Comiss£o Interna de Gest£o Ambiental da Escola Nacional de Sade Pblica Sergio Arouca

download Comiss£o Interna de Gest£o Ambiental da Escola Nacional de Sade Pblica  Sergio  Arouca

of 24

  • date post

    16-Jan-2016
  • Category

    Documents

  • view

    25
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Proposta de Construção do Sistema de Gestão da Sustentabilidade Conceituação, Definição da Abrangência, Governabilidade e Prioridades. Tatsuo Shubo Colaborador - VPAAPS. Comissão Interna de Gestão Ambiental da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. HISTÓRICO. HISTÓRICO. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript of Comiss£o Interna de Gest£o Ambiental da Escola Nacional de Sade Pblica Sergio Arouca

Slide 1

Comisso Interna de Gesto Ambiental da Escola Nacional de Sade Pblica Sergio Arouca.Proposta de Construo do Sistema de Gesto da Sustentabilidade

Conceituao, Definio da Abrangncia,Governabilidade e PrioridadesTatsuo ShuboColaborador - VPAAPS

1HISTRICOAnoEvento1962Publicao do livro Primavera Silenciosa de Rachel Carson. Primeiro alerta mundial sobre os efeitos nocivos do uso de agrotxicos, questionando os rumos da relao entre o homem e a natureza.1972Publicao do Relatrio do Clube de Roma (The Limits to Growth) sobre riscos globais dos efeitos da poluio e do esgotamento das fontes de recursos naturais. Conferncia das Naes Unidas sobre o Desenvolvimento e Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, Sucia, com a participao de 113 pases, o conceito de Eco-desenvolvimento foi apresentado por Ignacy Sachs, considerado precursor do Desenvolvimento Sustentvel.1975Elaborao do Segundo Plano Nacional de Desenvolvimento (PND-1975/79) que definiu prioridades para o controle da poluio industrial.2HISTRICOAnoEvento1983A ONU criou a Comisso Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento que desenvolveu o paradigma de desenvolvimento sustentvel, cujo relatrio (Our Common Future) propunha limitao do crescimento populacional, garantia de alimentao, preservao da biodiversidade e ecossistemas, diminuio do consumo de energia e desenvolvimento de tecnologias de fontes energticas renovveis, aumento da produo industrial a base de tecnologias adaptadas ecologicamente, controle da urbanizao e integrao campo e cidades menores e a satisfao das necessidades bsicas.1991A Cmara de Comrcio Internacional (CCI) aprovou "Diretrizes Ambientais para a Indstria Mundial", definindo 16 compromissos de gesto ambiental a serem assumidos pelas empresas, conferindo indstria responsabilidades econmicas e sociais nas aes que interferem com o meio ambiente. Essas diretrizes foram acatadas no Brasil, pelo Comit Nacional da Cmara de Comrcio Internacional, tendo-se criado a Fundao Brasileira para o Desenvolvimento Sustentvel.3HISTRICOAnoEvento1992Realizou-se no Rio de janeiro a ECO-92 (a Conferncia das Naes Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento) na qual foram elaboradas a Carta da Terra (Declarao do Rio) e a Agenda 21, que reflete o consenso global e compromisso poltico objetivando o desenvolvimento e o compromisso ambiental.1997Discutido e negociado em Quioto no Japo, o Protocolo prope um calendrio pelo qual os pases membros teriam obrigao de reduzir a emisso de gases do efeito estufa. Em novembro de 2009, 187 pases haviam aderido ao Protocolo.1999John Elkington concebeu o Triple Bottom Line (TBL) para ajudar empresas a entrelaarem os componentes do desenvolvimento sustentvel: prosperidade econmica, justia social e proteo ao meio ambiente em suas operaes.2002Aconteceu, em Johanesburgo, a conferncia mundial denominada Rio + dez, onde se instituiu a iniciativa Business Action For Sustainable Development.4HISTRICOAnoEvento2006O documentrio Uma verdade inconveniente de Davis Guggenheim (sobre a militncia poltica de Al Gore a quem rendeu o Nobel da Paz em 2007 e dois Oscar) cuja mensagem principal (become carbon neutral) se coloca como um novo paradigma planetrio.2009Realiza-se em Copenhagen a 15 Conferncia do Clima (COP 15) das Naes Unidas, evento que reuniu 193 pases.2010Realiza-se em Cancn a 16 Conferncia do Clima (COP 16) das Naes Unidas, evento que reuniu 194 pases.2012Realiza-se a Rio+20, evento que reuniu 191 pases.5TICACULTURALPOLTICADEFINIOGesto Sustentvel aquela que busca, atravs de boas prticas de governana, realizar suas atividades finalsticas de forma economicamente vivel, socialmente justa e ambientalmente correta.AMBIENTALECONMICASOCIALGESTO DASUSTENTABILIDADEGesto da Sustentabilidade no :Assistencialismo ou Filantropia;Apenas cumprir as regras legais, mas ir alm das mesmas (beyond compliance).Implementar os conceitos da sustentabilidade corporativa uma aposta positiva no mdio e longo prazo e esta uma agenda fundamental para quem se diferencia pelo seu compromisso com as geraes futuras (Misso Institucional?).6

Observar?QuestionarCriarHipteses

Experimentar Confirmar asHiptesesXRejeitar asHiptesesCOMO POR EM PRTICA?PLANEJARFAZERCHECAR

AGIR7OBSERVAR E QUESTIONARQuem so os usurios? Sociedade? Pesquisadores?Qual o modelo terico a ser adotado?Quais as bases e a abrangncia da proposta?Qual a governabilidade nas aes?Qual o nvel de alinhamento com as polticas institucionais (Fiocruz Saudvel)?Como se enquadra no PA e PPA ENSP? No PQ Fiocruz? E no PLP Fiocruz?Como se enquadra na MISSO, VISO e VALORES institucionais (ENSP/Fiocruz)?H restries de carter tcnico ou legal?Quais so os possveis parceiros internos e externos?Como registrar e comunicar? GRI?8

OBSERVAR E QUESTIONAR9CRIAR HIPTESES(avaliar modelos)

DIMENSESSade10EXPERIMENTAR(adoo do modelo)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisPorqu adotar esse modelo?Independente da misso institucional certo que a misso do setor sade prevenir e curar doenas. Por lgica, no pode ser sua causa direta ou indiretamente.Definio: Um hospital verde e saudvel aquele que promove a sade pblica reduzindo continuamente seus impactos ambientais e eliminando, em ltima instncia, sua contribuio para a carga de doenas. Um hospital verde e saudvel reconhece a relao entre a sade humana e o meio ambiente e demonstra esse entendimento por meio de sua governana, estratgia e operaes. Ele conecta necessidades locais com suas aes ambientais e pratica preveno primria envolvendo-se ativamente nos esforos da comunidade para promover a sade ambiental, a equidade em sade e uma economia verde.ESTE APENAS UM PONTO DE PARTIDA PARA FORMULAO DA PROPOSTA E DA ABRANGNCIA11EXPERIMENTAR(adoo do modelo/ verificao abrangncia)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisAGENDAPROPSITOEXEMPLOS DE AESLIDERANA(Priorizar a sade ambiental como um imperativo estratgico )Manifestar apoio da liderana aos hospitais verdes e saudveis a fim de: criar uma mudana de cultura organizacional em longo prazo; alcanar uma ampla participao dos trabalhadores do setor sade e da comunidade; e fomentar polticas pblicas que promovam a sade ambiental.Criar um grupo de trabalho dentro da organizao integrado por representantes dos diversos departamentos e categorias profissionais para orientar e auxiliar na implementao dos esforos;Assegurar que os planos e oramentos estratgicos e operacionais reflitam no compromisso com a meta de um hospital verde e saudvel.12EXPERIMENTAR(adoo do modelo/ verificao abrangncia)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisAGENDAPROPSITOEXEMPLOS DE AESSUBSTNCIAS QUMICAS(Substituir Substncias Qumicas Perigosas Por Alternativas Mais Seguras)Melhorar a sade e a segurana dos pacientes, dos trabalhadores, das comunidades e do meio Ambiente utilizando substncias qumicas, materiais, produtos e processos mais seguros, indo alm das exigncias de conformidade ambiental.Participar da Iniciativa Global de Sade Sem Mercrio da OMS-SSD (Organizao Mundial da Sade e Sade Sem Dano), substituindo todos os termmetros e medidores de presso arterial que contenham mercrio por alternativas seguras, precisas e economicamente acessveis.EXPERIMENTAR(adoo do modelo/ verificao abrangncia)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisAGENDAPROPSITOEXEMPLOS DE AESRESDUOS(Reduzir, Tratar e Dispor de Forma Segura os Resduos de Servios de sade)Proteger a sade pblica reduzindo o volume e a toxicidade dos resduos produzidos pelo setor sade, implementando ao mesmo tempo as opes ambientalmente mais apropriadas de gesto e destinao dos resduos.Criar uma comisso de gerenciamento e alocar um oramento especfico para a gesto de resduos;Separar os resduos na origem e iniciar a reciclagem dos resduos no perigosos;Assegurar que as pessoas que manuseiam os resduos sejam treinadas, vacinadas e usem equipamento de proteo individual.EXPERIMENTAR(adoo do modelo/ verificao abrangncia)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisAGENDAPROPSITOEXEMPLOS DE AESENERGIA(Implementar Eficincia Energtica e Gerao de Energias Limpas Renovveis)Reduzir o uso de energia proveniente de combustveis fsseis como forma de melhorar e proteger a sade pblica; promover a eficincia energtica, bem como o uso de fontes renovveis, visando, em longo prazo, obter 100% das necessidades de energia obtidas de fontes renovveis geradas no hospital ou na comunidade.Realizar auditorias peridicas no consumo de energia e aplicar os resultados na elaborao de programas de conscientizao e atualizao;Identificar os potenciais co-benefcios dos esforos de mitigao da mudana climtica que reduzam as emisses de gases de efeito estufa e as ameaas locais sade, enquanto economizam recursos financeiros. EXPERIMENTAR(adoo do modelo/ verificao abrangncia)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisAGENDAPROPSITOEXEMPLOS DE AESGUA(Reduzir o Consumo de gua e fornecer gua Potvel)Implementar uma srie de medidas de conservao, reciclagem e tratamento que reduzam o consumo de gua dos hospitais e a poluio por guas residuais. Estabelecer a relao entre a disponibilidade de gua potvel e a resilincia dos servios de sade para suportar problemas fsicos, naturais, econmicos e sociais. Promover a sade pblica e ambiental fornecendo gua potvel para a comunidade.Considerar a possibilidade de coletar gua de chuva e/ou reciclar a gua para usos em distintos processos;Eliminar a gua engarrafada em todo o estabelecimento se puder contar com gua potvel de boa qualidade;Analisar periodicamente a qualidade da gua.EXPERIMENTAR(adoo do modelo/ verificao abrangncia)Agenda Global para Hospitais Verdes e SaudveisAGENDAPROPSITOEXEMPLOS DE AESTRANSPORTE(Melhorar as Estratgias de Transporte Para Pacientes e Funcionrios)Desenvolver estratgias de transporte e de assistncia sade que reduzam a pegada de carbono dos hospitais e sua parcela de contribuio para a poluio local.Negociar descontos em transporte pblico para incentivar o seu uso;Otimizar a eficincia energtica das frotas veiculares dos hospitais me