TEORIAS DO TREINAMENTO - · PDF fileFleck and Kraemer, Fundamentos do Treinamento de...

Click here to load reader

  • date post

    29-Nov-2018
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of TEORIAS DO TREINAMENTO - · PDF fileFleck and Kraemer, Fundamentos do Treinamento de...

  • PRINCPIOS DO TREINAMENTO ESPORTIVO

  • TREINAMENTO

    TREINAMENTO ESPORTIVO

    Processo ativo complexo regular planificado e orientado para melhoria do aproveitamento e desempenho esportivo.

    (Carl, 1989)

  • PRINCPIOS DOS TREINAMENTO

    Individualidade biolgica

    Adaptao

    Sobrecarga

    Continuidade

    Interdependncia volume x intensidade

    Especificidade

    Reversibilidade

    TREINAMENTO

  • PRINCPIO DA INDIVIDUALIDADE BIOLGICA

    Fenmeno que explica a variabilidade entre elementos da mesma espcie, o que faz

    que com que no existam pessoas iguais entre si. (TUBINO, 1984).

    Fentipo

    Gentipo

    Carga gentica transmitida pessoa e que

    determinar preponderantemente diversos fatores

    (composio corporal, biotipo, altura mxima

    esperada, fora mxima possvel e percentual de

    fibras musculares dos diferentes tipos)

    capacidades ou habilidades expressas

    envolvidas no gentipo

    CAMPEO

  • PRINCPIO DA ADAPTAO

    Estmulo Resposta Adaptao

    Tipos de estmulo:

    - Baixo

    - Mdio

    - Forte

    - Muito Forte

    Consequncias:

    Nenhuma adaptao

    Apenas excita

    Provoca adaptao

    Provoca danos

    OVERTRAINING

    Alteraes dos rgos e sistemas funcionais, que aparecem em decorrncia das atividades

    psicofsicas e esportivas (WEINECK, 1991)

  • 1 - Ponto Ideal

    PRINCPIO DA SOBRECARGA=PROGRESSO

    O objetivo em selecionar os intervalos e cargas de treinamento de modo

    otimizado encontra-se em assegurar que uma subseqente sesso de

    treinamento coincida com a fase de supercompensao (Zatsiorsky, 1995).

    Imediatamente aps a aplicao de uma carga de trabalho, h uma

    recuperao do organismo, visando restabelecer a homeostase

  • PRINCPIO DA SOBRECARGA

  • PRINCPIO DA CONTINUIDADE

    Para o desenvolvimento das capacidades fsicas necessrio persistncia no treinamento por um perodo ideal.

  • PRINCPIO DA INTERDEPENDNCIA V/I

    Quantidade total de trabalho realizado em um perodo de

    treinamento

    Quantidade total de peso levantado

    kms percorridos

    Durao da sesso de treinamento, n de repeties

    Qualificao do trabalho.

    Carga aplicada.

    Porcentagem da carga mxima

    (1RM, %VO2mx)

    Velocidade (ritmo)

    Kgs utilizada

    Fleck and Kraemer, Fundamentos do Treinamento de Fora Muscular, 3 ed., 2006

    Este princpio est intimamente ligado ao da sobrecarga, pois o aumento das

    cargas de trabalho um dos fatores que melhora a performance. Este aumento

    ocorrer por conta do volume e devido intensidade.

    VOLUME INTENSIDADE

  • Zonas de Intensidades para Desportos Cclicos

    Zona Durao Nvel de

    Intensidade

    Sistema de

    Produo

    de Energia

    Ergognese %

    Anaerbia

    Aerbia

    1 1-15s Acima do

    limite

    mximo

    ATP-CP 100-95% 0-5%

    2 15-60s Mximo ATP-CP e

    AL

    90-80% 10-20%

    3 1-6 min Submxim

    o

    AL e

    Aerbio

    70% (40-

    30)

    30% (60-

    70)

    4 6-30 min Mdio Aerbio (40-30)

    10%

    (60-70)-

    90%

    5 30 min Baixo Aerbio 5% 95%

  • IMPORTANTE:

    -Cargas baixas: desenvolvimento lento, mas

    asseguram adaptao e consistncia no

    desempenho.

    -Alta intensidade: adaptao rpida e menor

    consistncia no desempenho.

  • PRINCPIO DA ESPECIFICIDADE

    Necessidade do treinamento de acordo com as caractersticas da prova.

    - Velocidade

    - Ao muscular

    - Grupo muscular

    - Fonte energtica

    - Gestos esportivos

  • PRINCPIO DA REVERSIBILIDADE

    Se no for seguido os princpios de continuidade e sobrecarga as adaptaes e benefcios do treinamento sero perdidos.

  • Nvel de

    intensidade

    Porcentagem do

    desempenho

    mximo

    Intensidades

    1 30-50% Baixa

    2 50-70% Intermediaria

    3 70-80% Mdia

    4 80-90% Submxima

    5 90-100% Mxima

    6 100-105% Supermxima

    Escala de Intensidade para Exerccios de Fora e Velocidade