Comunicação Pra Quê?

download Comunicação Pra Quê?

If you can't read please download the document

  • date post

    19-Dec-2014
  • Category

    Education

  • view

    17.634
  • download

    1

Embed Size (px)

description

Comunicação Pra Quê?A comunicação corporativa avançou muito nos últimos anos no Brasil, e isso deve-se, sem dúvida, aos profissionais que ultrapassam as fronteiras do desempenho cotidiano de suas funções. Não se contentam com a tarefa bem feita e vão alem, pensando em novas formas de solucionar novas questões. Sim, porque em um ambiente dinâmico com o corporativo não se pode tratar de comunicação de forma estática ou mecânica. Márcio tem sido um desses profissionais. Com seus textos, tem feito muito de seus colegas pensarem a buscarem, como ele, formas a que se refere demonstram o quanto está inserido na realidade da comunicação corporativa brasileira, atuando como sujeito e, ao mesmo tempo, como observador privilegiado.Mônica AlvarengaJornalista e diretora da Múltipla Comunicação

Transcript of Comunicação Pra Quê?

  • 1. 3

2. Marcio Gonalves Voc pode: copiar, distribuir, exibir e executar a obraSob as seguintes condies: Atribuio. Voc deve dar crdito ao autororiginal, da forma especificada pelo autor oulicenciante. Uso No-Comercial. Voc no pode utilizaresta obra com finalidades comerciais. Vedada a Criao de Obras Derivadas.Voc no pode alterar, transformar ou criaroutra obra com base nesta. 1a edio Para cada novo uso ou distribuio, voc devedeixar claro para outros os termos da licenadesta obra. Qualquer uma destas condies podem serrenunciadas, desde que voc obtenhapermisso do autor. 2007 SO PAULO - BRASIL 5 3. Sumrio Sumrio COMUNICAO PRA QU?08 PrefcioCopyright 2007 by Marcio Gonalves Todos os direitos reservados. 12 Apresentao1a edio proibida a venda e reproduoparcial ou total sem autorizao do autor. 16 Abaixo o Sujeito Indeterminado18 Barreiras comunicao empresarialImpresso e acabamento: 26 A vaidade como barreira na comunicao30 Cultura empresarial e comunicao34 O mal estar da comunicao internawww.allprinteditora.com.br info@allprinteditora.com.br 38 Inovao, liderana e comunicao(11) 5574-532242 Os desafios de se fazer entenderRevisoThas Gebrim 46 Quando a comunicao interna se torna uma ameaaIlustraes 50 Quebrando as barreiras na comunicao daNestablo Ramos Neto(0xx61) 8449-8917 informao52 De programas internos de TV a blogsEditorao EletrnicaYuri Bravo 56 As ferramentas de comunicao interna www.yuribravo.com 66 Concluso?Design de Capa e Colorista: Priscila Ribeiro68 Blogs e sites imperdveis(24) 9219-9775http://brunohang.fotoblog.uol.br 69 Quem Marcio Gonalves? 67 Marcio Gonalves 4. Prefcio O alerta de Marcio Gonalves com este livro possui,poca que ficar registrada na histria danas entrelinhas, um adicional que faz toda a diferena humanidade como era da informao e doem relao a outros tantos livros sobre comunicaoconhecimento.interna: foi dado por um profissional que adquiriuexperincia exatamente em empresas deSe a tecnologia da informao vem tomando espaocomunicao. O que nos remete a um outro alerta: estratgico num mundo em que o tempo se tornoucomunicar-se dentro das organizaes uma uma jia preciosa e as distncias precisam serquesto to complexa, que afeta at as empresasencurtadas a todo custo, por outro lado, nos faz reverespecializadas em promover a comunicao com se no estamos, de alguma forma, endurecendo adiversos pblicos. E, se em casa de ferreiro o espetocomunicao. Talvez, a ausncia cada vez mais de pau, o que ser da residncia alheia? constante do olho no olho esteja trazendo o tema comunicao interna discusso de forma toNo cabe aqui remontarmos aos hierglifos dosintensa. Talvez seja a necessidade de nos tornarmosprimrdios da civilizao para descobrir se ato velozes para competir, que no sobre tempo paracomunicao foi criada de forma catica ou no.lanar um olhar mais cuidadoso ao que dizemos,Trata - se do uso e interpretao das palavras,quando, como e por que dizemos.envolvendo no s tcnicas na sua utilizao, mastambm sentimento, timing, sensibilidade,entonao. Uma das primeiras coisas que um Que levante a mo quem ainda no confabulou comjornalista aprende que, ao fazer uma reportagem, os colegas de equipe sobre a falta de transparnciaele precisa estar atento a cinco informaes iniciais: da liderana, por descobrir que os objetivos pregadoso que, onde, quando, como e por que o fato nos murais e divulgados na imprensa nada tm aaconteceu. Impossvel pensar em comunicao semver com o novo projeto anunciado, que mudar aster respostas para esses mesmos questionamentos. diretrizes de atuao no mercado e que voc, eE isso ganha um peso infinitamente maior numaoutros tantos funcionrios, nem sequer suspeitava.prefcio 89 Marcio Gonalves 5. E a, de quem a culpa? Sua, que no foi suficientemente especulador para descobrir as entranhas da empresa? Do seu chefe, que no soube ou no pde e foi condescendente levar essa informao a seus liderados? Ou da empresa, que opta pela cultura low profile, que requer que se aperte a tecla SAP para ser compreendida? E a quem cabe mudar isso? Um departamento especfico de comunicao interna conseguiria dar conta do recado num ambiente em que o que se diz no se escreve? Seus profissionais so capazes de transformar a cultura de uma empresa, mesmo que o topo da pirmide tenha criado o departamento apenas como fachada? E at que ponto simples mortais como eu, voc, a recepcionista, o profissional de vendas, o gerente de logstica ou o office-boy temos responsabilidade sobre a dificuldade de clareza no dilogo? Esses questionamentos motivaram o Marcio a fazer provocaes que, certamente, vo levar o leitor a refletir na prxima vez em que a comunicao, ou a falta dela, tirar seu bom humor ou lhe roubar o sono. Thas Gebrim 10Marcio Gonalves 6. ApresentaoTer motivao para escrever realmente uma com o que havia visto, no ia dar certo sentar em tarefa muito difcil. Mesmo que as palavras sejam frente ao computador e ainda buscar breves, marcamos a vida de quem as l e, porembasamento terico para descrever o que estava isso, estar motivado a colocar as palavras certas e sentindo. Ento, assim foram feitos estes textos no momento certo fator importantssimo. que hoje esto aqui reunidos fazendo parte do meu primeiro livro. Vale a pena deixar claro aqui que todos os textos que voc ir ler a partir de agora surgiram com a Creio, tambm, que na comunicao empresarial seguinte motivao: indignao de ver ash uma excelente oportunidade de atuao da empresas darem a mnima para a importncia da nova gerao de comuniclogos que esto vindo comunicao. Foi bom, porm, porque por umpor a. Em minhas aulas meu incentivo que os lado, pelo menos, um pequenino livro eu at alunos descubram essa rea e comecem a consegui escrever por causa disso.imaginar o quanto seus conhecimentos sobre comunicao podero lhes render benefcios se os Nas minhas passagens por empresas pelas quais aplicarem numa empresa carente da importncia eu tive o prazer de trabalhar, sempre percebi que da comunicao. Ainda bem que os cursos de muita coisa no ia para frente por conta da mcomunicao esto despertando para esse novo liderana. Esses chefes, que (alguns) de lderesnicho e j tm em seus currculos a disciplina de no tinham nada, nem ligavam para fazer comunicao empresarial. acontecer uma comunicao empresarial sadia dentro do ambiente de trabalho. Ento isso, amado leitor. Seja feliz na leitura! Se voc se identificar com algumas das situaes Acredito que, se a liderana no comprar a idiadescritas por a, aproveite para levantar o debate de investir na comunicao, a empresa no sobre elas. Chame o seu chefe para uma poder ir muito longe e seu tempo de vida ficaconversa, interaja com seu grupo, procure o chefe comprometido. Se a chefia no comprar a idia,do outro departamento e mos obra. Vamos quem ir fazer? claro, tambm, que voc no fazer com que todos da empresa despertem e deve ficar parado e esperar pela soluo vir do usem a comunicao em prol de coisas boas para cu. Se estiver disposto, comece a mudar aela e para quem dela faz parte. situao a partir de agora. Pegue alguns aliados e promova a mudana do clima do seu local deForte abrao, trabalho com a ajuda da comunicao.Marcio GonalvesVoc ver que em nenhum momento busquei umApresentao linguajar acadmico para tratar da comunicao nas empresas. Em alguns, confesso que at arrisquei. Mas como eu no estava confortvel1213Marcio Gonalves 7. Postado por Marcio s 17:37 Comente com os colegas (00) linksVoc perceber que a diagramao buscou resgatar uma visualizao baseada nos posts de blogs. A proposta que a leitura dos textos frente permita que voc leve os assuntos para debate com os colegas de trabalho e, tambm, aproveite para divulgar pela rede. Com o avano das novas tecnologias de informao e comunicao, os blogs vm surgindo como uma nova ferramenta de comunicao com os pblicos. Ainda falta muito para as empresas brasileiras entenderem os benefcios desta ferramenta. Enquanto isso, eu sigo divulgando em meu blog a importncia de uma boa comunicao. A gente se v por l: http://marcio-comunicacaoempresarial.blogspot.com 14Marcio Gonalves 8. 05/01/07Abaixo o Sujeito IndeterminadoO maior desafio das organizaes modernas temPara evitar que esses rudos aconteam os sido fazer com que a comunicao interna seja de procedimentos devem estar catalogados. Para que qualidade. Para que isso acontea, todos oshaja uma boa comunicao interna as reunies funcionrios devem estar dispostos a contribuir. devem ter uma pauta. Logo em seguida deve-se Essa faanha, porm, nem sempre possvel ter um registro do que nela foi discutido. A porque o grande vilo, o Sujeito Indeterminado,divulgao de uma notcia no quadro deve ter a aquele que ningum sabe quem foi que falou,assinatura de quem a escreveu. O que for falado impede a qualidade desse processo. tambm deve ser escrito. Se necessrio, crie umdirio de bordo. Registre nele as alteraes ou Muitas organizaes criam em seus ambientesaes tomadas neste dia. Faa reunies peridicas esse clima do disseram-para-fazer-assim ee esclarea dvidas. No deixe que no seu acabam por permitir que rudos e fofocas departamento as coisas estejam subentendidas. O ABAIXO O SUJEITO INDETERMINADO aconteam. Essa falha na comunicao interna sucesso de sua equipe depende da forma como resulta em execuo de tarefas erradas ou atvoc conduz a comunicao entre seus membros. mesmo em desligamentos sem fundamento. No se pode deixar que o sujeito indeterminado tomeOs lingistas que me perdoem, mas vamos dar um conta do ambiente. basta no Sujeito Indeterminado. Tem que se dar nome aos bois. Se algum chegarLinks Favoritos: www.abracom.org.br para voc e disser para fazer deste jeito, acredite, Abaixo o Sujeito Indeterminado sim, somente se ele for o seu chefe ou se, naquelePostado por Marcio s 13:15 momento, quem estiver no comando estejaComente com os colegas (02) links assumindo o papel dele. O que acontece nas 1. E voc? Ser que est fazendo a sua parte na organizaes hoje que ningum nunca falou hora de divulgar uma informao?nada. sempre algum q