AIM maio 2014 - Angola Imobiliario Magazine

download AIM maio 2014 - Angola Imobiliario Magazine

of 33

  • date post

    30-Nov-2014
  • Category

    Real Estate

  • view

    626
  • download

    6

Embed Size (px)

description

Angola Imobiliario Magazine

Transcript of AIM maio 2014 - Angola Imobiliario Magazine

  • 1. A AIM nasceu da necessidade de divulgao das principais noticias relacionadas directa ou indirectamente com o mercado imobilirio angolano. Pretende- mos fazer chegar at si as principais noticias mensalmente e contamos consigo para podermos crescer e divulgar todo o progresso e desenvolvimento neste pas que nunca dorme! MAIO DE 2014 Edio 010/14 AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE Tomada de posse da AAM- GA, p. 21 Mercado Angolano tido como porta para frica, p.22 Branca do Esprito Santo Forte crescimento na rea imobiliria, p. 28 Alexandre Costa Lopes, assina o novo Museu da Moeda, p. 9 Nesta edio: CARTO DE VISITA DE ANGOLA A MARGINAL Novo Aeroporto In- ternacional de Luan- da, p. 16 Nesta edio: CARTO DE VISITA DE ANGOLA
  • 2. Pgina 2 AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE A NOVA MARGINAL p. 3 INDUSTRIAL & LOGSTICA p. 11 RETALHO & DISTRIBUIO p. 13 INFRA-ESTRUTURAS p. 16 HABITAO 6 URBANISMO p. 18 ARQUITECTURA 6 CONSTRUO p. 20 ECONOMIA p. 22 HOTELARIA & TURISMO p. 25 UTILITIES p. 27 IMOBILIRIO p. 29 PROJEKTO ARQ p.30 ANTES & DEPOIS
  • 3. AI Pgina 3AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE A Baa de Luanda, ou Marginal, um dos principais cartes de visita de Angola. Nacionalmente conhecida por Avenida 4 de Fevereiro, a Baa de Luanda um ponto da cidade que rene turistas e nacionais. comum ao fim de semana assistir aos passeios de algumas fam- lias, e s brincadeiras dos grupos de midos que ali andam, ou ainda ses- so fotogrfica de um casamento. A Baa est protegida pela Ilha do Cabo (mais conhecida por Ilha de Luanda) e acompanha grande parte da Baixa da cidade de Luanda. O trfego no to intenso como em outros pontos da cidade e por isso, at sabe bem andar na estrada da Avenida, ao mesmo tem- po que se contempla as longas filas de palmeiras. De um lado temos o mar, a separar a Ilha e a cidade de Luanda, o cais onde se instalam barcos e iates. Do outro lado temos a cidade que se impe e que de noite torna-se tal e qual uma cidade A NOVA MARGINAL europeia com prdios e torres altas, todos iluminados. Esta marginal foi requalificada em 2012, dispondo de duas vias de trnsito e de um calado com espaos verdes, parque infantil, faixas para bicicletas e patins em linha, half pipe, e muitos postos de polcia mveis. O projecto teve incio em 2009 e foi aberto ao pblico em Agosto de 2012, o espao Baa de Luanda hoje a imagem de modernidade e de desenvolvimento econmico, social e humano do pas. Em Agosto de 2012, aps 30 meses de tra- balho que incluram as fases de infra- estruturas, saneamento e despoluio ambiental da Baa -, foi oficialmente inaugurada a primeira fase da requalifi- cao da Baa de Luanda, englobando uma rea de 3.100 metros de frente ocenica. O projecto de requalificao da Baa de Luanda foi reconhecido internacional- mente, em Abril de 2013, como a melhor interveno de requalificao urbana em Angola, tendo o empreendimento arreca- dado a meno honrosa atribuda pela revista Vida Imobiliria. Dali, podemos ver alguns monumentos e smbolos da cidade de Luanda como o edifcio do Banco Nacional de Angola, a Igreja da Nossa Senhora da Nazar, o Forte da cidade de Luanda ou o conjunto de torres da Sonangol, uma das princi- pais empresas do ramo petrolfero. Ao fundo, temos o Porto de Luanda. na Baa que se fazem muitos eventos para a populao, concertos, festas e festivais infantis. No caso de Angola, o pas promete evolu- ir a um passo ainda mais rpido pois o pas prspero e rico naturalmente. Angola tem uma produo interna enor- me e por isso capaz de produzir inter- namente riqueza para gerar e construir os seus prprios meios. A Evoluo passa pela construo equilibrada e a repartio da riqueza cada vez mais justa e alargada a toda a popula- o. A mudana de mentalidades e conscincia urgente e ser o grande passo para a prosperidade angolana. A Marginal de Luanda foi totalmente requalificada. H centenas de palmeiras ao longo da baa, bem como alguns espaos verdes e zonas com parque infantil. A imagem bem clean e por l passeiam muitas famlias, crianas, casais, etc. na baa onde acontecem alguns dos mais populares concertos e festas, h circuitos para skate e patins em linha. Em frente baa, emerge uma nova Luanda com muitos prdios novos, outros ainda em construo. H uma mistura de constru- es do tempo colonial com novos empreendimentos e edifcios altos e espelhados. AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE
  • 4. Pgina 4 AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE A NOVA MARGINAL TEATRO AVENIDA O projecto e a riqueza dos materias faro do Complexo Teatro Avenida um ponto de referncia moderno, a reflectir a nova imagem de Luanda, como uma cidade moderna, actual e exclusiva, mas que mantm as suas tradies, a sua cultura e a sua histria. O complexo Teatro Avenida fica localizado numa rea bastante estratgica e singular da cidade de Luanda. Ficando, no apenas no corao do distrito Marginal histrico, tem tambm vista para a Baa de Luanda estendendo-se por duas importantes avenidas, a Rainha Ginga e a 4 de Fevereiro. Contar com andares para escritrios sofisticados e projectados de forma a permitir flexibilidade para inquilinos nicos ou mltiplos, e andares residenciais de alto padro. O projecto abrigar ainda, o Novo Teatro Avenida, um teatro moderno, incluindo dois restaurantes. O Complexo contar ainda com ginsio privado, alm de 5 subsolos de estacionamento. TORRES ATLNTICO Elevadas a 64 metros a nvel do mar e com vista para a Baa de Luanda, as Torres Atlntico so constitudas por trs blocos distintos, escritrios, residencial e estacionamento e lazer. A torre do condomnio foi projectada para responder as todas as necessidades dos funcionrios locais e convidados VIP. A torre profissional oferece um amplo espao de trabalho em plano aberto e instalaes para conferncias. A piscina com salo de festas, est localizada sobre o telhado da garagem sendo uma comodidade preciosa para moradores e funcionrios do escrit- rio. Um design de segurana de classe mundial foi projectado em todo o desenvolvimento. O complexo auto-sustentvel, gerado- res de electricidade locais, purificao de gua e tratamento de resduos. O projecto define um padro para o continente Africano e um edifcio amigo do ambiente e sustentvel.
  • 5. TORRE KIANDA BAY SIDE Pgina 5 5 AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE A NOVA MARGINAL O edifcio multiusos que ser o novo smbolo da capital angolana. Com uma rea bruta de construo de 95 mil metros quadrados, implantado num lote de 10,8 mil metros quadrados, a alguns metros do Museu da Moeda, o em- preendimento contempla 4 torres de escritrios com um elevado padro de qualidade numa localizao privilegiada na cidade de Luanda; destinando-se ao seg- mento alto do mercado. O empreendimento ter duas caves destinadas a 350 lugares de estacionamento, um centro comercial que se organiza a partir do piso 0 em torno de um pteo ajardinado. Os edifcios tero fachadas curvas, revestidas a vidro e beto polmero a imitar pedra branca. Est previsto que o empreendimento tenha abertura faseada em funo da construo das suas diversas reas. Situado na orla da Baa de Luanda, na Marginal, o local ideal para um happy-hour enquanto o trnsito da cidade no acalma. Privilegiado por uma vista espantosa, tambm bastante acolhedor e confortvel. O exterior d bastante nas vistas no s pela sua localizao mas tambm pela sua estrutura impo- nente e original. Por dentro a madeira predomina juntos s bandeiras de Angola e Brasil. As cadeiras e mesas de madeira transmitem uma sensao caseira ao local, o que se conjuga perfeitamente com os pratos apresentados. Dois pontos altos do local so a esplanada para fumadores onde tambm se pode apreciar a vista para a Marginal, e o andar de cima, que permite mais privacidade.
  • 6. Pgina 6 AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE AIM - ANGOLA IMOBILIRIO MAGAZINE A NOVA MARGINAL TORRE KILAMBA Com incio a 6 de Setembro de 2010, a obra dever de ser concluda at finais de Novembro, com um valor de aproximadamente 70 milhes de dolares. Propriedade da Fundao Sagrada Esperana, a infra-estrutura localiza-se na Marginal de Luanda (em frente ao edificio da Alfndega) e prope-se a ser um empreendimento imponente no panorama urbans- tico da capital, uma vez que possui uma arquitectura moderna, de elevada plasticidade e visual agrad- vel. O edficio ter 26 andares, quatro dos quais destinados a Fundao Sagrada Esperana, que ceder os outros a empresas para fins comercias. Alm da sua altura, uma das principais caractersticas a sua concepo, que alm das qualidades funcionais caractersticas de um edficio comercial ser tambm um projecto identificvel na paisagem diurna e nocturna da cidade. Para tal, e ao mesmo tempo para reduzir a elevada carga trmica, as fa- chadas sero projectadas com base nos guarda- chuvas, com um permentro rolante de limpeza de vidro. Esta defesa climativa dobrada ao longo da sua altura, de modo a que, apesar da sua simplicidade construtiva, essa pelcula de guarda-chuvas deixe cavidades nos cantos , e permite que, atravs de iluminao artificial mudar de luzes e sombras durante a noite, como um verdadeiro cone. SEDE BNA Com construo e inaugurao datada de 1956, o edficio sede do BNA tornou-se pela sua funo, grandiosidade e m