Teleconferência de Resultados 2T08 · PDF file 3 3.547,2 4.239,3 2T07 2T08 4.205,5 19,5%...

Click here to load reader

  • date post

    22-Sep-2020
  • Category

    Documents

  • view

    0
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Teleconferência de Resultados 2T08 · PDF file 3 3.547,2 4.239,3 2T07 2T08 4.205,5 19,5%...

  • 1

    Teleconferência de Resultados 2T08

    7 de agosto de 2008

  • 2

    Destaques 2T08

    No 2T08, vendas brutas alcançaram R$ 4,9 bilhões e vendas líquidas totalizaram R$ 4,2 bilhões, com

    crescimentos em relação ao 2T07 de 16,2% e 19,5%, respectivamente;

    No conceito ‘mesmas lojas’, vendas brutas e líquidas registraram aumento de 4,3% e 7,4%,

    respectivamente;

    Despesas operacionais totais como percentual das vendas líquidas atingiram 18,9%, com queda de 2,8

    p.p.*;

    Crescimento de 33,0% no EBITDA (28,9% de crescimento em relação ao 2T07 pro-forma) que alcançou R$

    303,7 milhões com margem de 7,2%;

    No 2T08, Sendas Distribuidora registrou crescimento de EBITDA de 213,5%, com margem de 4,2%;

    Resultado da equivalência patrimonial atingiu R$ 1,4 milhão positivo no 2T08 contra R$ 10,9 milhões

    negativos no mesmo período de 2007;

    Lucro Líquido de R$ 60,4 milhões, crescimento de 118,9% em relação ao 2T07 reportado (82,8% de

    crescimento em relação ao 2T07 pro-forma).

    *p.p.: ponto percentual

  • 3

     3.547,2

     4.239,3

    2T07 2T08

    19,5%4.205,5 

     4.888,0

    2T07 2T08

    16,2%

    Desempenho de Vendas

    Destaques: Crescimento de 16,2% e 19,5% em Vendas Brutas e Líquidas, respectivamente;

    No conceito ‘mesmas lojas’ , vendas brutas e líquidas registraram crescimento de 4,3% e 7,4%, respectivamente;

    • Categoria alimentos: cresceu 2,4%, mesmo sob o impacto do efeito calendário (Páscoa no primeiro trimestre);

    • Categoria não-alimentos: cresceu 10,4%, impulsionado pelas subcategorias “Mundo Casa e “Mundo Entretenimento”;

    • Destaque para as bandeiras CompreBem, Extra-Eletro, Extra.com.br;

    • Hipermercados obtiveram ganhos de market share;

    • Performance de vendas do Grupo superior ao desempenho do setor.

    Vendas Líquidas (R$ milhões)Vendas Brutas (R$ milhões)

  • 4

    1.106,1 

    996,4 

    28,1% 26,1%

    2T07 2T08

    11,0%

    Lucro bruto e Margem bruta

    Destaques: Aumento de 11,0% no lucro bruto no 2T08 em relação ao 2T07;

    Margem bruta de 26,1%, com redução de 2,0 pontos percentuais em relação ao mesmo período de 2007 devido a:

    • Manutenção da estratégia de competitividade de preços;

    • Aumento da participação dos produtos eletro-eletrônicos;;

    • Consolidação da rede Assai;

    • Escoamento de produtos alimentícios com baixo giro;

    • Mudança na tributação do ICMS no Estado de São Paulo.

    Impacto de Assai foi de 0,9 ponto percentual.

    Lucro Bruto (R$ milhões)

    % de VL

  • 5

     17,7%  15,6%

    3,3% 2,8%

    0,7% 0,5%

    2T 07 2T 08

    Despesas Operacionais

    Impostos e Taxas

    Despesas Gerais e Administrativas

    Despesas com Vendas

    Destaques: As despesas operacionais (despesas com vendas e gerais e administrativas) totalizaram R$ 779,8 milhões no 2T08, um crescimento de 4,9% em relação ao 2T07 (comparando com o 2T07 pro-forma ,o aumento foi de 5,9%);

    Despesas representaram 18,4% das vendas líquidas, redução de 2,6 pontos percentuais em relação ao 2T07:

    • 2,1 p.p* de redução em despesas com vendas;

    • 0,5 p.p*. de redução em despesas gerais e administrativas.

    As despesas operacionais totais, que incluem impostos e taxas, atingiram 18,9% das vendas líquidas, inferior à meta estabelecida para o ano de 19,0%, resultado atingido por uma maior disciplina e controle nas despesas (comitês de despesas).

    % das Vendas Líquidas

    *p.p.: ponto percentual

    Principais reduções/ racionalizações:

    • Marketing; • Revisão de contratos; • Serviços de terceiros.

    Maior controle em: • Pessoal

    • Aluguel Crescimento

    abaixo das vendas

    21,7% 18,9%

  • 6

    228,4 

    303,7 

    7,2%

    6,4%

    2T 07 2T 08

    % de VL

    EBITDA e Margem EBITDA

    Destaques: EBITDA de R$ 303,7 milhões, crescimento de 33,0% em relação ao EBITDA do 2T07 (crescimento de 28,9% em relação ao 2T07 pro-forma);

    Margem EBITDA de 7,2%, superior à margem do 1T08, mesmo com efeito calendário desfavorável pela ausência da Páscoa;

    Crescimento de 0,8 ponto percentual na margem EBITDA em relação ao 2T07;

    Resultados operacionais do 1S08 alinhados com a estratégia e o orçamento definidos para o período;

    Sem Assai, a margem EBITDA teria sido de 7,5%.

    EBITDA (R$ milhões)

    33,0%

  • 7

     1,4

     (10,9)

    2T07 2T08

    FIC (Financeira Itaú CBD)

    Destaques:

    Resultado positivo da equivalência patrimonial de R$ 1,4 milhão contra um resultado negativo de R$ 10,9

    milhões no 2T07;;

    Carteira de clientes alcançou 5,7 milhões no 2T08, enquanto a carteira de recebíveis totalizou R$ 1,3 bilhão;

    Performance é resultado de:

    • Maior ativação de cartões;

    • Migração de cartões com a bandeira Mastercard para private label;

    • Maior penetração da garantia estendida nas vendas de eletrônicos;

    • Treinamento da equipe de vendas;

    • Controle dos níveis de inadimplência.

    Equivalência Patrimonial (R$ milhões)

  • 8

    Sendas Distribuidora

    Destaques:

    Vendas brutas e líquidas alcançaram R$ 796,4 milhões e R$ 693,9 milhões, respectivamente;

    Redução de 13,4% nas despesas operacionais e de 3,6 p.p.* nas despesas operacionais como percentual de

    vendas líquidas em relação ao 2T08;

    Crescimento de EBITDA de 213,5%;

    Margem EBITDA de 4,2%, uma melhora de 2,8 pontos percentuais e três vezes superior à margem do 2T07;

    Resultado impactado pela ausência de Páscoa, que em 2007 ocorreu em abril.

    Margem Bruta (%) Desp. Operacionais (% de VL) Margem EBITDA (%)

    *p.p.: ponto percentual

    26,1% 25,5% 23,8%

    20,2%

    2T07 2T08

    1,4% 4,2%

    2T07 2T082T07 2T08

  • 9

    Assai

    Destaques:

    Vendas brutas e líquidas totalizaram R$ 325,6 milhões e R$ 284,1 milhões, respectivamente, equivalente a 6,7%

    das vendas totais do Grupo;

    O lucro bruto de R$ 39,1 milhões, com margem bruta de 13,8%, 0,6 ponto percentual superior ao 1T08;

    O EBITDA do trimestre totalizou R$ 5,9 milhões com margem de 2,1%;

    Objetivo é buscar uma recuperação da margem EBITDA no 2º semestre;

    O lucro líquido de R$ 2,1 milhões, com resultado de participação de minoritários negativo em R$ 0,7 milhão.

    Resultado impactado por:

    Adequação de controles, sistemas e critérios contábeis aos padrões do Grupo Pão de Açúcar;

    Consolidação da competitividade com ganhos de market share (Guarulhos e Jundiaí);

    Impacto de lojas em reforma que possuem grande representatividade na venda total.

  • 10

     60,4 

    27,6 

    0,8%

    1,4%

    2T07 2T08

    118,9%% de VL

    Lucro e Margem Líquida

    Destaques:

    O lucro líquido totalizou R$ 60,4 milhões, crescimento de 118,9%, em comparação ao lucro líquido

    do mesmo período de 2007 (crescimento de 82,8% em relação ao 2T07 pro-forma).

    Lucro Líquido (R$ milhões)

  • 11

    60,4

    25,0 86,9 1,5

    Lucro Líquido Amortização de Ágio*

    Resultado Não Operacional*

    Lucro Líquido Ajustado

    Lucro Líquido Ajustado – 2T08

    Desconsiderando-se o impacto das despesas não-caixa, o lucro caixa do Grupo teria sido de R$ 86,9 milhões no 2T08.

    Lucro Líquido Ajustado (R$ milhões)

    *Valores líquidos de imposto de renda

  • 12

    Capex 2T08

    Abertura de 2 novas lojas Extra Fácil e 1 Pão de Açúcar;

    Construção de 1 loja Extra, 1 Extra Perto e 1 Extra Fácil.

    Jun 2008

    154 91 173 42 1.328.884 m2 575

    62 22 15 16

    Número de lojas 

    Capex (R$ milhões)

    117,0

    49,0

    26,3

    34,7

    18,2

    36,7

    11,7

    28,3

    2T07 2T08

    Novas  L ojas Terrenos R eformas Infra‐es trutura

    216,7

    105,2

  • 13

    Inflação de preços

  • 14

    Expansão da Categoria de Não Alimentos

    Melhor Experiênc

    ia de Compra para os Clientes

    do Grupo

    PorquePorque

    O comportamento de preços de alimentos na Companhia tem acompanhado o IPCA – Índice Geral, e não o IPCA Alimentos, devido aos seguintes fatores:

    Inflação - Considerações

    • O IPCA Alimentos não contempla todo o mix de produtos comercializados pelo GPA. O maior exemplo é a Perfumaria e Limpeza, com nenhum produto contemplado.

    • Também deve se levar em consideração as marcas comercializadas, uma vez que os produtos são auditados de forma genérica (aleatória) pelo IBGE.

    Compatibilidade das  Cestas

    • O peso do produto na composição do IPCA é determinado pela Pesquisa de Orçamento Familiar (POF) que, neste caso, considera famílias com renda de 1 a 40 salários mínimos.

    • Exemplo: o Arroz no IPCA Alimentos representa 3,61%. Nas nossas vendas, o mesmo Arroz representa 1,30% do Alimentar.

    Perfil das Famílias