Tica e Filosofia Moral Geral

Click here to load reader

  • date post

    20-Oct-2015
  • Category

    Documents

  • view

    36
  • download

    9

Embed Size (px)

Transcript of Tica e Filosofia Moral Geral

  • Disciplina de tica TICA E FILOSOFIA MORAL prof.a Dbora Barni de Campos

    Pgina 1

    TICA E FILOSOFIA MORAL

    Se alguma rea da filosofia tem a pretenso de ser prtica, a filosofia moral. Ela trata de algumas das mais tocantes e controversas questes da vida. Contudo, enquanto os filsofos procuram descobrir como devamos viver, a filosofia moral mais bem compreendida

    como a tentativa de pensar crtica e reflexivamente sobre certo e errado, bom em mau.

    DEFINIO

    O termo tica deriva do grego ethos (carter, modo de ser de uma pessoa).

    tica um conjunto de valores morais e princpios que norteiam a conduta humana

    na sociedade. A tica serve para que haja um equilbrio e bom funcionamento social,

    possibilitando que ningum saia prejudicado. Neste sentido, a tica, embora no

    possa ser confundida com as leis, est relacionada com o sentimento de justia social.

    A tica construda por uma sociedade com base nos valores histricos e

    culturais. Do ponto de vista da Filosofia, a tica uma cincia que estuda os valores e

    princpios morais de uma sociedade e seus grupos.

    Cada sociedade e cada grupo possuem seus prprios cdigos de tica. Num

    pas, por exemplo, sacrificar animais para pesquisa cientfica pode ser tico. Em outro

    pas, esta atitude pode desrespeitar os princpios ticos estabelecidos. Aproveitando

    o exemplo, a tica na rea de pesquisas biolgicas denominada biotica.

    Alm dos princpios gerais que norteiam o bom funcionamento social, existe

    tambm a tica de determinados grupos ou locais especficos. Neste sentido,

    podemos citar: tica mdica, tica de trabalho, tica empresarial, tica educacional,

    tica nos esportes, tica jornalstica, tica na poltica, etc.

    Uma pessoa que no segue a tica da sociedade a qual pertence chamado de

    antitico, assim como o ato praticado.

    A tica pode ser interpretada como um termo genrico que designa aquilo que

    freqentemente descrito como a "cincia da moralidade", seu significado derivado

    do grego, quer dizer 'Casa da Alma', isto , suscetvel de qualificao do ponto de

    vista do bem e do mal, seja relativamente a determinada sociedade, seja de modo

    absoluto.

  • Disciplina de tica TICA E FILOSOFIA MORAL prof.a Dbora Barni de Campos

    Pgina 2

    Em Filosofia, o comportamento tico aquele que considerado bom, e, sobre

    a bondade, os antigos diziam que: o que bom para a leoa, no pode ser bom gazela. E, o

    que bom gazela, fatalmente no ser bom leoa. Este um dilema tico tpico.

    Portanto, de investigao filosfica, e devidas subjetividades tpicas em si, ao lado da

    metafsica e da lgica, no pode ser descrita de forma simplista. Desta forma, o

    objetivo de uma teoria da tica determinar o que bom, tanto para o indivduo

    como para a sociedade como um todo. Os filsofos antigos adotaram diversas

    posies na definio do que bom, sobre como lidar com as prioridades em conflito

    dos indivduos versus o todo, sobre a universalidade dos princpios ticos versus a

    "tica de situao". Nesta, o que est certo depende das circunstncias e no de uma

    qualquer lei geral. E sobre se a bondade determinada pelos resultados da ao ou

    pelos meios pelos quais os resultados so alcanados.

    O homem vive em sociedade, convive com outros homens e, portanto, cabe-

    lhe pensar e responder seguinte pergunta: Como devo agir perante os outros?.

    Trata-se de uma pergunta fcil de ser formulada, mas difcil de ser respondida. Ora,

    esta a questo central da Moral e da tica. Enfim, a tica julgamento do carter

    moral de uma determinada pessoa. Como Doutrina Filosfica, a tica

    essencialmente especulativa e, a no ser quanto ao seu mtodo analtico, jamais ser

    normativa, caracterstica esta, exclusiva do seu objecto de estudo, a Moral. Portanto,

    a tica mostra o que era moralmente aceito na Grcia Antiga possibilitando uma

    comparao com o que moralmente aceito hoje na Europa, por exemplo, indicando

    atravs da comparao, mudanas no comportamento humano e nas regras sociais e

    suas conseqncias, podendo da, detectar problemas e/ou indicar caminhos.

    DOUTRINA

    Como Doutrina Filosfica, a tica essencialmente especulativa e, a no ser

    quanto ao seu mtodo analtico, jamais ser normativa, caracterstica esta, exclusiva

    do seu objecto de estudo, a Moral. Portanto, a tica mostra o que era moralmente

    aceito na Grcia Antiga possibilitando uma comparao com o que moralmente

    aceito hoje na Europa, por exemplo, indicando atravs da comparao, mudanas no

    comportamento humano e nas regras sociais e suas conseqncias, podendo da,

  • Disciplina de tica TICA E FILOSOFIA MORAL prof.a Dbora Barni de Campos

    Pgina 3

    detectar problemas e/ou indicar caminhos. Alm de tudo ser tico fazer algo que te

    beneficie e, no mnimo, no prejudique o "outro".

    Eugnio Bucci, em seu livro Sobre tica e Imprensa, descreve a tica como um

    saber escolher entre "o bem" e "o bem" (ou entre "o mal" e o mal"), levando em conta

    o interesse da maioria da sociedade. Ao contrrio da moral, que delimita o que bom

    e o que ruim no comportamento dos indivduos para uma convivncia civilizada, a

    tica o indicativo do que mais justo ou menos injusto diante de possveis escolhas

    que afetam terceiros.

    VISO

    A tica tem sido aplicada na economia, poltica e cincia poltica, conduzindo

    a muitos distintos e no-relacionados campos de tica aplicada, incluindo: tica nos

    negcios e Marxismo.

    Tambm tem sido aplicada estrutura da famlia, sexualidade, e como a

    sociedade v o papel dos indivduos, conduzindo a campos da tica muito distintos e

    no-relacionados, como o feminismo e a guerra, por exemplo.

    A viso descritiva da tica moderna e, de muitas maneiras, mais emprica

    sob a filosofia Grega clssica, especialmente Aristteles.

    Inicialmente, necessrio definir uma sentena tica, tambm conhecido como

    uma afirmativa normativa. Trata-se de um juzo positivo ou negativo (em termos

    morais) de alguma coisa.

    Sentenas ticas so frases que usam palavras como bom, mau, certo, errado,

    moral, imoral, etc.

    Aqui vo alguns exemplos:

    Salomo uma boa pessoa

    As pessoas no devem roubar

    A honestidade uma virtude

    Em contraste, uma frase no-tica precisa ser uma sentena que no serve para

    uma avaliao moral. Alguns exemplos so:

    Salomo uma pessoa alta

    As pessoas se deslocam nas ruas

  • Disciplina de tica TICA E FILOSOFIA MORAL prof.a Dbora Barni de Campos

    Pgina 4

    "Joo o chefe".

    TICA NAS CINCIAS

    a principal lei tica na robtica que:

    Um rob jamais deve ser projetado para machucar pessoas ou lhes fazer mal

    na biologia:

    Um assunto que bastante polmico a clonagem: uma parte dos ativistas

    considera que, pela tica e bom senso, a clonagem s deve ser usada, com seu

    devido controle, em animais e plantas somente para estudos biolgicos -

    nunca para clonar seres humanos.

    Podemos pensar sobre moral de trs maneiras diferentes. Primeiro, podemos

    indagar se uma ao particular ou tipo de ao certa ou errada. O aborto ou a

    eutansia so certos ou errados? Mentir pode ser admissvel? Esse tipo de

    pensamento chamado tica prtica, e todos que j defenderam ou condenaram

    alguma ao com base na moral adotaram algum tipo de tica prtica.

    Como encontrar as respostas para perguntas desse tipo? A tica normativa,

    que determina o pensar sobre certo e errado ou bom e mau, desenvolve teorias gerais

    sobre o que certo e o que bom que podemos usar em casos prticos. Podemos

    tentar entender essas ideias considerando nossas prprias aes; ou examinando suas

    consequncias; ou considerando o tipo de pessoas que podemos ser ou nos tornar.

    A terceira maneira de pensar crtica e reflexivamente sobre moral a

    metatica (meta uma palavra grega que significa acima, alm ou aps). A

    metatica o estudo das prprias ideias de certo e errado, bom e mau os conceitos

    que a tica presume.

    A ideia de que a moral se funda na natureza humana foi usada na tica

    normativa e na metatica. A moral diz respeito no s a situaes prticas, mas a

    ideias sobre a natureza humana e sobre como valores morais se inserem em nossa

    concepo cientfica do mundo.

  • Disciplina de tica TICA E FILOSOFIA MORAL prof.a Dbora Barni de Campos

    Pgina 5

    A TICA NA HISTRIA

    Concepes filosficas sobre o bem e o mal

    A moral uma construo humana, como vimos at agora. Mas, como o ser

    humano um ser social e a sociedade sofre transformaes ao longo da histria,

    podemos dizer que a moral, alm de possuir um carter social, caracteriza-se

    tambm por ser uma construo histrica.

    Com isso queremos ressaltar que os sistemas morais no so fixos nem

    imutveis, pois esto relacionados com as transformaes histrico-sociais.

    Assim, embora os sistemas morais se fundamentem em valores como o bem e

    a liberdade, o contedo do que seja o bem e a liberdade varia historicamente, dando

    origem a moralidade e concepes ticas diversas. No limite, poderamos dizer que

    vcio e virtude so questes atreladas ao tempo e ao lugar social.

    Vejamos, de forma resumida, algumas das concepes ticas significativas que

    marcaram os grandes perodos histricos. Daremos destaque s concepes ticas de

    Aristteles, na Antiguidade, Santo Agostinho, na Idade Mdia, Kant, na idade

    Mod