Tipo G-1 - 04/2016 G A B A R I T O -...

Click here to load reader

  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Tipo G-1 - 04/2016 G A B A R I T O -...

  • Tipo G-1 - 04/2016

    91. A 109. E 127. B 145. E 163. D92. C 110. D 128. D 146. D 164. B93. E 111. A 129. C 147. A 165. B94. C 112. B 130. D 148. B 166. B95. D 113. E 131. C 149. D 167. C96. E 114. D 132. E 150. C 168. C97. B 115. B 133. B 151. E 169. C98. B 116. B 134. A 152. D 170. B99. D 117. E 135. B 153. A 171. B

    100. A 118. C 136. B 154. E 172. A101. D 119. D 137. A 155. C 173. D102. B 120. E 138. E 156. B 174. C103. A 121. A 139. B 157. A 175. B104. D 122. C 140. C 158. C 176. E105. E 123. B 141. E 159. B 177. A106. D 124. B 142. C 160. E 178. E107. B 125. D 143. D 161. A 179. E108. E 126. E 144. D 162. E 180. D

    Sistema Anglo de Ensino Simulado Enem - P-2

    G A B A R I T O

  • 1

    PROVA GERAL

    P-2 Simulado Enem

    TIPO

    G-1

    8412

    0411

    6

    RESOLUES E RESPOSTAS Linguagens, Cdigos e suas Tecnologias

    QUESTO 91: Resposta A

    O recurso s metforas muito frequente no texto, tal como se pode notar, por exemplo, em passagens como com as palavras, eu ultrapassava a linha do horizonte e Ao passar uma folha, eu frequentava o fundo dos oceanos, transpirava em desertos para, em seguida, me fazer hspede de outros coraes e tambm nos dois pargrafos finais. Assim, um recurso expressivo tpico da literatura empregado em um texto em que se defende a tese de que a leitura, e em especial a leitura literria, um importante fator para o desenvolvimento psquico e para a ampliao do universo de experincias.

    Habilidade: 1

    QUESTO 92: Resposta C

    O texto enfatiza a tese de que a literatura incentiva o imaginrio do leitor com o intuito de destacar que isso representa uma ampliao do universo de experincias, enriquecendo o repertrio cultural. Em termos coletivos, isso permitiria o descentramento, fundamental para o desenvolvimento da tolerncia e do respeito pela diversidade.

    Habilidade: 3

    QUESTO 93: Resposta E

    O texto ressalta que a plataforma virtual, ao disponibilizar as informaes diretamente ao consumidor, fez com que os veculos de imprensa perdessem um de seus papis tradicionais, ou seja, o de intermedirios para a divulgao das informaes. Justamente por isso, precisam adotar uma postura responsvel e crtica, produzindo informao de alta qualidade tcnica e tica, ou seja, um jornalismo fiel verdade dos fatos, verdadeiramente fiscalizador dos poderes pblicos e com excelncia na prestao de servios.

    Habilidade: 4

    QUESTO 94: Resposta C

    Ainda que seja raro, o hbito de armazenar dinheiro embaixo do colcho faz parte da memria discursiva coletiva. Na charge, parte-se disso para a construo de uma cena incomum, em que o dinheiro d lugar gua. Essa cena inusitada constri a comicidade da charge.

    Habilidade: 21

    QUESTO 95: Resposta D

    As charges tm um importante papel de conscientizao do leitor pelo vis do humor: na primeira, de Genildo, a gua se torna um recurso to raro que passa a equivaler a dinheiro (o que significa dizer que um bem precioso, de grande valor); na segunda, de Oliveira, ela custa mais caro do que a gasolina (o que indica que, mais rara, passa a valer mais). Nos dois casos, portanto, a finalidade dos textos conscientizar o leitor para, diante da crise hdrica, mudar hbitos e economizar gua.

    Habilidade: 22

  • SOMOS EDUCAO

    2

    QUESTO 96: Resposta E

    Segundo o texto, a violncia no acabou e as mulheres ainda sentem medo. Mas a Lei Maria da Penha mudou o tratamento que era dado questo pelo Poder Judicirio e deu maior segurana s mulheres, que se sentem mais respaldadas para denunciar as violncias de que so vtimas. A lei, assim, tem um importante papel tambm na conscientizao das mulheres (e, ainda que pela intimidao, em muitos casos, tambm a postura dos homens).

    Habilidade: 23

    QUESTO 97: Resposta B

    No segundo perodo do texto, o conector porque apresenta o motivo (no h nada na superfcie da pele que indique que ela deva doer) de a dor provocada pelo cobreiro, mesmo aps a cura das bolhas, preocupante e at mesmo frustrante.

    Habilidade: 18

    QUESTO 98: Resposta B

    A charge, por meio do salto com vara, representa a trajetria poltica de Collor, mostrando sua vitria nas eleies de 1989 como um processo de subida e o impeachment de 1992 como queda vertiginosa.

    Habilidade: 22

    QUESTO 99: Resposta D

    As imagens de animais saudveis (sobretudo filhotes), vivendo harmoniosamente, sugere que, com as vacinas, ces e gatos continuaro assim. Alm disso, afirma-se que a vacinao gratuita. Dessa forma, a adeso campanha se torna mais fcil, j que os proprietrios dos animais no gastaro nada e ainda mantero a sade dos bichinhos.

    Habilidade: 24

    QUESTO 100: Resposta A

    O texto se estrutura explorando a funo conativa (ou apelativa) e referencial da linguagem. A primeira se verifica na reiterada conjugao de verbos no imperativo, colocando o enunciatrio em primeiro plano afinal, o panfleto visa alterar o comportamento dos consumidores de gua, instruindo-lhes sobre como economizar. A segunda funo da linguagem fica evidente nas informaes numricas que o texto explora para convencer sobre a necessidade de economia de gua: a preciso que os numerais criam do ao texto um efeito de objetividade, tpico da funo referencial.

    Habilidade: 19

    QUESTO 101: Resposta D

    Existe uma relao intrnseca entre realidade sociocultural e os termos que as comunidades de falantes empregam para nomear. Os termos sinh e si remontam a um tempo de escravido e da herana cultural que ainda permaneceu muito tempo depois da sua abolio o texto menciona a dcada de 1930. Mesmo no usados no atual cenrio sociocultural, so termos antigos que guardam uma faceta da identidade nacional: se no faz mais sentido essa linguagem porque as relaes sociais mudaram, cabe aos dicionrios e aos textos mais antigos registrar seu significado como marca de um passado que fica cada vez mais distante.

    Habilidade: 18

    QUESTO 102: Resposta B

    Considerando que todos os trechos tratam de assuntos relativos a vestimentas prprias de adolescentes urbanos, a linguagem est adequada ao assunto e ao pblico, pois o lxico escolhido tpico dessa faixa etria e apropriado a um texto descontrado.

    Habilidade: 26

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    3

    QUESTO 103: Resposta A

    Aurora, surpresa, pergunta ao professor se foi Dagmar quem lhe passou a informao de que ela tinha nas-cido no stio. Essa pergunta permite depreender que Aurora no tinha noo de que, por meio do linguajar, era possvel detectar o local de onde o falante vem.

    Habilidade: 25

    QUESTO 104: Resposta D

    A crena do professor de que existe uma linguagem correta nica e o modo jocoso como ele desqualifica a fala de Aurora (por exemplo, em A senhora no acha que sabe falar corretamente, no ?) revela preconcei-to lingustico.

    Habilidade: 25

    QUESTO 105: Resposta E

    O verbo haver, no sentido de existir, impessoal, isto , no tem sujeito e, por isso, fica sempre na terceira pessoa do singular. Se vier precedido de um verbo auxiliar, este que fica no singular, donde: devia haver.

    Habilidade: 27

    QUESTO 106: Resposta D

    No seu conjunto, as Cartas chilenas apresentam uma srie de crticas ao comportamento moral e poltico do administrador local, denominado Fanfarro Minsio (como aluso ao verdadeiro governador, Cunha Menezes). No trecho transcrito, a acusao recai sobre a cobrana de impostos, que oneraria os colonos. Estes alegavam que a cobrana, instituda no auge da extrao de ouro e pedras preciosas, no poderia permanecer a mesma em um momento em que a economia mineradora dava sinais de declnio. Essa foi uma das causas da Inconfidncia Mineira de 1789, que teve como senha para sua deflagrao a chamada derrama, isto , a cobrana de impostos atrasados.

    Habilidade: 15

    QUESTO 107: Resposta B

    Em literatura, a expresso potica sintetiza um conjunto de proposies artsticas. Em um poema chamado justamente Potica, de 1930, Manuel Bandeira expunha os princpios que norteavam sua opo pela esttica modernista. Em Nova potica, de 1948, o poeta reitera essa filiao, demarcando a inteno crtica do Modernismo, cuja arte deveria ser voltada para despertar o indivduo para os problemas de seu entorno. Do ponto de vista formal, o poeta adota o coloquialismo e os versos brancos e livres praticados pelos moder-nistas.

    Habilidade: 16

    QUESTO 108: Resposta E

    Daniel Munduruku um dos principais divulgadores da cultura indgena brasileira. Nesse texto, que serve de introduo a uma coletnea de contos organizada e elaborada por ele, o autor afirma que a base da cultura indgena estaria nos mitos, transmitidos oralmente. Para todas as sociedades (e, portanto, no apenas para os ndios), essa transmisso permitiria dar sentido ao nosso estar no mundo, isto , compreender atitudes e comportamentos permanentes.

    Habilidade: 17

    QUESTO 109: Resposta E

    So vrios os exemplos de artistas do sculo XIX que desenvolveram um trabalho, muitas vezes sob encomenda, para reforar a imagem de glria e herosmo na construo da nacionalidade da nao brasileira, recm-independente da metrpole europeia. Entre eles destacam-se Victor Meirelles, Pedro Amrico e Manuel de Arajo Porto-Alegre, este ltimo conhecido nas artes brasileiras por dar um impulso definitivo para a pintura de histria no Brasil.

    Habilidade: 12

  • SOMOS EDUCAO

    4

    QUESTO 110: Resposta D

    O poema de Mrio Quintana, poeta do terceiro tempo do Modernismo brasileiro, defende a ideia de que a leitura deve transcender o mero conhecimento e compreenso das letras do alfabeto tradicional. A palavra mobral sugere a necessidade de uma nova alfabetizao, que torne as pessoas capazes de observar e decifrar informaes que no estejam representadas na linguagem convencional, como a umidade das paredes ou os hierglifos dos muros de velhas cidades.

    Habilidade: 13

    QUESTO 111: Resposta A

    Guardadas as devidas diferenas culturais que afastam as imagens representadas, no exagero afirmar que ambas desempenham funes semelhantes na sociedade a qual pertencem.

    Habilidade: 14

    QUESTO 112: Resposta B

    O texto potico de Gregrio de Matos relata como os pobretes lusitanos em pouco tempo no Brasil conseguiam ascenso financeira e prestgio social por meio de enganaes e truques, como se pode notar no verso Vendendo gato por lebre e na maneira como eles buscavam esconder a sua real pobreza ao comerem baleia em casa e, na rua, desdenharem manjares. J o excerto historiogrfico de Srgio Buarque de Holanda demonstra o quanto era comum a vinda de lusitanos ao Brasil tentando colocaes sociais prestigiosas por meio do apadrinhamentos. Assim, em ambos os textos, notamos o quanto o Brasil era considerado pelos portugueses um espao de fcil ascenso social, sem que fosse necessrio empenhar esforo ou dedicao.

    Habilidade: 15

    QUESTO 113: Resposta E

    O texto de Castro Alves demonstra o entusiasmo romntico com a capacidade transformadora da educao, figurativizada na imagem do livro. A fora civilizatria da leitura seria expandida pelo rpido avano tecnolgico representado no texto pela referncia ao trem de ferro, que levaria a educao para lugares remotos, ainda habitados por animais selvagens e civilizaes primitivas.

    Habilidade: 16

    QUESTO 114: Resposta D

    Embora o termo blogs faa referncia a um conjunto bastante variado, o texto 10 dicas para ter um blog de sucesso, da publicao Capricho, toma como referncia apenas o universo mais prximo de seus interlocutores. As dicas apresentadas no so vlidas para todo e qualquer blog, mas especialmente ainda que de modo estereotipado um pblico pr-adolescente interessado em leituras mais simples.

    Habilidade: 4

    QUESTO 115: Resposta B

    Do cotejo dos textos apresentados, pode-se inferir que, no sculo XIX, as alas das baianas estavam relaciona-das a festividades de carter religioso. Contudo, essa forma de manifestao popular transcendeu esse carter, consolidando-se nos desfiles de carnaval por todo o pas.

    Habilidade: 17

    QUESTO 116: Resposta B

    Segundo o excerto, a idealizadora da rede social, aps enfrentar as dificuldades de rodar sozinha pela cidade de Salvador, identificou nas redes sociais uma possibilidade de amplificar sua mensagem. Para ela, as dificuldades de comunicao e sinergia entre os grupos podem ser amenizadas criando espaos colaborativos como o prprio Ubuntu.

    Habilidade: 2

    QUESTO 117: Resposta E

    No primeiro quadro, Garfield repreende o artifcio usado pelo co para conseguir comida. No entanto, quando foi comprovado que tal recurso era de fato eficiente, o prprio Garfield se vale dele. Assim, para atingir um fim desejvel (obter alimento) foi adotado um meio discutvel (adotar feio de filhote).

    Habilidade: 18

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    5

    QUESTO 118: Resposta C

    Sem negar a ampliao do acesso a textos promovida pelos meios digitais, Chartier pondera que h outras formas de leitura que no esto na tela dos computadores. Segundo ele, cabe s escolas, bibliotecas e meios de comunicao mostrarem que existem esses outros tipos.

    Habilidade: 4

    QUESTO 119: Resposta D

    No fragmento de Boa esperana, o rapper Emicida critica o preconceito sofrido pela populao negra. Nesse contexto, o artista cria o neologismo retraficar, que, pelo valor do prefixo re-, assume o sentido de traficar novamente. Trata-se de um recurso explorado para assemelhar o camburo que figurativiza a for-a policial a um navio negreiro, para denunciar a persistncia da marginalizao sofrida por pretos e pardos.

    Habilidade: 26

    QUESTO 120: Resposta E

    No primeiro enunciado, este pode se referir a computador ou a ser humano, o que gera ambiguidade. No segundo, de todas as manhs qualifica matinal, provocando redundncia. O termo maneiro, presente no enunciado final, de um grupo social especfico, configurando um caso de gria.

    Habilidade: 27

    QUESTO 121: Resposta A

    O para-brisa estilhaado figura como resultado de uma coliso. Trata-se de uma relao metonmica porque sua base a implicao mtua ou contiguidade no caso, o efeito (para-brisa quebrado) tomado pela causa (acidente de trnsito).

    Habilidade: 21

    QUESTO 122: Resposta C

    O fragmento contm uma srie de termos especficos da linguagem jurdica como despacho, decreto-lei e portaria.

    Habilidade: 26

    QUESTO 123: Resposta B

    O narrador afirma que existia um instinto de dana na luta entre as mulheres, de tal modo que tudo se fazia em silncio, como se baila. Portanto d-se uma comparao entre a briga e a dana.

    Habilidade: 11

    QUESTO 124: Resposta B

    Em Anedota blgara, o eu lrico procura de maneira exagerada e estereotipada mostrar as diferenas culturais entre os povos: o czar naturalista, por estar acostumado a caar homens, acha uma barbaridade caar borboletas e andorinhas; j os leitores, por considerarem mais comum abater animais do que abater homens, ficam espantados com a postura do czar. O choque duplo: o czar se espanta com a nossa barbaridade e ns com a barbaridade dele. De modo hiperblico, o poema mostra a dificuldade em aceitar valores culturais diferentes daqueles com os quais estamos acostumados. Com a Copa do Mundo de 2002 na sia, por exemplo, a imprensa tem divulgado no sem uma dose de espanto e barbaridade que os coreanos tm o hbito de comer carne de cachorro. Antes de fazer qualquer julgamento, devemos procurar respeitar os hbitos culturais alheios. essa, em ltima anlise, a inteno desse poema de Drummond.

    Habilidade: 14

    QUESTO 125: Resposta D

    A cano de Caetano foi composta em 1967, durante os primeiros anos da ditadura militar (1964-1985). De maneira sutil, os versos Sem leno, sem documento, / Nada no bolso ou nas mos, / Eu quero seguir vivendo, amor fazem referncia a uma vida caracterizada pela liberdade, sem preocupao com os padres de comportamento impostos pela sociedade. Desse modo, a cano posiciona-se contra os valores do regime militar, que pregava justamente a restrio liberdade (poltica, ideolgica, cultural).

    Habilidade: 12

  • SOMOS EDUCAO

    6

    QUESTO 126: Resposta E

    Vcio na fala mimetiza a prosdia popular, integrando-a ao discurso potico, para valorizar a contribuio de grupos sociais desfavorecidos formao da cultura brasileira. O coloquialismo, reforado no texto pela repetio vocabular, um dos aspectos mais recorrentes no Modernismo brasileiro.

    Habilidade: 15

    QUESTO 127: Resposta B

    As apstrofes ao papel misturam funo conativa e funo metalingustica. A conotao est no prprio fato de o narrador conversar com o papel, que sempre exerce no texto a funo de vocativo. A metalingua-gem est na reflexo que o narrador vai fazendo sobre a prrpia narrativa que est sendo construda.

    Habilidade: 19

    QUESTO 128: Resposta D

    O texto trata dos dependentes de informao, que se viciaram em internet, televiso e outras mdias. Esse vcio preocupante, tanto que o texto o identifica como um pesadelo.

    Habilidade: 28

    QUESTO 129: Resposta C

    O uso de expresses como antivrus, e-mail e hackers so termos especficos do universo da tecnologia da informao e esto se tornando cada vez mais comuns, a ponto de revistas os empregarem sem necessidade de explicar seu significado.

    Habilidade: 29

    QUESTO 130: Resposta D

    O texto fala que a capoeira tem movimentos da luta e que os escravizados e seus descendentes encontravam um meio de treinarem, para sua prpria proteo, golpes e movimentos complexos, prova de que o objetivo dessa atividade fsica era aprimorar tcnicas de luta.

    Habilidade: 9

    Espanhol

    QUESTO 131: Resposta C

    De acordo com o texto, a proposta desconectar os filhos dos aparelhos tecnolgicos e brincar com eles co-mo maneira de curar o stress atravs do riso e dos jogos em famlia. A resposta correta a alternativa C.

    Habilidade: 6

    QUESTO 132: Resposta E

    Lluver sobre el mojado significa repetir algo desnecessrio e enfadonho. A resposta correta a alternativa E.

    Habilidade: 6

    QUESTO 133: Resposta B

    De acordo com o texto, a cueca, dana tpica chilena est associada ao cortejo entre o galo e a galinha. A resposta correta a alternativa B.

    Habilidade: 6

    QUESTO 134: Resposta A

    De acordo com o texto, a droga um pretexto para invadir pases, como afirmou Eduardo Galeano. A resposta correta a alternativa A.

    Habilidade: 6

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    7

    QUESTO 135: Resposta B

    Mujerez, na concepo da personagem significa a valorizao das mulheres por realizar tarefas domsticas. A resposta correta a alternativa B. Habilidade: 6

    Ingls

    QUESTO 131: Resposta C

    Apesar de o marido ter se dito o chefe da casa, a interveno da esposa na escolha da cor do cavalo a ser recebido fez com que o fazendeiro entendesse que, na verdade, o chefe era a mulher. Logo, o fazendeiro os presenteou com uma vaca.

    Habilidade: 5

    QUESTO 132: Resposta E

    Power Stations = Usinas de Energia / Centrais Eltricas. No grfico, este o segmento com a maior porcenta-gem (21,3%) de emisso de gases de efeito estufa.

    Habilidade: 6

    QUESTO 133: Resposta B

    Linhas 1 3: A new report says most Americans think online dating is a good way to meet people. Almost 60 per cent of internet users said there is nothing wrong with trying to find a partner on the internet. This has changed from ten years ago when the figure was 44 per cent. (Um novo relatrio diz que a maioria dos norte-americanos considera online dating (encontros online) uma boa maneira de se conhecer pessoas. Quase 60% dos usurios de internet disse no haver nada de errado em tentar achar um(a) parceiro(a) na internet. Esta uma mudana em relao ao que ocorria dez anos atrs, quando essa proporo era de 44%.).

    Habilidade: 5

    QUESTO 134: Resposta A

    Primeiro pargrafo: Thank you very much for your letter. I am delighted to discover that there are still some young people in the world today who are concerned with the higher life, and still interested in the writings of dear Uncle Egbert. I have often tried to get my daughter to read his charming fantasies, like The Return of Piers Plowman and The Holy Well, but she is all too typical of the younger generation. (Muito obrigada por sua carta. Estou encantada por descobrir que ainda h alguns jovens no mundo de hoje que se preocupam com a vida superior e se interessam pelos escritos do querido Tio Egbert. Por vezes tentei fazer minha filha ler suas estrias encantadoras, como O Retorno de Piers Plowman e O Poo Sagrado, mas ela um exemplo dessa gerao mais jovem).

    Habilidade: 5

    QUESTO 135: Resposta B

    O sarcasmo do autor percebido na enumerao de defeitos do aparelho, ou mesmo de caractersticas que podem ser incmodas e depreciativas, como se fossem qualidades. Exemplos: annoying callers can bother me at any time (pessoas chatas podem me ligar o tempo todo), the device has a natural place to break (o aparelho tem um lugar prprio para quebrar), so that I get repetitive strain injury (para que eu possa ficar com uma leso por esforo repetitivo), headphones, so that I can avoid contact with other human beings (fones de ouvido para que eu possa evitar contato com os outros seres humanos), white ear pieces, so that I look like na idiot (fones de ouvido brancos para que eu possa parecer um idiota).

    Habilidade: 7

  • SOMOS EDUCAO

    8

    Matemtica e suas Tecnologias

    QUESTO 136: Resposta B

    No tringulo destacado dentro do tringulo que compe o tampo da mesa temos:

    o

    1,7 1,7 1,72 23 1,7cos30 r 1r 2 2 r

    2r

    Assim, entre os modelos oferecidos, aquele que apresenta uma sobra de, no mnimo, 20 cm e o mais barato o modelo II.

    Habilidade: 14

    QUESTO 137: Resposta A

    Sendo L(x, y) o ponto pedido temos:

    x x 1cos60 x 50100 100 2

    y y 3sen60 x 85100 100 2

    L(50, 85)

    Habilidade: 6

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    9

    QUESTO 138: Resposta E

    Sendo BF = d a distncia pedida, temos: d2 = 1002 + 1002 2 100 100 cos150

    d2 = 10000 + 10000 20000 32

    d2 = 37000 d2 = 3,7 104

    d = 100 3,7 d = 190

    Habilidade: 12

    QUESTO 139: Resposta B

    Do enunciado temos as duas possibilidades da figura, os pontos P1 e P2.

    No tringulo retngulo OMP1 temos que (MP1)2 + 602 = 1002 MP1 = 80 Logo, os pontos so: P1(60, 80) e P2(60, 80)

    Habilidade: 13

    QUESTO 140: Resposta C

    Colocando as dirias em um rol, tem-se:

    do 1 at o 50 hotel: R$ 200,00; do 51 at o 100 hotel: R$ 300,00; do 101 at o 180 hotel: R$ 400,00; do 181 at o 200 hotel: R$ 600,00.

  • SOMOS EDUCAO

    10

    O valor mediano (Md) das dirias a mdia aritmtica entre a 100 e a 101 dirias.

    R$ 300,00 R$ 400,00Md R$ 350,00

    2

    Habilidade: 27

    QUESTO 141: Resposta E

    Analisando os grficos, podemos notar que, caso acrescentssemos 10 minutos a cada atendimento realizado por Marcela, a distribuio dos tempos de atendimento de Carlos seria idntica. Assim, podemos concluir que, com relao ao tempo por atendimento, Marcela mais rpida que Carlos, contudo eles so igualmente regulares. Logo, apenas II e III so verdadeiras.

    Habilidade: 29

    QUESTO 142: Resposta C

    O nmero total de maneiras de se escolher uma vencedora dado por C7,5 C5,3 C3,1 = 21 10 3 = 630. Contudo, a me de Camila est errada ao afirmar que as chances de ganhar o concurso so menores que 1%,

    pois a probabilidade de Camila ser a vencedora do concurso 17

    , ou seja, aproximadamente 14%.

    Habilidade: 29

    QUESTO 143: Resposta D

    Do grfico, temos que a queda da quantidade de chuvas entre junho e julho foi de 30 50 = 20 mm de chuva, o que foi compensada pelo aumento de 60 30 = 30 mm de chuvas entre os meses de setembro e outubro. Ainda, note-se que: Durante os meses do outono (fim de maro, abril, maio e comeo de junho), houve uma queda na quantidade de chuvas na cidade; entre abril e maio, a variao do ndice foi de 70 80 = 10 mm de chuva, diferente do bimestre outubro/novembro, cuja variao foi de 70 60 = 10 mm de chuva;

    O crescimento percentual entre janeiro e fevereiro foi de 100 90 10 10090 90 9 %, enquanto que o crescimento

    percentual entre fevereiro e maro foi de 110 100 10 10100 100 %;

    O ms mais chuvoso de 2009, ou seja, com o maior ndice pluviomtrico, foi maro.

    Habilidade: 17

    QUESTO 144: Resposta D

    Se a liga contm 30% de cobre e 20% de nquel, ento 50% so de outra substncia. Assim, parte-se de 15 kg de cobre, 10 kg de nquel e 15 kg de outras substncias. Como as outras substncias permanecero constantes, tem-se que: 25 x x 112,5 kg10 45

    Assim, o nquel a ser acrescentado 102,5 kg (112,5 10), e o cobre 97,5 kg (112,5 15).

    Habilidade: 20

    QUESTO 145: Resposta E

    As retas so paralelas e BD o dimetro da semicircunferncia, logo, a medida do dimetro a distncia entre as duas retas. Na reta suporte de AB, para x = 0 temos y = 6, logo P(0, 6) pertence a ela.

    A equao geral da reta suporte de CD x y + 6 + 2 = 0, logo, a distncia de P reta CD :

    2 2

    0 6 6 2 2d d 121 ( 1)

    (uma centena de metros)

    Se o dimetro 100 m, o raio 50 m.

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    11

    Outro modo (geometria plana):

    As retas so paralelas e BD o dimetro da semicircunferncia, logo, a medida do dimetro a distncia d entre as duas retas. Como o coeficiente angular das retas 1, a inclinao das duas 45. R1 e R2 intersectam o eixo das ordenadas em 6 e 6 + 2, respectivamente. Temos ento a seguinte figura:

    d d 2sen4522 2

    d = 1 (uma centena de metros)

    Se o dimetro 100 m, o raio 50 m.

    Habilidade: 8

    QUESTO 146: Resposta D

    Contando com a reserva, necessrio comprar tinta suficiente para pintar 460 m2 (1,15 400 = 460). Note que 3 latas so suficientes para apenas 420 m2, logo Beatriz precisar comprar uma quarta lata. Assim, o nmero mnimo de latas que ela deve comprar 4.

    Habilidade: 5

    QUESTO 147: Resposta A

    Seja x o potencial do pblico-alvo a ser vacinado.

    Sabemos que 50% do pblico no vacinado desenvolver a doena.

    Sabemos tambm que a vacina ser ineficaz para 2% do pblico vacinado, e 50% desses 2% desenvolvero a doena.

    Logo, temos:

    P (vacinadas com HPV) P (no vacinadas) 5,9%50 2 50 5,9x (1 x)

    100 100 100 1001 50 5,9x (1 x)

    100 100 100x 50 50x 5,9

    49 44,144,1x49

    x 90%

    Habilidade: 30

  • SOMOS EDUCAO

    12

    QUESTO 148: Resposta B

    A probabilidade de vender produto defeituoso pode ser calculada fazendo-se 1 menos a probabilidade de vender nenhuma unidade defeituosa do produto. A tabela a seguir mostra as probabilidades:

    Assim, a nica venda sucesso ocorreu com Alexandre, que comprou somente 1 unidade do produto.

    Habilidade: 28

    QUESTO 149: Resposta D

    a = m n m e n so nmeros mpares positivos primos entre si, com m > n a = 9 m = 9 e n = 1

    c = 2 29 12

    c = 41 (medida da hipotenusa)

    Note que b = 2 29 12

    = 40 e que a igualdade 92 + 402 = 412 verificada.

    Habilidade: 13

    QUESTO 150: Resposta C

    Devemos ter N(t) > 400

    10t2 + 340t 2400 > 400

    10t2 + 340t 2800 > 0

    t2 34t + 280 < 0

    Devemos ter 14 < t < 20

    Habilidade: 18

    QUESTO 151: Resposta E

    Como 2000 km correspondem a 200000000, temos:

    8 cm 1200000000 cm 25000000

    Assim, a escala apresentada foi de 1 : 25000000

    Habilidade: 11

    Probabilidade de vender nenhuma unidade defeituosa

    Probabilidade de vender uma unidade defeituosa

    1 unidade 99100

    1100

    2 unidades 99 98 98100 99 100

    2100

    3 unidades 99 98 97 97100 99 98 100

    3100

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    13

    QUESTO 152: Resposta D

    Considere a figura a seguir em que 1 unidade no desenho corresponde a 100 km no mapa real:

    Aplicando o teorema dos cossenos no tringulo ABC, temos:

    (AC)2 = 32 + 32 2 3 3 cos120 (AC)2 = 18 18 12

    AC = 3 3

    Aplicando o teorema dos cossenos no tringulo ACD, temos:

    (AD)2 = 23 3 + 52 2 5 3 3 cos135 (AD)2 = 27 + 25 + 15 6

    (AD)2 = 27 + 25 + 15 2,4

    AD = 88

    Utilizando a aproximao dada, temos AD = 9,4, ou seja, a rota SP-BR possui 940 km de extenso. Como a velocidade do avio (constante) igual a 300 km/h, o tempo total gasto na viagem direta seria 940 900 40300 300 300

    horas, ou seja, 3 horas e 40

    300. 60 = 8 minutos.

    Assim, partindo s 14h00 de So Paulo, ela chegaria em Braslia s 17h08.

    Habilidade: 8

    QUESTO 153: Resposta A

    Do enunciado, imediato que T = 1,8x + 0,41y + 3,2

    Habilidade: 19

    QUESTO 154: Resposta E

    Do enunciado temos: Valor vista em reais: 0,97 820 = 795,40 Valor do juro caso o emprstimo seja tomado: 0,08 (795,40 530) 21,23

    Total pago: Aproximadamente R$ 817,00 (795,40 + 21,232 817,00) Assim, o melhor comprar o produto vista, mesmo com a utilizao do emprstimo por 1 ms, pois o valor final do produto, adotando essa soluo, seria de aproximadamente R$ 817,00.

    Habilidade: 23

  • SOMOS EDUCAO

    14

    QUESTO 155: Resposta C

    Vamos escolher a face F como a face inferior, o 'cho'.

    A sequncia de dobras (s5, s4, s3, s2, s1) mostra que oposta face F temos a face C.

    Habilidade: 7

    QUESTO 156: Resposta B

    Analisando o grfico, tem-se: Entre 10h e 11h, valor das aes ultrapassa Vi.

    O investigador faz a 1 operao seguindo o critrio I e vende metade das aes que possui. Entre 11h e 12h, o valor das aes fica abaixo de Vm.

    O investigador faz a 2 operao seguindo o critrio II e compra a mesma quantidade de aes que possui. Entre 12h e 13h, o valor das aes ultrapassa Vi.

    O investidor faz a 3 operao seguindo critrio I e vende metade das aes que possui. Aps essa operao, o investidor ficar sem aes para fazer novas operaes durante o resto do dia. Portanto, o total de operaes realizadas foi 4.

    Habilidade: 24

    QUESTO 157: Resposta A

    PDPEA

    100 = 10

    100 PD = 10 PEA 10 PD = PEA 10 PD = PO + PD

    9 PD = PO PD 1PO 9

    Habilidade: 17

    QUESTO 158: Resposta C

    Sendo D um comprimento do modelo real, do enunciado temos:

    Comprimento correspondente na escala 1 : 18: 1D18

    .

    Comprimento correspondente na escala 1 : 24: 2D24

    .

    Desse modo temos a escala entre 1 e 2 = 1 11 1

    D418

    D 324

    .

    Assim, a escala 4 : 3.

    Habilidade: 17

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    15

    QUESTO 159: Resposta B

    A partir da planificao, observa-se que o lado x do quadrado corresponde altura do trapzio retngulo; logo, na figura dada, temos:

    Aplicando o teorema de Pitgoras no tringulo retngulo APQ, temos x2 + 62 = 26 2 e, assim, x = 6. A partir da planificao, temos a embalagem montada:

    O volume V dessa embalagem, em cm3, pode ser obtido subtraindo-se do volume do paraleleppedo reto o volume da pirmide triangular APRS. Assim, temos:

    22 1 6V 6 10 6 324

    3 2

    Como 1 cm3 = 1 mL, temos que o volume da embalagem (324 mL) no foi suficiente para armazenar os 350 mL de sorvete (mas seria suficiente para armazenar a metade desse valor).

    Habilidade: 9

    QUESTO 160: Resposta E

    No novo refresco: 32 litros de suco de limo corresponde a 5% do volume total T (em litros) de refresco.

    5% de T = 32 5 T 32

    100

    T = 20 32 T = 640 (L) O volume, em litros, de gua dado por 640 32 = 608.

    Habilidade: 16

  • SOMOS EDUCAO

    16

    QUESTO 161: Resposta A

    As dimenses da reproduo devero corresponder a 20% da pintura original. Assim, temos: 20% de 77 cm = 15,4 cm 20% de 53 cm = 10,6 cm Se as reprodues forem impressas na posio vertical, com a folha de papel A4 tambm na vertical, s ser possvel colocar uma imagem, pois 2 15,4 = 30,8 cm (medida maior que o comprimento do papel, 29,7 cm) e 2 10,6 = 21,2 cm (medida e maior que a largura do papel, 21 cm). Se as reprodues forem impressas na posio horizontal, ser possvel colocar duas imagens, pois 2 10,6 = 21,2 cm (21,2 cm < 29,7 cm). Entretanto, no possvel imprimir 3 reprodues, pois 3 31,8 cm (31,8 cm > 29,7 cm), a largura de 21 cm s comporta 1 comprimento de 15,4 cm de cada figura reduzida.

    Habilidade: 4

    QUESTO 162: Resposta E

    Do enunciado, temos a figura, cotada em km:

    ADE, temos: a 3 a atg30 0,58 a 1,162 3 2 2

    .

    Sendo S a rea do terreno que coube a Joo, em km2, temos 1,16 2

    S S 1,162

    .

    Como 1,16 0,19(2 3)

    , a porcentagem de rea do terreno que coube a Joo corresponde a aproximadamente

    19%.

    Habilidade: 13

    QUESTO 163: Resposta D

    Do enunciado podemos afirmar que 1 de dezembro tambm cair numa segunda-feira; da mesma forma, os dias 8, 15 e 22 cairo numa segunda-feira, e, portanto, o dia 25 ser uma quinta-feira.

    Habilidade: 4

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    17

    QUESTO 164: Resposta B

    Do enunciado temos o paraleleppedo

    Seu volume dado por V = (a 2x)(a 2x)x Ou seja V = a2x 4ax2 + 4x3

    Habilidade: 9

    QUESTO 165: Resposta B

    Representando por C, andar uma quadra para cima e por D, andar uma quadra para a direita, qualquer percurso pode ser representado por uma sequncia composta de 8 Ds e 4 Cs. Por exemplo, a sequncia DDDCCDDCCDDD, representa o percurso

    Desse modo o nmero de percursos distintos existentes dado por )12(8, 412!P 495

    8! 4! .

    Fazendo um raciocnio anlogo, o nmero de percursos em que ele passa pelo ponto B dado por: 6, 2 2, 28 4

    8! 4! 28 6 1686! 2

    P! 2!

    P2!

    Assim, a probabilidade pedida 168 56495 165

    , ou seja, entre 30% e 50%.

    Habilidade: 28

    QUESTO 166: Resposta B

    Sendo x a quantidade de notas de R$ 2 e y a quantidade de notas R$ 5, do enunciado temos o sistema:

    2x 5y 54x y 15

    Isolando-se y na segunda equao, temos y = 15 x. Substituindo na primeira equao, vem 2x + 5 (15 x) = 54 e, assim, x = 7. Como x + y = 15, temos y = 8. Assim, ela retirou 7 notas de R$ 2 e 8 notas de R$ 5.

    Se ela tivesse retirado somente notas de R$ 2, o total seria de 542

    = 27 notas, que so 27 7 = 20 notas de R$ 2

    a mais do valor retirado.

    Habilidade: 14

  • SOMOS EDUCAO

    18

    QUESTO 167: Resposta C

    E a probabilidade de Eduardo passar e E a probabilidade de ele no passar.

    M a probabilidade de Mnica passar e M a probabilidade de ela no passar.

    3E 4

    1E4

    .

    M = 56

    1M6

    .

    Sendo p a probabilidade de apenas um deles passar, temos:

    p E M M E3 1 5 1p4 6 6 43 5

    p241p3

    Habilidade: 28

    QUESTO 168: Resposta C

    x5 = x2 x3 x5 = (x + 1)(2x + 1)

    x5 = 2x2 + 3x + 1

    x5 = 2(x + 1) + 3x + 1

    x5 = 5x + 3

    Habilidade: 19

    QUESTO 169: Resposta C

    Como S diretamente proporcional a b e tambm a d2, ento S e diretamente proporcional ao produto bd2. Assim, a representao algbrica que exprime essa relao :

    S = k b d2 Habilidade: 15

    QUESTO 170: Resposta B

    O grfico deve ter as seguintes caractersticas: o primeiro ano deve ser crescente, seguido de dois anos constantes, seguido de dois anos decrescentes, mas no ltimo com uma inclinao menor. A alternativa que possui essas caractersticas a B.

    Habilidade: 26

    QUESTO 171: Resposta B

    Sendo x o nmero de clientes, do enunciado, temos que, os tempos, em minutos, necessrios para atender os clientes so dados por 1 cliente: 3 min 2 cliente: 4 min 3 cliente: 5 min 4 cliente: 6 min x cliente: x + 2 min Como o tempo total foi de 1 h e 15 min = 75 min, temos 3 + 4 + 5 + ... + (x + 2) = 75 (I)

  • SIMULADO ENEM P-2 TIPO G-1 04/2016

    19

    Note que a expresso (I) equivalente a (x + 2) + (x + 1) + ... + 4 + 3 = 75 (II) Somando (I) e (II), vem que (3 + x + 2) + (4 + x + 1) + ... + (x + 2 + 3) = 75 + 75. Note que a parcela (3 + x + 2) aparece x vezes; ento: (3 + x + 2)x = 150 (5 + x)x = 150 x2 + 5x 150 = 0 Resolvendo a equao, com x > 0, temos x = 10.

    Habilidade: 21

    QUESTO 172: Resposta A

    1 0,8d = 0,5

    0,8d = 0,5 32 1d

    10 2

    log32 d

    10

    = log12

    d(3log 2 log 10) = log 2

    d(3 0,3 1) = 0 0,3 d (0,1) = 0,3 d = 3 Trs dias depois dia 4 de abril.

    Habilidade: 22

    QUESTO 173: Resposta D

    As 24 parcelas formam a P.A. (50, 60, 70, ...)

    A ltima parcela a24 = 50 + (24 1) 10 a24 = 280

    A soma das 24 parcelas S24 = 50 280 24

    2

    S24 = 3960

    O total pago pelo cliente T = 200 + 3960 T = 4160

    Habilidade: 3

    QUESTO 174: Resposta C

    Da tabela, temos:

    18 19 21 15 1918,4

    5

    Logo, a porcentagem mdia de 18,4.

    Habilidade: 25

    QUESTO 175: Resposta B

    O tempo mximo de reunio o comprimento do intervalo obtido pela interseco dos 5 intervalos que repre-sentam os horrios livres que os pais tm. Fazendo a interseco dos horrios dos 5 pais, obtemos o intervalo [20:20; 20:30]. Assim, o tempo mximo que ela conseguir realizar a reunio ser de 10 minutos.

    Habilidade: 6

  • SOMOS EDUCAO

    20

    QUESTO 176: Resposta E

    Entre as alternativas a que melhor representa a E.

    Habilidade: 6

    QUESTO 177: Resposta A

    1 modo: Das 9 poltronas, 7 sero escolhidas para acomodar a famlia. O nmero de formas cristalinas calculado por

    9, 79! 9!A

    (9 7)! 2!

    2 modo: Utilizando o principio fundamental da contagem, tem-se:

    9 8 7 6 5 4 3 =

    9!2!

    .

    Habilidade: 2

    QUESTO 178: Resposta E

    Em litros, Q aumentou de 2000 a 2200 no intervalo de 60 min a 80 min.

    Como Q = 2200 2000 e t = 80 60, temos Qt

    = 20020

    = 10.

    A vazo, em L/min, dada por Qt

    ; logo, a vazo 10 L/min no intervalo de 60 min a 80 min.

    Habilidade: 26

    QUESTO 179: Resposta E

    Em um tringulo, o ponto que equidista de seus vrtices o circuncentro, ou seja, o ponto de encontro das mediatrizes dos lados do tringulo.

    Habilidade: 7

    QUESTO 180: Resposta D

    Sendo 4k o comprimento do trecho, temos:

    25% do trecho: k 75% do trecho: 3k

    Nessas condies, o consumo mdio CM dado por M4kC 15

    k 3k 10 18

    , ou seja, 15 km/L.

    Habilidade: 16