QNews nº 7

Click here to load reader

  • date post

    06-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    221
  • download

    1

Embed Size (px)

description

Edição Setembro/Outubro 2014 - Dpt. Marketing

Transcript of QNews nº 7

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM- pg 1

    www.quantalgroup.com

    F A L L E D I T I O N 2 0 1 4

    EDITORIALpor Paulo Quintal

    RUDO LABORALACESSRIOS DE ELEVAO DE

    CARGASDept. Qualidade

    OS NOSSOS CLIENTESUm passo mais

    COMUNICAOQuantalCare

    Sardinhada ESPAM

    CONHEA OS NOSSOSSandra Festas

    Assistente Financeira

    JOO RAMOSA viagem

    EVENTOSFesta de Natal

    N 7 | OUTUBRO e NOVEMBRO 2014

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM-pg 2

    editorial

    PAULO PEREIRACEO

    oi h quase 20 anos que a Quantal deu os seus primeiros passos. Um percurso longo, pleno de desafios e conquistas, que transformaram uma empresa pequena, numa empresa de referncia no sector do

    laser/metalomecnica.

    Vencemos dificuldades tpicas de uma empresa jovem, contrarimos as estatsticas que anunciam que 90% das empresas desaparecem antes dos 5 primeiros anos de vida. Lutmos sempre com garra e determinao!

    Ao longo dos anos aprendemos o ritmo da caminhada, com passos cada vez mais largos mas nunca maiores do que

    os que sabamos estar preparados. Chegados quase aos 20 anos de empresa, no tenho muitas certezas. Tenho uma mo cheia de interrogaes. O que que aprendemos em 20 anos?

    E o mais relevante, que as pessoas so o activo mais importante! Mais importante que as marcas, que os

    produtos, que as instalaes. So as relaes com as pessoas que marcam a diferena e que nos fazem crescer. A

    confiana, o compromisso, a segurana, a intimidade. E como somos e o que devemos ser? Quais os 5 pilares chave de um colaborador Quantal?

    CORAGEM para dizer o que pensamos na hora e local certo.

    LUTAR pelo que acreditamos.

    INICIATIVA E PROATIVIDADE para fazermos acontecer aquilo que achamos que deve ser feito e no estarmos

    espera que o faam por ns.

    PLANEAR E ORGANIZAR para um trabalho eficiente.HUMILDADE E FLEXIBILIDADE para perceber que apenas estando constantemente a aprender se pode

    sobreviver no mundo actual e que nem sempre tudo ser como gostaramos, sendo necessrio capacidade de adaptao e resilncia.

    Somos activos e queremos fazer mais, e s com uma equipa coesa e dedicada seremos melhores.

    Conto convosco, todos somos Quantal!

    todos somos QUANTAL

    F

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM- pg 3

    www.quantalgroup.com

    DEPARTAMENTO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANA

    informaoCintas, man e GarrasMelhore o seu trabalho e minimize os riscos de ter um

    acidente de trabalho.

    Para isso, mostramos de que forma deve usar estes

    equipamento, a sua manuteno e proteco contra

    Para leitura de todos os cuidados e procedimentos a ter em considerao, por favor consulte o quadro de QAS.

    Uso

    Examinar a cinta a procura de danos e defeitos

    antes do uso. Nunca utilize uma cinta danificada ou

    defeituosa.

    Nunca utilizar a cinta com cargas acima da qual

    especificada. Respeitar a carga mxima.

    Inspecionar todos os encaixes e acessrios usados

    em conjunto com a cinta.

    Certificar-se de que a carga seja iada verticalmente

    e centralizada acima do ponto de gravidade.

    No dar ns nas cintas para encurt-las ou along-

    las.

    Nunca utilizar cintas torcidas ou entrelaadas.

    Proteger a cinta contra cantos afiados, frico e

    abraso utilizando reforos e protees nos olhais e

    luvas protetoras

    Evitar carga de choque e elevao forada.

    Planear cuidadosamente a elevao antes de inici-

    la.

    As reas de movimentao devem proporcionar

    condies de forma que o trabalho seja realizado

    com total segurana.

    No arrastar a carga sobre a cinta e no arrastar as

    cintas no cho.

    Manter as cintas afastadas de produtos qumicos.

    Examinar as cintas aps o uso e retirar de servio, se

    verificar algum dano visvel.

    EXEMPLO DE QUANDO NO SE DEVE UTILIZAR AS CINTAS:

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM-pg 4

    Manuteno

    Armazenar o equipamento em local seco.

    Certificar-se que as costuras e etiquetas no estejam

    danificadas.

    As cintas de polister podem ser limpas em detergente neutro

    e enxaguando com gua.

    Segurana no trabalho

    Deve-se providenciar a segurana dos colaboradores

    envolvidos diretamente na movimentao de cargas. As

    pessoas em circulao na rea de perigo, devero ser alertadas

    da operao e mantidas a uma distncia segura. As mos e

    outras partes do corpo devero ser mantidas longe da cinta e

    da carga durante a elevao da carga.

    Deve-se proceder a uma movimentao experimental, a partir

    de uma pequena elevao da carga (esticar), at eliminar a

    folga que a cinta tenha da carga.

    Ao proceder a elevao, preciso assegurar-se de que a

    carga esteja sob controlo, por exemplo, para evitar a rotao

    acidental ou coliso com outros objetos.

    Usar os epis recomendados: sapatos e luvas.

    Utilizar unicamente as cintas controladas da quantal.

    DEPARTAMENTO DA QUALIDADE, AMBIENTE E SEGURANA

    informaoRudo LaboralNo 2 trimestre de 2014, realizou-se nas instalaes da quantal uma avaliao da exposio

    dos trabalhadores ao rudo durante o trabalho.

    A listagem dos resultados obtidos - avaliao por equipamento/tarefa e aps o uso do equipamento

    de proteco auditiva, encontra-se afixada no quadro QAS, e dever ser consultada por todos.

    No se esquea que a Quantal coloca disposio

    dos colaboradores, o equipamento de proteco

    auditiva.

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM- pg 5

    www.quantalgroup.com

    informao

    OS NOSSOS CLIENTES

    os nossos clientesum passo maiscom a colaborao de Paulo Limes

    Depois da industrializao e lanamento de diversos

    componentes estampados e soldados para os projectos da Peugeot (70 refs), projecto da nova Mitsubishi Canter (18 refs) e projecto B9 (22 refs) na nossa produo (Quantal + Espam), segue-se agora o culminar da industrializao de mais 2 projectos automvel de maior rigor tcnico

    Hoje, falo-vos dos projectos Daimler VS20 4x4 e CD4.2 referente Mercedes Vito e ao Ford Galaxy/ CMx, via o

    nosso cliente Benteler.

    Tratam-se de mais 18 referncias no global dos 2 projectos com produes estimadas de 10.000 e 52000 veculos por ano, para os projectos Daimler VS20 e Ford respectivamente.

    Tm tempos de vida estimados de 10 e 5 anos, respectivamente,

    ou seja, durante este perodo de tempo a Quantal e a Espam assumiro e beneficiaro das respectivas produes, at que um novo modelo os substitua.

    Tratam-se efectivamente de componentes metlicos estampados que deram origem a ferramentas de estampagem

    (em grande parte sistemas progressivos) de maior arcaboio,

    peso e dimenso mas tambm de maior complexidade tcnica.

    O tempo de industrializao (tempo de desenvolvimento de

    meios de fabrico e deciso de novos investimentos) nestes

    casos aparentemente alargado cerca de 1 a 1.5 anos.

    As foras mecnicas de 250 toneladas j no so suficientes e da se ir ventilando a possibilidade de uma prensa de fora igual e/ou superior a 400 toneladas.

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM-pg 6

    destaqueSandra FestasAssistente Financeira

    o meu percursonestes 16 anos

    Iniciou-se na empresa no mbito de estgio, como escriturria, logo aps terminar o ensino secundrio em 1998. Desde essa altura, e sendo uma das colaboradoras mais antigas da empresa, a Sandra foi desempanhando funes nos diversos

    departamentos, evoluindo na carreira, assumindo hoje as funes de assistente financeira.

    A Sandra acredita na equipa dinmica, talentosa e verstil da Quantal, e deseja continuar a contribuir para a notoriedade da Quantal no mercado, como empresa de sucesso, desempenhando as suas funes e sempre disposta a abraar novos

    desafios.

    Com o crescimento da empresa, a diversidade e complexidade dos assuntos aumentou, pelo que foi deixando tarefas

    mais simples para se especializar na rea financeira, nomeadamente na recuperao de crdito e preparao dos dados para elaborao dos reports financeiros.

    CONHECER OS NOSSOS

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM- pg 7

    www.quantalgroup.com

    OS NOSSOS PROJECTOS

    Nos litmos anos, a Quantal Group tem prestado ajuda financeira a algumas instituies mais carenciadas.Todos os anos, so inmeros os pedidos de ajuda que nos chegam, das mais variadas formas.

    No alheios a esta situao, o Departamento de RH criou

    internamente o Quantal Care - uma diviso que acolher pedidos de ajuda, de entidades externas, e providenciar este auxlio, quer sob a ajuda financeira, quer de bens.

    nossa inteno, fazer que toda a organizao se

    empenhe nesta ajuda ao prximo. Por isso precisamos de si!

    Se conhece uma instituio (lar, infantrio, creche,

    centro de dia) que carea de ajuda, apresente a situao junto dos RH.

    os nossos projectosQUANTALcareQUANTALGROUP

    As candidaturas devero indicar o nome da instituio,

    identificar so principais problemas e o tipo de ajuda que necessitam.

    O Departamento de RH analizar todas as candidaturas

    que receber, de forma ponderada, efectuando visitas aos

    locais e falando com os responsveis.

    Sabemos que no iremos soluccionar todos os pedidos

    que nos cheguem, mas passo-a-passo, poderemos tornar mais pessoas felizes.

    O Quantal Care depende de si. Todos somos quantal!

    OS NOSSOS PROJECTOS

  • N 7 | OUTUBRO e NOVEM-pg 8

    as nossas empresas

    Sardinhada naESPAMNo passado ms de julho, houve, como j habitual o convvio da Espam. A organizao do evento foi da responsabilidade do pessoal da Espam que planeou

    todas as condies para a sua realizao.

    Com uma ementa recheada de sardinhas, barriguinhas,

    fveras, po e regadas com vinhos caseiros,