Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

of 32 /32

description

www.jsfernandes.webnode.com/downloads

Transcript of Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

Page 1: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos
Page 2: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

ExpedienteProdução Executiva: Divisão Sul Americana (UCB, UCOB, UEB, UNB, UNEB e USB)Título: Como Construir relacionamentos saudáveisCategoria: Pequenos GruposMaterial original: Pr. Cícero Gama (UCOB)Capa adaptação: Lição “Como Construir relacionamentos saudáveis” do PG da UCOBDireção de Arte: Américo de Brito | A7Revisão: Mariazinha Coelho da Silva

Page 3: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos
Page 4: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

PROGRAMAAs quatro etapas de um Pequeno Grupo relacional:

1. CONFRATERNIZAÇÃO: recepção, colocando a conversa em dia e quebra gelo.

2. ADORAÇÃO: louvor, oração, meditação, testemunho, estudo.

3. ESTUDO RELACIONAL DA BÍBLIA: ênfase na aplicação do texto à vida.

4. TESTEMUNHO: planejamento evangelístico do grupo, oração intercessória, duplas.

IDEAIS DO GRUPO

1. Nome do Pequeno Grupo:_______________________________________________

______________________________________________________________________

2. Nosso Lema:__________________________________________________________

______________________________________________________________________

______________________________________________________________________

3. Nossa Oração:________________________________________________________

______________________________________________________________________

______________________________________________________________________

4. Hino Oficial:__________________________________________________________

______________________________________________________________________

5. Nossa Bandeira:_______________________________________________________

______________________________________________________________________

6. Nosso Texto Bíblico:____________________________________________________

______________________________________________________________________

______________________________________________________________________

4

Page 5: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

ApresentaçãoCada vez mais a igreja tem entendido a importância dos Pequenos Grupos para o crescimento espiritual, envolvimento missionário, conservação, formação de liderança, fortalecimento das relações humanas, preparo para os últimos dias, entre outros benefícios. Por isso, queremos apoiar o crescimento de cada um de nossos Pequenos Grupos e torná-los a base das frentes missionárias da igreja.Para que isso ocorra, preparamos esta série de estudos, em parceria com as Uniões e Associações/Missões. Você vai observar que o material é, na verdade, um estudo bíblico com ênfase relacional, cujo objetivo é atender às necessidades de cada participante e fortalecer nossa visão de Comunhão e Missão, com base na Palavra de Deus.Queremos que a Bíblia fale ao coração, transforme vidas e seja um alimento sólido e nutritivo. Afinal, o mesmo Deus das páginas da Bíblia continua agindo hoje. Por isso, entre na história bíblica, traga os conceitos, promessas e advertências para sua própria vida. Tenha a certeza de que você, sua família e seu Pequeno Grupo serão grandemente abençoados por meio deste estudo.Além disso, participe com entusiasmo da discussão em grupo, deixe sua mente ser dirigida pelo Espírito Santo e tenha a certeza de que Deus vai falar ao seu coração, em cumprimento à promessa de Cristo: “Onde estiverem dois ou três reunidos em Meu nome, ali [estarei] no meio deles.” Mat. 18:20 - acréscimo nosso.

Maranata!

Pr. Erton Köhler Presidente da Divisão Sul Americana da IASD

5

Page 6: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO Participe - Discuta em Grupo:Aos dez anos de idade, qual era a pessoa com quem você tinha mais amizade e quais as qualidades que mais admirava nessa pessoa? Pensando nela complete a frase: “Amigo é...”

INTRODUÇÃOCada um de nós sente necessidade de amar e ser amado, conhecer e ser conhecido. Deus nos fez seres sociáveis e, como tais, carecemos de relacionamentos interpessoais que sejam marcados por amizades sinceras e autênticas.

Leia: Provérbios 19:4-7.DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Observando o texto lido, identifique na lista abaixo um item que, a seu ver, parece ser a razão para muitas pessoas buscarem amizade.

• Caráter• Generosidade• Parentesco• Classe Social• Riqueza• Personalidade• Interesses Comuns• Vizinhos• Ideais Opostos• Religião

Comentários e CuriosidadesTrês Tipos de Amigos:a. Amigo Meu - A amizade é pelas coisas do meu amigo.b. Amigo do que é Meu - A amizade é pelas minhas coisas.c. Meu Amigo - A amizade é pela nossa lealdade

6

Page 7: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe – Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Como você reagiria com alguém que diz ser seu amigo, no entanto, tem segundas intenções? Na sua resposta considere: Prov. 27:6.

2. Por que é necessário fazer concessões para ter uma amizade madura? Na sua res-posta considere: Prov. 27:17.

3. A que você atribui a facilidade que um amigo tem em dar conselhos?

4. O que podemos aprender com a ilustração feita por Salomão sobre os amigos do rico e os irmãos do pobre?

Comentários e CuriosidadesQuatro Níveis de Amizades

1º Conhecidos - Pouco conhecimento e nenhum envolvimento.2º Colegas - Pouco envolvimento e nenhum comprometimento.3º Amigos - Muita aceitação e muitíssima partilha.4º Íntimos - Muito envolvimento e muitíssimo comprometimento.

Para pensar:Quando John Huss era conduzido para ser queimado na fogueira, um de seus amigos, num gesto de coragem, pois aquela atitude podia lhe custar a vida, aproximou-se dele, e para encorajá-lo apertou firmemente a sua mão. Huss voltou-se para ele e murmurou: “Meu amigo, só Deus e eu sabemos quanto este seu gesto significa para mim.” Antes de ser queimado em uma fogueira, Huss testemunhou do comprometimento de um de seus amigos.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Até que ponto você deseja estar comprometido com seus amigos?

CONCLUSÃOQue tal agradecer a Deus pelos amigos? Ache algum tempo nos próximos dias para identificar uma amizade que você preza muito, mas para a qual você não tem dedicado muito tempo. Ligue para essa pessoa, ou passe um e-mail, diga-lhe de seu apreço, e o quanto você valoriza essa amizade. Não saia de seu grupo hoje, sem expressar, pelo menos, para uma pessoa o quanto a amizade dela é importante para você.

7

Page 8: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Ao fazer compras, que coisas você tem mais dificuldade de escolher?Quando criança, você sofreu algum castigo por ter feito algo errado, influenciado por um “amigo”?

INTRODUÇÃOHá um provérbio anônimo que diz “Associa-te com um “bom” e serás como ele. Asso-cia-te com um “mau” e serás pior do que ele.” Nas relações interpessoais influenciamos e somos influenciados. Não podemos evitar contatos com as pessoas que nos cercam, mas é imperioso que escolhamos, de forma criteriosa, quais dessas pessoas comporão nosso círculo de amizade.

Leia: Provérbios 18:24 e 22:24-25.DISCUSSÃO

II. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Sobre que tipos de amizade Salomão está se referindo?

Comentários e CuriosidadesComo somos influenciados pelas amizades: Imitação: “Os que se acompanham com homens e mulheres de moral duvidosa, ou de maus costumes e princípios, dentro em breve estarão andando nos mesmos caminhos.” E. White, TS I, 585.Identificação: “Diga-me com quem andas e dir-te-ei quem és.” Provérbio PopularIncorporação: “Não somente somos julgados pelas amizades que temos, mas assimila-mos as características que apreciamos. Somos moldados pelas pessoas e até pelas coisas que amamos.” Virgínia Davidson.

8

Page 9: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário:

1. Quais são os riscos das amizades equivocadas? Na sua resposta considere: Prov. 13:20.

2. Por que seria perigoso ter amizade com pessoas iracundas e coléricas (grosseiras, brigonas e violentas)?

3. Ninguém é perfeito, porém, que defeitos você considera inaceitáveis e que impedem de alguém ser seu amigo? Na sua resposta considere: Prov. 24:1.

Para pensar:Conta-se que dois viajantes encontraram um urso na estrada. O primeiro subiu numa árvore e se escondeu. O outro, apavorado, resolveu se jogar ao chão e fingir que estava morto. (Dizem que um urso não mexe com quem está morto). O animal chegou perto, cheirou as orelhas dele e foi embora. O amigo que estava na árvore desceu e perguntou ao companheiro: - O que o urso cochichou em seus ouvidos? - Ele me disse para não viajar mais com quem abandona os amigos na hora do perigo. Há amigos e “amigos” do tipo que abandonam o companheiro nos braços do urso. Deus nos adverte para nos afastarmos de tais amizades.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:O que precisamos fazer para encontrar o tipo de amigo que é “mais chegado do que um irmão”? CONCLUSÃOAlguém já disse: “Escolha sabiamente a sua amizade. Avalie bem o seu amigo; verda-deiros amigos, as gemas mais raras, são difíceis de distinguir. Observe-o no verão e no inverno. Conheça bem o seu “Amigo””.Nos próximos dias, peça sabedoria a Deus para tomar alguma decisão relacionada às suas amizades, peça Seu poder para que você demonstre o tipo ideal de amizade para seus amigos.

9

Page 10: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Qual é o seu perfume preferido?

INTRODUÇÃOHá um provérbio popular que diz: “Mais vale um amigo na praça do que dinheiro no caixa.” Cada um de nós deseja ter amigos leais e verdadeiros, mas a pergunta perti-nente é: eu sou esse tipo de amigo o qual desejo encontrar em outros? A verdadeira amizade resiste à prova das intempéries da vida e se mostra leal para com os amigos em seus momentos de crise.

Leia: Provérbios 27:9-10.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Identifique uma das ilustrações usadas por Salomão sobre a importância de um amigo.

Comentários e CuriosidadesAmigo de verdade: Certa revista popular ofereceu um prêmio para o leitor que desse a melhor definição do que é ser “amigo”. Veja quais foram as quatro respostas finalistas:1. “Amigo” é alguém que multiplica as alegrias e divide as tristezas.2. “Amigo” é alguém que compreende o nosso silêncio.3. “Amigo é um volume de simpatia encadernado em percalina.4. “Amigo” é aquele que aparece quando todo mundo desaparece.O ganhador foi o autor da definição de nº 4. Qual seria sua escolha?

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário:1. Dizia Aristóteles que “A adversidade revela os que não são realmente amigos.” Por que as dificuldades revelam os verdadeiros amigos? Na sua resposta considere: Prov. 17:17.2. De que forma a amizade, comparada com um perfume, caracteriza o valor de um verdadeiro amigo?3. Que significa “mais vale o vizinho perto do que um irmão longe”?

10

Page 11: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

Para pensar:Anne Sullivan nasceu pobre e com grande deficiência visual. Depois que uma operação lhe restaurou parte da visão, ela dedicou a vida ao trabalho em favor dos cegos.Foi nesse trabalho que ela conheceu Helen Keller, autora da célebre frase: “Há algo pior do que ser cego. Poder ver e não ter visão.” Helen Keller não podia ver e ouvir, mas aprendeu a se comunicar graças ao amor e paciência que Anne Sullivan lhe dedicou.Helen e Anne foram amigas inseparáveis durante 49 anos. Quando Anne também ficou cega, Helen retribuiu a bondade da amiga ajudando-a a superar a incapacidade. Após a morte da amiga, Helen Keller disse: “Oro por forças para superar a silenciosa escuridão até que ela torne a sorrir para mim.”

Comentários e CuriosidadesTrês Tipos de Amigos:

1. O que se iguala a nós.• É com o qual partilhamos ideais, conceitos e planos.• É o que nos estimula a ser tudo que podermos ser.

2. O que nos serve de modelo.• É o que personifica os alvos que estabelecemos para nós mesmos.• É o que percorreu o caminho antes de nós.• É a quem podemos recorrer em busca de sábios conselhos.

3. O que nos admira.• O que busca nossos conselhos.• O que procura nos imitar.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:O que você pretende fazer para perfumar a vida de seus amigos?

CONCLUSÃODiz Ellen White “O calor da verdadeira amizade, o amor que liga coração a coração, é um antegozo das alegrias do céu.” CBV, 360. Que privilégio poder influir na vida das pessoas! Nesta próxima semana, veja se há um amigo que precisa de seus préstimos, não espere ser procurado, ceda seu ombro, console, leve um sorriso, uma palavra de esperança; mostre que você é um amigo de verdade.

11

Page 12: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em GrupoAlguma vez você já “brigou” com alguém e falou “poucas e boas” e, arrependido, con-fessou: “eu bem que poderia ter me controlado”?

INTRODUÇÃOPara que os relacionamentos sejam duradouros e significativos precisamos ser sábios na comunicação. O que falamos, porque falamos, como falamos e quando falamos deter-minam se nossos relacionamentos são saudáveis ou não.

Leia: Tiago 3:1-12.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Cite uma das ilustrações usadas por Tiago para mostrar a necessidade de dominar a língua. Explique como isso ilustra o poder de nossas palavras.

Comentários e CuriosidadesAs palavras têm que ver com o cérebro: “O homem justo pensa antes de dar uma resposta, mas o perverso vai falando suas maldades sem pensar no que está dizendo.” .Prov. 15:28 (Bíblia Viva).Às vezes ficar calado é sabedoria: “O homem que sabe ficar calado e manter a calma é sábio.” Prov. 17:27 (Bíblia Viva). “Até o tolo passa por sábio quando apenas escuta em vez de dar suas opiniões.” Prov. 17:28.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoEscolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário:1. Em que sentido quem domina a língua é capaz de dominar-se a si mesmo?2. Por que é tão difícil controlar a língua?3. Que significado tem a pergunta de Tiago: “Acaso, pode a fonte jorrar do mesmo lugar água salgada e água doce?”

IlustraçãoConta-se que uma mulher que brigava constantemente com o marido foi aconselhada a comprar certa “Água Mágica”, vendida por alguém da cidade. Aquela senhora fez uso da água e, de fato, as brigas terminaram. Querendo saber o segredo de tão poderosa água

12

Page 13: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

, para sua surpresa, ouviu do vendedor não haver nenhum poder mágico, mas sim no fato da pessoa ficar com a boca cheia de água, impossibilitando-a de falar. Uma vez que não há revide, não há briga.Ao contar essa história para uma senhora, ela respondeu: “Se eu encher a boca de água e meu marido me desacatar, solto a água no rosto dele rapidinho, pois não guardo desaforo.”

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoO que precisa acontecer ou fazer para você controlar e aperfeiçoar sua linguagem? Que passos pretende dar?

Comentários e CuriosidadesDicas de como controlar a língua• Falar só no tempo certo. Ecl. 3:7. “Há tempo de estar calado e tempo de falar.”

• Falar menos e ouvir mais. Tia. 1:19. “Seja pronto para ouvir e tardio em falar.”

• Não fale sem pensar. “Utilize o cérebro antes de abrir a boca.”

• Quando tentado a retrucar conte: “1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1. Repita três vezes.

CONCLUSÃOLembre-se que “nossas palavras têm poder para construir ou destruir nossa vida. Quem usa bem suas palavras receberá benefícios em troca”. Prov. 18:21 (Bíblia Viva). Portan-to, receba a “sabedoria que desce lá do alto” Tia. 3:17 e desfrute de relacionamentos saudáveis.

13

Page 14: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Qual foi uma das últimas vezes que uma pessoa foi “grossa” com você? Como se sentiu? Você já se sentiu mal por ter respondido “à altura” e “na lata” a uma grosseria?

INTRODUÇÃOÀs vezes, em nossos relacionamentos precisamos nos dirigir às pessoas e tratar de assuntos que nem sempre são agradáveis, mas não temos o direito de violentar seus sentimentos com palavras ásperas. Ellen White afirma: “quantos corações dilacerados, amigos alheados, vidas arruinadas por causa das palavras ásperas.” Educação, 237.

Leia: Provérbios 15:1-7.DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Quais são os contrastes entre as palavras do sábio e as do insensato? Que efeitos elas produzem? Comentários e CuriosidadesComo corrigir sem ferir? Florence Allshoam, uma dedicada professora, quando tinha alguma correção para fazer sempre colocava o braço em volta do ombro do aluno. Ela dizia a verdade e o que era necessário; mas cuidava em fazê-lo bondosamente e de uma maneira que ajudasse e não ferisse.Bumerangue: palavras duras têm efeito bumerangue, o que vai, volta. “A palavra da frente ensina a de trás” e “Quem diz o que quer, ouve o que não quer.”

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoEscolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Quais são os efeitos das palavras brandas e das palavras duras?

2. Existem certas verdades que precisam ser faladas. De que maneira devemos falar essas verdades sem que as pessoas se ofendam?

3. Que sugestões você faz para quem deseja ter palavras polidas?

4. Que significado tem as palavras de Salomão: “Os olhos do Senhor estão em todo lugar contemplando os maus e os bons”?

14

Page 15: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

Para pensar:Um rabi judeu gostava de caminhar e cumprimentar todos que encontrava. Encontrou um senhor chamado Müller.- Bom dia, Sr. Müller. – Bom dia, Sr. rabi, veio a resposta.

Isso se repetiu por muitos anos. Quando chegou a guerra, o rabi foi enviado para o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia. Duas filas foram preparadas. Numa delas estavam os jovens e homens mais fortes; noutra os idosos e os mais débeis. Qual não foi a surpresa do rabi ao se aproximar do oficial que indicava de que lado deviam seguir, uns para a morte e outros para a vida, verificar que era o soldado nazista Müller.- Bom dia, Sr. Müller – disse ele. O oficial perguntou o que fazia ali e ele não soube re-sponder. Müller imediatamente indicou para a direção daqueles que seriam levados para o campo de concentração. O amável rabi foi transferido e sobreviveu à Segunda Guerra Mundial. O costume gentil e bondoso de dar “bom dia” salvou-lhe a vida.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoQual é a contribuição do estudo de hoje para que você tenha um estilo de linguagem mais apropriada em seus relacionamentos?

Considere- Col. 4:6: “A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para saberdes como deveis responder a cada um.”- Isa. 50:4: “O Senhor Deus me deu língua de eruditos, para que eu saiba dizer boas palavras ao cansado.”- Prov. 25:11: “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita em tempo oportuno.”

CONCLUSÃO“Um que é poderoso será vossa força e apoio. Necessitais de nova conversão dia-a-dia. Morrei para o próprio eu, conservai refreada a vossa língua, controlai vossas palavras.” E. White, Testemonies. I, 698 e 699.

15

Page 16: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Você gosta de ser criticado mesmo sabendo que está errado? Como você costuma reagir à crítica? - Ignora. - Fica irritado.- Disfarça.- Assimila com naturalidade.- Procura dar o troco.- Fica deprimido.

INTRODUÇÃOGostamos de julgar e censurar as pessoas, mas nem sempre temos a consciência dos efeitos que a crítica traz para quem é criticado. Você conhece alguém que, sincera-mente, goste de ser criticado? Mesmo quando a crítica é construtiva ela afeta a digni-dade das pessoas, aliás, alguém disse que “a crítica só é construtiva para quem a faz nunca para quem foi criticado.”

Leia: Tiago 3:5-6, 9-10.DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:A que são comparados os efeitos negativos da língua?

Comentários e CuriosidadesDefinição de crítica: Censurar, examinar, julgar, falar mal, pôr defeitos.Fradique Mendes diz que “a língua é um músculo chato, flexível, com uma extremidade presa e a outra solta. Aí é que está precisamente o grande problema da humanidade.”Ellen White afirma que “o espírito de tagarelice e maledicência é um dos instrumentos de Satanás, para semear a discórdia e a luta, para separar amigos e solapar a fé de mui-tos na veracidade de nossas crenças.” TS 3, 172.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Que “coisas” podem ser queimadas pela chama de “fogo” da língua?

16

Page 17: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

2. Qual deve ser a melhor maneira de ajudar alguém sem que ela se sinta criticada? Na sua resposta considere: Prov. 15:28.

3. O que é necessário para que nossa língua seja somente bênção para as pessoas? Na sua resposta considere: Col. 4: 6.

Para pensar:Um homem viajava com algumas criancinhas em um comboio. À medida que o trem andava um senhor ao lado foi ficando irritado com o barulho e o choro das crianças. O pai, em vão tentava acalmá-las. De repente, aquele senhor se levanta e destrata o pobre homem com várias críticas. “Perdoe-me” diz o homem, “estas crianças são órfãs de mãe; sua mãe faleceu faz poucos dias, por isso estão inconsoláveis.” Aquele senhor perdeu uma grande oportunidade de ficar calado. Antes de tentarmos corrigir uma pes-soa, se desejamos ajudá-la, necessitamos conhecer seus motivos.

Comentários e CuriosidadesOs cinco principais motivos porque as pessoas criticam:1. Vingança: Você não vai com a cara de uma pessoa e ainda descobre que ela anda falando mal de você. O “troco” é dado de imediato.

2. Inveja: Invejar a alguém é admitir que ela é superior, portanto, o “orgulho não toler-ará nenhuma concessão.” E. White, TS, 2,1.

3. Incapacidade: “A crítica é o imposto da incapacidade sobre o mérito.” Lawrence Sterne.

4. Perfeccionismo: “Alguns não poderão ir para o céu, achariam defeito até em Deus.” E. White, TS 2, 21.

5. Encobrir os defeitos: “apontam para as faltas e fracassos alheios, a fim de distrair a atenção dos outros dos seus próprios.” Idem.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:O que Deus lhe falou por meio do texto e do estudo de hoje? Que mudanças precisam acontecer em sua vida?

Conclusão“Abstende-vos de dizer alguma coisa que prejudique a influência de outra pessoa; pois condescendendo com essas palavras de crítica, blasfemais o santo nome de Deus tão verdadeiramente como se estivésseis praguejando. “E. White, SDABC, 1093.

17

Page 18: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Qual é seu prato predileto?

INTRODUÇÃOComo as pessoas gostam de fofocas! Há programas de rádio, TV e revistas especializa-dos em revelar e comentar os “segredos” das pessoas. “Boatos” e “fofocas” são o prato preferido de muita gente. Certas pessoas querem um pouco mais, estão sempre com fome.” Prov. 18:8 (Biblia Viva).

Leia: Levítico 19: 16-18.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Conforme aparece no texto, mencione uma das atitudes que precisamos ter para com o próximo e veja se há correlação com o mexeriqueiro.

Comentários e CuriosidadesDefinição de mexerico ou fofoca: falar sobre a vida alheia, geralmente tecendo malícias e intrigas. Bisbilhotice; intriga; rumor; enredo; boato; difamação; maledicência. Ellen White diz: “O espírito de tagarelice e maledicência é um dos instrumentos de Satanás, para semear a discórdia e a luta, para separar amigos e solapar a fé de muitos na veracidade de nossas crenças.” TS 3, 72.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Qual a relação entre o mexerico e o atentado à vida do próximo? Na sua resposta considere: Prov. 18:21.

2. Por que a fofoca atrapalha tanto os relacionamentos com o próximo? Na sua resposta considere: Prov. 11:13.

3. Por que o fofoqueiro não é alguém de bons relacionamentos? Na sua resposta considere: Prov. 20:19.

4. No contexto de “não andarás como mexeriqueiro” que significado tem o mandamento: “amarás o teu próximo como a ti mesmo”?

18

Page 19: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

Para pensar:Em 1755, João Wesley, juntamente com vários piedosos homens assinaram o seguinte pacto: Fica estabelecido entre nós que assinamos este documento.- Que não ouviremos, nem procuraremos saber de más informações a respeito de outros.- Que, no caso de ouvirmos algum mal uns dos outros, nao seremos afoitos em acreditar.- Que tão logo for possível, comunicaremos oralmente ou por escrito, à parte acusada, aquilo que ouvimos.- Que tão pouco mencionaremos, depois, a outra pessoa qualquer.- Que não faremos exceção a nenhuma destas regras, a menosque nos julguemos absolutamente obrigados a fazê-lo em reunião de grupo.”

Interessante você não acha? Que tal fazermos este pacto em nosso Pequeno Grupo? Vamos ler juntos e depois selar o pacto, apertando a mão um do outro?

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:O que mais lhe chamou atenção no estudo de hoje e que pretende aplicar à sua vida para melhorar seus relacionamentos?

Comentários e CuriosidadesComo devemos reagir diante de pessoas que gostam de fofocas?

Certo homem costumava fazer três perguntas a quem lhe contava uma fofoca e as respostas eram as seguintes:1ª “Tem plena certeza do que está dizendo?” - Não! Me falaram. Parece que é verdade!

2ª “Você já tentou ajudar essa pessoa?” - Não! Eu não tenho coragem!

3ª “Você me autoriza falar com ela?” - Não! Não me comprometa!Então aquele homem dizia: “Não fale mais nesse assunto pra ninguém.”

CONCLUSÃONão se esqueça: “Aqueles que lhe contam as faltas dos outros, com a mesma sem cerimônia publicarão as suas faltas, em se apresentando oportunidade.Ellen White, TS 2, 20. Portanto, faz-se necessário parar a fofoca no seu início, pois “Quando damos ouvidos a uma difamação contra nosso irmão, somos responsáveis pela difamação.” Idem.

19

Page 20: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Dizem que “1º de abril” é o dia da “mentira”. Alguém já fez você de bobo nesta data? Como você se sentiu ao ter sido vítima de alguma mentira?

INTRODUÇÃOSegundo Ellen White nenhum dos dons que recebemos de Deus é capaz de se tornar maior bênção que o dom da palavra. P.J, 335. Porém, quanta dor e sofrimento são produzidos pela mentira. Palavras mentirosas, mesmo as “inocentes, brancas e brandas” são venenos para os relacionamentos interpessoais saudáveis.

Leia: Efésios 4:24-25 e Colossenses 3:9-10.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Comente sobre as razões apresentadas pelos textos para não mentirmos uns aos outros.

Comentários e CuriosidadesMentira: engano propositado; afirmação contrária à verdade com a intenção de enga-nar; embuste; falsidade.

O cúmulo da mentira: é quando o mentiroso acredita ser verdade a sua própria mentira.

Detector de mentira: aparelho capaz de discernir no mentiroso uma reação emo-cional (respiratória, cardíaca, vascular ou excitação) desencadeada por algo que, pro-posto bruscamente, se relacione com a sua mentira.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Por que um cristão não temeria ser testado por um detector de mentiras?

2. Por que é desagradável conviver com um mentiroso? Na sua resposta considere: Prov. 17:4.

20

Page 21: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

3. O que você acha: existem razões que justifiquem uma mentira, mesmo que seja “branca” ou “branda”? Na sua resposta considere: João 8:44.

4. Que significa: “despistes do velho homem e revestistes do novo homem”? Que re-lação isso tem a ver com a mentira? Na sua resposta considere: João 12:22.

Para pensar:Viveu na França um jovem, que morava em companhia de uma tia. Certo dia, ele furtou uma de suas jóias e a vendeu. Quando a tia percebeu a falta da jóia, interrogou-o. Ele negou, e para enfatizar sua ‘inocência” acusou a empregada, que foi expulsa da casa como ladra, apesar de ter declarado sua inocência.Anos depois aquele jovem, agora idoso, vivia deprimido pelo remorso de sua mentira. Felizmente, conseguiu reunir as pessoas envolvidas naquela mentira, confessou o seu erro e pôde viver em paz consigo mesmo e com o próximo.

Comentários e CuriosidadesA farsa da mentira: dizem que a mentira tem pernas curtas. Segundo o filósofo Ralph W. Emerson “Aquele que profere urna mentira, não pode avaliar em que enrascada se meteu, pois precisa inventar mais vinte mentiras para ocultar a primeira.”

III. APLICANDO O TExTO

Participe - discuta em grupo:Releia Efésios 4:24. O que Deus está falando com você neste verso?

CONCLUSÃOPaulo diz que o “novo homem se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.” Col. 3:10. Em Cristo nossas palavras podem construir e recon-struir relacionamentos marcados pela confiança e segurança que, só a verdade, pode proporcionar.

21

Page 22: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Mencione um presente que recebeu que teve um significado muito especial para você.

INTRODUÇÃOA palavra altruísta quer dizer: interesse e dedicação por outrem, vem do latim, “alter” que quer dizer: outro. Altruísta é alguém abnegado pelo próximo, alguém que mostra o amor por meio de suas ações. Bons relacionamentos são construídos por pessoas verdadeiramente altruístas.

Leia: Romanos 12:9-10 e 16-18.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:De acordo com o texto, descreva o que é o amor sem hipocrisia.

Comentários e Curiosidades- Moody o grande pregador dizia: Alegria é o amor sublinhado.Paz é o amor em repouso.Sofrimento é o amor tolerado.Cavalheirismo é o amor em sociedade.Fé é o amor em campo de batalha.Mansidão é o amor na escola.Temperança é o amor em exercício.Bondade é o amor em atividade. - Altruísmo: “Nada façam por ambição egoísta ou vaidade, mas humildemente consid-erem os outros superiores a si mesmos..” Fil. 2:3 (Nova Versão Internacional).- Abastança: “E que o Senhor faça o amor que vocês têm crescer e transbordar uns para com os outros e para com todo mundo.” I Tess. 3:12 (Bíblia Viva).

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoEscolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Qual é a verdade central que Paulo está querendo transmitir, quando fala sobre o amor fraternal, nesta passagem?

22

Page 23: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

2. A que você atribui a necessidade do amor ser constantemente exercitado?Na sua resposta considere: I João 3:18.

3. Por que o orgulho é um grande empecilho para se desenvolver relacionamentos saudáveis? Na sua resposta considere: Rom. 12:16.

Para pensar:Florence Níghtingale é a “patrona” das enfermeiras. Seu nome é lembrado toda vez que uma classe de enfermeiras presta seu voto profissional. Florence nasceu em uma família rica; cedo na vida decidiu viver para os outros. Dedicou a vida para aliviar o sofrimento dos outros.Na Guerra da Criméia, tornou-se conhecida entre os soldados como “a dama da lanterna”, porque nos hospitais de campanha, onde o cuidado médico e a higiene eram mínimos, ela era vista andando, à noite, entre as camas com uma lanterna para levar conforto aos feridos e moribundos. A profissão de enfermagem adquiriu um nome ilustre, graças ao seu exemplo de altruísmo e dedicação.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Pelo estudo de hoje, você se considera uma pessoal altruísta? Em que você precisa melhorar?

Comentários e CuriosidadesVamos testar o seu QA (Quociente de Altruísmo)?1. Ao formar uma fila, você quer ser um dos primeiros?

2. Ao ser distribuído algo, você é “esperto” para garantir sua parte?

3. Ao tomar um transporte, você se apressa para assegurar o melhor lugar?

4. Numa emergência, você passaria por cima de outros para se salvar?

5. Ao repartir algo, você fica com a maior e melhor parte?

CONCLUSÃOComo diz Ellen White: “No coração renovado pela graça divina, o amor é o princípio que regula a ação. Ele modifica o caráter, governa os impulsos, controla as paixões e enobrece as afeições. Este amor acariciado na alma ameniza a vida e derrama influência enobrecedora ao redor.” AA, 550 e 551.

23

Page 24: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Qual foi uma das maiores demonstrações de amor que alguém já fez para você?

INTRODUÇÃOO amor é algo sobremodo excelente e basilar nos relacionamentos entre os seres hu-manos e entre nós e Deus. Veja o que diz João: “Amados, amemos-nos uns aos outros, pois o amor procede de Deus. Aquele que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor.” I João 4:7-8 (Nova Versão Internacional).

Leia: I Coríntios 13:1-8.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha e comente sobre um dos contrastes usados por Paulo para mostrar a sublimi-dade do amor.

Comentários e Curiosidades- Três palavras para Amor no grego: a. Eros: usada especialmente para descrever o amor entre o homem e a mulher. b. Philéo: usada para descrever o amor-amizade. c. Ágape: conforme aparece no texto de hoje, é usada para descrever o amor altruísta, princípio; ela caracteriza o próprio Deus conforme I Jo. 4:8. Deus valoriza o amor: “Aprendei o valor que Deus põe no amor, e permita que as lições que Ele ensina atinjam o coração, e que sem ele não tem valor as demais qualidades.” E. White, CBA VI, 109.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoEscolha uma das perguntas abaixo e faça seus comentários:1. Qual o significado das frases: “ainda que...” e “se não tiver amor...”?

24

Page 25: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

2. Escolha uma das qualidades do amor e comente por que você considera a mais desafiadora e determinante para se construir relacionamentos saudáveis.

3. Você acredita ser possível ao ser humano viver estas características do amor? De que forma?

Para pensar:13 de janeiro de 1982. O avião da Flórida, “Vôo 90” decolou na pista do Aeroporto Na-cional de Washington. O peso adicional do gelo nas asas e na fuselagem era excessivo; o avião estremeceu e depois começou a perder altura. Alguns segundos mais tarde, ele bateu na armação de uma ponte e mergulhou nas águas geladas do Rio Potomac.Quando um helicóptero de salvamento baixou um cabo na água para os sobreviventes, um homem pegou e passou-o para outra pessoa. Cinco vezes o cabo foi colocado ao seu alcance, e cinco vezes ele passou para outras pessoas. Quando o helicóptero retor-nou pela sexta vez, o homem estava morto. Ele foi identificado como Arland Williams Júnior, um bancário de 46 anos de idade. No dia 6 de junho de 1983, o presidente dos Estados Unidos conferiu-lhe postumamente a medalha de ouro como salva vidas da Patrulha Costeira.“Meus filhinhos, nosso amor não deve ser somente de palavras e de conversa. Deve ser amor verdadeiro, que se mostra por meio de ações.” I Jo. 3:18. (Bíblia na Linguagem de Hoje).

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Observe abaixo “As Faces do Amor”. Se você substituir nas duas listas a palavra “amor” por “Jesus” notará uma identificação perfeita. Tente agora substituir pelo seu nome. Em que você precisa melhorar?

Comentários e CuriosidadesAs Faces do Amor – O que o amor é, e o que o amor não é:O Amor é... O Amor não é...1. Paciente 1. Ciumento2. Bondade 2. Invejoso3. Verdade 3. Arrogante4. Fé 4. Egoísta5. Esperança 5. Irritável6. Tolerante 6. Ressentido7. Lealdade 7. Malicioso8. Eterno 8. Injusto

CONCLUSÃODisse Jesus: “O meu mandamento é este: amem-se uns aos outros como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos amigos.” Jo. 15:13-14. (Nova Versão Internacional).

25

Page 26: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - discuta em grupoNa sua infância, alguma vez você foi flagrado fazendo algo errado? Foi perdoado ou teve que pagar o “preço”?

INTRODUÇÃONenhum relacionamento sobrevive sem perdão. Como todo mundo comete falhas, em algum momento os relacionamentos precisam de restauração, é aqui que entra em cena o perdão. Todos carecem e gostam de perdão, portanto necessitamos aprender a perdoar.

Leia: Colossenses 3:12-14.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma palavra deste texto que fala sobre as características de uma pessoa de fácil relacionamento?

Comentários e CuriosidadesPerdão: “Significa corretamente ´doar-se´ ao outro, para curar a ferida e cuidar das necessidades do outro.” Dick Winn.O Perdão: É deixar de viver o passado, é desfrutar do presente, é conquistar o futuro.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário:1. Qual o significado da expressão: “Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós”?

2. O que é mais difícil de falar: “Você me perdoa?” ou “Eu te perdôo!” Justifique sua resposta.

3. Qual, você acha, deve ser o limite para perdoar outra pessoa? Na sua resposta considere: Mat. 18:21-22.

4. O que Paulo desejava expressar com a frase: “acima de tudo isto, prém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição”?

26

Page 27: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

IlustraçãoCerto menino que fizera uma travessura e a confessara, foi sentenciado pelo pai a pas-sar três dias a pão e água.Por dois dias tivera diante de si um prato com pão e um copo d’ água. O pai pergunta ao filho se está gostando do cardápio. O filho responde que não, e pergunta ao pai: O senhor não pode me perdoar, papai”?

O pai responde: Não, não posso. Minha palavra não pode voltar atrás. O menino in-siste: mas não pode mesmo me perdoar?Não, não posso quebrar minha palavra. Papai, como pode o senhor orar o Pai Nosso? “E perdoa- nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos deve-dores.” Mat. 6:12.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Por que temos dificuldade para perdoar? Que passos precisamos dar para que este seja um ato natural nos relacionamentos?

Para pensar:Um jovem foi condenado à prisão perpétua. Caleb Young achou que a sentença era muito severa. Após insistentes apelos ao governador, ele conseguiu o perdão para aquele jovem. Caleb, de posse do documento de absolvição, foi à penitenciária para dar a notícia ao prisioneiro. No diálogo que se seguiu, perguntou Caleb: O que você faria se fosse solto da prisão?Respondeu o jovem: Se me deixassem sair daqui, procuraria o juiz que me condenou e o mataria. Depois eu pegaria o promotor que fez a acusaçao e as testemunhas e os mataria um a um. Caleb Young estarrecido não mencionou que conseguira a absolvição e, à saída da penitenciária, rasgou o documento de perdão em vários pedacinhos.

CONCLUSÃO“Jesus nos ensinou que só poderemos receber o perdão de Deus setambém nós perdoarmos aos outros. Aquele que não perdoa, obstrui o próprio con-duto pelo qual, unicamente, pode receber misericórdia de Deus.” Ellen White, MDC, 113.

27

Page 28: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em Grupo:Você conhece alguém “mala” ou “chato”? Tem algum amigo assim? (Não cite nomes). Como você faz para conviver com pessoas deste tipo?

INTRODUÇÃOViver em comunidade é uma verdadeira ciência. Como as pessoas são bastante difer-entes em suas culturas e personalidades, carecemos exercitar o amor para vivermos a união desejada por Cristo. Veja só o ideal almejado por Jesus: “A fim de que todos sejam um; e como Tu, ó Pai, em Mim e eu em Ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que Tu me enviaste.” João 17:21.

Leia: Filipenses 2:1-11.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Quais são as qualidades indispensáveis para vivermos em união uns com os outros, apresentadas no texto?

Comentários e CuriosidadesEsse texto apresenta um contraste entre a humildade e arrogância:Arrogância: é o mesmo que egoísmo, orgulho e auto-exaltação. Conduz às contendas e divisões.Humildade: é o mesmo que altruísmo, amor ao próximo e ser despretensioso. Con-duz à harmonia e a união.

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em GrupoPensando em relacionamento, comunidade e união, escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário.O que significa para você: 1. Ter o mesmo amor?

2. Ter as mesmas opiniões?

3. Ter o mesmo espírito e propósitos?

28

Page 29: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

4. Considerar, humildemente, os outros melhores do que você?

5. Que princípios da vida de Jesus são indispensáveis para promover a união?

Para pensar:Certa vez, na recepção de uma empresa, meus olhos foram atraídos para o título de um dos artigos de uma revista: “As lições dos Gansos”. (Revista FECESP 86, Nov/95). O autor da matéria relatava que os gansos voam na formação perfeita de um “V”, porque a aerodinâmica do “V” os capacita a voarem 71% a mais, do que se estivessem voando dispersos. À medida que cada ave bate suas asas, cria-se um vácuo, ou uma corrente de ar ascendente para o pássaro que vem atrás. Quando o ganso líder se cansa, muda para trás na formação e, imediatamente, um outro assume o lugar, voando para a posição de ponta. Os gansos de trás grasnam para incentivar e encorajar os da frente e aumentar a velocidade. Quando um ganso fica doente, ferido, ou abatido, dois deles saem da formação e seguem-no para ajudá-lo e protegê-lo. Ficam com ele até que esteja apto a voar de novo, ou morra. Só assim, eles voltam ao procedimento normal, com outra formação, ou vão atrás de um outro bando. Após esse relato, o articulista apresenta quatro lições que os gansos nos ensinam:

1ª Lição: pessoas que compartilham uma direção comum e senso de comunidade podem atingir seus objetivos, mais rápido e facilmente.

2ª Lição: é preciso acontecer um revezamento das tarefas pesadas. As pessoas, à semelhança dos gansos, são dependentes umas das outras.

3ª Lição: precisamos nos assegurar de que o nosso “grasno” seja encorajador para que a nossa equipe aumente o seu desempenho.

4ª Lição: se nós tivermos bom senso e sensibilidade quanto um ganso, estaremos, à semelhança dessas aves, ao lado dos outros nos momentos difíceis.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:O que Deus lhe falou no estudo de hoje? E que lição(s) dos gansos você sente que pre-cisa praticar para melhorar seu relacionamento?

CONCLUSÃOSpurgeon apresenta as seguintes razões para vivermos em união: “Porque somos red-imidos por um sangue; somos participantes da mesma vida, alimentando-nos do mesmo pão celestial, estamos unidos pela mesma cabeça vivente, buscamos os mesmos fins, amamos ao mesmo Pai, somos herdeiros das mesmas promessas, e habitaremos juntos para sempre no mesmo céu.”“Oh! como é agradável viverem unidos os irmãos.” Sal. 133:1.

29

Page 30: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

QUEBRA–GELO

Participe - Discuta em GrupoQual foi uma das situações mais engraçada que você já passou?

INTRODUÇÃONada melhor do que concluir esta série sobre Relacionamentos, falando sobre alegria e sorriso. Pois como diz Salomão: “Um coração alegre deixa o rosto mais bonito; um coração triste tira o ânimo e a disposição de enfrentar a vida.” Prov. 15:73 (Bíblia Viva).Leia: Filipenses 4:1-4.

DISCUSSÃO

I. CONHECENDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Na experiência de Paulo com os filipenses, que relação existe entre alegria e relaciona-mento?

Comentários e CuriosidadesSorria: Enquanto que para manter o rosto fechado movemos 73 músculos, para sorrir movemos apenas 16 músculos. Até por uma questão de economia, vale a pena sorrir. Sorria, pois alegria também é economia!Já dizia Luiz Waldvogel: “Ninguém precisa tanto de um sorriso como aquele que não sabe mais sorrir.”Rir é o melhor remédio: “O coração alegre é bom remédio para o corpo, mas a tristeza na alma acaba com a saúde do homem.” Prov. 1 7:22 (Bíblia Viva).

II. INTERPRETANDO O TExTO

Participe - Discuta em Grupo:Escolha uma das perguntas abaixo e faça seu comentário: 1. Que significa “alegrai-vos sempre no Senhor”?

2. Como você reagiria diante de uma pessoa que o recriminasse por ser alegre e sor-ridente?

3. Que cuidados devemos ter com piadas “picantes” e motivos banais para provocar risos? Em sua resposta considere: Efé. 4:29

30

Page 31: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos

Para pensar:Um garotinho, com necessidades especiais, manquejava rua abaixo apoiado em mu-letas. Apesar do sofrimento, assobiava uma alegre melodia. Alguém se aproxima dele e pergunta: - Como você consegue ser alegre sendo portador de necessidades especiais?- O garoto, então, responde: tenho deficiência nos pés e não no coração! A presença de Cristo em nossa vida faz-nos radiantes e cheios de paz. Ellen White afirma:“A religião de Jesus proporciona abundância de paz. Não extingue o brilho da alegria, não restringe o gozo, nem toda a fisionomia radiante e sorridente.” CC, 103.

III. APLICANDO O TExTO

Participe - Discuta em grupo:Que motivação o texto de hoje trouxe para que você seja uma pessoa alegre e sorri-dente?

Comentários e CuriosidadesOs dez mandamentos do Sorriso:1. Não deves rir pouco, o sorriso é saudável.

2. Não deves rir demais, o riso demasiado te torna ridículo.

3. Ri, se puderes, das dificuldades de tua vida, assim mostrarás que és mais forte do que elas.

4. Não rias dos teus gracejos, senão lhes tirarás toda a graça.

5. Não rias dos defeitos alheios, pois ninguém é perfeito. Nem mesmo tu.

6. Aprende a rir de coração, como as crianças.

7. Não deves rir em tempo inoportuno, pois isso magoa a outros.

8. Não deves rir muito alto, as gargalhadas causam má impressão.

9. Sorri na ocasião certa.

10. Seja o teu sorriso verdadeiro, saudável e cativante.

CONCLUSÃOVeja o que escreveu Cipriano: “Descobri pessoas que encontraram uma alegria que é mil vezes melhor do que qualquer dos prazeres desta vida pecadora. São os cristãos e agora sou um deles.”A alegria e o sorriso têm tudo a ver com relacionamentos interpessoais saudáveis.

31

Page 32: Como Construir Relacionamentos Saudaveis - Estudo Relacional da Bíblia para Pequenos Grupos