FB | Revista On Petrópolis #01

Click here to load reader

  • date post

    15-Mar-2016
  • Category

    Documents

  • view

    240
  • download

    6

Embed Size (px)

description

Donato D'Angelo | Suas paixões: medicina, esposa e família

Transcript of FB | Revista On Petrópolis #01

  • 1Petrpolis |

  • 2 | revistaon.com.br

  • 3Petrpolis |

  • 4 | revistaon.com.br

    Passadas largas na linha de chegada. Este o ttulo de uma matria sobre o fundista da associao P de Vento que trouxe uma medalha do Pan Americano para casa. com este ritmo de conquista e superao, que a Revista On chega em Petrpolis com um contedo diver-sificado. Histrias de amores, de luta pela vida e da alegria de cantar, compe este primeiro cardpio jornalstico desta nova revista petropolitana.

    Na capa escolhemos recontar a vida de um dos mdicos mais importantes da cidade: Donato DAngelo. Uma viagem pelo tempo, quando os irmos DAngelo imigraram para o Brasil. De sua vida, voc vai descobrir a paixo que ele tem pela ortopedia, pela esposa e famlia. Adoentado, luta, assim como o jovem Gabriel, para vencer o obstculo das mazelas corpreas. O menino, agora com 12 anos, pede dinheiro para custear seu tratamento na China.

    Os canarinhos de Petrpolis ecoaram suas vozes pela Europa e trouxeram de l, o prestgio daquele povo acostumado boa msica. Da mesma forma que o Instituto dos Meninos Cantores, uma entidade filantrpica, recicla jovens coristas, a construo de uma usina, promete reciclar as sobras de obras da construo civil; tudo para beneficiar o meio ambiente, que por sua vez, garante uma paisagem exuberante para os passageiros do trem da Serra. A volta deste meio de transporte o objeto pelo qual um grupo de instituies e pessoas fsicas tem lutado em Petrpolis. Muita informao? Nada. Ainda tem mais!D esse primeiro mergulho conosco.

    Editorial#1

    Direo e Produo GeralFelipe [email protected]

    Produo Diego PaivaSabrina VasconcellosHeverton da Mata

    EdioRafael [email protected]

    EstagiriosPriscila OkadaFrederico Nogueira

    ComercialIgor [email protected] obranco.com.br(24) 8864-8524

    CriaoFelipe VasconcellosRobson Silva

    TecnologiaVagner Lima

    Colaborao Aline RicklyFernanda TavaresJos ngeloLeonardo Farroco

    DistribuioPetrpolis, Itaipava, Nogueira, Corras, Pedro do Rio e Posse

    Produo Gr caWalPrint

    Tiragem 5.000

    Foto de capa Arquivo pessoal

    Fiobranco EditoraRua Prefeito Walter Francklin, 13/404 Centro | Trs Rios - RJ25.803-010

    Sugesto de [email protected]

    Trabalhe [email protected]

  • Passadas largas na linha de chegada. Este o ttulo de uma matria sobre o fundista da associao P de Vento que trouxe uma medalha do Pan Americano para casa. com este ritmo de conquista e superao, que a Revista On chega em Petrpolis com um contedo diver-sificado. Histrias de amores, de luta pela vida e da alegria de cantar, compe este primeiro cardpio jornalstico desta nova revista petropolitana.

    Na capa escolhemos recontar a vida de um dos mdicos mais importantes da cidade: Donato DAngelo. Uma viagem pelo tempo, quando os irmos DAngelo imigraram para o Brasil. De sua vida, voc vai descobrir a paixo que ele tem pela ortopedia, pela esposa e famlia. Adoentado, luta, assim como o jovem Gabriel, para vencer o obstculo das mazelas corpreas. O menino, agora com 12 anos, pede dinheiro para custear seu tratamento na China.

    Os canarinhos de Petrpolis ecoaram suas vozes pela Europa e trouxeram de l, o prestgio daquele povo acostumado boa msica. Da mesma forma que o Instituto dos Meninos Cantores, uma entidade filantrpica, recicla jovens coristas, a construo de uma usina, promete reciclar as sobras de obras da construo civil; tudo para beneficiar o meio ambiente, que por sua vez, garante uma paisagem exuberante para os passageiros do trem da Serra. A volta deste meio de transporte o objeto pelo qual um grupo de instituies e pessoas fsicas tem lutado em Petrpolis. Muita informao? Nada. Ainda tem mais!D esse primeiro mergulho conosco.

    Editorial#1

    Direo e Produo GeralFelipe [email protected]

    Produo Diego PaivaSabrina VasconcellosHeverton da Mata

    EdioRafael [email protected]

    EstagiriosPriscila OkadaFrederico Nogueira

    ComercialIgor [email protected] obranco.com.br(24) 8864-8524

    CriaoFelipe VasconcellosRobson Silva

    TecnologiaVagner Lima

    Colaborao Aline RicklyFernanda TavaresJos ngeloLeonardo Farroco

    DistribuioPetrpolis, Itaipava, Nogueira, Corras, Pedro do Rio e Posse

    Produo Gr caWalPrint

    Tiragem 5.000

    Foto de capa Arquivo pessoal

    Fiobranco EditoraRua Prefeito Walter Francklin, 13/404 Centro | Trs Rios - RJ25.803-010

    Sugesto de [email protected]

    Trabalhe [email protected]

    ndice

    OpinioRoberto Wagner: A vida feita de escolhas

    Oneir Vitor: Achado no roubado?

    Helder Caldeira: Pela-sacos

    David Elmr: Bandidos de Toga

    Eduardo Jorge: Brinquedo Virtual

    DesenvolvimentoOs investimentos e preocupaes no preparo da cidade para a Copa do Mundo em 2014

    Meio AmbienteReciclagem para o bem da natureza: nova usina ter o objetivo de reduzir o acmulo inadequado de restos de obras

    06 18

    26

    42

    46

    50

    52

    54

    64

    6566

    12

    16

    CulturaCasa dos sete erros: a viso assimtrica de um idealizador em pleno sculo 19

    Erudito tropical: os canarinhos de Petrpolis ecoam pela Europa

    CotidianoA luta constante para custear o tratamento de Gabriel Thompson

    L vem o trem da Serra: o resgate da estrada de Ferro Prncipe do Gro-Par, a primeira ferrovia instalada no Brasil

    CarreiraBanda Maurcio Lago grava o primeiro CD independente

    GastronomiaCludio Gomes foi o sommelier selecionado para atender ao ex-presidente Luiz Incio Lula da Silva em dois eventos distintos de Petrpolis

    Papo de ColecionadorA cortia do amor: famlia marca datas comemorativas em rolhas de vinho

    EsporteGiovani dos Santos da associao atltica P de Vento venceu as adversidades da vida e conquistou o bronze em Guadalajara

    AconteceuConcurso Hpico de Inverno: o haras Massangana recebeu competidores das categorias amadora e profissional

    O primeiro Jazz e Blues Festival trouxe um formato indito e concentrou grandes nomes nacionais e internacionais do gnero

    Dirio de bordoO feeling da brasileira Roberta Christ Alves em Londres

    MixO que voc procura est aqui!

    GuiaLivros

    CapaLa passione diDonatoDAngelo:a vida do mdico que trou-xe a ortopedia para a cida-de imperial

    36

  • 6 | revistaon.com.br

    Juan nasceu de uma famlia com comrcio exitoso na cidade de Petrpolis. Estela, tam-bm petropolitana, filha de uma famlia com escritrio de contabilidade. Ele cursou engenharia civil na UCP (Universidade Catlica de Petrpolis) e ela fez arquitetura no Fundo (UFRJ). Conheceram-se e casaram.

    Um casal ambicioso, assim poderia defini-lo. Juan fez MBA nos EUA e Estela doutorado na In-glaterra. O mundo era pequeno para o sucesso do casal. Com a vida farta em recursos, compraram apartamento na Barra de Tijuca, casa de campo em Trs Rios e ainda confortvel propriedade em B-zios.

    S aps muitos anos, Estela conseguiu que Juan a permitisse engravidar. Nasceu Lucien. Passeavam com o filho no Jeep Grand Cherokee, um dos carros da famlia. O jovem vivia cercado de grandes espa-os: apartamento enorme, casa de campo enorme, casa de praia enorme e carro de passeio enorme. O menino foi, desde sempre, um adolescente quieto, comedido, isolado em seu computador e tambm um jovem silencioso. Lucien cursou Belas artes no Fundo (UFRJ) e no demorou muito expor seu ta-lento mundo afora.

    Ao longo da vida, Juan e Estela acumularam tambm grandioso patrimnio em obras de artes. Possuam quadros, telas, esculturas de todos os grandes artistas do mundo contemporneo: Picas-so, Matisse, Rodin etc. J Lucien, ao contrrio, era ps-moderno e um admirador da Apple, de Steve Jobs, de quem tinha todos os produtos, sempre os comprando, quando lanados nos EUA.

    Tudo seguia normal at que um dia, em um exa-me de rotina, Juan, 59, descobriu que estava com

    uma doena incurvel. No passou dois meses at que, como uma avalanche, Estela, 57, tambm des-cobriu que estava com um tumor maligno no cre-bro. Foram aos EUA em busca de tratamento, mas os mdicos foram taxativos: vocs no tm mais de seis meses de vida. Com medicamentos pode-remos tentar atenuar o sofrimento. Unido o casal tomou uma deliberao. Iriam para Sua praticar, ambos, a eutansia (suicdio assistido) em uma Cl-nica de Zurique. Foi-lhes indicada a Clnica Digni-tas, a melhor da Sua na prtica da eutansia, que permitida no pas.

    Pediram a Lucien que viesse de Paris, onde mo-rava, para contar-lhe a deciso. Ele ouviu pai e me e nada ops deciso. Passados alguns dias, o casal marcou a data para viagem e o dia da eutansia, co-municando ambas ao filho, alm de manifestarem o desejo de que fossem cremados. Lucien concor-dou com tudo, porm informou aos pais que estava com uma exposio artstica em uma importante Galeria de Londres, de maneira que no poderia ir Sua na data, no entanto, se comprometia em levar s cinzas para Trs Rios, como era o desejo dos pais.

    Juan e Estela chegaram a Zurique, um motorista os esperava no aeroporto. Quando o veculo passa-va numa cidadezinha pequena, aos ps dos Alpes, viram uma encantadora igrejinha com um pomposo Cristo crucificado em sua fachada. Assim, de m-peto, mandaram o motorista parar o veculo. Des-ceram e perguntaram a um senhor que estava na porta da igreja: - como podemos fazer para entrar? O simptico senhor respondeu: -ela est fechada h muitos anos, ningum mais a frequentava, dizem que ser transformada em uma biblioteca pblica.

    A vida feita de escolhasAo longo da vida Juan e Estela acumularam tambmgrandioso patrimnio em obras de artes

    Roberto Wagner Lima Nogueira procurador do municpio de Areal,

    mestre em Direito Tributrio - UCAM-Rio,

    professor de Direito Tributrio da UCP