Departamento de Cardiopneumologia

download Departamento de Cardiopneumologia

of 24

  • date post

    30-Dec-2016
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    4

Embed Size (px)

Transcript of Departamento de Cardiopneumologia

  • Departamento de Cardiopneumologia

    As Disciplinas do Departamento de Cardiopneumologia O Departamento de Cardiopneumologia composto atualmente pelas disciplinas de Cardiologia, de Pneumologia, de Cirurgia Cardiovascular e de Cirurgia Torcica, e pela rea de Gentica e Medicina Molecular. A Disciplina de Aplicaes Clnicas, constante do Regimento do Departamento de Cardiopneumologia, vem sendo desenvolvida atravs do Mdulo Cardiovascular da Disciplina supradepartamental de Bases Fisiolgicas da Clnica Mdica. O Instituto do Corao do Hospital das Clnicas da Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo, ou seja, o InCor, o lugar em que o Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina da Universidade de So Paulo tem sua sede e onde desenvolve suas atividades de Ensino, Pesquisa e Prestao de Servios Comunidade. Ele possui cinco divises mdico-hospitalares: a Diviso de Cardiologia Clnica, a Diviso de Pneumologia, a Diviso de Cirurgia Cardiovascular, a Diviso de Cirurgia Torcica e a Diviso de Anestesiologia. Essas divises so administradas pelos Professores Titulares das Disciplinas do Departamento de Cardiopneumologia da Faculdade de Medicina da USP e por um Conselho Diretor, composto por esses Professores Titulares (um dos quais seu Presidente, e outro seu Vice-Presidente), por trs outros membros, denominados Membros Suplentes, e por mais dois outros, denominados Membros Convidados (o Presidente da Fundao Zerbini e o Diretor Executivo do InCor). A Origem do Departamento de Cardiopneumologia [1934 1939 1940 1941 - 1956 1957 -1958] O Departamento de Cardiopneumologia da FMUSP teve sua origem em 1956 e 1957, no Departamento de Clnica Mdica e no Departamento de Cirurgia. Sua criao adveio da unio da Disciplina de Cardiologia Clnica com a Disciplina de Cirurgia Torcica, pertencentes, respectivamente, a esses Departamentos e, quela poca, chefiadas pelos professores Luis Vnere Dcourt e Euryclides de Jesus Zerbini. Essas duas Disciplinas tiveram seu incio como pequenos servios mdicos dedicados teraputica clnica e cirrgica das enfermidades do pulmo e do corao, que, nas dcadas de 1930 e 1940, comeava a ser desenvolvida nos Estados Unidos da Amrica e na Europa. Em 1934, quando as Enfermarias dos Departamentos de Clnica Mdica e de Cirurgia da Faculdade de Medicina ainda estavam instaladas na Santa Casa de Misericrdia de So Paulo, em sua Enfermaria de Cirrgica de Homens, ento chefiada pelo Professor Alpio Corra Netto, dois de seus assistentes, o Dr. Euryclides de Jesus Zerbini e o Dr. Eduardo Etzel, tornavam-se os primeiros cirurgies a se dedicarem ao tratamento cirrgico das doenas torcicas e pulmonares, ento limitado s primeiras tentativas de tratar a tuberculose pulmonar e os empiemas pleurais, o que deu ensejo criao, naquela enfermaria da Santa Casa, do primeiro Servio Hospitalar de Cirurgia Torcica e Pulmonar da Faculdade. A partir de 1940, as Enfermarias dos Departamentos de Clnica Mdica e de Cirurgia j haviam sido transferidas para o Hospital das Clnicas, cuja inaugurao ocorrera em 1939.

  • O Dr. Zerbini, mantendo seu interesse pela cirurgia pulmonar, defendeu, em maro de 1941, sua tese de doutoramento, na qual analisava o Tratamento Cirrgico da Tuberculose Pulmonar por meio do Pneumotrax Extrapleural. Em 1944, ao voltar dos Estados Unidos da Amrica aps ter frequentado durante um ano a Clnica de Cirurgia Torcica do Barnes Hospital, de St. Louis, e do Massachusetts General Hospital, da Harvard School of Medicine, de Boston, o Dr. Zerbini, na Primeira Clnica Cirrgica do Departamento de Cirurgia, ento chefiado pelo Prof. Alpio, deu prosseguimento, no Hospital das Clnicas, s atividades daquele Servio de Cirurgia Torcica e Pulmonar que criara na Santa Casa. Em 1954, esse Servio de Cirurgia Torcica e Pulmonar estando plenamente estabelecido e evoluindo rapidamente no HC, deu fundamentao didtico-cientfica para a criao de uma nova Disciplina do Departamento de Cirurgia, destinada a absorv-lo. Essa nova Disciplina foi ento criada e denominada Disciplina de Cirurgia Torcica, para cuja chefia o Dr. Zerbini foi nomeado. Nos anos seguintes, ainda exercendo a chefia dessa Disciplina, comeou a se interessar por um novo ramo da cirurgia torcica que rapidamente se expandia nas Universidades e nos grandes hospitais norte-americanos e europeus, a Cirurgia do Corao. Tal interesse levou-o novamente aos Estados Unidos da Amrica, em 1957, de onde voltou para realizar as primeiras cirurgias do corao com o uso da mquina de Circulao Extracorprea no Hospital das Clnicas, as quais, no final de julho de 1964, j eram mil cirurgias, o que fez com que o Departamento de Cirurgia, acolhendo, no mbito da Disciplina de Cirurgia Toracopulmonar, a cirurgia do corao e mais tarde a cirurgia dos grandes vasos da base do corao e a cirurgia da aorta torcica, desse a ela a denominao de Disciplina de Cirurgia Torcica do Departamento de Cirurgia. Naquele final da primeira metade e incio da segunda metade do sculo passado, no s no Departamento de Cirurgia, mas tambm no Departamento de Clnica Mdica da Faculdade de Medicina, ocorriam importantes progressos. O Professor Doutor Luis Vnere Dcourt, aps ter se tornado Professor Catedrtico do Departamento de Clnica Mdica da Faculdade e Chefe da Segunda Clnica Mdica do HC, solicitou ao Conselho Diretor do Departamento de Clnica Mdica que criasse uma nova Disciplina que absorvesse o Servio de tratamento clnico das enfermidades Pulmonares e Cardacas nela j existente. Aprovando a solicitao do Prof. Dcourt, a Disciplina de Cardiologia e Pneumologia do Departamento de Clnica Mdica foi, ento, criada no dia 1 de outubro de 1965. Assim sendo, a Faculdade de Medicina da USP passava a possuir duas Disciplinas, uma Cirrgica, a outra Clnica, que cuidavam do estudo, do ensino e do tratamento das enfermidades cardacas e pulmonares e davam incio pesquisa e ao desenvolvimento da propedutica e da teraputica dessas enfermidades, cujo desenvolvimento levou-as a ter condies tcnicas e cientficas suficientes para realizar, no Hospital das Clnicas, em janeiro de 1968, as primeiras cirurgias destinadas ao tratamento das obstrues das artrias coronrias com a utilizao de pontes de veia safena e, em 26 de maio de 1968, o primeiro Transplante do Corao. Essas Disciplinas continuaram a ocupar os seus espaos no HC, as Disciplinas de Cardiologia e Pneumologia nas dependncias da Segunda Clnica Mdica, a Disciplina de Cirurgia Cardiovascular nas dependncias da Primeira Clnica Cirrgica; no entanto, seus Professores Titulares, o Prof. Zerbini e o Prof. Dcourt, como resultado desses seus feitos mdicos e cirrgicos, adquiriram um grande prestgio acadmico e poltico, o que os levou a pensar na possibilidade de criar no HC, com financiamento governamental, um Instituto, ou at mesmo um hospital inteiro, especializado no tratamento clnico e cirrgico das

  • doenas do corao, pois haviam recebido o apoio popular e as congratulaes pessoais dos polticos e dos dirigentes mximos da Repblica e do Estado de So Paulo. O Instituto do Corao InCor: seu antecessor e sua criao [1959 1963 1969 1974 1975 1977] Aquele desejo inicial do Prof. Zerbini e do Prof. Dcourt havia sido parcialmente satisfeito em 1959 e em 1963, na forma de dois espaos fsicos no HC: um no sexto andar e outro no oitavo andar, pertencentes, respectivamente, s Disciplinas de Cardiologia e Pneumologia do Departamento de Clnica Mdica, e Disciplina de Cirurgia Torcica do Departamento de Cirurgia, que, quele ano, passavam a pertencer a um Instituto destinado a abrigar os Servios de Clnica e de Cirurgia a elas j pertencentes, denominado Instituto de Afeces do Trax, cuja oficializao no mbito da administrao tcnica do Hospital das Clnicas s ocorreu no dia 24 de dezembro de 1963, quando o ento Governador do Estado de So Paulo, o Sr. Dr. Ademar de Barros Filho, por meio de um decreto governamental, de nmero 42.817, criou o Instituto de Doenas Cardiopulmonares. Esse foi o ato de Criao do primeiro Instituto do Hospital das Clnicas, o embrio do atual Instituto do Corao. O Prof. Zerbini e o Prof. Dcourt, no entanto, acreditavam que esse Instituto, essa nova sede hospitalar de suas Disciplinas, no era suficiente para o trabalho e para o desenvolvimento da Cardiologia Clnica e Cirrgica da Faculdade de Medicina e que, para tanto, havia a necessidade de ser construdo todo um hospital, o que se tornou possvel em 5 de dezembro de 1966 graas transferncia, ao HC, de um terreno de pouco mais de 3.000 metros quadrados de extenso, antes pertencente Secretaria da Sade do Estado de So Paulo. Em 21 de janeiro de 1969, teve incio a construo do prdio destinado a abrigar o Instituto de Doenas Pulmonares, que atravs do Decreto 52.540-A, de 05 de maio de 1970, passou a denominar-se Instituto do Corao - InCor -HCFMUSP, cujo Projeto Arquitetnico coube ao engenheiro Nelson Daruj. No ano de 1980, atravs do Decreto 15.517, a denominao do Instituto do Corao recebeu um acrscimo: Instituto do Corao Sua Santidade Joo Paulo II, uma homenagem visita do Papa ao Brasil. Em 1995, a Lei 9.078 alterou o nome do Instituto, para homenagear o seu idealizador, ficando ento denominado: Instituto do Corao Prof. Euryclides de Jesus Zerbini. A criao da Fundao para o Desenvolvimento da Bioengenharia (A Antecessora da Fundao Zerbini) [1977 1978] As dificuldades financeiras que retardavam o incio das atividades hospitalares e do Departamento de Cardiopneumologia no InCor, levaram o Prof. Zerbini a propor ao seu Conselho Diretor que criasse um novo modo de gerenciar as finanas do Instituto de Doenas Pulmonares, uma Fundao de carter jurdico particular, destinada, inicialmente, a dar apoio financeiro s Atividades Tcnicas e Cientficas do Programa de Iniciao e Desenvolvimento da Cirurgia Cardaca realizada com Circulao Extracorprea, o qual, h dois anos, j se encontrava em plena execuo na Oficina de Bioengenharia. Com a aprovao dessa proposio, essa Fundao foi criada em se