Universidade Federal do Rio de Janeiro POR DENTRO DOS · PDF file 2020. 1. 31. ·...

Click here to load reader

  • date post

    04-Oct-2020
  • Category

    Documents

  • view

    0
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Universidade Federal do Rio de Janeiro POR DENTRO DOS · PDF file 2020. 1. 31. ·...

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro

    POR DENTRO DOS NOMES A morfologia nominal em Kotiria (Tukano Oriental)

    Thiago Coutinho-Silva

    2014

  • Tese de Doutorado Thiago Coutinho-Silva

    POR DENTRO DOS NOMES

    Letras UFRJ 2014

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO FACULDADE DE LETRAS

    DEPARTAMENTO DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUÍSTICA

    Thiago Coutinho-Silva

    POR DENTRO DOS NOMES A morfologia nominal em Kotiria (Tukano Oriental)

    Rio de Janeiro 2014

  • Thiago Coutinho-Silva

    POR DENTRO DOS NOMES A morfologia nominal em Kotiria (Tukano Oriental)

    Tese de Doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Lingúıstica da Universidade Federal do Rio de Janeiro como quesito para a obtenção do T́ıtulo de Doutor em Lingúıstica.

    Orientador: Profa. Dra. Bruna Franchetto Co-orientadora: Profa. Dra. Kristine Sue Stenzel

    Rio de Janeiro Junho de 2014

  • Coutinho-Silva, Thiago. Por dentro dos nomes - A morfologia nominal em Kotiria (Tukano Orien-

    tal) 201 páginas Tese (Doutorado) - Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio

    de Janeiro. Departamento de Lingúıstica e Filologia - Programa de Pós- Graduação em Lingúıstica.

    1. Classificadores

    2. Sintagma nominal

    3. Morfossintaxe

    4. Ĺıngua Kotiria

    I. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Faculdade de Letras da Univer- sidade Federal do Rio de Janeiro. Departamento de Lingúıstica e Filologia - Programa de Pós-Graduação em Lingúıstica.

  • POR DENTRO DOS NOMES

    A morfologia nominal em Kotiria (Tukano Oriental)

    Thiago Coutinho-Silva

    Orientadora: Profa. Dra. Bruna Franchetto Co-orientadora: Profa. Dra. Kristine Sue Stenzel

    Tese de Doutorado submetida ao Programa de Pós-Graduação em Lingúıstica da Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ, como parte dos requisitos

    necessários para a obtenção do t́ıtulo de Doutor em Lingúıstica.

    Examinada por:

    Profa. Dra. Bruna Franchetto Profa. Dra. Kristine Stenzel PPGAS/MN/UFRJ (presidente) DLF/FL/UFRJ (co-orientadora)

    Dra. Elza Gomez-Imbert Profa. Dra. Ana Paula Quadros Gomes ERSS-CNRS-Université de Toulouse DLV/FL/UFRJ

    Profa. Dra. Márcia Dámaso Vieira Prof. Dr. Alessandro Boechat de Medeiros DLF/FL/UFRJ DLF/FL/UFRJ

    Profa. Dra. Cilene Rodrigues Profa. Dra. Christina Abreu Gomes DL/PUC-RJ DLF/FL/UFRJ

    Rio de Janeiro Junho de 2014

  • À Dona Jesu, Sarah e Maria. A primeira por me ensinar a ter fé nos meus sonhos e projetos. A segunda pelo companheirismo. E a terceira por me fazer acreditar no

    futuro.

  • Agradecimentos

    Antes de tudo, gostaria de registrar minha gratidão especial à minha orientadora,

    Bruna Franchetto, e à minha co-orientadora, Kristine Stenzel, por terem acreditado em

    mim, mesmo quando eu duvidava. Algumas orientações foram para a tese; muitas para

    a vida.

    Agradeço

    ao povo Kotiria que me recebeu com o coração aberto, em especial Sergio Trindade

    (Pũka), Silvestre Trindade (Yehse), Dora Figueiredo, Araci Alves, Domingos Alves, Jo-

    zelito Trindade, Edmar Figueiredo (Pu’tu), Moises Trindade, Zé Maria, Pĺınio, Miguel

    Cabral e Mateus Cabral, pessoas maravillhosas que além de companheiros de trabalho,

    viraram amigos;

    à Natália Aika, Tânia Borges, Camila Dias, Vanessa Esṕınola e ao Andrew Nevins

    pelo apoio incondicional;

    aos amigos Mara Santos, Livia Tavares, Glauber Romling, Juliana Magro, Iara

    Malbouisson, Marilia Lott, Eva-Maria Roessler, Rodrigo Ferreira, Acauam Oliveira,

    Isabella Coutinho, Elis Barros, Moritz Schuh, Inaiá Carvalho, Priscilla Moura, Rafael

    Nonato, Otávio Franscisco da Silva e Mel Umori pela presença, ajuda e disponibilidade

    nos momentos que precisei falar sobre um texto, um livro, um filme, uma música ou

    sobre a vida. O que quer que eu venha a ser, sempre haverá um pouquinho de vocês

    em mim;

    à minha famı́lia, por todo o suporte e carinho;

    à Fabi Zanni que, pelo exemplo, me faz almejar ser uma pessoa melhor em tudo

    que posso;

  • à Walkyria Alves por me ensinar a desconfiar (no bom sentido) em vez de saber das

    coisas;

    aos companheiros Eduardo Plik, Thiago Gramari, Vitor Gramari, Leandro Dogue,

    Ícaro Coutinho, Diego Dedê, Raoni Vieira, Edson Osorio, Lu Nery, Pedro Guerra, Ca-

    rol Augusto, Glaucia Leite, Tom Ashe, Cleber Kaleb, Bá Santos, Axl e José Maria que

    sempre estão “lado a lado se ganhar (e) pra te apoiar se perder”;

    aos professores Andrés Salanova, Cilene Rodrigues, Alessandro Boechat, Ana Paula

    Quadros Gomes, Marcia Damaso, Luciana Storto e Esmeralda Negrão que de alguma

    maneira direta ou indireta contribuiram para os meus trabalhos;

    ao coordenador do meu programa de Pós-Graduação, Marcus Maia, pelo apoio e

    suporte; a todos os professores (formais e informais) que alimenta(ra)m a minha fome

    de descobrir e entender, em especial a Yonne Leite, com quem tive o privilégio de passar

    tardes de sábado e domingo ouvindo e falando sobre ĺıngúıstica;

    aos colegas antropólogos Orlando Calheiros, Thiago Oliveira, Edson Matarezio e

    Mutuá Mehinaku pelas boas conversas que, acredito, me ajudaram a acessar ‘o outro’;

    ao Pedro Rocha (Wihp̃i), companheiro de aventuras e aprendizagem no Alto Rio

    Negro;

    ao povo Yawanawá, em especial ao Biraci Brasil, Julia Kenemeni, Manuel Kapa-

    kuru, meu amigo Clécio (Véio), Rasu, Vadé, Mago, Husharu, Matsini e Tianu que no

    conv́ıvio me permitiram ampliar a minha percepção sobre as realidades;

    ao Instituto Socioambiental (ISA) e à Federação das Organizações Ind́ıgenas do Rio

    Negro (FOIRN) por viabilizar meus trabalhos de campo e ao Hans Hausing Endange-

    red Languages Project (HRELP - SOAS - University of London) e ao PRODOCLIN

    (Museu do Índio / Unesco) por financiarem minhas viagens a campo;

    à CAPES por financiar esta pesquisa.

  • Resumo

    Esta tese tem como objetivo a descrição e análise de alguns fenômenos relaciona-

    dos aos sintagmas nominais em Kotiria (Tukano Oriental). Partindo dos trabalhos de

    Stenzel (2013), Waltz (2007) e Giacone (1967), nos aprofundamos nas informações dis-

    pońıveis sobre os sintagmas nominais na literatura sobre as ĺınguas da famı́lia Tukano,

    em especial na literatura sobre a ĺıngua Kotiria. Em seguida, revisamos o desenvolvi-

    mento histórico da chamada DP-hypothesis (cf. Abney, 1987; Bernstein, 2001 e 2008;

    entre outros) e depois, tendo como base os trabalho de Borer (2005) e Cowper & Hall

    (2012), apresentamos uma proposta própria de análise sintático-semântica dos classi-

    ficadores e dos traços envolvidos na individuação dos nominais da ĺıngua Kotiria. E,

    por fim, partindo de dados de natureza morfossintática e das ideias desenvolvidas neste

    trabalho, sugerimos uma nova proposta de organização dos traços e, consequentemente,

    das subclasses da categoria nominal da ĺıngua Kotiria.

    Palavras-chave: classificadores, sintagma nominal, ĺıngua Kotiria

  • Abstract

    The aim of this thesis is to describe and analyse some phenomena related to nominal

    phrases in Kotiria (Eastern Tukano). Starting from the works of Stenzel (2013), Waltz

    (2007) and Giacone (1967), we delve into available literature about nominal phrases in

    languages of the Tukano family, and specially into the literature about Kotiria. Then,

    we revise the historical development of the so called DP-hypothesis (cf. Abney, 1987;

    Bernstein, 2001 e 2008; among others), and, after that, building on the works of Borer

    (2005) and Cowper & Hall (2012), we put forth our own syntatic and semantic analyses

    of the classifiers and features involved in nominal individuation in Kotiria. Lastly, given

    the morphosyntatic data and the ideas developed in our work, we suggest a new way

    of organizing the distinctive features and, consequently, the subclasses of the nominal

    category in the Kotiria language.

    Keywords: classifiers, noun phrase, Kotiria language

  • Sumário

    I Descrição 1

    0 Prólogo 2

    0.1 A famı́lia ĺıngúıstica Tukano . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3

    0.2 Os Kotiria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4

    0.3 Literatura sobre a ĺıngua kotiria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 4

    0.4 Fontes de dados e Metodologia . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6

    0.5 Sobre a ortografia utilizada . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10

    1 Introdução 12

    2 Situando o objeto de análise 13

    2.1 Um voo rasante sobre a ĺıngua kotiria . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

    2.1.1 Perfil fonológico . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

    2.1.2 Classes de palavras, tipologia básica e a primeira análise dos mor-

    femas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

    2.2 Da palavra verbal à sentença . . . . . . . . . . .