Edição 380 - Jornal O Sudoeste

of 8 /8
O Sudoeste WWW.OSUDOESTE.COM Ano VII - Edição 380 - R$ 2,50 Francisco Beltrão, 19 a 25 de Novembro de 2010 PLANETA PLANETA ÁGUA ÁGUA ÁGUA MINERAL F: 46 35236601 DESENVOLVIMENTO URBANO Governo libera R$ 17,5 milhões para obras urbanas em 41 municípios Salto do Lontra foi um dos 41 municípios contemplados com o convênio. Na foto Deputado es- tadual Nereu Moura, o prefeito de Salto do Lontra Luiz Carlos Gotardi e o governador Orlando Pessu . Pag.3 Roberto Corradini-AE-No cias FLOR DA SERRA DO SUL Avenidas são preparadas para receber recapeamento No recapeamento asfáltico serão investidos pouco mais de R$ 230 mil e no CRAS R$ 142 mil. Pag.3 FRANCISCO BELTRÃO Educação entrega livros para creches e escolas Na tarde de terça-feira, 16, a Secretaria de Educação de Francisco Beltrão entregou 14 mil 250 livros para escolas e centros munici- pais de Educação Infan l da rede municipal de Ensino. Pag.5 A Divisão de Xadrez da secretaria municipal de Educação de Francisco Beltrão promoveu o 9º Festival de Xadrez Escolar e Mostras de Trabalhos. O evento, que tem o apoio do SESC Paraná, foi realizado no Centro de Eventos do Parque de Exposição Jayme Canet Júnior. Pag.5 Educação promove o 9º Festival de Xadrez Escolar Paraná terá o primeiro estádio concluído para a Copa de 2014 Faltando 31 meses para a Copa das Confederações e 43 meses para a Copa do Mundo, Curitiba deverá ser a cidade a ter o primeiro estádio concluído para a Copa ainda em 2013. Pag.4 FRANCISCO BELTRÃO M MO OME EN NTO O.COM M Filhos carentes Pag.2 E EDI ITO ORIAL L Os royalties e as participações especiais Pag.2 OP PIN NIÃ ÃO A escolha de ministros para o STF Pag.2 CO OLU UN NA ES SPO ORT TE Os melhores do futsal paranaense Pag.4 SE EG GUR RAN ÇA Delegados do Sudoeste participam do 12 o SWAT Pag.4 M MEI IO AM MBIEN NTE E Secretaria de Beltrão trabalha na Edicação Ambiental Pag.5 FR A AN N CI S S C O O B B E L T T R Ã Ã O Coordenador do programa Cidade Limpa da palestra no colégio Suplicy Pag.5 NO OV VA ESP PER RA ANÇ ÇA Comemoração do aniversário terá escolha da Rainha Pag.6 PARANÁPREVIDÊNCIA PSDB opinará sobre plano de previdência O deputado Caito Quintana (PMDB), líder do governo na câmara irá se reunir esta semana com o futuro líder do go- verno Deputado Ademar Traiano (PSDB), para discutir a proposta de re- estruturação do plano de custeio do regime de pre- vidência dos servidores públicos estaduais, com os integrantes da equipe de transição. Pag.8

Embed Size (px)

description

Edição 380 - Jornal O Sudoeste - Notícias, sudoeste do paraná, informação, eventos, variedades.

Transcript of Edição 380 - Jornal O Sudoeste

  • O SudoesteWWW.OSUDOESTE.COM Ano VII - Edio 380 - R$ 2,50Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010

    PLANETAPLANETAGUAGUAGUA MINERAL

    F: 46 35236601

    DESENVOLVIMENTO URBANO

    Governo libera R$ 17,5 milhes para obras urbanas em 41 municpios

    Salto do Lontra foi um dos 41 municpios contemplados com o convnio. Na foto Deputado es-tadual Nereu Moura, o prefeito de Salto do Lontra Luiz Carlos Gotardi e o governador Orlando Pessu . Pag.3

    Robe

    rto

    Corr

    adin

    i-AE-

    No

    cia

    s

    FLOR DA SERRA DO SUL

    Avenidas so preparadas para receber recapeamento

    No recapeamento asfltico sero investidos pouco mais de R$ 230 mil e no CRAS R$ 142 mil. Pag.3

    FRANCISCO BELTRO

    Educao entrega livros para creches e escolas

    Na tarde de tera-feira, 16, a Secretaria de Educao de Francisco Beltro entregou 14 mil 250 livros para escolas e centros munici-pais de Educao Infan l da rede municipal de Ensino. Pag.5

    A Diviso de Xadrez da secretaria municipal de Educao de Francisco Beltro promoveu o 9 Festival de Xadrez Escolar e Mostras de Trabalhos. O evento, que tem o apoio do SESC Paran, foi realizado no Centro de Eventos do Parque de Exposio Jayme Canet Jnior. Pag.5

    Educao promove o 9 Festival de Xadrez Escolar

    Paran ter o primeiro estdio concludo para

    a Copa de 2014Faltando 31 meses para a Copa das Confederaes e 43 meses para a Copa do Mundo, Curitiba dever ser a cidade a ter o primeiro estdio concludo para a

    Copa ainda em 2013. Pag.4

    FRANCISCO BELTRO

    MMOOMEENNTOO.COMMFilhos carentes

    Pag.2EEDIITOORIALL

    Os royalties e as participaes

    especiaisPag.2

    OPPINNIOA escolha de

    ministros para o STF

    Pag.2COOLUUNNA ESSPOORTTE

    Os melhores do futsal

    paranaensePag.4

    SEEGGURRANNADelegados

    do Sudoeste participam do

    12o SWATPag.4

    MMEIIO AMMBIENNTEESecretaria de

    Beltro trabalha na Edicao Ambiental

    Pag.5FRAANNCISSCOO BBELTTROCoordenador do programa

    Cidade Limpa da palestra no

    colgio SuplicyPag.5

    NOOVVA ESPPERRAANAComemorao do aniversrio ter escolha da

    RainhaPag.6

    PARANPREVIDNCIA

    PSDB opinar sobre plano de previdncia

    O deputado Caito Quintana (PMDB), lder do governo na cmara ir se reunir esta semana com o futuro lder do go-verno Deputado Ademar Traiano (PSDB), para discutir a proposta de re-estruturao do plano de custeio do regime de pre-vidncia dos servidores pblicos estaduais, com os integrantes da equipe de transio. Pag.8

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010O Sudoeste - Ano VII - Edio 3802 EDITORIAL

    H seis anos integrando o sudoeste do Paran pela informao e formando conhecimento.

    *Os artigos e colunas publicados(as) so de responsabilidade de seus autores e no representam necessariamente a opinio deste jornal.

    Av. Antnio de Paiva Cantelmo, 998 - Sala 03 - CentroFrancisco Beltro - Paran - CEP 85601-270

    Fone/Fax: (46) 3055 4488

    Diretor Geral: Lucas Augusto Peruff oDiretor de Redao: Carlos Eduardo Peruff o

    Editorao e Composio: ACTIO ComunicaoImpresso: Grfi ca Berzon

    Redao: [email protected]: [email protected]

    Sudoeste Negcios: classifi [email protected]

    www.momento.com.br

    Centro Esprita Mensageiros da PazReunies Pblicas

    Quarta-feira18:30h Atendimento Fraterno20:00h Palestra e FluidoterapiaQuinta-feira08:30h Palestra e FluidoterapiaSexta-feira18:30h Atendimento fraterno

    20:00h Palestra e FluidoterapiaSbados14:00h Evangelizao Infantil - Musi-calizao / Estudo Sistematizado15:00h Juventude Eprita / Estudo sis-tematizado

    Rua Antnio Carneiro Neto, 1212 - Francisco BeltroFone: 46 3524 6934

    Datas Comemorativas18 . Dia do Conselheiro Tutelar19 Dia da Bandeira20 Dia do Auditor Interno; Dia Na-cional da Conscincia Negra; Dia do Esteticista; Dia do Biomdico

    21 Dia da Homeopa a; Dia das Saudaes22 Dia do Msico25 Dia Nacional do Doador de Sangue

    Filhos carentesEm 1951, foi realizado um estudo com crianas de

    cinco anos, a respeito da melhor forma de criar fi lhos. Tal estudo teve prosseguimento em 1990.

    A concluso foi de que as crianas que, ao se tornarem adultas, tinham mais afl ies, problemas emocionais e se davam mal no casamento, nas amizades e no trabalho no eram as fi lhas dos pais ricos, nem dos pais pobres.

    Eram os fi lhos de pais distantes e frios, que mostravam pouco ou nenhum afeto por eles.

    At alguns anos, podia se conceber que pais do sexo masculino tivessem reservas em matria afetiva com respeito aos fi lhos do mesmo sexo.

    Isso porque entendiam que abraar, beijar e dizer: Eu te amo, eram atitudes que poderiam refl etir mal na mascu-linidade do garoto.

    Tambm porque os pais deviam ser respeitados, no demonstravam afeto, acreditando que iriam perder a auto-ridade.

    A psicologia derrubou muitos mitos, declarando que afeto e autoridade casam muito bem e que demonstrar cari-nho uma atitude positiva.

    Na atualidade, em que so tantas as informaes aos pais, em matria de educao de fi lhos e formao do car-ter, o problema persiste.

    A difi culdade est nas presses que sofrem os pais de hoje. Enquanto pais novatos no cabem em si de conten-tamento por causa do beb e se desmancham em mimos, beijos e carcias, em outras famlias a linguagem da ternura cede lugar a palavras duras e grosseiras.

    As pequenas falhas no aprendizado das coisas mnimas so recebidas com aspereza e a criana logo taxada por adjetivos depreciativos.

    Em alguns lares, em vez de abraos afetuosos, as crian-as curtem a ausncia total de qualquer toque de ternura.

    Fala-se em maus tratos e se pensa que sejam somente aqueles de ordem fsica, que mutilam crianas e se tornam manchetes de jornal ou da televiso.

    Maus tratos so todas as atitudes que agridam esses pequenos que olham o mundo com os olhos da esperana e a veem desaparecer a cada dia, ao contato rude da amargura que se extravasa em palavras e atos, por parte daqueles in-cumbidos de am-los e cuid-los.

    Os pais devem se esforar por criar um ambiente de tranquilidade aos fi lhos. Um ambiente em que eles se sin-tam amados.

    Ser bons ouvintes e elogiar com regularidade os pro-gressos alcanados fazem parte do desenvolvimento sadio dos pequenos.

    Adaptar a disciplina s necessidades de cada criana e no esperar mais do que o razovel da parte dela questo de bom senso dos adultos.

    * * *A depresso infantil no rara.As crianas se sentem desanimadas e tristes quando re-

    cebem agresses verbais e emocionais.Na qualidade de pais, nosso dever zelar pelo equi-

    lbrio dos nossos fi lhos. Por isso mesmo, no nos devemos permitir que a raiva, o cansao e o desnimo sejam extrava-sados justamente sobre aqueles que so mais frgeis e esto sob a nossa guarda: nossos fi lhos.

    Para eles, a dose deve ser sempre de amor, recheada de energia e ternura.

    Redao do Momento Esprita, com base no artigo Pais sob pres-so, do jornal O reprter, ano I, n 1. Em 17.11.2010.

    Charge

    Os Royalties e as participaes especiaisPor Adriano PiresA discusso sobre a distribuio dos royalties e das par-

    ticipaes especiais voltou aos jornais. No que se refere aos royalties a preocupao se o projeto de Lei que estabelece o modelo da partilha, no qual est embutido a proposta de uma nova distribuio dos royalties, ser votado ainda este ano ou fi car para o prximo governo. Antes das eleies o presidente Lula prometeu aos governadores do Rio e do Esprito Santo que vetaria a emenda que prope uma distribuio dos atu-ais royalties j recebidos pelos estados, de uma forma mais equitativa. Essa emenda foi apresentada pelo deputado Ibsen Pinheiro e aprovada na Cmara e posteriormente pelo Sena-dor Pedro Simon, sendo igualmente aprovada no Senado. O receio dos governos do Rio e do Esprito Santo que caso o projeto no seja aprovado ainda na atual legislao, o novo governo talvez no tenha condies polticas de vetar a emen-da. Ficaria difcil para o novo presidente vetar uma emenda, logo no incio de mandato, que favorece apenas dois estados.

    Quanto s participaes especiais a discusso est cen-trada nos barris cedidos a Petrobras no processo da capitali-zao da empresa. O governo do Rio entrou com uma ADIN no STF alegando que esses barris deveriam pagar Participao

    Especial, o que no est previsto na Lei de Capitalizao da Petrobras. O governo do Rio alega que estes barris da capi-talizao deveriam seguir as regras estabelecidas na atual Lei do Petrleo e, portanto, pagar a chamada PE. O problema que a capitalizao estabeleceu um novo regime jurdico da cesso onerosa e a PE existe somente no regime jurdico da concesso. Vamos aguardar a deciso do STF.

    O governo federal vem tentando achar uma sada para toda essa confuso envolvendo estados grandes produtores de petrleo, os demais estados e a Unio. A tarefa difcil e com certeza os estados e municpios do Rio e do Esprito Santo no iro conseguir manter as suas atuais vantagens. A dvi-da est em quanto perdero. O novo marco regulatrio do petrleo proposto e praticamente aprovado prejudicou imen-samente os estados e municpios produtores concentrando a arrecadao da renda petrolfera nas mos da Unio, ao aca-bar com a Participao Especial tanto no modelo da cesso onerosa quanto no da partilha.

    Adriano Pires professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e diretor fundador do Centro Brasileiro de Infra Estrutura (CBIE). Pires

    economista e mestre em planejamento estratgico pela UFRJ e doutorado em economia industrial pela Universidade Paris XIII (Frana).

    A escolha de ministros para o STFPor que para a mais alta corte do pas no existe qualquer cri-

    trio, na nossa Constituio Federal, a no ser o subjetivo, defi nido por um homem s?

    Durante os trabalhos constituintes, mantive inmeros con-tatos com seu relator, senador Bernardo Cabral, e alguns com seu presidente, deputado Ulysses Guimares, sobre ter participado de duas audincias pblicas (relativas ao sistema tributrio e ordem econmica) em subcomisses presididas pelos deputados Francisco Dornelles e Antonio Delfi m Netto, respectivamente, apresentando, a pedido de alguns constituintes, sugestes de textos.

    Em um jantar, com a participao do senador Bernardo Ca-bral, do desembargador Odyr Porto, ento presidente da Associao dos Magistrados Brasileiros, e do ministro Sydney Sanches, do STF, discutamos o perfi l que o Poder Judicirio deveria ter no novo texto.

    Sugeri para a Suprema Corte -cuja importncia pode ser definida na expresso do jusfilsofo ingls H. L. Hart : A lei aquilo que a corte diz que ela (O Conceito de Direito)- que a escolha deveria recair sobre pessoas de notvel saber jurdico e reputao ilibada indicadas pelas diversas entidades representativas de operadores do direito.

    O conhecimento jurdico deveria ser no s notrio (reconhe-cimento da comunidade), mas notvel (conhecimento indiscutvel).

    Pela minha sugesto, o Conselho Federal da OAB indicaria o nome de seis consagrados juristas; o Ministrio Pblico, outros seis; e os tribunais superiores, mais seis (dois do STF, dois do STJ e dois do TST), com o que o presidente da Repblica receberia uma lista de 18 ilustres nomes do direito brasileiro para escolher um. Assim, todas as trs instituies participariam da indicao.

    O presidente, por outro lado, dentre 18 nomes, escolheria aquele que, no seu entender, pudesse servir melhor ao pas. Por fi m, o Senado Federal examinaria o candidato, no apenas protocolar-mente, mas em maior profundidade, por comisso especial integra-da por senadores que possussem a melhor formao jurdica entre

    seus pares.Por outro lado, em minha sugesto, manter-se-ia o denomi-

    nado quinto constitucional, ou seja, trs dos 11 ministros viriam da advocacia e do Ministrio Pblico, com alternncia de vagas: ora haveria dois membros do Ministrio Pblico e um da advocacia, ora dois ministros vindos da advocacia e um do Ministrio Pblico.

    De qualquer forma, para as vagas dos 11 ministros, as trs instituies (Judicirio, advocacia e Ministrio Pblico) elaborariam suas listas sxtuplas. Acredito que minha proposta ensejaria escolha mais democrtica, mais tcnica, com a participao do Legislativo, do Executivo, do Poder Judicirio, do Ministrio Pblico e da ad-vocacia.

    Nada obstante reconhecer o mrito e o valor dos 11 ministros do Supremo Tribunal -e mrito reconheo tambm no presidente Lula e nos ministros Mrcio Th omaz Bastos e Tarso Genro, que sou-beram bem escolher tais julgadores-, certo que h sempre o risco potencial de uma escolha mais poltica do que tcnica.

    Tendo participado de trs bancas examinadoras para concur-sos de magistratura (duas de juiz federal e uma de juiz estadual), sei quo desgastantes so tais exames. Examinei em torno de 6.000 candidatos para a escolha de 40 magistrados federais e 57 estaduais.

    Para a escolha de magistrados de segunda e terceira instncias, os critrios tambm so rgidos e variados, assegurando-se maior participao da comunidade jurdica. Por que para a mais alta corte no h qualquer critrio, na nossa Constituio, a no ser o subjeti-vo, defi nido por um homem s?

    Como o Brasil iniciar, com a nova presidente, um ciclo de reformas estruturais, a sugesto que apresentei em 1988 poderia no-vamente ser examinada pelo futuro Congresso, visto que estaramos ofertando melhores elementos tcnicos e de participao democrti-ca para que o presidente pudesse fazer suas indicaes.

    Ives Gandra da Silva Martins Doutor em Direito pela Universidade Macken-zie, 14 de dezembro de 1982, apresentando a tese: Uma contribuio ao estudo da

    imposio tributria.

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010 O Sudoeste - Ano VII - Edio 380 SUDOESTE 3

    O governador Orlando Pessuti entregou nesta tera-feira (16), em reunio com prefeitos de 41 municpios, auto-rizaes de licitao e ordens de servio no valor de R$ 17,5 milhes para obras de infraestrutura e aquisio de mquinas e equipamentos. Segundo o secretrio do Desenvolvimento Urbano, Wilson Bley Lipski, R$ 16,3 milhes referem-se a recursos estaduais, entre repasses e fi nanciamentos, e R$ 1,2 milho de contrapartida municipal. Com o esforo de todos os prefeitos, podemos levar os benefcios do Recap (Programa de Recuperao Asfltica de Pavimento) a todas as 399 cida-des do Paran, afi rmou o governador.

    Na reunio foram entregues as primeiras ordens de ser-vio das obras do Recap, contemplando Coronel Vivida, Flor da Serra do Sul, Goioxim, Laranjeiras do Sul, Loanda, Santa F, Serranpolis do Iguau, Boa Vista da Aparecida e Cafe-lndia. As autorizaes de licitao e as ordens de servio do Recap totalizam R$ 8,2 milhes. Desses, R$ 7,2 milhes so repasses do Tesouro do Estado e R$ 1 milho a contraparti-da municpios. Essas liberaes vo contabilizar cerca de 43 quilmetros de pavimentao e recape, informa Lipski.

    LITORAL Pelo Paran Urbano, programa de fi nan-ciamento aos municpios realizado pela Sedu/Paranacidade, esto sendo autorizados R$ 8 milhes em licitaes e ordens de servio. Destes, R$ 7,8 milhes sero em emprstimos es-taduais e R$ 217 mil em recursos municipais. Tendo em vista a alta temporada, R$ 6 milhes do total de investimentos liberados sero aplicados em Guaratuba para a pavimentao asfltica de 9,3 quilmetros de vias urbanas, benefi ciando dez trechos de ruas e avenidas.

    Os outros R$ 2 milhes sero usados para a pavimen-tao em Mandirituba e Cafelndia, construo de dois bar-races industriais, e ampliao de um terceiro, em So Jorge dOeste, reforma de um ginsio de esportes em Serranpolis do Iguau e para a urbanizao de parque em Juranda.

    As autorizaes tambm vo compreender emprstimos de R$ 1,2 milho para a aquisio de sete mquinas e equi-pamentos, por meio do Programa de Aquisio de Mquinas e Equipamentos Rodovirios do Estado do Paran (Promap). Colorado vai adquirir uma p-carregadeira, um caminho co-letor de lixo e dois caminhes caamba e o de Mandirituba, dois caminhes basculantes e uma retroescavadeira.

    PREFEITURAS Participaram do encontro os prefei-tos de Boa Vista da Aparecida, Bom Jesus do Sul, Cafelndia, Colorado, Coronel Vivida, Enas Marques, Flora da Serra do Sul, Flrida, Guaratuba, General Carneiro, Goioxim, Imba, Iretama, Itaguaj, Itaipulnida, Itamb, Juranda, Laranjeiras do Sul, Loanda, Mandiritibua, Manoel Ribas, Marilndia do Sul, Nova Aliana do Iva, Nova Laranjeiras, Nova Prata do Iguau, Nova Tebas, Reserva, Rondon, Salto do Lontra, Santa F, Santo Antonio do Sudoeste, So Joo, So Joo do Caiu, So Jorge do Iva, So Jorge do Oeste, So Jorge do Patrocnio, So Pedro do Iguau, Serranpolis do Iguau, Ti-bagi, Tunas do Paran e Xambr.

    Receberam ordens para o incio imediato de obras do

    DESENVOLVIMENTO URBANO

    Governo libera R$ 17,5 milhes para obras urbanas em 41 municpios

    Dez municpios receberam as primeiras ordem de servio para o Programa Recap, de recuperao asfltica

    Programa Recap os municpios de Boa Vista da Aparecida (R$ 232,4 mil), Cafelndia (R$ 211 mil), Coronel Vivida (R$ 239,5 mil), Flor da Serra do Sul (R$ 227,5 mil), General Carneiro (R$ 211,3 mil), Laranjeiras do Sul (R$ 260,8 mil), Loanda (R$ 228,2 mil), Santa F (R$ 198 mil) e Serranpolis do Iguau (R$ 212,5 mil).

    Autorizaes de licitao de obras do Programa Recap foram entregues aos municpios de Bom Jesus do Sul (R$ 11,3 mil), Enas Marques (R$ 200 mil), Flrida (R$ 193,8 mil), Guaratuba (R$ 334,5 mil), Goioxim (R$ 203,3 mil), Imba (R$ 194,4 mil), Iretama 9R$ 264,2 mil), Itaguaj (R$ 251,9 mil), Itaipulndia (R$ 241,7 mil), Itamb (R$ 193,7 mil), Manoel Ribas (R$ 301,7 mil), Marilndia do Sul (R$ 235,4 mil), Nova Aliana do Iva (R$ 148 mil), Nova Laran-jeiras (R$ 215,9 mil), Nova Prata do Iguau (R$ 223,4 mil), Nova Tebas (R$ 215,4 mil), Reserva (R$ 263,3 mil), Rondon (R$ 201,4 mil), Salto do Lontra (R$ 231,5 mil), Santo Ant-nio do Sudoeste (R$ 280,8 mil), So Joo R$ 237,9 mil), So Joo do Caiu (R$ 206,6 mil), So Jorge do Iva (R$ 275,9 mil), So Jorge do Patrocnio (R$ 190,4 mil), So Pedro do Iguau (R$ 208 mil), Tibagi (R$ 196,5 mil), Tunas do Paran (R$ 231,3 mil) e Xambr (R$ 202,5 mil).

    OBRAS Para o municpio de Cafelndia foram libera-dos R$ 59,6 mil para obras de pavimentao. Para Colorado, foi entregue ordem de fi nanciamento de R$ 718,7 mil para compra de dois caminhes caamba, um caminho coletor de lixo e uma p-carregadeira. Guaratuba recebeu autorizao de licitao de R$ 6 milhes, a serem fi nanciados pela Sedu/Paranacidade, para diversas obras de pavimentao urbana. O municpio de Juranda foi autorizado a iniciar imediatamente a urbanizao de um parque urbano, no valor de R$ 331 mil, dos quais R$ 240 mil fi nanciados pelo Governo do Estado. Para o municpio de Mandirituba foi liberado fi nanciamento de R$ 1,06 milho para aquisio de dois caminhes caam-ba, uma retroescavadeira e para obras de pavimentao ur-bana. E para Serranpolis do Iguau o governador autorizou fi nanciamento de R$ 188,8 mil que ser empregado na refor-ma e concluso de um ginsio de esportes.

    O governador Orlando Pessu , assina convnios da SEDU com prefeitos do Estado do Paran

    Robe

    rto

    Corr

    adin

    i-AE-

    No

    cia

    s

    Periodicamente o Prefeito Municipal de Flor da Serra do Sul, Paulo Roberto Savaris, acompanhado de Secret-rios e vereadores percorrem as obras que esto sendo reali-zadas no municpio.

    H poucos dias vistoriaram a construo da escola municipal, um investimento de mais de R$ 3 milhes numa obra de 2.657m. Agora foi a vez da obra de constru-o do Centro de Referncia de Assistncia Social (CRAS) e do Recap Asfltico.

    O CRAS benefi ciar a populao carente do munic-pio. A unidade est sendo construda entre o Ginsio de Esportes e a Creche Flor Encantada. O investimento de R$ 142 mil, deste valor R$ 99 mil proveniente do Go-verno do Estado do Paran e o restante contrapartida da Administrao Municipal.

    A comitiva tambm foi acompanhar os preparativos da Av. Francisco Perondi para receber o recapeamento asfltico, atravs do programa estadual, Recap Asfltico. O investimento ser de R$ 230 mil, sendo R$ 202 mil do Governo do Estado e o restante como contrapartida. Nas ltimas semanas uma equipe da Secretaria de Obras trabalhou no corte de razes das rvores que ornamen-tam a avenida central. Este reparo necessrio porque estas plantas esto levantando o asfalto e danificando a pista.

    Paulo explica que a Av. Francisco Perondi est em boas condies, isto permitir aplicar uma camada asfl-tica de 3 centmetros, quando normalmente se aplicam 5. Poderemos utilizar o restante do CBUQ (Concreto Betu-minoso a Quente) na pavimentao de outras vias explica o prefeito.

    Nos ltimos meses tambm foram realizadas obras de recuperao no Centro de Eventos, no Jardim Flor Encan-tada e no Ginsio Municipal.

    Todas estas obras e conquistas so fruto de trabalho e conquistas junto a deputados e parceiros do municpio de Flor da Serra do Sul avalia o prefeito Paulo.

    FLOR DA SERRA DO SUL

    Avenidas so preparadas para receber recapeamento

    Prefeito Paulo e Vereadores vistoriando a construo da Escola Municipal

    Acesse o site e fi que por dentro de todas as novidades do clube!

    www.marrecasclube.com.br

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010O Sudoeste - Ano VII - Edio 3804 GERAL

    Os melhores do futsal paranaense

    Na reta fi nal do Campeonato Paranaense de Futsal, Srie Ouro de 2010 esto as equipes do Colgio Londri-nense, Guarapuava, Paran Clube e Cascavel. As disputas pelas duas vagas na fi nal comeam neste sbado, dia 20, entre Londrinense e Guarapuava e Paran Clube e Cas-cavel. O ttulo deste ano ser decidido em duas ou trs partidas, sendo que esta ltima possibilidade somente acontecer caso os dois primeiros confrontos terminem empatados ou com uma vitria de cada equipe, de acordo com o que determina o regulamento da competio.

    Nesta temporada do futsal paranaense Francisco Beltro esteve muito bem representado pelo Marreco, originalmente uma equipe do Bairro Pinheirinho, mas que pela sua belssima performance, em dois anos suces-sivos ganhando dentro de quadra as condies para subir Srie Ouro passou a ser a equipe de Francisco Beltro e regio nos representando com muita honra e dignidade. O jogo fi nal do Marreco neste campeonato foi realizado na semana passada em Curitiba contra o Paran Clube que foi o vencedor pelo tradicional placar de 2 a 1. As-sim, o Marreco fez a sua despedida, mas j de olho no campeonato de 2011.

    Segundo o reprter Carlos Eduardo da Rdio Edu-cadora j existe uma lista, no defi nitiva ainda, dos joga-dores que sero recontratados para a temporada do ano que vem. Tero preferncia jogadores da casa e da regio, alm daqueles que tiveram boas atuaes neste ano. possvel que a comisso tcnica com Nelsinho Bavier frente, seja mantida, porquanto o trabalho realizado em 2010 esteve a contento da diretoria.

    H planos e h nomes de jogadores que atuaram por outras equipes, com grandes possibilidades de virem a defender o Marreco em 2011. No h dvida que o Mar-reco teve boa presena este ano nas disputas, mas com mais algumas contrataes para o ano que vem poder ser ainda mais competitivo, com reais possibilidades at mesmo de chegar s partidas fi nais, isto , decidir o t-tulo.

    Um dos pontos fortes do Marreco tm sido os seus diretores, uma equipe que pega junto fora de qua-dra. H respeito, h planejamento e execuo das metas traadas, exatamente aquelas discutidas em reunies e postas em prtica a favor da equipe que, este ano quase chegou l.

    Brasileiro chegando a seu fi nal

    Corinthians, Fluminense e Cruzeiro so os times cre-denciados conquista do ttulo. Mas nas ltimas rodadas tem surgido muita polmica em torno das arbitragens. Diri-gentes metem a boca no trombone porque no concordam com pnaltis marcados contra suas equipes. Essas brigas e questionamentos vo continuar, enquanto no for utilizado algum recurso (eletrnico quem sabe?) mais moderno para tirar as dvidas que o olho humano no consegue assimilar e defi nir em questo de poucos segundos, quando as infra-es mais graves acontecem. At parece que os ventos esto soprando mais forte para os lados do Timo.

    Faltando 31 meses para a Copa das Confederaes e 43 meses para a Copa do Mundo, Curitiba dever ser a cidade a ter o primeiro estdio concludo para a Copa ainda em 2013. A previso foi feita pelo secretrio estadual da Copa, Algaci Tlio, durante o Frum do Portal 2014-2016, realizado no ltimo fi nal de semana, em Salvador (BA).

    Segundo ele, o Paran e Curitiba foram destaques apre-sentados no debate sobre meta e facilidade do frum. En-quanto alguns Estados ainda nem sabem onde vo construir seus estdios para Copa, caso de So Paulo, Curitiba e o Para-n foram citados por vrios gestores participantes do evento como exemplos a serem seguidos pelas demais cidades-sede, afi rmou.

    Durante os trs duas do frum, foram discutidos temas como a questo da Arena, mobilidade urbana, aeroportos, sade e segurana pblica. O evento contou com a participa-o de dois representantes da frica do Sul, Richard George e Gordon Laing, que em suas apresentaes deixaram bem claro a preocupao em relao ao sucesso da Copa no Brasil e revelaram que o seu pas iniciou os trabalhos em 2004 e investiu R$ 3 bilhes.

    Eles destacaram o tamanho do Brasil com a necessidade de grandes deslocamentos com relao questo area e que podem trazer difi culdades para os turistas e delegaes. Os

    Paran ter o primeiro estdio concludo para a Copa de 2014

    representantes africanos lembraram a criao do Centro de Gerenciamento de Trafego e Transporte Pblico, no qual tra-balharam 32 pessoas durante trs anos. Sobre mobilidade ur-bana, sugeriram que todas as obras devem fi car prontas com no mximo seis meses de antecedncia e o Call Center com nove meses antes. Transporte, trafego e segurana so os trs pilares fundamentais de uma cidade-sede.

    O secretrio Algaci Tlio disse que nas exposies dos demais gestores pode observar que a maioria dos projetos das cidades-sede se espelham nos de Curitiba, especialmente nas canaletas exclusivas do transporte coletivo e nas vias paralelas em direo a Arena da Baixada. No entanto, pude obser-var que enquanto temos muitos projetos avanadas outras cidades esto saindo do zero, o que uma preocupao para conclurem seus cronogramas at a Copa. E isto nos d tran-qilidade em afi rmar que Curitiba poder sediar os jogos da Copa das Confederaes, afi rmou.

    No Paran, o projeto est sendo realizado pelo Gover-no do Estado, Prefeitura de Curitiba e Atltico Paranaense, que no mediram esforos para viabilizar esta conquista, acrescentou.

    O que foi uma concluso unnime do frum entre os gestores que tudo ser deixado como legado para as cidades sedes e seus estados.

    Os delegados de Salto do Lontra e Dois Vizinhos, Joo Luiz Miotto e Sandro Spadotto Barros, participaram do 12 CATI/SWAT, realizado na cidade de Avar SP, entre os dias 5 e 13 de novembro de 2010.

    Mais de 200 policiais de todo o Brasil e de outros pases, como Bolvia, Equador, Venezuela, Uruguai e Portugal parti-ciparam do treinamento, que teve dentre outros instrutores, policiais do BOPE (batalho de operaes especiais do RJ) e da SWAT de Dallas (tropa de elite da polcia americana).

    Foram ministrados diversos cursos, entre eles, gerencia-mento de crises e negociao com refns, progresso em favelas, tcnicas de imobilizao, tiro em baixa luminosidade, combate em ambiente fechado, assalto a nibus, anti-terrorismo(com vis-tas a Copa do Mundo de 2014 e Olimpadas de 2016), atendi-mento a policial ferido e simulao de operaes Swat.

    Segundo o delegado Joo Luiz Miotto, esse tipo de trei-namento e especializao muito importante, pois quanto mais rduo for o treinamento e mais difcil for a prepara-o, mais fcil ser a misso e menores so as chances de algo errado acontecer em alguma operao policial.

    A preparao dos profi s-sionais da segurana pblica de suma importncia, pois mostra que os policiais esto se aprimorando, no s para estar preparados para as mais diver-sas situaes como tambm para prestar um bom servio pblico, evitando cometer er-ros e colocar a vida da popula-o inocente em risco.

    Os delegados Miotto e Sandro, esperam multiplicar o conhecimento adquirido, adaptando-o realidade do Paran, para que quando surja uma situao de risco que exija uma ao enrgica da polcia, os policiais estejam prontos para enfrentar a crise.

    Delegados do Sudoeste participam do 12 SWAT

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010 O Sudoeste - Ano VII - Edio 380 FRANCISCO BELTRO 5

    Coordenador do programa Cidade Limpa d palestra

    para alunos do Suplicy

    O coordenador do Programa Cidade Limpa, Vilmar Rigo, que atua na secretaria municipal de Meio Ambiente de Francisco Beltro, ministrou palestra para alunos da 5 srie do Colgio Estadual Eduardo Virmond Suplicy, na ltima quinta-feira, 11. O coordenador foi convidado pela professo-ra Ana Carla, que est desenvolvendo projeto de separao de lixo, com participao de adolescentes.

    Na palestra, Vilmar Rigo tratou sobre vrios pontos da separao de lixo. Por exemplo: legislao, diferena entre lixo e resduo e obrigao da destinao. Segundo ele, o Conselho Nacional de Meio Ambiente -CONAMA, lixo tudo que no pode ser reaproveitado - como papel higinico - e resduo tudo que pode ser parcialmente ou totalmente aproveitados - como livros e garrafa pet.

    Para o manejo de lixo e de resduos temos legislao, nas esferas federal, estadual e municipal. Todas as pessoas que geram lixo ou resduos so responsveis pelos mesmos, caben-do ao individuo, no mnimo, fazer a separao. Uma empresa tem responsabilidade pela destinao e a prefeitura tem obri-gao com o destino fi nal do lixo residencial, explica Rigo.

    A secretaria municipal de Meio Ambiente informa que em Beltro existem 5 Ecopontos para depsito de isopor, pneu, lmpada, eletrodomstico e agrotxico.

    A secretaria municipal de Educao de Francisco Bel-tro entregou, na tarde de tera-feira, 16, 14 mil 250 livros para escolas e centros municipais de Educao Infantil da rede municipal de Ensino. Desses, 5 mil 325 foram para os 13 CMEIs e 8 mil 925 volumes foram para as 21 escolas. Para adquirir essa material a administrao municipal investiu 134 mil 305 reais e 77 centavos.

    Participaram do evento, o vice-prefeito Antonio Carlos Bonetti, a secretria municipal de Educao, Olvia Basso Ferrari, o diretor do Departamento Pedaggico, Clio Stambach e o representante da empresa Visu, Marcos Csar.

    Bonetti, que representou o prefeito Reichembach, em viagem para Braslia, disse que a entrega de livros representa muito mais que um simples momento de repasse de matria, mas que nesse material est a grande oportunidade para mui-tos alunos em ter acesso cultura e informao.

    Olivia tambm ressaltou a importncia do livro para os alunos. Segundo ela, a formao e a manuteno de bibliote-cas bem completas em todos os estabelecimentos de ensino da rede municipal um esforo da administrao municipal que vale muito. compensador ver um aluno debruado num livro, lendo ou fazendo pesquisa, completou a secretria.

    Secretaria municipal de Educao entrega livros

    para creches e escolas

    A Diviso de Xadrez da secretaria municipal de Educao de Francisco Bel-tro promoveu o 9 Festival de Xadrez Escolar e Mostras de Trabalhos. O evento, que tem o apoio do SESC Para-n, foi realizado no Centro de Eventos do Parque de Ex-posio Jayme Canet Jnior e contou com a participao do vice-prefeito, Antonio Carlos Bonetti.

    O Festival recebeu 500 crianas de 6 a 14 anos, es-tudantes das escolas da rede municipal de Ensino da rea urbana e rural, supervisiona-dos por 18 rbitros que so atletas de Xadrez do munic-pio. Segundo o coordenador da Diviso de Xadrez, Jer-ry Pilati, o diferencial dessa edio est no fato de que os professores esto mais capaci-tados, os alunos participaram de mais eventos durante o ano e os rbitros tambm so oriundos das escolas partici-pantes.

    Esse um evento mo-

    Educao promove o 9 Festival de Xadrez Escolar

    tivador para as crianas con-seguirem lidar com as peas e com os movimentos diferen-ciados. Assim, podem levar esse aprendizado para suas vidas, para acertarem mais, disse o coordenador. Sobre o funcionamento do festival, Jerry Pilati explicou: Du-

    rante o ano a escola ensinou o alunos a jogar e promoveu torneios, agora as crianas que optaram em participar tiveram a oportunidade de jogar com alunos de outras escolas.

    Na solenidade de aber-tura do 9 Festival de Xadrez

    Escolar e Mostras de Traba-lhos, a secretria municipal de Educao, Olvia Basso Ferrari, o vice-prefeito Bo-netti e o professor Jerry fi ze-ram a entrega simblica de camisetas do Projeto de Xa-drez para professores e para os rbitros.

    Durante a entrega simblica de camisetas do Projeto de Xadrez, a secretria municipal de Edu-cao, Olvia, a diretora da escola municipal Madre Boaventura, Neide Lazaroto, a diretora da escola municipal Francisco Manuel da Silva, o vice-prefeito Bone e o coordenador da Diviso de Xadrez, Jerry Pila .

    A secretaria municipal de Meio Ambiente realiza visitas tcnicas no Aterro Sa-nitrio Municipal, instalado na Linha Menino Jesus. Du-rante a visita, visitantes, prin-cipalmente alunos de escolas pblicas e privadas, recebem orientao sobre o funciona-mento do local.

    Na foto, o acadmico de Engenharia Ambiental da Unisep Campus de Dois Vizinhos, Maicon Galvan re-aliza uma visita tcnica com os alunos da Escola Mundial. O acadmico falou sobre a quantidade de lixo coletada no municpio, a diferena de lixo e resduo, o tratamento adequado do lixo e a impor-tncia da separao dos ma-teriais. A secretaria de Meio Ambiente tambm realiza palestras de Educao Am-biental nas escolas.

    De acordo com o secretrio municipal de Meio Ambiente, Clber

    Secretaria de Meio Ambiente trabalha na Educao Ambiental

    Fontana, as visitas tcnicas, alm de mostrarem o lo-cal, tambm servem como apoio educacional sobre o meio ambiente em geral. Temos essa proposta para

    conscientizao quanto aos cuidados com meio am-biente e para formao dos cidados beltronenses, en-fatiza o secretrio.

    As instituies que ti-

    verem interesse em visitar o Aterro Sanitrio Municipal devem entrar em contato com a secretaria, falar com Gustavo Backzinski, para agendar uma visita.

    Nesta semana a secretaria municipal de Administrao e o Departamento de Recursos Humanos esto focados na preparao das estratgias e do material que sero utilizados no Concurso Pblico Municipal de Francisco Beltro. Em reunio, o secretrio municipal de Administrao, Srgio Galvo e o diretor do Departamento de Recursos Humanos, Jocelei Predebom ressaltaram que os candidatos devem fi car atentos ao horrio de fechamento dos portes, s 8 horas e 45 minutos, e s especifi caes do Edital do Concurso, para no haver problemas. As provas sero efetuadas nas dependncias da Unipar Campus de Francisco Beltro.

    Administrao realiza concurso no prximo domingoSegundo Galvo, esto inscritos para o teste desse do-

    mingo, 2 mil 791 pessoas. Foram disponibilizadas 87 va-gas, distribudas em 12 cargos. Esperamos que todos inscritos compaream e realizem uma boa prova, que foi elaborada pelo Centro Educacional Essei, explica o secretrio.

    O diretor Jocelei Predebom ressaltou a preocupao com os inscritos para o cargo de Auxiliar de Servios Gerais cuja prova foi cancelada. Esperamos que os 751 candidatos inscritos para as 30 vagas no compaream domingo, pois a prova objetiva foi adiada e dentro de 20 dias lanaremos a nova data em edital, enfatiza Predebom.

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010O Sudoeste - Ano VII - Edio 3806 SOCIAL

    por Lucas AAugussto PPeru o

    Casamento de Roni Camilo e Gabriele dos Santos - www.perfilfotodigital.com - Rafael Mello

    Expopato 2010 recebe 21 mil visitantes no dia dos ingressos populares

    A 14 edio da Exposio Feira Agropecuria Indus-trial e Comercial de Pato Branco Expopato 2010 j superou a marca de 60 mil pessoas nos quatro primeiros dias. Nesta tera-feira (16), com ingressos a R$ 2,00, a Comisso Central Organizadora (CCO) informou que 21 mil pessoas estiveram no Parque de Exposies - entre pblico pagante, credencia-dos e menores de oito anos. Os integrantes da CCO tambm destacaram o grande nmero de crianas no Expopato 2010, que aproveitaram para se divertir nos novos brinquedos que foram montados no parquinho de diverses.

    Nesta sexta-feira a partir das 22:30 voc vai poder desfrutar de um ambiente lindo, drinks e bebidas diver-sas, excelente atendimento e House Music de qualidade com os Djs Flvio Ceni de Pato Branco e Colt de Francis-co Beltro, tocando vrias vertentes deste estilo que cresce cada vez mais. Mulheres tem entrada franca at as 23h. Aps este horrio R$ 5,00 para elas e R$ 10,00 para eles. Ingressos no local. Traga seus amigos e venha se divertir!

    Adriele mode-lo pela Mstar Models de Francis-co Beltro e est em tempo-rada de trabalho em So Paulo

    Em dezembro Nova Esperan-a do Sudoeste completa 18 anos de emancipao poltica e ir comemorar a data em grande estilo.

    No dia 11 haver baile com esco-lha da Miss Esperana 2010 no Gin-sio de Esportes Beto com animao do Tch Sarandeio.

    Quem participar poder ver de perto a beleza feminina representada por oito belas candidatas e se divertir ao som do Tch Sarandeio.

    As candidatas so as seguintes:Th aisa Vieira, Leticia Morais, Gs-

    sica Giordani, Rutinei Scharf, Th ailane Izabel, Edirleia B. Tomaz, Nathalia Bo-netti e Micheli Albuquerque da Silva.

    Nova Esperana comemora aniversrio com escolha da Rainha do Municpio

    Equipe da Imobiliria SL, pa-rabeniza Maria Loreni Vieira

    pelo seu aniverrio, neste dia 13 de Novembro. Muitas

    felicidades!

    Dama: Maria Luiza Simon Page: Luiz Guilherme

    Foto com os Pais: lia, Alzemiro, Gabriele, Roni, Maria Helena e RogrioFoto com os Pais: lia, Alzemiro, Gabriele, Roni, Maria Helena e Rogrio

    Casamento de Roni Camilo e Gabriele dos Santos realizado na Igreja Nossa Senhora da Salete do Bairro Pinheirinho e recep-o dos convidados no Salo nobre da Pampeana.

    Neste sbado, 20/11 acontece no Villa Hay

    (antigo Hangar 80) a 1 Arena Sertaneja com a

    dupla Evandro & Henri-que - Tour Alvar, Zuar e Beber, S saio com as top.

    Ingressos antecipados a R$ 15,00, camarotes pelo

    telefone 46 8823 8904.

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010 O Sudoeste - Ano VII - Edio 380 VARIEDADES 7

    HORSCOPOSEMANAL

    Para assistir

    Voc sabia? Msica - Por Badih Bittar Jr.

    Humor

    Par Perfeito(Killers)

    Gnero: AoDurao: 90 minDireo: Robert LuketicElenco: Ashton Kutcher, Ka-therine Heigl, Tom Selleck, Catherine OHara, Martin Mull, Katheryn Winnick, Casey Wilson, LeToya Lu-ckettClassifi cao: 14 anosSinopse: Jen (Katherine Heigl), conhece o homem perfeito. Seu nome Spencer (Ashton Kutcher), ele boni-

    to, educado e inteligente. Mas o que Jen no sabe, que Spencer ganha a vida como matador de aluguel, contratado pelo governo. Eles vivem o casamento dos sonhos at que em uma bela manh, o casal descobre que Spencer o alvo de um golpe milionrio. O que parecia ser um Par Perfeito trans-forma -se num jogo de vida ou morte, enquanto eles tentam lidar com sogros, sogras, casamento, manter as aparncias e ainda sobreviver.

    A Origem da CachaaQue cachaa no gua, todo mundo j sabe e, quem

    no sabe, em algum momento da vida vai acabar descobrin-do, seja pela ressaca, pela dor ou pelo amor. No entanto, voc j parou para pensar de onde vem a branquinha?

    A marchinha de carnaval acha que vem do Alambique, outros acham mesmo que ela vem do bar pronta para afogar qualquer mgoa ou potencializar sentimentos de vitria. Sem questionar o mrito da bebida que mais tem a cara do Brasil.

    Para entendermos o nascimento da mais ardente das guas, precisamos voltar aos primrdios da colonizao, com o incio da produo aucareira. Naquela poca, os portu-gueses tinham no apenas dominio pelo processo de plantio e cuidado da cana, como tambm contavam com um clima favorvel.

    Os procedimentos de fabricao do acar eram feitos pelos escravos, que faziam a colheita da cana-de-acar, esma-gavam os caules e cozinhavam os caldos transformando-os em melados. Essa tcnica fazia proporcionava a fabricao de um caldo mais grosso, a cagaa, e era dado aos animais junto com os restos da cana.

    Voc deve estar se perguntando, onde entra a cachaa que estamos acostumados a ver por ai e quem foi o verdadeiro responsvel pela invenso dessa bebida? Pois fi que sabendo, que o mentor da cachaa foi o tempo e as condies climti-cas. Isso mesmo. O clima favorvel e o passar dos dias faziam com que o lquido fermentasse, e se torna-se de alto teor al-colico. Estima-se que um dia um escravo experimentou o lquido e dai se deu a cachaa.

    Outra teoria afi rma que em um momento os escravos misturaram o melao antigo com o novo ocasionaram uma reao qumica que fez com que o lquido evaporasse, for-mando assim gotas no teto do engenho. Enquanto os escravos fi cavam nos engenhso as gotas caiam em seus corpos, fazendo arder as feridas causadas pelos ferimentos. Acredita-se que, desse fato, nasceu o termo aguardente. Da mesma forma que as gotas que caiam do teto se dirigiam at a boca dos escravos levaram o nome de pinga.

    No demorou para que a pinga, cachaa, aguardente, braquinha, superasse as barreiras dos engenhos de acar e se popularizasse no Brasil e do mundo o resto histria de mesa de buteco.

    Placebo

    Por Badih Bittar Jr. O Placebo uma banda de rock alternativo/glam rock, que foi for-mada no ano de 1994, em Londres, na Inglaterra, por Brian Molko (vocal, guitarra, teclado) e Stefan Olsdal (baixo, guitarra, teclado, backing vocal). No ano de 1994, os amigos Brian Molko e Stefan Olsdal se apresentaram juntos em um festival de Luxemburgo, e aps o festi-val tiveram a certeza que deveria formar uma banda, sendo assim no mesmo ano o baterista Robert Schultzberg, amigo de Stefan, entrou para banda, formando-se assim a banda Ashtray Heart.

    No de 1995, a banda abandona o nome Ashtray Heart e passa ento a se chamar Pla-cebo. Neste perodo a banda comea a se destacar e ganhar cada vez mais projeo, lanando seu primeiro single em Novembro de 2005. Durante este perodo a banda costuma realizar pequenos shows para divulgar a banda, e tambm abria shows para grandes bandas.

    Em 1996, por falta de cumplicidade com Brian, o baterista Robert decide deixar a ban-da. Com a sada de Robert, o baterista Steve Hewitt entra para a banda, Steve era amigo de Brian desde 1991.

    Ainda em 1996, a banda lana seu primeiro lbum intitulado Placebo, e logo consegue atingir grande sucesso na Europa, realizando sua prpria turn, e abrindo shows para David Bowie.

    Depois de seu primeiro lbum a banda lanou os lbuns: Without You Im Nothing em 1998, Black Market Music em 2000, Sleeping with Ghosts em 2003, e Meds em 2006.

    Em 2007, o baterista Steve Hewitt deixa a banda alegando diferenas pessoais e mu-sicais, e em seu lugar entra o baterista Steve Forrest. Alm de seus 3 integrantes ofi ciais, o Placebo tambm conta com os msicos de apoio Bill Lloyd e Alex Lee.

    Recentemente, neste ano, a banda lanou seu sexto lbum de estdio, intitulado Battle For Th e Sun, que o primeiro lbum da banda com o novo baterista.

    Em abril deste ano, a banda fez quatro shows no Brasil, sendo no Pepsi On Stage, em Porto Alegre; no Master Hall, em Curitiba; no Chevrolet Hall, em Belo Horizonte; e no Credicard Hall, em So Paulo.

    Dicas de Msica: Every You Every Me, Special K, Protge-Moi, Th e Bitter End, Special Needs, Pure Morning, Th is Picture, Without You Im Nothing, Without You Im Nothing, Song To Say Goodbye, For What Its Worth, Infra-red.

    ries - Momento especial para o amor e as amizades. Vai enxergar com mais clareza onde quer chegar com suas rela-es. Isso implica em acabar com certas dvidas do passado. Abra o corao e aceite novas emoes, mesmo que isso signifi que perder alguns espaos no co-tidiano. No trabalho, aja com ousadia. Aceite desafi os e exponha seus objetivos.Touro - Preste mais ateno nos pe-quenos detalhes do dia a dia. Lembre-se de que grandes projetos nascem de situ-aes simples. No complique o que j est quase pronto. Livrese das amarras do passado e viva com prazer o que a vida oferece neste momento. importante reservar espao para o descanso e o lazer com famlia e amigos.Gmeos - Fase favorvel para cuidar das fi nanas. Com sua alta versatilidade e criatividade, perceber facilmente onde esto as boas oportunidades comerciais. Mostre potencial no trato de problemas profi ssionais. Valorize seu esforo. Isso signifi ca confi ana e credibilidade. Siga em frente sem medo. No amor, perodo de companheirismo.Cncer - Mesmo cuidando das tarefas de casa, no esquea da vida social. Sepa-re um tempo para compartilhar momen-tos agradveis com colegas de trabalho. Esse incentivo produzir frutos e alianas sero fi rmadas. Como no perodo ante-rior, o ambiente domstico ser reorga-nizado. Preferira os assuntos simples e de fcil resoluo. Boas vibraes.Leo - A resoluo de certas tarefas ou situaes, que havia deixado para depois, agora so imprescindveis para o bom andamento do cotidiano. Programe-se estipulando objetivos claros para os prximos dias. tudo importante e cada coisa possui o seu devido tempo e lugar. No amor, voc receber estmulo e com-preenso. Sucesso.Virgem - Aguarde resultados positivos nos prximos dias na rea profi ssional. A carreira ser impulsionada e o reconheci-mento de seu esforo acontecer confor-me o planejado. Aproveite e crie novas oportunidades comerciais e fi nanceiras. Estude propostas e leve em considerao as opinies sinceras dos colegas de traba-lho. Hora certa para isso.Libra - Cuidado com propostas co-merciais. No assuma tarefas que no pode cumprir. melhor esperar do que complicar o cotidiano. Nos relaciona-mentos, dedique mais tempo famlia e aos amigos. Lembre-se de que as pesso-as sentem falta de sua presena e de seu bom-astral. Programe passeios e incenti-ve a solidariedade.Escorpio - No tenha receio de mu-dar de ideia. Sua essncia de transfor-mao. Nos prximos dias voc encon-trar situaes que iro exigir atitudes enrgicas. V em frente e resolva tudo de uma vez sem deixar pendncias. Assim, deixar espao para novos e interessantes planos para o futuro. No amor, cuidado com o cime excessivo.Sagitrio - Bom perodo para traba-lhos em grupo. Sua participao fun-damental em vrias questes e podem mudar o rumo da atual situao. Aceite sugestes e no questione crticas. Elas so necessrias para o progresso pessoal. Aguarde notcia alegre vinda de seus rela-cionamentos sociais. Pode ser um convi-te ou uma proposta interessante.Capricrnio - Amplie sua lista de contatos e amizades. Deixe de lado a seriedade e a desconfi ana e passe a acre-ditar nas pessoas. Crie laos e renove compromissos de afeto e companheiris-mo. Voc lucra ao abrir o corao e expor seus sentimentos sem receio. No traba-lho, um novo projeto ocupar muito de seu tempo, exigindo dedicao e esforo pessoal.Aqurio - Livre-se das preocupaes excessivas e ter tempo para se divertir, buscar amigos, reatar laos, promover viagens interessantes ou ingressar em atividade cultural em grupo. Assim con-quistar importante papel social em seu meio. As pessoas oferecem apoio e tor-cem por seu sucesso. Siga em frente com determinao, nutrindo a autoestima.Peixes - D preferncia ao convvio fa-miliar e s tarefas cotidianas. A seguran-a emocional que necessita vir da boa estrutura no ambiente ao redor. Isso sig-nifi ca pr a casa em ordem, reformular o modo de encarar os problemas do dia a dia, bem como deixar de remoer mgoas do passado. Fique de olho no futuro e esquea o que j passou. Boa sorte.

  • Francisco Beltro, 19 a 25 de Novembro de 2010O Sudoeste - Ano VII - Edio 3808 GERAL

    O lder do governo, deputado Caito Quintana (PMDB), de-cidiu submeter anlise da equipe de transio do governo eleito a mensagem do governador Orlando Pessuti (PMDB) que rees-trutura o plano de custeio do regime de previdncia dos servidores pblicos estaduais. Quintana e o futuro lder do governo, Ademar Traiano (PSDB), iro se reunir, possivelmente, ainda esta semana com os integrantes da equipe de transio para discutir a proposta. A deciso de levar o projeto para a equipe de Beto Richa (PSDB) foi tomada depois que Quintana se reuniu com o diretor-presidente do ParanaPrevidncia, Munir Karam, que forneceu as primeiras ex-plicaes sobre a proposta. De acordo com o lder do governo, a discusso do projeto no pode se restringir ao plenrio j que se trata de uma mudana de porte no atual sistema medida que altera o clculo atuarial da previdncia.

    Em plenrio, o lder da bancada de oposio, Elio Rusch (DEM), defendeu a contratao de uma consultoria especializa-da para avaliar o projeto encaminhado pelo governo. O rombo existe, o governo no cumpriu com o fi nanciamento e ns pre-cisamos saber como que vai sanar o problema e, principalmen-te, de onde viro os recursos, disse Rusch. A parte do governo para a capitalizao do fundo e que no foi repassada soma atu-almente cerca de R$ 3,2 bilhes, segundo relatrio do Tribunal de Contas do Estado. Para o lder da oposio, o rombo deve ser coberto para no comprometer o pagamento dos benefcios aos

    PSDB opinar sobre plano de previdnciaservidores a mdio prazo. Atualmente, o fundo est saudvel. Mas se esse rombo continuar, como que fi cam as aposentado-rias daqui a quinze anos?, questionou.

    Escala - Quintana afi rmou que o projeto amplia o prazo para o governo cobrir o passivo, como se fosse um reescalona-mento da dvida. O lder do governo sustenta que as mudanas no tero impacto nas contribuies feitas pelos servidores. Po-rm, atualmente existem faixas de contribuio, que variam en-tre 10 e 14%. O projeto estipula que haver uma uniformizao das contribuies em 11%. O projeto no determina a cobrana de contribuio dos inativos, mas abre a possibilidade de o gover-no instituir futuramente o recolhimento. Conforme o projeto, a partir de uma avaliao atuarial, e por iniciativa exclusiva do Executivo, a Assembleia poder discutir a taxao dos inativos.

    O ParanaPrevidncia foi institudo em 1998, no governo Jaime Lerner. Na lei de criao, estava previsto que, alm de dar a contrapartida na mesma proporo que os servidores nas contribuies sobre os sal-rios, o governo tambm assumiu o compromisso de fazer repasses para a capitalizao do fundo. Uma parte em recursos e outra em imveis e outros bens. O governo Lerner cumpriu parcialmente a lei, adian-tando os recursos de royalties que tinha a receber por conta da cons-truo da Usina de Itaipu. Mesmo assim deixou uma dvida de R$ 1,1 bilho. O governo Requio tambm no fez os investimentos necessrios e o passivo chegou aos atuais R$ 3,2 bilhes.

    Francisco Beltro em 3D no Google EarthJ possvel visualizar construes em 3D no Google Earth.

    Recentemente foram publicadas a obra do Cristo Redentor no Morro do Calvrio e a sede da empresa ConsisaNet

    Os dois modelos foram criados pela empresa Romanino Digital de So Joo Paran e j podem ser vistas por todos os usurios do Google Earth e Google Maps.

    A empresa est desenvolvendo um projeto para apresen-tar aos governos municipais e setores privados das cidades de Francisco Beltro, Pato Branco e Dois Vizinhos. Segundo a empresa, o projeto Sudoeste Virtual tem todo o potencial para apoiar na divulgao, planejamento urbano e desenvol-vimento scio econmico das trs cidades. A empresa no divulgou os detalhes do projeto, s mencionou que estar apresentando sua proposta para as prefeituras no incio de 2011 e que at l estar desenvolvendo algumas construes por conta prpria.

    As construes 3D do Google Earth j existem h al-guns anos, muitas cidades dos EUA j esto em processo bem avanado como o caso das cidades de Detroit, San Francisco e Nova York. No Brasil as primeiras construes 3D surgiram no ano de 2008 nas cidades de So Paulo e Rio de Janeiro.

    As construes so geradas de duas maneiras. Uma a partir de dados Geo-Espaciais que so enviados e interpreta-dos pelos sistemas da Google e de seus fornecedores. A outra atravs dos Geo-Modeladores que so profi ssionais que fo-tografam os locais e a partir da modelam as construes em um software de modelagem 3D da prpria Google. Os mo-delos, aps criados, so enviados para aprovao do Google 3D Warehouse Team. A Romanino Digital informou que o processo de fotografar, modelar e ser aprovado pelo Google levam cerca de 15 dias.

    Atravs do site www.maquetevirtual.com as pessoas po-dero acompanhar os modelos j existentes do Sudoeste do Paran e os prximos a serem desenvolvidos.

    Prdio da Concisa Net visualizado pelo Google Earth

    380 - Jornal O Sudoeste 2010-11-19pag1miolopag8