Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM · PDF fileÁudio e...

Click here to load reader

  • date post

    31-Jul-2019
  • Category

    Documents

  • view

    212
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Instituição: SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM · PDF fileÁudio e...

  • Instituio: SERVIO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL SENAC-SP

    CNPJ: 03.709.814/0001- 98

    Data: 14 de setembro de 2006

    Nmero do Plano: 101

    rea do Plano: Comunicao

    PLANO DE CURSO PARA:

    01. Habilitao Tcnica de Nvel Mdio em Produo de udio e Vdeo Carga Horria: 800 horas

    02. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Operao de Cmera Carga Horria: 300 horas

    03. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista - Cenografia Carga Horria: 232 horas

    04. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Direo de Imagens TV Carga Horria: 232 horas

    05. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Edio de Videoteipe (VT) Carga Horria: 300 horas

    06. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Iluminao Carga Horria: 300 horas

    07. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Setor Locuo Carga Horria: 268 horas

    08. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Locuo Noticiarista de Televiso

    Carga Horria: 300 horas

    09. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista - Apresentao de Programas de Televiso

    Carga Horria: 268 horas

    10. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista - Operao de Sistemas de udio e Vdeo Digital

    Carga Horria: 232 horas

    11. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista Programao Musical Carga Horria: 232 horas

    12. Qualificao Tcnica de Nvel Mdio de Radialista - Sonoplastia Carga Horria: 232 horas

    Este plano de curso vlido para turmas iniciadas a partir de 17/10/2006, autorizado pela Portaria CEE/GP-424 de 17/10/2006.

  • SERVIO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Senac So Paulo Rua Doutor Vila Nova, 228 CEP 01222-903 So Paulo SP

    www.sp.senac.br

    CNPJ N 03.709.814/0001-98 = PC - Habilitao Tcnica de Nvel Mdio em Produo de udio e Vdeo e Qualificaes

    2

    1.

    JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS

    A HabilitaoTcnica de Nvel Mdio de Tcnico em Produo de udio e Vdeo - rea profissional de Comunicao, atende ao disposto na Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional - Lei Federal n 9.394/96 - LDB; no Decreto Federal n 5.154/04; na Resoluo CNE/CEB n 04/99 e no Parecer CNE/CEB n16/99; na Indicao CEE n 08/00; na Lei Federal n 6.615/78 e no Decreto Federal n 84.134/79, alterado pelos Decretos Federais n 94.447/87 e n 95.684/88 que regulamentam a profisso do Radialista; no Regimento das Unidades Educacionais Senac So Paulo e demais normas regulamentadoras do sistema de ensino.

    Na perspectiva de atualizao para acompanhar as transformaes do setor produtivo e melhor atender s expectativas dos profissionais da rea de comunicao e da sociedade, o Plano de Curso de Tcnico em Produo de udio e Vdeo, aprovado pela Portaria Senac/GDE n 19/2001, publicada no D.O.E. de 22 de fevereiro de 2001 atravs da Portaria CEE/GP n 23/2001 passa, nesta oportunidade, por reviso, mantendo sua estrutura curricular flexvel e alinhada s exigncias da legislao especfica que regulamenta as ocupaes do radialista, como importante diferencial na formao profissional para os diversos segmentos de Rdio e TV.

    As atuais demandas do setor produtivo, decorrentes das conquistas tecnolgicas e da conseqente emergncia da sociedade da informao, do conhecimento, do lazer e do entretenimento, vm provocando profundas transformaes no segmento da radiodifuso.

    O Rdio e a Televiso atuam como instrumentos de disseminao dos fatos da atualidade, da cultura, da educao, da publicidade e propaganda, da diverso, dos servios e dos meios eletrnicos de massa. Vive-se, hoje, uma verdadeira exploso de canais de distribuio da comunicao que impulsionam o crescimento do mercado de produes.

    A rpida evoluo tecnolgica, bem como a miniaturizao de equipamentos, o formato do Rdio e da TV digital, aquecem e atraem investimentos para esse mercado e exigem profissionais capazes de responder adequadamente aos contextos de constantes mutaes e repletos de possibilidades.

    Segundo estudos realizados pelo Senac So Paulo1, em 2003 o cinema brasileiro atingiu a marca de 21,4% da fatia do mercado nacional. Em 2004, das 22 maiores bilheterias, com audincia de mais de 22 milhes de espectadores, 08 eram nacionais; e at setembro de 2005 j havia garantido 27% do mercado cinematogrfico. Projetos cinematogrficos e audiovisuais ativos na Agncia Nacional do Cinema - Ancine2 possuiam captao prevista em 1 bilho de reais, com 483 projetos.

    No mercado de produo independente, at setembro de 2005 foram lanados 35 documentrios (DOCTV TV Cultura), representando crescimento de 30% em relao a 2004, quando teve 27 lanamentos. Segundo a Agncia Nacional de Telecomunicaes

    Anatel3, existiam no Brasil, at maro de 2005, 149 prestadoras de servios de TV por assinatura, com expressiva tendncia de crescimento.

    1 Em 2005, o Senac So Paulo realizou ampla pesquisa sobre os cenrios e as tendncias nos setores de Rdio e TV, visando o diagnstico de necessidades de formao profissional. Para levantamento dos dados foram consultadas reportagens sobre a rea e sites representativos dos setores e entrevistas.

    2 ANCINE - http://www.ancine.gov.br

    3 ANATEL http://www.anatel.gov.br

    Tcnicas de Nvel Mdio de Radialista

  • SERVIO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Senac So Paulo Rua Doutor Vila Nova, 228 CEP 01222-903 So Paulo SP

    www.sp.senac.br

    CNPJ N 03.709.814/0001-98 = PC - Habilitao Tcnica de Nvel Mdio em Produo de udio e Vdeo e Qualificaes

    3

    No segmento de radiodifuso os dados so, tambm, bastante significativos. O nvel de emprego apresentou aumento de 1,3% no segundo trimestre de 2005, totalizando 8,3 mil funcionrios. O Brasil tem atualmente 6.218 emissoras de rdio (aproximadamente 4.500 comerciais, e as demais, educativas e comunitrias), sendo o segundo pas em nmero de emissoras de Rdio no mundo, perdendo apenas para os EUA com 12.000 emissoras.

    Deve-se levar em conta, ainda, que 88% do total de residncias brasileiras possuem Rdio; 90% tm TV; 74% dos moradores ouvem Rdio e 70% assistem TV todos os dias4.

    Os dados refletem a importncia e a expanso desse mercado que requer profissionais com formao mltipla, slida e abrangente, no s para responder s inovaes tecnolgicas, mas para atuar com criatividade, crtica e flexibilidade na oferta das programaes, cientes do papel cultural que esses meios exercem nas diferentes camadas sociais, tanto como veculo de informao e entretenimento como de formao.5

    A atualizao do Plano de curso desta habilitao tcnica de nvel mdio vem ao encontro dessa necessidade, na medida em que possibilita aos seus participantes a insero no universo da simultaneidade e da instantaneidade, tendo como objetivo principal a melhoria na qualidade da informao transmitida aos cidados atuantes na regio de cobertura dos sinais onde a emissora desenvolve seu trabalho.

    O Senac So Paulo, apoiado na experincia j consolidada e reconhecida pelo setor produtivo, por manter sintonia com as tendncias do mundo contemporneo e as novas tecnologias, est preparado para oferecer formao profissional tcnica nos diferentes segmentos de Rdio e TV.

    As qualificaes que integram o itinerrio da estrutura curricular deste Plano de Curso esto em consonncia com as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educao Profissional de Nvel Tcnico, que define princpios de flexibilidade para a oferta de percursos diversificados de formao e a legislao que regulamenta a profisso de Radialista, que exige profissionais com formao especfica e registro junto ao Ministrio do Trabalho para que atuem nos diversos setores das empresas de rdio e televiso.

    Para os efeitos desta legislao, considera-se empresa de radiodifuso aquela que explora servios de transmisso de programas e mensagens, destinada a ser recebida livre e gratuitamente pelo pblico em geral, compreendendo a radiodifuso sonora (rdio) e a radiodifuso de sons e imagens (televiso). Considera-se, ainda, empresa de radiodifuso:

    - A que explora servio de msica funcional ou ambiental e outras que executam, por quaisquer processos, transmisso de rdio ou de televiso.

    - A que se dedica, exclusivamente, produo de programas para empresas de radiodifuso.

    - A que executa servios de repetio ou de retransmisso de radiodifuso.

    - A entidade privada e a fundao mantenedora que executam servios de radiodifuso, inclusive em circuito fechado de qualquer natureza.

    - As empresas ou agncias de qualquer natureza, destinadas produo de programas, filmes e dublagens, comerciais ou no, para serem divulgados pelas empresas de radiodifuso.

    4 Fonte: Site Universia - http://www.universia.com.br/ 5 BARBOSA FILHO, A; PIOVESAN, A; BENETON, R. (org). Rdio - sintonia do futuro. So Paulo: Paulinas, 2004

    Tcnicas de Nvel Mdio de Radialista

  • SERVIO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL Senac So Paulo Rua Doutor Vila Nova, 228 CEP 01222-903 So Paulo SP

    www.sp.senac.br

    CNPJ N 03.709.814/0001-98 = PC - Habilitao Tcnica de Nvel Mdio em Produo de udio e Vdeo e Qualificaes

    4

    Ao oferecer essas qualificaes tcnicas que compem o itinerrio desta habilitao e que esto relacionadas com as funes previstas na legislao que regulamenta a profisso do Radialista, o Senac So Paulo tem como objetivo possibilitar aos alunos a construo de seu percurso formativo, com mais condies para a laborabilidade e maior ampliao de sua esfera de atuao no mercado de trabalho e de sua interao com outros profissionais.

    Respondendo s expectativas de uma rea que se transforma to rapidamente, o Senac SP se prope a atualizar constantemente esta proposta, contando com a colaborao de especialistas e agentes educacionais preocupados em garantir a sintonia com as novas tendncias tecnolgicas e prticas pedaggicas compatveis com as caractersticas do processo produtivo