Programação Novembro 2014 - CCP

of 40/40
NOVEMBRO/2014
  • date post

    06-Apr-2016
  • Category

    Documents

  • view

    227
  • download

    7

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Programação Novembro 2014 - CCP

  • Novembro/2014

  • CIRCUITO SO PAULO DE CULTURA ARTES CNICAS

    CAF CONCERTO (CIRCO)Ficha Tcnica: ELENCO: Marcelo Lujan e Pablo Nordio Nome da Com-panhia: CIRCO AMARILLO Release: CAF CONCERTO, traz ao pblico o clima descontrado das varits cmico musicais. Neste espetculo o pblico poder apreciar o melhor da pesquisa de clown excntrico mu-sical realizada pelo grupo ao longo da carreira. A msica tocada ao vivo serve de trilha sonora pro humor dos personagens e envolve a plateia fazendo com que o espetculo seja uma verdadeira comemorao ao cir-co. Servio: Centro Cultural da Penha. Dias 01/11 e 02/11. Sbado s 20hs e domingo s 19h. Durao: 45 minutos. Classificao: livre. Entrada gratuita. (os ingressos devem ser retirados 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um par por pessoa).

    2

  • CIRCO MALABARSTICO (CIRCO)Ficha Tcnica: Elenco: Grupo Irmos Becker; Direo: processo cola-borativo Grupo Irmos Becker Nome da Companhia: GRUPO IRMOS BECKER Release: Os Irmos Becker exploram a criatividade, a plastici-dade e a diversidade de materiais. Alm das tradicionais bolas e claves, o espetculo inclui os mais variados objetos: tochas, facas; cones de rua so explorados em manobras e improvisos com ngulos e escala sur-preendentes! Servio: Centro Cultural da Penha. Dias 08/11 e 09/11. Sbado e domingo s 16h. Durao: 50 minutos. Classificao: li-vre. Entrada gratuita. (O espetculo acontece na frente do Centro Cultural da Penha sem restrio de pblico. Em caso de chuva, o espetculo acontecer dentro do Centro Cultural da Penha).

    3

  • Foto: Tito Oliveira

    UM DIA OUVI A LUA (TEATRO)Ficha Tcnica: Texto/Autor: Lus Alberto de Abreu; Elenco: Adriana Bar-ja, Ana Cristina Freitas, Andria Barros, Jessica Lane, Vander Palma, Wallace Puosso; Direo Geral: Eduardo Moreira Nome da Companhia: CIA TEATRO DA CIDADE Release: Trs canes gravadas pela famosa dupla caipira Tonico & Tinoco foram inspirao para Um Dia Ouvi a Lua, texto de Lus Alberto de Abreu, que narra os dramas e conflitos de trs mulheres: Beatriz, Tereza e SMaria, na busca para encontrar o verdadei-ro amor. Servio: Teatro Martins Penna. Dias 08/11 e 09/11. Sbado s 20h e domingo s 19h. Durao: 70 minutos. Classificao: 12 anos. Entrada gratuita. (os ingressos devem ser retirados 1 hora an-tes do incio da sesso, limitado a um par por pessoa).

    4

  • Foto: Vivian Zerbatto

    PELO CANO (TEATRO)Ficha Tcnica: Criao: Paola Musatti e Vera Abbud; Superviso: Fer-nando Sampaio; Elenco: Vera Abbud e Paola Musatti Nome da Compa-nhia: CIA. PELO CANO Release: Pelo Cano um espetculo onde duas palhaas vivem pequenas situaes onde revelam sua forma de interagir com o mundo, em geral de forma ridcula e catastrfica. Servio: Te-atro Martins Penna. Dias 29/11 e 30/11. Sbado s 20h e domingo s 19h. Durao: 60 minutos. Classificao: livre. Entrada gratuita. (os ingressos devem ser retirados 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um par por pessoa).

    5

  • Foto: Alvaro Barcellos

    CIRCUITO SO PAULO DE CULTURAINFANTIL

    CADA QUAL NO SEU BARRIL (TEATRO)Ficha Tcnica: Elenco, concepo e dramaturgia corporal: Bruna Longo e Daniela Flor; Direo,: Kleber Montanheiro Nome da Companhia: CIA. DA REVISTA Release: Inspirado nos famosos personagens de desenhos animados e utilizando o teatro fsico como linguagem, a pea conta a histria de Igor e Vladimir, dois nufragos em uma ilha deserta tendo que dividir um mesmo espao. A intransigncia faz essa relao virar uma divertida batalha de egos, com um final inesperado. Servio: Teatro Martins Penna. Dias 01/11 e 02/11. Sbado e Domingo s 16h. Dura-o: 45 minutos. Classificao: Livre. Entrada gratuita. (Os ingres-sos devem ser retirados 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um par por pessoa).

    6

  • Foto: Vitor Vieira

    AS TRS MULHERES SABIDAS (TEATRO)Ficha Tcnica: Direo: Andr Garolli e Luciana Viacava; Elenco: Di-nah Feldman, Fernanda Viacava e Iris Yazbek Nome da Companhia: CIA DEDO DE PROSA Release: Neste espetculo criado a partir de trs con-tos de fadas da tradio oral britnica, as protagonistas so mulheres sabidas que figuram como verdadeiras heronas e, diferentemente das donzelas indefesas que geralmente vemos nos contos de fadas, utilizam o poder da sabedoria feminina para enfrentar monstros, bruxas e ou-tros desafios que aparecem em seus caminhos. Espetculo contemplado pelo 15 Cultura Inglesa Festival. Servio: Teatro Martins Penna. Dias 29/11 e 30/11. Sbado e domingo s 16h. Durao: 55 minutos. Clas-sificao: livre. Entrada gratuita. (os ingressos devem ser retirados 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um par por pessoa).

    7

  • CIRCUITO SO PAULO DE CULTURA

    DANAUM DILOgO ENTRE DANA E MSICAmoreNa NascimeNto e beNjamiN taubkiNFicha Tcnica: Concepo: Morena Nascimento e Benjamim Taubkin. Msica: Benjamim Taubkin (Exceto My Blues on You, de Marcelo Polet-to e Morena Nascimento, arranjo de Benjamim Taubkin). Dana: Morena Nascimento. Release Este trabalho de msica e dana surge do encontro entre os artistas Benjamim Taubkin e Morena Nascimento, que em 2002 se conheceram em Salvador, BA e a partir da iniciaram um constante dilogo sobre as experincias de criao na vida de cada um. A partir de uma admirao curiosidade pelo trabalho um do outro comearam a descobrir mais de perto o trabalho um do outro, at surgir no incio de 2010 a ideia de comporem algo juntos. A criao em parceria fundiu naturalmente ideias de Benjamim e de Morena, resultando numa coleo de paisagens sonoras danadas que compem o roteiro do espetculo.Servio: Teatro Martins Penna. Dias 15 e 16/11. Sbados s 20h e do-mingo s 19h. Durao: 45min, classificao livre, entrada gratuita. (os ingressos devem ser retirados 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um par por pessoa)

    8

  • 9

  • 10

  • ofcinas de frias

    no percam!!TEATRO PARA jOVENS E ADULTOS

    com catia pires

    DANA PARA A TERCEIRA IDADE com edsoN silva

    BIODANzA - A DANA DA VIDA com ilsoN de barros

    O DESENHO E A PINTURA com isis gaspariNi

    CONSTRUINDO OLHARES PARA O CARNAVALcom guilherme de almeida

    TCNICAS DE CRIAO COM maria ceclia

    TCNICAS CORPORAIS - YOgA com pedro moNteiro

    CANTO CORALcom priscila cevada

    ARTES VISUAIS PARA CRIANAS com joo pereira e euNice okuyama.

    11

  • 12

  • LIVROS EM gERALQUADRINHOS

    MANgS E gIBISREVISTAS E

    jORNAISLIVROS EM BRAILLE

    EMPRSTIMOS DE LIVROS

    XADREzRODAS DE LEITURA

    SARAU

    MEDIAO DE LEITURAESPAO E ACERVO INFANTIL

    CONTAO DE HISTRIAS

    MAIS DE 38.000 ITENS DISPONVEIS PARA EMPRSTIMOS

    Tudo isso no espao da Biblioteca esperando por voc, estamos no 1 andar, venha nos visitar!

    Acesse o catlogo on-line: http://bibliotecacircula.prefeitura.sp.gov.br/pesquisa

    Maiores informaes: 2091 3944 / 2227 1170

    13

  • SARAU DA PENHA: ECOS DE zUMBIMediadora: Luciana Campos Pblico: Livre/ Ingresso: gratuito/Inscries: no necessria a inscrio prvia Sarau uma reunio de amigos amantes e aficionados das diversas formas de arte, dana, msica, teatro e poesia, leitura de textos e etc. Neste ms de novembro homenagear Zumbi dos Palmares em referncia ao dia da conscincia negra e Carolina Maria de Jesus pelo centenrio de seu nascimento. Com a organizao de James Lino (POTENCIAL 3) participao especial de Liberto Trindade e dos alunos da oficina Poticas de HIP-HOP.. Servio: dia 07/11//2014 s 18h, classificao: livre, durao 120 minutos.

    14

  • PALESTRAS E DEBATES. tema: ideNtidade racial Em referncia ao ms da conscincia negra, haver um debate sobre Identidade Racial cujo objetivo apresentar os heris negros que fizeram a histria e que juntamente com Zumbi lutaram para promover a grande mudana nas relaes raciais do pas. Os participantes sero convidados a refletir sobre o tema e posteriormente debater sobre os avanos do negro na sociedade atual. Servio: dias 18 e 19/11//2014 s 14h, classificao: livre, entrada gratuita

    CONTANDO MONTEIRO : com shirlei moura A atividade visa proporcionar oportunidade para que crianas e adolescentes desenvolvam o gosto pela leitura, colocando-os em contato com um dos maiores escritores brasileiros Monteiro Lobato, contando a sua biografia e despertando atravs do canto e da performance cnica, a curiosidade pelo escritor e pela literatura paulista. Com a era digital cada vez mais presente, o grande pblico infantil tem deixado de ir s bibliotecas. Para reverter essa situao, a contadora Shirlei trar para a roda de conversa personagens como Emlia, Saci, Visconde de Sabugosa e outros mais. Servio: dia 26/11//2014 s 10h e s 14h, classificao: livre, entrada gratuita

    RODA LEITURA : Com: Luciana Campos/ Pblico: a partir de 14 anos / Vagas: 20/ Ingresso: gratuito. No necessrio fazer inscrio. Encontro entre pessoas que queiram compartilhar descobertas atravs da leitura de contos clssicos e contemporneos de variados autores. Servio: Dia 28/11/2014 sexta-feira/ 17h s 19h. A cpia do texto estar disponvel para retirada na biblioteca.

    MEDIAO DE LEITURA:Todas as quintas-feiras das 15h s 16h na Biblioteca Jos Paulo Paes. Pblico: livre. A mediao visa aproximar o pblico das diferentes formas de leitura utilizando o acervo disponvel da biblioteca. A leitura de narrativas, histrias e contos em voz alta servem como estratgia para despertar o gosto pela leitura e estimular o potencial criativo e o prazer de ler.

    15

  • ocupao preta22/11/2014 sbadoa partir das 14h

    14H - RODA DE CONVERSA: braNquitude e braNqueameNto: recoNstruiNdo os lugares raciaisA ideologia da mestiagem sustenta um discurso de igualdade formal que impede a real luta por igualdade de oportunidade entre negros e brancos. Essa discusso tem como objetivo refletir criticamente o lugar de privilgios do grupo social branco frente s novas configuraes raciais brasileiras.

    palestraNtes Ana Helena Ithamar Passos - Doutora em Servio Social e professora da Universidade Camilo Castelo Branco - UNICASTELO. Suas pesquisas versam sobre os Estudos Crticos da Branquitude e Histria e Cultura Afro-brasileira.Cristiana Ramos - Assistente social formada pela Universidade Camilo Castelo Branco - UNICASTELORosangela Malachias - Ps-doutoranda da Ctedra UNESCO na Universidade Metodista de So Paulo, linha Comunicao Cidad nos espaos situados em Regies Miditicas . Doutora em Cincias da Comunicao pela ECA-USP Escola de Comunicaes e Artes da Universidade de So Paulo. Fulbright Fellow/Hubert H. Humphrey - Program na University of Maryland - College Park - Philip Merrill College of Journalism - Estados Unidos - Mestre em Integrao da Amrica Latina pelo PROLAM/USP - Programa de Ps Grad. em Integrao da

    16

  • Amrica Latina da Universidade de So Paulo tendo realizado pesquisa em Havana, Cuba. Graduada em Comunicao Social Jornalismo - pelas Faculdades Integradas Alcntara Machado. Pesquisadora do NEINB-USP (Nucleo de Apoio a Pesquisa e Estudos Interdisciplinares sobre o Negro Brasileiro, Universidade de Sao Paulo) e do NCE-USP (Ncleo de Comunicao e Educao) da ECA-USP. Docente dos cursos do CEA-USP - Centro de Estudos Africanos da Universidade de So Paulo.Nabor (mediao) - jornalista especializado em jornalismo cultural e fotgrafo. Fundador e diretor da revista O Menelick 2 Ato, dedica-se a compreender, e a escrever, sobre o lugar das manifestaes artsticas da dispora africana na cultura pop global.

    iNterveNes: ESCLARECIMENTOOlvia Bynum - Artista plstica na empresa A negra, estuda artes visuais na Faculdade de Belas Artes de So Paulo. Esta performance aborda a problematizao do processo de embranquecimento que o afro-diasprico vivencia atravs da experincia social de ser negro em uma sociedade colonialmente eurocntrica; percebe-se que os processos coloniais de embranquecimento so uma constante na sociedade contempornea, dos alimentos que consumimos aos padres de beleza, a maneira como o afro-diasprico representado na mdia, as informaes visuais da sociedade contempornea fazem-nos perceber que a diversidade, a proposta universalista um mito que mascara relaes de dominaes econmicas, histricas e culturais. A travs da minha experincia cotidiana de mulher e de negra, percebo colonizao uma prtica constante naturalizada e impregnada, a ponto de embranquecermos uns aos outros sem nos dar conta. Quando digo embranquecimento relaciono a uma etnia e esttica podada por no ser plenamente vivenciada e naturalizada socialmente, uma ancestralidade sequestrada.

    17

  • (...) QUAL O PENTE?(...)Juliana dos Santos- artista visual - graduada pelo Instituto de Artes - UNESP Questiona a que condies a mulher negra teve e tem que se colocar para ser aceita e se aceitar num ideal esttico alheio e alienante de si. A ao do artista visa questionar os padres de beleza que representam valores estticos branco e eurocntrico. Ao alisar o cabelo com pente quente Juliana remete a toda uma histria de negao da representao do ser negro numa sociedade racista.

    18

  • 16H30 S 19H - PENHAROL RAP A DUBO Projeto Penharol Rap-a-Dub foi inicialmente formado por Rone Carva-lho, Andr Andrade (Orelha) e Sergio Lus. O nome Penharol compos-to pelo nome do bairro Penha onde os trs nasceram e cresceram mais as iniciais dos nomes Rone, Orelha e Lus, Rap-a-Dub um trocadilho com Rub-a-Dub que uma vertente do estilo de reggae Jamaicano. um projeto cultural que faz a interao entre a msica e o esporte. A idia levar o Rap e o Dub para a galera do Skate ouvir enquanto flips, switchs e frontsides so jogados aos nossos olhos.DISCOTECAgEM COM ANDR ORELHA

    20H - SHOw: BANDA ALFIABatuque de umbigada, ensaio de escola de samba, jongo e baile Black podem ser referncias. Uma banda de gente revivendo nos corpos que danam, cantam e tocam, as muitas histrias do esprito da Terra. Na especificidade, no entanto, Alfia cria uma performance que perpassa a inteligncia do canto e da harmonia, do lirismo potico e exemplar con-cepo de arranjos de base influenciados pela msica preta de todo o planeta. Composta por baixo eltrico, bateria, percusso, metais, guitarra, violes e voz, Alfia busca a atenta, espontnea e progressiva ocupao de uma sonoridade que identifique-se como atemporal. O revezamento entre batidas silenciosas e grooves efusivos, spokenword e arranjos ela-borados constantemente ao longo dos ensaios e shows faz com que a banda crie-se e renove-se a cada cano. Em fase de pr-produo de seu primeiro disco que ser gravado ao vivo, Alfia pretende manter a idia principal do processo de criao: a juno do hip-hop, com msica tradicional, a imagem e a presena do MC, os vocais frente e constante inspirao no jazz. O batuque acaba nunca.

    19

  • exposio

    20

  • mina dgua dos orixs

    Movido pela paixo por sua ancestra-lidade, a cultura Afro e os Orixs Jorge Rodrigues, conhecido como Todynho, traz para o Centro Cultural da Penha sua mais recente criao: Mina Dgua dos Orixs expressando de maneira nica sua arte.Nascido na cidade de Nazar das Fari-nhas (BA), Todynho, teve como um divi-sor de guas em sua carreira artstica a exposio: Deuses dfrica com Carib no Museu Afro-Brasileiro, expressando ento nesta exposio o sentimento de agradecimento. A exposio composta por imagens de divindades afro-brasilei-ras em fontes representa o universo cul-tural religioso africano de forma ldica a encantar o pblico. Servio: Abertura oficial dia 12/11 s 20h com apresenta-o do Grupo Batakar.

    Pelo Artista Plstico Jorge Rodrigues (Todynho)

    21

  • 22

  • PROjETOTERA TEM

    CINEMA

    Nas teras-feiras s 14h e 19h30, no Teatro Martins Penna - sesses gratuitas. Os filmes que exibimos possui a liberao e licena da MPLC (Motion Pictures Licensing Coporation) e parceria com a programadorabrasil.org.br. No ms de novembro o cinema estar voltado Conscincia Negra tendo como objetivo de fazer uma reflexo sobre o relevo da cultura e do povo africano e o impacto que tiveram na evoluo da cultura brasileira. Sociologia, poltica, religio e gastronomia entre vrias outras reas, foram profundamente influenciadas pelas culturas negra e africanas. o ms de comemorar e mostrar profundo apreo pela

    cultura afro-brasileira.

    23

  • MOSTRA ENTRE TODOSENTRETODOS 7 FESTIVAL DE CURTAS-METRAGENS DE DIREITOS HUMANOSIniciativa da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, o 7 Festival Entretodos acontece em diversos espaos culturais da cidade, entre os dias 03 e 07 de novembro. O festival rene uma seleo de curtas-metragens brasileiros e estrangeiros que tratam do tema dos direitos humanos ao redor do mundo. Parte de um conjunto de atividades continuadas que se desenvolveram ao longo de 2014, o Entretodos uma das principais aes pblicas em favor da construo educativa da cultura de direitos humanos na cidade de So Paulo. O evento co-realizado pela Secretaria Municipal de Cultura e tambm conta com a parceria da Secretaria Municipal de Educao. Confira a programao completa no catlogo do festival ou no site www.entretodos.com.br. Servio: dia 04/11/2014 s 19h30, classificao: livre, Ingressos: R$ 1,00 (inteira) / R$ 0,50 (meia) .(retirar ingresso 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um por pessoa)

    24

  • HISTRIAS CRUzADASFilme: The Help (Histrias Cruzadas), Estados Unidos, 2011, Drama, cor, vdeo, 146m Sinopse: O filme um retrato sobre uma mulher caucasiana, Eugenia Skeeter Phelan, e o seu relacionamento com duas empregadas negras durante a era americana dos Direitos civis nos Estados Unidos de 1960. Skeeter uma jornalista que decide escrever um livro da perspectiva das empregadas (conhecido como The Help), mostrando como elas esto sofrendo racismo na casa de brancos. Servio: Teatro Martins Penna. Dia 11/11 s 14h00. Reexibio s 19h30 Tera-feira. Classificao 12 anos. Entrada Gratuita. Retirar Ingresso com uma hora de antecedncia. Durao: 146m

    25

  • STEVE & STAN APRESENTA NU, POgODI!ciNema com trilha soNora ao vivo.Famoso por lanar uma galeria de mestres do cinema como Serguei Eisenstein, Dziga Vertov e Vsevolod Pudovkin, o cinema sovitico foi tambm prolfico na produo de outro gnero de filmes as animaes. Dispostas a sensibilizar as classes populares para os ideais da Revoluo Russa, as autoridades da URSS investiram recursos, desde os anos 1920, na criao de cones e personagens animados para o cinema, semelhana de Walt Disney e seu clebre Tom & Jerry aliando entretenimento e contedo educativo para um pblico massivo. Parte dessa curiosa produo ser exibida em novembro, no Centro Cultural da Penha, com trilha sonora executada ao vivo pelo duo francs Steve & Stan. Formado pelos msicos Pierre Pollet e Romain Quartier, o Steve & Stan apresenta msicas especialmente compostas para o programa Nu, pogodi!, reunio de curtas da srie homnima lanada pela Soyuzmultfilm em 1969. Nu, pogodi! segue as aventuras do malvolo lobo Volk, que tenta a todo custo jantar o coelho Hare. Sero exibidos seis curtas. Romain Quartier guitarrista, trompetista, contrabaixista e compositor de trilhas para dana, cinema e teatro. tambm autor de filmes rodados em super 8, nos quais desenvolve sua pesquisa musical, e fundador do sexteto ET HOP. Pierre Pollet baterista, compositor e metalofonista. Tocou com msicos importantes como Hermeto Pascoal, Emmanuel Bex e Michael Attias. Atualmente, trabalha com os grupos Initiative H, Philippe Laudet Jazz Odysse, DavidHQuartet e com o ET HOP. O repertrio do duo Steve & Stan mistura jazz, rock e funk. Servio: Dia 18/11 s 19h30 Teatro Martins Penna. Classificao livre, entrada gratuita. (retirar ingresso 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um por pessoa)

    26

  • 27

  • 28

  • III MOSTRA DE CINEMA DA QUEBRADA DO CINUSP SESSO CULTURA NEGRA 2 Djandjuma: Nossa Essncia.| Realizao: Ncleo de Comunicao Alternativa - NCA | So Paulo/SP, 2012, 37, Doc | Sinopse: Um olhar sensvel e aproximado sobre o trabalho de pesquisa dos ritmos do oeste africano desenvolvido pelo Ballet Afro Koteban, em excurso com umespetculo que celebra a cultura mandingue, passa por diversos pontos das periferias paulistanas comungando e conclamando a essncia africana que resiste nos espaos mais oprimidos da cidade. No meio do caminho | Dir. Kau Palazolli | So Bernardo do Campo/SP, 2010, 12, Fico | Sinopse: No meio do Caminho um retrato da vida, onde os personagens so coletivos, e tambm expresses sociais. A cidade de So Bernardo do Campo o pano de fundo para contar uma histria comum nas grandes metrpoles brasileiras: dois jovens em uma moto indo para casa so abordados por policiais. Enquadrados, cada um expe seu ponto de vista ante a simples pergunta Onde voc est indo?. Sob a suspeita dos policiais, o resultado pode no ser apenas a violncia. Vaguei os livros e me sujei com a m... Toda | Dir. Allan da Rosa, Mateus Subverso e Akins kinte | So Paulo/SP, 2007, 27, Doc | Sinopse: O vdeo aborda a presena apodrecida e pattica, ou a ausncia estratgica de personagens e autores negros, na literatura que a gente apreende e se lambuza nas escolas, que podem carimbar no nosso peito eternamente o desgosto pela leitura. Mas toca tambm na histria das pginas negras do brasil e do planeta, nos conhecimentos e paisagens acesas da histria da frica e de sua literatura, no hip hop como tio emparceirado dos livros pretos e na literatura das ladeiras de hoje, das quebradas e rodas paulistanas, literatura de escado. O dia de Jerusa | Dir. Viviane Ferreira | So Paulo/SP, 2014, 20, FicoSinopse: Bixiga, corao de So Paulo. Jerusa, moradora de um sobrado envelhecido pelo tempo, em um dia especial, recebe Silvia, uma pesquisadora de opinio que circula pelo bairro convencendo as pessoas responderem questionrios para uma pesquisa de sabo em p. No momento em que conhece Silvia, Jerusa a proporciona uma tarde inusitada repleta de memrias, convidando-a compartilhar momentos de felicidade com uma desconhecida. Servio: dia 25/11/2014. s 14h, classificao: livre, entrada gratuita. (retirar ingresso 1 hora antes do incio da sesso, limitado a um por pessoa)

    29

  • 30

  • BAILE DA PENHACoordenado pelo bailarino e coregrafo Rogrio da Col com seus 25 anos dedicados ao ensino de Dan-a de Salo, os bailes da Penha acontecem em dois domingos por ms e nesses encontros os participan-tes alm de aprenderem a arte da Dana de Salo se utilizam dele (o baile) como meio de interao e convivncia entre as pessoas, tornando os domingos dias incrveis para danar e fazer novas amizades. No percam! Servio: Espao Mrio Zan. Dias 02 e 16/11 Domingos das 15h30 e as 18h30 Classifica-o: Livre. Entrada gratuita

    COLETIVO DE DANA VOCACIONALQuais so os momentos marcantes que retemos du-rante a vida? Para alguns, as relaes interpessoais que, em seu desenrolar, suas idas e vindas, seus incios e fins, transformam e deixam rastros pelo ca-minho. Para outros, so cenas simples, porm subli-mes, revisitadas pela memria cada vez sob um pon-to de vista diferente. So aes e sensaes trazidas sempre e de novo pela poeira das lembranas que ora aproxima-se suave e quase imperceptivelmente, ora estrondosa e arrebatadora.Servio: Teatro Mar-tins Penna. Dia 23/11 s 19h. Classificao livre, entrada gratuita

    31

  • 32

  • ORELLANA & ORLANDINIO duo Orellana & Orlandini integrado pelos msicos chilenos Romilio Orellana e Luis Orlandini. Concer-tistas de vasta trajetria internacional, reconhecidos por sua excelncia e qualidade artsticas, vm desen-volvendo com xito um trabalho de difuso e promo-o da msica para violo, especialmente a chilena e latino-americana. Durante sua carreira como duo, apresentaram-se nas mais importantes salas de con-certo do Chile e do exterior, tanto como solistas como com orquestra.Servio: Teatro Martins Penna, dia 07/11/2014 s 20h. classificao: livre, durao 60 minutos. Entrada gratuita (os ingressos devem ser retirados a partir de um dia antes do show, das 18h s 22h, limitado a um por pessoa)

    33

  • Foto: Stela Handa

    ANGELA MARIA EM VOZ E VIOLOAngela Maria apresenta pelo Brasil seu novo show, Angela em Voz e Violo, espetculo em que acompanhada pelo grande violonista Ro-naldo Rayol. No repertrio esto clssicos de sua carreira, como Gente Humilde, Vida de Bailarina e Lbios de Mel, alm de musicas que foram regravadas por ela em seu mais recente lbum, Eu Voltei, entre elas O Porto (Roberto e Erasmo Carlos), Esse Cara (Caetano Veloso e Pra Voc (Silvio Csar). Angela apresenta tambm temas de Car-tola (As Rosas No Falam), Dorival Caymmi (S Louco) e Lupicnio Rodrigues (Nunca). Em 63 anos ininterruptos de carreira, a cantora apresenta pela primeira vez um show no formato acstico, voz e violo. Poucos meses atrs, a cantora lanou um lbum com seu companheiro de palco Cauby Peixoto, Reencontro (que continua em turn pelo Bra-sil) e o DVD com o documentrio musical Angela Maria - Estrela da Can-o Popular, produzido pelo Canal Brasil. Nele, a prpria cantora conta histrias marcantes de sua carreira e interpreta seus grandes sucessos entre cenas de um show realizado em maio do ano passado no Teatro Fecap, em SP, e imagens de arquivo da TV Cultura e da TV Globo e de filmes dos anos 50. Servio: Teatro Martins Penna, dia 14/11/2014 s 20h. classificao: livre, durao 60 minutos. Entrada gratuita (os ingressos devem ser retirados a partir de um dia antes do show, das 18h s 22h, limitado a um por pessoa)

    34

  • LILIAN E WANDERLEY CARDOSO Lilian Knapp fez sucesso em todo o Brasil, chegando a vender mais de 3 milhes de cpias, e a ganhar dois Discos de Ouro em sua carreira solo. Nesse show, a cantora recebe o cantor Wanderley Cardoso, autor de hits como O bom rapaz, Preste ateno, e Minha namorada. Na estra-da desde 1965, Wanderley Cardoso fez muito sucesso em pases como Uruguai, Chile, Venezuela, Argentina e Portugal. Servio: Teatro Mar-tins Penna, dia 21/11/2014 s 20h. classificao: livre, durao 60 minutos. Entrada gratuita (os ingressos devem ser retirados a partir de um dia antes do show, das 18h s 22h, limitado a um por pessoa)

    OS wALDICkSOs Waldicks, projeto que resgata as msicas romnticas dos anos 60 a 80, vulgarmente conhecidas como brega. No repertrio msicas de Reginaldo Rossi, Odair Jos, Evaldo Braga, Lindomar Castilho, Sidney Magal, Diana, Jane & Herrondy, Amado Batista, Waldick Soriano, entre outros. Uma viagem ao tempo atravs dos clssicos romnticos da ver-dadeira MPB (Msica Popular Brega). Servio: Teatro Martins Penna, dia 25/11/2014 s 20h. classificao: livre, durao 60 minutos. En-trada gratuita (os ingressos devem ser retirados a partir de um dia antes do show, das 18h s 22h, limitado a um por pessoa)

    35

  • MORAES MOREIRAMoraes Moreira comeou tocando sanfona de doze baixos em festas de So Joo e em outros eventos da cidade de Ituau. Na adolescncia, aprendeu a tocar violo e, tempos depois, em Salvador, conheceu Tom Z e o rock n roll. Mais tarde, juntou-se a Baby Consuelo, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvo, para formar os Novos Baianos, um dos principais grupos da moderna msica brasileira. Moraes um dos mais versteis compositores do Brasil, misturando ritmos como fre-vo, baio, rock, samba, choro e msica erudita.Servio: Teatro Martins Penna, dia 28/11/2014 s 20h. classificao: livre, durao 60 minu-tos. Entrada gratuita (os ingressos devem ser retirados a partir de um dia antes do show, das 18h s 22h, limitado a um por pessoa)

    36

  • MSICA NA PRAA

    PASSADA BRASILEIRA APRESENTA BRASIL DA CABEA AOS PSInspirada na boa musica brasileira; o projeto BRASIL DA CABEA AOS PS tem por principal objetivo levar ao publico grandes clssicos do samba, um dos estilos mais charmosos e antigos da msica brasileira. Interpretando grandes nomes tais como, Chico Buarque e Joo Bosco e Luiz Gonzaga. A banda garante um espetculo homenageando can-es como: De frente pro crime, Regra 3 e S quero um xod. Contudo levamos ao pblico um belssimo show instrumental, com arranjos de Gabriel Kaspar e participao do cantor e compositor Kad Ayala. Ser-vio: Praa do CCP dias 1,8,15,22,29/11/2014 s 11h, classificao: livre, durao 60 minutos. Entrada gratuita

    37

  • Equipe:

    Departamento de Expanso CulturalFormado em 2005, pelo Decreto n 46.434, o DEC a fuso de dois antigos rgos da SMC:o Departamento de Teatro e o Departamento de Ao Cultural Regionalizada. O nome do departamento uma homenagem estrutura do pioneiro De-partamento de Cultura, criado em 1935 por Mrio de Andrade, que contava com uma diviso de expanso cultural.

    Diretor Geral: Eduardo Augusto Sena.Assistncia Tcnica: Rodrigo Marx MatiasDiretor de Programao: Rafael Nascimento da Cunha Car-valhoDiretor Administrativo: Marcelo Rugrio Bianchi.

    Centro Cultural da PenhaDiretora do Centro Cultural da Penha: Teca SperaCoordenadora Administrativo: Janete Cheila Alves da SilvaAuxiliar Administrativo: Isabel Cristina FavottoEstagiria Administrativo: Camila Varlese JapurCoordendora da Biblioteca Jos Paulo Paes: Ana Carolina DEa RodriguesMediadora de Leitura: Luciana CamposAuxiliares da Biblioteca Jos Paulo Paes: Celia Barbosa dos Santos Silva, Hlio Mendes de Souza, Joelmo de S Silva, Ldia Zilnay Gomes, Mauro Thomaz da Silva.Coordenadora de Produo: Patricia RoggeroTcnicos Produtores: Joo Batista Bernardino da Cruz, Jorge Rodrigues do Espirito Santo, Marcelo Cavalcanti Bessa, Celso AlvesAuxiliares Administrativos: Claudeti Kovacs de Oliveira,Geraldo de Matos Miranda.Estagiria Design Grfico: Dbora Cabral Padovani

  • INFORMAES DO CENTRO CULTURAL DA PENHA

    Horrio de Funcionamento

    Centro Cultural da Penha: de tera domingo das 10h s 22h.

    Biblioteca Jos Paulo Paes: de tera sexta das 10h s 19h e sbados das 10h s 16h.

    Recepo: de tera domingo das 10h s 22h.

    Dvidas entrar em contato pelos telefones

    (11) 2295-0401 / 2225-0365 / 2227-2668 ou email: [email protected]

    [email protected]

    facebook: fb.com/ccdapenha

    twitter: @ccdapenha

    site: http://www.centroculturaldapenha.sp.gov.br

  • CENTRO CULTURAL DA PENHALargo do Rosrio, 20 - Penha - So Paulo-SPCEP 03634-020Tel.: (11) 2295-0401E-mail: [email protected]://www.centroculturaldapenha.sp.gov.br

    PROGRAMAO SUJEITA A ALTERAES