CONTABILIDADE GERAL - qcon-assets .- Se companhia aberta, Demonstração do Valor Adicionado (DVA).

download CONTABILIDADE GERAL - qcon-assets .- Se companhia aberta, Demonstração do Valor Adicionado (DVA).

of 13

  • date post

    11-Jan-2019
  • Category

    Documents

  • view

    213
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of CONTABILIDADE GERAL - qcon-assets .- Se companhia aberta, Demonstração do Valor Adicionado (DVA).

CONTABILIDADE

GERAL

Prof. Cludio Alves

Noes Gerais

Conceito, Objeto, finalidade e usurios Parte 1

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

a cincia que permite, atravs de suas tcnicas, um controle permanente do patrimnio das empresas (Osni Moura Ribeiro). a cincia que estuda e pratica as funes de orientao de controle e de registro relativas administrao econmica (1 Congresso Brasileiro de Contabilidade). a cincia que adota uma metodologia especialmente concebida para captar, registrar, acumular, resumir e interpretar os fenmenos que afetam as situaes patrimoniais, financeiras e econmicas de qualquer ente, seja este pessoa fsica, entidade de finalidades no lucrativas, empresas, mesmo aquelas de Direito Pblico, tais como Estados, Municpios, Unio, autarquias, etc. (Equipe de Prof da USP).

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

CINCIA TCNICAS PATRIMNIO SOCIAL - ESCRITURAO OBJETO: CONJUNTO DE - DEMONSTRAES BENS, DIREITOS E OBRI- CONTBEIS GAES PERTENCENTES - AUDITORIA A UMA PESSOA FSICA - ANLISE DE BALANO OU JURDICA.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

Legislao - Lei 6.404/76, de 15 de dezembro de 1976. - Lei 11.638/07, de 28 de dezembro de 2007. - MP 449/08, de 3 de dezembro de 2008. -Lei 11.941/09, de 27 de maio de 2009. Funes da Contabilidade -Funo Administrativa: Controlar o patrimnio tanto sob o aspecto esttico quanto o dinmico.

- Funo Econmica: Apurar o resultado (rdito), isto , apurar o lucro ou prejuzo da entidade.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

Finalidade/Objetivo: A finalidade da Contabilidade, que tambm pode ser entendida

como seu principal objetivo, fornecer informaes s pessoas ou entidades interessadas sobre as situaes patrimonial e econmica da entidade.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

Tcnicas Contbeis - Escriturao; - Demonstraes Contbeis; - Auditoria; e - Anlise de Balano.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

Exerccio Social: Art. 175. O exerccio social ter durao de 1 (um) ano e a data do trmino ser fixada no estatuto. Pargrafo nico. Na constituio da companhia e nos casos de alterao estatutria o exerccio social poder ter durao diversa.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

Escriturao - o registro sistemtico, em livros prprios, de todos os fatos administrativos que modifiquem o patrimnio. Registros estes efetuados a partir de documentos idneos como contas, recibos de aluguel, notas fiscais etc... A escriturao inicia-se pelo livro DIRIO.

Demonstraes contbeis - So extratos grficos de situaes estticas do patrimnio ou parte especfica do patrimnio relativo a determinado lapso de tempo. As Demonstraes Contbeis exigidas pela Lei 6.404/76 (Art. 176 e 186 2) so as seguintes:

- Balano Patrimonial (BP); - Demonstrao do Resultado do Exerccio (DRE); - Demonstrao dos Lucros ou Prejuzos Acumulados (DLPA) que

poder estar inclusa na Demonstrao das Mutaes do Patrimnio Lquido (DMPL);

- Demonstrao dos Fluxos de Caixa (DFC); e - Se companhia aberta, Demonstrao do Valor Adicionado (DVA).

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

OBS.: A companhia fechada com patrimnio lquido, na data do balano, inferior a R$ 2.000.000,00 (dois milhes de reais) no ser obrigada elaborao e publicao da demonstrao dos fluxos de caixa. (Redao dada pela Lei n 11.638,de 2007)

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

http://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htmhttp://www.planalto.gov.br/ccivil/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htm

Demonstraes contbeis De acordo com o item 10 do Pronunciamento tcnico CPC 26 Apresentao das Demonstraes Contbeis, o conjunto completo de demonstraes contbeis inclui:

- Balano Patrimonial ao final do perodo; - Demonstrao do Resultado do perodo; - Demonstrao do resultado abrangente do perodo; - Demonstrao das Mutaes do Patrimnio Lquido do perodo; - Demonstrao dos Fluxos de Caixa do perodo; - Demonstrao do Valor Adicionado do perodo, conforme CPC

09, se exigido legalmente ou por algum rgo regulador ou mesmo se apresentada voluntariamente.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

- Notas Explicativas, compreendendo um resumo das polticas contbeis significativas e outras informaes explanatrias.

- Balano patrimonial no incio do perodo mais antigo comparativamente apresentado quando a entidade aplica uma poltica contbil retroativamente ou procede reapresentao de itens das demonstraes contbeis, ou ainda quando procede reclassificao de itens de suas demonstraes contbeis.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1

Exerccio: (Agente da Polcia Federal 2004 CESP/UNB) Julgue o item abaixo: ( ) As demonstraes contbeis obrigatrias incluem o balano de lucros ou prejuzos acumulados, que representa a variao do lucro/prejuzo acumulado, ao considerar o resultado do exerccio.

Conceito, objeto, finalidade e usurios Parte 1