“A Polícia Militar é uma instituição forte e de grande valor, mas é ... · Ostensivo Geral...

Click here to load reader

  • date post

    15-Dec-2018
  • Category

    Documents

  • view

    214
  • download

    0

Embed Size (px)

Transcript of “A Polícia Militar é uma instituição forte e de grande valor, mas é ... · Ostensivo Geral...

AME/RJ

CAVALARIA DA PM-RJ

A Polcia Militar uma instituio forte e de grande valor, mas necessrio que cada

um tenha conscincia de seu papel

Conhecer o trabalho do Regimento de Polcia Montada Coronel Enyr Cony dos Santos - com a sigla RPMont/CECS - foi uma experincia enriquecedora. O relacionamento entre policial e cavalo plenamente comparvel ao do pai que protege seu fi lho. Uma sintonia perfeita, sem exagero. E o que dizer da equipe de mdicos veterinrios? Profi ssionais muito dedicados e preparados a cuidar desses pacientes com todo respeito e amor que eles merecem

Localizado no bairro de Campo Grande, Zona Oeste do Rio, o RPMont comandado pelo Coronel Cristi ano Luiz Gaspar, nas fi leiras da Corporao h 30 anos. O Regimento possui 45 anos de existncia, mas sua origem remonta ao centenrio Regimento Marechal Caetano de Farias, onde hoje funciona o Batalho de Choque.

O RPMont uma unidade Operacional Especial da Polcia Militar responsvel pela ati vidade de Polcia Montada. Possui trs gneros bsicos: policiamento ostensivo a cavalo, policiamento em grandes eventos e tropa de choque montada, atuando no controle de

distrbios civis. Alm do Policiamento Ostensivo Montado, o RPMont realiza Escoltas a Cavalo, Guarda Lanceiros e ati vidades de cunho scio-comunitrio como a Equoterapia, que uti liza o cavalo como um agente teraputi co na reabilitao de crianas e adultos com necessidades especiais. Alis, o Coronel Gaspar dedicou sua colaborao a esse projeto durante oito anos.

Confi ra a seguir a entrevista genti lmente concedida pelo Comandante do RPMont Revista da AME/RJ.

MISSO DO RPMONT

O Regimento de Polcia Montada Cel PM Enyr Cony dos Santos (RPMont/CECS) desenvolve suas ati vidades em trs vertentes bsicas: o Policiamento Ostensivo Geral Montado (Policiamento Ordinrio), atuando em reas tursti cas como Aterro do Flamengo, Quinta da Boa Vista, Campo de Santana, Lapa e Lagoa Rodrigo de Freitas; Policiamento de Grandes Eventos (Policiamento Extraordinrio), voltado para shows, eventos desporti vos como jogos de futebol, carnaval, rveillon; e o Controle de Distrbios Civis Montado (CDC Mont), a lti ma linha de ao da polcia no confronto. Vale ressaltar que o servio de Cavalaria evita medidas extremas, mas s vezes so necessrias, para restaurao e preservao da ordem pblica.

EQUOTERAPIA: UM IMPORTANTE PROJETO SOCIAL

A Equoterapia teve seu incio em 1995 com o Coronel Sales

Filho (hoje na reserva) e o Coronel Gilmar (Comandante do 2 CPA). uma terapia complementar que uti liza o cavalo como mediador teraputi co no auxlio de pessoas com necessidades especiais. O atendimento gratuito e os prati cantes so acompanhados por uma equipe multi disciplinar formada por profi ssionais das reas de sade, educao e equitao. Em breve ampliaremos a capacidade de atendimento dos atuais 66 para 106 prati cantes. A Equoterapia uma ati vidade extremamente prazerosa e diverti da, j que rene benef cios f sicos, psicolgicos e sociais. Alm disso, aumenta a autoconfi ana, a segurana e a autoesti ma do prati cante.

FORMAO PROFISSIONAL

So ministrados no RPMont o Curso Bsico de Policiamento Montado habilitando os cadetes para realizar a ati vidade, o Curso de Policiamento Montado (ofi ciais e praas) e Curso de Controle de Distrbios Civis Montado, voltado para aes de controle de multi des e grandes manifestaes pblicas.

O Coronel Cristi ano Luiz Gaspar o comandante do RPMont/CECS

O emprego do policiamento ostensivo montado essencial preservao da ordem pblica

36

rgo Oficial da Associao de Oficiais Militares Estaduais do Rio de Janeiro

PARA SER UM BOM CAVALARIANO

Para atuar no Policiamento Montado necessrio primeiro que o policial tenha simpatia e afeio pelo animal. E depois, muita disposio, pois uma atividade que exige muito esforo fsico e mental.

DOMA E TREINAMENTO

Hoje possumos um plantel de 290 cavalos, sendo a maior parte da raa BH (Brasileiro de Hipismo). O animal chega ao Regimento na faixa dos 4 anos e aps a doma, recebe um treinamento especfico no que tange a realizao do Policiamento Montado. Durante este processo ele aprende a no disparar ao ouvir um estampido, ir ao trato no meio das multides sem machucar ningum etc. Levamos dois meses para adapt-lo ao servio Policial Militar. O cavalo se torna inservvel a partir dos 25 anos. Mas isso depende do seu condicionamento fsico. Temos uma gua de 32 anos, saudvel e que ainda est na ativa

O DIFERENCIAL DA CAVALARIA

A atividade de Policiamento Montado extremamente efetiva pela visibilidade que proporciona. O porte fsico avantajado do cavalo causa impacto de superioridade, possibilitando ao policial maior ostensividade e mobilidade durante as operaes, inibindo assim, o cometimento de delitos.

COMBATENTE POR EXCELNCIA

O policial tem no cavalo um companheiro de trabalho. Esto sempre juntos nas dificuldades e glrias. Ele sabe que tem ao seu lado no apenas um simples animal, mas sim um amigo e, acima de tudo, um

soldado corajoso, destemido e leal.

PRIMEIRO ESQUADRO DESTACADO

Essa a realizao de um sonho de mais de 40 anos. J existe no RPMont dois esquadres que atuam internamente, mas a primeira vez que um esquadro comea a atuar destacado da Unidade. O fato de a sede ser em So Cristvo facilita o trabalho dos policiais que, em sua maioria, vem de Campo Grande, o que proporciona mais facilidade na mobilidade e deslocamento da tropa para os pontos estratgicos da cidade. Alm disso, uma rea segura, arborizada e menos estressante para os animais. O Esquadro Destacado foi utilizado durante a Copa do Mundo e continua em atividade no patrulhamento ostensivo da cidade.

HIPISMO: TRADIO DA CORPORAO

A Polcia Militar do Rio de Janeiro referncia entre as instituies militares e at civis no que diz respeito s prticas equestres, principalmente no que tange ao hipismo. O ex-comandante do RPMont, Coronel Galvo, foi considerado o melhor Cavaleiro Sul-Americano. O Presidente da AME/RJ, Coronel Fernando Belo, um grande cavalariano e vencedor de vrios concursos nacionais. A equipe de Hipismo da PMERJ sagrou-se campe por equipe na competio em Gois. Os resultados falam por si s e mostram que a Cavalaria representa com excelncia a PM, elevando o nome da nossa Corporao no cenrio hpico do Estado.

PARCERIA COM O EXRCITO

O Policiamento Montado oriundo da atividade de Cavalaria, que uma atividade dos Exrcitos regulares. A linguagem que o RPMont usa a mesma que todos os quartis de Cavalaria do Exrcito no territrio nacional tambm praticam. H uma simbiose perfeita entre as Cavalarias Polcias Militares e Exrcito Brasileiro.

AS METAS DO RPMONT

Ao assumir o comando, estabeleci trs

prioridades: a inaugurao do Terceiro Esquadro Destacado, o aprimoramento tcnico-profissional da tropa e realizao de uma boa Copa do Mundo 2014 e o resgate das tradies Cavalarianas. Todas as metas foram devidamente atingidas e me sinto muito feliz e realizado. Alm disso, os cursos do Regimento esto a todo vapor, nossas equipes de hipismo conquistando prmios importantes e a Equoterapia aumentando sua capacidade de atendimento.

MENSAGEM FINAL

A Polcia Militar uma instituio forte e de grande valor. Ns, Policiais Militares, apesar de estarmos sendo analisados e cobrados o tempo todo pela sociedade, que nos paga, somos muito intensos e profissionalmente dedicados em nossas responsabilidades. Mas necessrio que cada um tenha conscincia de seu papel. No apenas graduados e oficiais, mas principalmente os que esto ingressando na corporao, pois so jovens em busca de insero social, que no aceitam mais compactuar com o erro e ser discriminados perante a sociedade. No mais, eu me sinto muito honrado e agradecido ao Comando Geral da PM por estar frente do RPMont. um sonho de todo cavalariano comandar este Regimento, que considerado uma das Unidades de Elite da Corporao.

Cavalo recebe carinho de policial do RPMont

A maior parte do plantel da raa Brasileira de Hipismo (BH), que um cavalo gil, esperto, dcil e fcil de lidar

37

AME/RJ

Andar a cavalo deixou de ser apenas um hobby ou prti ca esporti va. Problemas f sicos e psicolgicos - alm do estresse - podem ser tratados atravs da Equoterapia, um efi caz mtodo teraputi co de reabilitao que vem sendo desenvolvido h 19 anos pelo Centro de Equoterapia do RPMont. Para falar um pouco mais sobre o assunto, conversamos com o Capito PM Psicloga Cti a, que compe a equipe multi disciplinar do Centro, que tem ainda fonodiologos, fi sioterapeutas, pedagogos, terapeutas ocupacionais e educadores f sicos.

Segundo o Capito Cti a, a fi nalidade da Equoterapia reabilitar e educar prati cantes com algum ti po de defi cincia f sica, mental ou psicolgica, uti lizando o cavalo como um agente teraputi co.

A Equoterapia uti liza o cavalo como um mediador proporcionando ganhos a nvel f sico, psicolgico ou cogniti vo. No h limite de idade e o tempo de tratamento depende da evoluo de cada prati cante. Mas o ideal que a terapia acontea duas vezes por semana com durao de 30 minutos.

Para desenvolver a Equoterapia e atender as necessidades dos prati cantes preciso uma equipe multi profi ssional que atue de forma interdisciplinar para obter os melhores resultados.

Para o Capito, os benef cios surgem porque, na Equoterapia, o prati cante encontra no cavalo um amigo de confi ana e a recproca verdadeira.

Apesar do porte f sico avantajado, o cavalo um animal dcil e desperta nele uma relao de afeto e cumplicidade, essencial na sua recuperao.

Mas por que a Equoterapia to importante para a reabilitao do prati cante? A explicao est no movimento tridimensional do cavalo que ao caminhar se desloca para frente/trs, para direita/esquerda e para cima/baixo, alcanando os objeti vos neuromotores tais como: melhora do equilbrio, conscincia corporal, coordenao motora, fl exibilidade, fora muscular, entre outros benef cios.

A andadura do cavalo, que semelhante ao caminhar humano, age sobre o sistema nervoso central do prati cante, esti mulando-o.

PROGRAMAS DE EQUOTERAPIA

A Equoterapia consti tuda por trs programas bsicos, que so: Hipoterapia, Educao e Reeducao e Pr-Esporti va cada um destes com objeti vos especfi cos. O Capito frisa que todos os prati cantes passam por avaliao, por meio da qual identi fi cado o melhor programa equoterpico a ser aplicado.

A Hipoterapia indicada aos prati cantes que no possuem autonomia, seja esta f sica e/ou psicoemocional, necessitando de um auxiliar guia, para a conduo do cavalo e, se necessrio, um auxiliar lateral para mant-lo montado com segurana. No caso da Educao e Reeducao, o prati cante j possui um pouco mais de capacidade cogniti va e controle sobre o animal e depende menos do terapeuta. No Pr-Esporti vo, ele se mostra apto a conduzir o cavalo e parti cipar de pequenos exerccios especfi cos de hipismo. Nesse programa, o cavalo uti lizado como um instrumento de insero social.

Segundo o Capito ser implantado em breve o quarto programa, a Prti ca Esporti va Paraequestre, que tem por fi nalidade preparar o prati cante para competi es paraequestres, por exemplo, o hipismo

adaptado e as paraolimpadas. A proposta desse programa visa,

sobretudo, melhorar a auto-esti ma, autoconfi ana e da qualidade de vida do prati cante, de modo que ele aumente seu interesse pelo esporte.

Apesar dos inmeros benef cios, a Equoterapia no pode ser vista como nico mtodo de reabilitao.

Trata-se de uma terapia auxiliar. O prati cante deve conti nuar com seu tratamento convencional, fi naliza o Capito Cti a. Equoterapia no pode ser vista como nico mtodo de reabilitao.

Trata-se de uma terapia auxiliar. O prati cante deve conti nuar com seu tratamento convencional, fi naliza o Capito Cti a.

O Centro de Equoterapia do RPMont oferece gratuitamente, sesses de terapia com cavalos, tanto para familiares de Policiais Militares quanto para o pblico. O tempo mdio para cada sesso de trinta minutos. A Coordenadora do Projeto a Major PM Daniele Farias. Todos os cavalos da Equoterapia recebem treinamento especfi co e precisam ser dceis, mansos e ter facilidade de aprendizagem.

Cavalos: dceis, fiis e brincalhes. E tambm excelentes terapeutas!

O trabalho da Equoterapia desenvolvido por uma equipe multi disciplinar que atua nas reas de sade, educao e equitao

Diagnosti cado com paralisia cerebral, Mateus uma das crianas assisti das pela Equoterapia

S A I B A M A I S

Centro de Equoterapia Regimento de Polcia Montada (RPMont) - Av. dos Estados, s/n, em Campo Grande.

38