Viajantes das estrelas

of 39 /39
V I A J A N T E s E S T R E L A s D a s

Embed Size (px)

description

Visitantes que vieram para auxiliar no progresso do nosso planeta.

Transcript of Viajantes das estrelas

  • 1. VIAJANTEsESTRELAsD a s

2. Histria espiritual da comunidadedo planeta Terra A TRANSMIGRAO DE ALMAS: Segundo Emmanuel, em era remotssimauma grande leva de espritos degredadosdo Sistema de Capela, na Constelao doCocheiro, chega ao planeta Terra sob atutela amorosa do Cristo. Pretende-se, nessa apresentao, discutiralguns aspectos dessa Histria. 3. Os Anjos Cados Livro CU E INFERNO (Allan Kardec): os povos primitivos os tinham comoanjos, embora fossem eles aindaimperfeitos. parecido com os espritossuperiores que, embora sejam de fatosuperiores e mais puros, tm ainda umcaminho a percorrer na escala daevoluo. 4. De onde vieram esses Anjos? Livro A gnese de Allan Kardec: Logo que um mundo tem chegado aum de seus perodos detransformao, operam-se mutaesna sua populao encarnada edesencarnada. quando se do asgrandes emigraes e imigraes 5. Inscries cuneiformes: Kuniunik, povoaoda antiga Caldia (Babilnios antigos) Reconheciam, como tendo existido poca do dilvio, duas raas: Adamis negros: de pele escura Sarkus: de pele clara ambas tendo por antepassados umaraa de deuses que desceram Terra. 6. LivroApcrifo de Henoch: Cap. 6:21: "E quando os anjos -os Filhos doCu - as viram, por elas seapaixonaram e disseram entre si:vamos escolher esposas da raados homens e procriemos filhos." 7. Mundo de Provas e Expiaes ESE Captulo 3, tem 15: A terra fornece, pois, um dos tipos demundos expiatrios, cujas variedadesso infinitas, mas que tm por cartercomum servir de lugar de exlio aosEspritos rebeldes Lei de Deus.Objetivos: desenvolver qualidades docorao e da inteligncia. 8. Espritos dos mundos de provas eexpiaes ESPRITOS PRIMITIVOS: Incio da roda dasreencarnaes, recm sados da fase evolutiva doanimal irracional. Imprio dos sentidos. ESPRITOS SEM-CIVILIZADOS: Sados da condioanimal, j desenvolveram algum tipo de sentimento. Soraas indgenas que j alcanaram um certo nvel deconscincia e madurecimento intelectual. ESPRITOS ESTRANGEIROS: J viveram sob outrosmundos (Srius, Capela). Maior conscincia, maiorconhecimento. Ento o que eles fazem aqui? FALTA-LHESO ADIANTAMENTO MORAL. 9. (Continuao...) ESPRITOS ESTRANGEIROS: Nosmundos de onde vieram eram causa deperturbao aos outros. No s faziammal a si mesmo. Isso explica o exlio. A MISSO: fazer avanar os espritosprimitivos e semi-civilizados. Embora aimperfeio moral. A EXPIAO: Viver em orbe atrasado.Renir a culpa. 10. A expiao Se aplica s aos ESPRITOSESTRANGEIROS. OS PRIMITIVOS E OS SEMI-CIVILIZADOSno esto em expiao,mas sim em processo de educao: doinstinto evoluo intelectual e moral.Sofrimento como fator de educao. 11. Aps a tomada de conscincia:O esprito que era atrasado j responde por seusatos Discernimento Sujeitos plenamente LEI DE CAUSA EEFEITO Respondem por seus atos Se erraram encontram-se tambm emEXPIAO quando sofrem em funodos maus atos praticados. 12. A caminho da luz ditado porEmmanuel. Psicografia de Chico Xavier Histria da civilizao luz do espiritismo Produo: 17/Agosto 21/Setembro/1938 Escrito s vsperas da 2 Guerra Mundial No se trata de trabalho histrico: Nossacontribuio ser tese religiosa,elucidando a influncia sagrada da f e oascendente espiritual, no curso de todasas civilizaes terrestres. (Emmanuel) 13. A gnese planetria A comunidade dos espritos puros Os primeiros tempos do orbe terrestre Edificao da nova escola dos seres: O divino escultor O verbo na criao terrestre (O amor foio Verbo da criao do princpio e ser acoroa gloriosa dos seres na imortalidade) 14. A vida organizada Os primeiros habitantes da terra A elaborao paciente das formas: todo oglobo se veste de vegetao luxuriante Ensaios assombrosos: intervenesespirituais na extino dos dinossauros Antepassados do homem: Antropides noperodo tercirio. (No houve umadescida da rvore, segundo Darwin) 15. Onde esto Ado e Eva com a suaqueda do paraso? Ado e Eva constituem umalembrana dos espritosdegredados na paisagem obscurada Terra, como Caim e Abel sodois smbolos para apersonalidade das criaturas 16. As raas admicas O sistema de Capela (Cabra, emportugus): um mundo em transies Espritos exilados na terra. Fixao dos caracteres raciais Os quatro grandes povos: rias, Egpcios,Israelitas e Indianos. As promessas do Cristo: Raas admicasdifundiram o evangelho e a promessa davinda do Messias. 17. As tradies do paraso perdido Passaram de geraes a geraes, atque ficassem arquivadas nas pginas daBblia As raas admicas guardavam vagalembrana da sua situao pregressa,tecendo o hino sagrado dasreminiscncias 18. Os egpcios Mais se destacavam na prtica do bem o noculto da verdade. Possuam menos dbitos junto ao tribunal daJustia Divina Em virtude dos elevados patrimnios morais,guardaram no ntimo uma lembrana mais vivade sua ptria distante Desejo de trabalhar devotamente para voltarmais rpido: Culto da morte Maioria j regressaram ptria sideral 19. Os Egpcios (cont.) Cincia secreta Herana do patrimnio cultural da Grciafoi adquirida junto civilizao egpcia. Politesmo simblico: Apesar deconhecerem um Deus nico, difundiram oculto vrios deuses que representavama natureza e o anseio de uma populaoprimitiva. Da nasceu a mitologia grega 20. A ndia Primeiros a formar os prdromos de umasociedade organizada Conheciam a roda das reencarnaes Os Arianos puros: povos que constiturama Europa (gnese do pensamentomoderno no ocidente) As Castas: Contrao de pesados dbitospelo menosprezo s raas mais atrasadas(os prias) 21. O povo de Israel Hebreus constituram a raa mais forte(manuteno de seus antigos caracteres) Monotesmo Extremo orgulho (concepes arraigadas) F soberana e imorredoura Moiss: 1 Revelao (Leis Divinas/civis) Incompreenso do Judasmo: no aceitaramCristo como o verdadeiro Messias. 22. A China milenria Existncia anterior chegada doscapelinos Fo-Hi: um dos primeiros enviados doCristo Confcio: Reencarna 5 sculos antes doCristo (preparao de sua vinda) Lao-Ts: Precursor de Confcio O Nirvana: unio definitiva com Deus(Hoponopono: somos todos um) 23. A Grcia e a misso deScrates Vspera da maioridade terrestre Democracia Cidades-estado: Atenas e Esparta Filosofia Scrates: imortalidade da alma.Reencarnao. 24. A vinda de Jesus 2 Revelao: Lei de Amor Lio da manjedoura Cristo e os Essnios (reencarnao) O Mestre por excelncia (parbolas) Extrema fidelidade Deus: cumpriu suamisso com amor e dedicao Dividiu a histria em antes e depois deCristo 25. Renascena do mundo Aps a tenebrosa noite medieval, omundo se abre nova era Misso da Amrica: civilizao planetriado futuro EUA: civilizao material. BRASIL: civilizao espiritual (Brasil,corao do mundo, ptria do evangelho) 26. . 27. Pestalozzi pode ser consideradocomo pai espiritual de Rivail, damesma forma de Jean JacquesRousseau foi o pai espiritual dePestalozzi. Herculano Pires 28. Pestalozzi: A intuio o fundamento da instruo A poca de ensinar no a de julgar ecriticar A individualidade do aluno deve sersagrada para o professor 29. Emlio de Rousseau (a grande revoluopedaggica de todos os sculos: Dora Incontri): Tudo certo saindo das mos do criador, tudodegenera nas mos do homem Comenius: Didtica Magna. O escritor seconverte no primeiro educador ocidental aprivilegiar a interao entreinstruo/aprendizagem. Sua teoria era, semdvida, inovadora para a poca, o sculo XVII. 30. Allan Kardec: a ideologia Para se criar uma nova humanidade,pensava ele, seria necessrio criar umanova criana. E, para isso teremos queconfiar na cincia. Apliquei essa nova cincia, oespiritismo. Um mtodo experimental.Pelos efeitos busquei explicar as causas O sobrenatural se desfaz luz da razo 31. . 32. . 33. A Nova Era chegado o tempo de ajustamento detodos valores humanos A misso do espiritismo: Nas feies de cristianismo redivivo,salvar as religies que se apagam entreos choques da fora e da ambio, doegosmo e do domnio, apontando aohomem os seus verdadeiros caminhos 34. A Nova Era As foras do mal sero compelidas aabandonar as suas derradeiras posiesde domnio nos ambientes terrestres Diviso das ovelhas do imenso rebanho A superioridade europia desaparecerpara sempre 35. O 3 Milnio e a Nova Era Depois da treva surgir uma nova aurora. Luzes consoladoras envolvero todo oorbe regenerado no batismo do sofrimento O homem espiritual estar unido aohomem fsico: 0 6 Sentido (a era daintuio) Unio de todas as religies em torno doCristo 36. O grande chamado Trabalhemos por Jesus, ainda que anossa oficina esteja localizada no desertodas conscincias Todos somos chamados ao grande labore o nosso mais sublime dever responderaos apelos do Escolhido