PLANEJANDO AS AÇÕES EM SAÚDE EDUCAÇÃO EM SAÚDE PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE.

Click here to load reader

  • date post

    22-Apr-2015
  • Category

    Documents

  • view

    149
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of PLANEJANDO AS AÇÕES EM SAÚDE EDUCAÇÃO EM SAÚDE PRÁTICAS EDUCATIVAS EM SAÚDE.

  • Slide 1
  • PLANEJANDO AS AES EM SADE EDUCAO EM SADE PRTICAS EDUCATIVAS EM SADE
  • Slide 2
  • PLANEJAMENTO EM SADE PLANEJAR OU IMPROVISAR? A DECISO SUA!!!!!!
  • Slide 3
  • PLANEJAMENTO EM SADE PLANEJAR ATIVIDADE HOMEM. NECESSIDADE EM TODAS AS REAS DE ATUAO. MAIOR COMPLEXIDADE DOS PROBLEMAS, MAIOR NECESSIDADE PLANEJAR PARA GARANTIR MELHORES RESULTADOS.
  • Slide 4
  • PLANEJAMENTO EM SADE DEFINIO. O PROCESSO DE DECIDIR O QUE FAZER. NO IMPROVISAR. A ESCOLHA ORGANIZADA DOS MELHORES MEIOS E MANEIRAS DE SE ALCANAR OS OBJETIVOS PROPOSTOS.
  • Slide 5
  • PLANEJAMENTO EM SADE DEFINIO. PLANEJAR PREPARAR E ORGANIZAR BEM UMA AO. DECIDIR O QUE FAZER. ACOMPANHAR A SUA EXECUO E AVALIAR OS RESULTADOS FINAIS.
  • Slide 6
  • PLANEJAMENTO EM SADE PROCESSO PLANEJAMENTO CONTEMPLA TRS MOMENTOS DE INTERAO PERMANENTE ACOMPANHAMENTO REVISO CRTICA PREPARAO
  • Slide 7
  • FORMAS DE PLANEJAR EM SADE. CENTRALIZADO: EQUIPE DE SADE PENSA E DECIDE O QUE FAZER: CONTROLE GESTOR. NECESSIDADE EPIDEMIOLGICA. NO REFLETE NECESSIDADE POPULAO. NO PARTICIPAO SOCIAL.
  • Slide 8
  • FORMAS DE PLANEJAR EM SADE. PARTICIPATIVO: POPULAO + EQUIPE DE SADE DECIDEM AS AES. ANLISE E REFLEXO DOS TCNICOS E POPULAO. PROCESSO DEMOCRTICO. TRANSFORMAO DA REALIDADE.
  • Slide 9
  • PLANEJAMENTO EM SADE UMA AO PROBLEMATIZADORA E PARTICIPATIVA PRESSUPPE QUE A POPULAO COMPARTILHE DE FORMA REAL DE TODOS OS PASSOS DA AO. PLANEJAMENTO EXECUO AVALIAO
  • Slide 10
  • PLANEJAMENTO EM SADE A POPULAO DEVER PARTICIPAR TOMANDO PARTE NAS DECISES, ASSUMINDO AS RESPONSABILIDADES QUE LHE CABEM, COMPREEENDENDO AS AES DE CARTER TCNICO REALIZADAS OU INDICADAS.
  • Slide 11
  • ETAPAS DO PLANEJAMENTO EM EDUCAO EM SADE: 1. DIAGNSTICO: COMPREENDE A COLETA DE DADOS, A DISCUSSO, ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS E O ESTABELECIMENTO DE PRIORIDADES.
  • Slide 12
  • ETAPAS DO PLANEJAMENTO EM EDUCAO EM SADE: 2. PLANO DE AO: INCLUI A DETERMINAO DE OBJETIVOS, POPULAO-ALVO, METODOLOGIA, RECURSOS E CRONOGRAMA DE ATIVIDADES.
  • Slide 13
  • ETAPAS DO PLANEJAMENTO EM EDUCAO EM SADE: 3. EXECUO: IMPLICA A OPERACIONALIZAO DO PLANO DE AO.
  • Slide 14
  • ETAPAS DO PLANEJAMENTO EM EDUCAO EM SADE: 4. AVALIAO: INCLUI A VERIFICAO DE QUE OS OBJETIVOS PROPOSTOS FORAM OU NO ALCANADOS.
  • Slide 15
  • ETAPAS DO PLANEJAMENTO EM EDUCAO EM SADE: UM DOS PRINCPIOS DO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO A FLEXIBILIDADE, QUE PERMITE A REFORMULAO DAS AES PLANEJADAS DURANTE SUA EXECUO. REPROGRAMAO DAS AES/ NECESSIDADE DE NOVOS DIAGNSTICOS.
  • Slide 16
  • ETAPAS DO PLANEJAMENTO EM EDUCAO EM SADE: DIAGNSTICO PLANO DE AO EXECUO AVALIAO
  • Slide 17
  • 1. O QUE ENTENDEMOS POR DIAGNSTICO? UMA LEITURA DA REALIDADE, PERMITINDO A COMPREENSO E A SISTEMATIZAO DOS PROBLEMAS E NECESSIDADES DE SADE DE UMA POPULAO.
  • Slide 18
  • 1. O QUE ENTENDEMOS POR DIAGNSTICO? CONHECER CARACTERSTICAS SOCIOECONMICAS E CULTURAIS DA POPULAO. CAUSAS DOS AGRAVOS DE SADE. FATORES POLTICOS, ECONMICOS E DE ORGANIZAO DOS SERVIOS DE SADE E DA SOCIEDADE.
  • Slide 19
  • FASES DO DIAGNSTICO COLETA DE DADOS DISCUSSO ANLISE E INTERPRETAO DE DADOS DISCUSSO PRIORIDADES
  • Slide 20
  • FASES DO DIAGNSTICO/ COLETA DE DADOS PROPICIAR LEITURA DA REALIDADE CONCRETA. IDENTIFICAO DOS PROBLEMAS E NECESSIDADES DE SADE DO GRUPO E/OU DA POPULAO ESTUDADA.
  • Slide 21
  • FASES DO DIAGNSTICO/ COLETA DE DADOS OBTER DADOS SOCIOECONMICOS, CULTURAIS E EPIDEMIOLGICOS. OFERECEM SUBSDIOS SOBRE AS CAUSAS DOS AGRAVOS DE SADE E A INTER-RELAO COM A ORGANIZAO DOS SERVIOS DE SADE.
  • Slide 22
  • FASES DO DIAGNSTICO/ COLETA DE DADOS FONTES DADOS PRIMRIOS: QUELES QUE PRECISAM SER COLETADOS ATRAVS DE: QUESTIONRIOS/ FORMULRIOS. FICHA DE OBSERVAO. ENTREVISTA. OBSERVAO PARTICIPANTE.
  • Slide 23
  • FASES DO DIAGNSTICO/ COLETA DE DADOS FONTES DADOS SECUNDRIOS: BOLETINS EPIDEMIOLGICOS. RELATRIOS/PLANILHAS. PRONTURIOS, ATAS. ARTIGOS CIENTFICOS/ LIVROS. (LEITURA DE TEXTO: O CASO DOS BARRANCOS NO FUNDO DO QUINTAL)
  • Slide 24
  • AES PLANEJADAS/ANLITICO- DESCRITIVO EQUIPE TCNICA GRUPOS/POPULAO
  • Slide 25
  • AES PLANEJADAS/PARTICIPATIVAS AES PLANEJADAS REALIDADE SITUAO PROBLEMA EQUIPE DE SADE GRUPOS POPULAO
  • Slide 26
  • FASES DIAGNSTICO: ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS. PROPOSTAS DE INTERVENO: 1) VISO DAQUELES QUE SO RESPONSVEIS PELO DESENCADEAMENTO DAS AES DE DIAGNSTICO DE UMA DADA SITUAO-PROBLEMA.
  • Slide 27
  • FASES DIAGNSTICO: ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS PROPOSTAS DE INTERVENO: 2) O TIPO DE DADOS A SEREM COLETADOS. 3) A SITUAO PROBLEMA SER OU NO EMERGENCIAL.
  • Slide 28
  • FASES DIAGNSTICO: ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS PROPOSTAS DE INTERVENO: 4) A POSTURA E VISO DA POPULAO A SER ENVOLVIDA. 5) O COMPROMISSSO COM A PARTICIPAO REAL.
  • Slide 29
  • FASES DIAGNSTICO: ANLISE E INTERPRETAO DOS DADOS PROPOSTAS DE INTERVENO: TODOS OS FATORES CITADOS DIRECIONAM PARA UM DIAGNSTICO DESCRITIVO/ANALTICO E/OU PARTICIPATIVO.
  • Slide 30
  • LEVANTAMENTO DE PRIORIDADES INTERPRETAO DOS DADOS? DIAGNSTICO? EFEITOS ? VARIVEIS? O QUE ESTAS PALAVRAS TM EM COMUM? O QUE ESTAS PALAVRAS TM EM COMUM? CAUSA?
  • Slide 31
  • LEVANTAMENTO DE PRIORIDADES LTIMA FASE DO DIAGNSTICO: DEFINEM PROBLEMAS IDENTIFICADOS. AQUELES QUE SO PASSVEIS DE INTERVENO. PARTICIPAO DA POPULAO
  • Slide 32
  • PLANO DE AO ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS: OBJETIVOS; POPULAO-ALVO; RECURSOS HUMANOS/MATERIAIS; ESTRATGIAS DE EXECUO CRITRIOS DE AVALIAO.