Aula01 introducao

of 33/33
Gestão do Desenvolvimento WEB 28 horas Prof. Joaquim Lopes Júnior
  • date post

    24-Dec-2014
  • Category

    Technology

  • view

    268
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Disciplina de Gestão do Desenvolvimento WEB.Introdução

Transcript of Aula01 introducao

  • 1. Gesto Desenvo do l vi m e n t o W EB 28 horasProf. Joaq uim Lope s Jnior
  • 2. Professor Joaquim Lopes Jnior [email protected] @joaquimlopesMestre e Bacharel em Cincia da Computao pela UFMG cuja dissertao abordou aspectos de gesto gil de desenvolvimento de software, diretor da F6 Sistemasonde coordena projetos de software 3 camadas, coordena e ministra treinamentos com foco em melhores prticas para desenvolvimento para WEB na PHPrime Training.Entre 2006 e 2010 trabalhou como consultor para a UFMG em projetos de desenvolvimento de software para o governo de Minas Gerais.
  • 3. Objetivos da DisciplinaDiscutir aspectos tradicionais e geis de gesto de desenvolvimento de softwares Oferecer ferramentas para tomada de deciso a respeito de quais tcnicas utilizar em cada contextoEntender as necessidades especficas para gesto de projetos WEBConhecer os nveis de maturidade dos modelos CMMI e MPS.BR, e as suas recomendaes relacionadas a gesto de projetos
  • 4. Objetivos da DisciplinaDiscutir as peculiaridades do desenvolvimento na velocidade da internetConhecimento de PMBOK e Certificaes Scrum Master e PMPUtilizar ferrametnas de apoio a gesto para internet.
  • 5. EmentaPor que se investir tempo em gesto do desenvolvimento?Gesto de desenvolvimento segundo as abordagenstradicionais: espiral e cascata. Abordagens geis para gestodo desenvolvimento de aplicaes: SCRUM e prticas domtodo Extreme Programming. Recomendaes de gestodos modelos CMMI e MPS.BR aplicadas ao DesenvolvimentoWEB. Ferramentas de apoio a Gesto de DesenvolvimentoWEB. PMIBOK. Frameworks e Gesto de configuraes. Mini-projeto e estudo de caso.
  • 6. Contedo ProgramticoAula 1 Introduo O que a WEB tem de diferente? Classificao do tipo de projeto: sob-demanda, SaaS, Rede Social, portal, etc. Influncia do Modelo de Negcio na gesto
  • 7. Contedo ProgramticoAula 2 Modelos Tradicionais de Gesto de Desenvolvimento Fases do Projeto Ciclo de Vida Gesto de Requisitos Gesto de Qualidade Gesto de Riscoss
  • 8. Contedo ProgramticoAula 3 Mtodos geis :: Scrum Introduo a Mtodos geis Fundamentos do Manifesto gil O que o Scrum Contextos para aplicao do Scrum Elementos do Scrum Definies Bsicas Papis Artefatos Prticas Meetings - Reunies
  • 9. Contedo ProgramticoAulas 3 e 4 Mtodos geis :: Extreme Programming O que o XP? Diferena entre Scrum e XP :: aproveite o melhor de cada mtodo Contextos para aplicao do XP Elementos do XP Valores Prticas Desafios para adoo de mtodos geis Estudo de caso
  • 10. Contedo ProgramticoAula 5 Modelos de Maturidade CMMI e MPS.BR Introduo aos modelos de maturidade Objetivos dos modelos de maturidade Nveis de Maturidade Anlise das recomendaes relacionadas a gesto de projeto Relao dos objetivos desses modelos e suas recomendaes com as prticas de gesto tradicionais e geis
  • 11. Contedo ProgramticoAula 6 Certificaes ScrumMaster PMP Project Management Professional
  • 12. Contedo ProgramticoAula 6 Tendncias Management 3.0
  • 13. Contedo ProgramticoAula 7 Laboratrio :: Frameworks e Gesto de Configuraes Trac / Redmine Anlise de Frameworks Comunidade ativa Modelo MVC Design Pattern OO Design Patter ORM Compatibilidade com Mltiplos Bds frameworks de Bds. Templates Segurana e Caching Facilidade para se trabalhar com Ajax Compatibilidade com verses mais atuais da linguagem
  • 14. Contedo ProgramticoAula 8 Laboratrio :: Frameworks de Desenvolvimento Critrios de escolha Design Patterns MVC OO ORM Compatibilidade com Bds Templates Segurana e Caching Trabalho com Ajax
  • 15. IntroduoO que a WEB tem de diferente? Competio desenfreada Ciclos de Vida Curtos Entregar valor cada vez mais rpido
  • 16. IntroduoO que a WEB tem de diferente? Problemas devido a ciclos de vida curtos Qualidade Modelos de maturidade e melhoramento de processos Tratam de processos disciplinados e estveis Ciclos de vida mais longos
  • 17. Introduo A INTERNET precisa de equilbrio entre flexibilidade e metodologia disciplinada
  • 18. IntroduoGrandes corporaes que iniciaram utilizao de mtodos geis: Microsoft e Nestcape
  • 19. IntroduoCenrio de desenvolvimento para internet Rush-to-market. Corrida acelerada para entregar cada vez mais rpido Facilidade de Implantao (Deploy)
  • 20. IntroduoCenrio de desenvolvimento para internet Mercado diferenciado Novos grupos de usurios Novas perspectivas e ferramentas: integrao com mapas, redes sociais, dispositivos mveis. Falta de experincia
  • 21. IntroduoCenrio de desenvolvimento para internet Qualidade Negocivel Velocidade x Erros aceitveis
  • 22. IntroduoDesenvolvimento em paralelo Linhade Montagem para desenvolvimento de software Todas as fases do desenvolvimento ocorrem ao mesmo tempo, em releases diferentes Pode-seiniciar o desenvolvimento de partes antes de se conhecer o todo
  • 23. IntroduoLiberaes Mais Frequentes Usurios esto acostumados a receber novidades com muita frequncia. Isso faz parte da definio de bom Entregue um conjunto menor de features, mas entregue sempre
  • 24. IntroduoLiberaes Mais Frequentes Gesto Fluda de Requisitos Requisitos so adiados para releases prximos Requisitos podem ser inseridos de ltima hora para atender ao mercado Diminuio dos impactos do adiamento porque a prxima verso no demora
  • 25. IntroduoDependncia de Ferramentas Codificao IDEs e Frameworks Testes automatizados Build automatizado
  • 26. IntroduoClientes infiltrados Para se desenvolver rpido necessrio feedback Rpido De qualidade Features, Prazos e Custos No mundo tradicional - agendamentos Reunies Comits
  • 27. IntroduoClientes infiltrados Facilita lidar com requisitos volteis e confusos, com dificuldade de priorizar Priorizao para se criar os releases seguintes Maior envolvimento permite menos esforos com gesto de requisitos Melhor agrupamento de requisitos p/ releases
  • 28. IntroduoArquitetura Estvel Reso de componentes Padro de comportamento dos componentes Ex.: Modelo MVCArquitetura comum ainda entre diferentes projetos.
  • 29. IntroduoReutilizao de componentes No reinvente a roda Utilize orientao a objetos (escolha a linguagem certa) Cuide bem das interfaces dos componentes Teste-as muito bem Cada componente bom uma economia no futuro
  • 30. IntroduoIgnore a manuteno Depende do foco Hotsites x Portais x Sistemas de Informao Documentao enxuta
  • 31. IntroduoAjuste a metologia diariamente Tenha prticas de avaliao da metodologia Ajuste para ganhar mais velocidade e qualidade Recomenda-se utilizar um processo padro no muito rgido Cada projeto estende esse processo
  • 32. IntroduoDificuldades de Gerenciamento de Software Intangvel A ponte demorando a ser construda voc v No padres de processo Muitas pontes j foram criadas ao longo de sculos Projetos grandes no tm caractersticas que se repetem
  • 33. IntroduoTipos de Projeto SaaS Comprometimento com updates e correo de bugs Redes Sociais Agilidade e tratamento de volume Portais Vrios pblicos utilizando Sob-demanda Cliente bem definido Possvel especificar plataforma