PROMOTORES IMOBILIÁRIOS

download PROMOTORES IMOBILIÁRIOS

of 23

  • date post

    19-Jan-2016
  • Category

    Documents

  • view

    28
  • download

    0

Embed Size (px)

description

UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE – UNESC CURSO DE GEOGRAFIA LICENCIATURA E BACHARELADO DISCIPLINA DE GEOGRAFIA URBANA PROFESSOR MAURÍIO PAMPLONA. PROMOTORES IMOBILIÁRIOS. Jéssica Patel dos Passos Simone da Silva Carvalho Guilherme Teixeira de Souza Suzane da Costa Waschineweski - PowerPoint PPT Presentation

Transcript of PROMOTORES IMOBILIÁRIOS

  • UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE UNESC CURSO DE GEOGRAFIA LICENCIATURA E BACHARELADO DISCIPLINA DE GEOGRAFIA URBANA PROFESSOR MAURIO PAMPLONA

    PROMOTORES IMOBILIRIOS Jssica Patel dos Passos Simone da Silva Carvalho Guilherme Teixeira de Souza Suzane da Costa WaschineweskiWillian Carboni Viana

  • 1- Introduo O espao geogrfico o espao construdo pela ao humana, As atividades desenvolvidas pelo homem modificam, transforma o espao geogrfico.

    O espao geogrfico produto do trabalho humano sobre a natureza e todas as relaes sociais ao longo da histria.

  • O espao o que se constriFonte:http://henriqvwgeo.blogspot.com

  • Objetivo O presente artigo tem como objetivo estudar a produo do espao geogrfico com a influncia dos promotores imobilirios na produo do espao urbano, na reproduo social e ainda Compreender como os promotores imobilirios transformam o espao geogrfico no municpio de Cocal do Sul, SC.

  • O setor imobilirio agente de transformao do espao urbano:

    De acordo com Corra (1995), o espao urbano fragmentado, pois possui diferentes tipos de uso - reas comerciais, industriais, residenciais ou de expanso urbana.

    No entanto, essas diversas reas encontram-se articuladas atravs dos fluxos, ou seja, pela circulao de pessoas, de mercadorias, de investimentos ou de decises.

  • O setor imobilirio define aes como a comercializao, financiamento de terrenos.

    Nesse sentido esse setor organiza o espao de forma hierrquica, onde existem reas mais valorizadas e reas menos valorizadas, gerando uma segregao social. Estas foras de capital que ocupam a cidade e o campo esto constantemente em lutas, desenvolvendo a especulao sobre o uso do solo e seu valor de troca (SANTOS, 1988).

  • Os promotores querem lucro como resultado principal de sua ao, em um contexto de reproduo do espao urbano, realizam estudos em determinados recortes visando descobrir as atividades econmicas que esto em expanso, (setores industriais, comerciais e de servios) assim investem na publicidade, visando maiores lucros e menos riscos.

  • A propaganda, fator importanteFonte: www.google.com.br

  • Estudo de caso: O bairro Alfhavile residencial est localizado no municpio de Cocal do Sul, as margens da rodovia SC 446, km 10.

  • Imagem area parcial de Cocal do Sul, SCFonte: Google earth, 2010.

  • O bairro Alfhavile compreende a rea delimitada em vermelho.Fonte: Google earth, 2010.r

  • Principais dados:rea total = 147.186, 23m rea loteada (100%) = 139.336, 23m rea em lotes (64%)= 89.196, 21m rea em ruas (21%)= 29.212, 96m rea verde (15%)=20.927, 06m 136 lotes jforam vendidos ainda h 60 lotes venda, do quais 2 = 180.000 mil cada 10 = 80 mil cada 1 = 75 mil 5= 70 mil cada 11 = 66 mil cada 16 = 50 mil cada 14 = 45 mil cada 1 - Somente ser permitida a construo de casas de alvenaria com rea mnima de 80 m2.

  • Instalao de um supermercado ao lado do bairro Alphaville Fonte: Willian Carboni Viana

  • Consideraes finaisVista parcial de um das ruas do loteamento sendo lajotadas.Fonte: Willian Carboni Viana

  • Vista parcial da regio nordeste do bairro AlphavilleFonte: Willian Carboni Viana

  • Imagem de um das casas j construdas no Bairro AlphavilleFonte: Willian Carboni Viana

  • Foto da coab

  • arredores

  • Consideraes finaisAs atividades desenvolvidas pelo homem modificam, transforma o espao geogrfico, a partir do contexto de que o espao geogrfico produto do trabalho humano sobre a natureza e todas as relaes sociais ao longo da histria.

  • O setor imobilirio responsvel por aes determinantes que ir resultar na mudana da paisagem, define aes como a comercializao, financiamento de terrenos, propiciando as construes.

    Esses promotores imobilirios tambm chamados de incorporadores so formados por agentes que realizam a incorporao, que compra o terreno e o detm financeiramente, define o preo e os vende. (SMOLKA, 1987,1989; RIBEIRO, 1997; MENDES, 2000).

  • A segregao espacial provocada por um condomnio de classe alta, pois coloca diferenas do bairro Alfhavile para com os outros bairros da cidade.

    Alm de impor alguns critrios para a construo no local para assegurar casas de alvenaria com acima de 80m para manter o padro de classe media alta do bairro

  • O bairro enfatiza a diferena entre o rico e o pobre, em que se sente a necessidade de se agrupar em um determinado bairro quem tem maior poder de aquisio e em outros bairros distintos aqueles de menor influncia aquisitiva.

    A segregao por si s busca a tranquilidade e a segurana.

  • ReferenciaCORRA, R. L. O Espao Urbano. So Paulo: tica, 5. ed., 2002.GOMES, R. C. C.; SILVA, A. B.; SILVA, V. P. Poltica habitacional e urbanizao no Brasil. Scripta.Nova. Barcelona: Universidad de Barcelona, vol. VII, n. 146 (083), 2003.SANTOS, M. Metamorfoses do Espao Habitado. So Paulo: Hucitec, 1988.SMOLKA, M. O. O Capital Incorporador e seu Movimentos de Valorizao. Cadernos do IPPUR UFRJ, Rio de Janeiro, 1 (3): 41-77, 1987.Imagens por Willian Carboni Viana.