Medicamentos 122 Scri

Click here to load reader

  • date post

    03-Apr-2018
  • Category

    Documents

  • view

    220
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of Medicamentos 122 Scri

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    1/104

    agncia nacional de vigilncia sanitria - anvisa

    2010

    MEDICAMENTOSO quE DEvEMOS SAbEr SObrE

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    2/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    3/104

    agncia nacional de vigilncia sanitria - anvisa

    MEDICAMENTOSO quE DEvEMOS SAbEr SObrE

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    4/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    5/104

    Marcelo Moreira

    Marcs Arlio de Arajo

    Maria Egnia Carvalhes Cry

    Mariella Zaroni Maristela Figeiredo de Almeida

    Nizia Martins Soza

    Pedro Ivo Sebba Ramalho

    Renata Regina Leite de Assis

    Tiago Lanis Raber

    Vera Bacelar

    PrOJETO GrFICO E DIAGrAMAO Pala Simes Carlos Alberto Cavalcanti Gallindo Filho

    rEvISO

    Flvia Neves Rocha Alves Nizia Martins Soza

    ------------------------------------------------------DISquE ANvISA: 0800 6429782DISquE-INTOxICAO: 0800 7226001-------------------------------------------------------

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    6/104

    SuMrIO

    O qe so medicamentos? 12Para qe servem os medicamentos? 13

    Qal a diferena entre remdio e medicamento? 14O qe so formas farmacticas? 16Qais so as formas farmacticas? 16Por qe existem as diferentes formas farmacticas? 16O qe via de administrao? 17

    EMbALAGEM, rTuLO E buLA DE MEDICAMENTOS 18

    Qais informaes devem constar na embalagem? 18Rtlo dos medicamentos 20Bla dos medicamentos 20Novas regras para blas 21

    FALSIFICAO DE MEDICAMENTOS 22O qe so medicamentos falsicados? 22Qais os riscos ao consmir medicamentos falsos? 22Qais os cidados ao comprar medicamentos? 24Como saber se m medicamento verdadeiro? 24

    rASTrEAbILIDADE 25Como vai fncionar? 25Qando ser implantada? 22

    CuIDADOS COM OS MEDICAMENTOS 26O qe observar ao selecionar m lgar para gardar medicamentos? 26Qal a diferena entre medicamentos genricos, de refernciae similares? 28Os medicamentos de acordo com o tipo de prescrio 30Como deve ser ma receita? 32

    FrACIONAMENTO DE MEDICAMENTOS 34O qe so medicamentos fracionados? 34

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    7/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    8/104

    MEDICAMENTOS ALOPTICOS E HOMEOPTICOS 52O qe alopatia? 52O qe homeopatia? 52Como so prodzidos os medicamentos alopticos

    e homeopticos? 53

    quAIS AS DIFErENAS ENTrE MEDICAMENTOS INDuSTrIA-LIZADOS E MEDICAMENTOS MANIPuLADOS? 54

    PLANTAS MEDICINAIS E MEDICAMENTOS FITOTErPICOS 56Plantas medicinais e medicamentos toterpicos soa mesma coisa? 56Se natral, no faz mal? 56Qais os cidados ao sar plantas medicinais? 58Qais os cidados ao sar medicamentos toterpicos? 59

    MEDICAMENTOS bIOLGICOS 61Como so prodzidos os medicamentos biolgicos? 61

    MEDICAMENTOS DurANTE A GrAvIDEZ E AMAMENTAO 62Qais os riscos de se tilizar medicamentos drante a gravidez? 62Qais os riscos de se tilizar medicamentos drantea amamentao? 62

    MEDICAMENTOS E AS CrIANAS 64Qais os cidados ao tilizar medicamentos em crianas? 64

    MEDICAMENTOS E OS JOvENS 66Qais os riscos do so indiscriminado de medicamentospelos jovens? 67

    MEDICAMENTOS E OS IDOSOS 68Qais os cidados ao sar medicamentos? 68

    ANTIbITICOS 70

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    9/104

    O qe so antibiticos? 70O qe resistncia bacteriana? 70Como tilizar os antibiticos de forma correta? 70

    ANALGSICOS E ANTITrMICOS 72Por qe sentimos dor? 72Por qe as pessoas tm febre? 72

    MEDICAMENTOS PArA EMAGrECEr 74Os anorexgenos apresentam algm tipo de risco? 74Emagrea com sade e segrana 75

    MEDICAMENTOS PArA ANSIEDADE 76O qe ansiedade? 76Qando a ansiedade se torna ma doena? 76Qais os riscos dos medicamentos para ansiedade? 76

    MEDICAMENTOS PArA GrIPE E rESFrIADO 78Qal a diferena entre gripe e resfriado? 78

    Qais os sintomas? 78Como feito o contgio? 79Como tratar? 79Qais os cidados no so de medicamentos para tosse? 80A vacina contra a gripe ma boa forma de preveno? 81Como enfrentar melhor a gripe e o resfriado? 81Saiba mais sobre a Inenza A (H1N1) 82

    MEDICAMENTOS PArA ANEMIA 84O qe anemia? 84Qais as sas casas? 84Qais os sinais e sintomas? 84Como feito o diagnstico? 85

    vITAMINAS 86O qe so vitaminas? 86

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    10/104

    O qe so polivitamnicos? 86 necessrio tomar medicamentos a base de vitaminas? 86Qais os cidados ao consmir vitaminas e polivitamnicos? 86

    MEDICAMENTOS PArA DIArrIA 88Qais as possveis casas da diarria? 88A diarria apresenta algm perigo? 88Como tratar as diarrias agdas? 89Como tratar as diarrias crnicas? 89Qais os cidados em relao ao so de medicamentospara diarria? 89

    ANAbOLIZANTES 90O qe so anabolizantes? 90Qais os riscos dos anabolizantes? 90

    ANTICONCEPCIONAIS 92Qais as principais orientaes para o so correto? 92

    PrEO DOS MEDICAMENTOS E O DIrEITO DO CONSuMIDOr 94Qem controla os preos dos medicamentos 94Qando ocorrem os reajstes 94Como podemos saber o preo do medicamento antes de comprar

    94Descontos de medicamentos 95

    PrOPAGANDA DE MEDICAMENTOS 96Como denir a promoo de medicamentos? 96Como as indstrias se tilizam da propaganda? 96Existe algma forma correta de fazer propagandade medicamentos? 96Os consmidores podem dennciar propagandas irreglares? 98Cidados com a propaganda na Internet 99

    AMOSTrAS GrTIS DE MEDICAMENTOS 98Como devem ser as amostras grtis? 98

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    11/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    12/104

    O QUE SO MEDICAMENTOS?

    Medicamentos so prodtos especiais elaborados com a -nalidade de diagnosticar, prevenir, crar doenas o aliviarses sintomas, sendo prodzidos com rigoroso controle tc-

    nico para atender s especicaes determinadas pela Anvisa.

    O efeito do medicamento se deve a ma o mais sbstnciasativas com propriedades terapticas reconhecidas cienti-camente, qe fazem parte da composio do prodto, de-nominadas frmacos, drogas o princpios ativos.

    Os medicamentos segem a normas rgidas para poderemser tilizados, desde a sa pesqisa e desenvolvimento, at asa prodo e comercializao.

    -------------------------------------------------------------------------IMPORTANTEPara qe os medicamentos tenham o efeito desejado, elesdevem ser sados de forma correta e com orientao mdica

    e farmactica.-------------------------------------------------------------------------

    12

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    13/104

    PARA QUE SERVEM OS MEDICAMENTOS?

    ALVIO DOS SINTOMAs Diminem o eliminam sintomas (dor, febre, inamao, tosse, coriza,vmitos, nseas, ansiedade, insnia, etc), mas no atam nas casas.

    Ao aliviar os sintomas, o medicamento pode mascarar a doena, dandoa falsa impresso de qe o problema foi solcionado. Por isso, antes desar m medicamento, importante consltar o mdico e o farmac-.

    cura das doenas Eliminam as casas de determinada enfermidade, como infecese infestaes. Tem-se como exemplos: antibiticos, antihelmnticos(medicamentos contra vermes), antiprotozorios (medicamentos con-tra malria, giardase e amebase); o Corrigem a fno corporal deciente: splementos hormonais,vitamnicos, minerais e enzimticos, etc.

    PREVENO DE DOENAs Axiliam o organismo a se proteger de determinadas doenas.Algns exemplos so: soros, vacinas, antisspticos, complementosvitamnicos, minerais e enzimticos, prolticos da crie, etc.

    diagnstico

    Axiliam na deteco de determinadas doenas, alm de avaliaro fncionamento de rgos. Neste grpo esto os constrastes.

    -------------------------------------------------------------------------AO uTILIZAR uM MEDICAMENTO IMPORTANTE TER

    CONHECIMENTO PARA Qu ELE INDICADO.-------------------------------------------------------------------------

    13

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    14/104

    QUAL A DIFERENA ENTRE REMDIO E MEDICAMENTO?

    No dia a dia, mito comm notar pessoas o meios decomnicao tilizando a palavra remdio como sinnimo demedicamento. No entanto, elas no signicam a mesma coisa.

    A idia de remdio est associada a todo e qalqer tipo de cidadotilizado para crar o aliviar doenas, sintomas, desconforto emal-estar.

    Algns exemplos de remdio so: banho qente o massagempara diminir as tenses; chazinho caseiro e reposo em caso deresfriado; hbitos alimentares sadveis e prtica de atividadesfsicas para evitar o desenvolvimento de doenas crnicas no-transmissveis; medicamentos para crar doenas, entre otros.

    J os medicamentos so sbstncias o preparaes elaboradasem farmcias (medicamentos maniplados) o indstrias(medicamentos indstriais), qe devem segir determinaeslegais de segrana, eccia e qalidade.

    Assim, m preparado caseiro com plantas medicinais pode serm remdio, mas ainda no m medicamento; para isso, deveatender ma srie de exigncias do Ministrio da Sade, visandogarantir a segrana dos consmidores.

    -------------------------------------------------------------------TODO MEDICAMENTO uM REMDIO,

    MAS NEM TODO REMDIO uM MEDICAMENTO.

    -------------------------------------------------------------------

    14

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    15/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    16/104

    O quE SO FOrMAS FArMACuTICAS?

    So as diferentes formas fsicas qe os medicamentos podemser apresentados, para possibilitar o se so pelo paciente.

    quAIS SO AS FOrMAS FArMACuTICAS?

    Comprimidos Cpslas, ps e granlados

    Xaropes Soles (gotas, nasais, colrios, bochechos e gargarejose injetveis) Spositrios, vlos e cpslas ginecolgicas Aerossis Pomadas e sspenses

    POr quE ExISTEM AS DIFErENTESFOrMAS FArMACuTICAS?

    Para facilitar a administrao. Garantir a preciso da dose. Proteger a sbstncia drante o percrso pelo organism. Garantir a presena no local de ao.

    Facilitar a ingesto da sbstncia ativa.Em algns casos, as formas farmacticas servem parafacilitar a administrao de medicamentos por pacientes defaixas etrias diferentes o em condies especiais. Para macriana, por exemplo, mais fcil engolir gotas em m pocode ga do qe engolir m comprimido.

    16

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    17/104

    O quE vIA DE ADMINISTrAO?

    A via de administrao a maneira como o me-dicamento entra em contato com o organismo, sa porta de entrada, podendo ser via oral (boca),retal (ns), parenteral (injetvel), dermatolgica(pele), nasal (nariz), oftlmica (olhos), sblingal(embaixo da lnga), dentre otras.

    Cada via indicada para ma sitao especca, ep .

    uma injeo, por exemplo, sempre incmoda emitas vezes dolorosa, mas, por otro lado, apre-senta efeito mais rpido.

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    18/104

    EMbALAGEM, rTuLO E buLA DOS MEDICAMENTOS

    A embalagem, o rtlo e a bla dos medicamentos devem transmitirtodas as informaes relevantes sobre o prodto, contribindo para o

    se so adeqado.

    Eles devem conter informaes obrigatrias sobre o medicamento, esta-belecidas por resoles pblicadas pela Anvisa. A indstria responsvelpelo medicamento tem obrigao legal de prestar todas as informaesnecessrias para o so adeqado e os possveis problemas e cidadosrelacionados ao prodto.

    quAIS INFOrMAES DEvEM CONSTAr NA EMbALAGEM?

    Nome comercial do medicamento (asente em genricos). Em casode medicamentos toterpicos, deve ser apresentado o nome botnico p. Denominao genrica.

    Nome, endereo e CNPJ da empresa prodtora. Nome do fabricante e local de fabricao do prodto. Nmero do lote. Data da fabricao (ms/ano). Data de validade (ms/ano). Nmero de registro (MS segido do nmero, constando 13 nmeros,iniciando com 1).

    Composio do medicamento, qantidade e via de administrao. Nome do Farmactico Responsvel Tcnico e nmero da inscriono CRF. Telefone do Servio de Atendimento ao Consmidor SAC. Lacre de Segrana (toda a embalagem deve estar lacrada). Tinta Reativa, qe qando raspada com metal deve apresentar a palavraQuALIDADE E NOME DO LABORATRIO; o selo de rastreabilidade.

    18

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    19/104

    -----------------------------------------------------------------------

    IMPOrTANTEA asncia de algma dessas informaes na embalagem, sinal deqe h algo errado com o medicamento.

    Caso falte qalqer informao, o prodto deve ser encaminhado,em sa embalagem original, ao servio de vigilncia sanitria, a mde vericar se falsicado o no.

    -----------------------------------------------------------------------

    19

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    20/104

    rTuLO DOS MEDICAMENTOS

    Os rtlos devem apresentar informaes adeqadas para a dispensao

    e o so do medicamento, armazenamento correto e rastreamento,desde a sa fabricao at o consmo. Em algmas sitaes, devemalertar sobre os riscos do so do prodto para algns grpos comodiabticos, celacos e alrgicos, podendo conter orientaes adicionais.

    ---------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEAt jlho de 2011, todas as embalagens sofrero algmasmdanas: O nome do medicamento dever ser impresso em braile nas caixas. A impresso do nmero do lote e data de validade e de fabricaonas caixas dever possir cor o contraste legvel. Frases de alerta sobre alterao dos cidados de conservao oredo do prazo de validade sero incldas. A idade mnima aprovada para so segro do medicamento serh. um selo de rastreabilidade qe possibilitar acompanhar o medica-mento desde a fabricao at a dispensao.

    ---------------------------------------------------------------------

    buLA DE MEDICAMENTOS

    A bla do medicamento descreve, de forma mais detalhada, as informa-es necessrias para a tilizao mais segra do prodto pelo pacienteAlm disso, apresenta informaes para qe os prossionais de sadeorientem os srios sobre a forma de so adeqada, os cidados epossveis problemas relacionados aos medicamentos.

    20

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    21/104

    21

    NOvAS rEGrAS PArA buLAS

    At jlho de 2011, todas as blas de medicamentosapresentaro novas informaes: Separao de blas para pacientes, com lingagem maisacessvel. Apresentao mais legvel, com denies sobre fonte,tamanho, cor de impresso, espaamento entre linhas,entre otros parmetros. Denio de blas-padro de informao para todos osmedicamentos.

    As novas blas dos pacientes estaro em forma depergntas e respostas: Como este medicamento fnciona? Por qe este medicamento foi indicado? Qando no devo sar este medicamento? Como devo sar este medicamento?

    Qais os males qe este medicamento pode casar? O qe fazer se algm sar ma grande qantidadedeste medicamento de ma s vez? Onde e como devo gardar este medicamento?

    -----------------------------------------------------------------------O acesso bla de medicamentos m direito reconhe-cido pela Constitio Federal de 1988 e raticado peloCdigo de Defesa do Consmidor! Portanto, exera o

    se direito e leia as informaes constantes na bla, masse tiver algma dvida, fale com o se mdico e

    farmactico.-----------------------------------------------------------------------

    CONSuLTE AS BuLAS NO SITE DA ANVISA:

    www.anvisa.gov.br/blarioeletronico

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    22/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    23/104

    ---------------------------------------------------------------------------------------CuIDADO

    a se transformo no principal veclo de comrcio de medica-mentos falsicados no mndo todo. Nem sempre o medicamento enco-mendado o qe voc recebe e o efeito qe ele ter sobre o organismo imprevisvel.

    Evite comprar medicamentos fora da farmcia, mas se no pder evitar,compre de farmcia conhecida e reglarizada pela Vigilncia Sanitria.---------------------------------------------------------------------------------------

    23

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    24/104

    quAIS OS CuIDADOS AO COMPrAr MEDICAMENTOS?

    S tome medicamentos com orientao mdica. Nnca compre medicamentos em feiras e camels.

    S compre medicamentos em farmcias e drogarias, de prefernciaaqelas qe voc j conhece. Mita ateno com promoes e liqidaes: preos mito baixospodem indicar qe o medicamento tem origem dvidosa, nenhma ga-rantia de qalidade o at mesmo pode ser prodto robado. Exija sempre a nota scal da farmcia o drogaria. Garde com voc a nota scal, a embalagem e a cartela o frasco domedicamento qe est sendo sado. Eles so se comprovante, em casode irreglaridade, para voc poder dar qeixa. No compre medicamentos com embalagens amassadas, lacres rom-pidos, rtlos qe soltam facilmente o estejam apagados e borrados. Se o medicamento deixar de fazer efeito, procre imediatamente omdico.

    COMO SAbEr SE uM MEDICAMENTO vErDADEIrO?NA HORA DA COMPRA, VERIFIQuE NA EMBALAGEMDO MEDICAMENTO:

    Nmero do lote: o nmero impresso na parte de fora da caixa deveser igal ao qe vem impresso no frasco o na cartela interna. Data de validade do prodto.

    Nmero de registro na Anvisa. Nmero de telefone para tirar dvidas com o fabricante. Lacre de segrana, inclsive para soros e xaropes. Drante o ano de 2010, a raspadinha da embalagem ser sbstitdapelo novo item de segrana.

    24

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    25/104

    rASTrEAbILIDADE DE MEDICAMENTOEm 2009, foi sancionada a Lei 11.903 qe institi o Sistema Na-cional de Controle de Medicamentos, chamada lei da rastre-abilidade. Esse sistema vai tilizar tecnologias qe vo permitir

    a recperao das informaes necessrias para conhecer ocaminho percorrido pelo medicamento desde sa prodo atesa entrega ao consmidor.

    COMO vAI FuNCIONAr?A Anvisa determino qe todo medicamento ter m nmeroexclsivo, o Identicador nico de Medicamento (IuM), qe

    constar em ma etiqeta de segrana prodzida pela Casa daMoeda do Brasil, xada em cada caixinha de medicamento emcirclao no pas.

    As farmcias e drogarias devero dispor de m leitor eletrnicodo IuM, o qal permitir qe seja conhecida a procedncia eatenticidade de cada medicamento evitando assim a frade aa falsicao.

    quANDO SEr IMPLANTADA?A Lei prev qe o sistema ser implantado gradalmente em attrs anos. Neste primeiro ano esto sendo denidos os reqisi-tos qe envolvem fabricantes e fornecedores de medicamentose nos prximos dois anos o sistema ser implantado em todopas.

    ---------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEEste sistema permitir minimizar o comrcio e o so de medi-camentos irreglares. Assim, teremos maior segrana sobre aqalidade e a procedncia do prodto adqirido pelos consmi-dores e ser possvel identicar fontes de desvios de qalidade

    e redzir os cstos dos fabricantes.---------------------------------------------------------------------------

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    26/104

    CuIDADOS COM OS MEDICAMENTOS

    O quE ObSErvAr AO SELECIONAr uM LuGAr

    PArA GuArDAr MEDICAMENTOS? Se m local segro e fora do alcance das crianaspara evitar ma ingesto acidental de medicamento.

    Se est protegido da lz direta, do calor e damidade. Locais qentes como a cozinha, e midoscomo o banheiro no so adeqados para gardarmedicamentos. Eles podem casar alteraes em sacomposio, diminindo sa eccia o casandoefeitos txicos, mesmo estando dentro do prazo de.

    OuTrOS CuIDADOS

    Respeitar a temperatra de conservao do medica-mento, informada na bla o rtlo do prodto(ex. geladeira).

    Conservar o medicamento na embalagem original.

    No remover o rtlo das embalagens.

    Observar a data de validade.

    No reaproveitar frascos sados de medicamentospara colocar otros lqidos. Pode casar intoxicao.

    Evitar deixar o medicamento no interior do carro

    por mito tempo.

    26

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    27/104

    --------------------------------------------------------------------IMPOrTANTE

    Evite armazenar sobras de medicamentos em casa,formando as chamadas farmcias caseiras. s vezes importante ter em casa algns medicamentosde venda isenta de prescrio mdica, para algmaemergncia, alm de ser necessrio gardar aqeles deso contno. Nesses casos, eles devem ser checadosconstantemente para retirada dos qe apresentem

    prazo de validade vencido o esto h mito tempofora de so.--------------------------------------------------------------------

    27

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    28/104

    quAL A DIFErENA ENTrE OS MEDICAMENTOSGENrICOS, DE rEFErNCIA E SIMILArES?

    MEDICAMENTO DE REFERNCIA

    Medicamento inovador qe possi marca registrada, comqalidade, eccia teraptica e segrana comprovadasatravs de testes cientcos. Registrado pela Anvisa. Ele servir de parmetro para registros de posterioresmedicamentos similares e genricos, qando sa patente*expirar.

    --------------------------------------------------------------rEFErNCIA = INOvADOr PArA SIMILAr E GENrICO

    --------------------------------------------------------------

    MEDICAMENTO SIMILAr

    So prodzidos aps vencer a patente dos medicamentosde referncia e so identicados por m nome de marca. Possem eccia, segrana e qalidade comprovadasatravs de testes cientcos e so registrados pela Anvisa. Possem o mesmo frmaco e indicao terapticado medicamento de referncia, podendo diferir emcaractersticas relativas ao tamanho e forma do prodto,

    prazo de validade, embalagem, rotlagem, excipientes eveclos. No podem ser sbstitdos pelo medicamento dereferncia nem pelo medicamento genrico.

    --------------------------------------------------------------SIMILAR REFERNCIA E GENRICO

    --------------------------------------------------------------

    *uma patente tem validade de 20 anos (n.e.)

    28

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    29/104

    MEDICAMENTO GENRICO igal ao medicamento de referncia e possi qalidade, ecciateraptica e segrana comprovadas atravs de testes cientcos.r p a.

    No possi nome de marca, somente a denominao qmica deacordo com a Denominao Comm Brasileira (DCB).

    Pode ser sbstitdo pelo medicamento de referncia peloprossional farmactico o vice-versa.

    --------------------------------------------------------------------------GENrICO = rEFErNCIA

    --------------------------------------------------------------------------

    ---------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTETodo medicamento genrico traz na sa embalagem ma faixa amarelacom o G de genrico em destaqe e a identicao Medicamento

    Genrico.----------------------------------------------------------------------------

    29

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    30/104

    OS MEDICAMENTOS SEGuNDO O TIPO DE PrESCrIO

    As embalagens tambm so tilizadas para informar a classicao de

    venda dos medicamentos.

    MEDICAMENTOS ISENTOS DEPRESCRIO (MIP)So medicamentos qe no necessitam deprescrio, mas devem ser tilizados de acordocom a orientao de m prossional farmac-tico. A embalagem destes medicamentos nopossi tarja.

    MEDICAMENTOS DE VENDA SOBPRESCRIODevem ser prescritos pelo prossional mdicoo dentista e so divididos em dois grpos:

    Sem reteno de receita - apresentamTARJA VERMELHA na embalagem contendoo seginte texto: VENDA SOB PRESCRIOMDICA.

    Com reteno de receita - apresentamTARJA VERMELHA o TARJA PRETA na em-

    balagem contendo o seginte texto: vendaSOB PRESCRIO MDICA S PODE SER

    VENDIDO COM RETENO DA RECEITA.

    Entre os medicamentos qe necessitam de prescrio, algns pos-sem m controle especial do governo, devendo ter a sa prescrioretida no momento da compra. obrigatria a identicao do com-

    prador e se cadastro no Sistema Informatizado de Gerenciamentode Prodtos Controlados da Anvisa (SNGPC).

    30

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    31/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    32/104

    COMO DEvE SEr uMA rECEITA?

    RECEITA DA COR BRANCA prescrita por mdicos e dentistas para a dispensaodos medicamentos qe possem tarja vermelha. Algnsmedicamentos necessitam de controle especial, devendoser prescritos em das vias da receita branca, ma viacando retida no estabelecimento farmactico e otracando com o paciente.

    Toda receita dever estar escrita de modo legvel,contendo:

    Nome e endereo do paciente. Nome do medicamento, concentrao e qantidade. Modo como deve ser tilizado o medicamento. Nome e CRM do mdico.

    Data e assinatra do mdico.

    NOTIFICAO DE RECEITuRIO DA COR AZuLA noticao m docmento padronizado, com n-merao controlada pelos rgos de vigilncia sanitria,emitida pelo mdico o dentista para dispensao demedicamentos qe podem casar dependncia

    (pp).

    A noticao deve sempre acompanhar ma receitabranca, porqe ela ca retida na farmcia e drogaria paracomprovao de qe o medicamento foi dispensado daforma correta. A receita branca ca com o paciente parainformao sobre o so do medicamento.

    3232

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    33/104

    33

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    34/104

    FrACIONAMENTO DE MEDICAMENTOS

    O quE SO MEDICAMENTOS FrACIONADOS?

    Medicamentos fracionados so aqeles fabricados em embalagens es-peciais e vendidos exatamente na qantidade receitada pelo mdico odentista. Por exemplo, se voc tem qe tomar 5 comprimidos, no vaiprecisar mais comprar caixa com 8.

    quAL A IMPOrTNCIA DO FrACIONAMENTO?O fracionamento desempenha m papel importante para a promoodo so racional de medicamentos. Ao permitir qe sejam vendidos naqantidade e na dosagem exatas para o tratamento, evita qe sejammantidas sobras de medicamentos tilizados anteriormente.

    Isto redz a tilizao de medicamentos sem prescrio o orienta-o mdica, diminindo o nmero de efeitos adversos e intoxicaes,derivados da atomedicao.

    O fracionamento tambm amplia o acesso da poplao aos medi-camentos disponveis no mercado farmactico, pois permite qe o

    paciente compre a qantidade exata prescrita e page o preo jsto.

    34

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    35/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    36/104

    quANDO OS MEDICAMENTOS PODEM SEr FrACIONADOS?Podem ser fracionados somente os medicamentos qe contenham msas embalagens a expresso: EMBALAGEM FRACIONVEL. Elas nopermitem o contato do medicamento com o meio externo at a sa

    tilizao pelo srio, para evitar riscos de contaminao do prodto.

    -------------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEOs medicamentos sjeitos ao controle especial no podemser fracionados.

    -------------------------------------------------------------------------------

    A quALIDADE E SEGurANA DOS MEDICAMENTOS FrACIO-NADOS A MESMA DOS DEMAIS?Sim. Os fracionados esto sjeitos aos mesmos padres de prodode todos os otros medicamentos disposio no mercado nacional,garantindo qalidade e segrana aos consmidores.

    36

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    37/104

    quAIS SO OS bENEFCIOS DE COMPrArMEDICAMENTOS FrACIONADOS? Voc compra apenas a qantidade ne. Voc economiza no tratamento. Voc evita os riscos de intoxicao pelo consmo das sobras demedicamentos estocados em casa. Voc e o Brasil redzem o desperdcio.

    quEM PODEr rEALIZAr O FrACIONAMENTO EA DISPENSAO DE MEDICAMENTOS FrACIONADOS?O procedimento do fracionamento efetado nas farmcias, sob aresponsabilidade de m farmactico habilitado.

    COMO COMPrAr MEDICAMENTOS FrACIONADOS?Para comprar m medicamento fracionado, basta apresenta em qalqer drogaria o farmcia atorizada pela Vigilncia Sanitria.

    37

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    38/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    39/104

    quAIS OS CuIDADOS AO COMPrAr MEDICAMEN-TOS POr TELEFONE Ou PELA INTErNET?

    Somente farmcias e drogarias abertas ao pblico, comfarmactico responsvel presente drante todo o horrio defncionamento, podem realizar a dispensao de medicamen- p telefone o Internet.

    O endereo eletrnico da farmcia deve possir .com.bre deve conter, na sa pgina principal, todas as informaesdo estabelecimento, entre elas a razo social, endereo, CNPJ,horrio de fncionamento, telefone, nome e n de inscriono CRF do Responsvel Tcnico e Licena o Alvar Sanitrio;

    Devem ser garantidos aos srios os meios paracomnicao direta e imediata com o Farmactico,Responsvel Tcnico, o se sbstitto, atravs da entregade m carto, contendo o nome do farmactico, telefone eendereo do estabelecimento para orientaes sobre o sodo medicamento.

    39

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    40/104

    quAIS OS SErvIOS FArMACuTICOS quE PODEMSEr PrESTADOS NAS FArMCIAS E DrOGArIAS?

    Orientao sobre o so do medicamento.

    Administrao de medicamentos (neblizao, aplicao deinjetveis e so oral).

    Acompanhamento da presso arterial e temperatra.

    Monitoramento da glicemia capilar por meio de ato-teste.

    -------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEAo fazer o acompanhamento de sa presso arterial, glice-mia e temperatra corporal, o farmactico dever entregarma declarao, onde constaro as informaes sobre a sasade, para qe o mdico saiba como o medicamento esttendo efeito no se organismo.-------------------------------------------------------------------------

    LIMPEZA FuNDAMENTAL. vErIFIquE SEMPrE SEO LOCAL EST bEM ArEJADO, LIvrE DA PrESENA DE

    INSETOS, POEIrA E OuTrAS SuJIDADES.

    40

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    41/104

    Conslte o farmactico sobre os cidados com osmedicamentos. Ele dever estar com identicao e pre-sente drante todo o horrio em qe o estabelecimento

    estiver aberto.-----------------------------------------------------------

    ExErA O SEu DIrEITO, ExIJA A PrESENADO FArMACuTICO.

    -----------------------------------------------------------

    41

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    42/104

    -----------------------------------------------------------------------O quE uSO rACIONAL DE MEDICAMENTOS?

    qando tilizamos o medicamento correto e de origemconhecida, com orientao mdica e farmactica, noshorrios e nas qantidades especicadas na bla.

    Todo medicamento apresenta riscos, mesmo qando ti-

    lizado de forma correta. O se consmo de forma racionalobjetiva proporcionar o mximo benefcio com ma mini-mizao dos possveis efeitos prejdiciais.-----------------------------------------------------------------------

    42

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    43/104

    INTErAES MEDICAMENTOSAS

    Interao medicamentosa o evento clnico em qe o efeito de mmedicamento alterado pela presena de otro frmaco, de alimento,

    de bebida o de algm agente qmico. Constiti a principal casa deproblemas relacionados a medicamentos. Portanto, mito importantese informar sobre a tilizao correta do medicamento com o mdicoo farmactico.

    O quE SO INTErAES ENTrE MEDICAMENTOS?

    So as interferncias qe ocorrem qando dois o mais medicamen-tos so administrados ao mesmo tempo, podendo casar a diminioo o amento do efeito esperado, o ainda o srgimento de efeitosindesejados.

    EXEMPLOS:

    O efeito do anticoncepcional redzido qando consmido com mantibitico. A vitamina K inibe a resposta dos anticoaglantes orais. O anticido dimini a absoro dos medicamentos anti-inamatrios(contra inamaes). Os antibiticos, como a tetraciclina, tm se efeito teraptico di-mindo qando engolidos com anticido.

    Anticoaglantes podem casar hemorragia se tilizados com algnsantiinamatrios, como o cido acetilsaliclico.

    ---------------------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEPara evitar qe m medicamento prejdiqe o otro, informe sempreo mdico e o farmactico sobre todos os medicamentos qe voc

    estiver sando.---------------------------------------------------------------------------------------

    43

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    44/104

    quAIS OS rISCOS NO uSO DE MEDICAMENTOSCOM bEbIDAS ALCOLICAS ?As associaes entre medicamentos com bebidas alcolicas podemlevar a efeitos indesejados graves, inclsive com risco de morte.

    O lcool tanto pode potencializar os efeitos de m medicamentoqanto netraliz-lo.

    TENHA ESPECIAL ATENO NO uSO DE LCOOLCOM OS SEGuINTES MEDICAMENTOS:

    Analgsicos, antipirticos eantiinamatrios: pode casarpertrbaes gastrointestinais,lceras e hemorragias. Antidepressivos:dimini osefeitos, pode amentar a pressosangnea. Antibiticos: pode casar

    nseas, vmitos, dores de ca-bea e at convlses. Antidiabticos: pode casar se-vera hipoglicemia (baixa glicose).

    Anti-histamnicos, tranqilizantes,sedativos: pode intensicar o efeitode sonolncia e casar vertigens. Antiepilpticos: a proteo contraataqes epilpticos signicativa-mente redzida. Medicamentos cardiovasclares:

    pode provocar vertigens o desfa-lecimento, bem como redo doefeito teraptico.

    44

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    45/104

    COMO OS MEDICAMENTOS PODEMINTErAGIr COM OS ALIMENTOS?

    Em algmas sitaes, os medicamentostambm interagem com alimentos. Essasinteraes podem comprometer seriamente otratamento, potencializando reaes adversaso diminindo os efeitos terapticos dosmedicamentos, ocasionando diversos prejzos sade do srio.

    ALGuNS EXEMPLOs

    O efeito da tetraciclinas pode ser anladopela ingesto com leite.

    Os antiinamatrios casam irritao noestmago, por isso devem ser administra-dos jnto com as refeies.

    Alimentos gordrosos favorecem a dis-solo da griseoflvina (antifngico),amentando sa absoro.

    A ingesto excessiva de acares em paci-entes qe fazem so de antidiabticos podedicltar o impedir a ao dos medica-mentos.

    Pacientes hipertensos (presso alta) devemdiminir o so de sal nos alimentos.

    ---------------------------------------------------------IMPOrTANTEPrera sempre tomar o medicamento comga, a menos qe se mdico d otra orien-tao.

    ---------------------------------------------------------

    45

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    46/104

    OS MEDICAMENTOS PODEM SEr uTILIZA-DOS JuNTO COM PLANTAS MEDICINAIS?

    No. Nnca tome medicamentos com chs o o-tros prodtos a base de plantas medicinais, porqepodem casar problemas srios para o se orga-nismo. Alm disso, os chs em geral diminem osmovimentos do estmago, o qe pode interferir noprocesso de absoro do remdio.

    EXEMPLOS: O so de medicamentos a base de Hiprico(Hypericm perforatm) jnto a anticoncepcio-nais pode diminir sa atividade favorecendo aocorrncia de gravidez indesejada.

    O so de Ginkgo (Ginkgo biloba) jnto a varfari-

    na o cido acetilsalislico pode amentar o efeitoanticoaglante destes medicamentos, favorecendoa ocorrncia de hemorragias.

    O so de ch o infso de feijo tremoo jntocom medicamento antidiabticos pode potencia-lizar o efeito e casar qeda brsca da glicemia

    (hipoglicemia), podendo levar a coma o bito.

    ----------------------------------------------------------------IMPOrTANTENo se plantas medicinais jnto com medica-mentos sem informar-se antes com o mdico ofarmactico.----------------------------------------------------------------

    46

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    47/104

    quAL A rELAO ENTrE O uSO DEMEDICAMENTOS E O TrNSITO?

    Existem medicamentos qe podem inenciar na capaci-dade de dirigir, afetar a coordenao motora, a percepovisal o aditiva, o atocontrole, a percepo de perigo eo senso de responsabilidade.EXEMPLOS DE MEDICAMENTOS COM RISCOSOBRE A CAPACIDADE DE DIRIGIR:

    Medicamentos oftlmicos (tilizar nos olhos) Tranqilizantes e sedativos (para os nervos) Anti-histamnicos (contra alergias) Antitssgenos (contra tosse)

    Anestsicos gerais e locais Anti-hipertensivos (para presso alta) Antidepressivos (contra depresso) Nerolpticos (para problemas psicolgicos)

    ------------------------------------------------------------------------EvITE DIrIGIr SE FOr uTILIZAr ALGuM DESSES

    MEDICAMENTOS.------------------------------------------------------------------------

    47

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    48/104

    FArMACOvIGILNCIA

    O quE FArMACOvIGILNCIA?A farmacovigilncia o acompanhamento da ao dos medicamentosqe j esto no mercado, por meio da identicao, avaliao e preven-o de efeitos adversos o qalqer problema possvel relacionado comos mesmos.

    quAIS OS PrINCIPAIS PrObLEMAS rELACIONADOSCOM OS MEDICAMENTOS? Efeitos adversos.

    Desvios da qalidade. Erros de administrao. Perda de efeito. uso para indicaes no aprovadas, qe no possem comprova-

    o cientca. Intoxicao. Abso e so incorreto.

    Interaes com sbstncias qmicas, otros medicamentos, lcoole alimentos.

    POr quE SurGIu A FArMACOvIGILNCIA?Antes de m medicamento ser comercializado, inmeras informaessobre possveis reaes adversas so coletadas, mas no so scien-tes para garantir a total segrana do prodto. Por exemplo, informa-

    es sobre reaes adversas raras, mas graves, so em grpos especiais(como crianas, idosos, mlheres grvidas) o interaes medicamento-sas so, freqentemente, incompletas o no disponveis.

    Com a farmacovigilncia possvel identicar esses e otros riscos, apsa entrada do medicamento no mercado, e intervir oportnamente, pro-tegendo a poplao de possveis danos casados pelo so do prodto.

    48

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    49/104

    COMO FEITO O TrAbALHO DEFArMACOvIGILNCIA?As aes so realizadas de forma compartilhada entre asvigilncias sanitrias estadais, mnicipais e a Anvisa, atravsdo sistema de noticao de problemas relacionados amedicamentos.

    Qalqer pessoa qe tiver algm problema commedicamentos deve preencher a cha de noticao(modelo abaixo) e entregar para a Vigilncia Sanitria

    de se mnicpio o enviar para a Anvisa(e-mail [email protected]).

    FICHA DE NOTIFICAO

    Comunicao de efeito adverso a medicamentos e vacinas

    [Confidencial]

    Digite o nome da pessoa que sofreu o efeito adverso:

    Digite o nome do medicamento quecausou o efeito adverso:

    Informe o nome do fabricante domedicamento:

    Descreva, em poucas palavras, o efeito adverso:

    Informe mais sobre a pessoa que sofreu o efeito adverso:(Dia do incio do uso do medicamento, dia do aparecimento do efeito adverso, dosagem

    usada, Idade, condio de sade antes do uso do referido medicamento e se houve ouso de outros medicamentos tomados juntos)

    Notificador, digite o seu nome, telefone e/ou endereo:

    Efeito Adverso: um resultado nocivo que ocorre durante ou aps o uso clnicode um medicamento.

    49

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    50/104

    INTOxICAES POr MEDICAMENTOS

    A intoxicao por medicamentos ocorreprincipalmente pelo se so acidental, emespecial com crianas. Por isso, mito

    importante armazenar esses prodtos emlocais segros.

    H tambm otros casos de intoxicao:pelo so do medicamento de forma incor-reta o absiva; erro de prescrio o deadministrao; atomedicao; e at mesmocom so dos medicamentos de forma cor-

    reta. Otra casa mito freqente a tenta-tiva de sicdio.

    -------------------------------------------------------Os medicamentos so a principal casa deintoxicao no Brasil. S no ano de 2008foram registrados 26.384 casos, sendo qe

    as crianas entre 1 e 4 anos foram as maisafetadas, respondendo por 23,69%.-------------------------------------------------------

    50

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    51/104

    51

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    52/104

    MEDICAMENTOS ALOPTICOSE HOMEOPTICOS

    O quE ALOPATIA?A Alopatia a medicina tradicional, qe consiste em ti-lizar medicamentos qe vo prodzir no organismo dodoente reao contrria aos sintomas qe ele apresenta,a m de dimin-los o netraliz-los. Por exemplo, se opaciente tem febre, o mdico receita m remdio qe fazbaixar a temperatra. Se tem dor, m analgsico.

    Os principais problemas dos medicamentos alopticosso os ses efeitos colaterais e a sa toxicidade.

    --------------------------------------------------------------a FITOTERAPIA p.--------------------------------------------------------------

    O quE HOMEOPATIA?Homeopatia ma palavra de origem grega qe signicaDoena o Sofrimento Semelhante. m mtodo cient-co para tratamento e preveno de doenas agdas ecrnicas, onde a cra se d atravs de medicamentos noagressivos qe estimlam o organismo a reagir, fortalecen-

    do ses mecanismos de defesa natrais.

    Os medicamentos homeopticos podem ser tilizadoscom segrana em qalqer idade, at mesmo em recm-nascidos o pessoas com idade avanada, desde qe comacompanhamento do clnico homeopata.

    52

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    53/104

    COMO SO PrODuZIDOS OS MEDICAMENTOSALOPTICOS E HOMEOPTICOS?Os medicamentos alopticos so prodzid indstrias em larga escala, o em farmcias demaniplao de acordo com a prescrio mdica. Soos principais prodtos farmacticos vendidos nasfarmcias e drogarias.

    O medicamento homeoptico preparado emm processo qe consiste na dilio scessiva da

    sbstncia, devendo segir todas as normas sanitriase os cidados para o se so, como qalqer otromedicamento.

    53

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    54/104

    MEDICAMENTOS

    INDuSTrIALIZADOS

    MEDICAMENTOS

    MANIPuLADOS

    So prodzidos nas indstrias em

    grandes qantidades, tilizando eqipa-

    mentos qe tm capacidade para fabri-

    car lotes de at milhares de nidades.

    So maniplados para atender a ma

    prescrio mdica e em qantidade

    sciente para atender s necessidades

    especcas do paciente.

    So prodzidos em dosagens o con-

    centraes padronizadas, de modo a

    serem tilizados por m grande nmero

    p.

    So prescritos e maniplados nma

    dosagem o concentrao especica

    para cada paciente, sendo, portanto, de

    so personalizado.

    Passam por controle de qalidade d-

    rante toda o processo de prodo. As

    matrias-primas, materiais de embala-

    gem e prodtos acabados so analisados

    pela fabricante do medicamento.

    Vrios testes de controle de qalidadeexigidos da indstria no so viveis em

    escala redzida de prodo. As anlises

    das matrias-primas e dos materiais

    de embalagem so feitos pelos for-

    necedores e algns testes so refeitos

    nas farmcias. feita a conferncia dos

    prodtos com a frmla e realizados

    algns testes para vericar sa confor-

    midade.

    Todos os processos de fabricao so

    spervisionados por prossionais far-

    macticos qalicados.

    Os processos de maniplao so

    spervisionados por prossionais

    farmacticos qalicados.

    quAIS AS DIFErENAS ENTrE MEDICAMENTOSINDuSTrIALIZADOS E MEDICAMENTOS MANIPuLADOS?

    54

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    55/104

    Possem embalagens padronizadas, com

    rotlagem contendo dizeres obrigatri-

    os sobre o fabricante, lote, fabricao,

    validade, farmactico responsvel, entre

    otros. Os dados sobre indicao, so,

    efeitos colaterais, contra-indicaes ecidados de conservao esto nm

    docmento conhecido como bla.

    Contm rtlos com informaes sobre

    a farmcia responsvel pela maniplao,

    data e validade, farmactico respon-

    svel e cidados de conservao. No

    contm a bla. As informaes sobre

    o so, possveis efeitos colaterais econtra-indicaes devem ser prestadas

    pelo prescritor e pelo farmactico na

    entrega do medicamento na farmcia.

    Pelo fato de terem em sas formlaes,

    estabilizantes, conservantes e otroscoadjvantes, os medicamentos indstri-

    alizados possem m tempo maior nos

    ses prazos de validade, denido com

    base em estdos de estabilidade.

    Como trata-se de m medicamento

    qe deve ser preparado para atender snecessidades especcas de m determi-

    nado paciente, normalmente, o prazo de

    validade do medicamento maniplado

    est vinclado ao perodo de tratamen-

    p.

    Os medicamentos indstrializados de-

    vem ser registrados na Agencia Nacional

    v s (a).

    Os maniplados tm as empresas

    (farmcias de maniplao) registradas

    e scalizadas pelos servios de vigiln-

    cia sanitria dos estados e mnicpios

    brasileiros.

    MEDICAMENTOS

    INDuSTrIALIZADOS

    MEDICAMENTOS

    MANIPuLADOS

    55

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    56/104

    PLANTAS MEDICINAIS E MEDICAMENTOS FITOTErPICOS

    As plantas medicinais so tilizadas na medicina poplar dos diversospovos, como remdios para axiliar nos problemas de sade, normal-

    mente na forma de chs e infses. Tambm so sados pela medicinaatal como base para a prodo dos medicamentos toterpicos.

    Exemplos de plantas medicinais: camomila, boldo-do-chile, alecrim,alho, arnica, carqeja, erva-cidreira, malva, e slvia.

    PLANTAS MEDICINAIS E MEDICAMENTOS

    FITOTErPICOS SO A MESMA COISA?No, as plantas medicinais so espcies vegetais qe possem em sacomposio sbstncias qe ajdam no tratamento de doenas o qemelhorem as condies de sade das pessoas. J os medicamentos to-terpicos so prodtos indstrializados obtidos a partir da planta me-.

    SE NATurAL, NO FAZ MAL ?O consmo de medicamentos toterpicos, bem como de plantas me-dicinais in natra, tem sido estimlado com base no mito se natralno faz mal. Porm, ao contrrio da crena poplar, eles podem casardiversas reaes como intoxicaes, enjos, irritaes, edemas (incha-os) e at a morte, como qalqer otro medicamento.

    Os medicamentos toterpicos devem segir, como qalqer otro me-dicamento, todas as normas sanitrias e os cidados para o se so, edevem possir registro na Anvisa.

    56

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    57/104

    ----------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEutilize somente medicamentos toterpicos qe possamtodas as informaes na embalagem e rotlagem, e qetenham registro na Anvisa.----------------------------------------------------------------------

    57

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    58/104

    quAIS OS CuIDADOS AO uSArPLANTAS MEDICINAIS?

    utilize sempre plantas qe vocconhece bem. Nnca colete plantas medicinais

    jnto a locais qe possam ter recebidoagrotxicos. As plantas medicinais devem ser secas sombra, at tornarem-se qebradiasantes de serem tilizadas. No armazenar as plantas medicinaispor m longo perodo, pois podemperder os ses efeitos. Evite mistras de plantas medicinais.A combinao entre elas pode resltarem efeitos imprevisveis. No tilize drante a gravidez, a noser sob orientao mdica. Evite tilizar chs laxantes odirticos para emagrecer.

    58

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    59/104

    quAIS OS CuIDADOS AO uSArMEDICAMENTOS FITOTErPICOS?

    Os cidados so os mesmos destinados aos otrosmedicamentos:

    Bscar informaes com os prossionais desade.

    Informar ao se mdico qalqer reaodesagradvel qe acontea enqanto estiversando plantas medicinais o toterpicos.

    Observar cidados especiais com gestantes,lactantes, crianas e idosos.

    Informar ao se mdico se est tilizandoplantas medicinais o toterpicos,

    principalmente antes de cirrgias. Adqirir toterpicos apenas em farmcias e

    drogarias atorizadas pela Vigilncia Sanitria. Segir as orientaes da bla e rotlagem. Observar a data de validade e nnca tomar

    medicamentos vencidos. Segir corretamente os cidados de

    armazenamento. Ter cidado ao associar medicamentos, o qepode promover a diminio dos efeitos oprovocar reaes indesejadas.

    Desconar de prodtos qe prometem crasmilagrosas.

    59

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    60/104

    60

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    61/104

    MEDICAMENTOS bIOLGICOS

    Pocas pessoas tm idia do qe sejam medicamentos biolgicos,mas a verdade qe eles existem h mito tempo. As vacinas so mexemplo, assim como os hemoderivados (medicamentos derivados dosange) e os alrgenos (medicamentos contra alergias).

    COMO SO PrODuZIDOS OS MEDICAMENTOS

    bIOLGICOS?O processo prodtivo difere sbstancialmente do empregado naprodo qmica convencional, pois os medicamentos biolgicos soprodzidos a partir de cllas vivas qe atam como ma fbrica. m processo complexo, em qe estas cllas devem permanecer sobcondies de temperatra especcas e com alimentao na hora e na

    qantidade certa drante semanas o meses.Os medicamentos biolgicos de alto csto podem ser ofertadosgratitamente aos srios do Sistema nico de Sade (SuS), apsprvio cadastro na Coordenao da Assistncia Farmactica local(Estadal/Mnicipal/Distrito Federal).

    ---------------------------------------------------------------------------CuIDADOOs medicamentos biolgicos, como qaisqer otros medicamentos,tambm podem apresentar riscos em decorrncia de sas reaesadversas, especialmente qando do so inadeqado. Portanto,o se so deve ser acompanhado pelos prossionais mdicos efarmacticos.

    ---------------------------------------------------------------------------

    61

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    62/104

    MEDICAMENTOS DurANTE A GrAvIDEZ E A AMAMENTAO

    quAIS OS rISCOS DE SE uTILIZAr MEDICAMENTOSDurANTE A GrAvIDEZ?

    Os medicamentos podem atravessar a placenta e exercer efeitos sobreo feto como malformaes, alteraes bioqmicas e de comportamento.

    Drante a gestao, a mlher deve evitar a ingesto de medicamentos,lcool, fmo, cafena e drogas em geral. Se hover necessidade do sode algm medicamento drante a gravidez, o mdico ir avaliar qal

    o qe prodz menor efeito adverso.----------------------------------------------------------------------

    CuIDADOOs trs primeiros meses de gestao constitem o

    perodo de maior risco, mas os medicamentos podemafetar todos os diferentes perodos da gravidez.

    ----------------------------------------------------------------------

    quAIS OS rISCOS DE SE uTILIZAr MEDICAMENTOSDurANTE A AMAMENTAO?

    Os medicamentos tilizados pela me podem passar para o bebatravs do leite materno. Algns diminem a prodo de leite,prejdicam a alimentao e o desenvolvimento do beb.

    Somente aqeles indispensveis devem ser tilizados nesteperodo, aps criteriosa avaliao pelo mdico.

    -------------------------------------------------------------------------NuNCA TOME MEDICAMENTO SEM PRESCRIO

    MDICA E ORIENTAO FARMACuTICA DuRANTEA GRAVIDEZ E NA AMAMENTAO.

    --------------------------------------------------------------------------

    62

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    63/104

    63

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    64/104

    MEDICAMENTOS E AS CrIANAS

    A tilizao de medicamentos em crianas, principalmente os be-bs, necessita de ma ateno especial porqe elas reagem

    aos medicamentos de forma diferente dos adltos e estomais sjeitas a casos de intoxicaes.

    quAIS OS CuIDADOS AO uTILIZAr MEDICAMENTOSEM CrIANAS? No d medicamentos de uSO ADuLTO para crianas, seapenas os medicamentos de uSO PEDITRICO.

    A receita deve ser clara qanto forma de administrao, dosa-gem e tempo de drao de tratamento.

    No sspenda m medicamento antes do prazo de so estipladopelo mdico. Qalqer dvida, converse com o mdico pediatra.

    No se medicamentos contra tosse e resfriado em crianas commenos de dois anos de idade, a no ser qe voc receba orienta-es especcas do mdico para tiliz-los.

    -------------------------------------------------------------------------------LEMbrE-SEO remdio qe voc toma, o aqele qe o lho da sa vizinhasa, pode ser prejdicial para o se lho.-------------------------------------------------------------------------------

    ExEMPLOS DE SITuAES quE PODEM SubSTITuIrOS MEDICAMENTOSBanhos mornos o compressas frias podem diminir a febre;reidratao oral e alimentao ajdam no combate diarria;inalao com vapor de ga e lavagem das fossas nasais com soropodem desobstrir o nariz.

    64

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    65/104

    ATENOPara evitar intoxicaes, nnca garde os medicamentosem locais de fcil acesso para crianas (gavetas o armriosbaixos).--------------------------------------------------------------

    MEDICAMENTOS SEMPrE FOrA DO ALCANCEDAS CrIANAS.

    --------------------------------------------------------------

    65

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    66/104

    MEDICAMENTOS E OS JOvENS

    usar medicamentos por conta prpria tambm faz parte dos hbi-tos de diversos adolescentes em todo o mndo. Com o intitode crar algma doena, alcanar o bem-estar pessoal o maaparncia fsica desejvel, os jovens se tornaram adeptos dos maisdiversos tipos de medicamentos, desde m comprimido para dor

    de cabea, at calmantes, estimlantes o antidepressivos. Tdoisso sem nenhm acompanhamento mdico.

    quAIS OS MEDICAMENTOS MAIS CONSuMIDOS?

    Entre os medicamentos mais consmidos pelos jovens esto osanalgsicos e antibiticos, inalantes e tranqilizantes, medicamen-

    tos para emagrecimento e ansiedade, xaropes, anabolizantes emedicamentos para disfno ertil.

    66

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    67/104

    quAIS OS rISCOS DO uSO INDISCrIMINDADO DEMEDICAMENTOS PELOS JOvENS?

    Alm dos riscos inerentes atomedicao, tal hbitoqando praticado por jovens ainda mais preocpante em

    fno das mistras perigosas qe eles costmam fazer, porexemplo:

    Algns medicamentos tranqilizantes com lcool podemlevar ao estado de coma e casar at mesmo a mortedo srio.

    Medicamentos para emagrecer (anorexgenos) com

    lcool e tabaco podem amentar o risco de doenascardacas e respiratrias.

    67

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    68/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    69/104

    69

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    70/104

    ANTIbITICOS

    O quE SO ANTIbITICOS?Antibiticos so medicamentos qe possemsbstncias especcas capazes de eliminar oimpedir a mltiplicao de bactrias casadorasde doenas o danosas ao organismo.

    O quE rESISTNCIA bACTErIANA?O so incorreto de antibiticos pode casar a

    resistncia bacteriana, qe o fenmeno ocorridoqando as bactrias desenvolvem a capacidade dese defender do efeito do medicamento, casandograves complicaes sade do srio.

    COMO uTILIZAr OS ANTIbITICOS DEFOrMA COrrETA?

    No se antibiticos sem receita do mdico o dodentista. Somente eles sabem qal o mais indicadop .

    Siga rigorosamente a prescrio mdica.

    No se antibiticos por conta prpria, nem porindicaes de balconistas de farmcia, vizinhos,amigos o parentes. Nnca se doses menores o maiores qe aindicada (sar doses maiores no acelera a cra). Tome o antibitico sempre no horrio informadopelo mdico o dentista. No interrompa o tratamento antes do tempoestiplado, mesmo qe seja observada algmamelhora.

    No se antibiticos com bebidas alcolicas.

    70

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    71/104

    ---------------------------------------------------------

    IMPOrTANTEInfeces casadas por vrs como gripes,sarampo, caxmba, rbola e otras, nopodem ser cradas pelos antibiticos.---------------------------------------------------------

    71

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    72/104

    ANALGSICOS E ANTITrMICOS

    Os analgsicos so tilizados para aliviar o acabar com as dorese esto entre os medicamentos mais consmidos no mndo. J os

    antitrmicos so medicamentos tilizados para diminir o elimi-nar a febre. Mitos analgsicos tambm apresentam propriedadesantitrmicas.

    POr quE SENTIMOS DOr?A dor o primeiro sinal de advertncia de qe algo no est certono organismo e ma das principais casas qe levam as pessoas aingerirem medicamentos.

    O bem-estar proporcionado pelo alvio da dor importante para opaciente, mas fndamental qe se chege ao diagnstico precisoda doena. s vezes, ma simples dor de cabea pode ser sintomade algo mais grave. Por isso, esses medicamentos no devem sertilizados com freqncia para tratamento de dores repetitivas.

    POr quE AS PESSOAS TEM FEbrE?A febre ma elevao anormal da temperatra corporal e namaioria dos episdios ocorre como reao do organismo a in-feces.

    Em algns casos, no precisa ser tratada com medicamentos, poisela pode desaparecer com remdios caseiros tradicionais como to-alhas midas na testa, banhos mornos e ingesto de bastante ga.No entanto, se a febre persistir, procre m mdico.

    O so de compressas com lcool desaconselhvel, porqe podelevar intoxicao. Nas sitaes de febre alta, contna o mitofreqente importante bscar m diagnstico mdico.

    72

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    73/104

    -----------------------------------------------------------------------CuIDADOEntre as centenas de marcas de medicamentos de vendalivre indicados para dor e febre vrios podem casarreaes alrgicas, intoxicaes, interaes medicamen-tosas e otros efeitos adversos. Por isso, antes de tomarqalqer medicamento isento de prescrio, pea

    orientaes ao farmactico, qe o prossional indica-do para esclarecer as sas dvidas na drogaria.-----------------------------------------------------------------------

    73

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    74/104

    MEDICAMENTOS PArA EMAGrECEr

    Atalmente, tem sido mito comm absca de ma solo rpida para combater

    o excesso de peso, como o so demedicamentos para emagrecer, chamadosanorexgenos. Esses medicamentos agemdiminindo o apetite, facilitando a perda depeso por determinado tempo.

    OS ANOrExGENOS APrESENTAM

    ALGuM TIPO DE rISCO?Os anorexgenos so prodtos de altorisco porqe podem casar dependncia einmeras reaes indesejadas, como hmorinstvel, depresso nervosa, irritabilidade,agitao, confso mental, alcinaes,dentre otras. A retirada brsca desse tipode medicamento pode ser acompanhada defadiga (cansao), sonolncia o depresso.Por apresentarem riscos elevados, essesprodtos so controlados por lei e somenteos mdicos podem prescrev-los.

    Alm dos efeitos indesejados e da

    dependncia, a perda de peso proporcionadapelos anorexgenos no dradora.Logo qe o paciente para de tilizar omedicamento, ganha novamente todo o pesoperdido drante o tratamento. o chamadoefeito sanfona. Mitas pessoas no srecperam o peso como adqirem mais

    gordra do qe antes.

    74

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    75/104

    EMAGrEA COM SADE E SEGurANAO amento de peso (obesidade) possi mitos fatores,os qais devem ser analisados pelo prossional mdicoe ntricionista. Para elaborar m plano para perda depeso, devem estar envolvidos fatores como mdananos hbitos alimentares, atividades fsicas e ma eqipede apoio (mdicos e ntricionistas).

    75

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    76/104

    MEDICAMENTOS PArA ANSIEDADE

    O quE ANSIEDADE?A ansiedade srge, normalmente, em momentos de preocpao,tenso e apreenso, caracterizando-se por m conjnto de sensaescorporais desagradveis, como vazio no estmago, corao acelerado,medo intenso, falta de ar, transpirao excessiva, aperto no trax, etc.

    quANDO A ANSIEDADE SE TOrNA uMA DOENA?Todas as pessoas podem sentir ansiedade, especialmente em momen-

    tos estressantes, em qe se vem frente a sitaes difceis e decisesimportantes. Mas a ansiedade passa a ser considerada m transfornoqando o indivdo a experimenta de maneira exagerada, relacionadaa preocpaes excessivas e no realistas em sitaes qe a maio-ria das otras pessoas enfrentariam com poca dicldade. um bomhistrico mdico e exame fsico so essenciais para o diagnstico.

    um dos problemas associados ansiedade a insnia (falta de sonoo dicldade prolongada para adormecer por vrios dias), sendo maqeixa mito comm e m dos motivos para as pessoas bscarem oso de medicamentos especcos.

    quAIS OS rISCOS DOS MEDICAMENTOS PArA ANSIEDADE?Medicamentos tilizados para o tratamento da ansiedade, chamados

    ansiolticos, geralmente so sedativos o hipnticos (indzem ao sono)e devem ser tilizados sob prescrio mdica e com o devido acom-panhamento, observando sempre as doses e o modo de sar (posolo-).

    Alm de apresentar diversas reaes adversas, esses medicamentostambm podem casar dependncia, devendo ser tilizados com mito

    cidado.

    76

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    77/104

    ---------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTE O so de ansiolticos com otros medicamentos e com olcool extremamente perigoso, pois os efeitos prejdiciaisso intensicados, podendo casar graves danos sade dospacientes. Devido aos efeitos colaterais, indivdos sob trata-

    mento com esses medicamentos no devem exercer ativi-dades qe exijam coordenao motora e reexos rpidos.

    Nem sempre o so de medicamentos o melhor remdio.Converse com se mdico e procre otras medidas qepossam amenizar o se problema de ansiedade e insnia,como exerccios fsicos e relaxamentos.

    ---------------------------------------------------------------------------

    77

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    78/104

    MEDICAMENTOS PArA GrIPE E rESFrIADOS

    quAL A DIFErENA ENTrE rESFrIADO E GrIPE?o RESFRIADO ma infeco simples das vias ereas speriores (narize garganta), qe pode drar de pocos dias at das semanas. Pode sercasado por vrios tipos de vrs, sendo o rinovrs o mais comm.

    a GRIPE casada pelo vrs Inenza e normalmente se inicia de ma-neira sbita, apresentando sintomas mais graves qe os do resfriado. Elacompromete de maneira signicativa o estado geral da pessoa, podendo,inclsive, casar pnemonia. O perodo de incbao (tempo entre o

    contgio e o incio dos sintomas da doena) de 1 a 4 dias.

    A gripe m dos maiores problemas de sade pblica no mndo, poiso vrs Inenza se modica constantemente, dicltando qe o organ-ismo das pessoas se defenda da doena.

    ------------------------------------------------------------------------------------

    ATENOAs pessoas com algma doena respiratria crnica, imnidade en-fraqecida e idosos tm maior facilidade em adqirir infeces maisgraves, com possibilidade de complicaes fatais.------------------------------------------------------------------------------------

    quAIS OS SINTOMAS?

    Em ambos os casos os sintomas podem inclir: dor de cabea, nariz en-tpido, espirros, dor de garganta, dores no corpo, febre e tosse - m dossintomas qe mais incomodam os doentes.

    ------------------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEEm caso de sintomas de gripe, como febre repentina acima de 38, dores

    msclares e nas articlaes, dor de cabea e dicldade de respirar,procre o mdico.------------------------------------------------------------------------------------

    78

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    79/104

    COMO FEITO O CONTGIO?A forma mais comm a transmissodireta (pessoa a pessoa), por meio degotclas de saliva, expelidas ao falar,tossir o espirrar. Otra forma pelocontato indireto, por meio de secreesde pessoas doentes. Nesses casos, a mo o principal meio transmissor do vrs,ao favorecer qe partclas virais entrem

    diretamente na boca, olhos e nariz. Porisso to importante lavar as mos cor-retamente e vrias vezes ao dia.

    COMO TrATAr?Ainda no existem medicamentos qetenham demonstrado bons resltados nocombate aos vrs da gripe e dos resfria-dos, por isso o tratamento direcionadoao alvio dos sintomas. Reposo, sode analgsicos, antitrmicos e antiin-amatrios, alm de xaropes ajdam aaliviar os sintomas e eliminar o catarro.

    79

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    80/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    81/104

    A vACINA CONTrA A GrIPE uMA bOA FOrMAPrEvENO?Sim, a vacinao anal contra gripe pode ajdar a pr-

    nir a doena em 70 a 90% das pessoas o, pelo menos,diminir a gravidade da doena, redzindo as mortes em85%. Ela no protege contra otras infeces respiratriascomo o resfriado, para o qal ainda no h vacina preven-tiva disponvel.

    O efeito preventivo observado cerca de das semanas

    aps a administrao da vacina, por isso o so deve serfeito antes do inverno, poca em qe ocorrem os maioresndices de infeco.

    COMO ENFrENTAr MELHOr A GrIPE E OrESFrIADO? Mantenha ma alimentao sadvel.

    Beba bastante lqido. Pope sas energias: drma bem e descanse bastante. No tome antibiticos desnecessariamente. Mantenha a casa bem ventilada. Evite aglomeraes. Lave as mos com freqncia e se lenos descar-

    .

    Soro siolgico nas narinas ajda a combater a obs-tro. No agasalhe se lho exageradamente, isso pode

    desencadear ma convlso febril. No se medicamentos como xaropes, gotas nasais

    o descongestionantes sem ma avaliao mdica. Procre m servio mdico se tiver dvidas o ocor-

    rerem complicaes.

    81

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    82/104

    SAIbA MAIS SObrE A INFLuENZA A (H1N1)

    A Inenza A (H1n1) m novo sbtipo do vrs da gripe,sendo transmitida de pessoa para pessoa da mesma forma qea gripe comm (H3N2). Os sintomas so mito parecidos e seconfndem: febre repentina, tosse, dor de cabea, dores ms-clares, dores nas articlaes e coriza.

    Na maioria dos casos se apresenta da forma leve e se cra

    com hidratao, boa alimentao e reposo. No entanto, emcasos graves e pessoas qe faam parte do grpo de risco oqe apresentem fatores de risco para complicao da doena,como mlheres grvidas, necessrio o tratamento medica-mentoso.

    O tratamento com o medicamento especco somente deve

    ser tilizado aps rigorosa avaliao mdica. O se so inade-qado pode levar resistncia do vrs ao medicamento, di-cltando o combate doena, alm do risco de reaes ad-.

    PArA PrEvENIr A DOENA ALGuNS CuIDADOSbSICOS DE HIGIENE PODEM SEr TOMADOS:

    lavar freqentemente as mos com ga e sabo; evitar tocar os olhos, a boca e o nariz aps contato com

    sperfcies;

    no compartilhar objetos de so pessoal; e

    cobrir a boca e o nariz com leno descartvel ao tossir op.

    82

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    83/104

    83

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    84/104

    MEDICAMENTOS PArA ANEMIA

    O quE ANEMIA?Anemia a sitao em qe faltam cllas vermelhas no organismo(eritrcitos, glblos vermelhos), indispensveis para o transporte deoxignio pelo organismo e para a oxigenao dos tecidos.

    quAIS AS SuAS CAuSAS?A casa mais freqente a decincia de ferro, conhecida comoanemia ferropriva, mas ainda existem otros tipos de anemia como por

    decincia de cido flico e, raramente, por falta de vitamina B12.

    A anemia ferropriva pode ocorrer nos segintes casos: Ingesto insciente de alimentos fontes de ferro. Nos lactentes (entre 6 meses e 2 anos), qando alimentados comleite bovino: o ferro do leite bovino escasso e mal absorvido peloorganismo. O aleitamento materno evita a anemia, pois a absoro de

    ferro pelo leite materno mito sperior. Nas gestantes: ocorre a passagem de ferro da gestante para o fetopor meio da placenta, casando ma qeda de ferro. Por isso, deve serfeita a complementao de ferro, com orientao mdica drante opr-natal, para evitar anemia drante a gestao. Enfermidades tais como sndrome da m absoro, verminoses, doen-as gastrointestinais, miomas, o qaisqer otras enfermidades qe

    casem hemorragias, ocasionando perdas progressivas de ferro. Nos idosos desassistidos: por falta de recrsos, dentadra em maestado e alimentao deciente.

    quAIS OS SINAIS E SINTOMAS?Fadiga e fraqeza; dicldade de concentrao; vertigens e tontras;palpitaes e taqicardia; dores nas pernas; falta de ar; falta de apetite,

    especialmente em crianas; palidez na pele e na conjntiva (olhos).

    84

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    85/104

    COMO FEITO O DIAGNSTICO?O hemograma o principal exame a ser realizado

    qando h sspeita de anemia. Otros exames podemser tilizados para axiliar no diagnstico, tais como adosagem de ferritina e ferro sricos, entre otros.

    quAL O TrATAMENTO?O tratamento deve ser direcionado para tratar a casada anemia, qe normalmente a decincia de ferro. O

    so de medicamentos (ex. slfato ferroso oral) deve serfeito com orientao mdica. Deve-se adotar tambmma dieta rica em ferro, base de fgado, feijo, beterraba,folhas verdes como espinafre, cove, etc.

    MEDICAMENTOS bASE DE FErrOCuIDADOS NECESSrIOS

    Estes medicamentos podem casar irritaogastrintestinal, agravada com o so concomitante do cidoacetilsaliclico (AAS), o qe pode ocasionar sangramento.

    A ingesto destes medicamentos com alimentos redz asa absoro.

    As preparaes lqidas podem casar coloraotemporria nos dentes, sendo recomendada a ingestocom candinho.

    O tratamento com ferro interfere impedindo a ao dealgns medicamentos (por exemplo, com tetraciclina).

    O efeito do tratamento pode diminir com a ingesto deanticidos, medicamentos para lcera como a cimetidina e

    penicilamina sada em rematismo.

    85

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    86/104

    vITAMINAS

    O quE SO vITAMINAS?So m grpo de compostos orgnicos essenciais ao bomfncionamento do organismo, qe necessita de qantidadesmnimas dessa sbstncia para manteno da sade. Dentreas vitaminas podemos citar: vitamina A, C, D, E, K, H, cidopantotnico, niacina, biotina, cido flico e as vitaminas docomplexo B (B1, B2, B6 e B12).

    O quE SO POLIvITAMNICOS?So preparaes qe contm mais de ma vitamina, podendo serencontradas em diversas formas, como cpslas, comprimidos,ps o lqidos. So registrados na Anvisa como medicamentoso alimentos, dependendo da sa indicao e composio.

    NECESSrIO TOMAr MEDICAMENTOS A bASE DEvITAMINAS?Os alimentos so a principal fonte de vitaminas e minerais.Desse modo, normalmente no necessria tilizao depolivitamnicos, pois ma dieta variada, somada ao controle dasqantidades de gordra, acar e sal costma ser sciente.

    Os polivitamnicos e as vitaminas so indicados somenteqando h ma decincia ntricional grave, qe demorariaa ser tratada apenas por meio da alimentao. Neste caso, oscomplementos ntricionais devem ser tilizados por tempodeterminado, at a redo dos sintomas da decinciantricional.

    86

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    87/104

    quAIS OS CuIDADOS AO CONSuMIr ESSESPrODuTOS?

    usar apenas prodtos registrados. Bscar informaes com prossionais de sade. Segir orientaes da bla e rotlagem. Observar cidados especiais no caso de

    gestantes, crianas, idosos e pessoas qe fazemso de otros medicamentos.

    Comprar vitaminas e polivitamnicos apenas emfarmcias e drogarias.

    ----------------------------------------------------------------IMPOrTANTEQem deve diagnosticar ma falta o excesso devitaminas o mdico. A ingesto de vitaminas, semnecessidade, pode casar, o mesmo, agravar algmasdoenas.-----------------------------------------------------------------

    87

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    88/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    89/104

    COMO TrATAr AS DIArrIAS AGuDAS?Por serem de crta drao, a preocpao princi-pal no acabar com a diarria em si, mas prevenira desidratao, especialmente em crianas e idosos.

    Deve ser feita a reposio de sais e ga, perdidospor casa da diarria, atravs do so de soro ca-seiro o sais de reidratao oral.

    COMO TrATAr AS DIArrIAS CrNICAS?No caso das diarrias crnicas, o essencial a bs-ca de diagnstico para possibilitar a remoo da

    casa o tratamento do distrbio. Elas podem serresltado de mitos fatores: alergia ao leite de vaca,intolerncia ao glten (trigo, cevada, aveia), parasitasintestinais, cncer do estmago o do clon, socrnico de laxante e otros.

    quAIS OS CuIDADOS EM rELAO AO uSO

    DE MEDICAMENTOS PArA DIArrIA? O so de medicamentos para diarria nem sem-pre a melhor solo, pois pode retardar o diag-nstico e agravar o distrbio. Nnca devem ser tilizados qando hover febresperior a 38C o sange nas fezes. Pessoas com diarria sanginolenta, febre alta ocomprometimento do estado geral devem bscar

    o mdico, sob risco de agravar o qadro e compli-car a sade. O melhor remdio para diarria ingerir mitolqido (ga e soro caseiro).

    89

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    90/104

    ANAbOLIZANTES

    O quE SO ANAbOLIZANTES?

    Os anabolizantes so medicamentos base de hormnios, indicados parao tratamento de algmas doenas, como anemia, algns tipos de cncer,casos de reposio hormonal, atroas msclares, estmlo do crescimen-to em caso de pberdade masclina tardia, dentre otras.

    Esses medicamentos possem a propriedade de amentar os msclose, por esse motivo, so mito procrados por atletas o pessoas qeqerem melhorar o desempenho e a aparncia fsica. O so estticode anabolizante no feito por indicao mdica, portanto ilegal e aindaacarreta problemas sade.

    quAIS OS rISCOS DOS ANAbOLIZANTES?

    O so dos anabolizantes de forma indiscriminada pode casar diversasreaes graves, como tremores, acne grave, dores nas articlaes, a-mento da presso sangnea, tmores no fgado, alterao do hmor, comagressividade e raiva incontrolveis, alm de alteraes da libido e dicl-dades sexais. Existe tambm o risco de contaminao por doenas comoAIDS e hepatites, qando feito o so compartilhado de seringas con-taminadas.

    Vale ressaltar qe mitos dos anabolizantes vendidos fora das drogariasso medicamentos falsicados o contrabandeados. O consmo de medi-camentos falsicados oferece grandes riscos sade do srio, pois soprodtos de qalidade e segrana desconhecidas.

    90

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    91/104

    91

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    92/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    93/104

    ----------------------------------------------------------------------

    IMPOrTANTEExistem otros mtodos para evitar a gravidez, como sode camisinhas e do DIu - Dispositivo Intra-uterino. A ti-lizao de camisinhas importante em todas as relaes,para evitar tambm as doenas sexalmente transmis-

    sveis como AIDS, slis, gonorrias, etc.

    ----------------------------------------------------------------------

    93

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    94/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    95/104

    EXEMPLO DE uM CADERNO DE PREO

    O ICMS SOBRE O PREO DOS MEDICAMENTOS DIFERE NOSESTADOS:

    RJ: 19% GENRICOS EM MG: 12%SP e MG:18% DEMAIS ESTADOS: 17%PR: 12%

    DESCONTOS DE MEDICAMENTOSEm se tratando de mercado farmactico, o mecanismo de descontotilizado pelas farmcias amplia a concorrncia em relao venda demedicamentos. A livre concorrncia sempre foi o maior e mais ecazinstrmento de proteo e defesa do consmidor.

    95

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    96/104

    PrOPAGANDA DE MEDICAMENTOS

    COMO DEFINIr A PrOMOO DE MEDICAMENTOS?Segndo a Organizao Mndial da Sade (OMS), a promoode medicamentos refere-se a todas as atividades informativase de persaso realizadas pela indstria farmactica, a mde indzir prescrio, proviso, aqisio o tilizao demedicamentos.

    COMO AS INDSTrIAS SE uTILIZAMDA PrOPAGANDA?De forma geral, os annciantes reforam as caractersticaspositivas dos medicamentos e omitem ses aspectos negati-vos e perigosos, transmitindo a falsa idia de qe o prodtoannciado segro, sem contra-indicaes o sem efeitos co-laterais. Com isso, acabam indzindo ao so inadeqado demedicamentos, atomedicao e, em determinados casos,geram danos nanceiros pela aqisio de m prodto qe

    no cmpre o qe promete.

    ExISTE uMA FOrMA COrrETA DE FAZErPrOPAGANDA DE MEDICAMENTOS?Sim. Existem regras e restries para a realizao de propa-gandas. De acordo com a legislao em vigor, apenas os medi-camentos de venda isenta de prescrio mdica (aqeles qeno apresentam tarjas em se rtlo) podem ser veicladosnos meios de comnicao de massa (rdio, TV, jornal, revista,internet, entre otros).

    J os medicamentos de venda sob prescrio mdica (qeapresentam tarja vermelha o preta na embalagem) somentepodem ser annciados para os prossionais mdicos, dentistas

    e farmacticos, por meio de pblicaes especializadas.

    96

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    97/104

    As propagandas de medicamentos sem tarjaDevem apresentar as segintes informaes:

    Nome comercial Nome da sbstncia ativa Nmero de registro (exceo: rdio) Indicao (para qe serve o medicamento) A frase Se persistirem os sintomas omdico dever ser consltado

    Advertncia em relao sbstncia ativa.

    97

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    98/104

    ----------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEAlm de apresentar as informaes obrigatrias sobre osmedicamentos, as propagandas devem segir otras regras.Por exemplo, proibido nas propagandas:

    estimlar o so do medicamento de forma indiscriminada; inclir imagens de pessoas fazendo so do medicamento; sgerir qe o medicamento possi sabor agradvel, como:

    saboroso, gostoso, delicioso o expresses eqivalentes,bem como a inclso de imagens o gras qe remetam

    indicao do sabor do medicamento; tilizar palavras qe indzam diretamente ao consmo do

    medicamento, tais como: tenha, tome, se, experimente; sgerir qe a sade de ma pessoa poder ser afetada por no

    sar o medicamento.----------------------------------------------------------------------------

    OS CONSuMIDOrES PODEM DENuNCIArPrOPAGANDAS IrrEGuLArES?

    Sim, qalqer irreglaridade identicada na propaganda deve sercomnicada Vigilncia Sanitria. necessrio qe seja informadoo nome do prodto, a data e local da veiclao (TV, rdio, jornal,revista o farmcia onde foi distribda) e demais informaes qe

    axiliem na identicao da propaganda.As denncias podem se encaminhadas po meio da

    Cental de Atendimento da Anisa(www.anisa.go. o 0800-642-9782)

    98

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    99/104

    CuIDADOS COM A PrOPAGANDA NA INTErNET

    Seja cateloso com os anncios de prodtos qeprometem milagres relacionados ao emagrecimentoo cra de doenas graves (cncer, diabetes, AIDS eotras).

    As propagandas no podem alegar qe m alimento

    possi propriedades de cra e de tratamento dedoenas. Embora existam alimentos vendidos em formatipicamente farmacticas (cpslas, comprimidos,xaropes, entre otros), eles no devem ser confndidoscom medicamentos.

    As propagandas de medicamentos devem apresentarinformaes completas e eqilibradas, evitando qe as

    mesmas se tornem tendenciosas ao destacar apenasaspectos positivos do prodto, qando se sabe qe todomedicamento apresenta riscos.

    Veriqe se o prodto annciado possi registro naAnvisa, pois pode se tratar de m prodto irreglar omesmo de ma falsicao. O nmero de registro demedicamentos iniciado pelo algarismo 1.

    AS NORMAS SANITRIAS QuE REGuLAMENTAMA PROPAGANDA DE MEDICAMENTOS TAMBM

    SE APLICAM AOS ANNCIOS NA INTERNET.

    99

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    100/104

    AMOSTrAS GrTIS DE MEDICAMENTOS

    As amostras grtis de medicamentos, apesar de ajdarem

    algns pacientes no tratamento de sas doenas, so maisma das estratgias de pblicidade tilizadas pelas empre-sas para divlgarem ses prodtos. Por isso, tambm ex-istem regras para a sa prodo e distribio.

    COMO DEvEM SEr AS AMOSTrAS GrTIS?

    A fabricao das amostras grtis deve ser idntica dosmedicamentos originais, garantindo a mesma qalidade,segrana e eccia. Existem regras tambm para as qan-tidades de medicamentos em cada embalagem e para a en-trega das mesmas aos srios. Por exemplo, no caso dosantibiticos, o mdico o dentista sempre deve entregarma qantidade do medicamento qe seja sciente parao tratamento completo.

    100

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    101/104

    As embalagens das amostras grtis no podem veiclar designaes,smbolos, gras, imagens, desenhos, slogans e qaisqer argmen-tos de cnho pblicitrio, exceto aqeles j aprovados pela Anvisa

    para constar na embalagem do medicamento original.

    A rotlagem da amostra grtis deve ser idntica do medicamentoqe a origino, da mesma forma qe a sa bla. Contdo, algmasinformaes adicionais devem ser inseridas em ses rtlos, comoas expresses: AMOSTRA GRTIS, VENDA PROIBIDA euSO SOB PRESCRIO MDICA, em sbstitio expresso

    VENDA SOB PRESCRIO MDICA.

    ---------------------------------------------------------------------------------IMPOrTANTEAs amostras no podem ser comercializadas, devendo serentreges ao paciente pelo prossional mdico o dentista,no consltrio, o na farmcia do hospital, aps a conslta.

    ---------------------------------------------------------------------------------

    101

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    102/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    103/104

  • 7/28/2019 Medicamentos 122 Scri

    104/104

    realizao:

    a n v s - aSIA Trecho 5, rea Especial 57CEP: 71205-050Braslia - DF

    www.anisa.go.

    -------------------------------------------------------DISquE ANvISA: 0800 6429782DISquE-INTOxICAO: 0800 7226001-------------------------------------------------------