Ultrassonografia transfontanelar

Click here to load reader

Embed Size (px)

Transcript of Ultrassonografia transfontanelar

US TRANSFONTANELAR

US TRANSFONTANELARRESIDNCIA MDICA RADIOLOGIA HUSM OUTUBRO 2014R1 hERCULESDESENVOLVIMENTO NORMAL DO PADRO DOS SULCOS

VARIANTES DA NORMALIDADECOARCTAO DO CORNO FRONTAL

PLEXO COROIDE LOBULADO

CALCAR AVIS Reconhecido pelo sulco ecognico central (sulco calcarino )

CAVUM DO VELUM INTERPOSITUM Espao em potencial no teto do terceiro ventrculo e inferior ao plexo coroide.

Cistos do Plexo Coroide - Normalmente um achado incidental mas com importncia no US pr-natal .

Cisto Prximo ao Forame de Monro

Macrocrania Benigna O PC maior que o percentil 97

Ocorre por volta dos seis meses e normaliza aos dois anos

Alguns autores associam ADNPMMALFORMAES DE CHIARIChiari I - apenas o deslocamento das tonsilas cerebelares para baixo , sem o deslocamento do quarto ventrculo ou da medula .

CHIARI II Cornos frontais pontiagudos anterior e inferiormente (asa de morcego) .Ventrculos laterais dilatados com os cornos occipitais maiores que os cornos frontais (colpocefalia) Massa intermdia aumentada Geralmente agenesia do corpo caloso ( ou ausncia parcial )

Chiari II herniao da tonsila e grande massa intermdia

Chiari II ausncia do septo pelcido mostrando continuidade dos lobos frontais

AGENESIA DO CORPO CALOSOCorpo caloso ausente

Sulco e giro do cngolo ausentes

Arranjo radial dos sulcos mediais acima do terceiro ventrculo

Ausncia do septo pelcido

Cornos frontais extremamente estreitos (semelhante fenda ) Agenesia do corpo caloso malformao isolada

Agenesia do corpo caloso colpocefalia mais evidente

LIPOMA DO CORPO CALOSO*

LEUCOMALCIA PERIVENTRICULARRepresenta o infarto e necrose da substncia branca periventricular

Ao US manifesta-se atravs do aumento da ecogenicidade periventricular ou na forma de cistos.

LPV GRAU I reas de aumento da ecogenicidade sem cistos* especfico e deve ser diferenciado do halo periventricular normal*Suspeitar se ecogenicidade for assimtrico e mais ecognico que o plexo c

LPV GRAU II Pequenos cistos periventriculares.*Ecogenicidade normal quando os cistos se formam

LPV GRAU III Cistos extensos na regio occipital e frontoparietal

LPV GRAU IV Cistos na substncia branca profunda *termos

FLARING Termo usado para descrever um discreto da ecogenicidade periventricular que muito comum em PMFLARING por mais de uma semana por definio LPV GI

HMG Hemorragia da Matriz Germinativa

HMG GRAU I (SUBEPENDIMRIA)No assoalho caudotalamico

HEMORRAGIA GRAU II Hemorragia que se extende aos ventrculos sem dilatao ventricular

HEMORRAGIA GRAU II Hidrocefalia secundria no deve ser erroneamente classificada como HMG grau III

Hemorragia Intracraneana grau III Dilata o VentrculoHEMORRAGIA GRAU IV Infarto *

COMPLICAES Reabsoro do cogulo gerando porencefalia - **Hidrocefalia

MENSURAO VENTRICULAR indicado o plano coronal , um pouco posterior ao forame de monro .

Trs pontos ecognicos sero vistos Representando o plexo coroide dos ventrculos laterais e o teto do terceiro ventrculo .

NDICE LEVENE

Usado at 40 semanas de idade gestacional a distncia absoluta entre a foice e a parede lateral do corno frontal do VL ao nvel do terceiro ventrculo NDICE VENTRICULAR

NDICE VENTRICULARDistncia entre as partes laterais dos ventrculos e o DBP

VOLUME

FIM