Tratamento Terciário Desinfecção Atual

of 17 /17
Tratamento Terciário Desinfecção Universidade Federal de Alfenas – Unifal Campus Avançado de Poços de Caldas (MG) Bacharelado em Engenharia Química Controle da Polução Professor: Dr. Cláudio Antônio de Andrade Lima Grupo 4 : Alisson Martins Diogo Nery Marcella Ferreira Hérika Fukumoto Rafaela Lima

Embed Size (px)

description

tratamento

Transcript of Tratamento Terciário Desinfecção Atual

Escoamento Externo Cruzado em Matrizes Tubulares

Tratamento TercirioDesinfecoUniversidade Federal de Alfenas UnifalCampus Avanado de Poos de Caldas (MG)Bacharelado em Engenharia Qumica

Controle da Poluo Professor: Dr. Cludio Antnio de Andrade Lima

Grupo 4 :Alisson MartinsDiogo NeryMarcella FerreiraHrika FukumotoRafaela Lima

1Tratamento TercirioTratamento TercirioUnidades de tratamento fsico-qumico que visa a remoo Slidos em suspenso remanescentesMatria orgnica e de compostos no-biodegradveisNutrientesPoluentes txicos e/ou especficos de metais pesadosSlidos inorgnicos dissolvidosPatognias por desinfeco dos esgotos tratadosTratamento TercirioTratamento tercirio: o tratamento avanado de efluentes em que se utilizam tcnicas com poder de remoo dos agentes formadores de esgoto que acabam por tornar possvel at o reuso da gua.Dividido em dois estudos:Mtodos de tratamento que visam desinfeco do esgoto (remove organismos patognicos dos esgotos);Mtodos de tratamento que visam remoo de nutrientes, que tem por objetivo evitar o desequilbrio quanto disposio de elementos no corpo receptor, evitando a eutrofizao dos mesmos.

Tratamento TercirioNmero de etapas Depende do grau de depurao que se deseja alcanar;Objetivo de completar o tratamento secundrio:Condies locais exigirem um grau de elevado (usos ou resos das guas receptoras).Necessidade de uso:Quando o efluente do tratamento secundrio ainda possui nveis de substncias ou organismos que podem provocar problemas quanto ao equilbrio do corpo receptor, ou mesmo a seres vivos que deste depende.

DesinfecoDesinfeco:Possibilita a utilizao segura do efluente final no reso em alimentao de circuitos semi-abertos com recirculao de gua;Inativao de organismos patognicos;Ocorrncia: Aps o processo de clarificao e filtrao do efluente oriundo da estao de tratamento de esgotos.

Mtodo de DesinfecoDesinfeco de gua Objetivo: controle de microorganismos causadores de enfermidades e outros que possam causar problemas tanto a sade publica;Uso de tcnicas que eliminem os agentes patognicos das guas residurias.No visa a eliminao total dos microrganismos;Processos mais comuns: utilizao de cloro, dixido de cloro, oznio, e radiao ultravioleta.CloraoClorao: uma forma de desinfeco, isto , de extermnio de organismos patognicos atravs da utilizao do cloro.Mecanismos de ao do cloro:Oxidao celular e inibio enzimtica e danificao do material gentico dos organismos patognicos afetados; O cloro reage com a gua formando cido hipocloroso (HClO) que se dissocia em ons hipoclorito OCl- e ons hidrognios H+ dependendo do pH. Interesse do processo de clorao:formao principalmente do cido hipocloroso por possuir maior poder desinfetante do que o on hipoclorito.

Mecanismo de CloraoAlm de promover o extermnio e/ou controle de organismos patognicos, promove tambm o controle do odor, entre outros. Na prtica da desinfeco utiliza agentes inorgnicos mais facilmente encontrados no mercado (cloro gasoso, hipoclorito de sdio e hipoclorito de clcio).

Vantagens e Desvantagens da Clorao

Desinfeco com dixido de cloroA desinfeco ocorre por oxidao.

Grande ao germicida.

Mais efetivo que a clorao,porm menos efetivo que o oznio.

Desinfeco por oznioO oznio possui alto poder germicida contra uma grande variedade de microorganismos patognicos, incluindo-se as bactrias, protozorios e os vrus.

Alto custo.

Desinfeco por oznioOxidao da matria orgnica, produzindo ozonidas e CO2; Alvejamento e melhoria da cor; Reduo dos teores de ferro e mangans; Ao sobre cidos hmicos, formando produtos biodegradveis; Desintegrao de fenis; Remoo de certas substncias orgnicas no biodegradveis.

Desinfeco com radiao ultravioleta

Inativa organismos por absoro de luz, que causa uma reao fotoqumica, alterando componentes moleculares essenciais para as funes das clulas.Desinfeco com radiao ultravioleta

Vantagens e Desvantagens da Desinfeco com radiao ultravioleta

OBRIGADO!ReferenciasCOSTA, Alexandre da.Tratamento tercirio:tecnologias utilizadas no litoral norte.2009. 86 f. Dissertao (Mestrado) - Curso de Engenharia Civil e Ambiental, Universidade Estadual Paulista, So Paulo, 2009.

SANTOS, Daniela Vieira dos; SILVA, Evandro Gomes da; ASSIS, Vanessa Gomes de.Tratamento tercirio de esgoto.2011. 65 f. TCC (Graduao) - Curso de Engenharia de Petrleo, Faculdade de Cincias Exatas e Tecnolgicas, Itaperuna, 2001.