XV Olimpíada Regional de Química - ceiq4.webnode.com XV... · Vias de síntese da Aspirina...

of 65/65
XV Olimpíada Regional de Química Consciência: a Química também pode ser Verde
  • date post

    02-Feb-2019
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of XV Olimpíada Regional de Química - ceiq4.webnode.com XV... · Vias de síntese da Aspirina...

XV Olimpada Regional de Qumica

Conscincia: a Qumica tambm pode ser Verde

Sejam bem-vindos!

0

Projetos do CEIQ

Emprstimos

DQ de Portas Abertas

USP e as Profisses

CEIQ Interativo

Olimpada Regional de Qumica

Como funciona?

1 fase Visita ao Departamento de Qumica

Palestra sobre o tema da Olimpada

Experimentos desenvolvidos em laboratrio de qumica.

2 fase Provas Tericas e Prticas + Redao

Escolha da equipe: 6 alunos (obrigatoriamente 2 de cada ano)

Clculo da nota: (Mdia das Provas Tericas + Mdia das Provas Prticas + Redao) 3 x 1000 = Nota

Final

Olimpada Paralela Redao ou Vdeo

Direcionada para os alunos que participaram da 1 fase, mas que no foram

escolhidos pelo professor para participar da 2 fase.

2 Fase

Prova terica

Conhecimentos tericos de

qumica

Prova Prtica

Traje adequado

Desenvolvimento do experimento

Coerncia nas respostas

Apresentao de resultados

2 Fase

Redao

Normas

Uma redao por equipe de 6 alunos Capa: Nome dos integrantes, escola e ttulo.

Fonte: Arial 12, espao entre linhas 1,5, texto justificado.

Margens: esquerda e superior 3,0 cm e direita e inferior 2,0 cm

Mximo de 4 pginas

Capa (1 pgina), desenvolvimento (2 pginas) e bibliografia (1 pgina)

Critrios

Elaborao de um texto dissertativo-argumentativo

Demonstrar domnio da norma culta da lngua portuguesa

Compreender a proposta da redao

Seleo e organizao adequada das informaes

Demonstrar conhecimento dos mecanismos lingusticos na construo da

argumentao

O que trazer no dia?

- Comprovante de matrcula

(nico comprovante para os 6 alunos)

- Trajar roupa adequada

- Redao

Orientaes

O que estudar para

as provas?

Tema proposto pela Olimpada

e currculo do Ensino Mdio da

disciplina de Qumica

Vdeo (Demonstrao de experimento)

Mximo permitido: um vdeo por escola

Durao mnima: 2 minutos

Durao mxima: 5 minutos

Quantidade de integrantes por vdeo: 2 5 pessoas

Deve conter: apresentao dos participantes, nome da escola, motivo pela

escolha do experimento, demonstrao e explicao do mesmo.

OBS: A redao deve estar relacionada com o tema da Olimpada!

Olimpada Paralela

Redao

Uma redao por aluno;

Cinco redaes por escola, no mximo!

Deve seguir as mesmas normas da redao por equipe.

Tanto para a redao quanto para o vdeo no permitida a participao na segunda fase!

Valorize a produo dos alunos, diga no ao plgio!

Alteraes Naturais x Impacto Antrpico

Assoreamento dos rios Furaces e tornados Queimadas no Cerrado

Enchentes Tsunamis Dinmica das placas tectnicas

Alteraes Naturais x Impacto Antrpico

Avanos tecnolgicos x Consequncias ambientais

Ser que existe alguma

esperana?

Planejamento e desenvolvimento

processos qumicos

reduzem ou eliminam

substncias nocivas

a sade humana e ambiental

Pai da qumica Verde

Paul T. Anastas

Qumica

verde

Economia

de tomos

Reduo

de gastos

Sntese

segura

Design de

produtos

seguros

Reduo

de

resduos

Eficincia

energtica Uso de

insumos

renovveis

Catalisador

eficiente Solventes e

auxiliares

seguros

Desenho de

degradao

Anlise em

tempo real

Preveno

de

acidentes

Qumica

verde

Economia

de tomos

Reduo

de gastos

Sntese

segura

Design de

produtos

seguros

Reduo

de

resduos

Eficincia

energtica Uso de

insumos

renovveis

Catalisador

eficiente Solventes e

auxiliares

seguros

Desenho de

degradao

Anlise em

tempo real

Preveno

de

acidentes

1. Reduo de gastos

Prevenir o desperdcio melhor do

que tratar ou limpar os resduos depois

de terem sido criado.

Reduo

de gastos

Economia

de tomos

2. Economia de tomos

Todos os materiais utilizados como reagentes devem ser planejados

para a incorporao mxima no produto final

A + B = C

2. Economia de tomos

Reao com baixa incorporao de tomos no produto final

Reao de Wittig formao de alceno

Sntese marrom

Reagente A Reagente B Produto

Resduo

2. Economia de tomos

Reao com alta incorporao de tomos no produto final

Sntese verde

Reao de Diels Alder formao de alceno

Reagente A

Reagente B Produto

3. Snteses com baixa periculosidade

Sntese

segura

Vias de sntese da Aspirina (cido acetil saliclico):

Acetilao do cido saliclico usando cido sulfrico como catalisador:

Obteno do cido saliclico a partir do fenol:

Tebufenozida

4. Design de produtos seguros

Desenvolvimento de produtos com

a funo desejada, porm com

pouca ou nenhuma toxicidade. Design de

produtos

seguros

O aumento sobrecarregando motor

Diminuindo a velocidade de

deslocamento e consequentemente

aumentando o gasto com o combustvel.

O aumento da deteriorao da

superfcie onde se encontra a crosta.

Obstruo de escapes e peas.

Risco a transferncia de espcies

invasoras que vem associada a crosta.

cracas

Algas

Marscos

xido de tributilestanho

Agente mutagnico

Rpida biodegradao

Baixa bioconcentrao

Txico apenas para o

alvo

SEA-NINE

gua

ster de cidos graxos

steres lcticos

D-limoneno

Lactato de etila

Etanol

Lquido inico

5. Solventes e auxiliares seguros

Solventes e

auxiliares

seguros

Tintas normais

THF Tetrahidrofurano

Etilenoglicol monoetil ter

Hg Mercrio

Al Alumnio

Pb Chumbo

Ni Nque

Metais Pesados

Solvente: gua

Cor: Os pigmentos da diversidade de solos brasileiros

Vantagem:

Permitem a parede respirar

Livres de pigmentos a base de metais pesados

Tintas Ecolgicas

6. Eficincia energtica

Impacto ambiental

Menores gastos econmicos

Presso e temperatura ambiente

Eficincia

energtica

Cana de

Acar e

gerao de

energia

Mas o que uma usina termoeltrica

7. Uso de Insumos Renovveis Biodiesel

Uso de

insumos

renovveis

Engenheiro qumico cearense

Inventou e submeteu para

patente o primeiro processo

industrial para a produo de

BIODIESEL

Expedito Parente

Reao de esterificao

Reao de transisterifico

Triglicerdeo

lcool

Biodiesel Glicerina

Catalisador

Craqueamento

8. Reduo de resduos (derivados)

Reduo

de

resduos

9. Catalisador eficiente

Dar preferncia ao uso de catalisadores

para acelerar reao ao invs de gastar

mais material para empurrar a reao

para os produtos

Catalisador

eficiente

Agente anti Leishmania

Rotas sintticas

Benzeno = Solvente altamente txico e cancergeno

40 horas = Tempo em que a reao ocorre

Mistura de 4 estereoismeros = o produto obtido

precisa de purificao

Rendimento 20% = baixo rendimento

Rota Clssica utilizando Benzeno e Acetona como catalisadores

Eis a soluo: gua de coco como catalisador

Rotas sintticas

10. Desenho para a degradao

Desenho de

degradao

10. Desenho da degradao

Fraldas biodegradveis

1 ano

Fraldas descartvel comum

450 anos

Plstico comum

Etileno

Polimerizao

Polietileno

Plstico comum

Hidrocarbonetos

Molculas apolares - insolveis em gua

Os plsticos comuns no se decompem no meio ambiente.

Oxi-biodegradavel

So adicionados funes orgnicas para acelerar o processo de degradao do plstico.

Plstico oxi-biodegradvel

Plstico comum

Plstico oxi-biodegradvel

Plstico oxi-biodegradvel

Aspctos qumicos

Plstico proveniente de amido

11. Anlise em Tempo Real para a Preveno da Poluio

Anlise em tempo real

Desastre em Mariana, MG

12. Qumica Intrinsecamente Segura para a Preveno de Acidentes Preveno

de

acidentes

12. Qumica Intrinsecamente Segura para a Preveno de Acidentes

Mas ento como realizar uma Qumica

Intrinsecamente Segura para a Preveno

de Acidentes?