Fotografe o que Você Ama. tudo já foi visto e tudo já foi fotografado. Então como é que você...

of 22/22
Capítulo Um - Fotografe o que Você Ama.
  • date post

    08-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Fotografe o que Você Ama. tudo já foi visto e tudo já foi fotografado. Então como é que você...

  • Captulo Um -

    Fotogra

    fe o que Voc

    Ama.

  • Captulo 01FOTOGRAFE O QUE VOC AMA

  • Encare: tudo j foi visto e tudo j foi fotografado. Ento como que voc tira uma foto diferente

    especificamente de algum trocando uma lmpada? Escale o Empire State Building!

    Pense como Napoleo quando ele invadiu a Rssia: o que pode dar errado? Muita coisa. Chuva, ne-

    blina, frio. Eu escalei essa coisinha trs vezes e, na ltima vez, no ltimo dia, consegui uma foto.

    Vrias, na verdade. Quando os nveis de luz da lmpada e da linha do horizonte se cruzaram favora-

    velmente, tirei um monte de fotos . Exatamente 14 filmes de 36 poses em 10 minutos, tirando fotos

    com uma mo s e me dependurando entre a antena e a parte de cima da lmpada. Boa hora pra

    testar as cordas!

    Mquinas digitais so coisas lindas. Pensando bem, eu deveria ter levado um carto de memria de

    8 gigas. Eu mudei 14 filmes l em cima e, se eu deixasse cair um, agora eu estaria escrevendo de

    uma cela na priso. Imagina se eu mato algum.

    Esperei seis meses, fracassei trs vezes, consegui uma bela cicatriz na cabea por bat-la na viga

    enquanto subia pela neblina, deixei vrias emissoras de Nova York revoltadas comigo por eu as ter

    tirado do ar quatro vezes (voc deve desligar os sinais de televiso na antena ou as micro-ondas fri-

    tam voc), e a National Geographic extrapolou o deadline esperando a foto, mas, no fim das contas,

    eu consegui uma pgina dupla na revista.

    Tudo porque levei minha cmera a um lugar diferente.

    "Leve sua cmera a um lugar diferente."

    Leve sua cmera a um Lugar diferent

    e

    4 O Momento do Click

  • Eu nem tenho como dizer quantas fotos, ignorei, atropelei ou perdi

    simplesmente por estar empenhado demais em tirar uma foto que

    achei que quisesse.

    Voc sempre tem que ir para o campo com uma idia. De preferncia,

    uma boa idia. Mas uma boa idia se torna uma m idia quando voc

    no v mais nada.

    Ento, vire-se. Olhe ao redor. Se voc est tirando fotos distncia,

    aproxime-se. Se voc est olhando reto, abaixe-se e olhe do cho. Se voc

    j estiver no cho, pea uma escada. Todas essas estratgias geralmente se

    incluem na seguinte pergunta: Por que eu no tento novamente agora?.

    Vire-se! E... se voc ouvir msica... oua.

    Eu nem tenho como dizer quantas fotos ignorei, atropelei ou perdi simplesmente por estar empenhado demais em tirar uma foto que achei que quisesse.

    Eu estava numa luta com um C-stand1 e um flash em meio sujeira do

    Rio Savannah quando eu ouvi um saxofone. Eu me virei, e l estava uma

    marcha batismal, naquela aurora enevoada, indo na direo ao rio.

    Mais rpido do que minhas pernas permitiam, subi num banco e peguei

    o trip e minha cmera, que estava por alguma bno carregada com

    filme de tungstnio. Consegui algumas fotos na luz baixa.

    A natureza azulada do filme funcionou bem para a foto naquele comeo

    de amanhecer. O obturador lento fez com que os marchantes borras-

    sem. Essa foi a foto do dia e o dia nem havia comeado ainda.

    vire-se!

    1 C-Stand: um cavalete para iluminao com um brao extensor. bastante slido e pesado, mas tam bm bastante ajustvel. C-stand significa, em ingls, Century stand (Cavalete do sculo), que um termo antigo usado pela indstria do cinema quando esses cavaletes tinham dois metros e meio de altura.

    6 O Momento do Click

  • Estava fazendo uma matria sobre Augusta, uma cidade na Georgia, quando James Brown ainda era vivo: ele foi o filho favorito e mais co-nhecido de Augusta, ento essa uma foto necessria, no mesmo?

    Liguei para sua agente. Continuei ligando. Todos os dias. Por seis dias. Mensagem atrs de mensagem. Por vezes nos falamos e tentei o mxi-mo que pude. No deu em nada.

    Ento, meu telefone tocou, e era a agente. Se voc puder passar no centro da Augusta em 20 minutos, James far essa foto pra voc.

    Foi como num desenho animado. Eu voei do Clube Nacional de Golfe de Augusta, na minha caminhonete, e cheguei ao endereo que ela havia me dado em menos de 10 minutos. E ainda me sobraram 10 minutos para posicionar as coisas, me ajeitar e ficar pronto pra foto.

    Felizmente, o lugar era um prdio todo arrumado, cheio de orna-mentos. Eu entrei e percebi que ainda tinha que arrumar algumas coisas por l. Ento comecei a mover os mveis pro meio da rua (tente fazer isso em Nova York).

    Eu no tinha contatos, nem permisso e ningum para quem pedir permisso, por isso simplesmente fiz. Carreguei um monte de cadeiras, placas e todo o resto que tinha pela frente. Taquei uma caixa de iluminao sobre o cavalete. No fazia a menor idia se essa seria a maneira certa de iluminar, mas as coisas se tornam realmente simples quando no h tempo.

    Quando acabei de colocar a iluminao e me virei, l estava ele. Palet roxo, leno de pescoo verde. Ele estendeu sua mo para um aperto. E disse: Opa, sou o James Brown.. Eu olhei pra ele e disse: Eu sei.

    O longo corredor me salvou, pois do lado de fora estava um sol da-nado. A luz de fundo estava preparada! Usei o obturador lento Dra-gging Shutter1 (Segunda cortina ou slowsync) e todo o corredor ficou iluminado. Mirei a caixa de iluminao nele, quase fora do quadro. Voc pode perceb-la na parte superior de seus culos super-na-mo-da. Numa foto corporativa, essa coisa nos culos seria motivo para discusso. Com James Brown, voc pode sair feliz com isso.

    Eu tirei 12 fotos, e ele me olhou e disse: P, achei que voc fosse um cara legal, mas voc est tirando fotos demais de mim. Entendi que a sesso tinha terminado. Peguei minha lente 105mm, fiz mais umas duas fotos e agradeci.

    O Padrinho da msica Soul! Ele morreu alguns meses depois. Esse deve ter sido seu ltimo retrato oficial.

    Eu no tinha contatos, nem permisso e ningum para quem pedir permisso... As coisas so bem mais simples quando voc no tem tempo.

    1 Dragging Shutter (Segunda cortina ou slowsync): A tcnica em ingls conhecida como Dragging Shutter consiste em usar velocidades len tas de obturador em conjunto com o flash. Atravs de um ajuste na cmera, o flash passa a ser disparado ao final da exposio, e no antes como comum, fazendo com que a ltima poro de luz registrada (aquela que ficar mais ntida na imagem) seja a do flash.

    8 O Momento do Click

    Persista

  • James Brown

  • 10 O Momento do Click

    Tom Kennedy, o antigo DOP1 da National Geographic, sempre me

    pedia que prestasse ateno s pequenas imagens. Elas so o tecido

    conjuntivo que sustenta os largos ossos da histria.

    Na matria sobre a bailarina Paloma Herrera, consegui coisas grandio-

    sas, lindas, maravilhosas, magnficas. Ela era tudo isso, certamente.

    O que eu no tinha conseguido era um detalhe. Algo pequeno, nti-

    mo, marcante. difcil me culpar por isso, admito. Quero dizer, voc

    contratado para fotografar o Concorde, voc fotografa o trem de

    pouso?

    Beleza e dor andam de mos dadas especialmente no mundo da

    dana. Paloma no ficou muita satisfeita com isso, mas eu pedi para que

    ela tirasse as sapatilhas ao final do treino. Seus ps estavam acabados. Eu

    tirei essa foto usando flash em mais ou menos um minuto. No foi a me-

    lhor ou a mais bela foto a ser tirada, mas a mais importante, certamente.

    Eu falei que tirei essa foto

    com flash eu o rotacionei em 180 para cima e fiz com que

    ele refletisse no teto da sala de dana. Tendo o flash apontado

    para a direo certa, voc pega a foto exatamente como quer

    essa ainda uma foto que conta com a luz natural do objeto, o

    flash s serve para melhorar a qualidade do que voc v.

    Tom Kennedy, o antigo DOP da

    National Geographic, sempre me pedia que

    prestasse ateno s pequenas imagens.

    Preste ateno nas Pequenas coisas

    1 DOP significa Diretor de Fotografia (Director Of Photography, em ingls). Ele o cara que controla o meu flego ele define a histria, tem controle sobre a direo geral de fotografia, e a palavra final. Tudo comea nele.

    Como conseguir esse tipo de foto:

  • Ps de Paloma Herrera

  • 12 O Momento do Click

    Com atletas importantes, cinco minutos uma grande coisa. Essa foto eu tirei

    em mais ou menos trs minutos, em um total de 17 quadros. Por conta do seu

    tamanho, eu coloquei El Guapo (Rich Garcs) no meio, Pedro Martinez de um

    lado e Manny Ramirez do outro. Depois pedi para que Manny e Pedro puxas-

    sem as orelhas de El Guapo, o que eles se amarraram em fazer. Consegui uma

    reao, uma foto e eles foram embora. Jogar bola!

    Se voc s tiver cinco minutos, tente forar uma resposta emocional das pes-

    soas que, por sua vez, se traduzir como uma resposta emocional para quem

    for olhar a foto depois. Humor uma das melhores coisas que voc deve ter

    na cartola se voc conseguir colocar um pouco de humor na sua foto, vrias

    coisas podem ser deixadas de lado, e voc, mesmo assim, consegue uma gran-

    de foto. Em pblico, esses caras tm que encarar o jogo, ento quando eu os

    capturo rindo, eles parecem ainda mais humanos para os leitores.

    Eu tirei essa foto usando uma caixa de

    iluminao (Elinchrom Octabank1 ) com um flash posicionado direita da

    minha cmera, numa altura um pouco abaixo da linha de viso para pegar

    um pouco de luz na parte de baixo dos bons.

    No importa se so s cinco minutos, desde que sejam

    os cinco minutos CERTOS.

    consiga os exatos cinco minutos

    1 Elinchrom Octabank: uma softbox grande, com mais de 1,80m de largura. Uma fonte de luz refletida muito suave. padro para iluminao de retratos tanto em estdios quanto em locaes.

    Como conseguir esse tipo de foto:

  • Manny Ramirez, Rich Garcs e Pedro Martinez

  • 14 O Momento do Click

  • Jenny Gutierrez

    Voc no quer que o leitor olhe para as fotos e diga: Bem, ele deve ter

    colocado a luz aqui. No. Voc quer simplesmente que ele diga: Uau,

    que foto!. Voc no quer que ele procure coisas na manga do mgico.

    Um dos problemas que ocorrem em uma foto de tamanho natural

    quando voc no gradua a luz. Voc coloca a luz na cmera esquerda,

    por exemplo, deixa tudo bonito, a pessoa parece legal e tambm o cho e

    tudo mais, pois esto todos iluminados com a mesma intensidade do alvo

    principal da foto.

    Agiu errado. Ser descuidado dessa maneira faz com que a foto fique com

    um retorno, uma porta de sada para que o leitor fuja dela.

    Arrume um tempo e faa o

    seguinte:

    A) Levante a Cabea do flash a uma altura em que a maior parte da

    luz fique no alvo principal e desaparea no espao.

    B) Ilumine o assunto com uma luz forte que voc esteja controlando

    de uma rede de iluminao.

    C) Pegue qualquer coisa que voc tenha (um pedao de papel

    preto, um tecido, sua jaqueta de inverno) e cubra um tero (parte

    de baixo) da caixa de iluminao, fazendo com que a luz saia mais

    em cima no seu quadro.

    Dessa maneira, a luz cair naturalmente sobre o corpo da pessoa e

    no sobre o cho. A luz cai. Certifique-se de que ela caia a seu favor.

    Alm disso, seria realmente necessrio iluminar os ps?

    A luz cai.

    Certifique-se de que ela caia a seu favor.

    gradue a Luz

    Como conseguir esse tipo de foto:

  • 16 O Momento do Click

    No guarde sua cmera at voc ir embora do local

    No guarde a cmera at que voc tenha realmente deixado o local.

    Passei trs dias fotografando Linus Pauling em sua casa em Big Sur e

    consegui algumas no realmente maravilhosas fotos. Chegou a hora

    de ir embora e eu estava com minha Nikon FM2 em mos, carregada

    com o filme Kodachrome, e uma lente de 20mm no banco da frente do

    carro.

    Linus foi abrir o porto e um de seus gatinhos travessos correu pela cer-

    ca e foi parar em seu ombro. Eu quase quebrei minha perna pra pegar

    essa cena. Tirei trs fotos at que o gato se cansou (ou ficou perturbado

    com as minhas fotos lunticas). Eu consegui a parte mais importante da

    matria segundos antes de sair.

    A neblina faz com que a luz do dia funcione como uma caixa de ilumina-

    o, por isso fotografei direto com a luz natural.

    no guarde sua cmera at ir embora

  • Linus Pauling

  • 18 O Momento do Click

    No pense que amanh voc pode voltar e

    t-la. Isso no vai acontecer. A luz no es-

    tar l, as pessoas pensaro uma segunda

    vez e haver um desfile bem aonde voc

    gostaria de tirar a foto. Nunca ache que

    voc pode tirar uma foto mais tarde.

    Estava fazendo uma pea sobre a louca

    disparidade entre toda a pompa, riqueza e

    circunstncia entre o torneio de golfe Mas-

    ters e a ingrata cidade que eles chamam de

    lar Augusta, na Georgia. Encare: o lugar

    no tem seu apelido, Arrrgh-usta, toa.

    Uma das coisas tristes que aconteceu na

    histria do Masters foi quando o PGA (Pro-

    fessional Golfers Association Associao

    de Profissionais do Golfe) decidiu que os

    grandes caras do golfe poderiam trazer seus

    prprios caddies e no usar os servios dos

    moradores locais, a maioria de afro-america-

    nos. Eles perderam seu melhor negcio.

    Os velhos caddies costumam se encontrar

    num lugar ermo chamado Sang Hill Grill,

    que tem uma pintura de um caddie1 do

    Augusta National na parede. Eu estava com

    Hop e Mark, dois antigos Caddies Masters.

    Foi difcil encontr-los pelo telefone, mais

    ainda encontr-los ao vivo. Eu precisava

    tirar essa foto. Estava ficando escuro.

    Eu perguntei se ns poderamos nos

    encontrar no dia seguinte, no pr-do-sol

    . Claro, , beleza.... Ambos balanaram a

    cabea dizendo que sim.

    No, isso no podia ser assim. Peguei meus

    equipamentos e tirei a foto l, daquela

    maneira e naquele instante.

    Eu queria fotografar noite na esquina de

    uma rua escura? No. Mas eu precisava

    dessa foto. Eu tive sorte. A porta do bar se

    abriu e l estava um cara.

    Fotografe agora.

    Eu

    tirei essa foto com uma s fonte de iluminao (uma Elinchrom Octabank com uma Ranger Unit2) esquerda da cmera, na rua, aproximadamente a seis metros das pessoas. Eu precisei de uma luz bem potente para cobrir toda a rea. No preciso usar de talento artstico com essa luz ela s pra cobrir a esquina da rua. O nico macete que usei na cmera foi o obturador lento (para conseguir pegar o cara dentro do bar), com velocida-de de 1/8 por segundo. Se voc no segurar o obturador, todo o interior do bar se perde e com ele a foto. Eu tenho fotos com portas fechadas e, francamente, elas so uma porcaria.

    Como conseguir esse tipo de foto:

    Fotografe agora. Nunca ache que voc pode tirar uma foto mais tarde .

    fotografe agora

    2 Ranger Unit: Uma unidade de flash operado por bateria, com potencia de 1.100 watts. confivel e um timo flash para locaes.

    1 Caddies: Carregadores de tacos no golfe.

  • Como conseguir esse tipo de foto:

    20 O Momento do Click

    no Perca a cabea

    Minha primeira capa na Life resultou da trgica morte do muppet1 da America, Jim Henson. Ele morreu desnecessariamente por causa de uma pneumonia. Foi uma histria triste.

    O momento feliz dessa histria foi quando minha filha Caitlin, com seis anos na poca, comeou a perceber que seu papai fotgrafo s vezes fazia coisas legais desse tipo. Enquan-to outros papais estavam dirigindo nibus ou vendendo coisas por a, seu papai passava o dia com um sapo falante.

    Ela levou a revista para o colgio para mostrar e dizer a todo mundo: Meu papai tirou essa foto. Meu papai conhece o Caco.

    Ento, mesmo que meu diretor odiasse a foto, pelo menos um monte de crianas de seis anos teria adorado.

    O que era bom, pois eu fiquei bem nervoso com esse trabalho. Parece estranho, n? Por que ficar nervoso? Afinal, o Caco um fantoche.

    Mas quando o Caco aparece, a gente percebe que ele tem toda uma equipe que deixaria at a Jennifer Lopez com vergonha. Ele tem as pessoas que mexem nele, os arrumadores, os animadores e os diretores de arte. Alm disso, por se uma capa, a Life apareceu com um mon-te de gente pra dar opinio.

    No fim das contas, no ramos s eu e o sapo batendo um papo. Tinha um monte de gente no cenrio, a maioria deles no se agentando emocionalmente por causa da morte do Jim. Eu tinha que iluminar a coisa, tirar a foto, mas, mais importante, eu tinha que gerenciar tudo.

    Voc no pode perder a cabea; tem que se manter confiante por trs das lentes numa situao dessas, quando todos acham que voc deveria fotografar de uma maneira ou de outra.

    A cadeira de diretor do Jim foi concedida. O Caco ficou empoleirado nela com uma expresso

    comovente e triste. Ahn? Eu juro, antes deste trabalho eu pensava que um fantoche era um fan-toche. Eles no esto vivos, ento suas expresses no mudam. Eu no poderia estar mais errado.

    As pessoas continuaram pairando, ajustando um dedo, virando a cabea, dobrando um joe-lho. Eu continuei ouvindo: Focalize os olhos, focalize os olhos. Eles pegavam a cabea do Caco e mexiam-na de leve, mudando a posio, e depois iam para longe para olhar para ele.

    Maldio! Eles fizeram isso e eu juro que aquele carinha verde ficou mais vivo, mais atento, mais emotivo. Foi fantstico.

    Ento, a capa triste deveria ser profunda, es-cura e sombria. Mas a escurido pode ir contra a proposta de uma capa, que o que vende a revista. As revistas ficam nas bancas ao lado de centenas de concorrentes, todas elas gritando para ter ateno. Voc tem geralmente que usar uma iluminao que no seria exatamente aquela que voc gostaria, mas que vai fazer a capa saltar e prender a ateno dos passantes que do a cada capa mais ou menos um nano segundo quando passam.

    Eu consegui uma bela capa usando a luz de cabelo. Usei um refletor base colmia no flash que ficou abaixo e atrs do Caco. Isso d destaque e vivacidade a ele. Outro refletor foi usado para criar o realce de fundo. O prprio Caco est iluminado por uma caixa de iluminao mdia (por cima). Ela ilumina meu amigo anfbio de maneira sutil o bastante para no afog-lo em luz, criando uma razo de realce/sombra que bastante clara e definida.

    Coloquei uma iluminao escassa no nome do Henson, dando algum destaque a ele, mas deixando o Caco melanclico, apoiado na cadeira. Essa uma capa que se garante na banca!

    1 Os Muppet Babies, seriado de TV que passou no Brasil, onde os personagens eram bonecos de pelcia animados.

    Voc deve manter sua cabea erguida e permanecer confiante atrs das lentes em um negcio como este quando todos acham como voc deveria fotografar.

  • Voc deve continuar perguntando sobre o lugar. Como

    isso funciona? Quando voc faz isso? H alguma coisa

    nessa histria que pode ser relativa a alguma outra coisa

    pictrica na natureza? Os cientistas so os piores. Sua

    primeira resposta , geralmente, Bem, voc pode me

    fotografar no computador. O que acha?. Ento, durante

    o dia, se voc continua pressionando, eles dizem: "Ah,

    alis, ns vamos explodir um tanque com o laser mais

    poderoso do mundo em uma cmara de teste l embai-

    xo daqui a algumas horas. Isso interessaria?

    No! Vamos ficar por aqui mesmo no computador!

    Continue pressionando. No sempre a resposta mais

    fcil. Essa foto dentro da cmara de teste, no National

    Ignition Facility (Laboratrio Nacional de Ignio) na

    Califrnia, destinada a gerar o laser mais poderoso do

    mundo. Ela estava selada e eles no queriam abri-la. D

    pra entender, pois cada cmara pesa muitas toneladas

    e preciso um guindaste para abri-las. Eles disseram,

    Voc pode fotografar os computadores!.

    Eu disse Abram as cmaras e me deixem entrar, ou eu

    no ficarei satisfeito. Eles abriram duas. Eu joguei a luz

    em uma. Um flash preencheu, por sorte, toda a cmara

    refletiva. Eu me joguei na outra. Tirei uma foto ampla.

    Ela ganhou uma pgina dupla na National Geographic.

    continue Perguntando

    Continue pressionando. 'No' sempre a resposta mais fcil.

    22 O Momento do Click