, que energi a e#cita, e pode ser muito poderosa. % Orespirao do &ogoA um e#emplo tanto e#tremo deste tipo de respirao para criar e compartilhar energiase#ual. 8nergi ar a respirao intensi&ica as emo+es, e pode ser utili adapara aumentar a e#citao e intensi&icar o orgasmo.1ompartilhar a respirao uma &orma pro&undamente 'ntima de

    comunicao no ver$al, e h* duas &ormas para &a er=Cespirao s'ncrona respirar em sintonia com seu parceiro(a). Vocsinalam untos e e#alam untos. 8sta respirao pode diminuir a e#citaomas aumenta o n'vel de intimidade e cone#o com seu(a) parceiro(a) e da umritmo muito calmo ao ato de &a er amor. Cespirao s'ncrona tima parcompartilhar visuali a+es do movimento da [email protected] oposto de respirao s'ncrona a respirao complementar. 5este tipode respirao, um e#ala e o outro inala, e assim por diante, em um tipo depadro circular.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    19/63

    % respirao complementar pode aumentar a e#citao e &ortalecer apolaridade. 0am$m permite a circulao de uma energia poderosa quandoso somadas a visuali a+es.8#erc'cios para a udar a desenvolver cada um destes tipos de respirao

    sero mostrados a seguir , mas antes de tentar qualquer um deles, sente!sequieta e calmamente e se d conta de sua respirao. ente!secon&ortavelmente com am$os os ps no cho, espinha ereta e om$rosrela#ados, ou deite!se no cho com a ca$ea, pescoo e espinha alinhadas.Cespire normalmente pelo nari e &ocali e a passagem do ar pelo seu corpenquanto voc inala e e#ala completamente. inta o movimento em seudia&ragma enquanto a respirao vem e vai de seus pulm+es. 8nquanto vorespira calma e devagar, preste ateno em sua respirao e em sua mente.8#periencie como seu corpo e sua mente mudam com respira+es pro&undacomparadas com quando voc est* respirando depressa e menospro&undamente.5o &orce sua respirao. Cespire lenta e suavemente. a er es&oro &arseus m;sculos enri ecer, tornando mais di&'cil a respirao calma epro&unda. e voc estiver tendo di&iculdade com uma tcnica, resista 3tentao de &orar a respirao, ao invs disso, rela#e, esquente suas mos,coloque!as em seu est2mago, e massageie suavemente para aliviar osm;sculos e &ocali ar sua conscincia.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    20/63

    8#ale lentamente, empurrando o ar para &ora da garganta, peito, cai#ator*cica, e a$d2men. aa uma pausa antes do pr#imo ciclo.:antenha todas as trs partes de sua respirao ! inalao, reteno, ee#alao do mesmo tamanho. 8nquanto voc pratica, permita o comprimento

    da inalao, reteno, e e#alao aumentar, mas nunca alm do ponto decon&orto.

    e)[email protected] c,rati1a

    8sta uma e#tenso simples da respirao completa. 1onsiderando que narespirao completa o tempo gasto na inalao, reteno, e e#alao igual,aqui a relao alterada conscientemente. Por e#emplo, se voc inalarcontando at quatro, voc segurar* contando at de esseis, e depois e#ale

    contando at oito. /ma ve mais, a reteno da respirao no deve criarqualquer descon&orto que o(a) dei#e tenso(a)1omece suavemente e voc ver* que, com pr*tica, voc pode aumentar otempo para o qual voc pode prender seu &2lego.8nquanto voc retm sua respirao, sinta e aprecie a quietude a$soluta e osenso de calma em seu corpo e mente.5o conte o tempo de cada parte deste e#erc'cio conscientemente, outente medir isto com um relgio. %o invs disso, simplesmente sinta, setornando consciente do ritmo de seu corpo ! a $atida do seu corao, pulso,o som e a sensao de cada elemento do e#erc'cio (inalao, reteno, ee#alao).%travs da conscincia, em ve de autom*tica, a respirao pode melhorarsua qualidade de vida, mudando seu estado da mente.

    e)[email protected] alterna0a 8elo nari2

    8ste e#erc'cio re uvenesce os canais vitais do corpo sutil e equili$ra os doislados do cre$ro.ente!se con&ortavelmente com a coluna ereta.aa algumas respira+es pro&undas e completas, ento erga sua mo direita

    e &eche com o dedo polegar sua narina direita. aa uma respiraopro&unda pela narina esquerda.1oloque &oco na energia voc est* respirando e, depois de &a er umarespirao pro&unda, &eche sua narina esquerda pressionando!a com osegundo e terceiro dedo de sua mo direita , e prenda seu &2lego. 8nquanto

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    21/63

    voc estiver &a endo isto, mantenha seu rosto e sua $oca rela#adas, notensione.0ire seu polegar da narina direita, e e#ale lentamente, e#pelindo todo o ar.%gora inale por sua narina direita.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    22/63

    no se sente completamente 3 vontade com a idia de incorporar pr*ticase#t*ticas em sua vida amorosa.

    e)[email protected] )incroni2a0aente!se de &rente ao seu(a) parceiro(a), e &aa uma cone#o olho no olho.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    23/63

    Ma))a;e( !en)iti1e

    @ ato de massagear to secular quanto o prprio homem. @ toque umadas &ormas de tratamento mais antigas, utili ados por di&erentes culturas epovos das mais variadas &ormas e etnias para promover todo tipo de cura. %massagem um remdio para alma4

    @ toque a arte de comunicao no ver$al, a arte de transmitir umamensagem de pa e tranquilidade para todas as camadas do corpo atravsdas mos ou ps. ? comprovado que a massagem rela#ante &a com que a

    musculatura corporal e &acial tensionada rela#e melhorando a &le#i$ilidadecorporal e suavidade do rosto, regula os &uncionamentos dos sistemas docorpo devolve a naturalidade dos movimentos, alivia as dores, regulacircula+es sangu'nea e lin&*tica, restaura a &luide respiratria, a n'velpsicolgico age no equil'$rio do humor , melhora a capacidade de racioc'niopois redu a &adiga mental entre outros $ene&'cios.

    Bndi&erente de idade, gnero ou posio social ns temos a necessidade dotoque em v*rias intensidades para li$erar suas tens+es inacess'veis ouinconscientes, em$ora a necessidade aumente, o contato esta se tornandoraro e super&icial a cultura do toque esta sendo esquecida. @ ser humanoest* em constante desenvolvimento emocional e pro&issional para aprenderessa per&eita arte e poder transmitir a seu corpo o melhor da tcnica comacolhimento e respeito guiando a e#perincia de interiori ao.

    %lgumas pessoas tratam a massagem como algo supr&luo, mas se levarmoem considerao as press+es sociais e os h*$itos cotidianos como a postura

    incorreta em longas horas de tra$alho, a m* alimentao e algumas ve esacrescido de uma $oa dose de sedentarismo a massagem passa a sere#ercer um papel &undamental na vida saud*vel e equili$rada. % massagemter*pica torna!se v*lvula de al'vio imediato das tens+es e do stress que porsua ve ho e respons*vel por v*rios tipos de doenas &'sicas epsicolgicas, /ma dose regular de massagem rela#ante uma opo simplese econ2mica de preveno e manuteno com a sa;de.

    5ormalmente a e#perincia se#ual das pessoas est* relacionada a re&le#oscondicionados pela mastur$ao, sensorialmente limitados. % mastur$ao

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    24/63

    condiciona para que a e#perincia de orgasmo acontea sempre da mesmamaneira, utili ando apenas um grupo muito redu ido de m;sculos.Praticando a massagem sensitive seguida de lingam ou 9oni, que todos osm;sculos do corpo podem se associar ao orgasmo, criando novas

    possi$ilidades de pra [email protected] m;sculos desempenham um papel &undamental na eletricidade do [email protected] orgasmo se#ual uma descarga $ioeltrica que produ uma &ortecontrao muscular, seguida de uma li$erao dessa energia num &lu#oascendente, direcionado para a ca$ea. :;sculos hipot2nicos (com $ai#ot2nus muscular) so incapa es de sustentar uma energia alta e de melhorqualidade. Por isso o orgasmo convencional to insatis&atrio e muitasve es produ compulso se#ual ou &rustrao, tornando os indiv'duosprecoces nas suas rela+es ou incapa es de produ ir orgasmos.Voc pode imaginar o que signi&ica ter um orgasmo vinculado a todo o seucorpo e no apenas aos m;sculos e aculadores ou m;sculos vaginais> %di&erena entre um orgasmo comum e um orgasmo de corpo inteiro algoque voc merece conhecer, pode acreditar4

    8ste mtodo de :assagem 0ntrica enitive quando praticada, despertano corpo &'sico e nas emo+es, levando re&le#os para a mente (0ranqHili a

    o esp'rito (Garmoni a). 0rata!se de um pro&undo contato energtico,visando desenvolver a propriocepo e a sensi$ilidade. /m sistemarevolucion*rio que tem o poder de curar o corpo, a mente e a alma.

    esso de :assagem 0ntrica ensitive se inicia com toques pro&undospara li$erar as tens+es da plvis, das co#as e do a$d2men, recuperando seupulso muscular. Voc aprender* a utili ar as trs chaves para a circulaoenergtica de cura e integrao= Cespirao, :ovimento e om.

    %ssim que ativa a circulao energtica e o pulso muscular, inicia se amassagem com toques suaves, que tra em a energia para a pele, distri$uindoos re&le#os neuro!musculares e as e#cita+es dos lugares mais sens'veis aosmais adormecidos. eguindo canais espec'&icos (chamados 5adis), estes&lu#os de energias causam pequenos OespasmosA org*sticos que vo seintensi&icando pouco a pouco. @ (a) terapeuta oIa orientar*, ento, comopermitir a sua e#panso, em ondas consecutivas ascendentes. 8stes in&lu#ospermitem a li$erao de tens+es antigas, memrias de contrao, li$eraode situa+es traum*ticas, produ indo novas cone#+es neurolgicas,

    tra endo aceitao das sensa+es, e#cita+es e percep+es no conhecidas,no aceitas ou no suportadas.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    25/63

    1om o tempo, quando a pessoa se &amiliari a com o processo, aps uma srde sess+es, ela aprende a rela#ar no pra er, &luindo nos e&eitos cumulativoe progressivos que se mani&estam. /m novo padro de orgasmo seesta$elece como uma incr'vel onda de &elicidade.

    Por no ser uma massagem se#ual, o o$ etivo da sesso no chegar a umcl'ma#, um orgasmo &ocado nos genitais, como conhecido no se#o comumsim que$rar o paradigma de que o orgasmo est* e#clusivamente vinculadoaos genitais. 5esta massagem, todo o potencial sensorial do seu corpo despertado e voc desco$re uma nova perspectiva org*stica. @ orgasmo serevela independentemente6 no caso do homem desassociado da e aculao,mesmo que ela possa ocorrer. 5o caso da mulher, uma e#perincia decontinuidade org*stica, denominada de OPereni aoA, isto , no h* uma

    queda ou interrupo do &lu#o org*stico, o orgasmo torna!se multiplicado eperene.

    @ o$ etivo desta massagem a oportunidade de e#perimentar novaspossi$ilidades de pra er, partindo de uma nova perspectiva, segundo aproposta da viso tntrica &eita com amor= o&erecer um novo caminho decrescimento, e#panso e conscincia.

    ugerimos 3s pessoas que se interessam que e#perimentem rece$er essa

    massagem, a &im de visuali arem e perce$erem, numa dimenso maravilhotodo o e&eito que a ascenso desta energia o&erece como recurso desupraconscincia, transcendncia e acesso direto ao aspecto divino do er.

    8sta a e#perincia do #tase total, &'sico, emocional e espiritual,integrativo, onde no h* separao. %umente a sensi$ilidade e o pra er doseu corpo.

    Lin;a(% palavra em snscrito para o rgo se#ual masculino ingam e livremente tradu ido como Varinha de u . 8m e#ualidade 0antra ou

    agrado, o ingam respeitosamente visto e honrado, como um Varinha deu que canali a energia criativa e pra er.

    % ingam :assagem parte integrante destes rituais, pois aumenta sua

    conscincia corporal e melhora a intensidade no pra er, ento, voc poder*

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    26/63

    vivenciar momentos de pra er a$soluto e levar seu parceiro a n'veisalt'ssimos de satis&ao e plenitude.

    0em como o$ etivo o aprimoramento se#ual. ? aplicada de &orma sria e

    teraputica visando o melhoramento do desempenho se#ual. @ o$ etivo damassagem no o orgasmo, mas sim a evoluo da se#ualidade em v*riosaspectos como aumento da qualidade eretiva, melhora no controlee aculatrio, que$ra de condicionamentos limitantes para orgasmos dequalidade, aumento na conscincia corporal, enriquecimento na mo$ilidade esensorialidade peniana, aumento na toni&icao muscular, equil'$rioenergtico, desperta a conscincia da $ioeletricidade, aumenta os n'veis deendor&ina, serotonina e ocitocina, potenciali a as ondas de pra er eorgasmos secos e m;ltiplos entre outros $ene&'cios. 5a *rea psicoemocional,

    o equil'$rio da autoestima, autocon&iana, capacidade de amar, tomardecis+es entre outras caracter'sticas esto ligadas a satis&ao se#ual

    1om a massagem lingam, os homens respondem a esse toque com rea+esdi&erentemente pra erosas. 8sses e&eitos positivos, podem vir em &ormatode espasmos, tremores ou arrepios e so &onte de amplitude proprioceptivaque consequentemente o caminho para percep+es mais sutis como o da$ioeletricidade da pele, reconhecimento dos canais energticos do corpo emovimentao das ondas org*sticas.

    "uando a homem passa a reconhecer essas sensa+es, est* preparado areali ar sua auto!cura desco$rir onde esto seus $loqueios e dissolv!los. @autoconhecimento a chave para uma vida plena, saud*vel, e a$undante.

    Ma))a;e( Lin;a(

    %ssim que sua respirao estiver plena e pro&unda, o corpo rela#ado so$ ose&eitos da massagem sensitive, lentamente a terapeuta comeara com osest'mulos genitais com suavidade, sutile a e destre a.

    ar* a ativao de pontos adormecidos, devido ao condicionamentomastur$atrio, proporcionando, novas sensa+es, com mano$ras maisvigorosas. er* tra$alhada a toni&icao muscular, possi$ilitando que seulingam, tenha ere+es mais &irmes e sustentao ertil por mais tempo. ?importante ressaltar que o o$ etivo da massagem no orgasmo, porm ele

    tam$m no reprimido de &orma alguma, muito pelo contr*rio se o re&le#ou ondas org*sticas tomam seu corpo ele $em vindo e a massagem

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    27/63

    continua. 5este momento temos um grande avano se#ual, pois estaremosrompendo o condicionamento muscular de retra'rem!se ps!e aculao,permitindo que com o passar do seu desenvolvimento possa sustentar suaereo mesmo aps a e aculao e tenha controle total so$re esses

    re&le#os, permitindo que escolha o momento org*stico.% massagem pode ser vista como um desenvolvimento sensorial, onde todsua musculatura se#ual ser* reeducada tornando o melhor amante podendodespertar sensa+es ;nicas em seu parceiro. /ma verdadeira viageminterna. /m passeio pelo sentir.4

    Co(o Fa2er a Ma))a;e( Lin;a(

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    28/63

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    29/63

    A T3cnica?

    8#istem dois tipos de massagem da prstata= e#terna e interna. %s duaspodem a udar o homem retardar a e aculao, mas a massagem interna podtam$m ser usada para causar uma e aculao. "uando voc &a a massagena prstata para a udar um homem a retardar sua e aculao, a ideia a udar a prstata a descarregar a energia que est* acumulada (seme acular), e ento &a er com que essa energia su$a para parte superior docorpo para a&ast*!la da prstata.Bsso dei#a a prstata em estado de rela#amento e retarda a urgncia de

    e acular precocemente (antes que voc ou seu parceiro este a pronto).e voc est* usando a massagem interna da prstata (alcanando a prstata

    atravs do nus masculino) para causar a e aculao, essa pr*tica normalmente chamada de ordenhar a prstata . 1om a ordenha daprstata, voc estimula!a continuamente com contato direto, penetrando onus masculino D tocando, empurrando, es&regando, etc... at que o homee acule.

    Ma))a;e( no 8er6neo (a))a;e( 0a 8r )tatae.terna

    @ per'neo a *rea entre o nus e o escroto. %lgumas ve es conhecidatam$m como o ponto p masculino (comparando com o ponto g da [email protected] per'neo tam$m a chave para qualquer homem aprender a retardar suae aculao, porque a glndula da prstata pode ser estimulada e massageadadiretamente atravs desta *rea. :assagear a prstata atravs do per'neo uma das maneiras para mover o e#cesso de energia se#ual para longe desta*rea.Pressione na *rea do per'neo, um pouco mais pr#imo do nus do que doescroto D at voc sentir um caroo &irme (a prstata do tamanho de umano ). -ire seus dedos no sentido hor*rio e depois anti!hor*rioalternadamente por dois a trs minutos. 8#perimente v*rios tipos depresso e velocidade, at voc desco$rir a com$inao que lhe d* o melhorresultado. Bsso pode variar com o tempo.

    Ma))a;e( anal interna 0a 8r )tata

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    30/63

    % prstata pode ser alcanada internamente atravs do nus. Gomensretm uma grande quantidade de tenso nesta *rea genital, particularmenteao redor do nus. :uitos homens heterosse#uais gostam da ideia depenetrar uma mulher durante o se#o, mas so muito menos con&ort*veis

    (at horrori ados) com a ideia de uma mulher penetrar seu nus durante ose#o ou mesmo como um e#erc'cio de circulao energtica.Para um homem, permitir que ele se a penetrado atravs do nus, [email protected] parceiro que est* sendo penetrado est* em uma posio mais vulner*vel, eos homens esto mais acostumados a estarem no [email protected] homem deita de $arriga para $ai#o com a opo de colocar uma almo&adem$ai#o de seus quadris para um melhor ngulo de penetrao.8ncora e o rela#amento atravs de massagens gostosas em seus om$ros,costas, n*degas e quadril./se uma grande quantidade de lu$ri&icante (lu$ri&icante a $ase de *gua recomendado) e comece a massagear os tecidos em volta do nus commassagens circulares, a$rindo!o levemente.

    em$re!se de respirar devagar e pro&undamente.eve o tempo necess*rio para persuadir os m;sculos anais e dei#*!los no

    mais completo estado de rela#amento.omente prossiga quando os tecidos anais se a$rirem e convid*!lo a

    entrar. 1om a palma da mo virada para o cho, penetre com o dedoindicador, devagar e gentilmente, atravs do canal anal.1om apro#imadamente R,Kcm a K cm dentro do reto, do$re o dedo como seestivesse &a endo o movimento de vem aqui , voc ira sentir a glndula dprstata (um caroo &irme do tamanho de uma no ). -entilmente circule aprstata com seu dedo e e#perimente pression*!la em diversos pontos ecom press+es variadas, sempre prestando ateno as rea+es de seu par.

    Finali2an0o a Ma))a;e("uando ele se sente completo (com a massagem), retire suas moslentamente, cu$ra com lencol de seda para mant!lo aquecido. @ maisimportante, permitir que ele descanse em silncio por pelo menos cinco ade minutos.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    31/63

    Enfrentan0o no))o) (e0o)8m$ora o se#o regular se a agrad*vel, raramente satis&a nossasnecessidades internas. 0antra ! e#o agrado uma comunho sagrada com

    um parceiro e consigo mesmo, o que aumenta nossa cone#o com a prpri&ora da vida e nossos impulsos criativos mais pro&undos.

    Pessoas que pensam que esto dando tudo para o (a) parceiro (a) estoretendo e reprimindo partes enormes deles prprios devido ao medo, e oresultado &inal de se sentir como se estivessem sendo usados. 8ste atose#ual no supre a necessidade das pessoas de sentirem uma comunhopro&unda uma com a outra , e aca$a sendo um encontro tenso com outrocorpo no qual am$as as pessoas reprimem as suas reais necessidades [email protected]&a er amor redu ido a um desempenho onde ns competimos com a outpessoa para ver quem pode &a er mais ou melhor.G* v*rios medos principais que ns herdamos de tradi+es religiosas. /mdeles que o se#o somente para a procriao. @utra restrio religiosa que se#o de alguma &orma vergonhoso em$ora todo mundo o &aa. %idpornogra&ia vieram desta &alsa vergonha.

    e#o agrado vai alm de tudo que voc pode ter visto antes, pois ae#perincia ertica uma cele$rao, uma arte e um ato de criao.5o cinema, televiso, &ilmes pornogr*&icos, at mesmo na escola e emensinamentos religiosos, so mostrados a ns maneiras de como se &a se#oe ns pensamos que essas so as ;nicas maneiras que e#istem.5ossa e#perincia prvia nos &ala que o se#o s $om quando h*penetrao. @ que acontece se isso no &or poss'vel e duas pessoas aindaquiserem des&rutar um ao outro e ter uma comunho se#ual>% verdade que o corpo inteiro uma ona ergena e voc pode desco$rirque pode despertar um orgasmo s com um olhar nos olhos da outra pessoa

    @s homens pensam que se#o igual 3 e aculao. :as, uma ve quee aculem, se sentiro aca$ados.5o e#o agrado, a resposta ertica podeser muito mais duradoura, a e aculao pode ser controlada e prolongada, de&orma que o casal possa des&rutar muito mais intimidade, e#plorao sensi$ilidade.:uitas pessoas pensam que 0antra requer o celi$ato. Bsso no verdadeiro,claro que as pessoas sem parceiro (a) podem des&rutar de seus prprios

    corpos.e#o agrado permite que voc possa cele$rar o prprio corpo.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    32/63

    0antra ! e#o agrado no indulgncia. 5o h* $om ou ruim, certo eerrado, nenhum ulgamento moral em desempenhos espec'&icos ou o queaceit*vel ou inaceit*vel.0antra ! e#o agrado lhe permitir* ir alm de qualquer limite vocconce$eu, e des&rutar deste presente de amor criado por

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    33/63

    aprender* dar primeiro a voc, tudo o que voc daria a seu (a) amado (a).Voc cele$ra sua se#ualidade dentro de voc.Bsto no acontece do dia para a noite. 1om con&iana e &ranque a, voc podei#ar as de&esas.Para isto acontecer voc precisa sentir!se protegido e con&iante.

    O ante) e o 0e8oi) no )e.o tntrico5ormalmente durante o ato se#ual normal, e#iste um intenso &lu#o deenergia e ateno at a hora do orgasmo, seguido de desinteresse ou apatia,uma ve que ele alcanado.

    8m geral, o homem o respons*vel por isto, * que tende a alcanar o cl'macom rapide , &requentemente sem satis&a er totalmente a [email protected] ato se#ual no deve ser tratado como uma corrida , terminando em umcolapso total. Bsto tende a criar sentimentos de va io ou ressentimento noparceiro U o &en2meno conhecido como depresso ps!coito."uando o casal se &amiliari a com as necessidades se#uais um do outro, aadaptao m;tua natural e &*cil.0udo que se#ualmente estimulante &a parte das car'cias preliminares e,de &ato harmoni a as nature as &'sica e sutil do [email protected] ensinamentos orientais di em que a mulher como a *gua, demora parchegar ao ponto de e$ulio e tam$m para res&[email protected] inverso verdadeiro em relao ao homem, comparado ao &ogo, que&acilmente in&lam*vel e se e#tingue rapidamente.8ntretanto, se os dois esto corretamente equili$rados, um trans&ormar* ooutro.% *gua e o &ogo em equil'$rio produ em vapor, que se eleva naturalmen

    8ste movimento an*logo 3 ascenso de energia vital pelos canais e centrossutis.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    34/63

    %ps o ato em si, segue!se um momento to importante quanto o que oantecede.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    35/63

    :as, ns gostamos de perder tempo tentando entender e &a er coisascomplicadas, somente para alimentar mais ainda a $aguna em nossa mente como uma doena, um v'cio.5ossa mente adora coisas complicadas, que necessitem grandes es&oros

    para serem alcanadas OamanhA, nunca agora.5ossa mente se mete onde no preciso, se"encantando" com pensamentos do&uturo, ou do passado &a endo com que voc perca o que est* realmentacontecendo no momento.:uito do comportamento humano pr!orientado, a ateno das pessoasest* &ocada no &a er, com cada ao tomada esperando lev*!lo a outro lugqualquer. 8stas a+es em seguida perdem o seu signi&icado intr'nseco, poisua ;nica importncia o movimento que te dei#a mais perto do seu

    o$ etivo. :as quando voc est* realmente sendo, voc no est* preocupadoem chegar a algum lugar !1oc* >< e)t< lCesposta=A-,iPergunte a si mesmo= "ue horas so>Cesposta=A;ora

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    36/63

    a-,i . 5o importa o que di o relgio, sempre agora. % vida continua,(a)1oc* e)t< )e(8re a-,i e a;ora: no eterno 8re)ente Tantra 3 i))o a-,ie a;ora: total(ente 8re)ente .

    Co(o fa2er a(or e 8rolon;ar o 8ra2er )e.,al )e(fi( = No tantra i))o 3 8o))61el

    0antra e o pra er se#ual Osem &imA

    %mantes ascendem a um estado alterado de conscincia durante este tipode se#o sem &imA, no somente porque &oi gerada &rico, tenso, oueletricidade, mas porque eles aprendem a desco$rir o outro lado do ato de&a er amor, que o #tase.

    8ntretanto, este processo no se re&ere propriamente a uma durao se#ualem particular, mas sim a atitude mental durante o se#o, uma atitude na qualvoc aprende a viver somente no momento presente, sem se preocuparso$re qualquer outra coisa.

    ? imposs'vel ser a$sorvido totalmente no presente, se a pessoa estiverconstantemente preocupada com o &inal da relao se#ual (orgasmo).entimentos se#uais &luem espontaneamente, levando os amantes em um

    &lu#o sem es&oro do que quer que este a acontecendo.

    5esta pr*tica a pessoa pode ter o tempo que precisar, para aprender adei#ar &luir, para &a er amor espontaneamente, livremente e naturalmente.

    Co(o fa2er=

    Pri(eiro 8a))o

    8m primeiro lugar voc tem que entender que ao &a er amor desta maneira,at mesmo o momento da e aculao ou o orgasmo da mulher volunt*rio,completamente so$ seu controle.

    !e;,n0o 8a))o

    "uando voc &or &a er amor, lem$re!se destas regras=

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    37/63

    L ! :ovimentos em cmara lenta. aa tudo que voc quiser (preliminares,penetrao), mas em cmara lenta. Fei e em cmara lenta, toque em cmaralenta, entre e saia em cmara lenta, &aa a e#perincia inteira muitogradualmente, e voc perce$er* que nem mesmo comear* a chegar perto

    do &im.R ! Cespirao lenta. aa tudo que voc quiser, mas respire em cmaralenta. e voc perde o controle da respirao, seguramente voc perde ocontrole se#ual. %ssim, quando voc notar que est* respirando mais r*pido ,redu a a velocidade, respire calmamente, e espere at voc rela#arnovamente.

    X ! 1oncentrao. aa tudo que voc quiser, mas mantenha sua atenodesperta. ocali e sua ateno na sensao ertica, e quando voc sentirque est* chegando ao momento chamado de pr!orgasmo, pare osmovimentos imediatamente, e &ocali e sua ateno na *rea do corao.

    Q ! Volte ao nYL e continue, sucessivamente. Voc no vai se arrepender4

    Nota= Cecomendamos que vocs &aam pausas quando e#perimentarempra eres erticos OmuitoA intensos. ,nto co( )e, a8arceiro a? realmente poss'vel permanecer no cl'ma# por muito tempo se voc seguirestas instru+es=

    Pa))o

    Primeiro, deite!se de costas com um travesseiro para apoiar o pescoo. uaspernas devem &icar do$radas e os ps untos, como uma $or$oleta. esentir descon&orto em seus quadris, coloque travesseiros so$ os oelhos.

    eu par deve sentar!se ao seu lado direito, em cima de pelo menos doistravesseiros para &icar mais alto.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    38/63

    Pa))o

    1om a mo direita, ele separa os l*$ios da vagina e retrai o prep;cio doclitris para cima com a palma da mo. 8m seguida ele vai &irmar o clitriscom o polegar direito, segurando o prep;cio para tr*s. 8le deve colocar amo esquerda so$ sua $unda com dois dedos em cada n*dega, mas com opolegar repousando so$re (e no dentro) a $ase da entrada da vagina.

    Pa))o

    eu par deve imaginar que est* olhando diretamente para seu clitris, com aparte superior do mesmo como sendo LR horas de um relgio. %gora ele devencontrar, sentindo, tateando, um ponto que est* situado na posio de JLhora no relgio, ele vai encontrar uma pequena depresso ou $olsa entre oprep;cio e o clitris. 1om a ponta do dedo indicador da mo direita,comear* a acariciar com um toque mais leve poss'vel.

    Pa))o

    /ma ve que ele encontre este ponto e comece a acarici*!lo, vocprovavelmente no ser* capa de suportar nada alm de um toque muitoleve. Pea a ele para acariciar numa velocidade constante por per'odos de Rou X minutos, mudando de velocidade a cada per'odo. aa isso por pelomenos LK minutos. :uito provavelmente voc comear* a sentir um pra ermuito intenso. e as contra+es do orgasmo &orem um pouco demais, respirpro&undamente e empurre para &ora, como se &osse &a er #i#i. (5o sepreocupe, desde que voc tenha esva iado a $e#iga de antemo, voc no ir*realmente &a er #i#i.) Bsto ir* a ud*!la a ampliar o per'odo de plat2 (&asepr!orgasmo) e minimi ar o cansao.

    Pa))o

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    39/63

    @$viamente que am$os precisam estar $em para uma sesso deste tipo, etalve no se a poss'vel conseguir logo da primeira ve .

    [email protected] 8ara Ca)al 7 Ener;i2e: rela.e: e a,(entea -,6(ica entre 1oc*)

    8sta uma $oa oportunidade para a ud*!los (a) a se conectarem entre siaps um longo dia ou um per'odo a&astados. 0am$m uma $oa &orma energi ar e comear o dia, e no e#tremo oposto, pode ser uma coisarela#ante para &a er antes de dormir. 8 se voc &i er isso antes de &a eramor, sua qu'mica aumentar* muito4

    empre que voc optar por &a er esta meditao, certi&ique!se de estartotalmente consciente e com a mente a$erta4E.erc6cioPassos:

    ! e voc quiser alguma m;sica, certi&ique!se de se a algo agrad*vel erecon&ortante4! entem!se de costas um para o outro, com as pernas cru adas no cho ouso$re sua cama. 1erti&ique!se que suas costas esto se tocando.! inta suas espinhas se unirem e inalem agrad*vel e pro&undamente.! %gora, &eche os olhos e comecem a sincroni ar sua respirao, inspirande e#pirando untos. Pode ser complicado no in'cio, mas se a paciente e logvocs estaro com a respirao sincroni ada. :antenham!se com arespirao sincroni ada por alguns minutos.! %inda respirando untos, mova os om$ros para tr*s e enganchem seus

    $raos. eu $rao esquerdo deve ser enganchado no $rao direito do seuparceiro (a), e seu $rao direito no $rao esquerdo de seu parceiro (a).! 1om seus $raos em &orma de gancho e ainda com a respiraosincroni ada, comecem a $alanar de um lado para o outro. "uando vocs semovem para um lado, inspirem untos, e quando se movem para o outro lade#pirem em con unto. :antenham os olhos &echados, e simplesmentepermita perder!se nesta unio com seu parceiro (a). 8squeam tudo e seconcentrem apenas no movimento lento, como uma ;nica unidade. aam isspor alguns minutos.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    40/63

    ! %gora, comecem a se movimentar lentamente para &rente e para tr*s."uando vocs se movem em uma direo, inspirem untos, e quando semovimentarem em outra direo e#pirem untos. :antenham seus $raosenganchados, e continuem com a sincroni ao da respirao4 "uanto mai

    lento os movimentos, melhor.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    41/63

    Portanto, um $uraco nada mais do que a ausncia de uma certa parte decapacidade para contato, perda de &ora, perda de vontade, perda depra er, quaisquer dessas qualidades da essncia. 8#istem muitas delas. :asquando elas so perdidas, no vo!se em$ora para sempre6 elas nunca se vo

    para sempre. Voc simplesmente desconectado delas.0omemos como e#emplo, a qualidade do valor, da auto!estima. "uando voc desconectado do seu valor, o verdadeiro sentimento dessa descone#o asensao de que &oi dei#ado um $uraco dentro de voc6 &icou um va io.8nto voc tem uma sensao de de&icincia, uma sensao de in&erioridade quer preench!la com valores e#ternos ! aprova+es, elogios, o que querque se a. 8 voc tenta preencher o $uraco com &alsos valores e#ternos.0odo mundo caminha unto com montes de $uracos, mas normalmente, vocno se d* conta deles. 5ormalmente, voc se d* conta de dese os= eu queroisso, eu quero aquilo. 8u quero um elogio, eu quero ser $em sucedido nisso,eu quero que tal pessoa me ame. 8u quero essa ou aquela e#perincia. %presena de dese os ou necessidades, indica a presena de $uracos. 8sses$uracos, claro, se originaram na sua in&ncia, como um resultado parcial de#perincias traum*ticas ou con&litos com seu am$iente. Voc &oi desligadde uma dessas qualidades nessa poca. 0alve seus pais no o valori avam,ou se a, eles no o tratavam de acordo com a importncia que voc dava aosdese os ou presena6 eles agiam da maneira deles, sem se importar com o

    seu interesse6 eles ignoravam seu valor essencial.8 porque seu valor no tenha sido visto ou conhecido, talve at sidoatacado ou desencora ado, voc &oi desconectado (desligado) daquela suaparte, e o que &icou no lugar dela, um $uraco, uma de&icincia.:ais tarde, quando nos apro&undamos no assunto e contamos a algum mais! quanto mais nos apro&undamos, mais isso acontece ! preenchemos esses$uracos com as outras pessoas. %lguns dos nossos $uracos so preenchidoscom o que acreditamos ou sentimos estar rece$endo delas.

    5os sentimos valori ados porque elas nos apreciam, e isso preenche nossos$uracos. 5o sa$emos conscientemente que os estamos preenchendo comaprecia+es alheias, somente nos sentimos plenos, preenchidos, quandoestamos com essas pessoas6 nos sentimos valiosos. 8nto, "uando estoucom aquela pessoa eu realmente sinto que tenho valor, masinconscientemente, sinto que aquela pessoa que est* com o meu valor. %outra pessoa no s me &a sentir valioso, mas o que quer que ela este a medando, uma parte de mim, parte da minha prpria plenitude que eue#perimento.

    Bnconscientemente, eu no ve o que a parte da pessoa que &a com que eusinta o meu valor este a separada de mim6 eu a ve o como uma parte de mi

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    42/63

    preenchendo esse $uraco. 8u no sei que e#iste um $uraco, eu s me sintopreenchido. e a pessoa morre, ou se o relacionamento aca$a, eu no sintoque estou perdendo essa pessoa. 8u sinto que estou perdendo o que quer queeste a preenchendo o $uraco. Portanto, a perda de uma pessoa no sentida

    como a perda de uma pessoa separada. ? e#perimentada como a perda de simesmo, porque, inconscientemente, voc v essa pessoa como umpreenchimento de uma parte sua. %ssim sendo, ele(a) se tornou uma partede voc6 perdendo ento essa pessoa, voc e#perimenta a perda de umaparte de si mesmo e, como conseqHncia, sente um $uraco.8is porque isso to doloroso. Parece que voc est* sendo cortado e quealguma coisa est* sendo tirada de voc.Por isso que a &erida e a dor esto relacionados ao dano da perda. %lgumasve es parece que voc perdeu o seu corao6 algumas ve es parece que vocperdeu a sua segurana, sua &ora, sua vontade ! ou o que quer que se a quea pessoa tenha preenchido em voc. %s ve es, a pessoa da a vocdeterminao, &ora, ou apoio, ou amor, ou valor. 8nto, quando voc perdeuma pessoa chegada, voc sente o $uraco que a pessoa estava preenchendo.

    @ que as pessoas esto realmente di endo quando di emos Ons nospreenchemos , que cada um preenche os $uracos do outro. Bsso preencheesse $uraco6 aquilo preenche aquele $uraco6 como se eles se &undissem

    num s. 8les no se sentem mais separados. :as se voc os separar, vocdei#ar* uma poro de $uracos. e essas duas pessoas vivem untas,sentem!se plenos e completos. 1omplementam!se e se uni&icam como umtodo. :as uma outra pessoa, raramente preenche todos os seus $uracos.Voc tem muitas pessoas, muitas atividades na vida, e ainda assim, nopreenche todos os seus $uracos. Gaver* $uracos &icaro e continuaromantendo a insatis&ao. 8, claro, os $uracos no so preenchidoscompleta e per&eitamente. 5o momento em que a outra pessoa mudar umpouco, ou &alar alguma coisa que te a$orrea, voc sente o $uraco, a

    de&icincia. @h, ele no me d* o devido valor4Voc &ica $ravo, se sente magoado, porque o $uraco est* sendo e#posto.8nto a insatis&ao continua porque apessoa nem sempre preenche seus $uracos de uma maneira per&eita,especialmente se voc espera que ela os preencha.

    ! "uando voc troca de relacionamento ou a pessoa na sua vida muda,ento deve haver uma mudana nos $uracos envolvidos.%.G.! 1erto. e acontece alguma mudana, acontece uma alterao nos$uracos. %lguns &icam va ios, alguns preenchidos. % pessoas tem que se

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    43/63

    a ustar. 8las tm que preencher seus $uracos de alguma outra maneira eisso normalmente signi&ica que elas tero que lidar com seus $uracos !sentir suas presenas e talve entend!los.8nto agora podemos entender melhor porque a perda de algum muito

    pr#imo a voc, muito 'ntima, to dolorida.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    44/63

    as pessoas contestam como loucos contra ir pro&undamente ao encontro coma dor da perda. 8ssa de&esa primariamente para evitar o sentimento do$uraco.%s pessoas no sa$em que o $uraco, o sentimento de de&icincia, umsintoma da perda de alguma coisa mais pro&unda, a perda da essncia, quepode ser resgatada. 8les acham que o $uraco, a de&icincia, como elesrealmente so no mais pro&undo n'vel, e que no h* nada alm disso. 8lesacham que tem alguma coisa errada com eles. %lguma coisa $asicamenteerrada. @ sentimento de que algo est* errado, um conhecimentoinconsciente da presena do $uraco e as pessoas e as pessoas &aroqualquer coisa para no sentirem esse $uraco, realmente sentindo ade&icincia.

    8las acreditam que se chegarem perto do $uraco ele os engolir*. e otra$alho que &a em os est* levando, por e#emplo, para o $uraco do amor,eles de sentiro ameaados por um va io e uma solido [email protected] $uracos viro 3 tona, como se &ossem ameaas de destruio. 5o de se surpreender, portanto, que eles no queiram chegar perto dele4 :asno nosso tra$alho aqui, vimos uma coisa surpreendente= quando paramos denos de&ender contra o sentimento do $uraco, a e#perincia real no dolorosa. implesmente e#perimentamos um espao va io, a sensao de quno h* nada l* ! mas no um nada ameaador ! uma amplido (amplitude)6uma concesso. 8ssa amplitude permite que a essncia aparea, e aessncia, e somente a essncia, que pode eliminar aquele $uraco, aquelade&icincia interna.

    = /m $uraco pode se mani&estar como raiva>%.G.= im. Voc pode ter raiva como um resultado da de&icincia,especialmente como uma de&esa contra o sentimento do $uraco. % maioriados sentimentos, a maioria das emo+es, particularmente aqueles que soautom*ticos e compulsivos, so resultados de $uracos. "uando no h*

    $uracos, tais emo+es no e#istem. "uais so essas emo+es> "uando h*$uracos, h* triste a, h* &erida, h* ci;mes, raiva, rancor, medo. 0odos essessentimentos so resultados de $uracos. e voc no tem nenhum $uraco,voc no tem nenhuma dessas emo+es. Voc tem somente a essncia. Porisso que 3s ve es, essas emo+es so chamadas de passionais, ou &alsos!sentimentos ou pseudo!sentimentos.% nossa sociedade inteira &undamentada em nos ensinar que devemos usaos valores e#ternos para preencher nossos $uracos ! apreo, a &ora doamor, se a l* o que &or ! mas e#ternos. 5s &alamos como maravilhoso

    &a er as coisas pelos outros, ou se apai#onar, ou ter uma pro&issosigni&icativa ! coisas desse tipo. % sociedade em geral, organi ada para

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    45/63

    que as pessoas preencham cada $uraco das outras pessoas. ? assim que acivili ao constru'da ! 3 volta de preencher $uracos. % civili ao, comons a conhecemos, um produto da &alsa personalidade. ? o produto da&alsa personalidade e o lar da &alsa personalidade. ? o que sustenta e

    alimenta a &alsa personalidade..= 8la sempre &oi assim>

    %G.= %cho que no. %cho que &oi acontecendo gradualmente. %cho que lealgum tempo para que a &alsa personalidade da civili ao tenha se tornadoto dominante. "uanto mais mecnicos nos tornamos, mais a cultura setorna um pro$lema de preencher $uracos. :uitas pessoas di em que nopassado, havia mais amor e presena, mais reconhecimento da realidade,mais essncia, e que as pessoas estavam mais em contato com suas prpriasessncias do que esto agora.Voc * ouviu &alar da Bdade 5a Bdade

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    46/63

    %G.= e voc entende seus sentimentos, voc chega 3 sua essncia. :as issono signi&ica que os seus sentimentos so a sua essncia.".= Bsso signi&ica que se eu &or a minha essncia, se eu &or a minha essno tempo todo, ento eu no vou sentir nada>%G.= 5o. 5o signi&ica isso. 8#istem sentimentos reais e pseudo!sentimentos. @s pseudo!sentimentos so tentativas para preencher o$uraco, que a ausncia de sentimentos reais.

    .= 8nto isso signi&ica que o $uraco um &also sentimento>%G.= im. e voc perder o seu valor, por e#emplo, se em algum ponto voc&or cortado dele, um $uraco &icar* dei#ado. @ $uraco ser* e#perimentadocomo um sentimento de in&erioridade, ou uma &alta de auto!estima. :as issono um sentimento real. ? a ausncia do sentimento verdadeiro do valor,ou do verdadeiro sentimento da auto!estima

    Teoria 0o) b,raco) e a -,ali0a0e 0a e))*ncia 78arte

    % in&erioridade ser* co$erta, ento, pela tentativa de se sentir superior, dese de&ender contra ela. 8nto, 3s ve es voc se sente superior a todomundo. :as esse tam$m no um sentimento verdadeiro, uma tentativade esconder outro pseudo!sentimento.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    47/63

    .= 8nto, se voc tem esses pseudo!sentimentos, essas emo+es, o que tema$ai#o, no mago> "ual a essncia>%G.= 5esse caso, o que est* no mago da in&erioridade, superioridade, raiv

    e dor, o prprio valor real, que um certo aspecto da essncia. Voc * leuPlato> em$ra!se das idias ou &ormas plat2nicas> crates disse queningum amais poderia te ensinar so$re as &ormas. % ;nica maneira quevoc poderia sa$er so$re elas, seria lem$rando!se delas, porque voc asperdeu e tem memria delas, em$ora voc possa estar a&astado delas.Ceativando a memria, voc chega 3 idia. 8 ao que voc retorna, no soemo+es= voc retorna para a sua essncia. % essncia mais real e maissu$stancial do que as emo+es. % essncia to real quanto o seu sangue.8la no uma reao. :as as emo+es nos so necess*rias= precisamos &icara&astados de nossas emo+es para entender e ver nossa essncia= asemo+es so um guia e um ponto que nos leva para onde a essncia &oiperdida. 8ntender as emo+es, pode a udar a desemaranhar os ns dasde&esas, que so tentativas de evitar e#perimentar os $uracos, e que nosmantm separados da nossa essncia.8ntretanto, algumas pessoas no esto nem em contato com suas emo+es.8las no s &oram desconectadas de suas essncias, como &oramdesconectadas tam$m de suas emo+es. 8las esto muito longe delas

    mesmas. 8las s tm os pensamentos que so resultados de suas emo+es.8ssa a maneira que podemos nos perder de ns mesmos e nos identi&icarprincipalmente com os nossos pensamentos= Primeiro e#iste a essncia,depois a perda da essncia resultando em emo+es, depois a perda dasemo+es, ou o con&lito em torno delas que cria todo tipo de pensamentos.% maioria das pessoas imagina, que se voc no sente emo+es, o que vocvai sentir> "uanto mais voc sente a essncia, menos voc sente emo+es.Voc ainda ter* sensa+es, e elas sero mais pro&undas e mais &ortes6 masquando voc sente a essncia, suas emo+es no sero mais pro&undas nem

    mais &ortes. /ma emoo, somente uma resposta do sistema nervoso. %essncia no uma resposta do sistema nervoso.8#iste algo que preenche voc. /ma parte sua est* presente. %lgumaspessoas chamam os aspectos essenciais de os sentimentos reais . :as oque as pessoas normalmente chamam de sentimentos ou emo+es, no so aessncia. %mor, pa , valor, &ora e determinao so aspectos da essncia.8ssas so as coisas que voc e#perimenta. 8ssas so a essncia. 8m ve dee#perimentar raiva, voc e#perimenta &ora, &ora calma= em ve dee#perimentar in&erioridade ou superioridade, voc e#perimenta valor

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    48/63

    (valia)= voc se e#perimenta como uma presena completa que repleta epoderosa.

    .= @ 0ra$alho propriamente dito, preenche v*rios dos meus $uracos, e(Z)&ora do tempo que tra$alhamos aqui, eu comeo a sentir pnico. %cho quo sentimento de plenitude que tenho com o 0ra$alho qualitativamentedi&erente de quando eu me preencho com outra pessoa. 0am$m, o tra$alhoque &ao aqui, me d* segurana de sentir o va io. :uitas ve es, osentimento de plenitude que tenho por causa do 0ra$alho, vem logo depoisde voc ter me a udado a me sentir seguro su&iciente para sentir o $uraco.%G.= im. %s situa+es do 0ra$alho aqui, so um pouco mais complicadas que as situa+es normais. @ que voc &a no mundo l* &ora, voc pode &acom o 0ra$alho. 8stando aqui, as pessoas realmente tentam preencher seus$uracos. :as tam$m, e#iste o outro lado disso, onde o 0ra$alhopropriamente dito, orientado com vistas 3 e#perimentar as de&icincias,os $uracos e no somente a plenitude.%qui, os dois processos andam untos, de mos dadas. 5os intervalos dosnossos encontros, vocs sentem que perderam aquela plenitude.Fem, se a plenitude veio do uso do 0ra$alho para preencher o $uraco de ummodo normal, ento vocs podem usar a perda dela e#atamente como aperda de qualquer outra coisa, ver o que &oi que vocs perderam e tentare#perimentar o $uraco l*, para entend!lo.%s pessoas aqui, normalmente usam o 0ra$alho para preencher umdeterminado $uraco, uma determinada de&icincia. Voc deve sentir, 8uestou com um grupo de pessoas que $uscam a verdade, inteligentes esinceras6 eu devo ser maravilhoso. :ais tarde, todos vo para suas casas, claro. %' voc sente, %&inal, eu no sou to maravilhoso assim. 8nto,permita!se e#perimentar esse $uraco para entend!lo.8ntretanto, em outros momentos, outros tipos de processos do tra$alho dogrupo, podem lev*!lo a sentir!se pleno por causa da presena geral de umadeterminada plenitude real que o coloca em contato com a sua prpriaplenitude. 8nto, depois de uma semana, quando voc no estiver em contatoto pro&undo com ela, voc se a&asta dela e a questiona. 8sse um processdi&erente. 0alve voc tenha se sentido pleno sem entender o que acontece,ou talve ha a outros pro$lemas que devam ser e#postos e tra$alhados paraque voc conserve a plenitude.:as a plenitude do 0ra$alho, no a mesma plenitude que as pessoase#perimentam preenchendo seus $uracos. % e#perincia de preencher um$uraco, no normalmente e#perimentada como uma plenitude, realmente.

    Voc no e#perimenta plenitude quando algum est* preenchendo seus$uracos. Parece sempre duvidoso, no realmente satis&atrio. e parece

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    49/63

    com um tipo de al'vio tempor*rio. 0em um sentido de coisa agarrada, presa6voc no quer que a outra pessoa o dei#e. Voc no quer que elas mudem omodo como se comportam em relao a voc. 5um n'vel pro&undo, isso um$loqueio, no uma a$ertura. 8nquanto a plenitude do 0ra$alho a ausncia

    de $loqueio.%lgumas ve es nesse tra$alho, um monte de $uracos vm 3 tona de uma sve . 8nto um pouco con&uso. 1erto> 5ormalmente, no comeo, quandoalgum vem &a er o 0ra$alho no grupo pela primeira ve , muitos $uracos se#perimentados ao mesmo tempo. @ propsito do 0ra$alho e#por os$uracos e dei#ar a pessoa lidar com esses $uracos comeando por dentrodela mesma. 5s no estamos tentando preencher $uracos pelo e#terior.Poder'amos, &acilmente, &a er aqui todos os tipos de coisas para dare#perincias maravilhosas 3s pessoas. Poder'amos &a er medita+es, certose#erc'cios, e todos poderiam sentir coisas maravilhosas. 5o entanto, essascoisas no durariam, a no ser que a pessoa realmente se con&rontasse comsuas de&icincias, seus $uracos, e entrasse de ca$ea neles. 5o umprocesso simples, nem curto, nem &*cil. eva tempo e um $ocado de es&orPara e#perimentar um $uraco e no agir pela de&icincia, muito di&'cil, pocausa do poderoso es&oro que voc sente para preench!lo. %lgumas ve esvoc sente que isso um caso de vida ou morte.

    .= 8ssa manh, quando eu estava tomando ca& da manh &ora de casa,notei que a garonete estava me preenchendo um grande $uraco.%G.= im. :uitas pessoas ganham a vida preenchendo $uracos de outraspessoas. :uitos tra$alhos (empregos) e#istem para preencher $uracos daspessoas. 8u no tenho nenhuma atitude moral so$re preencher $uracos. 5oacho que se a um pecado, ou uma coisa ruim.5o acho que voc deva se sentir culpado, ou se punir por preencher$uracos. %lgumas ve es voc preenche seus $uracos, outras, preenche os$uracos de algum. 8 da'> Vamos &alar so$re compreender as coisas. 5oestou construindo uma religio em torno dos $uracos.

    0u no deves preencher teus $uracos . Voc deve olhar para tudo que &aem relao ao 0ra$alho, em relao aos $uracos, ou em relao a preench!los. Voc ver* que no momento em que estiver preenchendo um $uraco , outolerando um $uraco, estar* e#perimentando a coisa real que &oi perdida.Bsso acontecer* o tempo todo, a todo momento. 5esse tra$alho, os $uracoscom os quais voc lida, tornam!se maiores e maiores.Primeiro, os $uracos maiores, da', os menores, at chegar no maior de todoseles que a perda de tudo. Bsso se chama morte. 1erto> "uando voc

    morre, voc perde tudo. Voc tem que aceitar aquele $uraco para resgatartudo. 8nto, um dos ;ltimos $uracos, a perda do corpo propriamente dito.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    50/63

    8#perimentar a morte &'sica, e#atamente como isso. Voc e#perimenta umgrande $uraco6 um $uraco negro, escuro, va io, com nada dentro dele.Voc tentar* preencher esse $uraco com o corpo. e voc dei#ar o seucorpo ir , pelo menos conscientemente ! o que eu digo, no signi&ica

    necessariamente a morte &'sica ! ento, de repente, voc se v completo, oque voc realmente , aquele que pelo qual voc normalmente tentasu$stituir pelo seu corpo. % maioria das pessoas pensa que elas so os seuscorpos./ma das mais pro&undas identi&ica+es, o nosso corpo. 8ssa uma ra odo porqu dese amos e ansiamos por pra eres &'sicos, pra eres do corpo. 8acho que a $ase do anseio mais pro&undo, o anseio pelo pra er &'sico, um$uraco. @ $uraco a ausncia, a descone#o com os pra eres reais, ospra eres da essncia.

    ogicamente, ningum quer acreditar nisso. e eu dei#o isso, o que vai serdei#ado para mim> e eu no comer $iscoitos duas ve es por dia, &a erse#o todos os dias, &a er isso ou aquilo, como vou aproveitar a minha vida>:as esse um dos ;ltimos $uracos a ser e#plorado. 5o comeo, precisamose#perimentar os $uracos relacionados a amor, compai#o, valor, &ora,determinao, pa , coisas desse tipo, que tentamos o$ter do e#terior.5a sua vida, voc &a o que quer e apenas estuda o que acontece. Bsso tudo que voc tem a &a er= estud*!la, para entend!la. 5o passado, uma dasmaneiras atravs das quais de dava o 0ra$alho, era retirando!se para umconvento, para renunciar totalmente a tudo. % meta no era realmentere eitar tudo6 era uma tentativa de e#perimentar os $uracos. 1om o tempo,claro, essa pr*tica tomou um sentido religioso, moral ! a idia de que ruimter certos tipos de contatos e#ternos. @ propsito de tal a&astamento, sepermitir sentir os $uracos e no preench!los, de ver so$re o que todos elesso.

    em$ro!me uma ve , de ter visto um diagrama &eito por :eher Fa$a ! o

    cara que di , 5o se preocupe, se a &eli . 1om esse diagrama, ele tentademonstrar que

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    51/63

    desconectado de certas partes suas, em di&erentes tempos. 0oda ve quevoc desconectado de alguma parte sua, um $uraco se mani&esta. @s$uracos, ento, &icam cheios das memrias da perda e dos pro$lemas queessa perda gera.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    52/63

    que est* tentando preencher o $uraco6 :as voc no o &a , voc no tentapreencher o $uraco. Voc deve se propor um o$ etivo para um determinadotempo= 5as pr#imas duas semanas, no vou tentar aceitar a uda e#[email protected], 0oda ve que me sentir querendo aceitar a uda e#terior, vou somente

    o$serv*!la, no agir como ela. 8ssa uma maneira de &a er isso. 5averdade, tudo o que estamos &a endo nesse tra$alho, lidar com essespro$lemas. Go e ns o estamos olhando atravs de uma perspectivaparticular, que pode dar!lhe um certo entendimento, pode &acilitar seutra$alho.% &alsa personalidade mecnica, no sentido em que, depois que voc perduma parte essencial sua e um $uraco aparece, sua personalidadeautomaticamente tenta preench!lo com &alsas qualidades e#teriores.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    53/63

    8ssas so as que normalmente vm tra$alhar aqui e encontram apossi$ilidade de e#perimentar algo di&erente. :as o &ato de viremtra$alhar aqui, no signi&ica que tenham resolvido e#perimentar seus$uracos. 5o4 "uando as pessoas vm aqui pela primeira ve , o que

    realmente querem achar novos mtodos para preencher seus $uracos.Por isso todo mundo vem aqui. Vou encontrar uma maneira melhor de &acom que algum me ame6 vou resolver melhor o meu pro$lema paremagrecer6 vou achar solu+es para &a er isso, ou aquilo. ? isso que todrealmente querem. 8nto voc vem e, lentamente desco$re que o 0ra$alho so$re algo mais. 8 se &rustra porque ns continuamos di endo= 5opreencher seus $uracos no &unciona. 8 voc continua preenchendo seu$uracos cada ve mais. :as eu quero preench!lo, eu continuo me sentindomal. "uando as coisas vo melhorar> @ que posso &a er para no ter maique sentir essa coisa horr'vel>

    eva um $om tempo at que as pessoas entendam que tentar preencher os$uracos no &unciona. %t mesmo agora, me ouvindo &alar, esto tentanpreencher $uracos atravs de algum conhecimento adquirido. %lguns devocs esto at mesmo acreditando que as palavras que estou di endo, iropreencher seus $uracos. e eu pelo menos sou$esse como a estria,ento, as coisas poderiam [email protected] que estou di endo e&ica , se vocs esto comeando a sentir seus

    $uracos, ou se a, comeando a sentir seus va ios. e vocs os estopreenchendo com palavras ou idias, vocs simplesmente os estopreenchendo novamente.

    8nto agora eu sei do que se trata. ? um pro$lema de preencher [email protected], meu

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    54/63

    comerciais usam> "ual o poder dos comerciais> @ poder dos comerciais o poder dos $uracos. 8les apelam para os seus $uracos, sempre. 8lesencontram um certo $uraco e tentam dar!lhes o melhor preenchimento paraele. /ma $oa agncia de pu$licidade, ser* $astante e&ica com todos esses

    $uracos. 8m seus produtos, eles vm que $uracos podem preencher6 apelampara aquele $uraco. 8 &a em milh+es desse tipo.

    .= @s comerciais apelam para a e#istncia dos $uracos, ou de algumamaneira, criam novos $uracos>%G.= 5a verdade, no acho que eles possa criar um novo $uraco. eus$uracos so criados na sua in&ncia. :as eles en&ati am a e#istncia dos$uracos e apelam a eles de di&erentes maneiras. 0omemos a necessidade deser $onito como e#emplo. %lgumas mulheres no se acham $onitas, e vocpode apelar para essa de&icincia de v*rios modos. 0odos os dias temalguma coisa di&erente. % &orma continua mudando, mas eles ainda repeteos apelos $*sicos. @s comerciais estimulam e re&oram o mecanismo depreenchimento dos $uracos. 8stimulam o dese o que resulta dos $uracos. 8mseus $uracos, e#iste o que podemos chamar de &otogra&ias do que voc achque quer do e#terior. 5osso inconsciente &eito de imagens com as quaispreenchemos nossos $uracos e estamos sempre procurando essas &iguras nolado de &ora, ou se a, no e#terior. @s comerciais, num certo n'vel, tra$alhamno mecanismo completo, que o n'vel da sua prpria solicitao ouansiedade. 8les tentam &ortalecer esse mecanismo. %G.= Porque eles no &ariam muito dinheiro.

    .= % ansiedade pela essncia no seria uma ansiedade poderosa>

    %G.= @h4 ? a mais poderosa de todas. 8#istem pessoas que &a em comercapelando para o nosso dese o pela essncia. % Bgre a, todos os istemasreligiosos, so comerciais que &a em isso. :as eles apelam num n'velpro&undo. 1laro que, em$ora muito raramente, eles realmente podem levarpessoas 3 sua essncia.

    .= @ dese o de preencher os $uracos dos outros simplesmente uma outramaneira de preencher os nossos prprios>%G.= im. %lgumas ve es, voc evita seus prprios $uracos acreditando quoutras pessoas tm esses $uracos, no voc.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    55/63

    .= @u vendo outras pessoas como carentes>%G.= Pode ser. 8#iste um mecanismo que evita seus $uracos pro etando!ospara &ora. = % outra pessoa est* carente e eu vou a ud*!la.8sse processo de preenchimento de $uracos, no super&icial nem simples,

    ele muito pro&undo e sutil6 ele vai at as ra' es do ser. Cequer umtra$alho pro&undo em volta do processo de personalidade, a reverte eretorna 3 essncia.

    O -,e atra6 no) relaciona(ento)= I;,ai) o,

    o8o)to)=5a verdade am$os se aplicam nos relacionamentos. @ que atrai o oposto apolaridade entre &eminino e masculino. 5o somente a di&erena degnero, mas a masculinidade ou &eminilidade de cada um. em as di&erenenergticas no e#iste Oqu'micaA

    % Oqu'micaA a energia se#ual que cria a pai#o nos relacionamentos. 8 u&ator muito importante para manter a vitalidade em um relacionamentoamoroso, pois se am$os tm uma energia masculina sero como amigos e se&or &eminina, sero amigas.

    0odos ns * nascemos com essa mistura de energias masculinas e&emininas. :as a energia se#ual pode variar, mesmo durante um dia,dependendo do que se est* &a endo ou com quem est*. "uando voc est*competindo ou &a endo negcios por e#emplo, sua energia ser* maismasculina do que &eminina.

    5o relacionamento se#ual o segredo ter a energia oposta, como num im.8nto como &ica a &amosa O ei da %traoA onde igual atrai igual>

    "uando voc atrai algum para sua vida , atrai no mesmo n'vel vi$ratrio emque voc se encontra. Bsto pode ser= mesmo n'vel educacional, scioecon2mico, cultural, espiritual, pre&erncias pessoais e etc. 1laro quee#istem e#ce+es, mas no a regra. -eralmente o que achamos que se auma disparidade muito grande entre um casal, na verdade uma tima

    com$inao em n'veis que no so &acilmente o$servados. e escolhemos uparceiro (a) muito dissimilar, com certe a muitos pro$lemas surgiro.

  • 8/12/2019 TANTRA Corrigido

    56/63

    @ grande desa&io acontece quando, em um novo relacionamento vocencontra algum onde a Oqu'micaA muito grande e o se#o &ant*stico. @ qacontece quando temos um se#o &ant*stico a grande produo de

    o#itocina, que o horm2nio que d* este teso louco. e voc no est* alertaneste est*gio, a ligao com esta pessoa se torna muito &orte e mais di&'cilde que$rar, quando nos damos conta de que a pessoa com quem estamos no a ideal.

    5o isso que acontece com a maioria das pessoas>

    O -,e fa2er [email protected]=

    5o evite o contato se#ual, mas escolha cuidadosamente e no dei#e aOqu'micaA su$ ug*!lo (a).

    Co(o=

    Fom, talve agora voc este a esperando um roteiro a seguir ou um manualdo tipo O1omo no so&rer por amorA ou algo parecido. Bsso provavelmenteat e#iste, mas se &uncionasse, todos estariam com os pro$lemasOamorososA resolvidos.

    :as, se voc realmente quer ser uma pessoa livre, ! o que signi&ica que noter* mais este tipo de pro$lema ! atravs do tantra voc pode encontrar ocaminho das pedras. % trans&ormao est* intimamente relacionada areconhecer e assumir as carncias, os $uracos emocionais que carregamosdurante a vida toda e que impactam negativamente os relacionamentos.

    %ssuma as responsa$ilidades por seus $uracos (carncias) e tenha umcontato mais direto com estas de&icincias. :ais consciente, voc ser*capa de perce$er que estas carncias so resultado da separao entrecorpo, mente e o corao ! que precisam ser reconciliados. 8 que opree