Rotero City Tour

Click here to load reader

  • date post

    05-Aug-2015
  • Category

    Education

  • view

    165
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Rotero City Tour

  • Antes mesmo da colonizao do Brasil, Laguna

    j era citada no Tratado de Tordesilhas por sua posio

    geogrfica sobre a linha imaginria que dividia o

    mundo. Com a proclamao da Repblica Catarinense

    viu surgir sua maior herona, Anita Garibaldi.

    Toda essa histria densa de fatos marcantes,

    alternados por momentos de progresso e estagnao,

    est retratada pelo casario do Centro Histrico

    preservado. As ruas so na verdade, um grande museu a

    cu aberto, onde possvel apreciar, conhecer e

    entender a histria e a cultura desse povo atravs das

    diferentes arquiteturas, pelo traado das ruas e pela

    sua paisagem natural.

    As caractersticas de cada estilo de arquitetura

    refletem um momento da histria, as necessidades de

    moradia, o poder econmico, os costumes e a cultura

    de cada poca. Voc pode conhecer e sentir a histria

    de Laguna percorrendo as ruas do Centro Histrico e

    acompanhando os percursos onde esto marcadas as

    edificaes mais representativas de cada poca.

    A capela dedicada a Santo Antnio dos Anjos, iniciada

    em 1696, foi o primeiro monumento construdo no

    povoado. Ao contrrio da maioria das vilas portuguesas

    no Brasil, em Laguna a Igreja e a Casa de Cmara e

    Cadeia esto situadas em duas praas diferentes.

    Foi construdo em 1747 para abrigar a Casa de Cmara e

    Cadeia. De sua sacada foi proclamada, em 1839, a

    Repblica Catarinense. Est localizado em uma

    pequena praa triangular prximo ao antigo porto,

    onde provavelmente foram construdas as primeiras

    casas de adobe e pedra.

    Construda pelos escravos, em 1863, a Carioca at hoje

    abastece a populao com gua potvel. A fonte de

    gua, a Igreja e o Pao Municipal foram os trs pontos

    iniciais de ocupao da vila. Junto a Fonte encontra-se

    a Casa Pinto DUlyssea, toda com azulejos portugueses

    e construda em 1866.

    I g r e j a d e S a n t o A n t n i o

    d o s A n j o s

    M u s e u A n i t a G a r i b a l d i

    F o n t e d a C a r i o c a

    m u s e u

    a c u a b e r t o

    m u s e u

    a c u a b e r t o

    L a g u n a

    A vila de Santo Antnio dos Anjos da Laguna foi

    fundada em 1676 pelo bandeirante paulista Domingos

    de Brito Peixoto. Principal porto da regio sul, foi

    utilizado primeiro como entreposto das operaes

    militares de expanso das fronteiras e depois como

    exportador da produo de gado no sc. XVIII.

    No incio as casas eram muito simples,

    geralmente de pau-a-pique cobertas de palha. Com a

    elevao de povoado para vila, e a vinda de famlias

    dos Aores, entre 1749 e 56, as ruas comeam a ser

    definidas com as novas casas de adobe e pedra que so

    construdas nos seus limites. O comrcio do gado traz o

    desenvolvimento e surgem assim os sobrados prximos

    ao porto.

    A histria desta fase, da colonizao meados

    do sc XIX, pode ser observada principalmente pela

    arquitetura luso-brasileira que se concentra em um

    dos primeiros ncleos, a Praa Repblica Juliana.

    l u so - b ra s i l e i r op e r c u r s o

    As casas eram muito simples, geralmente uma

    porta e duas janelas ao rs do cho e telhado

    aparente. Esta tem vergas em pedra, uma

    exceo da maioria, em madeira;

    Eram construdas em lotes de pequena frente e

    grande profundidade, germinadas umas s

    outras, formando um corredor contnuo. Os

    quartos ficavam sem iluminao, as famosas

    alcovas. Os telhados eram em duas guas, sem

    calhas mas com cimalha;

    Tinham um aspecto austero e sem decoraoes. A

    fachada era marcada pela cimalha do beiral do

    telhado e pelos grossos cunhais, como este. As

    paredes tinham em mdia 50cm de espessura.

    Nas residncias mais importantes, alm da

    pedra e barro, era usado o leo de baleia.

    a

    11 SR / IPHAN / SC

    I n f o r m a e s

    P r o d u o

    EPS incorporadoH um EPS incorporado nesta pgina.O Adobe Acrobat no suporta a exibio desse tipo de objeto, mas ele ser impresso intacto em um dispositivo PostScript.

  • A partir de 1920 o porto de Imbituba comea a

    ser organizado, pois possua melhores condies de

    navegao. Laguna perde a competitividade, e a crise

    no foi maior devido a concentrao comercial, de

    servios financeiros e pblicos. Entre os anos de 1930 e 50 desenvolveu-se uma

    arquitetura com influncias art deco. Este estilo

    retrata a modernidade e a era da mquina, rompendo

    com o passado e com inspiraes no futuro.

    Com a construo da BR 101 nos anos 70, ocorre

    a possibilidade de uma nova atividade para a cidade: o

    turismo. O crescimento do nmero de turistas estimula

    a especulao imobiliria, tanto nos balnerios como

    no Centro Histrico. Casas trreas e sobrados do sc.

    XVIII comeam a ser substitudos por novas

    construes, alterando a paisagem. Preocupados com

    a preservao deste patrimnio o Iphan tombou em

    1985 o Centro Histrico de Laguna.

    A exportao do carvo e outros produtos pelo

    porto de Laguna no final do sc. XIX, possibilitou a

    concentrao de riqueza da populao, gerando

    transformaes na cidade. A vinda de imigrantes

    alemes e italianos contriburam nesta mudana e na

    produo de uma nova arquitetura: o ecletismo. Este

    estilo arquitetnico faz uma reinterpretao de

    elementos do passado, misturando e produzindo uma

    arquitetura carregada de ornamentaes e

    decorativismo das fachadas.

    Surgem nesta poca: os trens de carga e

    passageiros, os primeiros automveis, nibus urbano,

    ruas caladas e iluminao pblica, com lampies

    querosene. A praa da Igreja ganha tratamento com

    jardim, chafariz, palmeiras e iluminao. A cidade

    viveu uma intensa vida cultural e social. Todo o fervor e

    riqueza desta poca pode ser observado atravs do

    casario ecltico:

    a r t decop e r c u r s o

    ec l t i cop e r c u r s o

    As construes em estilo art deco, utilizam

    principalmente linhas geomtricas, com formas

    bem simplificadas; As linhas retas so utilizadas

    em toda a fachada, nas aberturas e nos detalhes,

    rompendo com o decorativismo e com o

    passado.Mercado Pblico

    Docas do Mercado

    Cine Teatro Mussi

    Arquivo PblicoCasa Candemil

    Lagoa de Santo Antnio

    Casa de Anita

    Igreja de Sto Antnio

    dos Anjos

    IPHANMuseu de Arqueologia

    Praa Vidal Ramos

    Biblioteca MunicipalAntigo Ginsio Lagunense

    Museu Anita

    Garibaldi

    Praa Anita Garibaldi

    Memorial de TordesilhasAntiga Usina Eltrica

    Morro do Rosrio

    Fonte da Carioca

    Casa Pinto DUlyssea

    incio percurso

    luso-brasileiro

    incio percurso

    art deco

    incio percurso

    ecltico

    percurso luso-brasileiro

    percurso ecltico

    percurso art deco

    i

    E

    Ponto de

    Informaes Tursticas

    rea para estacionamento

    i

    E

    E

    EEstas novas contrues tem um porte bem maior,

    com uma implantao diferente: entrada pela

    lateral atravs de escadas e jardins. Continuam

    alinhadas junto da rua, mas a liberao das

    laterais gera possibilidades de arejamento e

    iluminao, desaparecendo as alcovas e fazendo

    surgir os primeiros banheiros.

    O novo estilo, o ecletismo, tem um forte

    decorativismo presente em todos os detalhes. As

    construes adquitem uma grande sofisticao

    com os produtos imprtados. Passam a ter

    platibandas para esconder o telhado, pores

    altos e janelas com bandeiras em massa

    decorativa.

    As fachadas passam a ser revestidas de massa

    com motivos decorativos; as paredes

    construdas de tijolos e cal, com maior preciso

    e menor espessura; So utilizados vidros

    decorados com motivos florais, e surgem as

    primeiras venezianas e telhados de quatro

    guas.

    Continuam alinhadas junto a rua, mas

    desaparecem os jardins laterais e pores; Tem a

    frente bem mais valoriza que os fundos, e surge

    a edcula habitavel.

    Nas esquinas as construes geralmente eram

    arredondadas, diminuindo o impacto visual.O

    Cine Teatro Mussi um dos melhores exemplares

    desta fase, com seu interior decorado ainda

    preservado.

    EPS incorporadoH um EPS incorporado nesta pgina.O Adobe Acrobat no suporta a exibio desse tipo de objeto, mas ele ser impresso intacto em um dispositivo PostScript.