Aspectos Do Brasil 1º Va

download Aspectos Do Brasil 1º Va

If you can't read please download the document

  • date post

    20-Nov-2014
  • Category

    Education

  • view

    2.422
  • download

    4

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Aspectos Do Brasil 1º Va

  • 1. ATIVIDADEDOS ALUNOS DO COLGIO JESUS CRISTO REI - 1 VA

2. MUDANAS PROVOCADAS PELO PROCESSO DE INDUSTRIALIZAO QUE CONSOLIDARAM E ESPALHARAM O FENMENOURBANOPELO GLOBO. COM A CONSOLIDAO DA REVOLUAO INDUSTRIAL E DO CAPITALISMO AS CIDADES PASSARAMA ATRAIR MAIS PESSOAS 3. As mudanas feitas pelo processo de industrializao que consolidaram e espalharo o fenmeno urbano pelo globo. E com a revoluo industrial as cidades comearo a se tornar lugares de produo alm de centros polticos,culturais e financeiros. Com a revoluo industrial as cidades comearo a atrai cada vez mais pessoas por causa da possibilidade de emprego. 4. 5. FRASE 03 Se o pas tiver bom desempenho econmico, provvel que essa populao migrante seja absorvida pelo mercado de trabalho e consiga sobreviver com maior dignidade, por outro lado, se o pas estiver sujeito a constantes crises financeiras e econmicas, tiver baixo crescimento econmico, for pouco industrializado e tiver um setor de servios deficiente, provvel que essa populao migrante sobreviva em condies degradantes. 6. COMENTRIO Se o pas vai bem, a populao tambm vai bem. O custo de vida satisfatrio, podemos citar por exemplo, a nossa sade, as condies de vida que podemos dar aos nossosfilhos, um bom estudo, ou melhor v-los formados em uma faculdade. Podemos tambm dizerque o salrio satisfatrio, que a sade vai bem, que podemos ver em nossas mesas uma boaalimentao. Este um pas que todos querem, um pas que tenha vez e vs. Mas se o pas estiver em crise, tudo vai mal. Como poderemos dar para nossos filhos um bom estudo, dar uma condies de vida digna, ou podemos ver em nossas mesas o alimento que gostaramos poder sempre dar aos nossas filhos. A crise em nosso pas fere todos ns, e com isso todos sofrem. 7. 8. No incio do sculo xx, as maiores cidades mundiais localizavam- se em pases desenvolvidos, e economias industriais avanadas com setor de servios qualificados em expanso, porm no final do sculo xx as maiores cidades passaram a se localizar em pases subdesenvolvidos, com economia dependentee sujeita a vrias crticas peridicas 9. A frase fala das cidades mundiais que logo no incio do sculo xx localizavam- se em pases desenvolvidos com economia industrial bem avanada e setores de servios qualificados, porm no final do sculo elas passaram a se localizar em pases subdesenvolvidos e sempre estavam sujeitos a vrios tipos de crticas. 10. 11. No Brasil , o fenmeno da urbanizao tem apresentado algumas contradies e problemas , o nvel de desigualdade to grande que para manter a organizao do espao urbanos so necessrios a construo de condomnios de luxo, aformao de favelas. 12. A quantidade de pessoas no meio urbano tem aumentado , sendo assim, pessoas que no tem boas condies de moradia,nem emprego,aptam a se abrigar em favelas , gerando um grande aumento de pessoas nesse tipo de abrigo. Como a populao totalmente desigual nem todos podem desfrutar da urbanizao igualmente ,muitas pessoas de famlias mais carentes no tem acesso aos meios de transportes ,nem a internet ,nem escolas boas para uma boa formao. Concluindo, o fenmeno da urbanizao tambm separa a populao,sendo aproveitada somente por aqueles que podem. 13. 14. Frase 7:

  • A urbanizao influncia o crescimento do nmero das megacidades na Amrica Latina, Caribe, sia, frica, Europa, Amrica do norte e Japo,regies desenvolvidas e subdesenvolvidas.

15. Comentrio:

  • A urbanizao proporciona o crescimento das cidades com mais de 10 milhes de pessoas,formando as megacidades. Embora a Amrica latina, o caribe, a Amrica do norte serem regies altamente urbanizadas com cerca de 77% vivendo nas cidades,das 23 megacidades que existiro em 2015,18 delas estaro em regies menos urbanizadas como sia e frica, pases subdesenvolvidos que continuam atraindo imigrantes normalmente trabalhadores rurais expulsos de sua terra.

16. 17. Vargas chega a presidncia do Brasil no momento em que os representantes polticos das oligarquias agrrias perdem o poder. Somente a partir do controle poltico das oligarquias agrrias, foi possvel iniciar um amplo programa de investimentos industriais, calcado no nacionalismo e na concentrao poltica do estado Brasileiro. Vargas s teve sucesso em seus planos, por ter controlado, e no eliminado o poder poltico das oligarquias agrrias. 18.

  • Comentrio
  • Com base no que entendi Vargas s obteve sucesso porque ele no Abandonou as pessoas do campo e promoveu a democracia no eliminando nenhum tipo de pessoa.
  • Com o controle das oligarquias agrrias, foi possvel Vargas iniciar um amplo investimento em indstrias em nosso Pas.

19. 20. FRASE 9

  • As leis criadas por Getulio Vergas somente beneficiavam a populao de Zona Urbana, porem, no atendendo s necessidades da populao rural,em1940 as diferenas ficaram muito maiores, o maio urbano industrializado e modernizado, j o meio rural pobre e latifndio. Ocorrendo isto tudo, foi como o inicio do xodo Rural.

21. Comentrio

  • Getulio Vargas fez leis trabalhistas que beneficiavam unicamente a populao urbana, como no meio rural no existia condies de trabalho ouve o inicio do xodo rural em 1940, por que as cidades eram industrializadas tinham emprego, com condies de trabalho e o campo era pobre e latifndio, sem condies de trabalho.

22. 23. Frase n 10

  • Podemos dizer que o crescimento urbano do pas foi um processo que se registrou, de modo geral, em reas prximas a costa atlntica. As capitais dos estados litorneos, receberam um fluxo constante de migrantes vindos do interior em busca de melhores oportunidades. A industrializao e a urbanizao so processo simultneos .

24. Comentrio

  • As maiores metrpoles, de modo geral, se localizam nas reas litorneas, Isso ocorreu por causa da facilidade de importao e exportao. As capitais receberam um fluxo constante de migrantes, ento, a industrializao e a urbanizao so processos simultneos.

25. Imagem 26. Durante todo o processo de urbanizao houveram momentos que levaram ao rpido crescimento da taxa urbana devido a industrializao: a Era Vargas, o Governo de JK e o perodo da Ditadura Militar e, logo foram feitas pesquisas no Brasil do percentual destes mesmos processos. Em 1500, correspondendo ao primeiro perodo, a populao urbana era em torno de 36,16%. J no final do processo, passou a ser 80%. clara a ligao entre o processo de industrializao e a urbanizao no Brasil. Frase 11 27.

  • H um elo ligando o processo de industrializao e o aumento da taxa urbana no Brasil. Em momentos na histria do desenvolvimento brasileiro,houve um rpido crescimento destacando o perodo em que Getlio Vargas tomou posse do governo, durante o Plano de Metas criado por J.K. e no perodo da Ditadura Militar. Houve e ainda h grande deslocamento de pessoas para a rede urbana, que leva ao aumento do percentual a aumentar cada vez mais.

28.

  • Bens de consumos durveis
  • Automobilstica
  • Industrias de base

29. Devido a muitos fatores o Sudeste passou a contar com o maior desenvolvimento industrial e econmico, bem como a localizao dos dois maiores centros urbanos do Brasil.Com isso o xodo rural no Brasil est relacionado a uma grande migrao regional, afinal todos os maiores atrativos esto na regio Sudeste precisamente em So Paulo e Rio de Janeiro onde elas exercem grande ao polarizadora. 30. Comentrio

  • Esta frase vem mostrando que o Sudeste tem o maior desenvolvimento econmico e industrial do Brasil, proveniente dos dois maiores centros urbanos Rio de Janeiro e So Paulo, ento h o xodo rural pois os maiores atrativos esto nesseslocais causando assim uma grande migrao regional, que causa uma grande ao polarizadora.

31. 32. 33. 34. 35. Frase 14

  • O principal pressuposto das teorias contemporneas da cidade global e o de que as transformaes da economia mundial ocorridas a partir dos anos 70 e que chamaremos por hora de globalizao,alteraram o papel e as formas de organizao e estruturao das principais cidades mundiais,em especial aquelas com papel mais significativo no sistema econmico global.
  • As cidades globais so pontos nodais de relao entre a economia global e a nacional.
  • Abrigam bolsas de valores importantes para as transaes regionais e/ou globais recebendo importante fluxo de capitais financeiros.

36. Comentrio

  • A princpio, pode-se dizer que as cidades globais esto sempre um passo a frente das demais. Tudo o que existe de novo no mundo chega primeiro nessas cidades. Tecnologia, moda, gastronomia, economia...sendo as mais importantes do pas e gerando desenvolvimento e crescimento ao pas.

37. imagem 38. Frase 14

  • O principal pressuposto das teorias contemporneas da cidade global e o de que as transformaes da economia mundial ocorridas a partir dos anos 70 e que chamaremos por hora de globalizao,alteraram o papel e as formas de organizao e estruturao das principais cidades mundiais,em especial aquelas com papel mais significativo no sistema econmico global.
  • As cidades globais so pontos nodais de relao entre a economia global e a nacional.
  • Abrigam bolsas de valores importantes para as transaes regionais e/ou globais recebendo importante fluxo de capitais financeiros.

39. Comentrio

  • A princpio, pode-se dizer que as cidades globais esto sempre um passo a frente das demais. Tudo o que existe de novo no mundo chega primeiro nessas cidades. Tecnologia, moda, gastronomia, economia...sendo as mais importantes do pas e gerando desenvolvimento e crescimento ao pas.

40. imagem 41. O processo de urbanizao no Brasil iniciou-se em 1532 com a fundao da Vila de So Vicente, no litoral paulista, o primeiro surto de urbanizao verificou-se no sculo XVIII, com o ciclo da minerao. E com isso a partir dos anos 1960, o poder pblico passou a intervir decisivamente na organizao do espao brasileiro. O projeto desenvolvimentista tinha como objetivos, alm da integrao nacional, a modernizao do territrio e o desenvolvimento da economia capitalista 42. 43. 44. FRASE :16 Segundo oIPEA(Instituto de Pesquisas Econmica Aplicada) o crescimento econmico do pas vem acontecendo e aumento cada vez mais por causa das cidades mdia, que so consideradas mdias a partir do momento que ali habitam de 100 mil a 500 mil habitantes. Essas cidades segundo oIPEAcrescem em mdia de 5,27% ao ano, por isso so to importantes para o crescimento do pas. 45. Comentrio:

  • Resumindo a minha frase, uma grande pas s cresce de acordo com o crescimento das mdias cidades e no s das grandes, assim que um pas vai se desenvolvendo.

46. Tabela: Crescimento das cidades 47. Por funo urbana entendem-se aquelas atividades econmicas, culturais, polticas, tursticas e religiosas que se destacam em um determinado municpio. Uma mesma cidade pode apresentar diversas funes, como So Paulo, que um grande centro financeiro de pesquisas, servios, turismo e industrial. 48. Comentrio

  • A frase mostra que os municpios do Brasil tm uma grande funo urbana por isso vrias cidades desenvolvem um grande papel em nosso pais, tais como So Paulo: que um grande centro financeiro de pesquisas, servios, turismo e industrial, tambm cidades como Braslia: grande centro poltico, Aparecida (SP): cidade religiosa, Ouro Preto: essencialmente turstica e muitas outras cidades culturalmente e economicamente.

49. Imagem 50. Frase 19 Regies metropolitanasAs regies metropolitanas a unio de grandes cidades com alguns outros municpios conurbados a ela.Na dcada de 70 haviam apenas 9 regies metropolitanas, hoje, esse nmero j chega a 33 regies. 51. ExplicaoRegio metropolitana aquela formada por um ncleo que no caso a cidade central e as zonas prximas a ela, formando assim uma metrpole.As cidades precisam ter uma alta integrao entre si, como semelhanas econmicas, polticas e culturais. Com o desenvolvimento do pas, o nmero de regies vem aumentando cada vez mais, e j chega a 33 regies metropolitanas. 52. 53. Quando no processo de expanso urbana uma metropole fundi-se a outra metropole denominamos de megalopole. 54. COMENTRIO

  • Megalopole a junao de de varias cidades (capitais) onde existe enorme rea urbana, com grande desenvolvimento.

55. 56. Frase 21

  • Tecnopolos so cidades onde so desenvolvidas tecnologia de ponta,em que seu produto principal constitudo por inovaes tecnolgicas, principalmente nas reas de semicondutores, informtica, robtica, telecomunicaes e biotecnologia. Portanto, so grandes centros de inovao e produo tecnolgica e situam-se nas reas prximas as metrpoles mundiais.

57. Explicao da frase

  • Tecnopolos so cidades prximas as metrpoles mundiais, porque so grandes centros de inovao tecnolgica e possuem um grande desenvolvimento e dessas inovaes tecnolgicas que so constitudos seu produto principal.

58. Anexo 59. Frase n 22 O aumento populacional nas cidades de porte mdio foi constante a partir da dcada 1980, tendo como principal causa a desconcentrao industrial. Fato tambm responsvel pela interiorizao dos crescimento econmico no Brasil. Fatores como benefcios fiscais, cidade com menor custo de vida e, consequentemente, mo-de-obra barata, melhoria nos sistemas de transporte e comunicao e melhor qualidade de vida, so motivos para inmeras indstrias deslocarem-se para esses centros, o que gera um rpido crescimento. 60. Explicao O crescimento populacional nas cidades de porte mdio est diretamente relacionado a desconcentraes industrias. Fato esse gerado por: menor custo de vida, mo-de-obra barata, melhor sistema de transporte e comunicao e melhor qualidade de vida. Esses fatos tambm so responsveis pela interiorizao das indstrias. 61. Ilustrao 62. 63. 64. 65. As favelas do planeta tero 1,4 bilho de habitantes em 2020, a mesma populao da china. A populao das favelas aumentam 2,2 % ao ano, partirculamente na frica onde a taxa de crescimento anual supera 4,5 %. At 2020, o Brasil ter 55 milhes de pessoas vivendo em favelas, o equivalente a 25 % da populao do pas, de acordo com projees demogrficas feitas pelo IBGE. 66. Comentrio

  • A frase mostra que a cada ano que passa a populao de pessoas que moram em favelas aumenta, o que mostra que a pobreza no Brasil esta cada vez maior o que causa o aumento de violncia .
  • A maioria das favelas sofrem de saneamento bsico precrio, m educao e alm de tudo no tem uma boa moradia . Porm o maior problema do Brasil e das favelas o trfico que muitas vezes ele que domina as favelas.
  • Mas no s o Brasil que sofre com o aumento de favelas, a frica um dos continentes mais pobres do mundo, e a maioria da populao se encontra em favelas .

67. 68. O Desenvolvimento econmico de um pais esta ligado ao seu sistema de transporte. Se o pas tiver mais diversidade e eficincia, maiores so as maneiras de circulao rpida de pessoas, fazendo como que haja renda para produtores e consumidores. Por outro lado, sistema de transporte de baixa qualidade, causa o retardamento das circulao de pessoas em pases mais pobres, dificultando os mesmos a terem renda alta. 69.

  • Pode-se perceber que o desenvolvimento de um pais depende de seus meios de transporte, sendo o mesmo de fundamental importncia para o local.
  • Dependendo de como seja a variao de meios de transporte em uma regio, seus cidados utilizam meios de circulao rpida, sendo assim, acumulao de renda. Pelo contrario, se h poucas opes de transporte, o cidado tem mais dificuldade de acumular renda.

Comentrio 70. 71. 72. 73. Transportes: Ferrovirio Rodovirio E Ilustraes 74. frase 28 No Brasil as rodovias constituem o principal meio de transporte utilizado,correspondendo a 60,5% de toda movimentao de cargas. Atualmente, so inmeros os problemas enfrentados pelos trabalhadores do transporte rodovirio: os prejuzos,s vezes,tambm so elevados e esto associados as longas distncias. 75. as rodovias tem a maior movimentao de carga do pas, s que as rodovias esto com muitos problemas, que os trabalhadores que utiliza as estrada enfrenta ex.: prejuzos e a distncia. 76. 77. Sendo de baixo custo e menos poluente , o transporte hidrovirio s tem a oferecer benefcios ao Brasil.O pas possui grandes possibilidades de aderir ao sistema hidrovirio, basta que todos entendam a sua importncia e aproveitem todo potencial brasileiro. 78. No Brasil,o sistema hidrovirio tem a oferecer lucros ao pas tanto econmicos como ambientais.Atualmente a poluio global um dos principais assuntos debatidos, e sendo menos poluente , o hidrovirio ajuda a combater a poluio. O pas possui rios potentes para ser navegveis , basta que esse sistema seja mais utilizado e reconhecido. 79. 80. So de trs ordens os impactos ambientais:impactos gerados a partir da implantao das obras,impactos resultantes das operaes e impactos nas reas de influncia indireta.A rea de influencia direta ,de fato, o prprio leito do rio, que o local onde se efetuam as principais intervenes.O impacto na rea de influencia indireta de uma infra-estrutura de transporte preocupao que inquieta a maioria dos ambientalistas. 81. Comentrio

  • Existem trs tipos de ordens sobre os impactos ambientais,esses impactos so:Impactos gerados a partir da implantao das obras,impactos resultantes das operaes e impactos nas reas de influencia direta.E o impactos ambientais onde o prprio leito do rio que o local onde se efetuam as principais intervenes.E sobre os impactos na rea de influencia indireta e de forma de uma infra-estrutura de transporte que esta deixando as pessoas inquieta e a maioria dos ambientalistas.

82. Imagem 83. Frase 31

  • O Brasil um grande produtor de soja.A plantao intensa na regio norte, onde o desmatamento grande,pois preciso uma grande rea para uma produo em larga escala.Umexemplo a Amaznia , que foi muito devastada.

84. comentrio

  • A produo de soja no Brasil cresce cada vez mais.Para que ocorra o crescimento na produo da soja necessrio uma grande rea para seu plantio.Na regio norte, mais precisamente na Amaznia , h um grande ndice de desmatamento gerado por produtores de soja.

85. Imagens 86. Frase 32

  • As regies produtoras agrcola esto apenas no comeo de seu crescimento, pois a iniciativa privada e o Estado brasileiro tem ajudado esses produtores criando formas de escoar seus produtos de forma mais rpida. Esse escoamento semelhante ao da explorao de Madeira do Amazonas, o preo dos produtos ficam mais barato e por sua vez mais competitivos.

87. Comentrio No Brasil comea a surgir vrias reas de produo agrcola, principalmente no Norte e no Centro-Oeste, porm o preo do produto dessas reas muito caro, pois o transporte dele difcil, fazendo com que o preo do frete aumente, dificultando a sada do produto das reas. O Estado brasileiro junto com a iniciativa privada tem criado formas de escoar esses produtos, criando corredores de exportao. Com isso os produtores conseguem vender seus produtos mais barato, ganhadopreferncia no mercado internacional. 88. Imagem 89. 90. Comentrio O corredor de exportao ligado ao porto de Santos foi o que teve um papel histrico mais importante devido ao ciclo de caf e o processo de industrializao em 1950. Mais tarde em 1970, por um investimento do estado, surgiram outros corredores, ligados a vrios tipos de comrcio. A instalao de portos e corredores de exportao esto ligados a recente expanso do agronegcio, tanto no norte como no centro-oeste. 91. 92. Todos ns somos parte da natureza, querendo ou no, quando matamos,matamos a ns mesmos sem que percebamos, e quando percebermos, talvez ser tarde demais. 93. Comentrio:

  • A natureza tem gritado por socorro, rios que antes eram limpos e navegveis, hoje esto poludos e se secando, florestas enormes e cheias de vida, agora so queimadas e destrudas aos milhes de hectares, apenas para dar lugar a pastos e ao que dizem ser progresso, mares antes calmos e repletos de vidas marinhas, hoje esto revoltos poludos e quase mortos.
  • Por, mais que a natureza grite o homem parece no ouvir, seus ouvidos esto tampados, pensam que o que se diz sobre os problemas ambientais e suas consequcias para com o mundo so apenas bobagens e exageros dos ambientalistas, ao final dizem que se a Terra sobreviveu durante tanto tempo a transformaes climticas e ambientais, que, no ser agora o homem responsvel por acabar com o planeta, e por mais uma vez a Terra ir superar mais uma mudana.
  • Diante da dureza e inflexibilidade do homem a natureza tem respondido cada vez mais alto e claramente que precisa de ajuda, estas respostas podemos ver quando assistimos o jornal, furaces devastadores, terremotos, maremotos, enchentes, secas, degelos das calotas polares, aumento do nvel do mar, twissunames, aquecimento global e uma srie de outros desastres ambientais.
  • Se a natureza o espelho de Deus, ento podemos ver que Deus no est nada satisfeito com o homem e suas atitudes, devemos nos preocupar mais e nosconscientizar de que nosso dever bem da natureza, para que as prximas geraes tenham uma boa qualidade de vida e para que a natureza sobreviva por muito e muito mais tempo.

94. 95. 96. ComentrioNesta expedio, segundo os especialistas, foram encontrados pelo menos quatro espcies novas de aves e uma nova de macaco. Eles tambm identificaram diversos tipos de insetos e plantas que ainda esto em estudo para saber se so novas ou no. E isso leva a uma grande biodiversidade, porque cada ambientes tem espcies novas. 97. 98. Frase 39

  • Odomniomorfoclimtico daAmaznia um domnio de terrasbaixas, rea de floresta equatorialriqussima, com biodiversidadeem relaoa fauna, florae coleta de drogas medicinais. Os solos so poucos frteisem razo a elevadapluviosidade, apenas nas reas das vrzeas dos rios encontramos solos naturalmente frteis. Atualmente grande a devastaonaAmaznia , os desmatamentos,queimadas, extino de espcies , explorao de garimpo, faz com que todos se preocupemcom seu futuro afinal se trata da maior reserva florestal do mundo.

99.

  • Por se tratar da maior reserva florestal do mundo, chama-se ateno por suas riquezas naturais e com isso a ambio do homem. Os desmatamentos so constantes e em ritmo bem acelerado. Os garimpos por mais que se tenha fiscalizao, causam um impacto ambiental muito grande alm de polurem rios e seus afluentes, existe tambm a poluio visual, so reas que foram devastadas pela ambio do homeme que no tem como ser restaurada, fora outras atividades abusivas que prejudicam o ambiente como a agricultura e pecuria em rea de preservao. A ignorncia do homem tem acabado com o que de mais precioso para o ser vivo, as riquezas naturais .

100. 101. A mata atlntica corresponde ao segundo grade complexo de florestas tropicais brasileiras.tem um eixo longitudinal norte-nordeste e sul-sudeste que lhe imprime um forte carter azonal, ao qual se acrescentam grandes diferenas morfolgicas e topogrficas. Outra caracterstica importante desse domnio a presena de resqucios de cerrado em seu interior,de campos rupestres nas regies de maior altitude e mangue e restingas em seu litoral.Encontramos ainda nesse imenso domnio as reas de mares de morros, zonas de mais profunda decomposio das rochas e intensa mamelonizao. 102. Comentrio

  • A mata atlntica uma das maiores florestas do Brasil. Por ter um timo clima que favorece muito esse lugar dando-lhe
  • caractersticas morfolgicas e topogrficas, existe tambm nessa floresta altitude morrose mangues terrenos planos como os litorais por isso uma floresta completa.Cheia de apretestos que encantam.Alm dessa beleza ela essencial para a natureza.

103. Anexo 104. 105. 106. 107. Frase n 43 O cerrado um domnio que apresenta grandes diversidades ,em seu solo,clima e vegetao.Ele ocupa principalmente a regio centro-oeste e estende-se pelo Brasil central,sul do Maranho,oeste da Bahia e parte de Minas Gerais,ocupando 25% do territrio brasileiro.Seu solo tem-se destinado a atividade agrcola,que fez com que esse domnio se tornasse uma economia rural de grandes propores. 108. Comentrio O cerrado tem clima tropical,alternadamente mido e seco.O inverno uma estao chuvosa,que chove de 6 a 7 meses.O vero de muita seca,onde as temperaturas chegam a atingir os 26c.Sua vegetao composta de rvore de pequeno porte,com troncos e galhos retorcidos,folhas duras,razes profundas para absorver a gua dos lenis freticos nos perodos de seca,e o cho coberto de gramneas..Um fenmeno freqente no cerrado,so as queimadas,derivadas de fatores naturais.As queimadas so relativamente benficas ao solo,pois favorece a incorporao da matria orgnica,e tambm a vegetao estimulando seu desenvolvimento. 109. Anexo: 110. FRASE 44 A natureza algo natural, mas que sofre transformaes com a idia do homem e a cultura de cada povo, em que ao passar do tempo vai sofrendo cada vez mais modificaes. 111.

  • COMENTRIO
  • O conceito de natureza aplicado a tudo aquilo que natural, ou seja, um ambiente que no sofreu interveno do homem. Mas atualmente esse espao tem-se modificado de uma forma muito rpida para servir de suporte para produzir e para viver, dessa forma, a natureza sendo transformada pelo homem,acaba por se tornar uma coisa no natural.

112. 113. Frase n 45

  • Os aqferos so estoques de gua no subsolo,que esto a uma grande profundidade inclusive o dos lenis freticos.O aqfero Guarani um dos maiores e principais que se situa na Amrica do Sul e se localiza nos territrios:brasileiro,paraguaio,uruguaio e argentino.Seu nome foi dado em homenagem aos ndios Guarani que moravam nessas regies.O aqfero criado pelo acmulo de gua no subsolo durante milhes de anos.Os aqferos so estoques importantes para o futuro.

114. Comentrio

  • Os Aqferos so guas fundas no subterrneo,que demoram muito tempo para se formar.Eles representam estoques para o futuro.O Aqfero Guarani se localiza em territrios da America do Sul, e possui este nome em homenagem ao ndios q l viviam.

115. Imagem do Aqfero Guarani 116. 117. 118. 119.

  • FRASE 47
  • A poluio do ar realmente passou a ser considerado um problema ligado a sade publica decorrente a utilizao de automveis,a poluio atmosfrica forma sobre a cidade uma espcie de neblina,denominada smog que torna o ar mais escuro e limita a viso do horizonte o ar poludo penetra nos pulmes e causa ou agrava varias doenas,em especial a do sistema respiratrio , as cidades brasileiras muito poluda apresentam temperaturas cada vez mais elevadas e sempre superiores as das reas vizinhas.

120. 121. 122. Frase 48 Excesso de construes, poluio do solo, nmero de aterros sanitrios insuficiente, populao consumista e falta de educao e conscientizao ambiental da populao tem prejudicado o meio ambiente e provocado conseqncia graves ao homem. 123. Atitudes simples como diminuir o consumo, separar o lixo orgnico do seco, preservar as rvorespodem contribuir bastante para evitarmos problemas ambientais como enchentes, poluio do solo e diminuir o processo do aquecimento global. 124. 125. Ilhas de calor corresponde ao aumento das temperaturas dos centros das grandes cidades que esta associado impermeabilizao dos solos dos centros urbanos. Uma das melhores formas de evitar as ilhas de calor corresponde manuteno de reas verdes no centros urbanos. 126. Explicao

  • Estes problemas ocorre devido de grandes ruas asfaltadas, falta de arvores, e muita poluio.
  • O meio para melhorar um pouco desta situao seria fazer pequenos centros de reflorestamento nas cidades, ento no iria haver a chamada ilhas de calor.

127. Ilhas de calor 128. Frase 50 Utilizada como uma tcnica agrcola a queimada facilita e agiliza o trabalho do agricultor, porm provoca danos ao meio ambiente e acelera o efeito estufa. 129. Estudos cientficos apontam o alto ndice de queimadas no nosso pas, fato preocupante pois esta tcnica destri reas verdes, empobrece o solo e acelerao efeito estufa. 130. 131. 132. Comentrio Com base no que entendi que vooramento que um grande enfraquecimento do solo ou um processo de agresso ao solo e falta de fortalecimento da terra para plantio agrcola. E a ao de homem pode acelerar esse processo fazendo a retirada da cobertura original do solo, com a realizao de aragem e reduo da matria orgnica. Para fazer a recuperao e vooroca a melhor medida a preveno e o controles dos manejos do solo. 133.