Terras Brancas n.º 476

download

of 12

  • date post

    12-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Terras Brancas n. 476

Transcript of Terras Brancas n.º 476

  • Publicao quinzenal I Propriedade: Mediaborba, Lda. I Director: David Gugus Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 2012 I Preo (IVA includo): 0,50 euros I terrasbrancas@net.sapo.pt

    D

    esp

    ort

    o

    CARAPINHA & ANSELMO / EDUARDO PEREIRAVENCE TORNEIO CIDADE DE BORBA

    ROUTE 70S A DAR MSICA AO ALENTEJO pg. 7

    pg. 10

    pg. 3

    "VAMOS FAZER AS ONZE EM BORBA

    TOMATE D EMPREGOA MAIS DE 250 EM MORA

    pg. 4

    TRADICIONAL CORRIDA DE TOUROS

    DA FESTA DOS CAPUCHOS A FAVOR DA

    CRITAS PAROQUIAL DE VILA VIOSA

    FUNDAO EUGNIO DE ALMEIDA ATRIBUI BOLSA DE

    INVESTIGAO SOBRE A CARTUXA DE SANTA MARIA

    SCALA COELI 2012

    pg. 2

    pgina 8

  • Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 20122

    SEDE: Av. do Povo, 48 a 52 - 7150 BORBA Telefs.: 268894218 268894644 Fax: 268894644

    DELEGAO: Rua Combatentes Ultramar, 30 Telef./Fax: 268801493 RIO DE MOINHOS

    "VAMOS FAZER AS ONZE EM BORBA

    A orientao determinada pelo Governo de Reprogramao do QREN, foi o mecanismo que possibilitou a Reprogramao Estratgica do INALENTEJO, tendo o sucesso desta desejvel !"#$%& ' ()' *)!$+, ' )(*, ' -*./*0+$,*1 ' / '

    aumento das dotaes para os eixos da competitividade inovao e conhecimento e para a coeso local e urbana, permitindo desde logo um novo enfoque, alocando no sector econmico empresarial, reforando os apoios s empresas e ao emprego, promovendo em particular a empregabilidade dos jovens.

    S imul taneamente, a operao de reprogramao, permitiu garantir o cumprimento de todos os compromissos j assumidos anteriormente nomeadamente com as Autarquias Locais e o Sistema Regional de Transferncia de Tecnologia.

    Para memria futura, deve fazer-se notar que foi possvel obter um consenso regional alargado relativamente Reprogramao do INALENTEJO, mas o facto que merece maior registo foi o de que as prioridades regionais 2"0/*2$-'/$'3"!# .#$)$%& 4'5 #$)'+ /6(.$2$-'"'

    antecipadas com as novas orientaes do QREN.A aprovao da Reprogramao Estratgica

    do INALENTEJO mereceu uma concordncia muito clara e inequvoca de 84 % das entidades que integram a Comisso de Acompanhamento com direito a voto.

    Foi um notvel xito, pelo que os resultados obtidos o espelham, resultando de uma atitude de dilogo permanente de todos os agentes, de

    SUCESSO DA REPROGRAMAODO INALENTEJO REFORA APOIOS

    S EMPRESAS E AO EMPREGO

    mbito nacional, regional e local, devendo-se muito desse consenso obtido ao trabalho da equipa tcnica cujo empenho e competncia que tm vindo a demonstrar, tem sido reconhecido por todas as instncias.

    Em termos gerais o Alentejo, conseguiu mesmo com as novas orientaes governamentais para o QREN, manter a mesma dotao oramental do INALENTEJO.

    A aprovao da reprogramao do INALENTEJO, traduz-se na assumpo de vrios compromissos com a Regio, nomeadamente 7($/, '8'9 /*0+$%& '2$',$:$'2"'+ )!$#,*+*!$%& '

    com efeitos retroativos para 85%, relativa s operaes ainda no concludas promovidas pela Administrao Central e Local. Na implementao das medidas do Programa Impulso Jovem, para a formao para Inovao e Gesto; para medidas de apoio ao PAECPE; dos incentivos s empresas, do JESSICA e de Reabilitao Urbana., isto para alm da aceitao de todas as candidaturas propostas para transitar no mbito da reprogramao tcnica, so outros dos compromissos assumidos com a reprogramao do Programa Operacional.

    A manuteno dos compromissos assumidos, induziram a necessidade de se procederem a diversos ajustamentos, nomeadamente a uma nova distribuio de FEDER por eixos, orientados por uma linha estratgica de que as dotaes 0+$--")' + )!$,*;*

  • Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 2012 3

    TRADICIONAL CORRIDA DE TOUROS DA FESTA DOS CAPUCHOS A FAVOR DA CRITAS PAROQUIAL DE VILA VIOSAA Praa de Touros de Vila Viosa receber

    no prximo dia 9 de Setembro, no mbito das Festas dos Capuchos 2012, a tradicional corrida de touros que este ano ser a favor da Critas Paroquial de Vila Viosa.

    O cartel da corrida ser composto pelos toureiros Joaquim Bastinhas, Antnio Telles, Manuel Telles Bastos e Marcos Tenrio e pelos Forcados Amadores de Santarm e de Vila Franca de Xira. Os seis touros sero de Vale Sorraia e David Ribeiro Telles, sendo que trs deles sero recolhidos a cavalo pe los camp inos Joo Incio (Janica) e M r i o O l i v e i r a (Caf).

    A C r i t a s P a r o q u i a l d e Nossa Senhora da Conceio de Vila Viosa, organizao 7("'-"#A';"/"0+*$2$'

    pelo resultado da corrida, uma Instituio Particular de Solidariedade Social (IPSS) fundada em 1989 que desenvolveu, at 1995, a sua aco de forma bastante limitada em resultado da existncia simultnea de um conjunto de */-(0+*B/+*$-' C)$,"#*$*-4' #"+(#- -' D()$/ -4'

    instalaes, etc.) que levaram a que a Instituio no conseguisse responder de forma funcional

    Praa da Repblica - 7150-249 Borba I Telef.: 268 891 630 I Fax: 268 894 806 I www.cm-borba.pt I gap@cm-borba.pt

    AVISO

    Abertura de Perodo de Discusso Pblica do Plano de Pormenor da Unidade Operativa de Planeamento e Gesto 0 - Borba

    E #/$F-"'!G;?>4K@'b

    250,49 NNH>OO4N@'b

    JHWKJ4>J'b

    >S?4?>'b

    281,25 590,44 NHNK>4O?'b

    8.905,84 478,41 78,48 550,00 206,95 NH?K>4NO'b

    664,95 99,45 99,45 9.500,00 5.250,00 46.529,81

  • Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 20124

    E"T>'N>@'R'TWO'>TJ'NONR'SWK'WT>'@?K

    www.casagalileu.com.sapo.pt

    psimsim@hotmail.com

    Rua Victor Cordon, 167100 - 560 ESTREMOZ

    F'c0+*/$'2"'+D +$F' P"' (#.B/+*$4' $' U#jH' PH' X< #*/2$' 2$'

    Conceio Giga Coelho foi conduzida para o Hospital Regional de vora, onde continua sob observao mdica. esposa do Sr. Joo Coelho Barriga Negra, funcionrio da Cmara Municipal de Borba.

    25-Vende-se uma propriedade denominada Monte do Combatente, de um moio de semente, dentro da herdade das Sesmarias, concelho de Redondo, com casas de habitao, dois poos, laranjal, oliveiras e chaparros. Trata Incio Baioneta, em Orada.

    29-Teve lugar uma terceira verbena popular, no terrao da estao de servio Sacor, com a mesma organizao anterior e abrilhantado pela Orquestra Ferrugem, de Portalegre.

    >@F'Y /,*/($'$'!# !$.$/2$'$ '>IH'Y /+(#- '

    de Pesca Desportiva (5 de agosto, na albufeira de Monte Branco), com a descrio da abundncia de peixe daquela reserva de gua doce: carpas, pimpes, barbos, achegs, face ao nmero elevado de inscries at esta altura.

    TOMATE D EMPREGO A MAIS DE 250 EM MORA

    A nica empresa transformadora do sector do tomate instalada em Mora (vora), a Sopragol, emprega 50 pessoas ao longo do ano, mas durante a poca da campanha, de Julho a Setembro, chega a dar emprego $'>@@H

    A produo anual atingiu em 2011 106 milhes de quilos de tomate transformado.

    Com uma capacidade de transformao -(!"#* #' $' THT@@' , /"

  • Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 2012 5

    Em todo o mundo, o nmero de pessoas com mais de 60 anos cresce com rapidez maior do que qualquer outro grupo etrio. O nmero desse grupo etrio foi estimado como sendo de 688 milhes de pessoas, em 2006, projetado para crescer para quase dois bilhes de pessoas at 2050. Nessa poca, a populao de idosos ser muito maior do que a de crianas com menos de 14 anos de idade pela primeira vez na histria da humanidade.

    Mais ainda, os segmentos mais velhos da populao, com idades superiores a 80 anos, particularmente suscetveis a quedas e suas consequncias o grupo que cresce com rapidez maior dentro da populao mais idosa, e espera-se que chegue a representar 20% da populao mais velha at 2050.

    _'!#"1"/%& ' 2$-' 7("2$-' d' ()'2"-$0 ' $ '

    envelhecimento populacional. O nmero de quedas aumenta em magnitude, medida que o nmero de adultos mais velhos aumenta, em muitas naes do mundo.

    Para proteger a sade fsica e mental importante EVITAR A PRIMEIRA QUEDA.

    PORQUE CAMOS?As mudanas f is iolgicas que vo

    acompanhando a idade aumentam a probabilidade 2"' + ##"#")'7("2$-H'^ #'()'

  • Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 20126

  • Ano XVIII I N. 476 I 9 de agosto de 2012 7

    Route 70s o nome que quatro elementos vizinhos, naturais dos concelhos de Borba e Vila Viosa, deram ao seu projecto musical. Esta uma banda revivalista que nos apresenta, desde grandes clssicos da msica rock a temas mais danveis da dcada de 70. Carlos T, Hugo Pika, Marco Sade e o vocalista Joo Bravinho formam esta banda de covers, 100% portuguesa e 200% alentejana (como gostam de se apresentar). Os Route 70s vo ser as estrelas da noite de 6 feira, 17 de Agosto, nas Festas em Honra do Senhor Jesus dos Aflitos, de Borba. Aproveitando esta oportunidade, o 8/+G![Y/$+!3"!H*"1"\!>!]+*#"/!^ **",!Brancas convidou a banda para os Encontros no Alto da Praa, e o resultado o que se segue.

    Perante quatro elementos sobejamente conhecidos, e com alguma experincia em bandas de garagem, a pergunta que se impe como aconteceu a formao desta banda?

    Bem, chegamos concluso de que, apesar do rumor sobre alguns cabelos brancos, ainda havia lugar para ns fazermos alguma coisa de diferente, e que era prematuro dedicarmo-nos pesca. Isto passa muito por um olhar conjectural sobre duas realidades: uma, que o alimentar do bicho que temos c dentro e que nunca morre (amor msica); e outra, a estagnao emocional que nos rodeia. Logo, decidimos dar um abano nas nossas (e outras) vidas, animando-as com um som que todos conhecem polvilhado de muita alegria e positivismo, que tanta falta faz Et voil, nasceu Route 70s!

    Em pleno sculo XXI, como surgiu a ideia de ir ao ba buscar temas dos anos 70, e coloc-los em palco?

    Foi um risco enorme confessemos, mas se assim no fosse onde estaria a coeso desse despertar de emoes? No princpio achmos que a coisa talvez fosse um tanto ou qu