Seleção de Respiradores

download Seleção de Respiradores

of 112

  • date post

    21-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    99
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Seleção de Respiradores

3M Sade OcupacionalProteo Respiratria

Proteo

para voc respirar aliviado.

Critrios para Seleo de Respiradores Gerenciamento de um Programa de Proteo Respiratria Ajuste do Respirador Fatores de Proteo Efeitos dos Contaminantes Pele e aos Olhos Atividades do Trabalhador Localizao de reas de Riscos Caractersticas, Capacidades e Limitaes do Respirador Instrues Gerais de Uso 2 3 4

Guia de Seleo revisado at 2011

Definies Poeiras Nvoas Fumos Gases Vapores Glossrio de Termos Como usar este Guia 10

5

Informaesdeste Guia Nome Qumico Sinnimos LT Nveis IPVS (IDLH) Limiador de Odor TLV Respirador Recomendado Comentrios 6

11 12 15

Guia dos Compostos Qumicos

7 8 9

Empresa: Este Guia Pertence a:

Proteo

paravocrespiraraliviado.

ndice

GuiadeSeleodeRespiradores 1

Critrios para Seleo de RespiradoresEste Guia de Seleo de Respiradores apresenta uma relao de compostos qumicos para os quais se pode recomendar os Respiradores 3M. Estas informaes so teis para complementar as informaes sobre Higiene Industrial. Uma vez identificados os contaminantes e suas concentraes, o guia possibilita a seleo do Respirador 3M apropriado para aproximadamente 700 compostos qumicos com TLV1 ou outros limites de exposio recomendados. Como as condies reais de trabalho variam de um ambiente para outro, estas informaes devem ser utilizadas apenas como referncia. A seleo do respirador mais adequado depende de cada situao em particular e deve ser feita somente por uma pessoa treinada e que possua conhecimentos sobre os riscos existentes no ambiente, bem como as capacidades e limitaes de uso dos equipamentos para Proteo Respiratria.

{

Para mais informaes, consulte um Distribuidor Especializado de Segurana 3M ou o Departamento de Servio Tcnico da 3M, pelo telefone 0800 055 0705.

}

Cuidados especiais devem ser tomados na educao e treinamento dos usurios, bem como na manuteno, limpeza e estocagem de respiradores reutilizveis.

Ajuste do RespiradorTambm exigido que ensaios de vedao facial sejam realizados quando houver uso de respiradores de presso negativa3. Para o uso de respiradores do tipo descartveis ou de cartucho recambivel, o usurio deve ser submetido a ensaios qualitativos ou quantitativos de vedao. A remoo do respirador, ainda que por curtos perodos de tempo, reduz drasticamente a proteo proporcionada pelo mesmo.

Gerenciamento do Programa de Proteo RespiratriaConstatada a necessidade de uso de respiradores, necessrio que se implemente um Programa de Proteo Respiratria, o qual deve reunir todas as polticas, providncias e responsabilidades de todas as pessoas envolvidas: gerncia, chefia e usurios. A instruo normativa n 01 de 11 de abril de 1994, do Ministrio do Trabalho, e o documento Programa de Proteo Respiratria, da FUNDACENTRO, estabelecem requisitos e recomendaes para seleo e uso de respiradores.

Proteo

paravocrespiraraliviado.

GuiadeSeleodeRespiradores 2

Fatores de Proteo4O respirador selecionado deve ter um Fator de Proteo Atribudo adequado exposio, em cada ambiente atmosfrico. Dividindo-se a concentrao do contaminante atmosfrico pelo TLV ou LT obtm-se o Fator de Proteo Requerido (FPR). O respirador selecionado deve possuir um Fator de Proteo Atribudo maior ou igual ao Fator de Proteo Requerido.

Os Fatores de Proteo Atribudos recomendados pela 3M, baseados na IN 01 de 11/04/94, so: Respirador Semifacial (descartvel ou de cartucho recambivel) ..................................... 10 Respirador de Pea Facial Inteira ....................... 100 Respirador Motorizado com Pea Facial Inteira, Capuz ou Capacete ............ 1000 Respiradores com Suprimento de Ar: Semifacial com Fluxo Contnuo ....................... 50 Capacete Capuz ou Pea Facial Inteira, com Fluxo Contnuo .................................... 1000 Demanda com presso ............................... 1000

Efeitos dos Contaminantes Pele e aos OlhosAlguns compostos qumicos podem ser absorvidos pela pele, tornando-se necessrio o uso de roupas de proteo, alm de respiradores. Em alguns casos tambm se faz necessrio o uso de proteo para os olhos. A ocorrncia de falhas na proteo da pele e olhos pode invalidar os limites de exposio estabelecidos e o uso do respirador ser ineficiente na preveno de efeitos adversos sade.

{

FPR = Concentrao do Contaminante Atmosfrico Limite de Tolerncia ou TLV

}

Proteo

paravocrespiraraliviado.

GuiadeSeleodeRespiradores 3

Atividade do TrabalhadorConsiderando-se o conjunto completo de EPIs requeridos para o trabalho, o respirador selecionado deve ser compatvel com capacetes, culos, elmos para soldagens, etc. O usurio deve ser capaz de comunicar-se e realizar suas tarefas sem remover o respirador da face. Em caso de trabalhos pesados ou quando for necessrio o uso de respirador por longos perodos de tempo, deve-se escolher equipamentos leves e com baixa resistncia respirao. Se o respirador no possuir boa aceitao pelo trabalhador e no for utilizado corretamente, ele no proporcionar a proteo necessria.

reas de RiscosAo especificar um respirador com o suprimento de ar, deve ser considerada a distncia que o trabalhador precisar percorrer at alcanar uma rea no contaminada. Devem ser tambm considerados os obstculos e os equipamentos que se encontram na rea. Caso haja necessidade de subir escadas ou andaimes, ser mais apropriado o uso de um respirador purificador de ar ou um respirador de ar, combinado com linha de ar.

Localizao de

Caractersticas, Capacidades e Limitaes do RespiradorUm respirador pode no oferecer proteo contra todos os contaminantes presentes em um determinado ambiente de trabalho. Existem restries especficas as quais se encontram relacionadas no C.A.5 e/ou nas Instrues de Uso do Produto. Estas informaes devem ser cuidadosamente avaliadas para cada respirador. Veja a seguir uma precauo de ordem geral. Para o conhecimento de informaes especficas, leia as embalagens ou os manuais de operao dos respiradores.

Proteo

paravocrespiraraliviado.

GuiadeSeleodeRespiradores 4

Ateno Nenhum respirador tem capacidade para evitar a penetrao de todos os contaminantes atmosfricos na zona de respirao do usurio. Os respiradores protegem o usurio reduzindo as concentraes dos contaminantes atmosfricos para valores abaixo do TLV ou outro nvel de exposio recomendado, na sua zona de respirao. uso incorreto do respirador pode provocar uma O exposio excessiva do usurio ao contaminante e causar doenas ou at mesmo a morte. Por essa razo, o respirador deve ser corretamente selecionado e o usurio devidamente treinado sobre o uso correto do produto. Os respiradores recomendados devem ser utilizados unicamente para os compostos qumicos para os quais foram aprovados e indicados.

Instrues Gerais de Uso no observao das instrues de uso e A advertncias sobre a correta utilizao do produto, durante o tempo de exposio ao contaminante, pode reduzir a sua eficcia causando doena ou at mesmo a morte. contaminantes atmosfricos so perigosos sade Os e podem ser to pequenos a ponto de no serem vistos nem percebidos, mesmo em concentraes perigosas. Antes de utilizar o produto, conforme exigncia da NR.6 da CLT6, o usurio precisa ser informado pelo empregador sobre a obrigatoriedade do uso e devidamente treinado para a correta utilizao do mesmo; deixar imediatamente a rea contaminada caso sinta tonturas, enjos, qualquer outro tipo de mal-estar, ou ainda, se perceber o cheiro ou gosto do contaminante.

Limitaes Gerais de Uso Para Respiradores Purificadores de Ar use quando a concentrao do contaminante for No desconhecida. No use quando a concentrao do contaminante ultrapassar o valor de I.PV.S.7 ou exceder a 10 vezes o valor do limite de tolerncia para pea semifacial, e 100 vezes esse valor, para a pea facial inteira. Respiradores filtrantes no suprem oxignio e, portanto, no devem ser utilizados em ambientes fechados e sem ventilao tais como cmaras, tanques, silos e tubulaes onde a concentrao de oxignio pode ser menor que 19,5%. No devem ser utilizados por pessoas com barbas por impedir uma adequada vedao do respirador ao rosto do usurio.

Proteo

paravocrespiraraliviado.

GuiadeSeleodeRespiradores 5

Informaes deste GuiaNome Qumico nomes qumicos apresentados a seguir so os Os mesmos do guia da ACGIH8 para os valores de TLV e ndices de exposies biolgicas, edio 2005. pesticidas e compostos qumicos que no Os possuem limites de exposio estabelecidos no foram inclusos. Consulte o departamento de Servio Tcnico da 3M para a seleo de respiradores para esses compostos.

LT Limite de Tolerncia (Legislao Brasileira) Encontram-se listados nesta coluna os valores dos limites de tolerncia mencionados na NR.15, anexo n 11, da CLT9.

Limiar de Odor* Indica a margem do limite de odor dos compostos qumicos para os quais essa informao encontrase disponvel, tendo-se como referncia principal a publicao da AIHA11. Outras referncias foram utilizadas para os compostos que no possuem valores publicados pela AIHA. As metodologias para definir e determinar os limiares de odor so muito variveis, gerando diferentes valores para vrios compostos. Cada indivduo pode tambm reagir de forma diferente a um mesmo odor. Numa determinada concentrao uma pessoa pode sentir e reconhecer o odor, enquanto que outra sentir dificuldades em perceb-lo.

Nvel IPVS Indica a concentrao considerada Imediatamente Perigosa Vida e Sade (IDHL) pela NIOSH10 publicao n 90-117. Refere-se especificamente exposio respiratria aguda que supe uma ameaa direta de morte ou conseqncias adversas irreversveis sade, imediata ou retardada, ou exposies agudas aos olhos, que impeam a fuga da atmosfera perigosa. Para aquelas substncias que