Edição 382

download

of 16

  • date post

    06-Mar-2016
  • Category

    Documents
  • view

    221
  • download

    6

Embed Size (px)

description

jornal Aqui Notcias

transcript

  • UNIMED SUL CAPIXABA ENTRE AS MELHORES

    SEGURANA | Pg 15

    CIDADES | Pg 06

    ESPRITO SANTO TEM MAIS DE 11 MIL MANDADOS DE PRISO PARA CUMPRIR

    0,50R$APENAS

    MELHOR AT NO PREO

    SBADO, 21/07/2012 | DIRIO | ANO 2 | N 382 | CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIO SUL

    www.aquies.com.br @folhadocaparao facebook.com/grupofolhadocaparao

    BICHO: POLCIA DIVULGA NMEROS DE OPERAO E REVELA COMO FUNCIONA O ESQUEMA DO JOGOPRESIDENTE DA CMARA DENUNCIA SUPERFATURAMENTO

    CIDADES | Pg 06

    CASTELO GANHA COMPLEXO TURSTICO

    ARQUIVO

    CANDIDATURA DE VERMELHO PREFEITURA DE CASTELO IMPUGNADA

    POLTICA | Pg 05

    POLCIA MILITAR DE IBATIBA RECUPERA R$ 13 MIL E PRENDE ACUSADO DO FURTO

    COM SUMAR LOTADO, ESTRELA PRECISA DE UMA VITRIA SIMPLES

    PARA SER CAMPEO

    O EVENTO ACONTECE NA MANH DE HOJE NA GRUTA DO LIMOEIRO E TER A PRESENA DO GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE

    UM NICO BANQUEIRO PODE MOVIMENTAR AT 500 MIL REAIS POR DIA, SEGUNDO INFORMAES LEVANTADAS PELA OPERAO NUROCC DO ESPRITO SANTO

    SEGURANAPgs 14 e 15

    O CASO TERIA ACONTECIDO EM PRESIDENTE KENNEDY. QUEM REVELA O VEREADOR JOS CARLOS BARRETO, NOVO GESTOR DA CASA DE LEIS

    POLTICA | Pg 04

    SEGURANA | Pg 15

    ESPORTES | Pg 13

    LEANDRO MOREIRA

    DIVULGAO

  • Walter SorrentinoSecretrio nacional de organizao do PCdoB

    L pelos idos de mil novecentos e vinte e alguma coisa, revistas cinematogrficas brasi-leiras engajaram-se numa ridcula campanha contra o cinema falado. Era a novidade de ento.

    As novidades tm esse condo, de provocar campanhas ridculas. E o melhor de tudo so os argumentos que esses combates suscitam: neste caso, o de que a difuso do Cinema fala-do colocava em risco a sobrevivncia da nossa Lngua, com a imposio do Ingls como a Lngua das telonas de ento.

    Quando eram apenas imagens em Ingls, sem problemas...

    O problema foi quando essas imagens co-mearam a falar...

    Como muita gente que eu conheo.Nelson Rodrigues, que falava de tudo e mui-

    to, s vezes demais, foi um dos defensores da novidade. Claro, atacando o incipiente Cine-ma Nacional, que despontava com matronas de carnes frouxas, fazendo ares de languidez e cara de virgem. Em silncio, naturalmente. E ninfetas com ares de quem sofria de lombri-gas, tamanha a palidez e esqualidez.

    Nada que um bom Verminol no resolves-se.

    O Cinema continua falando como nunca.Nelson falou de muitos outros assuntos,

    desancou o que achou que devia; exaltou idem...

    E, a despeito de Googles, Wikipdias e Fa-cebooks, a Lngua Portuguesa resiste.

    Decerto revirar-se-iam nos tmulos os de-tratores do Cinema falado de ento, ao per-ceberem que ningum ameaa mais a Lngua Portuguesa do que ns mesmos, os seus falan-tes mais entusiastas.

    Pode ser que da nasa a to propalada Ln-gua Brasileira. Se que a mesma j no existe, gestando-se, crescendo e multiplicando-se em Kuduros, empreguetes e novinhas, por esse pas afora. Ou que d em nada, como muito mais provvel.

    O Cinema Brasileiro cresceu, apareceu e j tem at quase Oscar... e fala como uma Can-dinha... o Americano continua aprontando das suas...

    E tem montadora de carro brasileira im-portando ao brasileiro da Coreia...

    PAZ!!!...com Deus!!!

    Poderes! Desde o Plano Real, a banca brasi-leira montou seu esquema de financiamento da dvida pblica com base nas mais altas taxas de juros do mundo. At hoje, foram duas dcadas para comear a desmontar o esquema, baixar os juros, espremer a ques-to dos spreads bancrios aos financiamentos privados, sob a grita da banca e a firmeza de Dilma.

    Foi preciso uma crise econmica mundial tremenda para dar o start nisso. E risivel-mente, se no fosse trgico, Meirelles ainda elevou os juros no ano fatdico de 2008, ao irromper a crise aberta.

    Agora, foi instalado o Conselho de Comu-nicao Social. No uma brastemp, mas volta-se ao fundamental: algum tipo de con-trole social sobre a mdia que planta, apura, julga sumariamente e condena. Os insatisfei-tos que aleguem a lei de imprensa e esperem por vrios anos o julgamento, j condenados. Vejam: o Conselho foi criado em 1991, e s composto agora. Vinte anos!

    Finanas e mdia so os poderes que se que-rem intocados. Mas h mais um elemento que os liga. A campanha violenta contra a poltica, a desmoralizao da poltica, apro-veitando o fato de um sistema poltico dis-funcional voto nominal e financiamento privado da campanha deixa de lado o fun-damental. Isto , o patamar de corrupo na poltica passou a ser um problema mundial. Derivou do novo nvel de financeirizao da riqueza, que potenciou a captura dos inte-resses pblicos, a includa na poltica. Ou seja, onde h corrupo h corruptores, e o patamar de sua operao se elevou s altu-ras. No Brasil, portanto, no deriva apenas e hoje nem principalmente do patrimonia-lismo a tradio brasileira. A entra a mdia: ao patrimonialismo atribudo todo o mal, o Brasil no teria jeito, o mantra. Deixam ilesos o sistema erigido com base no poder das finanas e da prpria mdia.

    No fundo, ainda que indispensveis eco-nomia e democracia, finanas e mdia so poderes que se querem intocados. H como p-las a servio de um novo projeto nacional de afirmao da nao brasileira.

    O problema quando fala Poderes intocados

    SBaDo, 21/07/2012 CaCHoeiro De itaPeMiriM e reGio SUl

    www.aQUieS.com.br02 oPinio

    FiloSoFia De BUtiQUiM riCarDo leMoS - ricardolemos.es@hotmail.com

    EXPEDIENTEDIRETOR GERAL: Elias CarvalhoEDITOR CHEFE: Ilauro OliveiraEDITOR DE CRIAO E ARTE: Luan Ola GERENTE COMERCIAL: Marcela Paganotti REPRTEREs: Alissandra Mendes, Filipe Rodrigues,Leandro Moreira e Marcos Freire e Olvia MariaDIAGRAMADOREs: Carlos Guilherme Gomes e Marcelo Lopes Moth

    E-mails: comercialfolhadocaparao@gmail.comdiretoriafolhadocaparao@gmail.com; publicidadefolhadocaparao@gmail.com; redacaofolhadocaparao@gmail.com; assinaturafolhadocaparao@gmail.com

    Circulao: Es - Afonso Cludio, Alegre, Alfredo Chaves, Anchieta, Apiac, Atlio Vivacqua, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceio do Castelo, Divino de So Loureno, Dores do Rio Preto, Guau, Ibatiba, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itapemirim, Ina, Jernimo Monteiro, Maratazes, Mimoso do Sul, Muniz Freire, Muqui, Pima,

    DEPARTAMENTO COMERCIAL: Diego Gomes (28) 3521 7726comercialfolhadocaparao@gmail.comAssINATURAs: Jane Cruz (28) 3036 2960 / 3521 7726assinaturafolhadocaparao@gmail.com

    COLAbORADOREs: Srgio Oliveira, Srgio Garschagen, Srgio Neves, Wagner Medeiros Junior, Ruy Guedes, Luciana Fernandes, Ricardo Lemos, Lucas Oliveira, Jussan Silva e Silva, Ramon Barros, Marcelo Soncino, Ewerton M. Trggia, Alexandre Garcia

    As matrias assinadas publicadas neste jornal, necessariamente no traduzem a opinio do prprio jornal. A veracidade das informaes publicitrias veiculadas de responsabilidade de quem as patrocina (anunciante). A legislao no impe ao rgo que veicula o anncio (jornal) a obrigatoriedade de verificao e comprovao da fidedignidade e correo destes anncios. Fonte: STJ (Superior Tribunal de Justia).

    Editora e Jornal Sul Capixaba Ltda - ME | CNPJ: 10.916.216.0001-55. AV. GOVERNADOR CRISTIANO DIAS LOPES FILHO, 75, bairro GILBERTO MACHADO, CEP 29.303-320, Cachoeiro de Itapemirim-ES.Anexo a GrafBand. Tel: (28) 3521 7726

    Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, So Jos do Calado, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante.

    FALE COM A REDAO: (28) 3521 7726 ANUNCIE / AssINE: (28) 3521 7726 / 3036 2960redacaofolhadocaparao@gmail.com comercialfolhadocaparao@gmail.com

  • ESPAO POPULAR

    SBADO, 21/07/2012 CACHOEIRO DE ITAPEMIRIM E REGIO SUL 03OPINIOwww.AQUIES.com.br

    PARTICIPE: envie sua foto para redacaofolhadocaparao@gmail.com, com crdito e informaes

    @T na NET, t AQUIParticipe das nossas redes sociais e aparacea AQUI

    @folhadocaparao facebook.com/grupofolhadocaparao

    COMENTRIOS DIvERSOS NA REDE SOCIAL

    Se vivo fosse, Srgio Sampaio ficaria triste com a Coluna de hoje. que com apenas duas candidaturas a prefeito, as eleies de Cachoeiro ainda seguem morna e ningum botou o bloco na rua.

    Os partidos PT e PR, grandes protagonistas deste pleito, articulam-se apenas nos bastidores e em planejamentos, sobretudo os financeiros. Os dois prefeitveis ainda no foram jogados s feras, mas isso est com os dias contados.

    O republicano Glauber Coelho comea a andar na prxima semana, aproveitando 15 dias de recesso na Assembleia Legislativa. E inaugura o seu comit no dia 3, ali na antiga tipografia Vieira.

    J o grupo do petista Carlos Casteglione fez uma longa reunio na tarde de ontem juntamente com os presidentes dos partidos que compem seu palanque. Tambm definindo estratgias para ir com fora a campo. Na noite de ontem fez uma caminhada no Coronel Borges, que seu bairro de origem. Deve ser para ter bons fludos durante a jornada.

    **************************************

    No estaleiro at dezembro, Roberto Valado (PMDB) no tem recebido a devida solidariedade de alguns amigos. que entre um gole e outro

    no bar do Z Balarini, no bairro Amarelo, este colunista props a Gonzaga, Joa e Gambarini uma lei seca at que o ex-prefeito retorne s atividades, digamos assim..., plenas. No houve acordo. Mas um gaiato espertamente justificou a negativa propondo um novo pacto:

    Acho que em solidariedade a gente deveria sempre beber em dois copos at dezembro. No dele e no nosso!. Teve acordo.

    **************************************

    O governador Renato Casagrande (PSB) hoje pela manh em Castelo, sua terra natal.

    **************************************

    Para grata surpresa e alegria do colunista, quem est em franca campanha por uma vaga na Cmara de Cachoeiro a nossa amiga Juliana, filha de Gilson Moura. Naturalmente que ela disputa pelo PMDB, sigla que sempre uniu a famlia e teve no seu av, Gerson Moura, um ba