Ctb Sped Contabil

download Ctb Sped Contabil

of 85

  • date post

    12-Jul-2015
  • Category

    Documents

  • view

    1.330
  • download

    2

Embed Size (px)

Transcript of Ctb Sped Contabil

SPED CONTABILManual de Instalao e Utilizao

Renato Ferreira Campos [email protected]

SPED CONTBIL

INDICEI - Apresentao .......................................................................................................................................... 4 Universo de Atuao ................................................................................................................................ 5 SPED Contbil ....................................................................................................................................5 Fluxo de envio das informaes ....................................................................................................... 7 Fluxo de acesso ............................................................................................................................... 7 SPED Fiscal ........................................................................................................................................8 NF-e Ambiente Nacional.....................................................................................................................9 II - Embasamento legal para o desenvolvimento da ECD .................................................................... 10 Instruo normativa RFB n 787, de 19 de novembro de 2007 ............................................................. 10 Ato Declaratrio Executivo Cofis n 36, de 18 de dezembro de 2007 ........................................... 13 III - Procedimentos para implantao do SPED Contbil ..................................................................... 14 Compatibilizador da base Contbil para a ECD ..................................................................................14 Procedimentos para implantao ........................................................................................................14 1. Procedimentos para atualizao ........................................................................................................ 15 2. Procedimentos para configuraes referente ao ambiente ............................................................... 18 3 - Procedimentos para a instalao do WebService do TOTVS Services SPED ................................ 28 IV - Procedimentos para utilizao ......................................................................................................... 35 Cadastro de Plano de Contas (CT1) ...................................................................................................35 Cadastro de Participantes (CVC), Signatrios (CVB) e Plano de Contas Referencial (CDV) ............35 Cadastro de Configuraes de Livros (CTN) e Viso Gerencial (CTS) ..............................................35 Cadastro de Empresas (SIGAMAT SM0) .........................................................................................35 FAQ - Dvidas Freqentes..................................................................................................................... 41 FAQ. Mensagens utilizadas pelo SPED. .............................................................................................42 Leyaute de escriturao contbil digital LECD .................................................................................45 Informaes gerais ................................................................................................................................. 46 Gerao ...............................................................................................................................................46

2

SPED CONTBILV - Referncias para o preenchimento do arquivo ............................................................................... 47 Dados tcnicos de gerao do arquivo .................................................................................................. 47 Caractersticas do arquivo digital ........................................................................................................47 Regras gerais de preenchimento ........................................................................................................47 Regras de preenchimento dos campos com centedo alfanumrico (C) ...................................... 48 Regras de preenchimento dos campos com contedo numrico nos quais h indicao de casas decimais .......................................................................................................................................... 48 Regras de preenchimento de campos numricos (N) cujo contedo representa data .................. 49 Regras de preenchimento de campos numricos (N) cujo contedo represente perodo ............ 49 Nmero, caracteres ou cdigos de identificao.................................................................................49 Tabelas de cdigo ...............................................................................................................................51 Tabelas externas ............................................................................................................................ 51 Tabelas internas ............................................................................................................................. 51 Tabelas intrnsecas ao campo........................................................................................................ 51 Tabelas elaboradas pelo empresrio ou sociedade empresria ................................................... 52 Blocos do arquivo ................................................................................................................................52 Registros dos blocos ...................................................................................................................... 53 Campos dos registros ..........................................................................................................................56 Tabelas externas .................................................................................................................................57 Composio dos livros .........................................................................................................................58 Formas de escriturao .......................................................................................................................60 Apndice B Leiaute dos registros .....................................................................................................61 Bloco 0: Abertura, Identificao e referncias................................................................................ 61 Bloco I Lanamentos contbeis................................................................................................... 66 Bloco J Demonstraes contbeis .............................................................................................. 79 Bloco 9 Controle e encerramento do arquivo digital ................................................................... 84

3

SPED CONTBILI - ApresentaoInstitudo pelo Decreto n 6.022, de 22 de janeiro de 2007, o projeto do Sistema Pblico de escriturao Digital (SPED) faz parte do Programa de Acelerao do Crescimento do Governo Federal (PAC 2007-2010) e constitui-se em mais um avano na informatizao da relao entre o fisco e os contribuintes. De modo geral, consiste na modernizao da sistemtica atual do cumprimento das obrigaes acessrias, transmitidas pelos contribuintes s administraes tributrias e aos rgos fiscalizadores, utilizando-se da certificao digital para fins de assinatura dos documentos eletrnicos, garantindo assim a validade jurdica dos mesmos apenas na sua forma digital. composto por trs grandes subprojetos: Escriturao Contbil Digital, Escriturao Fiscal Digital e a NF-e - Ambiente Nacional. Representa uma iniciativa integrada das governamentais: federal, estadual e municipal. administraes tributrias nas trs esferas

Mantm parceria com 20 instituies, entre rgos pblicos, conselho de classe, associaes e entidades civis, na construo conjunta do projeto. Firma Protocolos de Cooperao com 27 empresas do setor privado, participantes do projeto-piloto, objetivando o desenvolvimento e o disciplinamento dos trabalhos conjuntos. Possibilita, com as parcerias fisco-empresa, planejamento e identificao de solues antecipadas no cumprimento das obrigaes acessrias, em face s exigncias a serem requeridas pelas administraes tributrias. Faz com que a efetiva participao dos contribuintes na definio dos meios de atendimento s obrigaes tributrias acessrias exigidas pela legislao tributria contribua para aprimorar esses mecanismos e confira a esses instrumentos maior grau de legitimidade social. Estabelece um novo tipo de relacionamento, baseado na transparncia mtua, com reflexos positivos para toda a sociedade.

ObjetivoO SPED tem como objetivo, entre outros: - Promover a integrao dos fiscos, mediante a padronizao e compartilhamento das informaes contbeis e fiscais, respeitadas as restries legais. - Racionalizar e uniformizar as obrigaes acessrias para os contribuintes, com o estabelecimento de transmisso nica de distintas obrigaes acessrias de diferentes rgos fiscalizadores. - Tornar mais clere a identificao de ilcitos tributrios, com a melhoria do controle dos processos, a rapidez no acesso s informaes e a fiscalizao mais efetiva das operaes com o cruzamento de dados e auditoria eletrnica. - A maioria dos contribuintes j se utiliza dos recursos de informtica para efetuar tanto a escriturao fiscal como a contbil, as imagens em papel simplesmente reproduzem as informaes oriundas do meio eletrnico. - A facilidade de acesso escriturao, ainda que no disponvel em tempo real, amplia as possibilidades de seleo de contribuintes e, quando da realizao de auditorias, gera expressiva reduo no tempo de sua execuo.

4

SPED CONTBILUniverso de AtuaoSPED Contbil SPED Fiscal NF-e Ambiente Nacional

SPED ContbilA legislao tributria federal exige que, alm do Livro Dirio, o contribuinte escriture o Livro Razo. Obriga, tambm, as pessoas jurdicas no optantes pelo Simples a apresentarem os arquivos eletrnicos que representem a Contabilidade. A legislao previdenciria federal tambm exige a apresentao de arquivos que representem a Contabilidade, mas em formato diferente do previsto na legislao fiscal. Dessa forma, so quatro formas distintas de representar uma mesma realidade, sujeitas a formalidades distintas: Livro Dirio: escriturao em papel; lanamentos em ordem cronolgica; termos de abertura e encerramento; transcrio das demonstraes contbeis. Livro Razo: escriturao em papel; lanamentos em ordem de conta e data; Arquivos eletrnicos em dois formatos distintos compostos, basicamente, por plano de contas, lanamentos e saldos. Nos arquivos eletrnicos atualmente entregues, em cerca de 90% dos casos, constata-se que eles representam de forma adequada a escriturao em papel e, a partir do mesmo conjunto de arquivos, pode-se gerar os Livros Dirio e Razo. Desse cenrio geral, temos: Baixa produtividade na execuo da auditoria; Informaes declaratrias no confiveis; Facilidade de simulao de transaes comerciais; Dificuldade na execuo dos controles; Falta de compatibilidade entre os dados econmico-fiscais dos contribuintes; Indisponibilidade de informao das transaes comerciais em tempo hbil; Dificuldade de disponibilizar, compartilhar e trocar de informaes; Alto custo de impresso, manipulao e armazenamento de livros da escriturao comercial; Dificuldade no cumprimento de obrigaes acessrias; Falta de padronizao de obrigaes acessrias entre os Estados/SRF; Extravio de livros fiscais como instrumento para obstruir o desenvolvimento da ao fiscal; Dificuldades em rastrear operaes dissimuladas.

5

SPED CONTBILO SPED Contbil visa substituio da emisso de livros contbeis (Dirio e Razo) em papel pela sua existncia apenas digital. Os livros: Dirio e Razo sero gerados a partir de um mesmo conjunto de informaes digitais. A soluo abrange os fiscos federal, estaduais, futuramente municipais, DNRC, CFC, Banco Central, SUSEP, CVM e contribuintes que iro fornecer informaes para a composio da base dados. A entrega (autenticao) dos livros dever seguir a periodicidade atual. Para o SPED Contbil est sendo construdo um programa para validao e transmisso do arquivo com a escriturao contbil. Esse aplicativo tambm exibir na tela a contabilidade da empresa, nos formatos de dirio ou razo, e as Demonstraes Contbeis. O arquivo dever ser assinado digitalmente pelo empresrio ou representante legal da sociedade empresria e pelo contabilista responsvel pela escriturao. O aplicativo conter, tambm, funcionalidades para a realizao das assinaturas digitais. Depois de assinado, o arquivo ser encaminhado para o SPED que disponibilizar para as Juntas Comerciais as informaes necessrias autenticao. A Junta Comercial far uma srie de validaes prprias e depois autenticar o livro entregue. Essa informao de autenticao fornecida ao titular da escriturao por intermdio do SPED por meio de consulta Internet. Depois de recebida, a escriturao contbil armazenada em um banco de dados que ir permitir que os rgos parceiros do SPED obtenham cpias integrais do arquivo. O titular da escriturao poder, pela Internet, ter conhecimento de qual rgo teve acesso a sua escriturao. Uma vez transmitido, qualquer pessoa que tiver o arquivo, poder verificar a autenticidade da escriturao contbil da empresa e visualizar e imprimir a escriturao. J foram homologados e em breve entraro em produo os seguintes aplicativos: Programa Validador e Assinador - PVA; Receitanet com as adaptaes necessrias transmisso de grandes arquivos; Ferramenta de download (disponvel somente para as Juntas Comerciais); Consulta, pelos titulares da escriturao, dos downloads realizados; Ferramenta para permitir que as Juntas Comerciais, como contingncia, realizem suas atividades utilizando a Internet.

6

SPED CONTBILFluxo de envio das informaes

Fig. 1.1

Fluxo de acesso

Fig. 1.2

7

SPED CONTBILSPED FiscalVia de regra, uma empresa no se utiliza da escriturao em papel em seus controles. Recorre aos arquivos eletrnicos que a representam para buscar as informaes de que necessita. Os registros em papel derivam de exigncias legais e sua gerao, autenticao e armazenamento so tarefas meramente burocrticas, sem grande utilidade no dia-a-dia das empresas. Atualmente, as informaes requeridas pelo fisco so fornecidas por meio de um grande nmero de demonstraes em meio eletrnico e diferentes leiautes o que acarreta um aumento de obrigaes acessrias ao contribuinte. Com o SPED contbil e fiscal implantados, a empresa que utiliz-los estar dispensada de apresentar grande parte das informaes fornecidas na DIPJ (Declarao de Informaes Econmico-Fiscais da Pessoa Jurdica) e outras obrigaes acessrias relativas a outros tributos (IPI, PIS/COFINS, etc.) no mbito federal. A seguir esto listadas algumas das obrigaes acessrias que os contribuintes so atualmente obrigados pelos fiscos a entregar e que podero ser incorporados pelo SPED: - Informaes do ICMS Guias informativas anuais Livros de Escrita Fiscal Arquivos do Convnio ICMS 57/95 - Informaes do IPI na DIPJ - Detalhamento da origem do crdito no PER/DCOMP (Pedido Eletrnico de Ressarcimento ou Restituio / Declarao de Compensao), no caso de Ressarcimento de IPI. - Coleta de dados em arquivos digitais pelo sistema SINCO (Sistema Integrado de Coleta). - DNF - Demonstrativo de Notas Fiscais - DCP Declarao do Crdito Presumido do IPI - DE Demonstrativo de Exportao - DIF (Bebidas, Cigarros e Papel Imune) - Arquivos digitais dos produtos do captulo 33 da TIPI (Obrigao acessria especfica para os estabelecimentos industriais de produtos de higiene pessoal, cosmticos e perfumaria cuja receita bruta com a venda desses produtos seja igual ou superior a 100 milhes). - Arquivo com balancetes mensais das instituies financeiras obrigado pelo BACEN e denominado arquivo 4010; - Arquivo de demonstraes trimestrais entregue CVM denominado ITR; - Arquivo com balancetes mensais das seguradoras obrigadas pela Susep;

8

SPED CONTBILNF-e Ambiente NacionalA integrao e a cooperao entre Administraes Tributrias tm sido temas muito debatidos em pases federativos, especialmente naqueles que, como o Brasil, possuem forte grau de descentralizao fiscal. Atualmente, as Administraes Tributrias despendem grandes somas de recursos para captar, tratar, armazenar e disponibilizar informaes sobre a emisso de notas fiscais dos contribuintes. Os volumes de transaes efetuadas e os montantes de recursos movimentados crescem num ritmo intenso e, na mesma proporo, aumentam os custos inerentes necessidade do Estado de detectar e prevenir a evaso tributria. Assim, o projeto justifica-se pela necessidade de investimento pblico voltado para integrao do processo de controle fiscal, possibilitando: - Melhor intercmbio e compartilhamento de informaes entre os fiscos; - Reduo de custos e entraves burocrticos, facilitando o cumprimento das obrigaes tributrias e o pagamento de impostos e contribuies; - Fortalecimento do controle e da fiscalizao. O projeto possibilitar os seguintes benefcios e vantagens s partes envolvidas: - Aumento na confiabilidade da Nota Fiscal; - Melhoria no processo de controle fiscal, possibilitando um melhor intercmbio e compartilhamento de informaes entre os fiscos; - Reduo de custos no processo de controle das notas fiscais capturadas pela fiscalizao de mercadorias em trnsito; - Diminuio da sonegao e aumento da arrecadao; - Suporte aos projetos de escriturao eletrnica contbil e fiscal da Receita Federal e demais Secretarias de Fazendas Estaduais; - Fortalecimento da integrao entre os fiscos, facilitando a fiscalizao realizada pelas Administraes Tributrias devido ao compartilhamento das informaes das NF-e; - Rapidez no acesso s informaes; - Eliminao do papel; - Aumento da produtividade da auditoria pela eliminao dos passos para coleta dos arquivos. - Possibilidade do cruzamento eletrnico de informaes.

9

SPED CONTBILII - Embasamento legal para o desenvolvimento da ECDInstruo normativa RFB n 787, de 19 de novembro de 2007DOU de 20.11.2007 Institui a Escriturao Contbil Digital. Retificada no DOU de 21/11/2007, Seo 1, pg. 43. Retificada no DOU de 22/11/2007, Seo 1, pg. 67. O SECRETRIO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL, no uso da atribuio que lhe confere o inciso III do art. 224 do Regimento Interno da Secretaria da Receita Federal do Brasil, aprovado pela Portaria MF n 95, de 30 de abril de 2007, e tendo em vista o disposto nos arts. 1.179 a 1.189 da Lei n 10.406, de 10 de janeiro de 2002 , no art. 11 da Lei n 8.218, de 29 de agosto de 1991, com a redao dada pelo art. 72 da Medida Provisria n 2.158-35, de 24 de agosto de 2001, no art. 16 da Lei n 9.779, de 19 de janeiro de 1999, nos arts. 10 e 11 da Medida Provisria n 2.200-2, de 24 de agosto de 2001, e no Decreto n 6.022, de 22 de janeiro de 2007, resolve: Art. 1 Fica instituda a Escriturao Contbil Digital (ECD), para fins fiscais e previdencirios, de acordo com o disposto nesta Instruo Normativa. Pargrafo nico. A ECD dever ser transmitida, pelas pessoas jurdicas a ela obrigadas, ao Sistema Pblico de Escriturao Digital (Sped), institudo pelo Decreto n 6.022, de 22 de janeiro de 2007, e ser considerada vlida aps a confirmao de recebimento do arquivo que a contm e, quando for o caso, aps a autenticao pelos rgos de registro. Art. 2 A ECD compreender a verso digital dos seguintes livros: I - livro Dirio e seus auxiliares, se houver; II - livro Razo e seus auxiliares, se houver; III - livro Balancetes Dirios, Balanos e fichas de lanamento comprobatrias dos assentamentos neles transcritos. Pargrafo nico. Os livros contbeis emitidos em forma eletrnica devero ser assinados digitalmente, utilizando-se de certificado de segurana mnima tipo A3, emitido por entidade credenciada pela Infra-estrutura de Chaves Pblicas Brasileira (ICP-Brasil), a fim de garantir a autoria do documento digital. Art. 3 Ficam obrigadas a adotar a ECD, nos termos do art. 2 do Decreto n 6.022, de 2007: I - em relao aos fatos contbeis ocorridos a partir de 1 de janeiro de 2008, as pessoas jurdicas sujeitas a acompanhamento econmico-tributrio diferenciado, nos termos da Portaria RFB n 11.211, de 7 de novembro de 2007, e sujeitas tributao do imposto de renda com base no lucro real; II - em relao aos fatos contbeis ocorridos a partir de 1 de janeiro de 2009, as demais pessoas jurdicas sujeitas tributao do Imposto de Renda com base no Lucro Real. 1 Fica facultada a entrega da ECD s demais pessoas jurdicas no obrigadas nos termos do caput, em relao aos fatos contbeis ocorridos a partir de 1 de janeiro de 2008. 2 As declaraes relativas a tributos administrados pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) exigidas das pessoas jurdicas que tenham apresentado a ECD, em relao ao mesmo perodo, sero simplificadas, com vistas a eliminar eventuais redundncias de informao.

10

SPED CONTBILArt. 4 A ECD dever ser submetida ao Programa Validador e Assinador (PVA), especificamente desenvolvido para tal fim, a ser disponibilizado na pgina da RFB na Internet, no endereo , contendo, no mnimo, as seguintes funcionalidades: I - validao do arquivo digital da escriturao; II - assinatura digital; III - visualizao da escriturao; IV - transmisso para o Sped; V - consulta situao da escriturao. Art. 5 A ECD ser transmitida anualmente ao Sped at o ltimo dia til do ms de junho do ano seguinte ao ano-calendrio a que se refira a escriturao. 1 Nos casos de extino, ciso parcial, ciso total, fuso ou incorporao, a ECD dever ser entregue pelas pessoas jurdicas extintas, cindidas, fusionadas, incorporadas e incorporadoras at o ltimo dia til do ms subseqente ao do evento. 2 O servio de recepo da ECD ser encerrado s 20 horas - horrio de Braslia - da data final fixada para a entrega. Art. 6 A apresentao dos livros digitais, nos termos desta Instruo Normativa, supre, em relao aos arquivos correspondentes, a exigncia contida na Instruo Normativa SRF n 86, de 22 de outubro de 2001, e na Instruo Normativa MPS/SRP n 12, de 20 de junho de 2006. Art. 7 As informaes relativas ECD, disponveis no ambiente nacional do Sped, sero compartilhadas com os rgos e entidades de que tratam os incisos II e III do art. 3 do Decreto n 6.022, de 2007, no limite de suas respectivas competncias e sem prejuzo da observncia legislao referente aos sigilos comercial, fiscal e bancrio, nas seguintes modalidades de acesso: I - integral, para cpia do arquivo da escriturao; II - parcial, para cpia e consulta base de dados agregados, que consiste na consolidao mensal de informaes de saldos contbeis. Pargrafo nico. Para o acesso previsto no inciso I do caput, o rgo ou a entidade dever ter iniciado procedimento fiscal ou equivalente, junto pessoa jurdica titular da ECD. Art. 8 O acesso ao ambiente nacional do Sped fica condicionado a autenticao mediante certificado digital credenciado pela ICP-Brasil, emitido em nome do rgo ou entidade de que trata o art. 7. 1 O acesso previsto no caput tambm ser possvel s pessoas jurdicas em relao s informaes por elas transmitidas ao Sped. 2 O ambiente nacional do Sped manter o registro dos eventos de acesso, pelo prazo de 6 (seis) anos, contendo, no mnimo: a) identificao do usurio; b) autoridade certificadora emissora do certificado digital; c) nmero de srie do certificado digital; d) data e a hora da operao; e e) tipo da operao realizada, de acordo com o art. 7. Art. 9 As informaes sobre o acesso ECD pelos rgos e entidades de que trata o art. 7 ficaro disponveis para a pessoa jurdica titular da ECD, em rea especfica no ambiente nacional do Sped, com acesso mediante certificado digital. Art. 10. A no apresentao da ECD no prazo fixado no art. 5 acarretar a aplicao de multa no valor de R$ 5.000,00 (cinco mil reais) por ms-calendrio ou frao. Art. 11. Fica aprovado o Manual de Orientao do Leiaute da ECD constante do Anexo nico.

11

SPED CONTBILArt. 12. A Coordenao-Geral de Fiscalizao (Cofis) editar as normas complementares a esta Instruo Normativa, em especial: I - as regras de validao aplicveis aos campos, registros e arquivos; II - as tabelas de cdigo internas ao Sped, referenciadas no Manual de que trata o art. 11; III - as fichas de lanamento de que trata o inciso III do art. 2. Art. 13. Esta Instruo Normativa entra em vigor na data de sua publicao.

12

SPED CONTBILAto Declaratrio Executivo Cofis n 36, de 18 de dezembro de 2007DOU de 21.12.2007Dispe sobre as regras de validao e as tabelas de cdigos aplicveis Escriturao Contbil Digital. O COORDENADOR-GERAL DE FISCALIZAO, no uso da atribuio que lhe confere o art. 12 da Instruo Normativa RFB n 787, de 19 de novembro de 2007, declara: Art. 1 As regras de validao aplicveis aos campos, registros e arquivos integrantes da Escriturao Contbil Digital, instituda pela Instruo Normativa RFB n 787, de 2007, que sero utilizadas pelo Programa Validador e Assinador (PVA), so as constantes do anexo I. Art. 2 O PVA utilizar as tabelas de cdigos internas ao Sistema Pblico de Escriturao Digital (Sped) definidas no anexo II. Art. 3 Este ato entra em vigor na data de sua publicao no Dirio Oficial da Unio. MARCELO FISCH DE BERREDO MENEZES Anexos Anexo I (www.receita.fazenda.gov.br/publico/Legislacao/atos/cofis/2007/Anexo1ADECofis362007.do c) Anexo II(www.receita.fazenda.gov.br/publico/Legislacao/atos/cofis/2007/Anexo2ADECofis362007. doc)

13

SPED CONTBILIII - Procedimentos para implantao do SPED ContbilCompatibilizador da base Contbil para a ECDUtilizando-se o compatibilizador U_CTRL0002, podem-se atualizar diversas configuraes referentes ao ambiente Contabilidade Gerencial, permitindo o correto processamento das rotinas referentes ao Leiaute Brasileiro de Contabilidade Digital (LBCD) para fins de escriturao, gerao e armazenamento de informaes contbeis em meio digital.

Procedimentos para implantaoAntes de executar o compatibilizador U_CTRL0002, imprescindvel efetuar um backup dos arquivos de dados (diretrio \PROTHEUS_DATA\DATA) e dos arquivos relacionados ao dicionrio de dados SXs (diretrio \PROTHEUS_DATA\SYSTEM). Os diretrios mencionados correspondem instalao padro do Protheus, portanto, devem ser alterados conforme o ambiente de instalao da empresa. Execute essa rotina em modo exclusivo, ou seja, nenhum operador deve utilizar o sistema durante o processamento. Se os dicionrios de dados possurem ndices personalizados (criados pelo usurio), antes de executar o compatibilizador, certifique-se que esto identificados pelo nickname. Caso o compatibilizador necessite criar ndices, ir adicion-los a partir da ordem original instalada pelo Protheus, o que poder ocasionar a sobre gravao de ndices personalizados caso no estejam identificados pelo nickname. A seguir, ser apresentado um roteiro de execuo com telas de exemplo na verso Protheus 8.11. Os termos utilizados neste boletim so: Verso 8.11: Protheus Server e Protheus Remote; Verso 10: Totvs Application Server e Totvs Smart client.

14

SPED CONTBIL1. Procedimentos para atualizao1. Acesse o Protheus Remote e digite U_CTRL0002 no campo Programa inicial 2. Em Comunicao no Cliente informe TCP. 3. Em Ambiente no Servidor informe o ambiente no servidor, Environment, SPED.

4. Confirme os dados no boto OK. Ser exibida a seguinte mensagem:

5. Caso a rotina no consiga abrir as tabelas em modo exclusivo, visualize a seguir a mensagem exibida pelo Sistema.

15

SPED CONTBIL6. Caso contrrio, ser confirmado o procedimento de atualizao do dicionrio de dados:

7. Confirme no boto Sim para prosseguir com a atualizao.

8. Se a base de dados do cliente estiver incompleta ou no tenham se criado os outros SXs das demais Empresas/Filiais, visualize a mensagem de erro que o Sistema exibe.

16

SPED CONTBIL9. Pela situao exposta na tela anterior, ao confirmar no boto OK, o sistema abortar a atualizao, recomendando a criao dos SXs faltantes para as outras empresas/filiais. 10. Solicite mais informaes com a equipe de suporte. 11. Se no houver erros, ao trmino da atualizao, ser apresentada a mensagem de confirmao do procedimento com Atualizao concluda.

Observao Observe neste exemplo, que no corpo da mensagem estar a informao de campo/tabela no alterado, quando estes j existam no dicionrio, bem como tambm aqueles campos/tabelas atualizados em decorrncia da aplicao do compatibilizador. 12. Clique no boto finalizar. , para salvar o histrico (log) apresentado, ou no boto , para

17

SPED CONTBIL2. Procedimentos para configuraes referente ao ambiente1. Acesse o ambiente Configurador e crie os campos CT1_NTSPED, CT2_CODPAR, CT5_CODPAR, CTK_CODPAR, com as seguintes caractersticas:Campo CT1_NTSPED

Tabela Campo Tipo Tamanho Formato Ttulo DescrioCampo CT2_CODPAR

CT1 CT1_NTSPED Caracter 2 @! Nat. Conta Natureza conta contbil

Tabela Campo Tipo Tamanho Formato Ttulo Descrio

CT2 CT2_CODPAR Caracter 6 @! Cd. Partic. Cdigo do Participante

Observao Se o compatibilizador no criou os campos CT5_CODPAR e CTK_CODPAR, acesse o ambiente Configurador e crie-os seguindo as mesmas caractersticas do quadro acima (referente ao campo CT2_CODPAR), alterando o contedo do campo Tabela para CT5 e CTK, respectivamente, e o contedo do campo para CT5_CODPAR e CTK_CODPAR, respectivamente. 2. Acesse o ambiente Configurador , opo Ambiente/Cadastros/Menus e inclua no menu do ambiente Contabilidade Gerencial, as rotinas CTBA015 e CTBA016, conforme especificado a seguir (verifique previamente se j constam no menu). Cadastro de Contabilistas (CTBA015) Neste cadastro, sero armazenados os dados dos contadores ou escritrios contbeis responsveis pela escriturao fiscal da empresa. Cadastro de Participantes (CTBA016) Neste cadastro, sero armazenados os dados para os casos em que os participantes so os scios, acionistas, proprietrios, entre outros, que respondem pela empresa.

18

SPED CONTBILNome do Menu Atualizaes Atualizaes Submenu Cadastros Cadastros Nome da Rotina Contabilistas Participantes Programa CTBA015 CTBA016 Tabelas CVB CVC

3. Agora inclua, os menus do SPED Contbil conforme a seguir, especificando o ambiente Contabilidade Gerencial. Nome do Menu Miscelnea Miscelnea Submenu Processamentos Processamentos Nome da Rotina Escriturao Gerao Arquivo Programa SPEDCTB SPEDCTB_TX

Miscelnea

Processamentos

Gerao Livro Auxiliar

SPEDCTB_LA

Miscelnea

Processamentos

Process. Razo Auxiliar

SPEDCTB_RA

4. Acesse o ambiente Configurador e crie o parmetro MV_CTBURL com as caractersticas descritas a seguir: Nome Tipo Descrio Contedo MV_CTBURL Caracter URL do SPED Contbil http://webservices.totvs.com.br

Observao Informe no campo Contedo, a URL em que se encontra o servidor Totvs Services SPED. A nomenclatura da URL segue o padro utilizado em browses de Internet. Cabe salientar que o endereo deve ser especificado considerando-se o hardware em que est o Totvs Aplication Server Protheus do ERP. Portanto, utilizar o localhost significa que o Servidor do ERP e o Totvs Services SPED, esto no mesmo hardware. 5. Ainda pelo configurador, verifique se as estruturas das tabelas e ndices foram criados, de acordo com as tabelas a seguir:CVB Cadastro de Contabilistas

Campo Alteraes efetuadas

CVB_FILIAL Inserido campo para gravao da filial do sistema.

19

SPED CONTBILCampo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Help CVB_CODCTB Inserido campo contabilista. ExistChav("CVB") Cdigo que individualiza cada um dos contabilistas. para gravao do cdigo do

Campo Alteraes efetuadas Help

CVB_NOME Inserido campo para gravao do nome do contabilista. Nome do contabilista/escritrio contabilidade/responsvel pela escriturao. de

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Opes portugus (X3_CBOX) Help em

CVB_TIPO Inserido campo para gravao do tipo, que identifica se o contabilista/escritrio responsvel pessoa fsica ou jurdica. Pertence(" FJ")

F=Fsica;J=Jurdica Informe J caso o contabilista seja pessoa jurdica ou F, caso seja pessoa fsica.

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Picture varivel (X3_PICTVAR) Help

CVB_CGC Inserido campo para gravao do CGC/CPF do contabilista. Vazio().Or.(Cgc(M->CVB_CGC).And.A015CGC(M>CVB_TIPO,M->CVB_CGC)) PicPes(M->CVB_TIPO) Nmero da inscrio no cadastro geral de contribuintes do ministrio da fazenda para pessoas jurdicas ou CPF para pessoas fsicas.

20

SPED CONTBILCampo Alteraes efetuadas Help CVB_CRC Inserido campo para gravao do nmero da inscrio do contabilista no Conselho Regional de Contabilidade (CRC). Nmero da inscrio do contabilista no Conselho Regional de Contabilidade.

Campo Alteraes efetuadas Help

CVB_CEP Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do CEP do

Cdigo do endereamento postal do contabilista.

Campo Alteraes efetuadas

CVB_END Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do endereo do

Campo Alteraes efetuadas

CVB_BAIRRO Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do bairro do

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Consulta (X3_F3) Help SXB

CVB_UF Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do estado do

ExistCpo("SX5 - 12"+M->CVB_UF) 12 Sigla da Unidade da contabilista/escritrio. Federao do endereo do

Campo Alteraes efetuadas

CVB_TEL Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do telefone do

21

SPED CONTBILCampo Alteraes efetuadas CVB_FAX Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do fax do

Campo Alteraes efetuadas

CVB_EMAIL Inserido campo para contabilista/escritrio. gravao do e-mail do

Campo Alteraes efetuadas

CVB_DTINI Inserido campo para gravao da data de incio do relacionamento.

Campo Alteraes efetuadas

CVB_DTFIM Inserido campo para gravao da data de incio do relacionamento.

CVC Cadastro de Participantes

Campo Alteraes efetuadas

CVC_FILIAL Inserido campo para gravao da filial do sistema.

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Help

CVC_CODPAR Inserido campo para gravao do cdigo do participante. ExistChav("CVC") Cdigo que individualiza cada um dos participantes.

22

SPED CONTBILCampo Alteraes efetuadas CVC_CODREL Inserido campo para gravao do cdigo de relacionamento. Cdigo de identificao do relacionamento participante, conforme tabela a seguir: com o

Help

00 Matriz; 01 - Filial, inclusive agncias, dependncias e filiais no exterior; 02 - Coligada, inclusive equiparada; 03 Controladora; 04 - Controlada (exceto subsidiria integral); 05 - Subsidiria integral; 06 - Controlada em conjunto; 07 - Entidade de Propsito Especfico (conforme definio da CVM); 08 - Participante do conglomerado, conforme norma especfica do rgo regulador, exceto as que se enquadrem nos tipos precedentes; 09 - Vinculadas (Art. 23 da Lei 9.430/96), exceto as que se enquadrem nos tipos precedentes; 10 - Localizada em pas com tributao favorecida (Art. da Lei 9.430/96).

Campo Alteraes efetuadas

CVC_NOME Inserido campo para gravao do nome do participante.

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Opes portugus (X3_CBOX) Help em

CVC_TIPO Inserido campo para gravao do tipo, que identifica se o participante pessoa fsica ou jurdica. Pertence(" FJ")

F=Fsica;J=Jurdica Informe J caso o participante seja pessoa jurdica ou F, caso seja pessoa fsica.

23

SPED CONTBILCampo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Picture varivel (X3_PICTVAR) Help CVC_CGC Inserido campo para gravao do CGC/CPF do participante. Vazio().Or.(Cgc(M->CVC_CGC).And.A016CGC(M>CVC_TIPO,M->CVC_CGC)) PicPes(M->CVC_TIPO) Nmero da inscrio no Cadastro Geral de Contribuintes do Ministrio da Fazenda para pessoas jurdicas, ou CPF, para pessoas fsicas.

Campo Alteraes efetuadas Help

CVC_PAIS Inserido campo para gravao do cdigo do pas do participante. Preencher conforme tabela de cdigo disponibilizado no site da Polcia Federal. de pases

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Consulta (X3_F3) Help SXB

CVC_NUMRA Inserido campo para gravao da matrcula do funcionrio.. Vazio() .or. Existcpo("SRA") SRA Cdigo da matrcula do funcionrio.

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Consulta (X3_F3) Help SXB

CVC_UF Inserido campo para gravao do estado do participante. ExistCpo("SX5 - 12"+M->CVC_UF) 12 Sigla da Unidade da Federao do endereo do participante.

24

SPED CONTBILCampo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Help CVC_IE Inserido campo para gravao da Inscrio Estadual do participante. IE(M->CVC_IE,M->CVC_UF) Nmero da Inscrio Estadual do participante.

Campo Alteraes efetuadas Validao (X3_VALID) Help

CVC_IE_ST Inserido campo para gravao da Inscrio Estadual Substituto. IE(M->CVC_IE_ST,M->CVC_UF) Inscrio Estadual do participante na Unidade da Federao do destinatrio, na condio de contribuinte substituto.

Campo Alteraes efetuadas Help

CVC_COD_MU Inserido campo para gravao do cdigo do municpio do participante. Cdigo em que a Unidade Federativa identifica o municpio do participante.

Campo Alteraes efetuadas

CVC_SUFRAM Inserido campo para gravao do cdigo do participante na Suframa.

Campo Alteraes efetuadas

CVC_DTINI Inserido campo para gravao da data de incio do relacionamento.

Campo Alteraes efetuadas

CVC_DTFIM Inserido campo para gravao da data do trmino do relacionamento.

25

SPED CONTBILTabela SIX ndicesCVB Cadastro de Contabilistas

ndice Ordem Chave Descrio

CVB 1 CVB_FILIAL+CVB_CODCTB FILIAL+CDIGO DO CONTABILISTA

ndice Ordem Chave Descrio

CVB 2 CVB_FILIAL+CVB_CGC FILIAL+CNPJ/CPF

CVC Cadastro de Participantes

ndice Ordem Chave Descrio

CVC 1 CVC_FILIAL+CVC_CODPAR FILIAL+CDIGO DO PARTICIPANTE

ndice Ordem Chave Descrio Tabela SX2 Arquivos

CVC 2 CVC_FILIAL+CVC_CGC FILIAL+CNPJ/CPF

CVB Cadastro de Contabilistas

X2_CHAVE X2_PATH X2_ARQUIVO X2_NOME X2_MODO

CVB De acordo com configurao do arquivo SX2???.DBF do cliente CVB??? (onde ??? o cdigo da empresa) Cadastro de Contabilistas E

CVC Cadastro de Participantes

X2_CHAVE

CVC

26

SPED CONTBILX2_PATH X2_ARQUIVO X2_NOME X2_MODO De acordo com configurao do arquivo SX2???.DBF do cliente CVC??? (onde ??? o cdigo da empresa) Cadastro de Participantes E

Tabela SX9 Relacionamentos X9_DOM X9_IDENT X9_CDOM X9_EXPDOM X9_EXPCDOM X9_PROPRI X9_LIGDOM X9_LIGCDOM X9_USEFIL X9_ENABLE SRA 001 CVC RA_MAT CVC_NUMRA S 1 N S S

27

SPED CONTBIL3 - Procedimentos para a instalao do WebService do TOTVS Services SPED1. Por questes de segurana, recomendamos a instalao em um ambiente separado, porm, no existe restrio de utilizao no mesmo servidor e no mesmo DATABASE. Para mais detalhes, sugerimos verificar o help on-line do Manual de Instalao do Protheus, para verificao dos procedimentos de instalao e configurao do aplicativo TotvsDbAcess. 2. Utilizando o Wizard de configurao do .INI do Totvs Aplication Server Protheus, crie um ambiente conforme demonstrado nas figuras a seguir. Para mais informaes, consulte o manual de instalao do Totvs Aplication Server - Protheus (TOTVS Wizard Assistente de Configurao). Este ambiente ser utilizado para os demais servios necessrios para a operao da escriturao contbil digital, tais como: HTTP e WebService.

28

SPED CONTBIL

29

SPED CONTBIL3. Configure o servio de HTTP utilizando o Wizard de configurao do .INI do Totvs Aplication Server - Protheus, conforme a figura ilustrativa.

Observao: Lembre-se que o ambiente que deve ser informado o que ser utilizado na gerao do SPED.

30

SPED CONTBIL4. Configure o servio de WEB (configurao de Modulo Web) utilizando o Wizard de configurao do .INI do Totvs Aplication Server - Protheus, conforme as seguintes figuras.

Observao: Lembre-se que as informaes aqui demonstradas so um exemplo apenas, podendo ser alterado conforme a configurao e o ambiente que o usurio desejar.

31

SPED CONTBILLembrete: Nesta tela, devem-se relacionar quais empresas/filiais iro interagir com o host, uma vez definido, o servio utilizar todas as empresas relacionadas. 5. Aps efetuar o relacionamento, clique no boto Avanar.

Lembrete: No se esquea de alterar a quantidade de usurios nas caixas: Mnimo usurios e Mximo usurios. 6. Confirme no boto. Verifique a mensagem exibida pelo Sistema.

7. Confirme no boto Sim.

32

SPED CONTBILImportante: Antes de prosseguir, saia do Wizard e edite o arquivo de configurao do INI do Totvs Aplication Server (Server Protheus). Na seo JOB_SPED_XXYY (XXYY = Empresa+Filial) retire a informao PREPAREIN. Isso imprescindvel para o correto funcionamento do Totvs Services SPED e para no haver consumo de licenas. Aps essa alterao, execute o Wizard novamente. 8. Configure o servio de Workflow (Configurao de processos comuns) do SPED utilizando o Wizard de configurao do INI do Totvs Aplication Server Protheus, informando a funo ADVPL SPEDWF, conforme as figuras a seguir.

9. Finalize o Wizard, pois no haver mais necessidade de utiliz-lo. 10. Certifique-se que o hardware escolhido tenha comunicao HTTPS com a TOTVS e faa o teste utilizando um browse e o endereo do Webservices da TOTVS (http://webservices.totvs.com.br). 11. Se a comunicao do browse com a TOTVS utiliza um Proxy para comunicao, configure o arquivo extenso INI do Totvs Aplication Server - Protheus, conforme detalhes: [PROXY] Enable=1 Server= Port= User= Password= Em caso de dvidas, entre em contato com o seu administrador de rede. 12. Grave o arquivo SPEDCTB.XML no diretrio que estiver configurado para a clusula ROOTPATH (SYSTEM) do ambiente onde est o servio, se este no estiver gravado no ROOTPATH do servidor. 13. Ao terminar toda a configurao, deve-se ter uma configurao parecida com a do exemplo a seguir:

33

SPED CONTBIL[SPED] Nome do Enviroment SOURCEPATH=w:\mp8\apo ROOTPATH=w:\mp8 STARTPATH=\system\SPED\ RPODB=TOP RPOLANGUAGE=Portuguese RPOVERSION=811 LOCALFILES=ADS LOCALDBEXTENSION=.dbf TOPDATABASE=MSSQL TOPSERVER=LOCALHOST TOPALIAS=SPED THEME=Flat PICTFORMAT=DEFAULT [JOB_SPED_TOTVS_0101] JOB do SPED TYPE=WEBEX ENVIRONMENT=SPED INSTANCES=1,1 SIGAWEB=WS INSTANCENAME=SPED_TOTVS ONSTART=__WSSTART ONCONNECT=__WSCONNECT ;PREPAREIN=01,01 ESTA LINHA DEVE SER DELETADA [ONSTART] Ao Iniciar o server, ir chamar os servios descritos JOBS=JOB_SPED_TOTVS_0101,JOBECD RefreshRate=180 - Incluir essa linha caso a mesma no exista, serve para subir a thred caso caia

[HTTP] Servidor HTTP ENABLE=1 [JOBECD] PORT=8080 MAIN=SPEDWF ENVIRONMENT=SPED INSTANCES=5,10 ENVIRONMENT=SPED SESSIONTIMEOUT=600 PATH=w:\mp8\web\SPED_TOTVS INSTANCENAME=SPED_TOTVS RESPONSEJOB=JOB_SPED_TOTVS_0101

34

SPED CONTBILIV - Procedimentos para utilizao1. Certifique-se de que o compatibilizador U_CTRL0002 tenha sido executado. Se ainda no o foi, retorne aos III - Procedimentos para implantao do SPED Contbil descritos neste boletim. 2. Certifique-se tambm de estarem configurados todos os itens contbeis, tais como: Calendrio, Moeda, Moeda x Calendrio, Plano de Contas, Configurao de Mscaras, Configurao dos Livros, foram efetuados. Antes de iniciar a gerao da ECD, importante revisar os seguintes cadastros:

Cadastro de Plano de Contas (CT1)Verifique se todas as contas esto com o campo CT1_NTSPED preenchido (01-Contas de Ativo, 02-Contas de Passivo; 03-Patrimnio Lquido; 04-Contas de Resultado; 05-Conta de Compensao; 09-Outras). Este campo criado automaticamente ao executar o compatibilizador U_CTRL0002 Atualizao da base Contbil para a ECD.

Cadastro de Participantes (CVC), Signatrios (CVB) e Plano de Contas Referencial (CDV)Essas tabelas so criadas automaticamente ao executar o compatibilizador U_CTRL0002 Atualizao da Base Contbil para a ECD.

Cadastro de Configuraes de Livros (CTN) e Viso Gerencial (CTS)Verifique se as vises gerenciais como DRE, DLPA, DOAR, DMPL esto criadas, para mais informaes para criao destas vises, entre em contato com o suporte e/ou o contador responsvel.

Cadastro de Empresas (SIGAMAT SM0)Verifique se esto preenchidas corretamente as informaes de CNPJ, Inscrio Estadual, cdigo de municpio do IBGE (neste cadastro solicitado o cdigo da UF), NIRE, data no registro de empresas e endereo (logradouro, CEP, bairro, cidade e UF). Em caso de transmisso errada de uma dessas informaes, a ECD pode ser recusada na transmisso e enviada para o Totvs Services SPED (falha de schema XML) ou na RFB (IE e ou CNPJ/CPF invlidos).

35

SPED CONTBILImportante: O campo endereo (logradouro) tratado pelo sistema considerando-se os seguintes aspectos de digitao: Se o Sistema encontrar uma vrgula, considerar como logradouro todo o texto anterior esta, como nmero, a primeira ocorrncia aps a vrgula e como complemento, a segunda ocorrncia. Exemplo: Endereo: Av. Braz Leme, 1671 1.AND Para o endereo acima, o logradouro ser Av. Braz Leme, o nmero ser 1671 e o complemento 1.AND. Se o Sistema no encontrar a vrgula, ser considerada a ltima ocorrncia como nmero. Exemplo: Endereo: Av. Braz Leme SN Para o endereo acima, o logradouro ser Av. Braz Leme, o nmero ser SN. 3. Acesse o ambiente Contabilidade Gerencial, opo Miscelnea/ Processamentos/ Escriturao (SPEDCTB) e execute a rotina Gerao da Escriturao Contbil. 4. O Sistema exibe a tela a seguir. Clique no boto Parmetros e configure-os com a ajuda do help.

5. Observe os parmetros indicados com destaque na tela a seguir.

Informe as configuraes de Livro do DRE e do Balano patrimonial. Verifique os itens de ateno descritos no item 2 dos Procedimentos de Utilizao desta documentao.

36

SPED CONTBIL6. Esta rotina far o processamento de toda a parte contbil pertinente Escriturao Contbil Digital. 7. Ao clicar no boto de OK, ser exibida a seguinte tela:

8. Clique no boto para confirmar e configure o Wizard na integrao com o SPED.

37

SPED CONTBIL9. Clique em Avanar. Ser solicitado o endereo para envio da escriturao. Observe a tela a seguir:

10. Aps a confirmao (Boto Finalizar), o processo ser iniciado.

11. Para gerar o arquivo magntico acesse o ambiente Contabilidade Gerencial, opo Miscelnea/Processamentos/Gerao Arquivo (SPEDCTB_TXT) e execute a rotina. 12. Clique no boto Parmetros e configure-os com a ajuda do help.

13. Para gerar o arquivo com o Livro Auxiliar de Contas a Pagar e Receber (Clientes e Fornecedores) acesse o ambiente Contabilidade Gerencial, opo Miscelnea/ Processamentos/ Gerao Livro Auxiliar (SPEDCTB_LA) e execute esta rotina. 14. Clique no boto Parmetros e configure-os com a ajuda do help.

38

SPED CONTBILImportante: Os livros auxiliares so obrigatrios apenas para quem fizer tiver o tipo de escriturao Z-Razo Auxiliar.

15. Para processar o arquivo contendo Livros Auxiliares, acesse o ambiente Contabilidade Gerencial, opo Miscelnea/Processamentos/Process. Razo Auxiliar (SPEDCTB_RA) e execute a rotina. 16. Clique no boto Parmetros e configure-os com a ajuda do help. Essa rotina far a leitura e escriturao do arquivo gerado no item anterior.

17. Ao confirmar cada uma das telas das rotinas anteriores (boto OK), sero apresentadas duas telas de assistente de configurao da ECD. A primeira com um breve texto de apresentao e a segunda para informar a URL do servidor do Totvs Services. 18. O sistema traz o contedo do parmetro MV_CTBURL como sugesto para essa URL.

39

SPED CONTBIL

Observao: Somente o Administrador ter permisso para alterar este campo, pois se trata do contedo do parmetro MV_CTBURL. Informe a URL em que se encontra o servidor Totvs Services SPED. A nomenclatura da URL segue o padro utilizado em browses de Internet. Cabe salientar que o endereo deve ser especificado considerando-se o hardware em que est o Totvs Aplication Server Protheus do ERP. Portanto, utilizar o localhost significa que o Servidor do ERP e o Totvs Services SPED, esto instalados no mesmo hardware. Importante: Caso acontea de aparecer uma tela de mensagem em branco, comunique-se com o suporte Microsiga, enviando os logs do Protheus e do Server.

40

SPED CONTBILFAQ - Dvidas FreqentesSe ao executar a rotina SPED for visualizada uma tela de help em branco tendo no centro a denominao SPED, localize no Server ou no MPCONSOLE.LOG algumas das seguintes mensagens: Bad configuration WSCERR048 / SOAP FAULT Sender ( POST em http://localhost/ws//SPEDCFGNFe.apw ) [TOTVS SPED Services : Bad configuration] ADVPL WSDL Client 1.060117 / MP8.11 MSSQL Teste on 20080207 16:18:39 Este tipo de erro Bad configuration acontece quando o servidor de WebService no conseguiu retornar a solicitao do remote. O que pode ter acontecido que uma das thread que estava atendendo o servio caiu por erro, e, no subiu automaticamente. Para subir esta thread necessrio ter o parmetro RefreshRate no arquivo de configurao do servidor, na seo ONSTART, conforme detalhes a seguir. Se no existir este parmetro, ao cair uma thread, por exemplo, apenas reinicializando o servidor faz com que o servio retorne. [ONSTART] Jobs=JOB_WS_0101,JOB_TESTE RefreshRate=180; tempo em segundos 001 - Cdigo da entidade invlido Verificar se a entidade contbil e/ou a viso gerencial est cadastrada corretamente. 002 - Cdigo da entidade em branco Verificar se a entidade contbil e/ou a viso gerencial est cadastrada corretamente. 003 - Nmero do livro contbil invlido Verificar se o numero informado um numero valido. 004 - Perodo contbil invlido Verificar se o calendrio, moeda e amarraes (Moeda X Calendrio) foi feito. 005 - Conta contbil invalida Verificar se as contas movimentadas esto cadastradas. 006 - Centro de custo invlido Verificar se os centros de custo movimentados esto cadastrados. 007 - Cdigo do municpio no preenchido Preencher no SM0 o cdigo do municpio. Erro de CNPJ, CFP, NIRE, Inscrio estadual Preencha no cadastro de empresas as informaes da mesma. (O SPED validar as informaes) Invalid Token Verificar se a configurao / usurio utilizada a TOTVS. WEBSERVICE ERROR : Argument Missing : Required field SALDOS not found. Verifica se existe dados a serem gerados, comunique-se com o suporte Microsiga Layout no encontrado

41

SPED CONTBILEste erro acontece porque o Protheus no encontrou o arquivo de layout spedctb.xml. Este arquivo deve ser colocado na pasta \system do seu ambiente. Indicador de lanamento contbil invlido. Valores permitidos 'N' ou 'E Verificar nos lanamentos contbeis se o indicador do lanamento esta como Nou E. Participante invlido Informar os dados cadastrais corretos do participante. No foi possvel POST : URL http://webservice.totvs.com.br/SPEDCFGNFe.apw Verifique se o servio do WebService est ativo ou se o endereo est correto.

FAQ. Mensagens utilizadas pelo SPED.100 - Autorizado o uso da NF-e. 101 - Cancelamento de NF-e homologado. 102 - Inutilizao de nmero homologado. 103 - Lote recebido com sucesso. 104 - Lote processado. 105 - Lote em processamento. 106 - Lote no localizado. 107 - Servio em operao. 108 - Servio paralisado momentaneamente (curto prazo). 109 - Servio paralisado sem previso. 110 - Uso denegado. 201 - Rejeio: O nmero mximo de numerao de NF-e a inutilizar ultrapassou o limite. 202 - Rejeio: Falha no reconhecimento da autoria ou integridade do arquivo digital. 203 - Rejeio: Emissor no habilitado para emisso da NF-e. 204 - Rejeio: Duplicidade da NF-e. 205 - Rejeio: NF-e est denegada na base de dados da SEFAZ. 206 - Rejeio: NF-e j est inutilizada na Base de dados da SEFAZ. 207 - Rejeio: CNPJ do emitente invlido. 208 - Rejeio: CNPJ do destinatrio invlido. 209 - Rejeio: IE do emitente invlida. 210 - Rejeio: IE do destinatrio invlida. 212 - Rejeio: Data de emisso NF-e posterior a data de recebimento. 213 - Rejeio: CNPJ-Base do emitente difere do CNPJ-Base do Certificado Digital. 214 - Rejeio: Tamanho da mensagem excedeu o limite estabelecido. 215 - Rejeio: Falha no schema XML. 216 - Rejeio: Chave de acesso difere da cadastrada. 217 - Rejeio: NF-e no consta na base de dados da SEFAZ. 218 - Rejeio: NF-e j esta cancelada na base de dados da SEFAZ. 219 - Rejeio: Circulao da NF-e verificada.

42

SPED CONTBIL220 - Rejeio: NF-e autorizada h mais de 60 dias. 221 - Rejeio: Confirmado o recebimento da NF-e pelo destinatrio. 222 - Rejeio: Protocolo de autorizao de uso difere do cadastrado. 223 - Rejeio: CNPJ do transmissor do lote difere do CNPJ do transmissor da consulta. 224 - Rejeio: A faixa inicial maior que a faixa final. 225 - Rejeio: Falha no schema XML da NFe. 226 - Rejeio: Cdigo da UF do emitente diverge da UF autorizadora. 227 - Rejeio: Erro na chave de Acesso - Campo ID. 228 - Rejeio: Data de emisso muita atrasada. 229 - Rejeio: IE do emitente no informada. 230 - Rejeio: IE do emitente no cadastrada. 231 - Rejeio: IE do emitente no vinculada ao CNPJ. 232 - Rejeio: IE do destinatrio no informada. 233 - Rejeio: IE do destinatrio no cadastrada. 234 - Rejeio: IE do destinatrio no vinculada ao CNPJ. 235 - Rejeio: Inscrio SUFRAMA invlida. 236 - Rejeio: Chave de acesso com dgito verificador invlido. 237 - Rejeio: CPF do destinatrio invlido. 238 - Rejeio: Cabealho - Verso do arquivo XML superior a verso vigente. 239 - Rejeio: Cabealho - Verso do arquivo XML no suportada. 240 - Rejeio: Cancelamento/Inutilizao - Irregularidade fiscal do emitente. 241 - Rejeio: Um nmero da faixa j foi utilizado. 242 - Rejeio: Cabealho - Falha no schema XML. 243 - Rejeio: XML mal formado. 244 - Rejeio: CNPJ do certificado digital difere do CNPJ da Matriz. 245 - Rejeio: CNPJ do emitente no cadastrado. 246 - Rejeio: CNPJ do destinatrio no cadastrado. 247 - Rejeio: Sigla da UF do emitente diverge da UF autorizadora. 248 - Rejeio: UF do recibo diverge da UF autorizadora. 249 - Rejeio: UF da chave de acesso diverge da UF autorizadora. 250 - Rejeio: UF diverge da UF autorizadora. 251 - Rejeio: UF/Municpio destinatrio no pertence a SUFRAMA. 252 - Rejeio: Ambiente informado diverge do Ambiente de recebimento. 253 - Rejeio: Digito verificador da chave de acesso composta invlida. 254 - Rejeio: NF-e referenciada no informada para NF-e complementar. 255 - Rejeio: Informada mais de uma NF-e referenciada para NF-e complementar. 256 - Rejeio: uma NF-e da faixa j est inutilizada na Base de dados da SEFAZ. 280 - Rejeio: Certificado transmissor invlido. 281 - Rejeio: Certificado transmissor - Data de validade.

43

SPED CONTBIL282 - Rejeio: Certificado transmissor CNPJ. 283 - Rejeio: Certificado transmissor - Erro na cadeia de certificao. 284 - Rejeio: Certificado transmissor revogada. 285 - Rejeio: Certificado transmissor - Difere ICP-Brasil. 286 - Rejeio: Certificado transmissor - Erro no acesso a LCR. 290 - Rejeio: Certificado - Assinatura invlida. 291 - Rejeio: Certificado - Assinatura Data de Validade. 292 - Rejeio: Certificado CNPJ. 293 - Rejeio: Certificado - Erro na cadeia de certificao. 294 - Rejeio: Certificado revogada. 295 - Rejeio: Certificado - Difere ICP-Brasil. 296 - Rejeio: Certificado - Erro no acesso a LCR. 297 - Rejeio: Assinatura difere do calculado. 298 - Rejeio: Assinatura difere do padro do projeto. 301 - Uso denegado: Irregularidade fiscal do emitente. 302 - Uso denegado: Irregularidade fiscal do destinatrio. 999 - Rejeio: Erro no catalogado (informar a mensagem de erro capturado no tratamento da exceo).

44

SPED CONTBILLeyaute de escriturao contbil digital LECDO leiaute est organizado em blocos que, por sua vez, esto organizados em registros que contm dados. O arquivo digital ser gerado na seguinte forma: Registro 0000 - abertura do arquivo Bloco 0 - Identificao e referncias Blocos I e J - Informaes contbeis (registros de dados) Bloco 9 Controle e encerramento do arquivo (registros de dados) Registro 9999 - encerramento do arquivo ou ainda: Registro 0000 - abertura do arquivo Registro 0001 - abre o Bloco 0 Registros 0007 a 0180: informa os dados Registro 0990 - encerra o Bloco 0 ... Registro 9001 - abre o Bloco 9 Registro 9900: informa os dados Registro 9990 - encerra o Bloco 9 Registro 9999 - encerramento do arquivo Os registros de dados contidos nos blocos de informaes do leiaute esto organizados na forma hierrquica (PAI-FILHO).

45

SPED CONTBILInformaes geraisGeraoO empresrio ou a sociedade empresria dever gerar o arquivo da Escriturao Contbil Digital com recursos prprios. O arquivo ser obrigatoriamente submetido ao programa disponibilizado pelo Sistema Pblico de Escriturao Digital para validao do contedo, da assinatura digital, da transmisso e da visualizao. O arquivo dever conter a escriturao referente a, no mnimo, um ms. facultado ao empresrio ou sociedade empresria apresentar arquivo contendo mais de um ms da escriturao, desde que de tamanho inferior a um gigabyte. O arquivo no dever conter frao de ms, exceto nos casos de abertura, extino, ciso, fuso ou incorporao. Nos casos de ciso, fuso e incorporao as sociedades compreendidas nesses processos devero apresentar arquivos, como segue: Sociedades que se extinguirem: arquivos que contemplem as operaes at a data da ocorrncia do evento. Sociedades novas: arquivos que contemplem as operaes a partir da data de ocorrncia do evento. Sociedades que continuarem a existir: arquivos que contemplem as operaes at a data de ocorrncia do evento e outros para o perodo posterior.

46

SPED CONTBILV - Referncias para o preenchimento do arquivoDados tcnicos de gerao do arquivoCaractersticas do arquivo digitalArquivo no formato texto, codificado em ASCII - ISO 8859-1 (Latin-1), no sendo aceitos campos compactados (packed decimal), zonados, binrios, ponto flutuante (float point), etc., ou quaisquer outras codificaes de texto, tais como EBCDIC. Arquivo com organizao hierrquica, assim definida pela citao do nvel hierrquico ao qual pertence cada registro. Os registros so sempre iniciados na primeira coluna (posio 1) e tm tamanho varivel. A linha do arquivo digital deve conter os campos na exata ordem em que esto listados nos respectivos registros. Ao incio do registro e ao final de cada campo deve ser inserido o caractere delimitador "| (Pipe ou Barra Vertical: caractere 124 da Tabela ASCII). O caractere delimitador "|" (Pipe) no deve ser includo como parte integrante do contedo de quaisquer campos numricos ou alfanumricos. Todos os registros devem conter no final de cada linha do arquivo digital, aps o caractere delimitador Pipe acima mencionado, os caracteres "CR" (Carriage Return) e "LF" (Line Feed), correspondentes a "retorno do carro" e "salto de linha" (CR e LF: caracteres 13 e 10, respectivamente, da Tabela ASCII).

Exemplo (campos do registro):1 REG; 2 NOME; 3 CNPJ; 4 IE

|1550|Jos Silva & Irmos Ltda|60001556000257|01238578455|CRLF |1550|Maurcio Portugal S.A||2121450|CRLF |1550|Armando Silva ME|99222333000150||CRLF Na ausncia de informao, o campo vazio (campo sem contedo; nulo; null) dever ser imediatamente encerrado com o caractere "|" delimitador de campo. Exemplos (contedo do campo) Campo alfanumrico: Jos da Silva & Irmos Ltda -> |Jos da Silva & Irmos Ltda| Campo numrico: 1234,56 -> |1234,56| Campo numrico ou alfanumrico vazio -> || Exemplo (campo vazio no meio da linha) |123,00||123654788000354| Exemplo (campo vazio em fim de linha) ||CRLF

Regras gerais de preenchimentoEsta seo apresenta as regras que devem ser respeitadas em todos os registros gerados, quando no excepcionadas por regra especfica referente a um dado registro.

47

SPED CONTBILFormato dos campos: ALFANUMRICO: representados por "C" - todos os caracteres das posies da Tabela ASCII, excetuados os caracteres "|" (Pipe ou Barra Vertical: caractere 124 da Tabela ASCII) e os noimprimveis (caracteres 00 a 31 da Tabela ASCII). NUMRICO: representados por "N" - algarismos das posies de 48 a 57 da Tabela ASCII e o caractere , (vrgula: caractere 44 da tabela ASCII.

Regras de preenchimento dos campos com centedo alfanumrico (C)Todos os campos alfanumricos tero tamanho mximo de 255 caracteres, exceto se houver indicao distinta. Exemplo: COD_INF TXT C C 65536

Regras de preenchimento dos campos com contedo numrico nos quais h indicao de casas decimaisDevero ser preenchidos sem os separadores de milhar, sinais ou quaisquer outros caracteres (tais como: "." "-" "%"), devendo a vrgula ser utilizada como separador decimal (Vrgula: caractere 44 da Tabela ASCII). No h limite de caracteres para os campos numricos. Observe a quantidade mxima de casas decimais que constam no respectivo campo. Preencha os valores percentuais desprezando-se o smbolo (%), sem nenhuma conveno matemtica. Exemplos (valores monetrios, quantidades, percentuais, etc): $ 1.129.998,99 |1129989,99| 1.255,42 |1255,42| 234,567 |234,567| 10.000 |10000| 10.000,00 |10000| ou |10000,00| 17,00 % |17,00| ou |17| 18,50 % |18,5| ou |18,50| 30 |30| 1.123,456 Kg |1123,456| 0,010 litros |0,010| 0,00 |0| ou |0,00| 0 |0| campo vazio ||

48

SPED CONTBILRegras de preenchimento de campos numricos (N) cujo contedo representa dataInforme conforme o padro "diamsano" (ddmmaaaa), excluindo-se quaisquer caracteres de separao (tais como: ".", "/", "-", etc); Exemplos (data): 01 de Janeiro de 2005 |01012005| 11.11.1911 |11111911| 21-03-1999 |21031999| 09/08/04 |09082004| campo vazio ||

Regras de preenchimento de campos numricos (N) cujo contedo represente perodoInforme conforme o padro "msano" (mmaaaa), excluindo-se quaisquer caracteres de separao (tais como: ".", "/", "-", etc); Exemplos (perodo): Janeiro de 2005 |012005| 11.1911 |111911| 03-1999 |031999| 08/04 |082004| campo vazio ||

Nmero, caracteres ou cdigos de identificaoOs campos com contedo numrico nos quais necessrio registrar nmeros ou cdigos de identificao (CNPJ, CPF, CEP, dentre outros). Devero seguir a regra de formao definida pelo respectivo rgo regulador. Estes campos devero ser informados com todos os dgitos, inclusive os zeros (0) esquerda. As mscaras (caracteres especiais de formatao, tais como: ".", "/", "-", etc) no devem ser informadas. Os campos numricos cujo tamanho expresso na coluna prpria devero conter exatamente a quantidade de caracteres indicada. Exemplo (campos numricos com indicao de tamanho): CNPJ CPF NIRE COD_MUN CEP N N N N N 014 011 011 007 008

49

SPED CONTBILExemplos (campos numricos com indicao de tamanho): CNPJ: 123.456.789/0001-10 |123456789000110| CNPJ: 000.456.789/0001-10 |000456789000110| CPF: 882.440.449-40 |88244044940| CPF: 002.333.449-40 |00233344940| campo vazio || Os campos com contedo alfanumrico nos quais necessrio registrar nmeros ou cdigos de identificao (IE, IM, dentre outros). Devero seguir a regra de formao definida pelo respectivo rgo regulador. Estes campos devero ser informados com todos os dgitos, incluindo os zeros (0) esquerda, quando exigido pelo rgo. As mscaras (caracteres especiais de formatao, tais como: ".", "/", "-", etc) no devem ser informadas. Os campos que contiverem informaes sobre nmeros ou cdigos de identificao com contedo alfanumrico devem obedecer quantidade de caracteres estabelecida pelo respectivo rgo regulador. Exemplos (nmeros ou cdigos de identificao com contedo alfanumrico): IE IM C C -

Exemplos (nmeros ou cdigos de identificao com contedo alfanumrico): IE: 129.876.543.215-77 |12987654321577| IE: 04.123.123-7 |041231237| IM: 876.543.219-21 |00087654321921| campo vazio || Os campos nos quais necessrio registrar algarismos ou caracteres que identifiquem ou faam parte da identificao de objeto documento (NUM_DA, NUM_PROC, etc). Devero seguir a regra de formao definida pelo respectivo rgo regulador, se houver. Estes campos devero ser informados com todos os dgitos vlidos, a includos os caracteres especiais de formatao (tais como: ".", "/", "-", etc). Os campos que contiverem informaes com algarismos ou caracteres que identifiquem um documento devem ter a exata quantidade de caracteres indicada no objeto original. Exemplo (algarismos ou caracteres de identificao): NUM_DA NUM_PROC C C -

50

SPED CONTBILExemplos (algarismos ou caracteres de identificao): Documento de arrecadao: 98.765-43 |98.765-43| Documento de arrecadao: A1B2C-34 |A1B2C-34| Autenticao do documento de arrecadao -> 001-1234/02120512345 |001-234/02120512345| Nmero do processo: 2002/123456-78 |2002/123456-78| campo vazio ||

Tabelas de cdigo

Tabelas externasSo tabelas oficiais criadas e mantidas por outros atos normativos e cujos cdigos sejam necessrios elaborao do arquivo digital, devero seguir a codificao definida pelo respectivo rgo regulador. Exemplo (tabelas externas): Tabela de Municpios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica - IBGE.

Tabelas internasNecessrias elaborao do arquivo esto relacionadas em ato publicado pelo Sped. Exemplo (tabelas internas): IND_SIT_ESP 0 1 2 3 4 Indicador de situao especial: Abertura Ciso Fuso Incorporao Extino

Tabelas intrnsecas ao campoConstam no leiaute e so o seu domnio (contedos vlidos para o campo). As referncias a estas tabelas seguiro a codificao definida no respectivo campo. Exemplo: IND_MOV Indicador de movimento: 0- Bloco com dados informados. 1- Bloco sem dados informados.

51

SPED CONTBILTabelas elaboradas pelo empresrio ou sociedade empresriaO cdigo a ser utilizado de livre atribuio pelo empresrio ou sociedade empresria e tem validade apenas para o arquivo informado. No pode ser duplicado, atribudo a descries diferentes, obedecida a chave indicada no leiaute de cada registro. facultativa a incluso da mscara no prprio cdigo, exceto quando necessria sua perfeita identificao (exemplo: para discernir entre 1.01 e 10.1). Neste caso, a incluso obrigatria. Para cada cdigo utilizado em um dos registros do arquivo, deve existir um correspondente na tabela elaborada pelo informante.

Blocos do arquivoEntre o registro inicial e o registro final, o arquivo digital constitudo de blocos, referindo-se cada um deles a um agrupamento de informaes. Relao de blocos Bloco 0 I J 9 Descrio Abertura, identificao e referncias Lanamentos contbeis Demonstraes contbeis Controle e encerramento do arquivo digital

Observaes O arquivo digital composto por blocos de informao, cada qual com um registro de abertura, com registros de dados e com um registro de encerramento. Aps o Bloco 0, inicial, a ordem de apresentao dos demais blocos a seqncia constante na Tabela Blocos acima. Salvo quando houver especificao em contrrio, todos os blocos so obrigatrios e o respectivo registro de abertura indicar a presena ou a ausncia de dados informados.

52

SPED CONTBILRegistros dos blocosO arquivo digital pode ser composto com os registros descritos a seguir. Tabela de registros Bloco 0 0 0 0 0 0 0 I I I I I I I I I I I I I I I I I Descrio Abertura do arquivo digital e identificao do empresrio ou da sociedade empresria Abertura do bloco 0 Outras inscries cadastrais do empresrio ou sociedade empresria Escriturao contbil descentralizada Tabela de cadastro do participante Identificao do relacionamento com o participante Encerramento do bloco 0 Abertura do bloco I Identificao da escriturao contbil Livros auxiliares ao dirio Identificao das contas da escriturao resumida a que se refere a escriturao auxiliar Campos adicionais Termo de abertura Plano de contas Plano de contas referencial Indicao dos cdigos de aglutinao Tabela de histrico padronizado Centros de custos Saldos peridicos Identificao do perodo Detalhes dos saldos peridicos Lanamento contbil Partidas do lanamento contbil Balancetes dirios Identificao da data Detalhes do balancete dirio Registro 0000 0001 0007 0020 0150 0180 0990 I001 I010 I012 I015 I020 I030 I050 I051 I052 I075 I100 I150 I155 I200 I250 I300 I310 Nvel 0 1 2 2 2 3 1 1 2 3 4 3 3 3 4 4 3 3 3 4 3 4 3 4 Ocorrncia 1 1 V V V 1:N 1 1 1 1 ou V (*) 1:N V 1 V 1:N 1:N V V V 1:N V 1:N V 1:N

53

SPED CONTBILI Saldos das contas de resultado antes do encerramento Identificao da data Detalhes dos saldos das contas de resultado antes do encerramento Parmetros de Impresso/ Visualizao do Livro Razo Auxiliar com leiaute parametrizvel Definio dos campos do Livro Razo Auxiliar com leiaute parametrizvel Detalhes do livro Razo Auxiliar com leiaute parametrizvel Totais no livro Razo Auxiliar com leiaute parametrizvel Encerramento do bloco I Abertura do bloco J Demonstraes contbeis Balano patrimonial Demonstrao exerccio do resultado do I350 3 V

I

I355

4

1:N

I

I500

3

1

I I I I J J J J J J J J 9 9 9 9

I510 I550 I555 I990 J001 J005 J100 J150 J800 J900

3 3 4 1 1 2 3 3 3 2 3 1 1 2 1 0

V V V 1 1 V 1:N 1:N 1:1 1 1:N 1 1 V 1 1

Outras informaes Termo de encerramento Identificao escriturao dos signatrios da

J930 J990 9001 9900 9990 9999

Encerramento do bloco J Abertura do bloco 9 Registros do arquivo Encerramento do bloco 9 Encerramento do arquivo digital

54

SPED CONTBILObservao: A ordem de apresentao dos registros seqencial e ascendente. So obrigatrios os registros de abertura e de encerramento do arquivo e os registros de abertura e encerramento de cada um dos blocos que compuserem o arquivo digital relacionado na Tabela Blocos. Tambm so exigidos os registros que trazem a indicao "Registro obrigatrio". Os registros que contiverem a indicao "Ocorrncia - um (por arquivo)" devem figurar uma nica vez no arquivo digital. Os registros que contiverem itens de tabelas, totalizaes, documentos (dentre outros) podem ocorrer uma ou mais vezes no arquivo por determinado tipo de situao. Estes registros trazem a indicao "Ocorrncia - vrios (por arquivo)", "Ocorrncia - um (por perodo)", "Ocorrncia vrios (por perodo), etc.". Um registro "Registro Pai" pode ocorrer mais de uma vez no arquivo e traz a indicao "Ocorrncia - vrios por arquivo". Um registro dependente ("Registro Filho") detalha o registro principal e traz a indicao: "Ocorrncia - 1:1", significando que somente dever haver um nico registro Filho para o respectivo registro Pai. "Ocorrncia - 1:N" significa que poder haver vrios registros Filhos para o respectivo registro Pai. A gerao do arquivo requer a existncia de pelo menos um "Registro Pai" quando houver um "Registro Filho". (*) Depende do tipo de escriturao.

55

SPED CONTBILCampos dos registrosTabela campos Item N Campo Descrio Descrio Indica o nmero do campo em um dado registro Indica o mnemnico do campo. Indica a descrio da informao requerida no campo respectivo. Deve-se atentar para as observaes relativas ao preenchimento de cada campo, quando houver. Indica o tipo de caractere com que o campo ser preenchido, de acordo com as regras gerais j descritas. N Numrico. C - Alfanumrico. Indica a quantidade de caracteres com que cada campo deve ser preenchido. Estas instrues devem ser seguidas rigorosamente. A indicao de um algarismo aps um campo (N) representa o seu tamanho exato. A indicao "-" aps um campo (N) significa que no h um nmero mximo de caracteres. A indicao de um algarismo aps um campo (C) representa o seu tamanho exato, no caso geral. A indicao "-" aps um campo (C) representa que seu tamanho mximo 255 caracteres, no caso geral. A indicao "65536" aps um campo (C) representa que seu tamanho mximo 65.536 caracteres, excepcionalmente. Indica a quantidade de caracteres que devem constar como casas decimais, quando necessrias. A indicao de um algarismo representa a quantidade mxima de decimais do campo (N). A indicao "-" aps um campo (N) significa que no deve haver representao de casas decimais.

Tipo

Tam

Dec

56

SPED CONTBILTabelas externasExemplos de rgos mantenedores e endereos eletrnicos das tabelas externas IBGE Banco Central do Brasilwww.ibge.gov.br

Tabela de Municipios Tabela de Pases

www.bcb.gov.br

Plano Contbil das Instituies Financeiras - Cosif Plano de Referencial Contas

Secretaria da Federal do Brasil ECT Correios

Receita

www.receita.fazenda.gov.br www.correios.com.br www.dnrc.gov.br

Cdigo de Endereamento Postal Tabela de Qualificao de Assinante

Departamento Nacional de Registro do Comrcio

57

SPED CONTBILComposio dos livrosFORMAS DE ESCRITURAO (CONFORME REGISTRO I010) REGISTRO G 0000 0001 0007 0020 0150 0180 0990 I001 I010 I012 O O O F F R O O O F F A O O O F F B O O O F N Z O O O F F F(1) O O O O NVEL DO REGISTRO 0 1 2 3 4

Abertura do Arquivo Digital e Identificao do empresrio ou sociedade empresria Abertura do bloco 0 Outras Inscries Cadastrais do empresrio ou sociedade empresria Escriturao Contbil Descentralizada Tabela de Cadastro do Participante Identificao Participante do Relacionamento do

F(1) F(1) F(1) N O O O N O O O O O O O O O O O F

Encerramento do Bloco 0 Abertura do Bloco I Identificao da Escriturao Contbil Livros Auxiliares ao Dirio Identificao das Contas da Escriturao Resumida a que se refere a escriturao Auxiliar Campos Adicionais Termo de Abertura Plano de Contas Plano de Contas ReferencialIndicao dos Cdigos de Aglutinao

I015 I020 I030 I050 I051 I052 I075 I100 I150 I155 I200 I250 I300 I310 I350

N F O O

O F O O

O F O O

F F O O

O N O F

F (4) F (4) F(4) F (4) F (4) F F F O O O O N N F F F F O O O O N N F N F F F F N F O N F F F F(3) N N N N F

Tabela de Histrico Padronizado Centros de Custos Saldos Peridicos Identificao do Perodo Detalhes dos Saldos Peridicos Lanamento Contbil Partidas do Lanamento Contbil Balancetes Dirios Identificao da Data Detalhes do Balancete Dirio Saldos das Contas de Resultado antes do Encerramento Identificao da Data

F(3) O O O N N F N N O O F

58

SPED CONTBILFORMAS DE ESCRITURAO (CONFORME REGISTRO I010) REGISTRO G I355 I500 I510 I550 I555 I990 J001 J005 J100 J150 J800 J900 J930 J990 9001 9900 9990 9999 R A B Z NVEL DO REGISTRO 0 1 2 3 4 Detalhes dos Saldos das Contas de Resultado antes do Encerramento Parmetros de Impresso/visualizao do Livro Razo Auxiliar com Leiaute Parametrizvel Definio dos Campos do Livro Razo Auxiliar com Leiaute Parametrizvel Detalhes do Razo Auxiliar com Leiaute Parametrizvel Totais no Livro Parametrizvel Encerramento do Bloco I Abertura do Bloco J Demonstraes Contbeis Balano Patrimonial Demonstrao do Resultado do Exerccio Outras Informaes Termo de Encerramento Identificao dos Signatrios da Escriturao Encerramento do Bloco J Abertura do Bloco 9 Registros do Arquivo Encerramento do Bloco 9 Encerramento do Arquivo Digital Auxiliar com Leiaute

F(2) F(2) F(2) F(2) F(2) N N N N O O F F F F O O O O O O O N N N N O O F F F F O O O O O O O N N N N O O N N N N O O O O O O O N N N N O O F F F F O O O O O O O O O O F O O N N N N O O O O O O O

(1) = Obrigatrio, se existe o registro 0150 (2) = Obrigatrio, se existe o registro I350 (3) = Obrigatrio, se existe o registro I150 (4) = A obrigatoriedade definida pelo rgo encarregado da manuteno do plano de contas referencial.

59

SPED CONTBILFormas de escrituraoOBRIGATORIEDADE: G= Livro Dirio (Completo, sem escriturao auxiliar) OBRIGATRIO R= Livro Dirio com Escriturao Resumida (com escriturao auxiliar) F = REGISTRO FACULTATIVO A= Livro Dirio Auxiliar ao Dirio com Escriturao Resumida N = NO SE APLICA AO TIPO DE ESCRITURAO B= Livro Balancetes Dirios e Balanos Z= Razo Auxiliar O = REGISTRO

60

SPED CONTBILApndice B Leiaute dos registros

Bloco 0: Abertura, Identificao e refernciasREGISTRO 0000: Abertura do Arquivo Digital e Identificao do empresrio ou da sociedade empresria (tabela SM0 (Sigamat) do SIGACTB) N 01 02 03 04 05 06 07 08 09 Campo REG LECD DT_INI DT_FIN NOME CNPJ UF IE CD_MUN Descrio Texto fixo contendo 0000. Texto fixo contendo LECD. Data inicial das informaes contidas no arquivo. Data final das informaes contidas no arquivo. Tipo C C N N Tam 004 004 008 008 014 002 007 Dec -

Nome empresarial do empresrio ou sociedade C empresria. Nmero de inscrio do empresrio ou sociedade N empresria no CNPJ. Sigla da unidade da federao do empresrio ou C sociedade empresria. Inscrio Estadual do empresrio ou sociedade C empresria. Cdigo do municpio do domiclio fiscal do empresrio N ou sociedade empresria, conforme tabela do IBGE Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica. Inscrio Municipal do empresrio ou sociedade C empresria. Indicador de situao especial (conforme tabela N interna ao Sped).

10 11

IM IND_SIT_ESP

001

-

Observao Registro obrigatrio Nvel hierrquico - 0 Ocorrncia - um (por arquivo) Campos 03 e 04 Data de incio e de fim devem estar contidas em um mesmo ano e correspondem ao perodo das informaes contidas no bloco I.

61

SPED CONTBILREGISTRO 0001: Abertura do Bloco 0 N 01 02 Campo REG IND_DAD Descrio Texto fixo contendo 0001. Indicador de movimento: 0- Bloco com dados informados. 1- Bloco sem dados informados. Tipo C N Tam 004 001 Dec -

Observao Registro obrigatrio Nvel hierrquico - 1 Ocorrncia - um (por arquivo)

REGISTRO 0007 Outras inscries Cadastrais do Empresrio ou Sociedade Empresria N 01 02 03 Campo REG CD_ENT _REF _ CD_INSCR Descrio Texto fixo contendo 0007. Tipo C Tam 004 Dec -

Cdigo da instituio responsvel pela administrao C do cadastro (conforme tabela interna ao Sped). Cdigo cadastral do empresrio ou sociedade C empresria na instituio identificada no campo 02.

Observao: Registro obrigatrio Nvel hierrquico - 2 Ocorrncia - vrios (por arquivo) Devem ser includas as inscries cadastrais do empresrio ou sociedade empresria que, legalmente, tenham direito de acesso ao livro contbil digital, exceto Secretaria da Receita Federal do Brasil e Secretaria de Estado da Fazenda que jurisdicionam o estabelecimento do empresrio/sociedade empresria. Existindo mais de uma filial numa mesma UF, fica a critrio do empresrio/sociedade empresria informar mais de uma.

62

SPED CONTBILREGISTRO 0020: Escriturao Contbil Descentralizada N 01 02 Campo REG IND_DEC Descrio Texto fixo contendo 0020. Indicador de descentralizao: 0 escriturao da matriz; 1 escriturao da filial. 03 04 05 06 07 08 CNPJ UF IE CD_MUN IM NIRE Nmero de inscrio do empresrio ou sociedade N empresria no CNPJ da matriz ou da filial. Sigla da unidade da federao da matriz ou da filial. Inscrio estadual da matriz ou da filial. C C 014 002 007 011 Tipo C N Tam 004 001 Dec -

Cdigo do municpio do domiclio da matriz ou da filial. N Nmero de Inscrio Municipal da matriz ou da filial. C

Nmero de Identificao do Registro de Empresas da N matriz ou da filial na Junta Comercial.

Observaes Nvel hierrquico - 2 Ocorrncia - vrios (por arquivo, quando o arquivo se referir escriturao da matriz) ou 1 (por arquivo, quando se referir escriturao da filial). Este registro deve ser preenchido somente quando o empresrio ou sociedade empresria utilizar escriturao descentralizada. Quando o arquivo se referir escriturao da matriz (campo 02) os campos de 03 a 08 devem ser preenchidos com os dados da filial e vice-versa. Para identificao da situao de matriz ou filial, considerar a situao da data final a que se refere a escriturao. Chave: [IND_DEC]+[CNPJ]

63

SPED CONTBILREGISTRO 0150: Tabela de Cadastro do Participante (tabela CVC do SIGACTB) N 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 Campo REG COD_PART NOME COD_PAIS CNPJ CPF NIT UF IE IE_ST Descrio Texto fixo contendo 0150. Cdigo de identificao do participante no arquivo. Nome pessoal ou empresarial do participante. Tipo C C C Tam 004 005 014 011 011 002 Dec -

Cdigo do pas do participante, conforme a tabela do N Banco Central do Brasil. CNPJ do participante. CPF do participante. N N

Nmero de Identificao do Trabalhador, Pis, Pasep, N SUS. Sigla da unidade da federao do participante. Inscrio Estadual do participante. C C

Inscrio Estadual do participante na unidade da C federao do destinatrio, na condio de contribuinte substituto. Cdigo do municpio, conforme a tabela do IBGE. Inscrio Municipal do participante. Nmero de inscrio do participante na Suframa. N C C

11 12 13

CD_MUN IM SUFRAMA

007 009

-

Observaes: Nvel hierrquico - 2 Ocorrncia - vrios (por arquivo) Este registro deve ser preenchido, na escriturao contbil, somente quando se referir a participantes cujos cdigos de relacionamento constem da tabela interna ao Sped (relativa ao campo 02 - COD_REL do registro 0180). Chave: [COD_PART]

64

SPED CONTBILREGISTRO 0180: Identificao do Relacionamento com o Participante N 01 02 03 04 Campo REG CD_REL DT_INI_REL DT_FIN_REL Descrio Texto fixo contendo 0180. Tipo C Tam 004 002 008 008 Dec -

Cdigo do relacionamento conforme tabela interna ao N Sped. Data do incio do relacionamento. Data do trmino do relacionamento. N N

Observaes Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - 1:N Somente preencha este registro quando o participante se enquadrar em uma das hipteses indicadas no campo 02 - COD_REL. REGISTRO 0990: Encerramento do Bloco 0 N 01 02 Campo REG QTD_LIN_0 Descrio Texto fixo contendo 0990. Quantidade total de linhas do Bloco 0. Tipo C N Tam 004 Dec -

Observaes: Registro obrigatrio Nvel hierrquico - 1 Ocorrncia - um (por arquivo)

65

SPED CONTBILBloco I Lanamentos contbeisREGISTRO I001: Abertura do Bloco I N 01 02 Campo REG IND_DAD Descrio Texto fixo contendo I001. Indicador de movimento: 0- Bloco com dados informados; 1- Bloco sem dados informados. Observaes: Registro obrigatrio Nvel hierrquico - 1 Ocorrncia - um (por arquivo) REGISTRO I010: Identificao da Escriturao Contbil N 01 02 Campo REG IND_ESC Descrio Texto fixo contendo I010. Indicador da forma de escriturao contbil: G - Livro Dirio (Completo, sem escriturao auxiliar); R - Livro Dirio com Escriturao Resumida (com escriturao auxiliar). A - Livro Dirio Auxiliar ao Dirio com Escriturao Resumida. B - Livro Balancetes Dirios e Balanos. Z Razo Auxiliar (Livro Contbil Auxiliar conforme leiaute definido nos registros I500 a I555). 03 CD_VER_LC Cdigo da Verso do Leiaute Contbil (preencher com C 1.00). Tipo C C Tam 004 001 Dec Tipo C N Tam 004 001 Dec -

Observaes Nvel hierrquico - 2 Ocorrncia - um (por arquivo)

66

SPED CONTBILREGISTRO I012: Livros Auxiliares ao Dirio N 01 02 03 04 Campo REG NUM_ORD NAT_LIVR TIPO Descrio Texto fixo contendo I012. Nmero de ordem do instrumento associado. Tipo C N Tam 004 80 001 Dec -

Natureza do livro associado; finalidade a que se destina C o instrumento. Tipo de escriturao do livro associado: 0 digital (includos no Sped). 1 outros. N

05

CD_HASH_AUX

Cdigo Hash do arquivo correspondente ao livro auxiliar C utilizado na assinatura digital.

-

-

Observaes: Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - Um por arquivo, quando campo 02 do registro I010 = A, ou Z. - Vrios por arquivo, quando campo 02 do registro I010 = R, B (somente se existirem livros auxiliares). Campos 02 e 03 Quando campo 02 do registro I010 = R, B (somente se existirem livros auxiliares), preencha com os dados dos livros auxiliares (A ou Z). Quando o campo 02 do registro I010 = A ou Z, preencha com os dados do livro com escriturao resumida (R) ou livro balancetes dirio (B), conforme o caso. Campo 05: Preencha somente quando campo 02 do registro I010 - IND_ESC = R, B (somente se existirem livros auxiliares). REGISTRO I015: Identificao das Contas da Escriturao Resumida a que se Refere a Escriturao Auxiliar N 01 02 Campo REG COD_CTA_RES Descrio Texto fixo contendo I015. Tipo C Tam 004 Dec -

Cdigo da(s) conta(s) analtica(s) do Livro Dirio com C Escriturao Resumida (R) que recebe os lanamentos globais.

Observaes Nvel hierrquico - 4 Ocorrncia 1:N Preencha somente quando campo 02 do registro I010 - IND_ESC = A, R ou Z.

67

SPED CONTBILREGISTRO I020: Campos Adicionais N 01 02 03 04 05 06 Campo REG REG_COD NUM_AD CAMPO DESCRICAO TIPO Descrio Texto fixo contendo I020. Cdigo do registro que recepciona o campo adicional. Nmero seqencial do campo adicional. Nome do campo adicional. Descrio do campo adicional. Indicao do tipo de dado (N: numrico; C: caractere). Tipo C C N C C C Tam 004 004 Dec -

Observaes: Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - vrios (por arquivo) Quando, para manter a integridade e a correo da informao, for necessria a apresentao de dados no previstos nos arquivos padronizados, inclua-os no arquivo correspondente, mediante acrscimo de campos ao final de cada registro. Esta regra se aplica aos registros de I050 a I355. REGISTRO I030: Termo de Abertura do Livro N 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 Campo REG DNRC_ABERT NUM_ORD NAT_LIVR QTD_LIN NOME NIRE CNPJ DT_ARQ DT_ARQ_CONV DESC_MUN Descrio Texto fixo contendo I030. Texto fixo contendo TERMO DE ABERTURA. Nmero de ordem do instrumento de escriturao. Tipo C C N Tam 004 017 80 011 014 008 008 Dec -

Natureza do livro; finalidade a que se destina o C instrumento. Quantidade total de linhas do arquivo digital. Nome empresarial. N C

Nmero de Identificao do Registro de Empresas da N Junta Comercial. Nmero de inscrio no CNPJ . Data do arquivamento dos atos constitutivos. N N

Data de arquivamento do ato de converso de N sociedade simples em sociedade empresria. Municpio. C

68

SPED CONTBILObservaes: Registro obrigatrio Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - um (por arquivo) Utilize uma seqncia especfica de numerao para o campo NUM_ORD por NAT_LIVR. REGISTRO I050: Plano de Contas (tabela CT1 do SIGACTB) N 01 02 03 04 Campo REG DT_ALT CD_NAT IND_CTA Descrio Texto fixo contendo I050. Data da incluso/alterao. Tipo C N Tam 004 008 002 001 Dec -

Cdigo da natureza da conta/grupo de contas, conforme C tabela interna ao Sped. Indicador do tipo de conta: S - Sinttica (grupo de contas). A - Analtica (conta). C

05 06 07 08

NVEL CD_CTA CD_CTA_SUP CTA

Nvel da conta analtica/grupo de contas. Cdigo da conta analtica/grupo de contas.

N C

-

-

Cdigo da conta sinttica /grupo de contas de nvel C imediatamente superior. Nome da conta analtica/grupo de contas. C

Observaes: Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - vrios (por arquivo) Chave: [DT_ALT]+[ COD_CTA] Campo 05 NVEL: Nmero crescente a partir da conta/grupo de menor detalhamento (Ativo, Passivo, etc.). Acrescente 1 a cada mudana de nvel. Exemplo: Nvel 1 2 3 4 Grupo/Conta: Ativo Ativo Circulante Disponvel Caixa

69

SPED CONTBILREGISTRO I051: Plano de Contas Referencial (tabela CVD do SIGACTB) N 01 02 03 04 Campo REG CD_ENT _REF CD_CCUS CD_CTA_REF Descrio Texto fixo contendo I051. Tipo C Tam 004 002 Dec -

Cdigo da instituio responsvel pela manuteno C do plano de contas referencial. Cdigo do centro de custo. C

Cdigo da conta de acordo com o plano de contas C referencial, conforme tabela publicada pelos rgos indicados no campo 02- COD_ENT_REF.

Observaes: Nvel hierrquico - 4 Ocorrncia - 1:N Este registro somente deve ser informado para as contas analticas do Plano de Contas (Campo 04 IND_CTA do registro I050 = A). Campo 03 COD_CCUS: Preencha somente quando interferir na identificao do cdigo do plano de contas referencial. Caso a vinculao da conta com o cdigo do plano de contas referencial independa do centro de custos, informe-o apenas no registro I100. Chave: [COD_ENT_REF]+[COD_CCUS]+[COD_CTA_REF] REGISTRO I052: Indicao dos Cdigos de Aglutinao (tabela CTS do SIGACTB) N 01 02 03 Campo REG COD_CCUS COD_AGL Descrio Texto fixo contendo I052. Cdigo do centro de custo. Tipo C C Tam 004 Dec -

Cdigo de aglutinao utilizado no Balano Patrimonial C e na Demonstrao de Resultado do Exerccio no Bloco J (somente para as contas analticas).

Observaes: Nvel hierrquico - 4 Ocorrncia - 1:N Este registro Somente deve ser informado para as contas analticas do Plano de Contas (Campo 04 IND_CTA do registro I050 = A). Campo 02 COD_CCUS: Preencha somente quando interferir na identificao do cdigo do plano de contas referencial. Caso a vinculao da conta com o cdigo do plano de contas referencial independa do centro de custos, informe-o apenas no registro I100.

70

SPED CONTBILCampo 03 COD_AGL Utilize o cdigo vlido da data de encerramento e de maior detalhamento utilizado nas demonstraes contbeis. Havendo contas passveis de classificao em mais de um grupo/conta do plano de contas referencial, adote a mesma classificao do balano ou, no constando o balano do arquivo, a classificao na data final do perodo a que se refere o arquivo, (exemplo: contas que podem figurar no ativo ou passivo, dependendo do saldo). Chave: [COD_CCUS]+[COD_AGL] REGISTRO I075: Tabela de Histrico Padronizado (tabela CT8 do SIGACTB) N 01 02 03 Campo REG COD_HIST DESCR_HIST Descrio Texto fixo contendo I075. Cdigo do histrico padronizado. Descrio do histrico padronizado. Tipo C C C Tam 004 Dec -

Observaes Nvel hierrquico 3 Ocorrncia - vrios (por arquivo) Campo 02- O cdigo de histrico padronizado deve ser nico para todo o perodo a que se refere a escriturao. Chave: [COD_HIST] REGISTRO I100: Centro de Custos

N 01 02 03 04

Campo REG DT_ALT CD_CCUS CCUS

Descrio Texto fixo contendo I100. Data da incluso/alterao. Cdigo do centro de custos. Nome do centro de custos.

Tipo C N C C

Tam 004 008 -

Dec -

Observaes: Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - vrios (por arquivo) Chave: [DT_ALT]+[COD_CCUS] Registro obrigatrio para todos os que utilizem, em seu sistema contbil, centros de custo, mesmo que no necessrios nos registros I051 e I052.

71

SPED CONTBILREGISTRO I150: Saldos Peridicos Identificao do Perodo N 01 02 03 Campo REG DT_INI DT_FIN Descrio Texto fixo contendo I150. Data de incio do perodo. Data de fim do perodo. Tipo C N N Tam 004 008 008 Dec -

Observaes: Nvel hierrquico - 3 Ocorrncia - vrios (por arquivo) A periodicidade do saldo , no mximo, mensal. Poder conter frao de