Autonomia para o futebol do Flamengo

Click here to load reader

  • date post

    02-Nov-2014
  • Category

    Sports

  • view

    1.695
  • download

    0

Embed Size (px)

description

Apresentação escrita pelo sócio benemérito José Maria Sobinho. Postada por Diego Herminio (sócio) originalmente em: http://www.tomacontadomeucomputador.blogspot.com

Transcript of Autonomia para o futebol do Flamengo

  • 1. AUTONOMIA DO FUTEBOL Apreciaes de Jos Maria Sobrinho V04.15Ago10
  • 2. Autonomia do Futebol Introduo ... O desastre que pode realmente ocorrer mataria nossa "bala de prata do Zorro : o Zico. Considero essa frase, de autoria de um amigo, scio atuante no Flamengo, muito oportuna e pertinente. Falvamos sobre as dificuldades polticas para acertar o Clube e uma hipottica retirada do Zico, acontecimento de conseqncias inimaginveis. Sem dvida, os deuses rubro-negros atuaram para entregar ao Zico essa tarefa herclea de transformar, atualizar a administrao do CRF, a comear e tendo, como exemplo, a Autonomia do Futebol. Como maior dolo, pelo seu carisma, pela sua credibilidade, pela sua experincia, pela aceitao quase unnime, realmente, nesse momento, s o Zico pode levar a cabo essa misso. Ago 10
  • 3. Autonomia do Futebol Introduo queles descompromissados com a politicagem do CRF, que abominam a luta fratricida pelo Poder, cabem cerrar fileiras no apoio ao Zico e ao seu Plano. Ao Zico compete apresentar, to logo seja possvel, o planejamento para se alcanar a Autonomia do Futebol. Grilado e preocupado com a frase citada, ao incio, e com a situao atual, resolvi prestar a minha modesta colaborao, atravs do presente trabalho Autonomia do Futebol, com o intuito de fornecer subsdios a uma discusso isenta e profcua. Assim, este trabalho ser enviado, primeiramente, ao Zico e Presidenta Patrcia Amorim. Ago 10
  • 4. Autonomia do Futebol Sumrio SUMRIO Slides I Questes Bsicas: 5 - Por que? 6,11 - Em que consiste? 12 - Como alcanar a Autonomia? 13,15 II Estrutura de Gesto 16,19 III O Futebol 20,30 IV - Planejamento do Futebol 31,33 V Concluses 34,35 Ago 10
  • 5. Autonomia do Futebol Questes Bsicas O encaminhamento da discusso sobre a Autonomia do Futebol passa por trs questes bsicas: Por que a Autonomia? Em que consiste a Autonomia? Como alcanar a Autonomia? Ago 10
  • 6. Autonomia do Futebol Por que a Autonomia? Pela direo do CRF, nos ltimos 40 anos, passaram todas as correntes polticas, com presidentes, vice-presidentes, diretores, de qualificaes e personalidades distintas. E o Flamengo, como instituio, a cada ano, se enfraquece mais. Ento, no s uma questo de pessoas, como alguns dizem. Ttulos importantes, nacionais e internacionais, passaram a ser acidentais e raros. Os fatos que justificam a transformao so inmeros e incontestveis, demonstrando ser evidente que o Flamengo tem que mudar, urgentemente, o seu modelo de administrao/gesto. Por fim, a Autonomia do Futebol, certamente, determinar a ampla, profunda e esperada reestruturao do CRF. Ago 10
  • 7. Autonomia do Futebol Por que a Autonomia? O Futebol representa cerca de 80% da receita do CRF, estimada em R$ 150 milhes, para 2010. Esses nmeros, por si ss, exigem uma gesto prpria, gil, autnoma, profissional, especializada, planejada, que tenha continuidade e comprometimentos com metas (resultados), livre da influncia direta e permanente dos dirigentes de outros setores do Clubes. Ago 10
  • 8. Autonomia do Futebol Por que a Autonomia? Alguns fatos, problemas crnicos do CRF, que justificam a mudana: - A construo do CT. - O continuado aumento do passivo do CRF. - A reforma do Estatuto. A atuao dos Conselhos. - A inexistncia de Planejamento, de um Plano Plurianual. - A falta de gesto oramentria (um absurdo!). - A falta de compreenso da verdadeira grandeza do Flamengo, com o incompreensvel distanciamento da Nao Rubro- Negra. >>> Ago 10
  • 9. Autonomia do Futebol Por que a Autonomia? Outros fatos, problemas crnicos do CRF: - A queda acentuada e constante no nmero de scios. - Inexistncia de uma poltica salarial. - O apadrinhamento nas contrataes de funcionrios. - Salrios frequentemente atrasados. - Funes executivas, que exigem tempo integral, a cargo de voluntrios. - Vice-Presidentes deixam o cargo, sem qualquer satisfao ou prestao de contas (CRF no pode ser a Casa da Me Joana). - Degradao acelerada da sede x PRG (Programa de Revitalizao da Gvea) - O Edifcio Hilton Santos. A concentrao de So Conrado. - etc, etc Ago 10
  • 10. Autonomia do Futebol Por que a Autonomia? Alguns fatos relacionados ao Futebol - O atual estgio de declnio do futebol do Flamengo (principal e base) X a evoluo firme e constante de So Paulo, Internacional, Cruzeiro, Atltico-PR, Gois, ... - As escandalosas e absurdas negociaes de jogadores. - Inexistncia de uma poltica de contratao. - A dependncia dos empresrios. - Os contratos quase sempre prejudiciais ao Flamengo: valores, direitos, condies e prazos. - etc, etc Ago 10
  • 11. Por que a Autonomia? Construo do CT Pontap Inicial !!! Local: Vargem Grande rea: 130.000 m2 10 jan. 2004 Terreno Arborizado Excelentes Condies Ambientais. Marcio Braga, seis vezes eleito Presidente, inmeras vezes campeo, inclusive hexa. Para muitos, o dirigente mais poderoso da histria do CRF. Assume pela 5 vez e faz questo que o primeiro ato administrativo seja o de incio da construo do CT. Realiza cerimnia comemorativa, para a qual todos os scios foram convidados. Hoje, menos de 10% do CT esto construdos. Foto: Ary Kaye
  • 12. Autonomia do Futebol Em que consiste a Autonomia? O Futebol passa a ter Gesto prpria independente dos demais setores do Clube, regulada e controlada por um instrumento de delegao planejada, aprovado pelo Poder competente. A Autonomia implica em gesto financeira, oramentria, de pessoal, do patrimnio, de assuntos jurdicos, MKT e dos servios de apoio/logsticos. A Autonomia obriga obedincia a um Plano de Ao / Operacional / Business Plan; auto-suficincia financeira; compromisso com metas esportivas, financeiras, administrativas e patrimoniais; e s funes executivas estarem a cargo de profissionais. Ago 10
  • 13. Autonomia do Futebol Como alcanar a Autonomia? Para se alcanar a Autonomia, h que se atender a duas obrigaes: 1. Aspectos legais, estatutrios. Instrumento de Delegao Planejada. 2. O Plano do Futebol. Ago 10
  • 14. Autonomia do Futebol Como alcanar a Autonomia? 1. Aspectos legais, estatutrios Instrumento de Delegao Planejada Trata-se do registro das funes que sero transferidas de outros setores e passaro a ser exercidas pelo Futebol. Inclui as obrigaes inerentes Autonomia e que devem constar do Plano do Futebol, bem como as garantias para a execuo das mesmas. Prev uma Comisso, com membros indicados pelo Conselho Diretor, para acompanhar, periodicamente, o cumprimento das metas estabelecidas para o Futebol. A Delegao Planejada obrigatoriamente ter que ser aprovada pelo poder competente do CRF. Ago 10