Um Flamengo grande, um Brasil maior RENATO SOARES · PDF file abstract um flamengo grande, um...

Click here to load reader

  • date post

    12-Feb-2020
  • Category

    Documents

  • view

    7
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Um Flamengo grande, um Brasil maior RENATO SOARES · PDF file abstract um flamengo grande, um...

  • UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

    INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E FILOSOFIA

    DOUTORADO EM HISTÓRIA

    Um Flamengo grande, um Brasil maior:

    O Clube de Regatas do Flamengo e o imaginário político nacionalista popular

    (1933-1955)

    RENATO SOARES COUTINHO

    Orientador: Prof. Dr. Jorge Ferreira

    Niterói

    2013

  • UM FLAMENGO GRANDE, UM BRASIL MAIOR: O CLUBE DE REGATAS DO

    FLAMENGO E O IMAGINÁRIO POLÍTICO NACIONALISTA POPULAR (1933-

    1955)

    Renato Soares Coutinho

    Tese apresentada ao Programa de pós- graduação em História da Universidade Federal Fluminense, como requisito para obtenção do título de Doutor. Área de concentração: História Política Orientador: Prof. Dr. Jorge Ferreira

    Niterói

    2013

  • Folha de Aprovação

    UM FLAMENGO GRANDE, UM BRASIL MAIOR: O CLUBE DE REGATAS DO

    FLAMENGO E O IMAGINÁRIO POLÍTICO NACIONALISTA POPULAR (1933-

    1955)

    Renato Soares Coutinho

    Banca examinadora:

    ......................................................................

    Profᵃ. Drᵃ. Angela Maria de Castro Gomes – UFF (membro titular)

    ......................................................................

    Profᵃ. Drᵃ. Giselle Martins Venâncio – UFF (membro titular)

    ......................................................................

    Prof.ᵃ Drᵃ. Andrea Casa Nova Maia – UFRJ (membro titular)

    ......................................................................

    Prof. Dr. Paulo Roberto Ribeiro Fontes – CPDOC-FGV (membro titular)

    .......................................................................

    Prof. Dr. Jorge Ferreira - UFF (Orientador)

    ......................................................................

    Profᵃ. Drᵃ. Juniele Rabêlo de Almeida - UFF (membro suplente)

    .....................................................................

    Prof. Dr. Ricardo Figueiredo de Castro – UFRJ (membro suplente)

    Niterói

    2013

  • Resumo

    UM FLAMENGO GRANDE, UM BRASIL MAIOR: O CLUBE DE REGATAS DO

    FLAMENGO E O IMAGINÁRIO POLÍTICO NACIONALISTA POPULAR (1933-

    1955)

    Renato Soares Coutinho

    Orientador: Prof. Dr. Jorge Ferreira

    Resumo da tese de doutorado submetida ao Programa de pós-graduação em História da

    Universidade Federal Fluminense, como parte dos requisitos necessários à obtenção do

    título de Doutor em História.

    O trabalho tem como objetivo investigar os fatores que contribuíram para a

    popularidade e para a abrangência nacional do Clube de Regatas do Flamengo. O

    período analisado – 1933 a 1955 – foi marcado pela implantação do regime profissional

    no clube e pelo progressivo processo de fidelização de torcedores em todo território

    nacional. As campanhas de marketing das gestões dos presidentes José Bastos Padilha e

    Gilberto Cardoso serão interpretadas a fim de associar a construção da identidade do

    clube mais popular do Brasil aos símbolos e valores sociais correntes no imaginário

    político nacionalista divulgado pela propaganda estatal nas décadas de 1930 e 1940.

    Palavras-chave: Clube de Regatas do Flamengo; nacionalismo; desenvolvimentismo;

    imaginário político.

    Niterói 2013

  • Abstract UM FLAMENGO GRANDE, UM BRASIL MAIOR: THE CLUBE DE REGATAS DO

    FLAMENGO AND THE POPULAR NATIONALIST POLITICAL IMAGINARY

    Renato Soares Coutinho

    The study aims to investigate the factors that contributed to the popularity and

    the national influence of the Clube de Regatas do Flamengo. The period - 1933 to 1955

    - was marked by the implementation of professionalism and by the gradual process of

    loyalty of fans nationwide. Marketing campaigns in efforts of presidents José Bastos

    Padilha and Gilberto Cardoso will be interpreted to involve the construction of the

    identity of Brazil's most popular club symbols and social values in the current political

    imaginary nationalist released by state propaganda in the 1930s and 1940s .

    Keywords: Clube de Regatas do Flamengo; nationalism; political imaginary.

    Niterói

    2013

  • Sumário Introdução ..................................................................................................................... 7 Capítulo I: O Clube de Regatas do Flamengo nas páginas dos jornais: do fidalgo

    clube ao clube do povo ................................................................................................. 16

    Capítulo II: Cinco anos eternos: a gestão José Bastos Padilha (1933-1937) .......... 53 Caderno de imagens .................................................................................................... 94 Capítulo III: A tradição inventada: o clube mais querido do Brasil .................... 103

    Capítulo IV: O clube da Nação ................................................................................ 144

    Considerações Finais ................................................................................................. 182

    Fontes e Bibliografia ................................................................................................. 188

    Niterói 2013

  • Introdução

    Um dia, quando se mergulhar de verdade nos fatores que historicamente ajudaram a consolidar a integração nacional, o Flamengo terá de ser incluído.

    (Ruy Castro)

    Poucos fenômenos sociais no mundo conseguem reunir semanalmente milhões

    de pessoas, nos mesmos lugares, entoando os mesmos cânticos, celebrando os mesmos

    ídolos. Ao ler essa frase, imediatamente pensamos: as religiões conseguem.

    Mas, se acrescentarmos que, além de reunir rotineiramente milhões de

    seguidores ao redor de centenas de países, esse evento não promete respostas

    confortantes, não redime os fiéis dos seus pecados e tampouco é garantia de felicidade?

    A resposta já não ganha contornos tão nítidos. Se dissermos ainda que para participar

    desse evento é preciso pagar quantias cada vez mais dispendiosas, e que essas quantias

    não garantem em absoluto o retorno da qualidade dos serviços e nem mesmo serão

    revertidas em futuros ganhos materiais. Assim parece que somente uma resposta passa a

    ser possível: o futebol.

    É certo que há outros eventos desportivos que mobilizam os fãs de esportes pelo

    mundo. O futebol norte-americano é o programa favorito dos cidadãos da maior

    economia do planeta. O críquete é o esporte mais praticado na Índia e no Paquistão. O

    rugby é o preferido dos sul-africanos e australianos. Os países caribenhos dão mais

    importância ao boxe e ao beisebol do que aos esportes praticados com os pés. Enfim, o

    desporto de um modo geral é uma atividade mobilizadora, que consegue reunir adeptos

    com uma frequência parecida apenas com os eventos religiosos.

    Mas o futebol é fundamentalmente diferente em um aspecto. Ele é praticado na

    Índia, na China, nos EUA, em toda Europa, em toda América Latina, em toda a África.

    Mesmo não sendo o esporte favorito em alguns países populosos, a prática do futebol é

    comum em quase todas as nações do mundo, fato que confere à FIFA a condição de ser

    uma entidade mais abrangente do que a própria ONU.1

    No Brasil, não é preciso muito esforço para mostrar que o futebol é o esporte

    favorito. Semanalmente, emissoras de rádio e de televisão dedicam seus horários nobres

    1 Enquanto a FIFA possui duzentos e nove federações nacionais afiliadas, a ONU tinha até dezembro de 2012 cento e noventa e três estados membros. Disponível em: http://pt.fifa.com/aboutfifa/organisation/associations.html, último acesso em 20 de janeiro de 2013.

  • 8

    à exibição de partidas de futebol. Há estádios de futebol de grande porte de norte a sul

    do país. Os jogadores estampam capas de jornais e revistas e são celebrados como

    ídolos da juventude. Nas escolas brasileiras, os pátios ficam repletos de bolas chutadas

    para todos os lados durantes os intervalos das aulas, e qualquer espaço que caibam dois

    chinelos pode ser transformado em um campo para “pelada”. A presença marcante do

    futebol no cotidiano brasileiro chega a causar incômodo naqueles que não simpatizam

    com o esporte. Esse sentimento é radicalizado durante as disputas de Copa do Mundo,

    quando as ruas são fechadas, o dia de trabalho é interrompido e a lei do silêncio

    completamente desrespeitada.

    Ao longo do século XX, o futebol brasileiro esteve ligado aos eventos mais

    importantes da história política do Brasil. Os estádios de futebol já serviram de palco

    para eventos cívicos, assim como já foram espaços de contestação social. As vitórias do

    selecionado nacional já contribuíram para conter os ânimos populares, assim como as

    derrotas foram o estopim para acontecimentos vi