TECIDO MUSCULAR (parte 1) .TECIDO MUSCULAR (parte 1) Prof Patr­cia Mendes Disciplina: Histologia

download TECIDO MUSCULAR (parte 1) .TECIDO MUSCULAR (parte 1) Prof Patr­cia Mendes Disciplina: Histologia

of 34

  • date post

    11-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of TECIDO MUSCULAR (parte 1) .TECIDO MUSCULAR (parte 1) Prof Patr­cia Mendes Disciplina: Histologia

  • TECIDO MUSCULARTECIDO MUSCULARTECIDO MUSCULARTECIDO MUSCULAR(parte 1)(parte 1)(parte 1)(parte 1)

    Prof Patrcia MendesDisciplina: Histologia Geral e Embriologia

    Curso: Medicina Veterinria

    www.faculdadevertice.com.br

  • COMO OCORREM OS MOVIMENTOS?COMO OCORREM OS MOVIMENTOS?COMO OCORREM OS MOVIMENTOS?COMO OCORREM OS MOVIMENTOS?

    As atividades musculares so fundamentais em navida dos seres vivos

    Os movimentos no dependem apenas dos msculos

    Alm dos tecidos musculares, tem que haver uma Alm dos tecidos musculares, tem que haver umainterao com outros tecidos:

    Tecido sseo Tecido cartilaginoso Tecido conjuntivo denso modelado - tendes Tecido hematopoitico - sangue Tecido nervoso

  • 1. Excitabilidade: capacidade de receber eresponder a estmulos

    2. Contratilidade: capacidade de encurtar-se eespessar-se

    Caractersticas

    3. Extensibilidade: capacidade de distender-se

    4. Elasticidade: capacidade de voltar posiooriginal aps a contrao/extenso

  • Origem: mesodrmica

    Tipos (todos com lmina basal):

    Muscular estriado esqueltico:

    contrao vigorosa, rpida e

    Caractersticas

    contrao vigorosa, rpida e voluntria

    Muscular estriado cardaco:contrao vigorosa, rtmica

    e involuntria

    Muscular liso:contrao lenta e involuntria

  • Funes

    Movimento (do corpo e de substnciasdentro do corpo)

    Estabilizao das posies do corpo

    Produo de calorProduo de calor

  • MICITOSMICITOSMICITOSMICITOS So clulas alongadas que formam os tecidos

    musculares podem chegar a 30 cm de comprimento

    so preenchidas por feixes longitudinais demiofibrilas, responsveis pela contrao muscular

    Possuem capacidade de encurtar-se e voltar a posio Possuem capacidade de encurtar-se e voltar a posioinicial

    Mesmo durante o perodo de sono, os msculos estotrabalhando isso somente possvel devido atividades dos micitos

    Alguns movimentos so visveis outros no, Ex:movimentos do tubo digestrio, respiratrio ebombeamento do sangue, etc...

  • CLASSIFICAO:CLASSIFICAO:CLASSIFICAO:CLASSIFICAO:TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS TIPOS DE TECIDOS

    MUSCULARESMUSCULARESMUSCULARESMUSCULARES

  • TIPO:TIPO:TIPO:TIPO:MSCULO ESQUELTICOMSCULO ESQUELTICOMSCULO ESQUELTICOMSCULO ESQUELTICO

  • Caractersticas gerais:Contrao vigorosa, rpida e voluntriaMaior tecido do organismo (40-45% do pesocorporal)

    Apenas 1% das fibras tm mais de um axnioDimetro das fibras varia de 10-80mmNo tem capacidade mittica

    Msculo Esqueltico

    No tem capacidade mitticaEm sua fibras alongadas existem vrios ncleos ediversas estrias claras e escuras

    Principal caracterstica acionar os ossos

  • Msculo Esqueltico

  • Membranas conjuntivas:

    Epimsio: tecido conjuntivo fibroso que envolvevrios fascculos musculares

    Perimsio:tecido conjuntivo fibroso que envolve umfascculo muscular

    Msculo Esqueltico

    fascculo muscular

    Endomsio: tecido conjuntivo frouxo (com fibraselsticas e reticulares) que envolve cada fibramuscular

    JUNO MIOTENDNEA: regio de membranas entreo msculo e o tendo que transmite a fora para ostendes

  • Membranas conjuntivas

    Msculo Esqueltico

  • Msculo Esqueltico

  • Clula muscular (fibra):

    Clula multinucleada com ncleos na periferiaTamanho celular: 1-40 mm de comprimentoSarcolema: membrana celularSarcoplasma: citoplasma

    Msculo Esqueltico

    Sarcoplasma: citoplasmaOrganelas principais: muitas mitocndrias egotculas de glicognio, REL desenvolvido,mioglobina e muitas miofibrilas

    *Sarcolema o nome que se d membrana plasmtica das clulas do tecido muscular.

    *O sarcolema envolve o sarcoplasma, que o citoplasma da clula muscular.

  • Clula muscular (miofibrila):

    SARCMERO unidade morfofuncional intra-celular Limites: entre duas linhas Z BANDA A: faixa escurabanda H (clara) com linha Mbaixa escura (actina e miosina)

    Msculo Esqueltico

    baixa escura (actina e miosina)

    BANDA I: faixa claralinha Z (escura)faixas claras (actina)

  • Estutura contrtil das clulas musculares Estutura contrtil das clulas musculares Estutura contrtil das clulas musculares Estutura contrtil das clulas musculares esquelticasesquelticasesquelticasesquelticas

  • So formados por duas cadeias em espiral de monmerosda protena G, que se polimeriza lembrando dois colares deprolas enrolados, formando uma estrutura quaternriafibrosa (Actina F)

    Filamentos de actina

    Filamentos finos Se agregam para formar feixes Se agregam para formar feixes

    mais grossos Ocorre: msculos (abundante),

    citoplasma A actina do msculo estvel, asoutras no

  • Microfilamentos - Actina

    Crescem por adio de monmeros de actina em ambas asextremidades, sendo mais rpida na extremidade mais

    A despolimerizao ocorre pela hidrlise do ATP ligado ao

    monmero de actina (importante na locomoo celular)

  • A manuteno da forma polimerizada da actinadepende da associao com outras protenasacessrias, as quais interagem com os filamentos,modulando assim a funo dos microfilamentos

    Microfilamentos - Actina

  • Existem vrios tipos de miosina que dependem do

    tipo celular

    Miosina: protena motora associada Actina

    Constituda por 2 regies: cabea e cauda

    O tipo II esto presentes nas clulas

    musculares contrao muscular

  • Microfilamentos de Miosina

    As molculas de miosina II, nas clulas musculares,podem se agrupar em estruturas complexaschamadas microfilamentos de miosina oumiofilamentos (microfilamentos grossos)

  • Clula muscular (fibra) MIOFIBRILAS

    Actina: duas actinas F (monmeros de actina G)

    Tropomiosina: duas cadeias enroladas situadas nossulcos das actinas F

    Msculo Esqueltico

    Troponina: polmero de trs monmeros, TNT (unido tropomiosina), TNC (se liga ao clcio) e TNI (cobrelocal da actina se unir miosina)

    Miosina: basto com cabea. Na banda H s hbasto

  • Msculo Esqueltico

  • Os filamentos de actina so encontrados nos msculos Os filamentos de actina so encontrados nos msculos Os filamentos de actina so encontrados nos msculos Os filamentos de actina so encontrados nos msculos esquelticos, proporcionando a contrao muscularesquelticos, proporcionando a contrao muscularesquelticos, proporcionando a contrao muscularesquelticos, proporcionando a contrao muscular

  • Deslizamentos dos filamentos grossos e finos entre si,aumentando a zona de sobreposio

    REPOUSO: cabea da miosina com ATP estocado

    ATIVADO: estmulo nervoso despolarizao da

    Contrao Muscular

    ATIVADO: estmulo nervoso despolarizao damembrana do REL liberao de clcio unio doclcio com TNC actina se liga miosina ativao doATP + energia deformao da cabea da miosina movimento da actina

  • Contrao Muscular A contrao muscular causada pelo encurtamento

    simultneo de todos os sarcmeros, causado pelodeslizamento de actina sobre miosina

  • Contrao Muscular

  • Contrao MuscularA contrao desencadeada por um aumento repentino

    na concentrao de Clcio (Ca2+) no citosol

  • Retculo sarcoplasmtico (RS) Conjunto decisternas com clcio

    Tbulos transversais T invaginaes da

    Retculo Sarcoplasmtico do Msculo Esqueltico

    Tbulos transversais T invaginaes damembrana que envolvem as junes A-I e levamdespolarizao at o RS

    Trade um tbulo T e duas cisternas de RS

  • PLACA MOTORA:-Sinapse do nervo com fibra muscular permitedesencadear a contrao muscular

    -Neurotransmissor: acetilcolina- o local em que um estmulo eltrico tem de sertransformado em movimento, atravs de algunsmediadores qumicos, o principal dos quais a

    Msculo Esqueltico

    mediadores qumicos, o principal dos quais aacetilcolina, permitem essa transformao

    UNIDADE MOTORA:-Conjunto de fibras musculares inervadas por uma fibra nervosa -Influi na fora de

    contrao

  • Regenerao do Msculo Esqueltico- Regenerao pelas clulas satlites- Clulas satlite:

    so clulas progenitoras mononucleadasencontradas em msculos maduros entre a lminabasal e o sarcolema

    estas clulas so capazes de se diferenciar e sefundir para aumentar o nmero de fibrasfundir para aumentar o nmero de fibrasmusculares existentes e formar novas fibras

    esto envolvidas no crescimento muscular normal,assim como na regenerao aps leso ou doena

    - Hipertrofia quando ocorre fuso de clulassatlites com as fibras musculares

    - reas lesionadas so preenchidas por novosmioblastos e tecido conjuntivo

  • Faixas escuras

    Banda A Faixas Claras: Banda I

    Linha Z

    Msculo estriado esqueltico em corte longitudinal

  • Msculo estriado esqueltico em corte longitudinal

  • Msculo esqueltico - Mandibula(H.E)N:ncleo,sr;sarcmero,a:banda A,i:banda I