trabalho DHL na Formula l

download trabalho DHL na Formula l

of 15

  • date post

    29-Jun-2015
  • Category

    Documents

  • view

    378
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of trabalho DHL na Formula l

6

1.1 OBJETIVOS DO PIL O objetivo deste trabalho mostrar atravs desta empresa, que a logstica pode trazer benefcios para o crescimento e sustentabilidade do seu negcio, apresentando a condio atual e seus custos, aps estudo de uma nova estratgia logstica, os seus ganhos. 1.2 METODOLOGIA Para o desenvolvimento do presente trabalho foram utilizados livros, revistas, artigos cientficos, pesquisa em stios eletrnicos, bem como o auxilio do consultor e Professor Carlos Cabral, que nos assessorou com informaes valiosssimas, tambm a aplicao dos conhecimentos adquiridos no decorrer do curso, cabe mrito a unio dos outros grupos da sala da Unicid, na troca de informaes. 1.3 HISTRICO 1.3.1- GRUPO DEUTSCHE POST DHL A DHL uma marca da Deutsche Post DHL.

Fonte: adaptada de imagens www.dp-dhl.com (1490) Figura 1.1

Franz Von Taxis considerado o fundador do moderno sistema postal. Em nome da dinastia distantes da famlia Habsburg, ele e seus sucessores criaram uma rede de correio que acabaria por crescer para cobrir toda a Europa Ocidental em meados do sculo 16. Estaes de ps permanente foram construdos sobre a jornada de um dia de intervalo. Ao longo do tempo, essas estaes cresceram em importantes centros econmicos, servindo como pontos de encontro e locais de comrcio e troca, onde os viajantes podem esperar encontrar tabernas, pousadas e estbulos. Estaes de Correios tornou-se cruciais pontos focais no desenvolvimento das aldeias e cidades.

7

1.3.2 - DHL Fundada em So Francisco h mais de 40 anos, por 3 promissores empresrios Adrian Dalsey, Larry Hillblom e Robert Lynn, a DHL continuou a se expandir a uma velocidade fenomenal. Hoje, se firma como a lder mundial de Mercado da indstria de envio expresso e logstica.

Fonte: adaptada de imagens www.dhl.com.br Figura 1.2 http://www.dhl.com.br/pt/sobre_nos/descricao_da_companhia.html#history

1.3.3 - A DHL PARTE DO GRUPO QUE LDER MUNDIAL EM LOGSTICA, O DEUTSCHE POST DHL. A DHL oferece servios integrados e personalizados, solues focadas no cliente para gerenciamento e transporte de correspondncias, mercadorias e informaes. A DHL composta por quatro divises. Esses segmentos operam sob o controle de suas prprias matrizes divisionais. As funes de gesto do Grupo so realizadas pelo Centro Corporativo. Ns centralizamos os servios internos que suportam todo o Grupo, inclusive as Operaes Financeiras, TI e Suprimento. Essa consolidao nos possibilita aumentar a flexibilidade de nosso negcio, melhorar a qualidade do servio e alavancar as economias de escala e benefcios de custo.

8

2 - PREVISO DE DEMANDA ESTUDO DA DHL Uma nova logstica para um mundo em mudana A DHL realizou um estudo com o objectivo de traar as principais tendncias no sector da logstica. Com as alteraes climatricas e a intenet a mudarem comportamentos, as cadeias de abastecimento vo-se alterar e os operadores logsticos tero de abraar novas competncias para vingarem.

2.1 - A DHL SUPPLY CHAINDesenvolveu um estudo internacional denominado Delivering Tomorrow, este estudo procurou responder a trs objectivos: 1. Em primeiro ser um instrumento de reflexo estratgica para o grupo, auscultando a voz activa dos nossos clientes, que, no fundo, so quem nos indica o caminho. Existimos para os servir, portanto temos de saber para onde que eles vo. Quisemos perceber qual o caminho futuro, as ideias por onde passa o desenvolvimento da estratgia dos nossos clientes. Depois, queramos aproveitar essa informao para perceber as tendncias da logstica nos prximos anos e com base nessas tendncias determinar que caminhos estratgicos devemos seguir. 2. Durante os prximos dez anos prevem-se grandes alteraes no mundo. As principais tendncias comeam j a ser visveis, como o caso da crescente conscincia ambiental; O consumidor vai estar cada vez mais atento s questes ambientais e os produtos vo diferenciar-se no s pelo preo e pela qualidade, mas tambm pelo rtulo do C02, que esperamos vir a ser obrigatrio at ao final de 2010. 3. A terceira concluso do estudo que a China se vai impor como o grande centro econmico: o seu potencial enorme, principalmente a nvel demogrfico, o que est a fazer com que o eixo da economia mundial se esteja a deslocar para essa rea, do ponto de vista do consumidor, ser a Internet a potenciar as grandes mudanas, alterando comportamentos e expectativas. Com o mundo distncia de um click, o consumidor exigir uma maior eficcia e rapidez no processo que o separa daquilo que quer. Comodidade, conforto e simplicidade sero, cada vez mais, requisitos fundamentais.

2.2 - UMA LOGSTICA DE COPETIO

9

Para o responsvel da DHL Supply Chain, essa precisamente a principal concluso do estudo, de onde sai evidenciada a falta de colaborao entre os vrios actores da cadeia de abastecimento. Considera que os operadores logsticos podem ser o elemento aglutinador, estando em posio para partilhar recursos, seja a nvel de transporte, armazenagem ou sistemas de informao. Nesse sentido, o responsvel evoca a palavra copetio, referindo-se colaborao entre competidores, uma vez que o estudo aponta para uma corrida s alianas entre operadores.

2.2.1 - TABELA PREO DHL TABELA DE PREOS DE 2011Peso em kg 1 EUA Europa $150.1 $196.0 6 8 Europa Oriental $266.30

Tabela 1.1: Valor preos por kg

2.2.2 ZONA DE EXPORTAOZONA 1 ZONA 2 Cone Sul Canad Mxico EUA ZONA 3 Caribe Amrica Central Amrica Latina ZONA 4 ZONA 5 Asiticas Europa ZONA 6 Europa Oriental Oriente Mdio Europa Ocidental ZONA 7 frica Oceania Oriente Mdio

Tabela 1.2: Pases e separao por zona

3 - DHL NA FORMULA 1

10

Ao assistirmos uma corrida de Frmula 1, no notamos os desafios logsticos de levar todos os carros, equipamentos e pessoas ao redor do mundo. No ano de 2010, o calendrio da F1 contm 19 corridas e as equipes viajam por continentes.

Fonte: adaptada de imagens www.dhl.com.br Figura 1.3

H 20 anos, a DHL a empresa responsvel pelo processo logstico das corridas, coordenando durante toda a temporada o transporte por ar, terra e mar dos motores, pneus, combustvel, peas reservas e de reposio, os equipamentos de preciso e, at mesmo, a infra-estrutura da rea vip das corridas, o chamado Paddock Club VIP num total de 300 toneladas cbicas de itens. Muito antes do barulho dos motores, a DHL e os especialistas em logstica esto trabalhando nos bastidores para garantir que todo o equipamento seja entregue para a corrida. Mesmo trabalhando com um cronograma apertado a DHL, em seus 25 anos de experincia em automobilismo, oferece uma ampla variedade de solues de logstica para a Frmula 1, incluindo frete e entregas expressas. O desafio logstico em organizar um Grande Prmio de automobilismo muito grande, considerando-se que apenas um motor composto por 5.000 peas individuais.

11

Fonte: adaptada de imagens www.dhl.com Figura 1.4

Anualmente, ao trmino do ms de janeiro, uma equipe de 20 profissionais especializados, locada em escritrios DHL na Itlia e Inglaterra, elabora e executa o plano de transporte de todos os equipamentos, que inclui catalogao, embalagem, transporte e entrega dos itens em cada local de corrida. Para isso, a empresa faz uso de avies, navios, caminhes e at containeres refrigerados, quando necessrio. Organizao, preciso e agilidade, caractersticas que diferenciam a DHL no mercado, so colocadas a servio da Frmula 1. Os equipamentos transportados pelo modal areo vo em 120 bas e contineres, contendo 32 toneladas de equipamentos por equipe (este ano existem 12 equipes competindo). Utilizam-se tambm, para peas menos crticas, navios com aproximadamente 10 toneladas de peas. As peas essenciais, como os carros, motores e algumas peas de reposio so transportadas em um avio fretado pela companhia que gerencia a Frmula 1 (FOM), um cargueiro 747. Ela leva as peas para os circuitos a partir de Londres (Inglaterra) ou Munique (Alemanha). Caso sejam necessrias peas de reposio, a DHL utiliza sua rede global para retirar e entregar esses itens de uma cidade a outra ou at mesmo de um continente a outro em 24 horas. Alm disso, a tecnologia da logstica da DHL permite que as equipes de Frmula 1 saibam para onde a sua carga est indo e em qual ponto do trajeto em determinado momento.

12

Fonte: adaptada de imagens www.dhl.com Figura 1.5

Incluie-se a essa logstica um completo Centro de Comunicaes, sempre pelo modal rodovirio, usando uma frota de at 24 caminhes. Em uma corrida tpica cada equipe leva em mdia 44 computadores e 100 rdios comunicadores. S para ligar os computadores em rede so usados meio quilmetro de cabos de dados e 300 km de cabos de fora por equipe, j que precisam ter uma conexo segura com a fbrica, enviando dados de telemetria em tempo real, para que os engenheiros possam ajustar o carro durante a corrida. Para dar uma idia da quantidade de equipamentos, o checklist da maioria das equipes tm mais de 80 pginas, incluindo desde 3 carros, meia dzia de motores, mais de 10 mil peas diferentes, 3mil garrafinhas dgua para a equipe e convidados e at guardanapos! So necessrios cases especiais, pois cada pea tem um local especfico, j que a equipe no pode perder tempo procurando determinada ferramenta. Ser responsvel pela logstica da F1 significa tambm garantir a segurana do transporte e manter o sigilo no acesso aos equipamentos e tecnologias secretas, adotadas por cada equipe. A DHL tambm se dispe a conhecer e observar as peculiaridades legais e regionais de cada pas onde acontece um Grande Prmio, de forma que a legislao e os processos de importao e exportao locais no interfiram na pontualidade, (drawback) A DHL assume inclusive o transporte dos carros e do combustvel especial usado nas corridas. Perfil- A DHL lder no mercado global de logstica e entrega expressa internacional, especializada em fornecer solues inovadoras e personalizadas a seus clientes.

13

A DHL oferece servios e expe