Trabalho de Grupo

of 10/10
 A VIOLÊNCIA  DOS ESPECTADORES E DOS ATLETAS VS ESPÍRITO DESPORTIVO 
  • date post

    18-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    1.880
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Trabalho de Grupo

A VIOLNCIA DOS ESPECTADORES E DOS ATLETAS VSESPRITO DESPORTIVO

NDICECapa Diapositivo 1

ndiceIntroduo Desporto A violncia no Desporto

Diapositivo 2Diapositivo 3 Diapositivo 4 Diapositivo 5

Formas de AgressoFair Play / Jogo Limpo Doping Esprito Desportivo

Diapositivo 6Diapositivo 7 Diapositivo 8 Diapositivo 9

Concluso

Diapositivo 102

INTRODUO

Hoje em dia, assistimos a vrios confrontos entre equipas e entre adeptos durante o jogo. Porqu?

Ser ento a prtica desportiva um bom

passatempo ou algo saudvel?

3

DESPORTO

O desporto visto como uma actividade sociocultural que enriquece a

sociedade e a amizade entre as naes, desde que a sua prtica sejajusta.

E se for bem praticada, permite ao indivduo:

conhecer-se melhor, exprimir-se e realizar-se; desenvolver-se plenamente, adquirir uma arte e demonstrar as suas capacidades; o desporto permite uma interaco social, proporciona prazer, bem-estar e sade.

O envolvimento responsvel em certas actividades pode contribuir para o desenvolvimento da sensibilidade para com o meio ambiente.

So exemplos de alguns desportos:

O Futebol, o Tnis, o Voleibol, o Basquetebol, a Ginstica Artstica, a Canoagem ()

4

A VIOLNCIA NO DESPORTO

A violncia algo inseparvel no comportamento humano e desde que a

humanidade existe, esteve sempre presente na histria. No desporto, podemospresenciar a violncia de maneiras mais ou menos frequentes, dependendo da modalidade. o caso do boxe, kung-fu, do karat, modalidades onde envolve violncia controlada. Porm, a violncia pode ser tambm neutra, no caso de modalidades como o rugby, o futebol, o andebol, basquetebol e etc. ou noutro caso, nem representar nem um risco considervel, como o golfe e o xadrez.

Actualmente, a violncia estudada na perspectiva do direito penal. Nos primrdios da civilizao, bastava que algum fosse considerado culpado e era punido. No entanto, actualmente, qualquer acto de violncia punido consoante o direito penal, e sem conhecimento do direito penal no se pode compreender como deve ser enfrentado e solucionado o problema na violncia no desporto.5

FORMAS DE AGRESSO

Verbalmente, com insultos e revoltas; No balnerio adversrio; Durante o decorrer do jogo, ou em tempo de

pausa;

Nas bancadas, os prprios adeptos / claques, atirando cadeiras, lixo, entre outras coisas..

Actualmente

tambm

nos

autocarros,

que6

transportam os jogadores das equipas;

FAIR PLAY O QUE ?

O Fair Play no passa apenas por respeitar as regras do

jogo, engloba: noes de amizade, de respeito pelo outro, edo esprito desportivo, representa um modo de pensar, e no simplesmente um comportamento.

Este conceito abrange a problemtica da luta contra a batota,Factores a arte de usar a astcia dentro do respeito das regras, o inimigos do Fair Play

doping, a violncia

(no s fsica como verbal),

a desigualdade de

oportunidades e a corrupo.7

DOPING E SEUS EFEITOS

Doping so substncias proibidas no desporto, promovem o aumento ilcito do rendimento do atleta, tomam.

oferecendo-lhe

vantagens

competitivas

ilegais e desiguais, em relao aos que no

Aumentam a massa muscular e a agressividade; Melhoram a aparncia e diminuem o tempo de recuperao entre os exerccios mais intensos;

Aumenta a quantidade de glbulos vermelhos no sangue;

8

UM JOGADOR COM ESPRITO DESPORTIVO DEVE SER..

Respeitador das regras do jogo e procurar nunca cometer deliberadamente uma

falta;

Respeitador do elemento de justia rbitro ou jri. A sua presena revela-se essencial em todas as competies. O rbitro tem um papel difcil de desempenhar.

Capaz de reconhecer com dignidade a superioridade do adversrio na derrota;Capaz de aceitar a vitria com modstia e sem ridicularizar o seu adversrio; Reconhecedor da boa actuao e os bons desempenhos do seu adversrio, Capaz de recusar ganhar atravs de meios ilegais e violentos.

Desportivismo manter a dignidade em todas as circunstncias, demonstrando o domnio sobre ns mesmos. recusar que a violncia fsica ou verbal tome conta de ns. Ter calma!9

CONCLUSO

A prtica desportiva ento imprescindvel no ser humano, e esta deve ser livre de confuses fsicas e morais, no provocando mau estar.

Deve se ter em ateno os medicamentos e os alimentos ingeridos antes da sua prtica, para evitar danos.

Assim como qualquer outra actividade, devemantar uma atitude correcta e digna, perante a sociedade, a equipa e ele prprio.10