Eu não sou você - Feemt Ser Educador - Slides... · Eu não sou você Você não é eu Mas sei...

Click here to load reader

  • date post

    01-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    218
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Eu não sou você - Feemt Ser Educador - Slides... · Eu não sou você Você não é eu Mas sei...

  • Eu no sou voc

    Voc no eu

    Mas sei muito de mim

    Vivendo com voc.

    E voc, sabe muito de

    voc vivendo comigo?

    Eu no sou voc

    Voc no eu.

    Mas encontrei comigo e

    me vi

    Enquanto olhava pra

    voc

  • Na sua, minha,

    insegurana

    Na sua, minha,

    desconfiana

    Na sua, minha,

    competio

    Na sua, minha,

    birra infantil

    Na sua, minha, omisso

    Na sua, minha, firmeza

    Na sua, minha,

    impacincia

    Na sua, minha,

    prepotncia

    Na sua, minha,

    fragilidade doce

    Na sua, minha,

    mudez aterrorizada

  • E voc se encontrou e

    se viu, enquanto olhava

    pra mim?

    Eu no sou voc

    Voc no eu.

    Mas foi vivendo minha

    solido que conversei

    com voc,

    e voc conversou

    comigo na sua solido

    Ou fugiu dela, de mim e

    de voc?

    Eu no sou voc

    Voc no eu

    Mas sou mais eu,

    quando consigo

    Lhe ver, porque voc

    me reflete

  • No que eu ainda sou

    No que j sou e

    No que quero vir a

    ser

    Eu no sou voc

    Voc no eu

    Mas somos um grupo,

    enquanto

    Somos capazes de,

    diferenciadamente,

    Eu ser eu, vivendo com

    voc e

    Voc ser voc, vivendo

    comigo.

    Madalena Freire - Psicloga e pesquisadora na rea da educao.

    FREIRE, Madalena. Paixo de aprender. p59

  • Em cada um vive uma imagemdaquele que deve vir a ser.

    Enquanto no a realiza,

    No alcana a sua paz.

    Friedrich Rueckert - poeta alemo e professor

  • Eu trago serenidade em mim,

    Em mim mesmo eu trago

    As foras que me fortalecem.

    Quero preencher-me

    Com o calor dessas foras,

    Quero permear-me

    Com o poder de minha vontade...

    R.Steiner

  • Passado Presente Futuro

    Egosmo Amor Altrusmo

    Pensar Sentir Quererwww.sab.org.br

  • ...ajudar o futuro adulto

    a se desenvolver

    conforme a sua natureza

    e, em cada etapa, solicitar

    e exercitar

    as foras que esto

    prontas

    e precisam ser trabalhadas

    de forma adequada...

    INCONTRI, Dora. A Educao Segundo o

    Espiritismo. 2004. Comenius

  • 0 - 7 - 14 - 21

    Querer Sentir PensarBom Belo Verdadeiro

    Criativo/Imaginativo/Conceitual

    Smit, Jorgem . O Ser Humano em Devir aprofundamento meditativo do educar

  • ... o profundo respeito

    pelo ser de cada criana

    deve despertar o amor e

    o interesse

    do educador pelas

    necessidades desse ser,

    em cada passo da sua

    evoluo.

    Toda educao precisa

    brotar

    de um verdadeiro

    conhecimento

    do ser humano...

    INCONTRI, Dora. Idem

  • Como o ser do educador

    atua no educando?

  • Como o ser do educador

    atua no educando?

  • Fortalecendo o interior do pensar atravs

    de pensamentos totalmente permeados de

    vida, de essncia, de contemplao.SMIT, Jrgen. O ser humano em devir aprofundamento meditativo do

    educar. 2003. FEWB

  • Feliz aquele que aprende o que ensina

    e transfere o que sabe. Cora Coralina

    No ambiente que a palavra cria, palpita algo que vitaliza a alma da criana.

    Kugelgen, Helmut Von .A Educao Waldorf Aspectos da prtica pedaggica.Ed.Antroposfica

  • 2 parte O meu corpo um jardim,a minha vontade o seu jardineiro.

    William Shakespeare

  • 1.Corpo Fsico 3.Corpo Astral2.Corpo Etrico 4. Eu

    www.abmanacional.com.br a Associao Brasileira de Medicina Antroposfica

  • 1. Corpo Fsico

    - a estrutura slida, material, palpvel e mensurvel, sujeita s leis da fsica e da qumica.

    - o corpo que compartilhamos com os minerais.

    - uma estrutura totalmente inerte e morta quando no permeada pelo segundo elemento (corpo etrico).

  • 2. Corpo Etrico ou Vital

    - So as foras responsveis por todo o princpio da vida, seja nos vegetais, animais ou seres humanos.

    -Nos d a possibilidade de desenvolvermos vida vegetativa: crescimento, regenerao e reproduo.

    - Quando desequilibrado surgem as doenas.

  • 3. Corpo Astral ou Emocional (corpo anmico)

    - o corpo das sensaes, possibilitando a organizao sensitiva do homem.

    - responsvel por reordenar os processos biolgicos, permitindo a apario do sistema nervoso no mundo animal e no homem.

    - Desequilbrio conduz s doenas, por sermos influenciados pelas nossas emoes.

  • 4. Organizao do Eu (esprito)

    - elemento caracterstico do ser humano, permite a autoconscincia, que o distingue dos demais reinos e seres da natureza.

    - o responsvel pela atuao saudvel dos demais corpos e o aparecimento do andar ereto, do falar e do pensar.

    - a nossa individualidade, nossa entidade espiritual.

  • Como o ser do educador

    atua no educando?

  • EducadorCorpo Fsico

    Corpo EtricoCorpo Astral

    Eu Personalidade

    Espiritual

    Educando

    Corpo FsicoCorpo EtricoCorpo Astral

    Eu Personalidade

    Espiritual

    STEINER, Rudolf. Curso de Pedagogia Curativa. 2005. FEWB

  • Todos os envolvidos com o ato de educar,

    plasmam seu prprio corpo de tal maneira que

    ele atuar sobre o corpo do educando,

    desenvolvendo-o de forma salutar ou no.

    STEINER, Rudolf. Curso de Pedagogia Curativa. 2005. FEWB

  • Temperamentos

  • "A educao Waldorf", de Helmut V. Kugelgen.

  • Cada um de ns, tm a tendncia para um dos

    temperamentos. O saudvel, conseguir ter

    uma combinao harmoniosa dos quatro

    temperamentos.

  • FalanteExpressivoCordialAmigvelComunicativoEntusiastaCompreensivoInovadorFesteiro

    SANGUNEO

    IndisciplinadoEmocionalmente instvelImprodutivoEgocntricoExageradoDesatentoDifcil concentraoPermanece na superficialidade

    *Atuao no educando: Por ser inconstante, desvitaliza.

  • Vontade forteIndependenteVisionrioPrticoProdutivoDecididoLderPioneiro

    COLRICO

    IntoleranteVaidosoInsensvelIradoAutosuficienteImpetuosoDominadorVingativoFrio

    *Atuao no educando: Por ser impaciente, torna-se exigente.

  • DedicadoMinuciosoPerfeccionistaHabilidosoAutodisciplina-doDisposto a sacrificar-seSensvelIdealistaLeal

    MELANCLICO

    AutocentradoDesconfiadoVingativoMal HumoradoCrticoTericoAntisocialPessimista

    *Atuao no educando: Por ser crtico, voluntarioso em excesso, espera muito do outro, em troca do que faz.

  • CalmoDigno de confianaObjetivoDiplomataEficienteOrganizadoPrticoFielCheio de humor

    FLEUMTICO

    PreocupadoEgostaAvarentoAutoprotetorIndecisoTemerosoDesmotivadoSem iniciativa

    *Atuao no educando: Por ser indiferente ao que o cerca, magoa o outro com certas observaes.

  • Passado Presente Futuro

    Melanclico Fleumtico ColricoSanguneo

  • S quando, o meu pensar for luz...

    A minha alma brilhar.

  • S quando a minha alma, brilhar...

    A Terra ser uma estrela.

  • S quandoa Terra for uma estrela...

  • Eu serei um verdadeiro Homem.Rudolf Steiner