Tipos de Comércio

of 22 /22
Trabalho realizado: Daniel Coutada nº7 César Silva nº6 Tipos de Comércio Escola Básica e Secundária Vale do Tamel Disciplina : Comercializar e Vender Modulo 1 – Atividade Comercial

Embed Size (px)

description

 

Transcript of Tipos de Comércio

  • 1. Escola Bsica e Secundria Vale do Tamel Disciplina : Comercializar e Vender Modulo 1 Atividade ComercialTrabalho realizado:Daniel Coutada n7Csar Silva n6
  • 2. Para satisfazer as necessidades, no basta que umbem seja produzido, necessrio que chegue aosconsumidores, de forma cmoda e em quantidades certas. O comrcio uma das actividades que compe adistribuio correspondendo apenas fase em que seestabelece a troca de bens.
  • 3. o conjunto de todas as entidades singulares oucolectivas, que, atravs de mltiplas transaces comerciaise diferentes operaes logsticas, que vo desde a fase deproduo at de consumo, nas condies maisconvenientes a satisfazer as necessidades dos consumidores.
  • 4. Comrcio Grossista: quando o grossista contactadirectamente com o produtor e rene, por vezes produesque se encontram dispersas. Comrcio retalhista: quando o retalhista adquireos produtos junto do grossista, oferecendo-o aosconsumidores nos locais e nas quantidades que elesnecessitam. O retalhista contacta com o consumidor final.
  • 5. So as etapas percorridas pelos bens ou servios, atravs dediversos agentes econmicos com diferentes funes, desde o seulugar de produo at serem colocados disposio do consumidor.Estes so caracterizados pela sua extenso. Circuito ultra curto: quando o produtor oferecedirectamente os seus produtos aos consumidores. Circuito curto: quando o numero de intermedirios entreo produtor e o consumidor se reduz apenas ao retalhista, assumindoneste caso o produtor em funo de grossista. Circuito longo: quando intervm dois ou maisintermedirios desempenhando diferentes funes queestabeleam ligaes entre o produtor e o consumidor.
  • 6. O comrcio retalhista, de forma a obter melhoresresultados, organiza-se de vrias formas: - Comrcio independente - Comrcio integrado - Comrcio associado
  • 7. Comrcio independente: Constitudo porempresas familiares, de dimenses relativamentepequenas, onde empregam um reduzido numero detrabalhadores, operam normalmente num nico ponto devenda.
  • 8. Comrcio Associado: Compreende empresas quemantm a sua independncia jurdica, associando uma oumais actividades, de modo a obter vantagens, e a competir como comrcio integrado. Estas associaes de comerciantes, tmcomo objectivo efectuar compras em conjunto e obter preosmais baixos, devido ao grande volume de compras, que nuncaconseguiriam assegurar isoladamente.
  • 9. Comrcio integrado: Este tipo de comrcio,devido sua grande dimenso, rene as funes grossista eretalhista, explorando cadeias em pontos de vendasidentificados pela mesma insgnia, e, aplicando politicascomuns de gesto.
  • 10. Venda distncia: Tcnica de venda onde osprodutos so apresentados ao consumidor atravs de meiosde comunicao, como a televiso, catlogo, respondendoos consumidores por meios idnticos, quer por catlogo,telefonando, envio de cupes pelos correios. Neste tipo devenda no existe o contacto directo entre o comprador e ovendedor.
  • 11. Venda automtica: Este tipo de venda utilizaequipamentos automticos instalados em locais pblicos ede grande circulao. Neste meio de vendas, podemoscomprar desde bilhetes, tabaco, as bebidas, comida. Venda directa: Exige o contacto directo entre ovendedor e o consumidor, no entanto, este contacto no feito no ponto de venda, mas na casa do cliente ou noemprego, sendo habitualmente designada por venda aodomicilio.
  • 12. O comrcio em Portugalcaracteriza-se por um comrcioretalhista, grossista e com maiordiversidade, qualidade , quantidade emais perto da populao. Hoje em dia a populaopode comprar mais facilmente um ouvrios produtos que necessitam, pelofacto de existir vrias lojas,supermercados, hipermercados ouat shoppings muito perto das suashabitaes, com muita diversidade,qualidade e quantidade nos seusprodutos.
  • 13. Franchising uma estratgia para a distribuio ecomercializao de produtos e servios. um mtodoseguro e eficaz para as empresas que desejam ampliar suasoperaes com baixo investimento, representando, por outrolado, uma grande oportunidade para quem quer ser dono deseu prprio negcio.
  • 14. Royalties uma prestao financeira resultante da aplicao deuma percentagem sobre vendas que paga pelofranchisado ao franchisador mensalmente.
  • 15. Desvantagens do Franchising: No completamente independente. So obrigados a operar de acordo com as regras. Podem existir limitaes territoriais. Maiores custos iniciais. Maiores custos fixos. Um mau desempenho de um franqueado pode prejudicar todos. O termo e durao do contrato pode no ser flexvel. Pode existir m gesto das taxas de publicidade.
  • 16. Vantagens do Franchising: Formao inicial. Apoio na concepo e construo. Apoio no financiamento. Publicidade local, regional e nacional. Superviso continua e apoio gesto.
  • 17. Optimus Negcios A Optimus Negcios tem como objectivo contribuir deforma decisiva para que os profissionais e empresas emPortugal sejam melhores, mais competitivos e criem maisvalor. Assumem o compromisso de entregar as melhoressolues de comunicaes que sustentem os processos denegcio, contribuindo diariamente para fortalecer orelacionamento com os nossos parceiros de negcio e para umdesenvolvimento sustentvel.
  • 18. Define-se como uma compra no planeada, queocorre quando o desejo se sobrepe ao autocontrolo,possuindo uma forte influncia emocional e baixo controlocognitivo. uma compra rpida, espontnea, comandada porum estmulo e com pouca ponderao das consequncias. Conhecer os seus factores determinantes crtico paraos retalhistas, uma vez que a maior parte das decises decompra efectuadas pelo consumidor no so tomadas at estese encontrar dentro da loja.
  • 19. A compra por impulso motivada pelo espritoconsumista, ou seja, a pessoa no pode ver uma novidade ouuma oferta que j deseja adquirir o produto. Estecomportamento se torna ainda mais aquecido com asestratgias do mercado. Os estabelecimentos comerciaiscriam condies para que o consumidor torne-se ainda maisimpulsivos.
  • 20. Supermercado o local onde as pessoas compramgneros alimentcios e artigos de higiene, llimpeza e beleza,frios, carnes, pes, hortifruti e congelados.
  • 21. Hipermercado uma grande superfcie comercial devenda a retalho com parque de estacionamento prprio, quese caracteriza por ter uma rea superior a 2000m2, 50% daqual dedicada venda de produtos alimentares