Porque S£o Contestveis Pesquisas Eleitorais - Presidente

download Porque S£o Contestveis Pesquisas Eleitorais - Presidente

of 38

  • date post

    25-Dec-2015
  • Category

    Documents

  • view

    11
  • download

    4

Embed Size (px)

description

Direito Eleitoral

Transcript of Porque S£o Contestveis Pesquisas Eleitorais - Presidente

  • 1

    Porque so contestveis as pesquisas eleitorais?

    Mrio Ferreira Neto, netoferreiramario@gmail.com1 Yasmim Correia Ribeiro Ferreira, yasmimribeiro20@gmail.com2

    RESUMO Em uma pesquisa eleitoral de inteno de voto, a populao a ser pesquisada, so todos os eleitores acima de 16 anos, aptos a votar no pleito de 2014. Por causa dos problemas de alto custo, se torna impraticvel e invivel a realizao de pesquisa da inteno de voto para Presidente da Repblica com todas as pessoas que compe o eleitorado brasileiro. Por isso, a pesquisa eleitoral tem-se que ser realizada com uma amostra - pequena parte da populao, porm com uma amostra considervel, contendo caractersticas semelhantes que tendem mesma preferncia poltica, para que essa tendncia - comportamento do eleitorado - se reproduza para a populao eleitoral brasileira, porm aquelas caractersticas e comportamentos, na maioria so relativos, por genericamente se apresentarem como fotografia do momento. Dependendo do cenrio poltico, do acirramento da campanha eleitoral, da posio ideolgica de determinado tema polmico ou da guerra de ofensas pessoas e polticas, poder ocorrer repentinamente mutabilidade do comportamento do eleitor - mudana da preferncia poltica. Por estas circunstncias, porque so contestveis as pesquisas eleitorais? PALAVRAS-CHAVES: Pesquisas eleitorais, erros ou falhas, influncia na deciso da inteno de voto. ABSTRACT In an election poll on voting intentions, the population being researched, are all voters above 16 years eligible to vote in the election of 2014 Because of the problems of high cost, it becomes impractical and unfeasible to conduct research intention to vote for president with all the people that make up the Brazilian electorate. Therefore , electoral research has to be conducted with a sample - small part of the population, but with a considerable sample containing similar characteristics that tend to the same political preference, for this trend - behavior of the electorate - to reproduce for Brazilian electoral population, but those characteristics and behaviors, most are related, by presenting themselves as generically "photograph of the moment". Depending on the political scene, the intensification of the campaign, the ideological position of a particular controversial topic or the "war" of people and political offenses, may suddenly occur to the mutability of voter behavior - change of policy preference. For these circumstances, because the polls are questionable?

    1 Licenciado em Matemtica pela Fundao Universidade do Tocantins - UNITINS; Especialista em Matemtica e Estatstica pela Universidade Federal de Lavras do Estado de Minas Gerais - UFLA; Especialista em Orientao Educacional pela Faculdade Salgado Oliveira - UNIVERSO; Especialista em Gesto Judiciria pela Faculdade Educacional da Lapa- FAEL; Especialista-MBA em Percia Judicial e Auditoria pela Pontifcia Catlica de Gois em convnio com Instituto de Organizao de Eventos, Ensino e Consultora - PUC-GO/IPECON; Acadmico do Curso de Direito da Faculdade Cambury - Campus de Goinia. 2 Acadmica do Curso de Direito da Fundao Universidade do Tocantins.

  • 2

    KEYWORDS: Polls, errors or failures , influence the decision of voting intention .

    INTRODUO

    Toda vez que a imprensa televisiva ou jornalstica divulga ou publica os resultados

    das pesquisas eleitorais, seja participante de algum grupo poltico ou simplesmente eleitor,

    surge em nossa mente uma dvida: Ser que devemos confiar nos dados apresentados de

    intenes de votos? H casos de pesquisas eleitorais para Presidente da Repblica, em que

    menos de 2.100 pessoas foram entrevistadas-pesquisadas dentro de um universo eleitoral

    de 142.822.046 pessoas eleitores aptos. Alm disso, sempre existem diversas reclamaes

    de candidatos, de partidos polticos e da sociedade, queles que esto em m posio nas

    disputas eleitorais, segundo as pesquisas. As acusaes so desde contradies, distores,

    erros e falhas na metodologia da coleta dos dados, inclusive chagam a alegar m-f na hora

    da divulgao-publicao dos resultados pesquisados.

    Apesar destes argumentos contrrios em relao confiabilidade e credibilidade

    das pesquisas eleitorais, indispensvel em uma pesquisa eleitoral, ter uma boa

    metodologia de amostragem, uma boa coleta dos dados, uma anlise e avaliao

    adequada dos resultados, sobretudo realizar uma apurao matemtico-estatstica

    correta sem qualquer manipulao ou artifcio matemtico e estatstico dos resultados

    das intenes de votos pesquisadas.

    Em ano de eleies, aparece uma enxurrada de pesquisas eleitorais, toda semana, a

    respeito da inteno de voto, realizadas por diversos institutos de pesquisas, que servem ou

    prestam-se a orientar estratgias poltico-partidrias, que determinam as diretrizes e rumos

    das campanhas polticas, ainda despertam e influencia financiadores de recursos de

    campanhas eleitorais, alm dos interesses de grande parte do eleitorado, que por vez,

    influencia-o na tomada de sua deciso do voto.

    A pesquisa eleitoral utilizada na tentativa de conhecer a inteno de voto dos

    eleitores, porm realizada apenas em uma pequena parte do eleitorado, dependendo da

    circunstncia, desta pequena parte no se pode concluir que todo o eleitorado decidir, no

    percentual divulgado, votar naquele ou noutro candidato ou em nenhum deles.

    O objetivo deste trabalho esclarecer questes relevantes divulgadas ou publicadas

    nas pesquisas eleitorais, principalmente para os leitores no familiarizados com a teoria

    estatstica referente inferncia estatstica. As informaes contidas em uma pesquisa

  • 3

    eleitoral possuem aspectos tcnicos relativamente simples, mas que devem ser

    considerados por todos aqueles que tenham interesses em compreend-las, analis-las e

    interpret-las para que no seja distorcida ou dissociada da realidade do cenrio poltico-

    partidria, que estamos vivenciando.

    TEMA

    As divulgaes e publicaes das pesquisas eleitorais de intenes de votos para o

    pleito eleitoral de 2014 de disputa do Cargo de Presidente da Repblica, na jurisdio dos

    5.570 municpios brasileiros, tendo em vista definies metodolgicas e tcnicas de

    amostragens em relao ao tamanho da populao, da amostra, da margem de erro e do

    nvel de confiana, questiona-se: Porque so contestveis as pesquisas eleitorais?

    JUSTIFICATIVA

    As pesquisas de opinio eleitoral, nos anos de eleies, vm ocupando um destaque

    especial e um espao significativo na mdia, sobretudo, televisiva no horrio poltico,

    destinado propaganda eleitoral. Nesta poca, somos bombardeados com inmeros dados

    percentuais de pesquisas de inteno de voto.

    Em uma pesquisa eleitoral de inteno de voto, a populao a ser pesquisa-

    entrevistada, so os eleitores aptos a exercerem o direito de voto, com idade igual ou

    superior a 16 anos, devidamente inscritos no processo eleitoral.

    Em funo dos problemas de custo e tambm por questo humana, se torna

    impossvel e impraticvel pesquisar-entrevistar todos os eleitores que compe a populao,

    pois que o Brasil possui atualmente 142.822.046 (cento e quarenta e dois milhes e

    oitocentos e vinte e dois mil e quarenta e seis)3 eleitores aptos ao exerccio do direito de

    voto.

    O maior problema saber como utilizar essas informaes para se que obtenha uma

    estimativa resultado, que seja correto e coerente para a proporo de eleitores da

    populao, no sentido de poder generalizar aquele resultado no universo populacional. Uma

    forma de se mostrar esses resultados utilizando uma margem de erro inter-relacionada a

    3 Fonte: http://www.tse.jus.br/eleicoes/estatisticas/estatisticas-eleitorais-2014-eleitorado.

  • 4

    um nvel de confiana considervel para a proporo de eleitores da amostra, que

    pretendem votar ou no em determinado candidato ou mesmo que estejam indecisos ou

    ainda que pretendam votar em branco ou nulo.

    PROBLEMA

    Antes de se protocolar o pedido de registro de candidatura ou mesmo de iniciar as

    propagandas poltico-partidrias, os institutos de pesquisa eleitoral, diuturnamente se

    lanam na sociedade a realizar pesquisas de intenes de votos, na modalidade espontnea

    a pessoa pesquisa diz livremente sua inteno de voto e estimulada a pessoa

    direcionada a dizer a sua inteno de voto em um ou outro candidato indicado.

    No perodo de campanha eleitoral: 05/07/2014 data a partir da qual ser permitida

    a propaganda eleitoral (art. 36, caput, Lei n. 9.504/1997), a 04/10/2014 ltimo dia, at s

    22h, para a distribuio de material grfico e a promoo de caminhada, carreata, passeata

    ou carro de som que transite pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos

    (art. 39, 9, Lei n. 9.504/1997), a linguagem estatstica e matemtica passa fazer parte do

    cotidiano dos brasileiros.

    Com a enxurrada de realizaes de pesquisas eleitorais procuram mostrar e explicar

    a realidade da inteno de voto do eleitor, por intermdio da mensurao e quantificao

    dos dados coletados com as pesquisas-entrevistas, na maioria, no confiveis por no se

    adotar metodologias e parmetros corretos e coerentes com as teorias aplicveis

    matemtico-estatsticas.

    As estatsticas e os nmeros divulgados pelos institutos de pesquisas eleitorais por

    meio da mdia jornalstica impressa e televisiva tm a finalidade de repassar a mensagem

    resultados das pesquisas.

    Questionamos: 1- Porque so contestveis as pesquisas eleitorais? 2- Quais as

    contradies, distores, erros ou falhas metodolgicas ou tcnicas existem nas pesquisas

    eleitorais? 3- Quais so ob