Pesquisa FAPESP 222

download Pesquisa FAPESP 222

of 92

  • date post

    03-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    323
  • download

    59

Embed Size (px)

description

A emergência das doenças raras

Transcript of Pesquisa FAPESP 222

  • Pe

    squ

    isa

    Fa

    Pe

    sP

    a

    go

    sto

    de

    20

    14

    agosto de 2014 www.revistapesquisa.fapesp.br

    n.2

    22

    tuberculoseBacilo agressivo causa morte explosiva de clula de defesa

    engenharia esPacialEtanol novo combustvel de foguete brasileiro

    indicadoresColaboraes mudam perfil internacional da produo cientfica

    entrevistavanderlan bolzani Em defesa da qumica natural

    a emergncia doenas rarasTrabalho de campo em todo o pas enfatiza identificao e tratamento de distrbios genticos

    das

    9771519877001

    00222

    r$ 9,50

    n.222

  • PESQUISA FAPESP 222 | 3

    Catedral iluminadaA grandiosidade da cena est presente nos vrios sales da Caverna

    do Diabo, no Vale do Ribeira, em So Paulo. Este chamado de

    Salo da Catedral e recebe turistas que o percorrem por escadas e

    passarelas. O arquiteto Marcos Silvrio conseguiu unir sua profisso

    com a prtica da espeleologia. Ele faz mestrado na Faculdade de

    Arquitetura e Urbanismo da Universidade de So Paulo (FAU-USP),

    sob orientao de Anlia Amorim, e estuda o uso pblico das

    cavernas. Estudamos as cavernas para propor a melhor maneira de

    promover corretamente a segurana do visitante e a conservao do

    ambiente com o mnimo de interveno, diz Silvrio.

    FotolAb

    Foto enviada por Marcos Silvrio, da FAU-USP

    Se voc tiver uma imagem relacionada sua pesquisa, envie para imagempesquisa@fapesp.br, com resoluo de 300 dpi (15 cm de largura) ou com no mnimo 5 MB. Seu trabalho poder ser selecionado pela revista.

  • 4 | agosto DE 2014

    da tuberculose causam morte explosiva de clulas de defesa

    42 NobelGanhador do prmio de Medicina em 2007, o ingls Martin Evans fala dos desafios e possibilidades do uso das clulas-tronco

    46 EcologiaSuuaranas e suas presas dependem de reas agrcolas para sobreviver no estado de So Paulo

    48 ClimatologiaPesquisadores estimam temperaturas do Atlntico Sul nos ltimos 12 mil anos

    50 AstrobiologiaRaios csmicos desintegram cido frmico, candidato a precursor de compostos biolgicos

    TECNOLOGIA

    52 Engenharia espacialEtanol e oxignio lquido compem combustvel de foguete suborbital desenvolvido no Brasil

    58 DesenvolvimentoEstudo mostra o crescimento das empresas paulistas de software, tecnologia da informao e comunicaes

    62 EducaoPlataforma on-line usa recursos de games para motivar alunos a estudar contedo do ensino mdio

    64 BiotecnologiaEmpresa produz kits para diagnosticar doena de soja causada por fungo e vrus que atacam plantaes de batatas

    68 BioqumicaMembrana que filtra meio de cultura permite selecionar biomassa com protenas, cidos graxos ou carboidratos

    HUMANIDADES

    70 Cincia polticaEstudo investiga o sofisticado mecanismo de conexo entre os diferentes nveis de poder

    76 Mercado de romancesEditoras francesas publicaram centenas de livros em lngua portuguesa em Paris no sculo XIX

    78 LiteraturaO escritor Joo Ubaldo Ribeiro contribuiu para as reflexes sobre as diferentes identidades brasileiras

    agosto n.222

    SEES 3 Fotolab 5 Carta da editora 6 Cartas 7 On-line 8 Dados e projetos 9 Boas prticas 10 Estratgias 12 Tecnocincia 82 Obiturio 84 Memria 86 Resenhas 87 Carreiras 89 Classificados

    CA

    pA i

    lusT

    Ra

    O z

    v

    iCEn

    TE

    CApA16 rduas batalhas levam identificao e ao tratamento de distrbios genticos espalhados pelo pas

    ENTREVISTA24 Vanderlan BolzaniPesquisadora internacionalmente reconhecida por seus trabalhos na rea de qumica de produtos naturais busca aumentar a cooperao internacional enquanto investiga molculas de interesse farmacolgico

    POLTICA CIENTFICA E TECNOLGICA

    32 IndicadoresEstudo analisa mudanas no perfil de regies do mundo em 30 anos e mostra que distncia entre ricos e emergentes diminuiu

    36 InovaoPrograma federal provoca debate sobre investimentos em cincia bsica

    CINCIA

    38 ImunologiaBactrias hipervirulentas

    46 52

  • PESQUISA FAPESP 222 | 5

    cArtA dA EdItorA

    A qumica Vanderlan Bolzani, em sua entrevista a esta edio de Pesquisa FAPESP (pgina 24), aborda a determinada altura, de forma leve e pontual, a relao entre gnero e sucesso na carreira cientfica, apontando efeitos nesse campo de uma cultura machista ainda disseminada na sociedade e absor-vida e reproduzida mesmo pelas mulheres. H um sem-nmero de estatsticas a demonstrar que, nas regies e pases mais desen-volvidos, a metade feminina da populao do planeta avanou fantasticamente desde o sculo XX para se tornar uma fora de trabalho percentualmente equivalente sua presena no gnero humano, mas avana devagar e segue sub-representada quando se trata da ocupao de posies de liderana em quase todos os campos de atividade humana inclusive o da pesquisa cientfica.

    A questo, desta vez, provocou-me uma curiosidade estats-tica mais restrita e, digamos, quase domstica: eu quis saber como as cientistas esto representadas no universo das en-trevistas pingue-pongue publicadas por Pesquisa FAPESP ao longo da vida da publicao, pelas quais temos grande apreo. Tais entrevistas buscam sempre personagens importantes no cenrio cientfico e cultural do pas e, s vezes, internacional, em geral marcadas por uma trajetria singular e que tenham dado inequvocas contribuies para a produo do conheci-mento cientfico em qualquer campo. Pois bem, das 158 entre-vistas publicadas de outubro de 1999 at este ms de agosto de 2014, apenas 26 foram concedidas por mulheres, ou seja, 16,5% do total. J se tomarmos as ltimas 25 edies da revista, tambm incluindo esta ltima, a estatstica bem menos vul-nervel a eventuais acusaes de rano machista na escolha, porque se nota um crescimento da participao feminina no total considerado: so oito as que trazem mulheres partilhan-do suas experincias e descobertas de pesquisa e de vida, ou seja, 32% do total. Registre-se logo que a equipe de jornalistas que coordeno (integrada por homens e mulheres) desfruta de ampla liberdade para propor nomes para a entrevista de cada edio, o que sugere que nosso olhar profissional tem respon-sabilidade nesses resultados estatsticos que deixamos aqui em bruto, sem maiores comentrios, para a avaliao dos leitores.

    * * *

    A elaborao da reportagem de capa desta edio, a cargo do editor especial Carlos Fioravanti, com fotos de Eduardo Cesar, incluiu uma incurso de alguns dias em Monte Santo, munic-

    pio do serto baiano para sempre ligado histria da Guerra de Canudos e imagem emblemtica de Antonio Conselheiro. O propsito nada tinha a ver com esse episdio histrico que consagraria Euclides da Cunha, mas com uma verificao in loco de uma das doenas genticas raras agora bem mapeadas em todo o pas. A rigor, desse mapea mento o Censo Na-cional de Isolados (Ceniso) que a reportagem trata (pgina 16). Levado a cabo por pesquisadores de vrias instituies juntamente com profissionais da sade locais e organizado pelo Instituto Nacional de Gentica Mdica e Populacional (Inagemp), o censo apresentou em abril deste ano um quadro dos 81 municpios onde se conseguiu constatar a existncia de 4.136 pessoas com caractersticas genticas especficas, nem sempre doenas, os chamados isolados genticos.

    Gostaria de destacar ainda no campo da sade e medicina a reportagem do editor de cincia, Ricardo Zorzetto, sobre alguns resultados interessantes de uma investigao sobre as mais agressivas cepas da bactria causadora da tuberculose, levadas a efeito em laboratrio de biossegurana da Universi-dade Estadual do Norte Fluminense (Uenf ) e da Universidade de So Paulo (USP). Este trabalho vem permitindo uma nova compreenso de como tais cepas vencem explosivamente as clulas de defesa, que deveriam controlar o bacilo, e se espa-lham rapidamente pelo corpo, produzindo graves danos ao pulmo e a outros rgos (pgina 38).

    Chamo a ateno, nas pginas voltadas tecnologia e inova-o, para a reportagem do jornalista Yuri Vasconcelos sobre os foguetes suborbitais que o Instituto de Aeronutica e Espao (IAE) se prepara para lanar neste semestre, e especialmente para a carga til que tero, o Estgio Propulsivo de Foguete a Propelente Lquido (EPL), um conjunto do primeiro motor--foguete produzido no pas a empregar combustvel lquido e seu sistema de alimentao. A melhor novidade dessa his-tria que o combustvel lquido que ser testado resulta de uma mistura de etanol feito de cana-de-acar e oxignio lquido (pgina 52).

    Por ltimo, mas no menos importante, recomendo a repor-tagem do jornalista Eduardo Nunomura na seo das humani-dades sobre uma pesquisa que trata do efetivo poder dos par-tidos no sistema poltico brasileiro e do sofisticado mecanismo de conexo entre os nveis de governo municipal, estadual e federal. O estudo investe claramente contra algumas vises do senso comum e vale a pena conferir (pgina 70).

    Cincia, mulheres e estatsticaMariluce Moura | Diretora De reDao

  • 6 | agosto DE 2014

    hdrica mundial. A demanda no Brasil de apenas 74 km3/a. Portanto, menos de 2% da quantidade ofertada. Temos, em carter de urgncia, de armazenar H20 no subsolo formando novas matas de cultura perene, protegendo e incentivando a preservao e reflorestamento das matas ciliares, proi-bindo megaprojetos de barragens. Atual-mente existem cerca de 700 projetos de Pequenas Centrais Hidreltricas em an-lise e espera de licenciamento. Tambm fao minha pequena parte: semeio, cultivo e planto todo ano cerca de 60 mudas de araucria (pinheiros-do-paran), na regio serrana de Santo Antnio do Pinhal.Flvio Prada

    Professor titular da USP (aposentado)

    So Paulo, SP

    FicoA cada ms fico mais encantado com a seo de contos de Pesquisa FAPESP. Sempre muito bem escritos e fascinantes, so uma tima cereja do bolo cientfico que a