Willian Lane Craig

Click here to load reader

  • date post

    15-Dec-2015
  • Category

    Documents

  • view

    220
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Willian Lane Craig

Re-definio de casamento do Supremo TribunalOl Dr. Craig,Com a recente deciso da Suprema Corte sobre a mesma unio do sexo, reli alguns de seus Q / A resposta a respeito da homossexualidade.Em uma pergunta sobre a conexo entre o casamento interracial e casamento do mesmo sexo que voc disse "Assim que comear por esse caminho, vale tudo: um homem e duas mulheres, um homem e uma criana, dois homens e uma cabra, etc. No vejo nenhuma razo em tudo para comear por esse caminho. "com relao ao casamento do mesmo sexo.A minha pergunta esta declarao constitui uma falcia ladeira escorregadia?A minha preocupao que os no crentes seria facilmente rejeit-lo.Obrigado,RC

Estados UnidosEu vou usar a sua pergunta, RC, uma desculpa para abordar deciso trgica e equivocada da Suprema Corte para re-definir o casamento de Obergefellv.Hodges.Precisamos compreender claramente que isto exatamente o que o Supremo Tribunal Federal tem feito.Por deciso que unies do mesmo sexo pode contar como o casamento o Tribunal de Justia implicitamente redefiniu o que o casamento.Casamento j no considerado como sendo essencialmente heterossexual, como tradicionalmente concebido, mas foi implicitamente redefinida para que os homens podem se casar com homens e mulheres para mulheres.Opinio da maioria da Corte, escrito por Anthony Kennedy, mostra uma conscincia clara do que o Tribunal de Justia est fazendo.Referindo-se viso tradicional, Kennedy escreve: "O casamento, na sua opinio, por sua naturezauma unio diferenciados por gnero do homem e da mulher.Este ponto de vista tem sido detidos e continua a ser mantidos em boa f por pessoas razoveis e verdadeiros aqui e em todo o mundo "(grifo meu). essa viso que maioria do Tribunal de Justia declara agora est obsoleta.O que irnico sobre a opinio de Kennedy que ele eloquentemente exalta o casamento como fundamental para a sociedade norte-americana e para a prpria civilizao.Ele escreve,De seu incio a sua pgina mais recente, os anais da histria humana revelam a importncia transcendente do casamento.A unio ao longo da vida de um homem e uma mulher sempre prometeu nobreza e dignidade para todas as pessoas, independentemente da sua posio na vida.O casamento sagrado para aqueles que vivem por suas religies e oferece atendimento exclusivo para aqueles que acham que significa na esfera secular.Sua dinmica permite que duas pessoas para encontrar uma vida que no poderia ser encontrado sozinho, para um casamento torna-se maior do que apenas as duas pessoas.Erguendo-se das necessidades humanas mais bsicas, o casamento essencial para nossas mais profundas esperanas e aspiraes.A centralidade do casamento com a condio humana torna surpreendente que a instituio existe h milnios e em civilizaes.Desde os primrdios da histria, o casamento transformou estranhos em parentes, famlias e sociedades de ligao juntos.Algum poderia pensar que isso proporciona uma boa razo para preservar o conceito tradicional de casamento, em vez de radicalmente redefinindo-o!Em vez disso, o Tribunal joga o cuidado para o vento e decidiu rever esta instituio cultural fundamental.Na opinio do Tribunal, o casamento no deve mais ser considerada como tendo uma essncia ou natureza, mas uma mera conveno social, de fato, qualquer que seja o Tribunal de Justia declara que ele seja.A opinio da maioria justifica esse movimento apontando como o casamento tem evoludo: por exemplo, o casamento foi uma vez visto como "um arranjo pelos pais do casal", mas j no assim hoje.Tais exemplos, no entanto, dizem respeito apenas propriedades contingentes de casamento, no a sua natureza ou essncia (de fato, casamentos arranjados ainda so comuns em partes do mundo atual).Tais mudanas contingentes fornecer qualquer fundamento para o fundamental, a mudana essencial forjado pelo Tribunal.Pelo casamento redefinindo o Tribunal pronunciou ativistas homossexuais que eles destinadas e trabalharam para: a desconstruo do casamento em si.Kennedy admite, "Se a sua inteno de rebaixar a idia reverenciado e realidade do casamento, as pretenses dos peticionrios seria de uma ordem diferente.Mas isso no nem o seu objectivo nem a sua apresentao. "Como que Kennedy sabe o que sua inteno , e por que isso importa?Embora a opinio da maioria do Tribunal retrata a questo perante o Tribunal de Justia como dos peticionrios que procuram os benefcios do casamento, tal interpretao ingnuo.Pesquisas mostram que a promiscuidade galopante na subcultura gay, de tal modo que o nmero de homens homossexuais em relacionamentos duradouros na vida monogmica to pequena quanto a ser estatisticamente insignificante.Isto no sobre o chamado "casamento gay". Os peticionrios so peas de xadrez nas mos de uma tendncia em movimento mudando fundamentalmente a cultura americana por desconstruir o casamento tradicional.A Suprema Corte emitiu los xeque-mate.Com que fundamentos, o Tribunal no fez isso?A opinio da maioria oferece quatro razes pelas quais o direito constitucional de se casar devem ser estendidos a casais do mesmo sexo.Pode-se olhar para esses argumentos de dois ngulos: (i) como justificao filosfica para redefinir o casamento para incluir casais do mesmo sexo ou (ii) como fundamento Constitucionais para um direito implcito de casais do mesmo sexo para se casar.A primeira uma questo filosfica;a segunda uma questo legal.A maior parte da opinio da maioria e, especialmente, das vrias dissidncias dos outros juzes dizem respeito questo jurdica, e no a questo filosfica.Como minoria do Tribunal insta, no da competncia do Tribunal de Justia para definir o casamento, mas simplesmente para resolver a questo constitucional quanto a saber se existe um direito implcita ao casamento do mesmo sexo na Constituio de Estados Unidos.As opinies divergentes so bolhas crticas da maioria com relao a esta questo constitucional.A fim de justificar um direito que no est enumerado na Constituio ou Bill of Rights, o Tribunal de Justia deve agir com cautela e encontrar justificao profundamente enraizado na histria e tradio americana.Alito Justia observa,Para evitar que cinco juzes no eleitos de impor sua viso pessoal da liberdade sobre o povo americano, o Tribunal de Justia declarou que "liberdade" sob a clusula do devido processo deve ser entendido para proteger apenas os direitos que so "profundamente enraizado na histria desta nao e tradio"'....E incontestvel que o direito ao casamento do mesmo sexo no est entre esses direitos.Chief Justice John Roberts resumiu a questo constitucional, dizendo:A verdade que a deciso de hoje baseia-se em nada mais do que prpria convico da maioria de que casais do mesmo sexo devem ser autorizados a casar, porque eles querem, e isso seria menosprezar as suas escolhas e diminuir sua personalidade para negar-lhes esse direito. "O que quer que fora essa crena pode ter como uma questo de filosofia moral, ele no tem...com base na Constituio....Se voc est entre os muitos americanos-de qualquer orientao sexual, que favorecem a expanso casamento do mesmo sexo, por todos os meios comemorar a deciso de hoje...Mas no comemorar a Constituio.No tinha nada a ver com isso.Eu vou deixar a questo constitucional para os outros.Em contraste com os juzes, eu como um filsofo estou interessado na questo filosfica sobre se o casamento deve ser redefinido para incluir unies do mesmo sexo.Ento, eu quero considerar os quatro argumentos oferecidos pela opinio da maioria a esta luz.Aqui, em resumo, so as quatro razes, o Tribunal d para alargar o direito constitucional de se casar para casais do mesmo sexo:1. O direito de escolha pessoal a respeito do casamento inerente ao conceito de autonomia individual.2. O direito de casar fundamental porque ele suporta uma unio de duas pessoas ao contrrio de qualquer outro na sua importncia para os indivduos comprometidos.3. salvaguardas Casamento crianas e famlias e, assim, chama significado de direitos conexos de childrearing, procriao e educao.4. O casamento uma pedra angular da ordem social da nao, e no h nenhuma diferena entre mesmo sexo e casais de sexo oposto com respeito a este princpio.A maioria dessas razes, ou no apoiar o casamento do mesmo sexo ou levantam a questo, assumindo que o casamento uma mera conveno social, para comear.Tome (1), por exemplo.Claro, todo mundo tem o direitoConstitucional, prima facie,a se casar, se desejar.Qualquer homem pode casar com qualquer mulher, independentemente da sua orientao sexual.Mas o que impede um homem de se casar com outro homem a mesma coisa que impede que um bacharel de ser um marido ou pais de no ter filhos ou um quadrado de ser um crculo.O obstculo no legal, mas lgico.Sdepois dese ter redefinido o casamento como uma conveno social pode (1) fornecer uma razo para permitir casamentos do mesmo sexo.Ele no pode fornecer uma razo para tal desconstruo.Da mesma forma para a (2).De fato, como mencionado acima, isso realmente fornece motivos para no sujar com a definio de casamento.Reason (3) tragicamente irnico, j que estudos tm mostrado que crianas criadas por casais do mesmo sexo so significativamente desvantagem em relao aos filhos criados por uma me e pai.De fato, um dos desenvolvimentos mais interessantes no debate sobre casamento homossexual tem sido o surgimento de filhos adultos de casais do mesmo sexo que agora esto a falar em favor da preservao casamento tradicional, devido a dificuldades de terem experimentado como resultado de ser levantadas por casais do mesmo sexo.Eles tm poderosamente argumentou que os direitos das crianas esto sendo sacrificadas no altar das reivindicaes dos adultos liberdade pessoal e de autonomia.Finalmente, como para (4), os casais que desfrutam de vantagens, como o imposto de renda que apresentem declarao conjunta, que no so apreciados por pessoas individuais.Mas isso no fornece nenhuma razo para redefinir o casamento ou permitindo que os homens se casam com homens.Em suas divergncias, alguns dos juzes observaram com preocupao que o raciocnio da maioria se aplicaria no apenas para casai