Ben&Jerry's Comércio Justo

of 20 /20

description

Ben&Jerry's Comércio Justo

Transcript of Ben&Jerry's Comércio Justo

A História de

Ben&Jerry’s

Em 1966, numa aula de ginástica, Ben Cohen e Jerry

Greenfield chegam à conclusão de que detestam correr

mas adoram comida. Passados alguns anos, em 1978,

depois de Ben ser despedido de vários trabalhos

temporários, Jerry falha pela segunda vez a admissão

em Medicina. Uma vez que comer era a verdadeira paixão

de ambos, decidem fazer um curso por correspondência

de $5 sobre como fazer gelados e abrem a sua primeira

geladaria numa bomba de gasolina abandonada em

Burlington, Vermont.

Os seus gelados caseiros, feitos com leite e natas

frescas de Vermont, tornam-se rapidamente famosos

na comunidade local. Como Ben não tem paladar, confia

naquilo a que chama “sentido da boca”. E assim, grandes

pedaços de chocolate, fruta e frutos secos transformam-

-se na assinatura da marca. Apesar de nem sempre

concordarem com o tamanho de cada pedaço, uma coisa

é clara: querem divertir-se. Tal como Jerry afirmou,

“se não for divertido, porquê fazê-lo?”.

Nos primeiros tempos, Ben e Jerry concluem que

a contabilidade não é o seu forte. Depois de dois meses

de funcionamento, encerram a loja e penduram um cartão

à entrada, onde se lê: “Estamos fechados para perceber

se estamos a fazer algum dinheiro”. De facto, não estavam.

Mas aprendem a lição e, a partir de 1979, começam a

vender pints de gelado na carrinha pão-de-forma VW de

Ben. O resto, como ambos dizem, é história.

A Nossa História

03

Ben&Jerry’s e o

Comércio Justo

05

06

...Comércio Quê?

JUSTOO Comércio Justo é um movimento

que procura alternativas para o comércio internacional, com o objectivo

de melhorar as condições de vida dos pequenos produtores de países em vias

de desenvolvimento e garantir a sustentabilidade ambiental.

Baseia-se numa parceria comercial entre produtores, empresas e consumidores.

Oferece aos produtores uma oportunidade para melhorarem as suas vidas e planearem o futuro e representa uma forma acessível

para empresas e consumidores contribuírem para a redução da pobreza através dos seus

actos de compra.

– melhores condições comerciais

– um preço justo pelas matérias-primas que produzem

– direitos de trabalho dignos

– contratos de longa-duração assegurados

– pré-financiamento da produção até 60%

– melhorias dos métodos de cultivo

– benefícios para o dia-a-dia das suas comunidades:

• construção de escolas

• programas de alimentação

• cuidados médicos

...e muito mais!

O que ganham os produtores?

Sabias que...

As associações de Comércio Justo

desenvolvem campanhas de

sensibilização e de pressão

política para fomentar em

todos nós um consumo mais crítico e consciente?

07

A Fairtrade Labelling Organization (FLO) é responsável pela certificação de produtos

de Comércio Justo a nível internacional.

Para a FLO, um produto apenas terá o selo de Comércio Justo se assegurar um conjunto

de critérios baseados em factores sociais, comerciais e ambientais.

Critériosdo COMÉRCIO JUSTO

Preço mínimo estável

Prémio Social para

melhoria das condições de vida

das comunidades

Relações comerciais

de longo-prazo Apoios financeiros

a produtores

Critérios Comerciais

1-2-

3-

4-

Condições de trabalho dignas Desenvolvimento de projectos

comunitários Democratização de processos

de decisão Ausência de descriminação Combate ao trabalho infantil

Critérios Sociais

1-2-

3-

4-5-

Listagem de substâncias proíbidas Práticas de cultivo amigas do ambiente Promoção de técnicas orgânicas Não utilização de organismos geneticamente modificados

Critérios Ambientais

1-

2-

3-4-

08

E o preço é...Justo!

PREÇO JUSTO

Num sistema de Comércio Justo, existe um “preço mínimo” associado à maioria dos produtos. Este valor, que

cobre os custos de produção sustentável e assegura a subsistência

dos produtores e suas famílias, é estabelecido tendo em conta a

realidade dos diferentes países de origem das matérias-primas, num

processo transparente, onde intervêm não só os comerciantes, mas também alguns peritos, consultores de ONGs e os próprios produtores.

Assim, mesmo que o valor de mercado de um determinado bem esteja abaixo do custo de produção, o seu produtor sabe que poderá sempre contar com o pagamento do “preço justo”. Se, pelo

contrário, o seu valor de mercado estiver acima do que foi estabelecido como “preço justo”, será praticado

o maior valor.

Para além do “preço mínimo”, as organizações produtoras certificadas recebem também um “Prémio Social”, um valor adicional para investirem em projectos de desenvolvimento sociais, económicos e ambientais,

escolhidos por si. Tudo é feito de forma democrática,

reinvestindo-se nas quintas, cooperativas e comunidades.

comerciantes

consultores de ONG’sprodutores

Preço Mínimo Prémio Social+

Caso 1: Conocado

A cooperativa CONOCADO procura exportar directamente os seus produtos para os mercados consumidores,

eliminando a dependência em intermediários.

Onde é aplicado o Prémio Social?O cacau representa 90% do salário dos seus membros e o Fairtrade

Premium que recebem pela sua venda contribui para melhorar o dia-a-dia de todos.

Graças ao Comércio Justo, a CONOCADO construiu um viveiro, onde os agricultores encontram a um preço acessível frutos e vegetais para

cultivarem, de modo a assegurar parte da alimentação das suas famílias.

Inspirados pela CONOCADO, alguns produtores até criaram associações e lançaram-se em pequenos negócios de produção de vinho, licores, doces,

chocolates e fertilizantes orgânicos.

Apoios da CONOCADO aos seus membros:• Assistência técnica e formação, para melhorar a qualidade do cacau

• Empréstimos sem juros e acesso a crédito• Espaço de armazenagem e apoios na distribuição

• Fundos para desenvolvimento de projectos locais

Ano de criação1988

Nº. de membros9000

ParceriasTate & Lyle (UK)

Principal produtoCacau

Fonte: Transfer USA

Todos ficam a ganhar!

09

Apresentamos aqui algumas das organizações responsáveis pela promoção do Comércio Justo no Mundo.

Fundada em 1989, inicialmente sob a sigla IFAT (ou Associação Internacional de Comércio Justo), desenvolveu um sistema de monitorização para certificar as organizações que demonstrem seguir os critérios de Comércio Justo. Representa hoje a maioria dos actores de Comércio Justo do Norte e do Sul: cooperativas, exportadores, importadores, comerciantes, ONGs e outras entidades.

WFTO - Organização Mundial de Comércio Justo

Responsável pela certificação dos produtos de Comércio Justo a nível internacional, foi criada em 1997 e é actualmente um dos grandes motores deste sistema.• Define os critérios de Comércio Justo• Realiza auditorias comerciais, tendo em conta

esses critérios• Apoia produtores em todo o Mundo • Desenvolve uma estratégia global para o

Comércio Justo• Promove a justiça no comércio internacional

FLO - Fairtrade Labelling Organization

É uma associação dos 11 maiores importadores de produtos de Comércio Justo europeus, que procura facilitar a cooperação entre os seus membros, promove a troca de informação,

organiza encontros entre todos e tem uma equipa permanente em Bruxelas, que dá voz ao Comércio Justo nas instituições europeias.

EFTA – Associação Europeia de Comércio Justo

Nasceu em 1994 e engloba hoje quase 3.000 lojas de Comércio Justo europeias. Também conhecidas por “Lojas do Mundo”, estas têm como grande objectivo a promoção dos valores Fairtrade,

através da venda de produtos certificados, da divulgação de informação e do desenvolvimento de campanhas de sensibilização.

News! – Rede Europeia de Lojas de Comércio Justo

Quem é quem? O Comércio Justo no MundoO Comércio Justo está presente em mais de 100 países em todo o Mundo. Descobre alguns deles neste mapa…

Sabias que...

Em Portugal, também há associações de Comércio

Justo? Descobre quais nas páginas 16 e 17

Nós também queremos estar

a azul!

ArgentinaBelizeBolíviaBrasilChileColômbiaCosta RicaCubaRepública DominicanaEquadorEl SalvadorSri LankaGuatemalaHaitiHonduras

JamaicaMéxicoNicaráguaPanamáParaguaiPeru BeninBurkina Faso Tailândia CamarõesIlhas ComorosRp. Dem. CongoEgiptoEtiópiaGhanaCosta do Marfim

QuéniaMadagáscarMalawiMaliVietnameMarrocosMoçambiqueRuandaSenegalSerra LeoaÁfrica do SulTanzâniaTogoTunísiaUgandaZâmbia

Principais países produtores de produtos Fairtrade Maiores países compradores de produtos Fairtrade

ZimbabuéChinaTimor-LesteÍndiaIndonésiaKyrgyzstanLaosPaquistãoPalestinaPapua Nova GuinéFilipinasAustráliaÁustriaBelgicaCanadáDinamarca

FilândiaFrançaAlemanhaIrlandaJapãoItália LuxemburgoMéxicoHolandaNova ZelândiaNoruegaÁfrica do SulEspanhaSuéciaUKUSA

10

Fairtrade em NúmerosTodos os anos, a FLO divulga um relatório do Comércio Justo no Mundo. Apresentamos-te os dados da versão mais recente deste documento (2008-2009):

Os Produtores• Existem 746 organizações produtoras de Comércio Justo em todo o Mundo.• E são mais de 1 milhão os produtores em nome individual.• Em 2008, o Comércio Justo beneficiou cerca de 5 milhões de pessoas (produtores e suas famílias).

• Os produtores de Comércio Justo, em 2008, receberam no total um Prémio Social de 43 milhões.

Os Produtos• Mais de 27 milhões de peças feitas com algodão Fairtrade foram vendidas em 2008, quase o dobro do ano anterior.

• Em alguns países, produtos certificados como o Chá, o Café ou as Bananas têm já uma quota de mercado de mais de 20%.

• Em 2008 como correu a venda de produtos Fairtrade? - As vendas de chá duplicaram - As vendas de bananas cresceram 28% - 9 milhões de litros de vinho foram consumidos, mais 57% que em 2007.

Em resumo...• A venda de produtos Fairtrade tem crescido a uma média anual de 40%, nos últimos 5 anos.

• Em sete países, as vendas de Comércio Justo aumentaram 50% ou mais, só em 2008.

• A nível global, o valor de mercado dos produtos de Comércio Justo cresceu 22% em 2008, chegando quase aos 3 mil milhões de euros.

• Em média, 1 em cada 2 consumidores nos países desenvolvidos conhecem o selo de Comércio Justo.

• Mais de 2.700 empresas têm o selo Fairtrade nos seus produtos.

Caso 2: Belize Sugar Cane Farmers Association

A Associação de Produtores de Cana de Açúcar do Belize é já centenária, mas só recebeu a certificação de

Comércio Justo em 2008. No primeiro ano, 100% da produção certificada foi vendida e os seus agricultores receberam um Prémio Social de €2,3 milhões de euros.

Como foi aplicado?

Na Educação• 1.100 bolsas de estudo oferecidas para o ensino secundário

• Lançamento de um programa de alimentação para escolas primárias, englobando 6.600 alunos

• Criação de 4 centros de educação avançada para agricultores

Na Indústria• Distribuição de 1.130 toneladas de fertilizantes, para revitalizar

as terras depois dos furacões.• Desenvolvimento de um projecto para a utilização exclusiva de

produtos aprovados pelo Comércio Justo nas quintas• Reparação de estradas.

Ano de criação2008

Nº. de membros6000

Produção anual13 mil toneladas

Principal produtoAçúcar

Fonte: Tate & Lyle

11

Um produto pode obter esta certificação por duas vias distintas.

...será Fairtrade?

Via Integrada

Se do produtor ao consumidor tiver apenas passado por organizações de Comércio Justo, sendo importado e distribuído por estas. Poderás encontrar nestes produtos algumas das seguintes etiquetas:

Via da Certificação

Quando tem origem em organizações de Comércio Justo mas chega ao consumidor através de empresas convencionais. Neste caso, o produto terá o selo Fairtrade da FLO:

Lista de compras...

pãoguardanaposchocolatesbolachasbananasmaçãsazeite

Procura este selo!

Obrigado!

12

Eu alinho! E não fico por aqui…

Vou divulgarPodes ajudar a passar a palavra. Nos sites das

organizações de Comércio Justo, encontras documentos informativos, que poderás

partilhar com os teus amigos.Na página da Ben&Jerry’s Portugal no Facebook,

deixamos-te os contactos destas organizações e dicas para um consumo mais responsável. Fica a par das

notícias mais recentes sobre esta temática, participa nos quizzes, descobre onde comprar produtos

certificados, anota os eventos em agenda e mostra a todos que apoias o Comércio Justo.

Gostavas de fazer mais por este movimento?

facebook.com/benandjerrys.pt

Quero fazer maisSe, além de escolheres

produtos com o selo Fairtrade e de divulgares os valores do

Comércio Justo, sentires que podes fazer ainda mais,

torna-te voluntário de uma organização de Comércio Justo.

Vira a página e descobre qual a mais próxima.

Passaporte Fairtrade

Por um Mundo mais Justo!

Assinatura:

Nome:

País:

Idade: Profissão:

Cola aqui a tua fotografia!

Viagens

justas!

13

Os meus spotsEstás a par dos principais spots do Comércio Justo, em Portugal? Toma nota

das organizações de Comércio Justo e também

das ONGs e entidades privadas que mais têm divulgado os valores

Fairtrade, no nosso país.

ORGANIZAÇÕES DE COMÉRCIO JUSTO

Almada: Mó de Vida - Calçadinha da Horta, 19http://www.modevida.com/Amarante: Equação - Tâmega Park, Armazém 12, Lugar de Ramoshttp://equacao.comercio-justo.orgBarcelos: Alternativa – Presença em feiras e bancashttp://alternativa.comercio-justo.orgBraga: Alternativa - Loja do Mundo na Rua D. Diogo de Sousa, 119 http://alternativa.comercio-justo.orgGuimarães: Cor de Tangerina – Restaurante no Largo Martins Sarmento 89http://cor-de-tangerina.blogspot.com/Lisboa: Cores do Globo – Presença em feiras e bancashttp://coresdoglobo.org/�Porto: Reviravolta - Loja do Mundo no Núcleo Rural Parque de Cidade http://reviravolta.comercio-justo.org/Tondela: Cooplaneta - Rua da Ponte Velha, Torre, Ferreirós do Dãohttp://cooplaneta.org/

OUTRAS ORGANIZAÇÔES

Amarante: Aventura Marão Clube - Bar/Restaurante/LojaCasa de Juventude e Cultura, Avª General Silveira http://www.aventuramaraoclube.com/Aveiro: ORBIS - Loja do Mundo no Edifício CUFC, Rua João Jacinto Magalhães, Campusloja on-line: http://lojaonline.orbiscooperation.orghttp://www.orbiscooperation.orgAveiro: SULloja on-line: http://www.sul-online.org/catalogo.asphttp://www.sul-online.org/Lisboa: Agência ODMhttp://www.agenciaodm.orgLisboa: CIDAChttp://www.cidac.pt/Lisboa: IMVFhttp://www.imvf.org/Lisboa: ISUhttp://www.isu.pt/Lisboa: OIKOShttp://www.oikos.pt/

ENTIDADES PRIVADASAmadora: Ecos do Sul – Largo Cristóvão da Gama, 6A, Damaia de Baixo http://ecosdosulmarionetasdomundo.blogspot.com/Caldas da Rainha: Bons Sinais, blog de Luís Pachecohttp://bons-sinais.blogspot.com/

BragaGuimarães

Caldas da Rainha

Barcelos

Amarante

Amadora

AlmadaLisboa

Aveiro

Porto

AlternativaAlternativaCor de TangerinaAventura Marão ClubeReviravolta

ORBISSUL

Bons Sinais

Ecos do SulCores do GloboAgência ODMCIDACIMVFISUOIKOSMó de Vida

14

A notícia do Ano!

Através do seu compromisso com o movimento internacional de Comércio Justo, a Ben&Jerry’s procura melhorar as condições de vida dos pequenos produtores.

Assegura que os benefícios da sua actividade se revertem em projectos ecológicos e sociais, reduzindo

ou até mesmo eliminando desequilíbrios que contribuem para situações de pobreza.

Em 2005, a Ben&Jerry's utilizou café certificado no sabor Coffee Coffee Buzz Buzz, nos EUA. Um ano depois, lançou o

pirmeiro gelado de baunilha Fairtrade do Mundo.

Hoje, a gama disponível em Portugal tem cinco sabores com este selo: Vanilla, Vanilla Toffee Crunch, Chunky Monkey,

Chocolate Macadamia e Fairly Nuts. Anunciamos o nosso grande compromisso: Até 2012, todos os

sabores vão receber a certificação de Comércio Justo!

“O conceito de troca justa está ligado aos

nossos valores. Ninguém quer comprar algo

feito à custa da exploração dos outros”.

15

16

É delicioso e conta com dois ingredientes de Comércio Justo: a baunilha e o açúcar.

Podes prová-lo à bola, na loja Ben&Jerry’s, no Chiado. Copo, cone ou a

acompanhar um bolo… tu escolhes!

Sabias que este é o gelado preferido do Jerry? Foi criado há 25 anos e recebeu o

selo de Comércio Justo em 2007. A baunilha, o cacau e o açúcar deste

crocante sabor têm certificação Fairtrade.

Para o Ben, este gelado de banana com pedaços de chocolate e nozes é top! A receita, muito original, tem três

ingredientes cultivados segundo as normas Fairtrade. Estão assinalados nas placas,

já sabes quais são?

Um sabor com missão! As nozes de macadamia foram cultivadas de forma sustentável no Malawi e envoltas em

chocolate Fairtrade, antes de aterrarem num gelado de chocolate e baunilha de

Comércio Justo.

Sabores de Comércio JustoAgora que já sabes os nomes dos sabores que, até ao momento, receberam o selo Fairtrade, descobre de que são feitos e de onde vêm os

seus ingredientes de Comércio Justo…

Açúcar

Belize

Cacau

República Dominicana

Baunilha

Índia

Açúcar

Belize

Cacau

República Dominicana

Baunilha

Índia

Açúcar

Belize

Cacau

República Dominicana

Bananas

Equador

Baunilha

Índia

Cacau

República Dominicana

17

Açúcar

Belize

Amêndoas

Paquistão

Baunilha

Índia

No comércio tradicional, os pequenos agricultores vendem as matérias-primas a um

preço muitas vezes abaixo do custo de produção. A maioria dos lucros é gerada fora

dos países de origem dos ingredientes.

Pelo contrário, com o Comércio Justo os produtores recebem um valor digno pelo seu trabalho. A Ben&Jerry’s acredita que é este o modelo certo e por isso lançou aos seus

consumidores de todo o Mundo o desafio de criar um novo sabor, totalmente alinhado

com os valores Fairtrade.

O concurso chamou-se “Do the World a Flavour” e teve como grande vencedora Toni Gunisson, dos EUA, que sugeriu um gelado de

caramelo, com praliné de amêndoas e remoinhos de caramelo.

E assim nasceu Fairly Nuts!

Fairly Nuts, a novidade!

As amêndoas Fairtrade do Fairly Nuts vêm da “Mountain Fruits”. Esta cooperativa de Comércio Justo, com 2.253 agricultores associados, está localizada no

Nordeste do Paquistão e exporta anualmente mais de 100

toneladas de frutas e nozes

Produção sustentávelAs plantações da Mountain Fruits são regadas com águas glaciares das montanhas de Karakorum e dos Himalaias. Nas colheitas, utilizam-se

técnicas agrícolas orgânicas. A secagem dos frutos frescos é feita ao sol, respeitando o ambiente.

Benefícios para todos!O prémio social que as comunidades da zona recebem pela venda de fruta certificada foi recentemente aplicado na compra de materiais e

livros escolares, em melhorias nos sistemas de irrigação, na construção de um novo recreio e de tanques de água, na compra de um gerador e

algumas máquinas de coser e nas propinas dos alunos das famílias mais pobres. Foi a comunidade que decidiu onde usar este valor.

Produção AnualAlperce

60 toneladasAmêndoa

20 toneladasNoz

15 toneladasCaroço de Alperce

8 toneladasCasca de Caroço de Alperce

3 toneladasCasca de Noz3 toneladas

Maçãs2 toneladas

Caso 3: Mountain

Fruits

18

Um Compromisso Global …por um Mundo mais Justo!

Todos os ingredientes que possam ser obtidos através de políticas de Comércio Justo, agora ou no futuro, serão apenas utilizados pela

Ben&Jerry's se forem certificados como tal.

Vão ser convertidos mais de 121 pedaços e remoinhos, feitos à base de onze ingredientes

diferentes, entre os quais cacau, banana, baunilha e frutos secos.

Este processo transformará a vida de mais de 24.000 agricultores. Vamos assegurar-nos de

que todos recebem o lucro a que têm direito e que lhes é disponibilizado um prémio social

para a melhoria do seu quotidiano.

Esperamos ajudá-los a conseguir permanecer nas suas terras e a manter os seus negócios, a

utilizar práticas sustentáveis de cultivo e a reinvestirem nas suas quintas, famílias,

comunidades e, claro, no seu futuro.

Quando anunciámos a certificação de todos os nossos gelados até 2012, recebemos palavras de incentivo de

associações de Comércio Justo a nível nacional e internacional, que nos deixaram muito contentes.

“Parabéns à Ben&Jerry’s pela dimensão e profundidade deste

compromisso! Combater a pobreza e promover uma agricultura sustentável, através do comércio,

pode não ser fácil, mas vale sempre a pena. Tanto a Ben&Jerry’s como todos os envolvidos no movimento pelo Comércio Justo acreditam que as pessoas podem

divertir-se ao se assumirem contra a injustiça e a pobreza, enquanto desfrutam de um best-seller

Ben&Jerry’s. Não é uma boa ideia?” Rob Cameron,

Presidente da Fairtrade Labelling Organization (FLO)

“Existe uma crescente preocupação pelas questões do

consumo responsável e condições de produção das matérias-primas nos países mais pobres. O compromisso assumido por empresas como a Ben&Jerry's representa uma vitória de todos aqueles que sempre acreditaram que um

outro mundo é possível." Miguel Pinto,

Presidente da Equação, Cooperativa de Comércio Justo

Estamos só a fazer o que é justo.

19

http://www.benandjerrys.pt