Versão 8 Release 4...Guia de Instalação Versão 8 Release 4 G517-8388-01 IBM Confidential....

of 104 /104
WebSphere® Information Integrator Content Edition Guia de Instalação Versão 8 Release 4 G517-8388-01 IBM Confidential

Embed Size (px)

Transcript of Versão 8 Release 4...Guia de Instalação Versão 8 Release 4 G517-8388-01 IBM Confidential....

Guia de InstalaçãoGuia de Instalação
Guia de Instalação
Avisos:
Antes de utilizar estas informações e o produto por elas suportado, leia as informações na seção de avisos.
Aviso da Edição
Esta edição se aplica à Versão 8 Release 4 do IBM WebSphere Information Integrator Content Edition, Versão 8.4
(número de produto 5724-J31) e a todos os releases e modificações subseqüentes até que indicado de outra forma
em novas edições.
IBM Confidential
WebSphere Information Integrator
Capítulo 2. Visão geral dos WebSphere
Information Integrator Content Edition . 5
Arquitetura do WebSphere Information Integrator
Content Edition . . . . . . . . . . . . . 5
Integrator Content Edition . . . . . . . . . . 9
Conteúdo . . . . . . . . . . . . . . 9
Capítulo 4. Requisitos de Hardware e
Software . . . . . . . . . . . . . . 15
de Servidor Único e Servidor
Distribuído . . . . . . . . . . . . . 17
Information Integrator Content Edition
Information Integrator Content Edition
Integration Server . . . . . . . . . . 29
Server no Windows a partir da Linha de Comandos . 29
Capítulo 9. Iniciando o Servidor do
Conector de Proxy RMI (Remote
Method Invocation) . . . . . . . . . 31
Integração de Conteúdo no Modo
Direto . . . . . . . . . . . . . . . 33
Executar no Modo Direto . . . . . . . . . . 34
Capítulo 11. Utilitário Empacotador de
EAR do Content Integration Server . . 37
Capítulo 12. Conteúdo da Distribuição
do Content Integration Server . . . . . 39
Visão Geral da Estrutura de Diretórios de Instalação 39
Conteúdo do Diretório Home do WebSphere
Information Integrator Content Edition . . . . . 40
Diretório de Implementação
Serviço de Data Store (Diretório datastore) . . . . 43
WebSphere Information Integrator Content Edition
Enterprise JavaBeans (diretório ejb) . . . . . . 43
Java archives (diretório lib) . . . . . . . . . 44
Archives Web (Diretório war) . . . . . . . . 44
Diretório de Implementação
Integration Server no WebSphere
Server . . . . . . . . . . . . . . . 48
WebSphere Application Server . . . . . . . 50
WebSphere Application Server . . . . . . . 50
Application Server . . . . . . . . . . . . 51
Configurando Serviços de Eventos de Assinatura
para o WebSphere Application Server, Versão 6.1 . 53
Implementando o Content Integration Server no
WebSphere Application Server, Versão 6.1 . . . 58
Configurando o Aplicativo do Content
Integration Server para o WebSphere Application
Server, Versão 6.1 . . . . . . . . . . . 61
6.0.2.5 . . . . . . . . . . . . . . . 65
Integration Server para o WebSphere Application
Server, Versão 6.0.2.5 . . . . . . . . . . 70
Capítulo 14. Configurando um
para o WebSphere Information
Integrator Content Edition Hospedado
Posterior . . . . . . . . . . . . . . 73
IBM Confidential
| | ||
| ||
| ||
| | || | ||
| | |
conteúdo implementado no WebSphere Application
Server 6 ou posterior . . . . . . . . . . . 74
Capítulo 15. Implementando o Content
Integration Server em um Servidor de
Aplicativos de Outros Fornecedores . . 75
Capítulo 16. Implementando o Content
Integration Server no Servidor de
Aplicativos WebLogic Versão 9.2 . . . 77
No Servidor de Aplicativos WebLogic, os Serviços
de Visualização Não Funcionam Corretamente em
Diversos Sistemas Operacionais . . . . . . . . 79
para o WebLogic Application Server Versão 9.2 . . 80
Capítulo 17. Removendo o WebSphere
Information Integrator Content Edition . 83
O Conector do Microsoft NTFS Não É Desinstalado
Completamente . . . . . . . . . . . . . 84
Corretamente . . . . . . . . . . . . . . 84
e a Ajuda do Produto . . . . . . . . 85
Instalando o Centro de Informações do WebSphere
Information Integrator Content Edition . . . . . 85
Configurando a Ferramenta de Administração para
Utilizar um Centro de Informações na Intranet . . 86
Capítulo 19. Problemas Conhecidos da
Instalação . . . . . . . . . . . . . 89
outras versões em seu sistema . . . . . . . . 89
Código de Idioma Holandês Não Suportado
Durante Instalação . . . . . . . . . . . . 89
Espaço em disco temporário insuficiente disponível
durante a instalação ou implementação do
WebSphere Information Integrator Content Edition . 90
Mensagens de Status da Instalação Não São
Exibidas ao Instalar no Modo do Console . . . . 92
Erros de Instalação Ocorrem com a JVM do Red Hat
Enterprise Linux AS 4 . . . . . . . . . . . 92
Avisos . . . . . . . . . . . . . . . 93
Capítulo 1. O Que Há de Novo no WebSphere Information
Integrator Content Edition Versão 8.4
Vários aprimoramentos foram incluídos no WebSphere Information Integrator
Content Edition para Versão 8.4.
Novos Conectores
Permite acessar o conteúdo armazenado em repositórios do Windows
SharePoint.
Conector do IBM DB2 Content Manager OnDemand Web Enablement Kit
Permite acessar o conteúdo armazenado em repositórios do DB2 Content
Manager OnDemand.
Conectores Aprimorados
Conector do Documentum
v Descrições de classes de itens
v Novos operadores de procura
v Propriedades com vários valores em conjuntos de resultados
Conector do FileNet P8 Content Manager
Os aprimoramentos a seguir foram feitos a esse conector:
v Novos operadores de procura
v Valores de propriedades padrão
Conector do IBM DB2 Content Manager
O conector do DB2 Content Manage suporta consulta com base em pastas
e consultas de texto completo sem a necessidade da classe de itens. As
informações da classe de itens são armazenadas em cache.
Os aprimoramentos a seguir foram feitos a esse conector:
v Classes de exceção de senha expirada
v Atualização de senhas sem login efetuado
v Anotações de registro
v Novos operadores de procura
v Propriedades complexas em conjuntos de resultados que são
propriedades com vários valores
v Mínimo e máximo de valores de propriedades
IBM Confidential
|
|
|
| |
|
|
| | |
| | |
|
|
| |
|
|
|
| |
|
|
| | | |
|
|
|
|
|
|
|
|
| |
|
|
v Suporte para consultas baseadas em pastas (restringindo a consulta a
uma pasta)
v Suporte para consulta de texto sem exigir a classe do item
v Armazenamento em cache do aprimoramento de desempenho das
informações de classe do item
v Suporte dos métodos fileItem e unfileItem usando o relacionamento de
link DKFolder
v Suporte para exposição de chaves estrangeiras definida no DB2 Content
Manager
Os aprimoramentos a seguir foram feitos a esse conector:
v Classes de exceção de senha expirada
v Descrições de classes de itens
v Ordem de exibição para propriedades
v Novos operadores de procura
v Valores de propriedades padrão
v Mínimo e máximo de valores de propriedades
Conector de Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados Relacional
Este conector suporta a filtragem de tabela e o conteúdo nativo. O conector
permite filtrar entidades de bancos de dados por nome. Este conteúdo
pode ser armazenado nas colunas do conector, assim como em sistemas de
arquivos externos. O designer da classe de itens permite configurar classes
de itens e indicar quais propriedades devem ser tratadas como conteúdo
nativo ou caminho de arquivo para conteúdo nativo.
Atualize o Designer da Classe de Item para permitir que os usuários
filtrem as entidades de banco de dados por nome.
Suporte incluído para recuperação do conteúdo nativo armazenado em um
sistema de arquivos externo.
Suporte de conteúdo nativo incluído para conteúdo armazenado no
conector como BLOB, CLOB ou qualquer outro tipo de coluna padrão
como CHAR, VARCHAR, LONGVARCHAR, BINARY e LONGBINARY.
Conector do Microsoft NTFS
Segurança Avançada
A Versão 8.4 também inclui segurança avançada para os conectores do servidor de
integração de conteúdo: Documentum, DB2 Content Manager, Filenet CS e
OpenText Livelink. A segurança avançada permite acesso programático ao esquema
de segurança do repositório nativo.
Alguns aplicativos podem necessitar de acesso ao esquema de segurança do
repositório nativo. Por exemplo, aplicativos de gerenciamento de registros
necessitam de acesso às permissões de ACL (lista de controle de acesso), grupo e
usuário para gerenciar a segurança de registros.
Os métodos disponíveis na API e SPI de integração de conteúdo, incluindo o
pacote com.venetica.vbr.client.security, permitem segurança avançada e fornecem
acesso ao esquema de segurança do repositório, ACLs, grupos hierárquicos e
IBM Confidential
Applet Visualizador Comum
A Versão 8.4 possui um applet visualizador comum que fornece uma forma de
visualizar e manipular tipos de itens de conteúdo diferente sem utilizar
navegadores ou visualizadores do repositório nativo. Este visualizador é acessível.
Algumas das ações mais comuns que os usuários podem desempenhar são zoom,
rotação e outros aprimoramentos de imagens. Além disso, muitos tipos de
conteúdos suportam a criação de anotações para que os usuários possam destacar
e marcar itens do conteúdo original.
Para tornar o applet visualizador comum disponível, é necessário implementá-lo e,
opcionalmente, integrá-lo nas páginas HTML da Web que seus usuários acessam. O
applet visualizador comum pode ser implementado como um aplicativo da Web
separado. A interface com o usuário é a mesma, independentemente de onde o
applet visualizador comum é acessado, mas as ações disponíveis e efeitos das
ações podem variar entre itens do conteúdo e repositórios diferentes.
Outros Aprimoramentos
O WebSphere Information Integrator Content Edition Versão 8.4 também inclui os
seguintes aprimoramentos.
É possível especificar o contexto de fuso horário de uma data e horário do
conector. O método getTimeZone retorna o contexto de fuso horário para os
valores de data e hora de um conector. Uma implementação padrão é fornecida no
objeto BaseBridge que retorna o fuso horário configurado para um conector ou o
fuso horário da JVM do conector se o administrador especificou o fuso horário
padrão na configuração. Várias classes incluem métodos para formatação e análise
de dados e horários e para a recuperação de horários em diferentes fusos horários.
Acessibilidade
O applet visualizador comum e a ferramenta de administração são
acessíveis. Você pode utilizar vários atalhos do teclado para navegar pelas
tarefas.
O monitor de serviços e o monitor de serviços Evento de Assinatura estão
acessíveis.
API A API de configuração consiste de novos métodos para fornecer a
funcionalidade que pode ser fornecida por meio da ferramenta de
administração. A API de configuração expõe e modifica algumas classes de
configuração, as quais permitem a um administrador de sistema importar
ou exportar conectores, mapas de dados e conjuntos de sessões. A API de
configuração também pode ser usada para criar conectores.
Os recursos de plug-in do conector fornecem um mecanismo de extensão
leve e fácil de usar para conectores. Isso não substitui a capacidade de criar
conectores customizados.
As configurações padrão para a recuperação dos nomes de conteúdo e
tipos mime na classe ItemFinder são falsas. Para obter o mesmo
comportamento que nas versões anteriores do WebSphere Information
Integrator Content Edition, configure esses sinalizadores explicitamente
para true.
IBM Confidential
|
|
| | |
| | | |
| | | | | |
|
| |
| | | | | | |
| | | |
| |
|| | | | | |
| | |
| | | | |
aprimoramento
É possível especificar o contexto de fuso horário de uma data e horário do
conector.
Aprimoramentos da recuperação de uma coleta de itens do repositório
Aprimoramentos de criação do mapa de dados da ferramenta de
administração
Classificação de dados dos conjuntos de resultados do lado do cliente
Suporte da plataforma
Solaris 10 (SPARC)
Windows Server 2003 R2 (x86-32)
Windows Vista Business (suporte do aplicativo cliente)
HP-UX 11.2 (PA-RISC)
Documentum Versão 5.3
IBM DB2 Content Manager Versão 8.3 Fix Pack 4 ou posterior
IBM FileNet CS Versão 5.4
IBM FileNet P8 Versão 3.5
Portal Document Manager Versões 5 e 6
IBM Confidential
Content Edition
integração de conteúdo corporativo. As organizações globais utilizam o WebSphere
Information Integrator Content Edition para ativar portais, aplicativos
colaborativos, gerenciamento de relação com o cliente e outros aplicativos-chave
para trabalhar com conteúdo e processos distribuídos em toda a corporação
estendida.
O WebSphere Information Integrator Content Edition é baseado na tecnologia Java
e é projetado para ser executado em um ambiente J2EE, como o IBM WebSphere
Application Server. O WebSphere Information Integrator Content Edition também
pode ser configurado para utilizar o modo direto para suportar alguns aplicativos
sem utilizar um servidor de aplicativos J2EE. O WebSphere Information Integrator
Content Edition também inclui suporte para serviços da Web utilizando uma
interface SOAP (Simple Object Access Protocol).
O WebSphere Information Integrator Content Edition integra conteúdo existente tal
como imagens, documentos e processos de fluxo de trabalho de repositórios
nativos muito diferentes. O WebSphere Information Integrator Content Edition
inclui um conjunto robusto de ferramentas gráficas e componentes que permitem
configurar a solução e exibir e trabalhar com conteúdo integrado de origens muito
diferentes. Um conjunto comum de APIs, não específicas de um repositório,
permite criar aplicativos e soluções sem o código extra incluído de acomodar as
peculiaridades de APIs de repositórios específicos.
Arquitetura do WebSphere Information Integrator Content Edition
A arquitetura do WebSphere Information Integrator Content Edition consiste em
três camadas principais: serviços de desenvolvedor e de usuário, serviços de
federação e serviços de integração.
Os serviços de desenvolvedor e de usuário incluem as ferramentas necessárias para
estender e customizar o WebSphere Information Integrator Content Edition. Essa
camada também inclui os componentes que fornecem aos usuários uma
visualização integrada do conteúdo federado. Os serviços de federação incluem os
componentes que agrupam o conteúdo reunido de maneiras significativas e
gerenciam como o conteúdo é acessado pelos usuários. Os serviços de integração
incluem os componentes que se conectam com repositórios nativos.
A figura a seguir mostra a arquitetura do WebSphere Information Integrator
Content Edition.
IBM Confidential
© Copyright IBM Corp. 2005, 2007 5
Serviços de Desenvolvedor e de Usuário
Os serviços de desenvolvedor e de usuário incluem os componentes existentes
utilizados para visualizar e trabalhar com conteúdo. Esta camada também inclui as
APIs e técnicas disponíveis para construir novos aplicativos para visualizar e
trabalhar com conteúdo:
API de Serviços da Web
A API de Serviços da Web inclui a maioria das APIs do WebSphere
Information Integrator Content Edition através de uma interface SOAP. A
API de Serviços da Web inclui um arquivo WSDL (Web Services
Description Language) que define completamente a API e fornece uma
forma independente de linguagem para acessar o conteúdo gerenciado não
estruturado pela Internet e através de firewalls com um cliente que não
exige espaço em disco.
IBM Confidential
API de Integração
Uma API que os desenvolvedores podem utilizar para criar aplicativos de
gerenciamento de conteúdo e de integração de conteúdo genericamente
através de um conjunto único de interfaces orientadas a objetos. Expõem
um conjunto comum da funcionalidade oferecida por repositórios de
gerenciamento de conteúdo e sistemas de fluxo de trabalho.
Endereçamento por URL e Acesso HTTP
Em muitas configurações, o Content Integration Server e os computadores
clientes podem estar localizados a milhares de quilômetros de distância
dos computadores que contêm o repositório nativo. Essa distância pode
causar problemas de tempo de espera. O endereçamento por URL e o
acesso HTTP fornecem métodos mais rápidos para recuperar conteúdo de
repositórios nativos.
Serviços de Federação
Os serviços de federação incluem funções que federam e adicionam valor no
conteúdo integrado:
Consulta de conteúdo federado
Um conjunto de opções de procura que podem ser utilizadas para localizar
conteúdo em um grupo de repositórios nativos. Consultas de texto
completo e criação de índices são suportadas.
Repositórios Virtuais
Um conjunto de APIs e funcionalidade que os usuários podem utilizar
para criar e salvar procuras e visualizações de conteúdo federado. Os
usuários podem criar estruturas de diretórios completas para organizar o
conteúdo federado em alinhamento com seus processos e práticas de
negócios. Os repositórios virtuais não exigem que o conteúdo seja
replicado mas, em vez disso, fornecem uma visualização customizável do
conteúdo federado através de links dinâmicos diretos ou baseados em
procura. Os dados dos repositórios virtuais são salvos no data store do
WebSphere Information Integrator Content Edition.
Designer de Mapa de Dados
Estende a funcionalidade de procura pela vinculação de nomes de
elementos em diferentes repositórios que contenham o mesmo tipo de
conteúdo, mas não tenham o mesmo nome. Por exemplo, endereços de
ruas em um repositório poderiam ser denominados ″Endereço″ e em outro
repositório poderiam ser denominados ″Localização″.
Serviços de Eventos de Assinatura
Serviços de notificação de eventos baseados em assinatura que podem
notificar os usuários sobre alterações em qualquer item endereçável do
repositório, tais como conteúdo, consultas e fluxos de trabalho. Os serviços
de eventos de assinatura podem detectar alterações que sejam feitas
utilizando o WebSphere Information Integrator Content Edition, APIs de
repositórios nativos, ferramentas de repositórios nativos e sistemas de fluxo
de trabalho.
Converte documentos e imagens dinamicamente em formatos que podem
ser visualizados em um navegador da Web. Ativa a implementação de
soluções baseadas em conteúdo em ambientes de cliente thin sem exigir
software ou visualizadores específicos de fornecedores. Um applet
IBM Confidential
Capítulo 2. Visão geral dos WebSphere Information Integrator Content Edition 7
visualizador é incluído nos serviços de visualização com uma opção para
visualização de imagens, manipulação de imagens e suporte a anotações
no lado cliente.
Autenticação e Segurança
critérios de autenticação utilizando um data store integrado ou um
armazenamento LDAP.
Serviços de Integração
Os serviços de integração funcionam em conjunto para fornecer acesso eficiente a
conteúdo em repositórios nativos:
Permite que os aplicativos reutilizem conexões com repositórios dentro de
um aplicativo ou entre diferentes aplicativos, para limitar as conexões com
repositórios que são utilizadas por um aplicativo durante o pico de
atividade, para minimizar o número de logins e logouts do repositório
necessários para executar ações no repositório e para limpar conexões de
login residuais por aplicativos clientes que saiam inesperadamente.
Ferramenta de Administração
componentes do WebSphere Information Integrator Content Edition, tais
como conectores, serviços de eventos de assinatura, etc. Os usuários
também podem configurar preferências de registro com a ferramenta de
administração.
Conectores
Integrator Content Edition em chamadas de API específicas do repositório.
Esta conversão permite que os aplicativos do WebSphere Information
Integrator Content Edition e aplicativos customizados, trabalhem com
conteúdo de repositório de forma transparente. Muitos conectores estão
disponíveis atualmente e uma estrutura de construção de conectores é
incluída para que você possa construir mais conectores.
SPI de Integração
customizados ou outras origens de conteúdo.
Proxy RMI
Permite conectividade com repositórios nativos utilizando o Java RMI
(Remote Method Invocation). O RMI permite que um objeto em execução
em uma JVM (Java Virtual Machine) chame métodos em um objeto em
execução em outra JVM.
Fornece conectividade com repositórios nativos utilizando o SOAP (Simple
Object Access Protocol). Alguns cenários que se beneficiam do SOAP
incluem aplicativos que acessam a funcionalidade e o conteúdo do
WebSphere Information Integrator Content Edition utilizando uma
linguagem diferente da linguagem de programação Java, e usuários que
acessam a funcionalidade e o conteúdo do WebSphere Information
Integrator Content Edition utilizando um cliente Microsoft .NET.
IBM Confidential
Edition
O WebSphere Information Integrator Content Edition segue certos princípios de
design para manter um ambiente no qual os usuários podem trabalhar com
conteúdo utilizando ferramentas do WebSphere Information Integrator Content
Edition e de repositórios nativos.
Esses princípios de design orientadores são seguidos por toda a arquitetura do
WebSphere Information Integrator Content Edition.
v Os repositórios cuidam de sua própria autorização e segurança.
Recursos adicionais de autorização e segurança são incluídos, mas eles nunca
substituem os recursos de autorização e segurança dos repositórios nativos. Este
princípio permite que os usuários trabalhem com ou sem o WebSphere
Information Integrator Content Edition, mantendo sempre a segurança.
v A funcionalidade básica dos repositórios nunca é suplementada ou aprimorada.
Todos os repositórios têm diferentes recursos e limitações sobre o que pode ser
procurado, armazenado, etc. O WebSphere Information Integrator Content
Edition não compensa essas limitações. Por exemplo, consultas de conteúdo
federado são limitadas aos recursos de procura que os repositórios procurados
têm em comum.
v O conteúdo de repositórios e metadados nunca é armazenado pelo WebSphere
Information Integrator Content Edition.
Os usuários que acessam repositórios com ferramentas nativas têm o mesmo
acesso ao conteúdo e metadados que os usuários do WebSphere Information
Integrator Content Edition.
v Os usuários do WebSphere Information Integrator Content Edition são expostos
somente a repositórios abstratos.
Os usuários que trabalham com conteúdo não precisam conhecer o local exato
do conteúdo com o qual estão trabalhando. De uma perspectiva de
desenvolvimento, não existem APIs específicas de repositório no WebSphere
Information Integrator Content Edition. Este princípio limita a exposição dos
usuários às peculiaridades de repositórios específicos de modo que eles somente
precisam aprender um conjunto de comportamentos e os desenvolvedores
somente precisam aprender um conjunto de APIs.
Cenários para uso do Servidor de Integração de Conteúdo
Caso você possua conteúdo em múltiplos repositórios, é possível usar o WebSphere
Information Integrator Content Edition para reconciliar esses repositórios.
O cenário a seguir descreve um dos usos do servidor de integração de conteúdo.
Sua empresa, a JK Enterprises, recentemente adquiriu uma pequena empresa de
empréstimos hipotecários para concluir sua divisão de financiamento habitacional.
Enquanto a JK possui seu conteúdo bancário armazenado em um repositório do
IBM DB2 Content Manager, a empresa de empréstimos armazena seus documentos
em um repositório do IBM DB2 Content Manager OnDemand. Sua equipe de
gerenciamento determinou que não compensa, do ponto de vista dos custos,
migrar os dados da empresa de empréstimos para seus repositórios existentes, de
forma que ambos os sistemas serão retidos.
Para complicar as coisas, há algumas unidades de negócios dentro da empresa que
precisam de acesso ao conteúdo de ambos os repositórios. O produto WebSphere
IBM Confidential
| | | | | | |
|
| |
|
| | | | | | | |
| |
Information Integrator Content Edition permite que os usuários se conectem a
ambos os repositórios. Um administrador de sistemas ou usuário experiente de sua
empresa pode configurar o WebSphere Information Integrator Content Edition para
se conectar aos repositórios IBM e Content Manager e IBM DB2 Content Manager
OnDemand.
Ao executar o assistente de instalação do WebSphere Information Integrator
Content Edition, você pode escolher quais componentes e conectores do
WebSphere Information Integrator Content Edition devem ser instalados. Depois
de instalar os componentes e conectores, é preciso concluir etapas adicionais de
configuração.
Edition
O WebSphere Information Integrator Content Edition Versão 8.4 possui os
seguintes componentes:
Enterprise Archive
O aplicativo completo do WebSphere Information Integrator Content
Edition, incluindo todos os beans corporativos, aplicativos da Web e Java
Archives de suporte, estão empacotados em um único arquivo EAR
(Enterprise Archive) para facilitar a implementação em um servidor de
aplicativos compatível com J2EE. O instalador cria o arquivo EAR,
denominado VeniceBridge.ear, no diretório de instalação do WebSphere
Information Integrator Content Edition.
Os componentes a seguir do núcleo do WebSphere Information Integrator
Content Edition, incluindo todos os conectores para repositórios de
conteúdo e sistemas de fluxo de trabalho, são implementados como beans
corporativos.
v Serviços de Visualização
v Conectores
É possível utilizar a ferramenta de administração para digitar os nomes de
JNDI e URLs RMI exigidos pelos EJBs como parte da configuração do
Content Integration Server.
Aplicativos da Web
O WebSphere Information Integrator Content Edition inclui, no mínimo, o
aplicativo da Web monitor de serviços.
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, você
pode escolher instalar o aplicativo de administração dos serviços de
eventos de assinatura.
Edition, os beans corporativos são projetados para serem executados em
um servidor de aplicativos J2EE, o que fornece escalabilidade, tolerância a
falhas e outros benefícios aos aplicativos que utilizam o Content
Integration Server. Contudo, o modelo de configuração de bean corporativo
recomenda que os beans corporativos sejam configurados estaticamente,
através de descritores de implementação de EJB, antes de implementar os
beans corporativos. Quando beans corporativos são configurados
IBM Confidential
| |
| | | | | | | |
| | | | |
|
|
|
|
| | |
| | |
| | |
|
| | | | | | | |
configuração do aplicativo for alterada. Além disso, o modelo de
configuração de EJB impõe restrições significativas aos beans corporativos,
por exemplo, não permitindo o gerenciamento de encadeamentos.
Para tratar das limitações do modelo de EJB e respeitar a especificação de
EJB, certos serviços são executados fora do contêiner EJB de um servidor
de aplicativos. Na instalação padrão, esses serviços são executados como
parte do aplicativo da Web de serviços e se comunicam com outros
componentes do Content Integration Server utilizando o Java RMI (Remote
Method Invocation). Esses serviços precisam estar disponíveis sempre que
a API do cliente do Content Integration Server for utilizada. Contudo, esses
serviços podem ser iniciados e parados independentemente do próprio
servidor de aplicativos.
Monitor de Serviços
O monitor de serviços é um utilitário simples que pode monitorar o status
de diversos serviços do Content Integration Server. É possível utilizar o
monitor de serviços para iniciar, parar ou reiniciar serviços e para
visualizar mensagens de status.
É possível utilizar a ferramenta de administração para configurar os
componentes instalados do Content Integration Server. A ferramenta de
administração é um aplicativo Java com uma interface gráfica com o
usuário que pode ser executado no modo independente ou quando
conectado com o servidor de configuração do Content Integration Server
para permitir atualizações dinâmicas na configuração. Um script de shell é
utilizado para iniciar a ferramenta de administração.
Pacote Opcional
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, você pode
escolher instalar o pacote opcional a seguir, dependendo das necessidades de sua
empresa.
Pacote Opcional Propósito
Serviços de Eventos de Assinatura Fornece uma estrutura para fazer assinaturas
de alterações no conteúdo, pastas, itens de
trabalho e filas.
Conceitos relacionados
Capítulo 5, “Visão Geral de Instalações de Servidor Único e Servidor
Distribuído”, na página 17 Todos os componentes do WebSphere Information Integrator Content Edition
podem ser instalados em um servidor único ou distribuídos entre muitos
servidores para suportar os diversos requisitos de arquitetura do sistema. A
execução de uma instalação de servidor distribuído é mais complexa que a de
uma instalação de servidor único e exige um conhecimento maior de conceitos
e etapas de implementação de J2EE e do WebSphere Information Integrator
Content Edition e seus componentes. Referências relacionadas
Capítulo 4, “Requisitos de Hardware e Software”, na página 15 Os requisitos de processador, memória e espaço em disco dependem dos
sistemas operacionais e de como você planeja utilizar o Content Integration
IBM Confidential
Server. Aplicativos customizados, alto volume ou documentos ou imagens de
tamanho grande podem exigir recursos adicionais de memória ou de
processador. Seu servidor de aplicativos pode impor requisitos mínimos
adicionais de processador, memória e espaço em disco.
IBM Confidential
IBM Confidential
Capítulo 4. Requisitos de Hardware e Software
Os requisitos de processador, memória e espaço em disco dependem dos sistemas
operacionais e de como você planeja utilizar o Content Integration Server.
Aplicativos customizados, alto volume ou documentos ou imagens de tamanho
grande podem exigir recursos adicionais de memória ou de processador. Seu
servidor de aplicativos pode impor requisitos mínimos adicionais de processador,
memória e espaço em disco.
Requisitos de Espaço em Disco para o WebSphere Information Integrator
Content Edition
500 MB
128 MB de RAM livre
Intel Pentium III de 500 MHz ou superior (ou RISC equivalente) O tamanho de imagens, profundidade de cores e conversões de formato
podem aumentar significativamente os recursos de memória e de
processamento exigidos do computador cliente.
Sistema operacional Solaris e WebSphere Application Server 6.1 e 6.0.2.5
Arquivo de troca de 1 GB
Requisitos de espaço em disco do Centro de Informações e outras
documentações (para todos os idiomas suportados)
250 MB
256 MB de RAM livre
Intel Pentium III 500 MHz ou superior (ou RISC equivalente)
Estação de trabalho de desenvolvedor Java do Content Integration Server
256 MB de RAM livre
Intel Pentium 4 1.4 GHz ou superior (ou RISC equivalente)
Servidor (desenvolvimento de grupo de trabalho) do Content Integration Server
1 GB de RAM livre
Dois processadores Intel Pentium Xeon de 1 GHz ou superior (ou
equivalente RISC)
Antes de instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, assegure-se
de ter os softwares exigidos e um sistema operacional suportado.
Consulte Versão suportada dos sistemas operacionais e servidores de aplicativos
para obter mais detalhes.
O WebSphere Information Integrator Content Edition fornece conectores que
permitem o acesso a uma variedade de repositórios de conteúdo. Cada conector
suporta as versões especificadas do repositório associado.
IBM Confidential
| |
Conceitos relacionados
Capítulo 3, “Visão Geral da Instalação”, na página 11 Ao executar o assistente de instalação do WebSphere Information Integrator
Content Edition, você pode escolher quais componentes e conectores do
WebSphere Information Integrator Content Edition devem ser instalados.
Depois de instalar os componentes e conectores, é preciso concluir etapas
adicionais de configuração.
Servidor Distribuído
Todos os componentes do WebSphere Information Integrator Content Edition
podem ser instalados em um servidor único ou distribuídos entre muitos
servidores para suportar os diversos requisitos de arquitetura do sistema. A
execução de uma instalação de servidor distribuído é mais complexa que a de uma
instalação de servidor único e exige um conhecimento maior de conceitos e etapas
de implementação de J2EE e do WebSphere Information Integrator Content Edition
e seus componentes.
Uma instalação de servidor único exige o mínimo de etapas e fornece acesso
rápido a todos os recursos-chave do WebSphere Information Integrator Content
Edition, incluindo o acesso ao seu sistema de gerenciamento de conteúdo
suportado. Em uma instalação de servidor único, o WebSphere Information
Integrator Content Edition e o servidor de aplicativos são instalados no mesmo
servidor e o WebSphere Information Integrator Content Edition é implementado
como um aplicativo no servidor de aplicativos.
A figura a seguir mostra uma configuração de servidor único.
IBM Confidential
© Copyright IBM Corp. 2005, 2007 17
Considerações de arquitetura do sistema, tais como conectores que são suportados
somente em um determinado sistema operacional ou o suporte a certos modelos
de escalabilidade, podem exigir uma instalação de servidor distribuído. Uma
instalação de servidor distribuído pode ser necessária nas seguintes situações:
v Os servidores de conector são separados dos serviços de acesso ao Content
Integration Server e são executados em um servidor de aplicativos J2EE ou no
servidor de conector proxy RMI. Este cenário pode suportar altos volumes ou
uma plataforma específica que seja exigida por um conector.
v Um cluster separado de servidores de apresentação executa um aplicativo da
Web customizado que utiliza APIs do Content Integration Server e de
repositórios virtuais. Este cenário pode suportar a escalação de um aplicativo
customizado independentemente do Content Integration Server.
v Um cluster separado de servidores de aplicativos com serviços de visualização é
implementado para suportar altos volumes de conversão no lado do servidor e
de pedidos de processamento de imagens.
Figura 2. Configuração de Servidor Único
IBM Confidential
18 Guia de Instalação
v Um ambiente tolerante a falhas altamente redundante com clusters de failover
para um aplicativo da Web customizado e os beans corporativos de serviços de
acesso e de conectores e processos de serviços do Content Integration Server
distribuídos e redundantes. Este cenário pode ajudar a assegurar que o
aplicativo continue a ser executado, mesmo no caso de uma falha de um
componente de hardware ou software.
A figura a seguir mostra os componentes do WebSphere Information Integrator
Content Edition em uma configuração de servidor distribuído.
Conceitos relacionados
IBM Confidential
Capítulo 5. Visão Geral de Instalações de Servidor Único e Servidor Distribuído 19
Capítulo 3, “Visão Geral da Instalação”, na página 11 Ao executar o assistente de instalação do WebSphere Information Integrator
Content Edition, você pode escolher quais componentes e conectores do
WebSphere Information Integrator Content Edition devem ser instalados.
Depois de instalar os componentes e conectores, é preciso concluir etapas
adicionais de configuração. Tarefas relacionadas
Capítulo 6, “Instalando o WebSphere Information Integrator Content Edition em
um Servidor Único”, na página 21 Uma instalação de servidor único exige o mínimo de etapas e fornece acesso a
todos os recursos-chave do WebSphere Information Integrator Content Edition.
IBM Confidential
Content Edition em um Servidor Único
Uma instalação de servidor único exige o mínimo de etapas e fornece acesso a
todos os recursos-chave do WebSphere Information Integrator Content Edition.
Antes de Começar
Certifique-se de que seu sistema operacional e servidor de aplicativos estejam em
níveis corretos e suportados.
É preciso instalar o servidor de aplicativos J2EE no qual você pretende
implementar os componentes do Content Integration Server.
É preciso haver um servidor de aplicativos existente que esteja disponível para
implementar o arquivo EAR do Content Integration Server.
Sobre Esta Tarefa
Para uma instalação de servidor único, instale todos os softwares de pré-requisito e
o Content Integration Server em um servidor.
Se o WebSphere Application Server estiver instalado no mesmo servidor, o
programa instalador fornece a opção para implementar automaticamente o Content
Integration Server no servidor de aplicativos.
Para qualquer servidor de aplicativos diferente do WebSphere Application Server, é
preciso implementar manualmente o Content Integration Server de acordo com a
documentação do servidor de aplicativos.
Procedimento
Para instalar o Content Integration Server em um servidor único:
1. Inicie o assistente de instalação do WebSphere Information Integrator Content
Edition em uma linha de comandos:
Opção Descrição
./setupAix.bin
./setupLinux.bin
Solaris (SPARC) Efetue login como o usuário root e digite
./setupSolaris.bin
Solaris (Intel x86) Efetue login como o usuário root e digite
./setupSolarisx86.bin
que não são suportados pelo Content
Integration Server)
./setupUnix.sh
HP-UX 11.2 (PA-RISC) Efetue login como o usuário root e digite
./setupHP11.bin
Opção Descrição
setupwin32.exe
2. Opcional: Você também pode digitar um dos seguintes comandos para iniciar
o assistente de instalação:
Modo silencioso java -cp setup.jar run -silent -options
response_file
Gabarito de Arquivo de Resposta java -cp setup.jar run -options-template
response_file -V
IS_SELECTED_INSTALLATION_TYPE=Custom
Gravar Opções no Arquivo de Resposta java -cp setup.jar run -options-record
response_file
3. Selecione um idioma para o assistente de instalação.
4. Selecione Completa como o tipo de instalação do Content Integration Server.
Se você não configurar os serviços de eventos de assinatura, escolha
Customizar instalação e desmarque a opção SES.
5. Responda aos avisos restantes.
6. Na janela de resumo da instalação, revise a configuração e, em seguida, clique
em Instalar.
7. Clique em Concluir.
8. Se você tiver instalado o Content Integration Server em um sistema
operacional Windows, precisará reiniciar o computador. Se você escolher
implementar automaticamente o WebSphere Application Server em Windows,
um Serviço do Windows para o perfil será criado quando o WebSphere
Information Integrator Content Edition for implementado. Verifique se o
serviço existe no Windows Services Control Manager e inicie o serviço.
9. Se você escolher a implementação automática durante a instalação,
certifique-se de que o perfil seja implementado com sucesso. Verifique o
arquivo autoDeployment.err localizado no diretório IICE_HOME/ websphere_deployment. Certifique-se de que o arquivo esteja vazio. Se o
arquivo não estiver vazio, verifique o arquivo autoDeployment.log para obter
mais informações.
10. Se você não escolheu implementar o Content Integration Server no WebSphere
Application Server, implemente-o manualmente no servidor de aplicativos.
11. Inicie o serviço de armazenamento de dados.
12. Inicie o servidor de aplicativos.
13. Inicie a ferramenta de administração. A ferramenta de administração exibirá a
janela Opções.
14. Verifique as configurações padrão.
v Se você escolher que o programa instalador implemente o Content
Integration Server no WebSphere Application Server, clique em OK para
aceitar as configurações padrão.
v Se você implementou manualmente o Content Integration Server em
qualquer outro servidor de aplicativos, pode ser necessário alterar as
configurações padrão.
IBM Confidential
15. Crie uma configuração de conector.
16. Conclua as etapas de instalação adicionais específicas do conector que são
descritas na documentação do conector.
17. Teste a configuração do conector. Para testar a configuração do conector na
ferramenta de administração, clique com o botão direito do mouse no conector
que você configurou e clique em Testar Conexão no menu drop-down.
18. Assegure-se de que o serviço de data store esteja em execução. No Windows,
o serviço de data store é iniciado automaticamente quando o servidor é
reiniciado. Para outros sistemas operacionais, é preciso iniciar o serviço de
data store.
Conceitos relacionados
Capítulo 5, “Visão Geral de Instalações de Servidor Único e Servidor
Distribuído”, na página 17 Todos os componentes do WebSphere Information Integrator Content Edition
podem ser instalados em um servidor único ou distribuídos entre muitos
servidores para suportar os diversos requisitos de arquitetura do sistema. A
execução de uma instalação de servidor distribuído é mais complexa que a de
uma instalação de servidor único e exige um conhecimento maior de conceitos
e etapas de implementação de J2EE e do WebSphere Information Integrator
Content Edition e seus componentes.
Conectores Tarefas relacionadas
Configurando Conectores
Capítulo 15, “Implementando o Content Integration Server em um Servidor de
Aplicativos de Outros Fornecedores”, na página 75 É possível implementar o Content Integration Server no WebSphere Application
Server, Versão 6.1 e no WebLogic Application Server, Versão 9.2.
Capítulo 17, “Removendo o WebSphere Information Integrator Content
Edition”, na página 83 O programa de desinstalação do WebSphere Information Integrator Content
Edition removerá o WebSphere Information Integrator Content Edition,
incluindo os serviços de eventos de assinatura e conectores.
IBM Confidential
Capítulo 6. Instalando o WebSphere Information Integrator Content Edition em um Servidor Único 23
Content Edition em um Ambiente Distribuído
É possível instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition em um
ambiente de servidor distribuído.
Sobre Esta Tarefa
A instalação do Content Integration Server em uma arquitetura distribuída é uma
tarefa avançada que somente indivíduos treinados na administração do Content
Integration Server ou indivíduos que sejam experientes na implementação de
aplicativos J2EE devem executar.
As etapas específicas para instalar o WebSphere Information Integrator Content
Edition em um ambiente distribuído variarão dependendo da arquitetura do
sistema.
Procedimento
Para instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition em um ambiente
distribuído:
1. Inicie o assistente de instalação do WebSphere Information Integrator Content
Edition em uma linha de comandos:
Opção Descrição
./setupAix.bin
./setupLinux.bin
Solaris (SPARC) Efetue login como o usuário root e digite
./setupSolaris.bin
Solaris (Intel x86) Efetue login como o usuário root e digite
./setupSolarisx86.bin
que não são suportados pelo servidor de
integração de conteúdo)
./setupUnix.sh
HP-UX 11.2 (PA-RISC) Efetue login como o usuário root e digite
./setupHP11.bin
setupwin32.exe
2. Opcional: Você também tem a opção de digitar um dos seguintes comandos
para iniciar o assistente de instalação:
Opção Descrição
Modo silencioso java -cp setup.jar run -silent -options
response_file
IBM Confidential
|||
|| |
|| |
|| |
|| |
| | |
| |
|| |
|| | |
| |
|||
||
|| |
||
Gabarito de Arquivo de Resposta java -cp setup.jar run -options-template
response_file -V
IS_SELECTED_INSTALLATION_TYPE=Custom
Gravar Opções no Arquivo de Resposta java -cp setup.jar run -options-record
response_file
3. Selecione um idioma para o assistente de instalação.
4. Selecione Completa como o tipo de instalação do Content Integration Server.
Se você não configurar os serviços de eventos de assinatura, escolha
Customizar instalação e desmarque a opção SES.
5. Responda aos avisos restantes.
6. Na janela de resumo da instalação, revise a configuração e, em seguida, clique
em Instalar.
7. Clique em Concluir.
8. Se você tiver instalado o Content Integration Server em um sistema
operacional Windows, precisará reiniciar o computador. Se você escolher
implementar automaticamente o WebSphere Application Server em Windows,
um Serviço do Windows para o perfil será criado quando o WebSphere
Information Integrator Content Edition for implementado. Verifique se o
serviço existe no Windows Services Control Manager e inicie o serviço.
9. Se você escolher a implementação automática durante a instalação,
certifique-se de que o perfil seja implementado com sucesso. Verifique o
arquivo autoDeployment.err localizado no diretório IICE_HOME/ websphere_deployment. Certifique-se de que o arquivo esteja vazio. Se o
arquivo não estiver vazio, verifique o arquivo autoDeployment.log para obter
mais informações.
10. Se você não escolheu implementar o Content Integration Server no WebSphere
Application Server, implemente-o manualmente no servidor de aplicativos.
11. Se os serviços de acesso para o Content Integration Server irão ser executados
em mais de um servidor, repita a instalação em cada servidor onde você
planeja executar os serviços de acesso.
12. Copie os componentes (JAR, WAR e bibliotecas nativas) para os servidores
que os exijam e, em seguida, implemente e inicie os componentes. Para
determinar os componentes necessários para suportar a função de cada
servidor em sua arquitetura de sistema distribuído, consulte o conteúdo da
distribuição do Content Integration Server.
13. Assegure-se de que o serviço de data store esteja em execução. No Windows,
o serviço de data store é iniciado automaticamente quando o servidor é
reiniciado. Para outros sistemas operacionais, é preciso iniciar o serviço de
data store.
14. Inicie o servidor de aplicativos em cada computador que irá executar os
serviços de acesso.
15. Inicie a ferramenta de administração. A ferramenta de administração exibirá a
janela Opções.
16. Verifique as configurações padrão.
v Se você escolher que o programa instalador implemente o Content
Integration Server no WebSphere Application Server, clique em OK para
aceitar as configurações padrão.
v Se você implementou manualmente o Content Integration Server em
qualquer outro servidor de aplicativos, pode ser necessário alterar as
configurações padrão. 17. Configure os conectores.Conclua as etapas de instalação adicionais específicas
do conector que são descritas na documentação do conector.
18. Para cada componente que não for implementado no servidor principal de
serviços de acesso, selecione esse componente na ferramenta de administração
do servidor de integração de conteúdo e atualize quaisquer configurações
necessárias para especificar o local onde o componente está implementado.
19. Teste as configurações do conector. Para testar a configuração do conector na
ferramenta de administração, clique com o botão direito do mouse no conector
que você configurou e clique em Testar Conexão no menu drop-down.
Conceitos relacionados
Configurando Conectores
Capítulo 17, “Removendo o WebSphere Information Integrator Content
Edition”, na página 83 O programa de desinstalação do WebSphere Information Integrator Content
Edition removerá o WebSphere Information Integrator Content Edition,
incluindo os serviços de eventos de assinatura e conectores. Referências relacionadas
Visão Geral da Estrutura de Diretórios de Instalação
IBM Confidential
Capítulo 7. Instalando o WebSphere Information Integrator Content Edition em um Ambiente Distribuído 27
Depois de instalar e implementar o WebSphere Information Integrator Content
Edition, você poderá iniciar o Content Integration Server.
Procedimento
1. Inicie o servidor FastObjects:
v Para iniciar o servidor no UNIX, digite: IICE_HOME/bin/rdsservice.sh
v Para iniciar o servidor no Windows, se o serviço não estiver iniciado,
navegue até Painel de Controle → Ferramentas Administrativas → Serviços e
inicie o Serviço de Data Store do IBM WebSphere II Content Edition
2. Antes de reiniciar o servidor, configure o ambiente:
Opção Descrição
IICE_HOME\bin\config.bat
IICE_HOME/bin/config.sh. Por exemplo,
config.sh, digite . IICE_HOME/bin/config.sh
Quando o Content Integration Server for implementado manualmente após a
instalação, será preciso executar o comando para configurar o ambiente, sempre
que o servidor for reiniciado, para evitar um erro quando o servidor de
aplicativos tentar acessar o datastore. Se o comando não for executado, a
seguinte mensagem de erro será gerada:
Problemas ao carregar bibliotecas nativas: Impossível localizar a biblioteca
pt95Jrt(libpt95Jrt.a ou .so) em sun.boot.library.path ou java.library.path
Se a opção de implementação automática for selecionada durante a instalação
do Content Integration Server, o programa instalador modificará o script de
inicialização do servidor de maneira que a execução da Etapa 2 não seja
necessária.
3. Se o aplicativo estiver em execução, use a mesma janela de comando ou shell e
interrompa o servidor de aplicativos IICEServer.
4. Assim que o servidor de aplicativos estiver parado, inicie o servidor de
aplicativos IICEServer.
Erros ao Iniciar Aplicativos do Content Integration Server no Windows
a partir da Linha de Comandos
Devido a uma limitação no comprimento das variáveis de ambiente no Windows,
o arquivo batch da linha de comandos, config.bat, mapeia a unidade W: para o
caminho do diretório de instalação do WebSphere Application Server. Esse
mapeamento evita que o erro de comprimento ocorra na maioria dos casos.
O erro a seguir pode ser retornado: Unidade já SUBSTed
IBM Confidential
|||
|| |
|| | | | |
|
|
| | | |
|
Este erro ocorre se a unidade W: já estiver mapeada em seu sistema ou se uma
instância anterior do arquivo config.bat já mapeou a unidade W: para o caminho
do diretório de instalação do WebSphere Application Server.
Como solução alternativa para este problema, se a unidade W: já estiver mapeada
em seu sistema, abra o arquivo config.bat com um editor de texto e altere todas as
ocorrências de W: para uma letra de unidade não utilizada. Se uma instância
anterior de config.bat já estiver mapeado a unidade W: para o diretório de
instalação do WebSphere Application Server, você poderá ignorar este erro.
Este erro também pode ser retornado: Caminho não localizado - C:\Program
Files\IBM\WebSphere\AppServer
Como solução alternativa para este problema, se o WebSphere Application Server
for o servidor J2EE utilizado para executar o Content Integration Server, abra o
arquivo config.bat com um editor de texto e altere SET WAS_HOME=C:\Program
Files\IBM\WebSphere\AppServer para o local em que o WebSphere Application
Server está instalado. Se o WebSphere Application Server não for o servidor J2EE
utilizado para executar o Content Integration Server, você poderá ignorar este erro
com segurança.
IBM Confidential
Capítulo 9. Iniciando o Servidor do Conector de Proxy RMI
(Remote Method Invocation)
Inicie o servidor do conector de proxy RMI (Chamada de Método Remoto) quando
desejar utilizar o conector de proxy RMI para enviar pedidos do conector para um
servidor RMI que está hospedando o conector real em outra máquina virtual na
mesma máquina ou em outro servidor.
Antes de Começar
1. Faça o backup do arquivo IICE_HOME\bin\RMIBridge.bat ou RMIBridge.sh.
Dependendo de como seu ambiente do servidor de integração de conteúdo
estiver configurado, esse arquivo RMIBridge.bat pode estar no sistema do
servidor de integração de conteúdo ou no sistema do RMI Bridge Server.
2. Crie uma cópia desse arquivo RMIBridge.bat ou RMIBridge.sh no diretório
IICE_HOME\bin para conectores diferentes, por exemplo: IICE_HOME\bin\ RMIBridge_FileNetContentServices.bat ou IICE_HOME\bin\ RMIbridge_ContentManager.bat.
3. Conclua as etapas na tarefa Configurando um Conector para Usar o Servidor
do Conector de RMI para cada arquivo RMIBridge.bat ou
RMIBride.shcustomizado.
Antes de iniciar o servidor de conector proxy RMI, verifique se todas as bibliotecas
de repositório necessárias foram copiadas para IICE_HOME/lib. As bibliotecas de
repositório necessárias para cada conector estão relacionadas na documentação
desse conector.
Opção Descrição
IICE_HOME\bin\RMIBridge.bat.
IICE_HOME/bin/RMIbridge.sh.
|
|||
|| |
|| | | |
Conteúdo no Modo Direto
O WebSphere Information Integrator Content Edition pode ser configurado para
utilizar o modo direto para suportar alguns aplicativos sem utilizar um servidor de
aplicativos J2EE.
O WebSphere Information Integrator Content Edition é baseado na tecnologia Java
e é projetado para ser executado em um ambiente J2EE, como o IBM WebSphere
Application Server. O WebSphere Information Integrator Content Edition também
inclui suporte para serviços da Web utilizando uma interface SOAP (Simple Object
Access Protocol).
Para executar o Content Integration Server no modo direto, não é necessário
implementar o Content Integration Server em um servidor de aplicativos. Contudo,
ao executar no modo direto, muitos recursos do Content Integration Server não
estarão disponíveis. Os aplicativos que utilizarem o modo direto não se
beneficiarão de importantes recursos do servidor de aplicativos tais como
escalabilidade, equilíbrio de carga e alta confiabilidade. Por esses motivos, o modo
direto não é recomendado para a maioria dos usos do Content Integration Server.
É possível executar aplicativos no modo direto imediatamente depois de instalar o
Content Integration Server.
A seguinte funcionalidade do Content Integration Server não está disponível
quando o Content Integration Server é executado no modo direto:
v Acesso HTTP
v Conjunto de Sessão
v Serviços de Eventos de Assinatura
v Capacidade de Endereçamento de URL
v Applet Visualizador
v API de Serviços da Web
Quando o servidor de integração de conteúdo é executado no modo direto, a
funcionalidade da API de integração é incorporada. As conexões são realizadas
diretamente dos repositórios nativos, ou quando o conector de proxy RMI é
utilizado, para os servidores nos quais residem os conectores para repositórios
nativos. Os serviços para o Content Integration Server, como o serviço de registro,
também estão disponíveis quando o Content Integration Server é executado no
modo direto, mas é preciso iniciar manualmente o serviço de registro.
O diagrama a seguir assume que o servidor de integração de conteúdo está em
execução no modo direto com a JVM (Java Virtual Machines). Esse diagrama
mostra duas configurações de amostra diferentes para executar o servidor de
integração de conteúdo no modo direto. Cada configuração usa o conector do IBM
DB2 Content Manager para se conectar a um repositório do IBM DB2 Content
Manager.
|
|
|
| | |
| | | | |
| | | | | | |
| |
| |
|
|
|
|
|
|
|
|
| | | | | | |
| | | | | |
Direto
Se você precisar somente de um subconjunto muito específico da funcionalidade
do Content Integration Server e se não for viável instalar um servidor de
aplicativos para utilizar o Content Integration Server, é possível executar o Content
Integration Server no modo direto.
Sobre Esta Tarefa
É possível executar aplicativos no modo direto imediatamente depois de instalar o
Content Integration Server.
Para executar o Content Integration Server no modo direto, não é necessário
implementar o Content Integration Server em um servidor de aplicativos. Contudo,
ao executar no modo direto, muitos recursos do Content Integration Server não
estarão disponíveis.
Procedimento
Para configurar o Content Integration Server para executar no modo direto:
1. Verifique as configurações de caminho de classe do aplicativo. É preciso incluir
o arquivo JAR do conector no caminho de classe para cada conector que você
quiser utilizar no modo direto. Caso contrário, é possível utilizar as
configurações padrão de caminho de classe para executar no modo direto.
IBM Confidential
2. Configure a propriedade do sistema vbr.as.operationMode da Java Virtual
Machine do aplicativo com o valor direct. O valor padrão dessa propriedade
do sistema é server.
IBM Confidential
| | |
|
|
Integration Server
Pode ser necessário reempacotar o archive EAR (Enterprise Archive) do Content
Integration Server para implementação para incluir ou atualizar outro aplicativo da
Web ou para incluir bibliotecas dependentes para um conector.
O utilitário empacotador de EAR fornece uma maneira simples e consistente de
criar o arquivo EAR com o conteúdo revisado e com um descritor de
implementação application.xml apropriado. O utilitário empacotador de EAR inclui
os seguintes parâmetros:
Você pode especificar nomes de arquivo qualificado relativos ou completos
para quaisquer arquivos JAR dependentes que devam ser incluídos.
Geralmente, você especifica IICE_HOME/lib/vbr.jar. Você também pode querer
incluir aqui arquivos JAR específicos de conectores. Quaisquer arquivos JAR
que você incluir aqui serão incluídos no archive e especificados no manifesto e
no descritor de implementação.
Você pode especificar caminhos completos ou relativos para diretórios que
contêm os arquivos de bean corporativo e WAR que você deseja incluir. É
preciso separar os nomes dos diretórios com vírgulas.
-updateEJBManifests
Este parâmetro é uma chave opcional que instrui o empacotador de EAR para
atualizar os arquivos de manifesto do bean corporativo e os arquivos WAR
para referenciar as bibliotecas fornecidas (-libraryJars) antes de empacotá-los no
arquivo EAR final.
-appName
Este parâmetro especifica o nome do arquivo EAR criado. O arquivo do
utilitário empacotador de EAR usa a extensão .ear.
É possível utilizar o script run_sample incluído com o WebSphere Information
Integrator Content Edition para configurar o caminho de classe Java apropriado
antes de executar o empacotador.
O comando do exemplo a seguir cria um arquivo EAR denominado
MyApplication.ear que inclui as bibliotecas típicas do Content Integration Server:
arquivo jar de DFC (Documentum Foundation Classes), bean corporativo do
Content Integration Server, arquivos WAR do Content Integration Server e um
arquivo WAR customizado.
./run_sample.sh com.venetica.vbr.util.EarPackager
-libraryJars ../lib/vbr.jar,/documentum/shared/dfc.jar
-appDirs ../ejb,../war,/usr/home/servlets
-updateEJBManifests-appName MyApplication
É possível utilizar o script rebuild_ear como um atalho para reconstruir o arquivo
EAR do VeniceBridge.
O comando a seguir mostra como reconstruir o arquivo EAR do VeniceBridge no
UNIX:
./rebuild_ear.sh
© Copyright IBM Corp. 2005, 2007 37
O comando de exemplo a seguir mostra como reconstruir o arquivo EAR do
VeniceBridge no Windows:
IBM Confidential
Server
A estrutura da instalação padrão do Content Integration Server inclui diretórios
que contêm os arquivos de instalação, configuração e registro.
Visão Geral da Estrutura de Diretórios de Instalação
Quando o WebSphere Information Integrator Content Edition é instalado são
criados diretórios que contêm componentes do WebSphere Information Integrator
Content Edition, arquivos e scripts para iniciar diferentes servidores e programas,
código de implementação, o Javadoc e código de exemplo da API e SPI, arquivos
JAR e WAR, arquivos de registro e outros arquivos e informações exigidas pelo
WebSphere Information Integrator Content Edition.
Os seguintes diretórios são criados ao instalar o WebSphere Information Integrator
Content Edition:
IICE_HOME
O diretório de instalação de nível mais alto que contém todos os
componentes do WebSphere Information Integrator Content Edition.
bin Um diretório que contém arquivos em batch Windows) ou scripts de shell
(UNIX) que são utilizados para iniciar os diferentes servidores e programas
para o WebSphere Information Integrator Content Edition.
bridges
Um diretório que contém um diretório para cada conector instalado que
exija componentes nativos.
combridge
Um diretório que contém uma ponte de Java para COM para acessar APIs
do Windows.
datastore
Um diretório que contém o sistema de data store incorporado e bancos de
dados que são utilizados para repositórios virtuais e assinaturas.
docs Um diretório que contém o Javadoc e código de exemplo da API e SPI.
ejb Um diretório que contém os arquivos JAR de bean corporativo do
WebSphere Information Integrator Content Edition que são implementados
no servidor de aplicativos J2EE, incluindo a plataforma do núcleo e
conectores.
htmlconverter
httpcache
Um diretório que é utilizado para armazenamento de arquivos temporários
que são criados quando se utiliza o HTTP Access.
license
Um diretório que contém arquivos de licenças do produto WebSphere
Information Integrator Content Edition.
lib Um diretório que contém arquivos JAR do WebSphere Information
IBM Confidential
| | |
Integrator Content Edition. O diretório lib é também o local para quaisquer
arquivos JAR de fornecedores que o WebSphere Information Integrator
Content Edition possa necessitar.
opt Um diretório que contém arquivos JAR opcionais utilizados para suportar
atividades de desenvolvimento.
cliente para plug-ins do conector.
spi Um diretório que é utilizado para classes de implementação desenvolvidas
pelo cliente e folhas de estilo XSL para serviços de eventos de assinatura e
outras SPIs (interfaces de fornecedor de serviços).
temp Um diretório temporário para o WebSphere Information Integrator Content
Edition.
_uninst
Um diretório que contém dados para a remoção do WebSphere Information
Integrator Content Edition.
war Um diretório que contém arquivos WAR (Web Archive) pré-empacotados
que são utilizados para implementar aplicativos da Web do WebSphere
Information Integrator Content Edition em contêineres de servlet que não
suportem diretamente arquivos EAR (Enterprise Archive).
WebServices
Um diretório que contém o arquivo WAR de serviços da Web e
componentes do WebSphere Information Integrator Content Edition que
implementam serviços da Web do WebSphere Information Integrator
Content Edition.
websphere_deployment
O diretório que contém os scripts de exemplo que são utilizados para
implementar o Content Integration Server no WebSphere Application
Server. Esse diretório inclui também os arquivos de registro do instalador
que são gerados durante o processo de implementação.
Conteúdo do Diretório Home do WebSphere Information Integrator
Content Edition
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos são
criados no diretório home do WebSphere Information Integrator Content Edition.
A tabela a seguir mostra os arquivos no diretório home do WebSphere Information
Integrator Content Edition.
Tabela 2. Arquivos no Diretório Home do WebSphere Information Integrator Content Edition
Nome do Arquivo Descrição Utilização
BlowfishKey.ser WebSphere Information Integrator
específica do WebSphere Information Integrator
Content Edition e é utilizada para
opcionalmente criptografar credenciais de
não são protegidas.
|| |
| | |
Tabela 2. Arquivos no Diretório Home do WebSphere Information Integrator Content Edition (continuação)
Nome do Arquivo Descrição Utilização
BlowfishSSKey.ser Chave criptográfica Blowfish dos
serviços de eventos de assinatura
do WebSphere Information
Integrator Content Edition
específica do WebSphere Information Integrator
Content Edition e é utilizada para criptografar
credenciais de logon que são utilizadas nos
serviços de eventos de assinatura do
WebSphere Information Integrator Content
com o IBM Tivoli License Manager
Este arquivo é utilizado pelo IBM Tivoli
License Manager (se estiver instalado) para
acompanhar o uso do WebSphere Information
Integrator Content Edition. Não excluir ou
modificar este arquivo.
do WebSphere Information
Integrator Content Edition
modificado pela ferramenta de administração
do WebSphere Information Integrator Content
Edition e é utilizado pelo servidor de
configuração do WebSphere Information
sistema do WebSphere Information Integrator
Content Edition. Arquivos de configuração
adicionais podem ser criados com a ferramenta
de administração.
Language do WebSphere
Information Integrator Content
do WebSphere Information Integrator Content
Edition.
instalador do servidor do
pelo instalador do WebSphere Information
Integrator Content Edition, quaisquer erros que
tenham ocorrido e etapas adicionais necessárias
para concluir a instalação.
vbr.log Arquivo de Registro Arquivo de registro padrão do WebSphere
Information Integrator Content Edition da
inicialização e execução dos serviços, bean
corporativo e conectores do WebSphere
Information Integrator Content Edition.
serviços
configuração para os serviços do WebSphere
Information Integrator Content Edition.
Information Integrator Content
Information Integrator Content Edition que é
utilizado para implementar os beans
corporativos e aplicativos da Web do
WebSphere Information Integrator Content
do produto
Inclui a versão do produto e a data e hora em
que o WebSphere Information Integrator
Content Edition foi criado.
|
|
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos são
criados no diretório websphere_deployment.
A tabela a seguir mostra os arquivos criados no diretório websphere_deployment.
Tabela 3. Arquivos no Diretório de Implementação
Nome do Arquivo Descrição
implementação automática do Content Integration Server.
Se a implementação falhar durante a instalação, verifique
este arquivo de registro quanto a informações de erro.
responsefile.portdef.txt Define todas as portas que são utilizadas para configurar
o perfil do WebSphere Application Server.
runDeployment.sh ou runDeployment.sh Script de amostra utilizado para implementar o Content
Integration Server no WebSphere Application Server. Se
você utilizar este script para implementar, abra o arquivo
com um editor de texto e configure as variáveis de
ambiente apropriadas.
um perfil de aplicativo do WebSphere Information
Integrator Content Edition e configura o WebSphere
Information Integrator Content Edition para os serviços
de eventos de assinatura.
WebSphere Application Server.
bin)
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, scripts são
criados no diretório bin.
Admin.bat (Admin.sh)
Content Edition.
config.bat (config.sh)
Configura o ambiente do servidor para o Content Integration Server.
rdsservice.sh
Script de inicialização para executar o serviço de data store do WebSphere
Information Integrator Content Edition em sistemas UNIX.
rebuild_ear.bat (rebuild_ear.sh)
Cria o arquivo EAR com o conteúdo revisado e com um descritor de
implementação application.xml apropriado.
run_audit_log_server.bat (run_audit_log_server.sh)
Arquivo de script utilizado para executar o servidor de registro de
auditoria do Content Integration Server.
IBM Confidential
caminho de classe apropriado. Neste modo, o visualizador comum é
utilizado para visualizar o conteúdo no sistema de arquivos ou a partir de
um servlet visualizador implementado, dependendo dos parâmetros
utilizados.
startServer.sh
UNIX e executado a partir do diretório WAS_HOME/profiles/ PROFILE_NAME/bin. Este script não deve ser executado diretamente.
run_sample.bat (run_sample.sh)
Arquivo de script utilizado para executar programas de amostra do
Content Integration Server. Configura os parâmetro CLASSPATH e de
JNDI apropriados.
VeniceBridgeServices.bat (VeniceBridgeServices.sh)
Script opcional para iniciar os serviços do Content Integration Server como
um processo separado. Normalmente os serviços são executados no
ambiente do servlet.
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos do
serviço de data store são criados no diretório datastore.
A tabela a seguir mostra os arquivos no diretório data store.
Tabela 4. Arquivos do Serviço de Data Store no Diretório datastore
Nome do Arquivo ou Nome do
Diretório Descrição Utilização
e UNIX
de dados.
armazém de dados para Windows
Arquivo executável nativo para o
sistema de armazém de dados no
Windows.
Content Integration Server, serviços
Virtual
eventos de assinatura, o sistema de
conexão única e a API do Repositório
Virtual.
relate_store
armazém de dados.
JavaBeans (diretório ejb)
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos JAR são
criados no diretório ejb.
A tabela a seguir mostra os arquivos JAR no diretório ejb.
IBM Confidential
| | | | | |
| | | |
||
| |||
|| | |
| |
|| | | | |
|| | | | |
| | | | |
|| | | | | |
Nome do Arquivo Descrição Utilização
vbr_access_services.jar Bean corporativo de serviços de
acesso
do WebSphere Information
corporativo.
corporativo de sistema de arquivos
Implementar o conector de amostra
de sistema de arquivos e como uma
base para arquivos JAR de bean
corporativo de conectores
serviços de visualização
aplicativos de bean corporativo.
WebSphere Information Integrator
Information Integrator Content
WebSphere Information Integrator
contém um arquivo JAR de bean
corporativo separado.
Java archives (diretório lib)
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos JAR são
criados no diretório lib.
A tabela a seguir mostra os arquivos JAR no diretório lib.
Tabela 6. Arquivos JAR no Diretório lib
Nome do Arquivo Descrição Utilização
vbr.jar Arquivo JAR do Content Integration
Server.
Information Integrator Content
beans corporativos.
other Arquivos JAR de outros fornecedores. Arquivos JAR adicionais que podem
ser necessários para os conectores que
forem instalados.
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos WAR
são criados no diretório war.
A tabela a seguir mostra os arquivos WAR no diretório war.
IBM Confidential
Nome do Arquivo Descrição Utilização
services.war Arquivo WAR do monitor de serviços
do WebSphere Information Integrator
configuração do WebSphere
Information Integrator Content
administração dos serviços de eventos
de assinatura do WebSphere
dos serviços de eventos de assinatura
do WebSphere Information Integrator
WebSphere Information Integrator
AXIS e de serviços da Web
implementados do WebSphere
Information Integrator Content
WebSphere Information Integrator
WebSphere Information Integrator
URL do WebSphere Information
endereçamento por URL do
Ao instalar o WebSphere Information Integrator Content Edition, arquivos são
criados no diretório websphere_deployment.
A tabela a seguir mostra os arquivos criados no diretório websphere_deployment.
Tabela 8. Arquivos no Diretório de Implementação
Nome do Arquivo Descrição
implementação automática do Content Integration Server.
Se a implementação falhar durante a instalação, verifique
este arquivo de registro quanto a informações de erro.
responsefile.portdef.txt Define todas as portas que são utilizadas para configurar
o perfil do WebSphere Application Server.
runDeployment.sh ou runDeployment.sh Script de amostra utilizado para implementar o Content
Integration Server no WebSphere Application Server. Se
você utilizar este script para implementar, abra o arquivo
com um editor de texto e configure as variáveis de
ambiente apropriadas.
um perfil de aplicativo do WebSphere Information
Integrator Content Edition e configura o WebSphere
Information Integrator Content Edition para os serviços
de eventos de assinatura.
WebSphere Application Server.
||
|||
|| | |
| | | |
|| | | | |
| | | |
|| | |
| | | | |
|| | |
| | |
|| | |
| | | | |
WebSphere Application Server
Antes de implementar o Content Integration Server em um ambiente do
WebSphere Application Server, é necessário instalar o WebSphere Application
Server, Versão 6.1 ou 6.0.2.5 e o WebSphere Information Integrator Content Edition,
Versão 8.4.
A documentação do WebSphere Information Integrator Content Edition utiliza as
seguintes convenções:
Edition.
PROFILE_NAME
O nome do perfil do WebSphere Application Server, Versão 6.1 ou 6.0.2.5.
WAS_HOME
“Administrando o WebSphere Application Server” Quando você implementa o Content Integration Server no WebSphere
Application Server, você pode utilizar ferramentas para realizar tarefas básicas
de administração do servidor de aplicativos. Tarefas relacionadas
“Criando um Novo Perfil para o WebSphere Application Server” na página 51 É possível criar um novo perfil no qual o Content Integration Server pode ser
implementado. O nome do perfil é utilizado para iniciar e parar o WebSphere
Application Server no qual o Content Integration Server está implementado.
“Implementando Automaticamente o Content Integration Server no WebSphere
Application Server” na página 52 É possível utilizar o script runDeployment para implementar automaticamente
o Content Integration Server como um aplicativo no WebSphere Application
Server.
Quando você implementa o Content Integration Server no WebSphere Application
Server, você pode utilizar ferramentas para realizar tarefas básicas de
administração do servidor de aplicativos.
Para obter informações adicionais sobre a administração do WebSphere Application
Server, consulte o WebSphere Application Server Information Center.
Conceitos relacionados
Capítulo 13, “Implementando o Content Integration Server no WebSphere
Application Server” Antes de implementar o Content Integration Server em um ambiente do
WebSphere Application Server, é necessário instalar o WebSphere Application
Server, Versão 6.1 ou 6.0.2.5 e o WebSphere Information Integrator Content
Edition, Versão 8.4. Tarefas relacionadas
IBM Confidential
© Copyright IBM Corp. 2005, 2007 47
“Iniciando e Parando um WebSphere Application Server” Uma única instalação do WebSphere Application Server pode conter vários
servidores de aplicativos independentes. Para iniciar e parar uma instância de
servidor de aplicativos a partir de um prompt de comandos, é possível utilizar
comandos no diretório WAS_HOME.
página 50 Utilize o console administrativo para implementar manualmente o Content
Integration Server no WebSphere Application Server.
“Navegando no Console Administrativo do WebSphere Application Server” na
página 50 O console administrativo do WebSphere Application Server organiza as
informações em um formato hierárquico. Os níveis superiores dessa hierarquia
são exibidos no painel mais à esquerda como um conjunto de nós que podem
ser expandidos, como servidores, aplicativos e recursos.
Iniciando e Parando um WebSphere Application Server
Uma única instalação do WebSphere Application Server pode conter vários
servidores de aplicativos independentes. Para iniciar e parar uma instância de
servidor de aplicativos a partir de um prompt de comandos, é possível utilizar
comandos no diretório WAS_HOME.
Sobre Esta Tarefa
A instalação padrão do WebSphere Application Server, Versão 6.1 cria um perfil
chamado AppSrv01 em que AppSrv é o tipo de perfil e 01 é um valor. ProfileName é
um número seqüencial utilizado para criar um nome de perfil exclusivo. Cada
perfil que é criado é associado a um servidor de aplicativos que é denominado
server1.
A instalação padrão do WebSphere Application Server, Versão 6.0.2.5 cria um perfil
chamado default e um servidor de aplicativos server1 que é criado para esse perfil.
Cada perfil que é criado é associado a um servidor de aplicativos que é
denominado server1.
No WebSphere Application Server, o nome do perfil é necessário para iniciar e
parar o servidor de aplicativos. Como os servidores de aplicativos estão contidos
em perfis, não é possível iniciar um servidor sem especificar o perfil associado a
ele. É possível iniciar um servidor a partir do diretório WAS_HOME/profiles/ PROFILE_NAME/bin sem o nome do perfil ou iniciar um servidor a partir de
WAS_HOME/bin e incluir o nome do perfil.
Procedimento
v Para iniciar uma instância do servidor de aplicativos para o WebSphere
Application Server, Versão 6.1:
server1 que está associado a um perfil
chamado IICEServer: WAS_HOME\profiles\ IICEServer\bin\stopServer.bat server1
IBM Confidential
server1 que está associado a um perfil
chamado IICEServer: WAS_HOME/profiles/ IICEServer/bin/stopServer.sh server1
v Para parar uma instância do servidor de aplicativos para o WebSphere
Application Server, Versão 6.1:
server1 que está associado a um perfil
chamado IICEServer: WAS_HOME\profiles\ IICEServer\bin\stopServer.bat server1
UNIX Utilize o seguinte comando para parar o
server1 que está associado a um perfil
chamado IICEServer: WAS_HOME/profiles/ IICEServer/bin/stopServer.sh server1
v Para iniciar uma instância do servidor de aplicativos para o WebSphere
Application Server, Versão 6.0.2.5:
servidor para um perfil chamado IICEServer:
WAS_HOME\profiles\IICEServer\bin\ startServer.bat server1
UNIX No UNIX, utilize o seguinte comando para
iniciar o servidor para um perfil
denominado IICEServer:
WAS_HOME/profiles/IICEServer/bin/ startServer.sh server1
v Para parar uma instância do servidor de aplicativos para o WebSphere
Application Server, Versão 6.0.2.5:
server1 que está associado a um perfil
chamado IICEServer: WAS_HOME\profiles\ IICEServer\bin\stopServer.bat server1
UNIX Utilize o seguinte comando para parar o
server1 que está associado a um perfil
chamado IICEServer: WAS_HOME/profiles/ IICEServer/bin/stopServer.sh server1
Conceitos relacionados
“Administrando o WebSphere Application Server” na página 47 Quando você implementa o Content Integration Server no WebSphere
Application Server, você pode utilizar ferramentas para realizar tarefas básicas
de administração do servidor de aplicativos. Tarefas relacionadas
“Criando um Novo Perfil para o WebSphere Application Server” na página 51 É possível criar um novo perfil no qual o Content Integration Server pode ser
IBM Confidential
Capítulo 13. Implementando o Content Integration Server no WebSphere Application Server 49
implementado. O nome do perfil é utilizado para iniciar e parar o WebSphere
Application Server no qual o Content Integration Server está implementado.
Iniciando o Console Administrativo do WebSphere Application
Server
Integration Server no WebSphere Application Server.
Sobre Esta Tarefa
automaticamente o console administrativo no servidor de aplicativos padrão,
server1.
Procedimento
1. Inicie o servidor de aplicativos server1.
2. Abra uma janela do navegador e digite a seguinte URL, em que your_hostname
é substituído pelo nome ou endereço IP do computador no qual o servidor de
aplicativos está em execução.
Server:
http://your_hostname:9061/ibm/console
A URL carrega uma janela de login para o console administrativo do
WebSphere Application Server.
3. Efetue login no console administrativo do WebSphere Application Server.
v Se a segurança do servidor de aplicativos estiver desativada (o padrão), é
possível digitar qualquer valor no campo de ID do usuário.
v Se a segurança estiver ativada, é preciso fornecer as credenciais apropriadas,
dependendo do método de segurança do servidor de aplicativos.
Depois da autenticação, a página principal do console administrativo é aberta.
Conceitos relacionados
“Administrando o WebSphere Application Server” na página 47 Quando você implementa o Content Integration Server no WebSphere
Application Server, você pode utilizar ferramentas para realizar tarefas básicas
de administração do servidor de aplicativos. Tarefas relacionadas
“Criando um Novo Perfil para o WebSphere Application Server” na página 51 É possível criar um novo perfil no qual o Content Integration Server pode ser
implementado. O nome do perfil é utilizado para iniciar e parar o WebSphere
Application Server no qual o Content Integration Server está implementado.
Navegando no Console Administrativo do WebSphere
Application Server
O console administrativo do WebSphere Application Server organiza as
informações em um formato hierárquico. Os níveis superiores dessa hierarquia são
exibidos no painel mais à esquerda como um conjunto de nós que podem ser
expandidos, como servidores, aplicativos e recursos.
IBM Confidential
Procedimento
Para navegar para áreas no console administrativo, utilize o seguinte formato para
localizar informações sobre o servidor de aplicativos, serverl:
Servidores → Servidores de Aplicativos → serverl → Sistema de Mensagens do
Servidor → Mecanismos do Sistema de Mensagens
Para navegar até o local deste exemplo no console administrativo, expanda o nó
Servidores no painel de navegação da esquerda e, em seguida, selecione
Servidores de Aplicativos. Uma lista de servidores de aplicativos é exibida no
painel da direita. Nesse painel, escolha serverl. Informações sobre serverl são
exibidas no painel da direita da interface. Essas informações incluem links para
informações mais detalhadas, por exemplo, Mecanismos do Sistema de
Mensagens, que está sob a seção Sistema de Mensagens do Servidor.
Conceitos relacionados
“Administrando o WebSphere Application Server” na página 47 Quando você implementa o Content Integration Server no WebSphere
Application Server, você pode utilizar ferramentas para realizar tarefas básicas
de administração do servidor de aplicativos. Tarefas relacionadas
“Criando um Novo Perfil para o WebSphere Application Server” É possível criar um novo perfil no qual o Content Integration Server pode ser
implementado. O nome do perfil é utilizado para iniciar e parar o WebSphere
Application Server no qual o Content Integration Server está implementado.
Criando um Novo Perfil para o WebSphere Application Server
É possível criar um novo perfil no qual o Content Integration Server pode ser
implementado. O nome do perfil é utilizado para iniciar e parar o WebSphere
Application Server no qual o Conte