Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo

Click here to load reader

  • date post

    06-Jun-2015
  • Category

    Education

  • view

    295
  • download

    3

Embed Size (px)

Transcript of Universidade corporativa - Nem sempre tudo deu certo

  • 1. UNIVERSIDADE CORPORATIVA N m Se m p re Tud o De u Ce rto e

2. L.A COSTACURTA JUNQUEIRA CEO do INSTITUTO MVC. Administrador pela FGV, Coordenador dos projetos de Educao Corporativa, E-Learning e Consultoria em Desenvolvimento de Talentos Humanos. Seminrios e Palestras nos EUA, Portugal, Uruguai e Paraguai. Conferencista da ASTD, American Society for Training and Development, com o tema "Como Vender Treinamento para Mercados Latino americanos", Atlanta, Conferncia Internacional, 2007. 3. Algumas Precaues No Vou Citar Nomes, mas Situaes Todos Falam do que Deu Certo, Mas. Aprendemos com os Erros, para No nos Embriagarmos com os Acertos 4. Afinal o que uma Universidade Corporativa? Guarda-chuva estratgio para desenvolvimento de: Empregados Clientes Fornecedores Comunidade Laboratrio de aprendizado para a organizao Caractersticas das empresas com universidades corporativas: dirigem treinamento como negcio geram receita treinamento como grife (empregados lutam para ser escolhidos) enfrentam obsolescncia do conhecimento = fluxo + rpido do ci 5. DEPARTAMENTO DE TREINAMENTOXUNIVERSIDADE CORPORATIVAREATIVOFOCOPROATIVOEXECUTIVOS E TCNICOS / GRUPOS HETEROGNEOSPBLICOEXECUTIVOS, TCNICOS CLIENTES, FORNECEDORES, COMUNIDADE/FAMLIAS - UNIFORMES TRACKSDESCENTRALIZAO / FRAGMENTADOORGANIZAO CENTRALIZADA (GUARDA CHUVA)SOLUES PARA MELHORIA DE PERFORMANCE (INDIVIDUAL)PRODUTOSMELHORIA DE PERFORMANCE ORGANIZACIONAL E MELHORES PRTICASSOLUO DE STAFFOPERAOUNIDADE DE NEGCIOTREINAMENTO NEM SEMPRE DESEJADO - CENTRO CUSTOSIMAGEMTREINAMENTO CONCORRIDO CENTRO LUCROSTTICOESCOPOESTRATGICOFOCO NO ENSINO VIA INSTRUTORMETODOLOGIAEXPERINCIA COM VRIAS METODOLOGIASABERTO AO PBLICO EM GERALINSCRIOABERTO AO PBLICO ESPECFICO (PROBLEMA)OFERECE AO PBLICOMARKETINGCONVENCE / VENDE AO PBLICO 6. Por que no Brasil? Desenvolver funcionrios atravs de uma abordagem sistemtica Difundir viso, valores, estratgias Centro de lucros (receita) Alinhar objetivos educacionais e do negcio Focar o futuro Grife Dar aos executivos oportunidade de ensinar Mensurao / resultados Reforar cadeia de relao com clientes / fornecedores / comunidade Reteno de funcionrios / empregados / executivos Combater a rpida obsolescncia do conhecimento 7. Obstculos (Alguns) Falta de apoio do presidente Espao fsico como parte essencial do conceito (caro) Falta de marketing de idia: para pblico e prprio departamento de treinamento Treinamento do velho treinamento Diferenciao do velho treinamento 8. Implantao da Universidade Corporativa - Conselhos Mais virtual do que fsica Participao do presidente em todas etapas Tentar subordinar a UC ao presidente Demonstrar custos antes (treinamento) x depois (uc) Mudar paradigmas permanentemente (ex. best practices, teal) Treinar consultores para treinar Foco no autodesenvolvimento Colocar executivos como treinadores 9. Universidade Corporativa: Voc ainda vai ter uma? Definio Universidade corporativa x departamento de treinamento Quem j fez isso no Brasil? benchmarking Sua empresa tem porte mnimo para isso? Mentor da idia Campo de atuao da universidade corporativa Obsolescncia da tecnologia/massa crtica Rh/treinamento centro de lucros Reduzir os custos com treinamento Funo treinamento tambm como instrumento de marketing/imagem Institucionalizao do processo de educao permanente Revolucionar os mtodos de aprendizagem Crdito universitrio Tecnologia para acelerao do aprendizado Unificar a perspectiva global dos gerentes (diversidade, por exemplo) Poltica de Rh fluxo do capital intelectual 10. Os dois LadosO ESTRATGICO O OPERACIONAL 11. Estratgias Fao ou No FaoBenchmarking (Positivo e Negativo)Quem Vai PatrocinarQuem Vai Ajudar InternamenteQuem Vai Executar as 03 EtapasA Quem Vai Atender / Cadeia de ValorAlvenaria ou ConhecimentoUnidade de Negcios ou TreinamentoMotivao Principal 12. Estratgias FundingQuais As Funes: Treinar, Pesquisar, Guardar, DifundirTreinamento = TrabalhoO Modelo Jurdico 13. Operacional Perspectiva Temporal dos Programas / FuturoCritrios de Avaliao Qualitativos e QuantitativosMarketing do Certo e do No Deu CertoGrife 14. Operacional Aprender EnsinandoMetodologias que Estimulem o Fluxo Multidirecional do ConhecimentoA Idia do Plano de AoAs Recompensas 15. ClienteEixo Externocro-Concepo Didtica Educacional (Liderana) N anos1 / 3 anosEixo Cidadania CorporativaF o r n e c e d o rEixo Ser Humano Eixo Programa de TraineesEixo MBA CompactoFormao Bsica Pessoas Escolhidas para Fazer Programa sob Demanda4 / 7 anos8 / 10 anosEixo Liderana EmpreendedoraEixo MBA Snior11 / 12 anosEixo Competncia DiretivaEixo AtualizaoEixo Competncias CrticasEixo Reciclagem CoachingPreparao de consultores Pblico Interno ComunidadeM e r c a d o 16. Indicadores Vinculados Resultados Globais da Empresa Processo Composio da receita da Universidade Nmero de horas de treinamento por colaborador Nmero de participantes externos Percentual de consultores internos 17. Indicadores Vinculados Resultados Globais da Empresa Qualidade Avaliao das atividades Citaes positivas na imprensa Convite para palestras externas ndice de participao de convidados Nmero de alunos assduos (coeficiente de fidelizao / Evaso) Nmero de organizaes interessadas em visitas Percentual do pblico-alvo interno 18. Indicadores Vinculados Resultados Globais da Empresa Desempenho Custo-hora de treinamento x mdia do mercado ndice comparativo de treinamento per capita Produtividade dos colaboradores fixosResultados Financeiros Gerao de caixa Nmero de projetos implantados 19. O que se Espera do Profissional de T&D Gerar Receita / BenefciosAmpliar Espectro da ClientelaMensurar o que Faz / Vincular ao NegcioUsar Treinamento como Ferramenta do Planejamento EstratgicoPensar Primeiro em Resolver Problemas Depois em Cursos / Seminrios etc.Ser Respeitado pelo Cliente (Externo / Interno)Conhecer os Negcios (Rodzio)Saber Dizer No / Argumentar em NumerolsSer Benchmarking no que Faz 20. Sinais de Advertncia Nove Sintomas de M Administrao do Capital Intelectual Repetio de Erros Retrabalho Relaes Desgastadas com Clientes Boas Idias No So Compartilhadas Seu Diferencial o S Preo Dificuldade em Acompanhar o Ritmo do Mercado Excessiva Dependncia de Pessoas Chaves Morosidade no Lanamento de Novos Produtos Dificuldade de Definir Preos dos Servios 21. Se voc quiser... Se voc quiser uma cpia dos slides usados nesta apresentao mande um e-mail para [email protected] dizendo que participou deste encontro. Voc receber tambm 3 artigos relativos ao assunto, alm de uma assinatura do Insight MVC.