Governança cooperativa DO PAPEL À PRÁTICA. Projeto OCB/DGRV.

Click here to load reader

  • date post

    07-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    216
  • download

    1

Embed Size (px)

Transcript of Governança cooperativa DO PAPEL À PRÁTICA. Projeto OCB/DGRV.

Governana cooperativa

Governana cooperativaDo papel prtica

Projeto OCB/DGRV

Governana CooperativaRepresentatividade Administrao

Fiscalizao

Representatividade Qualidade de realizao de assembleias desde sua convocao e pauta, transparncia de processos deliberativos e eletivos, processo de comunicao com os associados, educao cooperativista e sustentabilidade Governana Cooperativa

Governana CooperativaRepresentatividade Qualidade de realizao de assembleias desde sua convocao e pauta; Transparncia de processos deliberativos e eletivos; Processo de comunicao com os associados;Educao cooperativista e sustentabilidade.

Governana CooperativaRepresentatividade *Em cooperativas sem delegados, entre 2011 e 2013FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade *Destacada as duas opes mais apontadas na pesquisaFONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Governana CooperativaRepresentatividade FONTE : BCB

Pauta e documentao da Assembleia

Pauta detalhada e, preferencialmente, no incluir o item outros assuntosMecanismos para receber propostas de temas que associados tenham interesse de incluir na pauta

Regras de votao

Itens da pauta apreciados e votados individualmente, na sequncia disposta no editalContagem e divulgao dos votos evitar aclamao

Governana CooperativaRepresentatividade

Processo eleitoralRegulamentado nos normativos e ser de amplo conhecimento dos associadosFormao de Comisso eleitoralMecanismos que favoream a participao, no rgo de administrao estratgica, dos diferentes grupos de interesseEleio do Conselho Fiscal individual (e no por chapa), desvinculada e independente da eleio para o rgo de administraoCondies para o associado se candidatar (prvia qualificao)No existncia de vinculao econmica ou funcional entre os membros dos rgos de administrao e do Conselho Fiscal

Governana CooperativaRepresentatividade Participao dos associados Canais de fornecimento de informaes Reunies peridicas e/ou pr-assembleias Canais de recebimento de sugestes e reclamaesFormao cooperativista, desenvolvimento de lideranas e responsabilidade social Fortalecer os vnculos associativos Envolvimento com a comunidade Emerso de lideranas Renovao dos membros dos conselhos

Governana CooperativaRepresentatividade Administrao Estrutura e funcionamento adequado da administrao, funes estratgicas de CA e competncias executivas de Direx. Segregao de funes, capacitao tcnica e avaliaes de desempenho, prestao de contas e mitigao de conflitos de interesseGovernana Cooperativa

Governana CooperativaAdministrao Alta administrao

Estrutura e funcionamento adequado da administrao; Funes estratgicas de CA e competncias executivas de Direx; Segregao de funes;Capacitao tcnica e avaliaes de desempenho;Prestao de contas;Mitigao de conflitos de interesse.

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao FONTE : BCB

Governana CooperativaAdministrao Funcionamento adequado da administrao

Regras sempre formalizadas nos normativosDecises dos rgos de administrao devem se sobrepor aos interesses individuais de seus membrosComits no operacionais: responsveis pela anlise de questes estratgicas ou pelo acompanhamento da gesto da cooperativaNovos membros dos rgos: informaes necessrias efetividade de sua atuaoDispor de tempo adequado para cumprir com suas atribuies e responsabilidades

Governana CooperativaAdministrao Definio de papis e atuao

Deve haver clara separao entre os administradores com funes estratgicas e aqueles com funes executivas: Administradores com Funes Estratgicas - CA ou Diretoria Administradores com Funes Executivas Diretoria Executiva, Superintendncia ou Gerncia Constitudo por nmero mpar de integrantes Funo principal do Presidente do rgo estratgico: coordenar as atividades do colegiado Reunies sem a participao de administradores com funes executivas

Governana CooperativaAdministrao Cdigo de conduta e padres ticos

Cdigo amparando o posicionamento tico da cooperativa e as aes dirias dos administradores estratgicos, executivos, conselheiros fiscais e empregadosTransaes com partes relacionadas refletidas nas demonstraes financeiras e nas mesmas condies das demaisSe abster de participar das decises que envolvam transaes financeiras da qual sejam parte interessadaAbdicar do direito de voto, se fizerem parte tambm do CA, sempre que as discusses envolverem matrias pertinentes fixao de diretrizes de gesto

Governana CooperativaAdministrao Funes estratgica do CA

Orientao geral e estratgica Objetivos da cooperativa Acompanhamento do desempenho dos administradores com funes executivasAvaliao do desempenho dos executivos com base nos objetivos e no planejamento estratgico Critrios claros e transparentes de remunerao dos executivos

Governana CooperativaAdministrao Funes estratgicas do CA

Aprovar o plano de contingncia para os riscos da cooperativa Analisar a convenincia de remunerao dos administradores executivos ao cumprimento dos objetivos Zelar pelo cumprimento das orientaes do cdigo de conduta da cooperativa Membros suplentes devem estar familiarizados com os problemas da cooperativa para o exerccio de sua funo

Governana CooperativaAdministrao Competncias executivas da Direx

Responsveis pela gesto operacional e execuo das diretrizes fixadas pelo rgo de administrao estratgicaDedicao em tempo integral s atividades da cooperativaRequisitos de capacitao tcnica, atribuies e responsabilidades no estatutoCompetncia tcnica e gerencial compatvel com a complexidade das funes exercidasPrestar contas de sua atuao

Governana CooperativaAdministrao Competncias executivas da DirexAssegurar aos membros dos rgos estatutrio acesso a instalaes, informaes e documentos necessrios Garantir informao clara e com linguagem adequada aos associados, de todos os fatos relevantes (princpio da transparncia)Tornar pblicos os dados econmico-financeiros da cooperativa e os indicadores de desempenhoUtilizar canais de comunicao adequados, respeitada a melhor relao custo-benefcioDivulgar os pareceres da auditoria externa e do Conselho Fiscal previamente realizao da AssembleiaEstabelecer parmetros de comparao com outras cooperativas e divulg-los aos associados

Governana CooperativaAdministrao Poltica de risco e de crdito

Divulgada para o quadro funcionalGesto de riscos adequada ao negcio e ao porte da cooperativaCritrios e procedimentos documentadosSegregao de reas de enfoques conflitantes

Fiscalizao

Estruturas de fiscalizao e controle, em que se destacam o funcionamento do Conselho Fiscal, a participao do corpo associativo como ator fiscalizador, as auditorias internas e externas e a interface dessas com outros organismos administrativos e a organizao em sistemas cooperativos.Governana Cooperativa

Governana CooperativaFiscalizao Estruturas de fiscalizao e controle; Funcionamento do Conselho Fiscal;Participao do corpo associativo como ator fiscalizador;as auditorias internas e externas;Interfaces da fiscalizao entre si e com outros a fins.

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao FONTE : BCB

Governana CooperativaFiscalizao Associados

Deve existir canais institucionais eficazes para que os associados exeram efetivamente seu direito-dever de fiscalizar e controlar os negcios da cooperativa Deve ser assegurada a todos os associados cincia de seus direitos e deveres legais e estatutrios

Governana CooperativaFiscalizao AuditoriasContratao aprovada pelo rgo de administrao estratgicaAuditoria externa deve se reportar ao rgo de administrao estratgicaAuditoria interna subordinada diretamente ao presidente do rgo de administrao estratgica Relatrios das auditorias encaminhados a todos os rgos estatutriosNormativos contendo dispositivos que assegurem a independncia das auditorias externa e interna

Governana CooperativaFiscalizao Conselho FiscalIndependente da administrao da cooperativaVerificar as obrigaes legais e estatutrias e o exame da gesto e dos atos que tenham impacto sobre os resultadosRecursos necessrios disponibilizados para a efetiva fiscalizaoSolicitar esclarecimentos e informaes administrao e aos auditores internos, e apurao de fatos especficos aos auditores externosPode convocar ou convidar qualquer parte interessada s atividades da cooperativa, a fim de prestar esclarecimentosNovos conselheiros devem receber informaes necessrias efetividade de sua atuao

Governana CooperativaFiscalizao Conselho FiscalRegras de funcionamento nos normativosPossuir plano de trabalho anualConhecer e acompanhar o plano de trabalho das auditorias externa e internaRemunerao equivalente a dos administradores com funes estratgicas

Governana CooperativaFiscalizao Organizao sistmica recomendvel que a cooperativa esteja vinculada a sistemas organizados e a cooperativas centrais de crdito > fortalecimento das dimenses de controle externoOs sistemas organizados devem estabelecer e divulgar a poltica de relacionamento entre suas filiadasAs centrais devem produzir e divulgar classificaes e indicadores de suas cooperativas filiadasNo deve ser permitido acumular funes de natureza executiva, por uma mesma pessoa, em cooperativas singulares, em cooperativas centrais e/ou confederaes