Modelos de Teste Funcional para Aplica˘c~oes Web · PDF file V. S. Neto, Bianor Modelos de...

Click here to load reader

  • date post

    11-Nov-2020
  • Category

    Documents

  • view

    3
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Modelos de Teste Funcional para Aplica˘c~oes Web · PDF file V. S. Neto, Bianor Modelos de...

  • UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS – UFG

    CAMPUS CATALÃO – CaC

    DEPARTAMENTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO – DCC

    Bacharelado em Ciência da Computação

    Projeto Final de Curso

    Modelos de Teste Funcional para Aplicações Web

    Autor: Bianor Vicente Sousa Neto

    Orientadora: Liliane do Nascimento Vale

    Catalão - 2008

  • Bianor Vicente Sousa Neto

    Modelos de Teste Funcional para Aplicações Web

    Monografia apresentada ao Curso de

    Bacharelado em Ciência da Computação da

    Universidade Federal de Goiás Campus Catalão

    como requisito parcial para obtenção do t́ıtulo de

    Bacharel em Ciência da Computação

    Área de Concentração: Engenharia de Software

    Orientadora: Liliane do Nascimento Vale

    Catalão - 2008

  • V. S. Neto, Bianor

    Modelos de Teste Funcional para Aplicações Web/Liliane do Nasci-

    mento Vale- Catalão - 2008

    Número de páginas: 108

    Projeto Final de Curso (Bacharelado) Universidade Federal de Goiás, Campus

    Catalão, Curso de Bacharelado em Ciência da Computação, 2008.

    Palavras-Chave: 1. Engenharia de Software. 2. Aplicações Web. 3. Redes de Petri.

    4. Teste Funcional.

  • Bianor Vicente Sousa Neto

    Modelos de Teste Funcional para Aplicações Web

    Monografia apresentada e aprovada em de

    Pela Banca Examinadora constitúıda pelos professores.

    Liliane do Nascimento Vale – Presidente da Banca

    Dr. Dino Rogério Coinete Franklin

    Dr. Vaston Gonçalves Costa

  • Dedico esse trabalho aos meus pais, minhas irmãs, minha querida esposa, amigos que

    contribúıram para a realização deste.

  • AGRADECIMENTOS

    Antes de tudo agradeço a Deus, pois Ele foi e é o meu sustento. Sem Ele não teria

    conseguido realizar este trabalho.

    Agradeço minha mãe e meu pai pelo apoio, pela motivação e por existir na minha

    vida.

    Agradeço a minha esposa Cássia pelo incentivo dado e pelo apoio nos momentos

    dif́ıceis.

    Agradeço ao Claiton e ao Daniel em especial, vocês foram muito importantes para

    mim nesta fase da minha vida.

    Agradeço também minha orientadora Liliane do Nascimento Vale, por estender a sua

    mão, quando pensava que tudo estava perdido, dando todo suporte necessário para a

    realização deste trabalho.

    De modo geral, agradeço aqueles que não foram citados aqui, porém incentivaram e

    apoiaram na realização deste trabalho.

  • RESUMO

    Neto, B. Modelos de Teste Funcional para Aplicações Web. Curso de Ciência

    da Computação, Campus Catalão, UFG, Catalão, Brasil, 2008, 108p.

    O Ensino à Distância é uma modalidade de ensino que surgiu visando contribuir

    com a aprendizagem. Ele se caracteriza pela utilização de recursos didáticos organizados

    que podem ser disponibilizados aos interessados por diversos meios, um deles é a rede de

    computadores. Para auxiliar na aprendizagem surgiu a necessidade de criação de sistemas

    espećıficos para este propósito. Para que estes sistemas cumpram com as especificações,

    surgiu a necessidade de aplicar as técnicas de desenvolvimento de software já conhecidas,

    evitando assim que os sistemas apresentem o menos posśıvel de erros. A cada dia, está

    havendo uma crescente dependência da sociedade em relação aos sistemas Web, tornando-

    se de fundamental importância desenvolver sistemas que venham oferecer padrões altos de

    qualidade e confiabilidade. Até o momento, verifica-se que a atividade de teste funcional

    se concentra em meios informais e manuais, possuindo pouca documentação dispońıvel, o

    que impede de compreender como os procedimentos de teste ocorrem. Neste trabalho é

    proposto, a modelagem de testes funcionais através da especificação destes usando Redes

    de Petri a Objetos para software de Ensino à Distância.

    Palavras-Chaves: Engenharia de Software, Aplicações Web, Redes de Petri, Teste

    Funcional.

    i

  • Sumário

    1 Introdução 1

    1.1 Contexto . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1

    1.2 Objetivos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 1

    1.3 Estrutura do Trabalho . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2

    2 Ensino à Distância 3

    2.1 Definições e Caracteŕısticas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 3

    2.2 Ensino à Distância no Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 5

    2.2.1 Atualmente no Brasil . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 6

    2.3 Ambientes Virtuais de Aprendizagem . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 7

    2.4 Descrição Geral de Alguns Ambientes Virtuais de Aprendizagem . . . . . . 9

    2.4.1 TelEduc . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10

    2.4.2 Moodle . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

    2.4.3 e-ProInfo . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

    2.5 Requisitos Necessários para um Ambiente Virtual de Aprendizagem . . . . 15

    2.6 Ferramentas Utilizadas em Ambientes Virtuais de Aprendizagem . . . . . . 16

    3 Teste de Software 18

    3.1 Conceitos Básicos . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 18

    3.2 Fases de Teste de Software . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20

    3.2.1 Teste Funcional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21

    3.2.2 Teste Estrutural . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22

    3.2.3 Teste Baseado em Erro . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23

    3.3 Testes de Aplicação WEB . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24

    3.3.1 Teste Estrutural nas Aplicações Web . . . . . . . . . . . . . . . . . 24

    3.3.2 Teste Funcional para Aplicações Web . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

    3.4 A notação UML . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28

    3.4.1 Diagrama de Caso de Uso . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 29

    3.4.2 Diagrama de Classe . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31

    3.4.3 Diagrama de Seqüência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31

    ii

  • 3.4.4 Diagrama de Atividade . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32

    3.5 Redes de Petri . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32

    4 Modelo de Especificação de Teste Funcional 41

    4.1 Aplicação do Teste Funcional . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41

    4.2 Modelo de Especificação de Teste Funcional para Aplicações Web . . . . . 42

    4.3 Implementação do Modelo de Especificação do Teste Funcional . . . . . . . 48

    4.4 Execução do Cenário de Teste . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50

    4.5 Abordagem Multi-formalismo no Contexto do Teste Funcional . . . . . . . 56

    5 O SiEAD 60

    5.1 Descrição do SiEAD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 60

    5.2 Linguagens e Banco de Dados . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

    5.2.1 HTML . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

    5.2.2 JavaScript . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 62

    5.2.3 PHP . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63

    5.2.4 MySQL . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63

    5.3 Requisistos do SiEAD . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 63

    5.3.1 Agenda . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64

    5.3.2 Manutenção de Usuários . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 64

    5.3.3 Casos de Usos do Sistema . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 65

    5.3.4 Diagramas de Seqüência . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 72

    6 Estudo de Caso: Especificação de Modelos de Teste Funcional para um

    Sistema de Ensino à Distância 78

    6.1 Especificação de Modelos de Testes Funcionais de um Sistema de Ensino à

    Distância . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78

    6.1.1 Funcionalidade Cadastrar Usuário . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 78

    6.1.2 Funcionalidade Criar um Evento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 79

    6.2 Implementação das Funções Cadastrar Usuário e Criar um Evento . . . . . 83

    6.3 Cenário da Execução de Testes . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 86

    6.3.1 Execução do Teste para a Função Cadastrar Usuário . . . . . . . . 87

    6.3.2 Execução do Teste para a Função Criar um Evento . . . . . . . . . 94

    7 Conclusão 101

    7.1 Trabalhos Futuros . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 102

    Referências 103

    iii

  • Lista de Figuras

    2.1 Estrutura Básica do TelEduc. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

    2.2 Tela Central do TelEduc . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .