Santuario SCJ - Fevereiro

of 6 /6
Pág. 11 Pág. 08 De volta a internet! Santuário lança novo site, acesse www.santuárioscj.inf.br Pág. 03 Catequese da Perseverança Adolescentes que fizeram a 1ª Comunhão e ainda não estão na Crisma, conheça esse divertido grupo 10 anos de Santuário Jornal do Jornal do Santuário Santuário Santuário Sagrado Coração de Jesus | Fevereiro de 2010 Para aquecer ainda mais as férias Uma ostra que se abre na beira da praia. O calor e a luz do sol refle- tem sobre ela e de dentro da ostra sai uma grande luz. É a luz da pérola que há ali dentro. Assim, são os corações humanos. Dentro de cada coração há a essência de ser luz. Quando ele recebe o ca- lor de Deus e seu amor, ele se abre e deixa re- fletir para o mundo a luz que há dentro de si. E para iluminar ainda mais esse verão, vem aí mais uma edição do Ve- rão Luz, agora em duas praias. Na Barra do Sul aconteceu nos dias 30 e 31 de janeiro. Já na En- seada, no município de São Francisco do Sul, será de 5 a 7 de feve- reiro. Na programação, uma série de ativida- des está prevista, en- tre elas, apresentações de música e teatro na areia, luau e ainda a Mis- sa Ir ao Povo que é total- mente encenada. Uma grande preparação Para ser um missionário do Verão Luz é preciso muita dedicação. Os jovens passa- ram por formações durante sete dias, no período notur- no, no Santuário Sagrado Coração de Jesus. Também tiveram uma preparação es- piritual com terços e vigílias na Comunidade Nossa Se- nhora do Rosário. Próximo encontro: Dia 05 á 07 de fevereiro Praia da Enseada – Tenda Pastoral do Turismo(Diocese de Joinville) Inicio Sexta-feira com chegada dos missionários na missa-20h30 Informações: www.veraoluz.com [email protected] 47-30285787 ou 88034179 com Juliana. Confira todos os meses alguns trechos dessa história e saiba mais desta caminhada 27 de fevereiro: abertura do Ano Pastoral 27 de fevereiro: abertura do Ano Pastoral Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010: “Economia e vida” Pág. 04 O que é o verão luz? O Verão Luz é um pro- jeto missionário jovem que tem por objetivo levar o amor de Deus através da arte. Visa fazer com que os jovens e as famí- lias presentes na praia possam abrir seus cora- ções para Deus e iden- tificarem dentro de si o chamado a iluminar. Objetivos: Jovem evangelizando jovem; Evangelizar jovens, crianças e famílias através da arte que ilumina; Integrar a liderança jovem da Diocese de Joinville; Promover o espírito missionário dos jovens; Levar o amor de Deus e através dele incentivar as pessoas a reconheceram dentro de si sua essência de bondade, caridade e amor. Seu chamado a ser luz.

Embed Size (px)

description

Referente a fevereiro

Transcript of Santuario SCJ - Fevereiro

  • Pg. 11Pg. 08

    De volta a internet!Santurio lana novo site, acesse www.santurioscj.inf.br

    Pg. 03

    Catequese da PerseveranaAdolescentes que fizeram a 1 Comunho e ainda no esto na Crisma, conhea esse divertido grupo

    10 anos de Santurio

    Jornal do Jornal do

    SanturioSanturioSanturio Sagrado Corao de Jesus | Fevereiro de 2010

    Para aquecer ainda mais as frias

    Uma ostra que se abre na beira da praia. O calor e a luz do sol refle-tem sobre ela e de dentro da ostra sai uma grande luz. a luz da prola que h ali dentro. Assim, so os coraes humanos. Dentro de cada corao h a essncia de ser luz. Quando ele recebe o ca-lor de Deus e seu amor, ele se abre e deixa re-fletir para o mundo a luz que h dentro de si.

    E para iluminar ainda mais esse vero, vem a

    mais uma edio do Ve-ro Luz, agora em duas praias. Na Barra do Sul aconteceu nos dias 30 e 31 de janeiro. J na En-seada, no municpio de So Francisco do Sul, ser de 5 a 7 de feve-reiro.

    Na programao, uma srie de ativida-des est prevista, en-tre elas, apresentaes de msica e teatro na areia, luau e ainda a Mis-sa Ir ao Povo que total-mente encenada.

    Uma grande preparaoPara ser um missionrio

    do Vero Luz preciso muita dedicao. Os jovens passa-ram por formaes durante sete dias, no perodo notur-no, no Santurio Sagrado Corao de Jesus. Tambm tiveram uma preparao es-piritual com teros e viglias na Comunidade Nossa Se-nhora do Rosrio.

    Prximo encontro:Dia 05 07 de fevereiro

    Praia da Enseada Tenda Pastoral do Turismo(Diocese de Joinville)

    Inicio Sexta-feira com chegada dos missionrios na missa-20h30

    Informaes:www.veraoluz.com

    [email protected] ou 88034179 com Juliana.

    Confira todos os meses alguns trechos dessa histria e saiba mais desta caminhada

    27 de fevereiro: abertura do Ano Pastoral

    27 de fevereiro: abertura do Ano Pastoral

    Campanha da Fraternidade Ecumnica 2010: Economia e vida Pg. 04

    O que o vero luz?O Vero Luz um pro-

    jeto missionrio jovem que tem por objetivo levar o amor de Deus atravs da arte. Visa fazer com que os jovens e as fam-lias presentes na praia possam abrir seus cora-es para Deus e iden-tificarem dentro de si o chamado a iluminar.

    Objetivos: Jovem evangelizando jovem; Evangelizar jovens, crianas e famlias atravs da arte que ilumina; Integrar a liderana jovem da Diocese de Joinville; Promover o esprito missionrio dos jovens; Levar o amor de Deus e atravs dele incentivar as pessoas a reconheceram dentro de si sua essncia de bondade, caridade e amor. Seu chamado a ser luz.

  • Celebraes no Santurio:

    editorial

    mensagem do proco

    2|opiniohorrios

    Lanando um olhar retrospectivo da nossa ao pastoral no ano que passou podemos afirmar que em nossa parquia foram realiza-dos, vividos, partilhados e celebrados inme-ros momentos significativos. Momentos que nos ajudaram a confirmar, renovar e revita-lizar a nossa caminhada de f. E recobrar o fervor espiritual que nos levam, no reincio deste ano, a criar as melhores expectativas de conservar a doce e confortadora alegria de evangelizar, colocando-nos em estado permanente de misso.

    Diga a este povo que AVANCE (Ex 14,15). Esta Palavra de Deus ressoa para ns, neste incio de 2010, como um convite a acreditar, arriscar, ousar, romper com a acomodao, buscar novos projetos, novas realizaes, no-vas conquistas, a estar aberto ao novo, ao di-

    ferente e as surpresas do Esprito.Conscientes que novos desafios nos

    aguardam e que precisamos assumi-los com coragem e lucidez, ns queremos es-tar sempre atentos e disponveis ao cha-mado do Senhor e como Samuel respon-der: Fala, Senhor, o teu servo escuta.

    As lies de ternura, compaixo, soli-dariedade e gratuidade, vividas no tempo de Natal, levam-nos a reafirmar que Ema-nuel caminha conosco, congregando-nos na f, sustentando-nos na esperana e santificando-nos com o dom do seu amor. com esta certeza que lanamo-nos es-peranosos na construo do Reino do Corao de Jesus e sonhando com um mundo novo, de mais fraternidade, solida-riedade, justia e paz.

    Vamos retornando aos poucos s nossas atividades. As frias terminam, voltamos para as escolas, faculdades, trabalho e claro, para a nossa misso pastoral. Por fim, j estvamos at com saudades do corre-corre e, principal-mente, de nossos companheiros da Igreja.

    Fevereiro realmente vem com tudo. Tem a abertura do Ano Pastoral, no dia 27, que deve reunir todos os agentes das pastorais, movi-mentos e servios de todas as comunidades que integram a Parquia Santurio Sagrado Corao de Jesus.

    Temos ainda o incio da Quaresma com a Missa de Quarta-Feira de Cinzas, no dia 17 de fevereiro. Alm disso, vai acontecer a abertu-ra da Campanha da Fraternidade Ecumnica (CFE) que esse ano traz um assunto forte e polmico com o tema Economia e vida e ten-do por lema Vocs no podem servir a Deus e ao dinheiro (Mt 6,24).

    A CFE 2010 pretende unir as Igrejas e mos-trar para a sociedade que existem pessoas de

    pastorais e movimentos|11Pe. Claudionor Jos Schmitt, scj com. do rosrio

    Hora de Recomear

    Santurio no ar:Rdio Difusora AM 1480

    - Programa A Caminho da LuzTodos os dias, das 21h s 22h

    - Programa A Voz do SanturioTodos os Domingos, das 6h s 8h, apresentado pela Pastoral da Comuni-cao

    - Programa O Po da PalavraDe segunda a sexta-feira, s 11h55, apresentado pelo Pe. Lus Antnio Nunes da Silva, scj

    - Dia do Santurio- Beno nas casasPrimeira sexta-feira do ms, s 15h45

    boa vontade que buscam a promoo de uma economia a servio da vida, sem exclu-ses, criando uma cultura de solidariedade e paz.

    O leitor ainda pode acompanhar na pgi-na 8, a partir dessa primeira edio de 2010, a histria dos 10 anos do Santurio.

    Tambm celebramos os 40 anos de vida religiosa do nosso querido proco Pe. Clau-dionor Jos Schmitt, scj, no dia 2 de feve-reiro.

    Soma-se a tantas atividades, o lana-mento do novo site do Santurio com layout moderno e mais ferramentas para voc se informar de tudo o que acontece na sua pa-rquia e em todas as comunidades. Acesse e confira as novidades www.santuarioscj.inf.br!

    Ketlin da RosaEditora

    Chegou fevereiro!

    Atividades da Pastoral da Perseverana retornam no dia 6 de maro

    Durante vrios meses, quatro ado-lescentes da comuni-dade Divino Esprito Santo prepararam-se para o servio de altar, aprofundaram sua f em Jesus e aprimora-ram os conhecimen-tos para o servio comunidade.

    Desery, Gabriel, Luciano e Welliton foram preparados pela catequista Vnia para que no final de 2009 pudes-sem ser enviados em mis-so pelo Pe. Lus Antnio, scj, como coroinhas. Agora eles tm o compromisso de servir no altar, mas tambm de evangelizar suas famlias e amigos.

    Durante todo o ano de

    2009, foram realizadas v-rias atividades da Pastoral da Perseverana que hoje conta com 11 integrantes e as catequistas. Servio ao altar como coroinhas, con-feces de lembrancinhas para algumas celebraes, apresentao de teatro, co-laborao na confeco dos tapetes de Corpus Christi, participao na carreata,

    Grupo forma adolescentes para a evangelizao

    Elisa Borges e Julio Borges arrecadao de alimentos e outras atividades inclusive de esporte e lazer como a visita ao Seminrio de Rio Negrinho so algumas de-las.

    Os integrantes da Pas-toral de Perseverana so adolescentes comprometi-dos que amam o que fazem e esto sempre prontos para ajudar a quem preci-sar, com muita alegria, dis-posio e amor no corao.

    Aos adolescentes que ainda no participam fica o convite, pois o cronograma de 2010 j est preparado com atividades diversifica-das. Os encontros aconte-cem todos os sbados das 9h30 s 11h30, sendo que o primeiro encontro para os novos participantes ser re-alizado no dia 06 de maro de 2010.

    Viver o compromisso de batizados no tem tem-po nem idade. Todo dia momento de servir a Deus, ao prximo e a comunida-de. Quem j fez a primei-ra comunho e ainda no est na crisma convida-do a participar do grupo de Perseverana.

    As atividades aconte-cem todos os sbados pela manh, com as oficinas de teatro, artes e coroinhas. A perseverana um grupo de amigos, que partilha

    Perseverana venha participar!

    a vida e trabalha na co-munidade com alegria. Inscries e informaes podem ser encontradas no Santurio, na secretaria paroquial.

    Papai e mame que tal dar aquela motivao para o seu filho participar da Catequese de Perse-verana. O seu incentivo e a sua presena so funda-mentais para a vivncia de f dos seus filhos. No dei-xem de participar. Os seus filhos que agradecem.

    Os Grupos Bblicos de Reflexo (GBR) retornam em fevereiro os encontros nas casas. Depois das no-venas de Natal, nos pr-ximos meses tudo estar voltado para o Tempo da Quaresma, perodo de con-

    De volta aos encontrosverso e de abstinncia que conduz a santificao das famlias.

    J as Missas de setor voltam somente em mar-o. Atualmente, a Parquia Santurio Sagrado Corao de Jesus possui 140 GBR.

    So Judas Os Grupos Bblicos da comunidade So Judas Tadeu fize-

    ram um movimento diferente em dezembro. Eles entregaram uma imagem do padroeiro para cada GBR com o objetivo de percorrer as casas e envolver ainda mais famlias.

    Hoje, a comunidade conta com 50 GBR. A coordenadora reeleita Maria Aparecida de Souza um fruto desses grupos. Eu participo da comunidade hoje, porque fui trazida pelos grupos. Eles evangelizam e aproximam os mais afastados da Igreja, afirma.

    Grupo de corinhas

    ATENO! At o dia 17 de fevereiro as Missas no Santurio ocorrem de segun-da a sbado s 19h. No domingo s 6h30, 8h, 9h30 e 19h. Depois os horrios retornam normalmente, conforme descrito abaixo:

    Segunda-feira: Missa pelos falecidos, 19h.

    Tera-feira: 16h e 19h.

    Quarta-feira: Dia da Famlia - Missa s 19h.

    Quinta-feira: Dia da Eucaristia - Missas s 7h e 19h.- Adorao ao Santssimo Sacramento - 8h s 18h45.- Missa da Sade - 16h.

    Sexta-feira: Missa s 7h, 12h30 e 19h.

    Exclusivo para o Dia do Santurio (1 sexta-feira do ms)- Dia do Sagrado Corao de Jesus - Missas s 7h, 12h30, 16h, 19h e 23h.

    Sbado: Missa s 19h.

    Domingo: Missa s 6h30, 8h, 9h30, 11h30, 17h e 19h.- 4 Domingo do ms - Missa das 19h com intrprete de lngua de sinais.

    Atendimento dos Padres Comunidade

    Tera a sexta-feira: 8h s 11h30 / 14h s 17h30Sbado: 8h30 s 11h30

  • geral|310|pastorais e movimentosmATriZsAnTurio

    com. divino esPiriTo sAnTo

    igreja no mundoon line

    O novo site da Parquia est on-line e pode ser acessado atravs do endereo: www.santuarioscj.inf.br. A nova proposta do site traz imagens internas do Santu-rio Sagrado Cora-

    o de Jesus, notcias, artigos, galeria de fotos, vdeos e muito mais.

    Nesse ambiente vir-tual voc encontra in-formaes sobre a Con-gregao dos Padres do Sagrado Corao de Jesus, os dehonianos. Confere ainda o que

    faz e quem o respon-svel pelas pastorais e movimentos. E tambm poder ter informaes de cada uma das comu-nidades que integram a Parquia.

    Apesar de estar em processo final de con-cluso, voc j pode

    acompanhar as not-cias da Igreja e da Pa-rquia, que so atuali-zadas periodicamente. Os horrios de missas e celebraes tambm esto disponveis nesse espao.

    O projeto foi desen-volvido pela Agncia Dominus de Comuni-cao Integrada que ser responsvel pela atualizao. A equipe j presta assessoria para o Jornal do Santurio.

    Cada liderana pode colaborar com atualiza-es peridicas no site. Entre em contato pelo e-mail: [email protected], avise sobre seus eventos e atividades e envie suas fotos. Seja tambm um comunica-dor cristo! Ajude-nos a fazer deste site uma fonte de evangelizao!

    Receber bem na casa do PaiAcolhei- vos uns aos outros, como Cristo nos acolheu para a glria do Pai (Rom 15,7)

    A Pastoral Catequtica da Parquia Santurio Sa-grado Corao de Jesus inicia 2010 com um en-contro, reunindo todos os coordenadores. Com sada no dia 20 de fevereiro, s-bado, s 18h e retorno no domingo tarde.

    O encontro ter como palestrante o Pe. Marqui-nhos, acompanhado de sua viola para motivar os participantes. O local esco-lhido foi o Noviciado Sagra-do Corao de Jesus, em Jaragu do Sul. So con-vidados os coordenado-res e vices, secretrios de todas as comunidades da

    MEL TOLEDO

    Catequese inicia ano com encontro

    parquia e de todas as fases da cateque-se: batismo, infncia missionria, perseve-rana, primeira euca-ristia e crisma.

    Retorno:Catequese da

    Perseverana, in-fncia missionria, eucaristia e crisma retornam na primeira semana de maro. Verificar data e ho-rrio na comunidade a qual fazem parte. A primeira eucaristia inicia com encontro dos pais.

    A partir de 01 de maro, a Infncia Mis-sionria retorna suas atividades. Os encon-tros acontecem aos sbados das 9h30 s 11h. As atividades so divertidas e ldicas, ensinam o respeito aos pais, aos mais velhos e aos amigos, com base nas histrias de Jesus.

    A Infncia Missio-nria possui diversas atividades alm dos encontros. Eles ajudam

    Crianas missionriasnas Missas com entrada na procis-so e participam do canto. Tam-bm tem as aes externas como a visita aos idosos, retiros e ajuda s comunidades ca-rentes.

    Leve seu filho, a partir dos quatro anos e venha co-nhecer mais esse movimento da Igreja!

    A Comunidade Divino Esprito Santo segue com seu trabalho de ateno aos irmos mais necessi-tados. A Pastoral da Sa-de e Social realiza acom-panhamento de doentes e pessoas carentes.

    Entre as aes, a Pastoral da Sade orga-

    niza, uma vez por ms, a Santa Missa com bno aos doentes, s 16h, ge-ralmente na quarta-feira. Um grupo de agentes busca os doentes em suas casas que, junta-mente com os carentes, participam da celebrao Eucarstica que o Po

    da Palavra e da Euca-ristia, em que tambm partilhado o alimento, necessrio para a vida (cestas bsicas).

    Os doentes que no podem se deslocar at a comunidade recebem a visita dos sacerdotes com a coordenadora,

    preparando para que os ministros levem at eles Jesus Eucarstico.

    Todos os anos, os agentes da Pastoral da Sade e Social fazem um momento muito especial de partilha e em comum unio desfrutam de um saboroso caf.

    Um conforto para queles que sofrem

    De volta a internet!Acesse esse novo espao de evangelizao, seja um comunicador!

    Critas espera ajudar at 200 mil pessoas no Haiti

    A equipe de Critas, pro-venientes de vrias partes do mundo, inclusive Brasil, iniciou os trabalhos de plane-jamento junto Critas Haiti em Porto Prncipe, no final de janeiro. O objetivo foi co-nhecer a estrutura que a as-sociao haitiana ainda tinha para implementar a chama-da imediata de emergncia e assegurar ajuda humanit-ria de forma qualitativa.

    De acordo com Hector Hanashiro, coordenador de emergncias da Critas para a Amrica Latina e o Caribe, todas as pessoas que tra-balharo como voluntrias ou contratadas devero ter o acompanhamento direto do pessoal da Critas Haiti equivalente funo.

    Tcnicos em sade, lo-gstica, distribuio, sanea-mento e gua esto sendo solicitados s Critas de todo o mundo. Contadores tambm se integraro aos profissionais para que se possa assegurar, desde o princpio, a responsabilidade e a transparncia financeira com as doaes enviadas. Os fundos arrecadados sero utilizados para ofe-recer uma resposta de alta qualidade, sob os requisitos

    dos doadores e do sistema interno da Critas Haiti, que j est definindo estes deta-lhes, disse Hanashiro.

    As necessidades urgen-tes continuam sendo alimen-tao, sade, gua potvel, saneamento e abrigos. H ainda problemas com grupos importantes de gestantes, crianas rfs, famlias com algum desaparecido ou feri-do que foi enviado a outras localidades, incluindo hospi-tais na Repblica Dominica-na. Dada a quebra da eco-nomia haitiana, imperativo gerar imediatamente formas de trabalho temporrio e, em longo prazo, emprego sus-tentvel, alertou ele.

    Os recursos sero desti-nados s aes de socorro imediato, reconstruo e recuperao das condies de vida do povo haitiano. S no Brasil, atravs da Critas Brasileira, j foram arrecada-dos R$ 1.331.717,00. Deste total, R$ 500 mil j foram en-viados no final de janeiro.

    A previso da Critas In-ternationalis que, em dois meses, 200 mil pessoas te-nham sido ajudadas no Haiti com as doaes de Critas.

    Mayr Lima, editora do site Caritas

    As doaes em dinheiro podem ser feitas nas seguintes contas bancrias:

    Banco do Brasil - Agncia: 3475-4; Conta Corrente: 23.969-0;Caixa Econmica Federal - OP: 003; Agncia:1041; Conta Corrente:1132-1;Banco Bradesco - Agncia: 0606 ; Conta Corrente: 70.000-2.CNPJ da Critas Brasileira: 33.654.419/0001-16

    Mais informaes:

    Assessoria de Comunicao da Critas Brasileira:[email protected]

    Programa A Caminho da Luz em visita a ouvinteEm uma pro-

    moo especial, o programa de rdio A caminho da luz recebeu no estdio da Rdio Difusora,

    no dia 20 de dezembro, o grupo de Terno de Reis Alegria.

    O grupo animou os ou-vintes que foram convida-dos a ligar e participar de

    um sorteio para receber em sua casa a visita do prprio grupo juntamente com toda a equipe do pro-grama. A iniciativa foi bem recebida e no houve fol-

    A Pastoral da Acolhi-da convida pessoas que queiram fazer parte desta atividade, que desejam doar um pouco do seu tempo para a importante tarefa de receber bem os paroquianos e visitantes nas Missas do Santurio.

    Queremos atrair no-vos membros, no esta-mos aqui por acaso, afir-ma a nova coordenadora Noely de Assis Zangueli-ni. Para ela, o trabalho de acolher tem um significa-do maior, j que a equipe representa o incio da ce-lebrao e tem a grande tarefa de, num breve mo-mento, abrir os coraes dos participantes para receber a Deus.

    Hoje a pastoral possui oito membros tendo o pa-dre como mentor. O gru-po se rene uma vez por ms para definir a nova

    escala e trocar informa-es, alm, claro, de confraternizarem entre si.

    Como o grupo ainda pequeno, eles passam quase o ms inteiro aco-lhendo nas missas de sbado e domingo. Tem que gostar de se relacio-nar com as pessoas e ter vontade de se doar, enfatiza Noely. A coorde-

    nadora entrou na pastoral com medo, um pouco de receio, mas com o tempo buscou formao para compreender melhor essa funo.

    Deus que nos re-

    ne e nos acolhe em seu amor. Atravs de gestos, olhar, saudao, ternu-ra, carinho e alegria. Em cada rosto e olhar, Cristo que nos acolhe, lembra.

    Se voc se sentir chamado entre em contato:Fone: 3804-2874 com Noely 9942-3967 3466-7222 com Edison

    ga para o telefone que to-cou o tempo todo.

    A grande sorteada foi Dona Dorinha da Comu-nidade Nossa Senhora do Rosrio que, no dia 22 de dezembro, teve a alegria de recepcionar a comitiva do Terno de Reis e a equi-pe do programa.

    O programa A cami-nho da luz vai ao ar todos os dias das 21h s 22h pela Rdio Difusora AM 1480. apresentado pela equipe de comunicadores da Parquia Santurio Sa-grado Corao de Jesus: Jackeline, Accio, Vnia, Jos Carlos e Sandro.

  • 4|formaoiGreJA

    vida litrgica|9

    A terceira Campanha da Fraternidade Ecumnica (CFE), nesse ano de 2010, ter como tema Econo-mia e vida e o lema ser Vocs no podem servir a Deus e ao dinheiro (Mt 6, 24).

    Sob a responsabilidade do Conselho Nacional de Igrejas Crists (Conic), a CFE 2010 estar aberta participao de todas as denominaes crists. O objetivo geral da Cam-panha colaborar na promoo de uma eco-nomia a servio da vida, fundamentada no ideal da cultura da paz, a partir do esforo conjunto das Igre-jas Crists e de pessoas de boa vontade, para que todos contribuam na cons-truo do bem comum em vista de uma sociedade sem excluso.

    A Campanha vai nos ajudar a reconhecer nossa omisso diante das injusti-as que causam excluso social e misria. Hoje pre-cisamos combinar eficin-cia econmica, justia so-cial e prudncia ecolgica, percebendo a relao e a importncia do meio am-biente nas atividades de desenvolvimento econ-mico, social e cultural.

    Dinheiro no pode ser o supremo valorO Texto-Base da Cam-

    panha insiste que a econo-

    Brasil lana 3 Campanha da Fraternidade Ecumnica

    mia existe para a pessoa e para o bem comum da so-ciedade. O lema da Cam-panha nos prope uma escolha entre os valores do plano de Deus e a ren-dio diante do dinheiro, visto como valor absoluto dirigindo a vida (Texto-ba-se, p.47).

    O dinheiro, embora ne-cessrio, no pode ser o supremo valor dos nossos atos nem o critrio absolu-to das decises dos indi-vduos e dos governos. O dinheiro deve ser usado para servir ao bem comum das pessoas, na partilha e na solidariedade. Toda a vida econmica deveria ser orientada por princ-pios ticos. A medida fun-damental para qualquer economia um sistema que deveria criar reais condies de segurana e oportunidades de desen-volvimento da vida de to-das as pessoas, desde os mais pobres e vulnerveis. O capitalismo selvagem trabalha no sentido opos-to. No se importa com a destruio da natureza ou com o fato de que est tor-nando sistmica a misria de milhes de famlias.

    Bblia nosso guiaNa histria humana,

    marcada por ambies, exploraes, injustias e ganncia, a Bblia se volta decididamente para a de-

    fesa dos pobres. - No mbito social, a

    Bblia nos mostra profe-tas acusando reis e gente poderosa que enriquece custa do povo e no cui-da bem daqueles a quem deveriam servir (Is. 3,13-15; Jr 5, 27-29: Ez 34, 2-4 etc.).

    - No mbito comunit-rio, a Bblia fala sobre a diria do trabalhador que deve ser paga no mesmo dia, pois ele precisa disso para viver (Ex 19, 13), e ao socorro que devemos prestar aos pobres (Dt 15, 7-11).

    - No mbito pessoal somos chamados a evitar corrupo e desonesti-dade e viver a partilha no amor fraterno. As palavras de Joo no Evangelho de Lucas (Lc 3, 10-14) nos oferecem uma orientao clara nesta rea. (cf. p.48 do Texto-Base).

    Denunciar a perversidade

    O Texto-Base da Cam-panha deve ser ainda um instrumento disposio das comunidades crists e de todas as pessoas de boa vontade para enfrentar, com conscincia crtica, os temas do desenvolvimento e da justia, da economia e da vida humana no Brasil e no mundo.

    Precisamos denunciar a perversidade de todo mo-

    delo econmico que vise em primeiro lugar o lucro, sem se importar com a de-sigualdade, misria, fome e morte. A Campanha nos convida a lutar para: incluir a alimentao adequada entre os direitos previstos

    em busca de uma economia a servio da vida

    na Constituio Federal; erradicar o analfabetismo; eliminar o trabalho escra-vo; combater o trabalho infantil; conseguir uma

    tributao justa e progressiva; garantir o acesso gua e continuar a luta pela Reforma Agrria.

    Pe. Dr. Brendan Coleman Mc Donald - * Redentorista e Assessor da CNBB

    Este tempo litrgi-co caminho de f e converso para Cristo, que se faz servo obe-diente ao Pai at a morte na cruz.

    A Quaresma o tempo favo-

    rvel para a desco-

    Espiritualidade da Quaresma

    berta e o aprofundamento do autntico discpulo de Cristo. No se conhece Jesus estando do lado de fora, mas atravs da par-tilha de vida: Se algum quer me seguir, renuncie a si mesmo, tome a sua cruz e me siga (Mc 8,34). A converso crist no simplesmente uma con-verso moral (embora a exija), mas converso para Deus, como se revela nas escolhas messinicas de Cristo (cf. Mt 4, 1-11), pois, do contrrio, no se pensa segundo Deus, mas segundo os homens (cf. Mt 16, 21-23).

    Consequentemen-te, no plano da vida, exige-se aquela mu-dana ntima e radical pela qual o homem co-

    mea a pensar, a julgar e reordenar a sua vida,

    movido pela santidade e bondade de Deus que se manifestou e nos deu em plenitude o seu Filho (cfs. Hb 1,2; Cl 1,19).

    Assim, o cristo vive continuamente o proces-so de converso que tem como princpio

    o Esprito de Cristo recebido no batis-

    mo, perdendo a prpria vida por

    causa de Cris-

    to e do Evangelho (cf. Mc 8, 35). A Quaresma torna-se, ento, escola vital de purificao e iluminao, pois vive-se as palavras de Jesus: Convertam-se ao evangelho (Mc 1,15). O aspecto mais profundo da espiritualidade da Qua-resma consiste na parti-cipao sacramental do mistrio pascal de Cristo em seus momentos de paixo para chegar res-surreio.

    A espiritualidade da Quaresma caracterizada tambm por uma escuta mais atenta e prolongada da palavra de Deus, pois esta palavra que ilumi-na o conhecimento dos prprios pecados, chama converso e infunde confiana na misericr-dia de Deus. O exame de conscincia cristo no um fechar-se em si mesmo, mas um abrir-se para a palavra da salva-o e um confronto com o evangelho.

    A espiritualidade qua-resmal leva-nos a viver com mais intensidade e profundidade a relao interpessoal com Deus; leva-nos a sentir o peca-do antes de tudo como ofensa a Deus e ruptura da amizade com Ele; leva-nos a uma atitude de par-tilha do amor misericor-dioso e da alegria do Pai com os irmos que voltam convertidos.Pe. Lus Antnio Nunes

    da Silva, SCJ

    Missas de Quarta-Feira de Cinzas:Matriz 19h

    Demais comunidades: 19h30

    Celebraes nas Comunidades:At o dia 14 de fevereiro:- Sagrada Famlia - domingo - 9h30- So Judas Tadeu - sbado e domingo - 19h- Divino Esprito Santo - domingo 8h- Nossa Sr do Rosrio - domingo - 8h

    A partir do dia 17 de fevereiro retornam os horrios normais:

    Sagrada Famlia 3 Sexta-feira do ms - 19h30 (Sade)Domingo 9h30

    Divino Esprito Santo4 Quarta-feira do ms - 16hQuinta-feira 19h30Domingo 8h

    Nossa Senhora do RosrioQuarta-feira 19h303 Sexta-feira do ms - 16hDomingo 8h

    So Judas TadeuQuarta-feira 16hSbado e Domingo 19hDia 28 do ms - Missa do Padroeiro 19h30

    Agenda Pastoral - Fevereiro:Reunies dos Conselhos Comunitrios (CPC)

    Dia 10 - Comunidades So Judas e Divino Esprito Santo

    Dia 12 - Comunidades Sagrada Famlia e Rosrio

    Conselho Paroquial de Pastoral CPP

    Dia 25 - Comunidade Matriz

    Dia 17/02 - Quarta feira de Cinzas, celebraes em todas as comunidades.

    A partir desta data, retorna todas as missas das comunidades e da matriz.

    Curso de Pais e PadrinhosDia 20 e 21 - Comunidade Matriz

    Curso de NoivosDia 06/03 - Comunidade Matriz.

  • comunidades|5celebrAo

    8|santuriodivino

    A igreja do Divino Es-prito Santo comemorou os 12 anos de atuao da Pastoral Antialcolica na comunidade, no dia 17 de janeiro, s 8h, na Missa Dominical. A cele-brao foi presidida pelo Pe. Rosinei Pauli, filho da Comunidade So Judas Tadeu, que foi ordena-do em 2008 na Parquia Santurio Sagrado Cora-o de Jesus.

    A Pastoral Antialcolica iniciou com os voluntrios Xavier, Dorival e Salete de Souza e tem como ob-

    Pastoral Antialcolica: 12 anos em busca da sobriedade

    comunidade celebra missa especial, com a presena de Pe. rosinei, do mato Grosso do sul

    jetivo orientar as famlias e reconstruir vidas.

    O participante Herc-lio Pitz da Comunidade Sagrada Famlia deu seu testemunho e con-tou que embora casado h 24 anos, s vive h 16 em sobriedade. O vi-cio tirou-me a dignidade, mas Deus em sua infini-ta misericrdia libertou-me, atravs do grupo de orao, da Palavra, da Eucaristia e da Pastoral Antialcolica. Ao conhe-cer a Palavra de Deus eu conheci a sobriedade.

    evangelizando

    O projeto de reforma do Santurio Sagrado Corao de Jesus teve durao de um ano. Foram feitos vrios es-tudos at chegar so-luo definitiva e ideal. Respeitada as normas da arquitetura e os con-ceitos que regem qual-quer interveno fsica num edifcio de outra poca, a condio sine qua nom a autenticidade. Pois o que novo no deve ser mascarado a fim de parecer antigo.

    Foi proposto algo dentro da liturgia do Vaticano II. o atual dentro do antigo em total harmonia, pois cada poca deixa seus conceitos marcados na arquitetura. Assim, os smbolos litrgicos tm seu espao.

    PresbitrioPara aumentar o espao litrgico foi retirada a pa-

    rede curva do presbitrio e assim colocado a ctedra do celebrante aos fundos, junto aos concelebrantes. E o espao tornou-se amplo e limpo, o que para a liturgia indispensvel. Este espao na viso sacra-mental preenchido pela presena de Deus e por todos os presentes. Todos so concelebrantes espiri-tuais assim tomados pelo batismo junto ao sacerdote que representa o Cristo.

    Acompanhe mais informaes sobre a caminhada dos 10 anos do Santurio Sagrado Corao de Jesus na prxima edio.

    10 anos de santurio

    Reforma aliou o atual e o antigo

    O Natal o momento de celebrarmos o nasci-mento de Jesus. Neste dia, de forma especial, lembramos do mistrio no qual Deus se fez hu-mano. O Verbo encarna-do a demonstrao do amor de Deus que assu-me a nossa humanidade de forma integral, menos no pecado.

    No Santurio Sagrado Corao de Jesus hou-ve um destaque especial

    para a entrada da ima-gem do menino Jesus. O prespio preparado para lembrar os acontecimen-tos de Belm serviu de reflexo e inspirao para que a manjedoura do nosso corao tambm seja lugar do nascimento de Jesus.

    No momento do hino de louvor todos nos ale-gramos com o canto e com a coreografia de fitas realizada pelos adoles-

    centes da Catequese de Perseverana. No final da celebrao, eles transmi-tiram uma mensagem de Natal para toda a comu-nidade, nos despertando para o sentido e impor-tncia da festa.

    Que os momentos vivi-dos e celebrados na noite de 24 de dezembro con-tinuem inspirando nossas vidas e atividades pasto-rais ao longo de todo este ano, na certeza de que

    verdadeiramente o Natal foi para todos ns mo-tivo de converso para seguir perseverantes no nosso compromisso de discpulos e missionrios, humildes como Jos, per-severantes como Jesus e obedientes como Maria.

    Paulo Becher JuniorCoord. da Cateque-

    se de Perseverana em 2009

    Manjedoura nos coraesMissa de Natal traz apresentao especial dos jovens da perseverana

    Grupo da Perseverana encena o nascimento de Cristo

    Palavra de Deus d vida novaPe. Rosinei, que hoje atua na Diocese de Campo

    Grande (MS), aproveitou a comemorao da Pastoral Antialcolica e destacou em sua homilia as Bodas de Can, quando a Palavra de Deus atravs de Jesus vem dar vida nova e restabelecer as famlias. Somos chamados a essa vida nova e como cristos precisa-mos participar ativamente das celebraes da Palavra e da Eucaristia e em especial confessar e perdoar. O pecado o vinho estragado que muitas vezes bebe-mos sem provar, enfatizou.

    Tambm lembrou da Virgem Santssima e tomou como exemplo duas clebres frases da me de Jesus: Sim! Eis aqui a serva do Senhor e fazei tudo o que Ele vos disser!.

    Pediu para que cada pessoa transformasse sua vida em talhas de amor, caridade e perdo. S assim a morte no ser mais problema, pois estaremos na vida plena de Cristo. assim que a Pastoral Antialco-lica faz esse trabalho de solidariedade nas famlias, renovando-as na Palavra de Deus assim como Maria se fez presente nas Bodas de Can da Galilia.

    Missa em comemorao aos 12 anos da Pastoral Antialcolica

    Pe. Rosinei celebra Santa Missa na Com. Divino Esprito Santo

    Casa da Alimentao A Missa de Natal na Casa da Alimentao ocorreu no dia 23 de de-zembro. Pe. Claudionor agradeceu a Deus por tantos gestos de doao e desprendimento que faz com que muitas pessoas contemplem o rosto de Deus no irmo machucado. A Casa um pre-spio vivo com muitas Marias e Joss, muitos pastores de corao aberto e a ateno voltada queles que diariamente necessitam de ajuda. a expresso da misericrdia de Deus.

    Comunidade So Judas Tadeu - Na noite de Natal, a Missa celebrada pelo Pe. Alberto teve um sabor especial. A Pastoral da Liturgia colo-cou no prespio as fotos trazidas pelas famlias da comunidade que receberam a bno do sa-cerdote.

    Comunidade Sagrada Famlia A Missa de Natal de 2009 foi especial. As crianas trouxe-ram a imagem do menino Jesus para completar o prespio. E aps a comunho, um casal com uma criana entrou na igreja, representando a Sagrada Famlia.

    Outro momento de emoo foi o resultado da campanha promovida pela comunidade. A con-tribuio ajudou na compra de dois portas-vela, uma teca para guardar a hstia grande e um novo ostensrio para adorao. Tudo foi entregue na Santa Missa de Natal.

    SANDRO CORRA

  • 6|comunidades parquia|727 de fevereiro

    novo esPAo

    Secretaria da Matriz de volta!com ambiente revitalizado, local pretende acolher melhor paroquianos e visitantes

    Entre as diversas ativi-dades realizadas no ano de 2009, destacava-se como prioridade a refor-ma da secretaria paro-quial e parte do centro comunitrio. O Santurio contou com a colabora-o e esforo dos pa-roquianos e amigos, a dedicao dos procos e vigrios, membros dos conselhos para dar an-damento na mudana da secretaria provisria para o novo espao.

    A mudana ocorreu no dia 14 de dezembro de 2009. Embora a nova se-cretaria ainda no esteja completamente finaliza-da, o trabalho tem sido reconhecido.

    CAF agradece!A Comisso de Admi-

    nistrao e Finanas (CAF) da Comunidade Santurio Sagrado Corao de Je-sus agradece pelo apoio e carinho das pessoas, para com a realizao das obras no Santurio.

    De maneira especial, destaca a contribuio financeira de 2009 que permitiu o retorno da se-cretaria paroquial ao seu antigo local totalmente revitalizado.

    O CAF deseja a to-dos um ano repleto de bnos e graas derra-madas pelo Sagrado Co-rao de Jesus, no qual depositam toda a sua f e esperana.

    O Terno de Reis uma tradio muito antiga que tem por objetivo ir de casa em casa anunciar a chegada do menino Jesus. Na comunida-de Sagrada Famlia, um grupo formado por ministros extra-ordinrios da Euca-ristia e pela pastoral de canto e msica fo-ram s ruas visitar os doentes da comuni-dade para levar uma mensagem de nimo e f.

    Muito bem recebi-dos, o grupo foi em duas ruas da comu-nidade e reuniu mo-radores para entoar as canes e fazer oraes. Uma forma simples e animada de anunciar Jesus.

    Interior da secre-taria paroquial, alguns

    ajustes ainda sero feitos

    Fachada totalmente revital-izada, graas contribuio de paroquianos e amigos

    A tradio continua

    SANDRO CORRA

    Comunidade do Rosrio: No dia 28/11/2009 realizou-se o casamento comunitrio, que teve a unio de cinco casais. O celebrante foi Pe. Alberto. Os casais foram acompanhados e preparados pela Pastoral Familiar.

    Comunidade Sagrada Famlia - Em dezembro de 2009, a

    Pastoral da Criana promoveu o Natal Feliz. Mais de 100

    crianas compareceram ao evento que j acontece h

    anos. Houve distribuio de presentes, lanche e

    apresentao de Natal.

    Comunidade So Judas No dia 13 de janeiro tomou posse na Pastoral da Sobriedade o novo coordenador Agenor Joo Julio, que substitui Maria Bunn. A eleio feita a cada dois anos.

    Depois das me-recidas frias che-ga hora de iniciar oficialmente a cami-nhada 2010 de toda a parquia. O ano ser intenso: orde-nao sacerdotal, misses querigmti-cas na Comunidade So Judas Tadeu, que comemora 45 anos, escola de formao, 10 anos de Santurio e fes-tas em honra aos nossos padroeiros. Sem contar os com-promissos que to-dos assumiram nas assemblias comu-nitrias e paroquial. Enfim, h muito que preparar, celebrar e viver.

    Com o intuito de comear bem tudo isso, haver no dia 27 de fevereiro a abertura do Ano Pastoral da Par-quia. Esse encon-tro inspirado no texto de Jo 4, 1-39. Como a samarita-na beira do poo da nossa f, Jesus, queremos pedir: Senhor, d-me dessa gua... (Jo 4, 15). Com toda certeza a gua viva que jorra do cora-o de Jesus vai

    Chegou a hora de trabalhar!!!

    nos saciar e animar du-rante todo este ano e ao longo de nossas vidas.

    Este dia de reflexo tem tambm a finalidade de aproximar todos, pois a comunidade reunida lugar de encontrar o Mes-tre. o dia que marca o incio das atividades e como o trabalho pastoral no tcnico, nem mes-mo automatizado, pre-ciso este dia para rumar em direo a Cristo, fon-te e pice de tudo o que se faz.

    Para colaborar com esse encontro ao Mestre, haver a presena do Pe. Mariano - Superior Pro-

    vincial da Provncia Bra-sileira Central dos Deho-nianos - que por muito tempo foi professor de te-ologia bblica e sistemti-ca, dedicado ao trabalho pastoral.

    Segundo o Documen-to de Aparecida, a expe-rincia de um Deus uno e trino, que unidade e comunho inseparvel, permite-nos superar o egosmo para nos encon-trarmos plenamente no servio para com o ou-tro. (DA n. 240).

    Voc j pode comear a se preparar rezando o texto do Evangelho se-gundo Jo 4, 1-39.

    No esquea!Dia 27 de fevereiro, s 13h30, no Santurio Sa-grado Corao de Jesus Abertura do Ano Pasto-ral. O encontro termina com a Missa s 19h.

    No dia 2 de fevereiro o proco Pe. Claudionor Jos Schmitt, SCJ, co-memora 40 anos de vida religiosa. Nesta trajetria o sacerdote adquiriu uma experincia pastoral, mi-nisterial e missionria. H muito que agradecer por esse ano jubilar. No basta ser um religioso, preciso que seja fiel e fe-liz. Alegria que no lhe falta. Um padre alegre propaganda de Deus e de vocaes.

    Parabns por esta co-memorao to especial!

    40 anos de vida religiosa

    Um padre que antes de ser sacerdote amou o sacerdcio, por isso assu-miu seus votos com zelo, responsabilidade, humil-dade e muito amor. Deus permitiu que ficasse na Parquia Sagrado Cora-o de Jeus por apenas um ano e mesmo em to pouco tempo conquistou muitas e profundas ami-zades.

    Suas homilias catequ-ticas muito nos ensinaram.

    Ao Pe. Mario, nosso amigo e sacerdote

    Sua responsabilidade, de-dicao e competncia fizeram com que as pas-torais das quais foi res-ponsvel caminhassem com organizao, cresci-mento e harmonia.

    Desejamos que seja bem acolhido, amado e respeitado em Brusque, para amenizar nossa sau-dade.

    Parquia Santurio Sagrado Corao de

    Jesus